Pesquisas mostram disputas acirradas pelo Senado em 8 estados

Se as pesquisas de intenção de voto mostram cada vez mais o favoritismo da candidata Dilma Rousseff, da coligação Para o Brasil Seguir Mudando, na disputa presidencial, estas mesmas pesquisas mostram que na disputa para o Senado a corrida está cada vez mais embaralhada. Favoritismos se desfazem como poeira a cada novo levantamento. E com o número de indecisos batendo, em média, na casa dos 50%, muitas outras surpresas são aguardadas até 3 de outubro.
O Datafolha divulgou nesta segunda-feira (16) os resultados das pesquisas para o Senado em sete estados: SP, RJ, PE, MG, RS, PR, DF. E o Vox Populi também trouxe novos números, mas apenas para SP e BA. Veja abaixo um resumo dos levantamentos

São Paulo: Marta lidera, segundo lugar está em disputa

Segundo o Datafolha, a candidata pelo PT, Marta Suplicy, mantém a liderança na disputa com os mesmos 32% da última pesquisa. Orestes Quércia (PMDB) segue em segundo, passando de 21% para 25% das intenções de votos. Tecnicamente empatado com Quércia está Romeu Tuma (PTB), com 23%, ante 22% da última pesquisa. Em quarto lugar vem Netinho de Paula (PCdoB), subindo de 15% para 17% das intenções de voto. Ciro Moura (PTC) caiu de 19% para 15% e está em quinto lugar.

Moacyr Franco (PSL) segue logo atrás de Moura, oscilando de 8% para 9%. Ana Luiza (PSOL) manteve os 5%, mesma porcentagem de Aloysio Nunes (PSDB) que cresceu (tinha 4% na pesquisa anterior). Serpa (PSB), Dirceu Travesso (PSTU) e Marcelo Henrique (PSOL) tem 2% cada. Toni Curiati (PP), Ricardo Young (PV) e Mazzeo (PCB), 1% cada. Votos brancos e nulos chegam a 26% e estão indecisos 34% dos eleitores paulistas. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais.

Já a pesquisa Vox Populi mostra Marta com 34%. Três candidatos estão embolados, dentro da margem de erro, na disputa pela segunda vaga.
Romeu Tuma aparece com 19%, Netinho de Paula subiu de 13% em julho para 16%, mesmo percentual de Orestes Quércia. Ciro Moura tem 11%, Moacir Franco foi de 6% em julho para 8% e ultrapassou Aloizio Nunes Ferreira, que oscilou de 7% para 5%.

Uma outra pesquisa, do instituto Ipespe, aponta a candidata do PT com 37%. Netinho de Paula, Orestes Quércia e Romeu Tuma aparecem em empate técnico. Segundo o Ipespe, Netinho tem 18% das intenções de voto, contra 15% de Quércia e 14% de Tuma.

Bahia: Cesar Borges (PR) 35%, Walter Pinheiro (PT) 27%, indecisos 47%

Na corrida para o Senado, César Borges, candidato do PR, segue como favorito para se reeleger. Ele subiu de 29% para 35% das intenções de voto, quase dez pontos a mais que o segundo colocado, Walter Pinheiro (que tem 27% das preferências). A candidata Lídice, do PSB, oscilou um ponto para baixo e agora soma 17%. Os candidatos do DEM, José Ronaldo e José Carlos Aleluia, têm 10% e 5% das intenções de voto, respectivamente.

O Vox Populi mostra, no entanto, que quase metade dos eleitores ainda não decidiu em quem votar para o Senado na Bahia. São 47% de eleitores indecisos (ou que não responderam ao questionário) e outros 11% que afirmam ter a intenção de votar em branco ou nulo.

Rio de Janeiro: Crivella (PRB) 40%, Cesar Maia (DEM) 33%, indecisos 45%

O senador Marcelo Crivella (PRB) continua o líder na disputa por uma das vagas do Estado do Rio de Janeiro no Senado, mas vê sua vantagem em relação ao segundo colocado diminuir. Segundo pesquisa Datafolha, Crivella tem 40% das intenções de voto (tinha 42% em julho). Em segundo lugar está o ex-prefeito do Rio Cesar Maia (DEM), com 33% (ele tinha 31% no levantamento anterior).

Em terceiro lugar está Lindberg Farias (PT), ex-prefeito de Nova Iguaçu. O petista aparece com 22% das intenções de voto (ante 20% da pesquisa anterior). Jorge Picciani (PMDB) aparece em quanto lugar, com 14% das intenções, seguido por Marcelo Cerqueira (PPS) e Waguinho (PT do B), com 6% cada um. Em seguida vêm Milton Temer (PSOL), com 4%, Carlos Dias (PT do B), com 3%, e Claiton (PSTU), Wladimir Mutt (PCB) e Heitor (PSTU), com 1% cada um. Brancos e nulos somam 25%, e 45% dos entrevistados estão indecisos. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Rio Grande do Sul: Rigotto (PMDB) 43%, Paim (PT) e Ana Amélia (PP) 35%, indecisos 61%

Enquanto Germano Rigotto (PMDB), ex-governador do Rio Grande do Sul, mantém a liderança na disputa por uma das vagas gaúchas no Senado Federal, Paulo Paim (PT) e Ana Amélia (PP) acirram a briga pelo segundo lugar nas intenções de voto. Segundo o Datafolha, Rigotto passou de 41%, em julho, para 43%. Paim, que tinha 37%, agora tem 35% e está empatado numericamente com Ana Amélia, que passou de 33% para 35%.

Os outros candidatos estão bem atrás. Vera Guasso (PSTU) e José Schneider (PMN) receberam, cada um, 3% das citações. Roberto Gross (PTC) e Prof. Marcos Monteiro (PV) apareceram em seguida, com 2% cada um. Lucas (PSOL), Berna Menezes (PSOL) e Abgail Pereira (PCdoB) foram citados, cada um, por 1% dos entrevistados. Paulo Sanches, do PCB, renunciou à candidatura e foi substituído por Luis Carlos Drehmer (PCB), que apareceu com 1% das citações. Afirmaram votar branco ou nulo 14% dos entrevistados, e 61% ainda não decidiram o voto. A margem de erro é de 3 pontos.

Distrito Federal: Cristovam Buarque (PDT) 44%, Rollemberg (PSB) 30%, Indecisos 57%

Enquanto o senador Cristovam Buarque (PDT) lidera com folga a disputa por uma das duas vagas do Distrito Federal, o deputado federal Rodrigo Rollemberg (PSB) e Maria de Lourdes Abadia (PSDB) estão empatados tecnicamente em segundo lugar. Segundo pesquisa Datafolha, Cristovam Buarque tem 44% (tinha 42% em julho). Rollemberg, que tinha 28%, também oscilou dois pontos para cima e agora aparece com 30%. Abadia cresceu seis pontos e passou de 23% para 29%.

Em seguida vêm Alberto Fraga (DEM), com 11% (eram 6% em julho), e Pastor Milton Tadashi (PTN), com 5% (eram 2% na pesquisa anterior). Rosana Chaib (PCB), Robson (PSTU), Jorge Antunes (PSOL), Gerônimo (PSL), Moacir Bueno (PV), Chico Sant’Anna (PSOL) e Gilson Dobbin (PCO) aparecem com 1% cada um. Cadu Valadares (PV) foi citado, mas não alcançou 1%. Brancos e nulos somam 17%, e 57% dos entrevistados estão indecisos. A margem de erro é de 4 pontos para mais ou para menos.

Minas Gerais: Aécio (PSDB) 68%, Itamar (PPS) 47%, indecisos 35%

O ex-governador Aécio Neves (PSDB) amplia sua vantagem na disputa por uma das duas vagas ao Senado por Minas Gerais. Segundo o Datafolha, Aécio tem 68% das intenções de voto, seis pontos a mais do que no levantamento anterior. Em segundo lugar aparece o ex-presidente Itamar Franco (PPS), com 47% (41% em julho).

Fernando Pimentel (PT), ex-prefeito de Belo Horizonte, caiu de 23% para 20%, mas continua em terceiro. Os demais candidatos em Minas estão bem atrás. Miguel Martini (PHS) e Marilda Ribeiro (PSOL) tem 3% cada um. Rafael Pimenta (PCB), Betão (PCO), José João da Silva (PSTU) e Alfredo (PRB) têm 2% cada um. Mineirinho (PSOL), Efraim Moura (PSTU) e Zito Vieira (PC do B) têm 1% cada um. Brancos e nulos somam 15%, e 35% estão indecisos. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Paraná: Requião (PMDB) 49%, Gleisi (PT) 31%, indecisos 69%

O ex-governador do Paraná Roberto Requião (PMDB) segue na liderança na disputa por uma das vagas de senador por seu Estado. Segundo o Datafolha, Requião tem 49% das intenções de voto, um ponto a menos que no levantamento anterior. Em segundo lugar está Gleisi Hoffman (PT), com 31%, antes ela tinha 28%, aumentou três pontos.

Roberto Barros (PP) e Gustavo Fruet (PSDB) pioraram o desempenho em relação ao levantamento de julho. O pepista, que tinha 19%, agora aparece com 15%, e o tucano caiu de 16% para 13% das intenções de voto. Mais atrás estão Gilberto (PCB), com 3%, Rubens Hering (PV), Valmor (PSOL) e Professor Piva (PSOL), com 2%, cada um, e Sargento Qe Pedroso (PRTB), Sargento Jensen (PRTB) e Irineu Fritz (PT do B), com 1% cada um. Timossi (PSTU) foi citado, mas não atingiu 1%. Votariam em branco ou anulariam o voto 10%, e mais da metade dos eleitores não souberam responder (69%). A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Pernambuco: Humberto Costa (PT) 40%, Marco Maciel (DEM) 35%, indecisos 54%

O ex-ministro da Saúde Humberto Costa (PT) lidera a disputa por uma das duas vagas ao Senado por Pernambuco. Segundo pesquisa Datafolha, Costa tem 40% das intenções de voto e é seguido pelo senador Marco Maciel, do DEM, com 35%.

Armando Monteiro (PTB) aparece com 25% enquanto o quarto colocado é o deputado federal Raul Jungmann (PPS), com 12%. Em seguida vêm Renê Patriota (PV), Jerônimo Ribeiro (Psol), Simone Fontana (PSTU) e Hélio Cabral (ambos do PSTU), com 2% cada um. Délio Mendes, do PCB, e Lairson Lucena, PRTB, com 1% cada um. Brancos e nulos somam 26% e 54% dos entrevistados se disseram indecisos. A margem de erro é de três pontos percentuais.

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=1&id_noticia=135205

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome