Miliciano que pode ter respostas sobre morte de Marielle se entrega à polícia

Enquanto isso, Adriano Nóbrega, chefe do Escritório do Crime que tem ligação com a família Bolsonaro, segue desaparecido

Jornal GGN – Acusado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro de integrar uma das maiores milícias do Estado, Jorge Alberto Moreth, mais conhecido como Beto-Bomba, se entregou à Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil na noite de sexta (25).

Beto-Bomba é apontado como ex-presidente da Associação de Moradores de Rio das Pedras e um dos líderes da milícia que comanda a região. Ele estava foragido desde a Operação Intocáveis, deflagrada em janeiro deste ano.

A Associação é usada como “quartel-general dos milicianos, para legalização de imóveis ilegais, seja como presidente ou tesoureiro”.

Ainda há ações em andamento em busca de outros membros da quadrilha, incluindo o ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega, que está foragido. Adriano teve esposa e mãe contratadas pelo gabinete de Flávio Bolsonaro ao longo de quase 10 anos. Além disso, foi homenageada pelo hoje senador duas vezes.

Os investigadores acreditam que através de Moreth, a Polícia Civil pode conseguir informações sobre “o grupo de pistoleiros ligado à organização criminosa” que teria mandado matar a ex-vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes.

Com informações de O Globo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Clipping do dia

11 comentários

  1. Nsssif: das duas, ambas. Ou o meliante tá com o fiofó na mão, como medinho de queimarem o arquivo, ou foi treinado prá “delatar” apenas o combinado com os VerdeSauvas.

    Como tudo que envolve o Planalto “atual” é pago em dindim (como o recente tratamento hospitalar do “laranja” Queiroz) não será possível rastrear origem da grana, se da Taquara ou de Brasilia.

    Mas acho muita ingenuidade de bandido descolado como esse tal de Bomba, marginal liso e escolado na senda do crime, desde tenra idade, pedir arrego sem mais nem menos.

    Agora a grande mídia, já contratada, vai focar a notícia, distorcida como sempre, nesse fulano, desviando de assuntos importantes.

    Possivelmente seja estratégia do Congresso, orquestrada por aquele que trocou a beca por um lugar ao sol, visando desviar atenção dos fracassos do bando palaciano na Casa das Leis.

  2. Eu gostaria de ver uma matéria desse jornal abordando o caso Celso Daniel e também outra sobre os empréstimos do BNDES para Cuba, Venezuela e ditaduras africanas e da América Central, envolvendo as empreiteiras OAS e Odebrecht.

  3. Tem que falar tudo o que sabe, QUEM MANDOU MATAR!!! Se não a justiça ficará mais desacreditada do que já está…aí tem otário que quer esconder o que pode vir a afetar esse governo de malucos!!!

  4. Existe tantos setores da Sociedade (politico, Judiciário,polícia Cívil Polícia Militar,Policia FEDERAL) interessada em” NÃO “encontrar os Culpados,que vai ser um caso insolúvel..

  5. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome