Para Guedes, o grande inimigo do meio ambiente é… a pobreza

Destruição acontece pois pobres "estão com fome"; ministro também admitiu que país "está um pouco atrás" no que se refere a inovações

Paulo Guedes, Ministro da Economia do Brasil, falando no Panorama Estratégico: América Latina na Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial 2020. Foto: Fórum Econômico Mundial / Walter Duerst (via fotospublicas.com)

Jornal GGN – O principal inimigo do meio ambiente não é o grileiro, ou o pecuarista em busca de mais terras, ou as madeireiras clandestinas que agem em conjunto com políticos no interior do Brasil. O inimigo do meio ambiente é o pobre, que destrói para poder comer.

Pelo menos foi o que deu a entender o ministro da Economia, Paulo Guedes, em painel realizado no Fórum Econômico Mundial em Davos (Suíça). Segundo ele, os pobres destroem o meio ambiente “porque estão com fome”, e ressaltou que o mundo precisa de mais comida – o que, para ele, exige o uso maior de defensivos agrícolas para que se possa produzir mais.

Sobre o uso de agrotóxicos, o tema é alvo de discussão em termos de saúde e de impacto ambiental. Desde 2005, o ritmo de registros de defensivos agrícolas tem aumentado no Brasil mas, desde 2019 (ano de posse de Jair Bolsonaro), o ritmo de registros atingiu níveis recordes: em 12 meses, foram aprovados 467 novos agrotóxicos para uso no Brasil, segundo levantamento do Greenpeace. O resultado foi tão expressivo que 2019 foi considerado o ano mais tóxico dos últimos 15 anos para a agricultura e alimentação do Brasil.

Em Davos, Guedes disse ainda que o Brasil está preparando um ambiente melhor para os negócios, e que agora é preciso qualificar as pessoas para ter um emprego dentro do sistema, que está cada vez mais tecnológico – e Guedes admitiu que o país “está um pouco atrás (em relação às inovações)”, segundo informações do jornal Correio Braziliense.

6 comentários

  1. Como a principal preocupação do seu governo e de sua equipe econômica é ampliar a pobreza e a miséria do brasileiro, pode se então concluir que o seu empenho é ampliar a destruição do meio ambiente.

  2. Sem gastar muito mais dos “pobres” contribuinte e tão perto de AUSCHWITZ, uma visita naquele lugar pode te dar novas luzes sobre como executar o plano REGO/GOEBBELS.

  3. Porventura, a comida que causa indigestão aos ricos não é produzida na natureza?

    Deve ser manah, sendo, portanto, sintetizada no Eden

    Pobre produz soja, por exemplo?

  4. Os comentarios neste artigo convergem para o entendimento que o meio ambiente está mesmo f*, devido a vertiginosa velocidade de geração da pobreza imprimida ao povo brasileiro por este desgoverno ora aboletado em Brasilia.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome