O que os presidenciáveis têm a dizer? Canal do Youtube pergunta

https://www.youtube.com/watch?v=gdZWjJ6vqCI width:700 height:394

Jornal GGN – O canal no Youtube “Nostalgia” decidiu preparar uma esquete com as principais propostas dos candidatos à Presidência da República, incluindo a apresentação de cada um deles e pontos defendidos em suas campanhas por tópicos. Os presidenciáveis também foram questionados com 5 perguntas enviadas pelo canal.

As mesmas perguntas relativas a pontos de campanha foram enviadas aos candidatos ao Planalto. Mas somente Jair Bolsonaro (PSL) e Cabo Daciolo (Patriota) não enviaram suas respostas. 

O objetivo, de acordo com o apresentador Felipe Castanhari, era informar os eleitores, evitando também as chamadas “Fake News” que invadem os sistemas de busca, quando alguém procurar se informar sobre um candidato. O vídeo foi sugerido ao GGN pelo leitor Lúcio Vieira.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. Retrospecto político e partidário

    Entendo que em relação ao segundo turno, os blogs poderiam produzir uma importante contribuição para auxiliar na avaliação dos eleitores mais jovens e também para refrescar a memória dos mais antigos. Como os partidos são, em tese, responsáveis pela candidatura, campanha e o governo de seu candidato escolhido, os eleitores deveriam saber, a partir de determinado ano, como os candidatos e partidos vencedores receberam o governo de seus antecessores e como o deixaram, para os seus sucessores. Poderiam incluir quais foram os erros que prejudicaram a população e quais os acertos que a ajudaram. Também seria de grande ajuda que fosse informado o retrospecto das votações desses partidos, em relação aos principais e fundamentais temas que afetaram diretamente a saúde, o trabalho, a remuneração, a segurança, a educação e a vida social da população. Sabemos que na política sempre foi comum a existência de lobos travestidos em pele de cordeiro. Desde a existência da política, a arte de enganar e iludir eleitores, pelos candidatos, foi uma constante bastante diversificada ao longo dos anos. Muitas das tradicionais figuras, mesmo rejeitados pelo voto, se perpetuam em cargos de liderança e outros que lhes permitem uma boa projeção nacional. Assim, com o acesso as informações históricas e verídicas, o eleitor poderá fazer uma melhor e mais qualificada avaliação, a respeito do candidato e também do partido que o apóia e o indica como o seu escolhido para ser o futuro líder e o futuro comandante da nação.

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome