No Clarín, Dilma diz que organizar Copa é motivo de orgulho para os brasileiros

Do Clarín

Dilma: “Organizar a Copa é motivo de orgulho para os brasileiros”

Neste texto, exclusivo na Argentina para o Clarín, a líder brasileira afirma que os brasileiros estarão unidos “fora e dentro dos campos” e que os turistas vão poder constatar que o país vive “democracia plena”. Dilma afirma ainda que o país convive “harmonicamente” com os protestos e as reivindicações sociais. 

A partir desta quinta-feira, os olhos e os corações do mundo estarão voltados para o Brasil. Trinta e duas seleções, representando o melhor do futebol mundial, estarão disputando a Copa do Mundo, a competição que de quatro em quatro anos transforma a todos nós em torcedores.

É o momento da grande festa internacional do esporte. É também o momento de celebrarmos, graças ao futebol, os valores da competição leal e da convivência pacífica entre os povos. É a oportunidade de revigoramos os valores humanistas de Pierre de Coubertin. Os valores da paz, da concórdia e da tolerância.

A “Copa das Copas”, como carinhosamente a batizamos, será também a Copa pela paz e contra o racismo, a Copa pela inclusão e contra todas as formas de preconceito, a Copa da tolerância, da diversidade, do diálogo, do entendimento e da sustentabilidade.

Organizar a Copa das Copas é motivo de orgulho para os brasileiros. Fora e dentro de campo, estaremos unidos e dedicados a oferecer um grande espetáculo. Durante um mês, os visitantes que estiverem em nosso país poderão constatar que o Brasil vive hoje uma democracia madura e pujante.

O país promoveu, nos últimos doze anos, um dos mais exitosos processos de distribuição de renda, aumento do nível de emprego e inclusão social do mundo. Reduzimos a desigualdade em níveis impressionantes, elevando, em uma década, à classe média 42 milhões de pessoas e retirando da miséria 36 milhões de brasileiros.

Somos também um país que, embora tenha passado há poucas décadas por uma ditadura, tem hoje uma democracia vibrante. Desfrutamos da mais absoluta liberdade e convivemos harmonicamente com manifestações populares e reivindicações, as quais nos ajudam a aperfeiçoar cada vez mais nossas instituições democráticas.

Em todas as 12 cidades-sedes da Copa, os visitantes poderão conviver com um povo alegre, generoso e hospitaleiro. Somos o país da música, das belezas naturais, da diversidade cultural, da harmonia étnica e religiosa, do respeito ao meio ambiente.

De fato, o futebol nasceu na Inglaterra. Nós gostamos de pensar que foi no Brasil que fez sua moradia. Foi aqui que nasceu Pelé, Garrincha, Didi e tantos craques que encantaram milhões de pessoas pelo mundo. Quando a Copa volta ao Brasil depois de 64 anos é como se o futebol estivesse de volta para a sua casa.

Somos o País do Futebol pelo glorioso histórico de cinco campeonatos e pela paixão que cada brasileiro dedica ao seu clube, aos seus ídolos e a sua seleção. O amor do nosso povo por esse esporte já se tornou uma das características de nossa identidade nacional. Para nós o futebol é uma celebração da vida.

Em nome de 201 milhões de brasileiras e brasileiros, estendo as boas-vindas aos torcedores de Argentina e a todos os visitantes que vierem ao Brasil compartilhar conosco a “Copa das Copas”.

* Presidenta da República Federativa do Brasil

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. A Copa só deu lucro para a Globo, empresários e corruptos do PT

    A Presidenta da República esconde a insastifação geral do povo com a Copa. Neste momento pipocam várias greves dos serviços públicos no país. Os hospitais federais estão em greve. Não se marca cirurgias há mais de tres meses, desde quando a greve foi declarada. Paradoxalmente, este tipo de greve interessa aoss políticos do Governo Federal,porque é um modo terrorista de fazer economia de gastos públicos. Estou com os exames prontos para fazer uma cirurgia no INTO,mas os centros cirurgicos só estão atendendo casos de urgencia.   A situação pode chegar ao caos se as policias estaduais entrarem em greve na Copa. O Metro de S.Paulo puxado pela CUT esta em greve.A copa só dará lucro para o políticos do PT que levaram muito dinheiro com os supefaturamentos dos estádios e obras urbanas de maquiagem.

  2. Insatisfação geral não, me

    Insatisfação geral não, me inclua fora dessa. A copa, além de ser um momento de confraternização entre os povos, é também um momento único para um país divulgar suas potencialidades, se abrir para o turismo e acelerar alguns investimentos que dificilmente seriam aprovados em momentos “normais”. 
    Eu tenho sim orgulho do Brasil está sediando a Copa do Mundo, não sou mais um manipulado que acredita que a copa vai ser ruim para o país, que todo o dinheiro investido pelo governo brasileiro foi para construção de estádios e que a vida do país mudaria para melhor se não houvesse copa. 
    Muitas das greves estão surfando na visibilidade que a copa oferece, a greve é um direito, mas acho que estão abusando, isso é outra discussão. Mas o que país estará melhor após o evento isso é líquido e certo, até pelo fato de ter despertado muita gente para “discutir” política, ainda que ouvindo apenas um lado da história.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome