Preso hoje, Secretário de Dória Jr tem ligações públicas com Carlinhos Cachoeira

Sogro de Alexandre Baldy, o poder de Marcelo Limirio, sócio de Carlinhos Cachoeira, é a prova mais contundente da hipocrisia do sistema penal brasileiro.

A troco de quê Alexandre Baldy, um político sem nenhum conhecimento da área de transportes tenha sido nomeado Secretário de Transportes Metropolitanos do governo João Dória Jr? As mesmas razões que levaram Michel Temer a indicá-lo para Ministro das Cidades, apesar de nenhuma experiência no tema, ou o ex-governador de Goiás, Marconi Perillo, para seu secretário: negócios.

Ele é genro de Marcelo Henrique Limirio Gonçalves, empresário ligado a Carlinhos Cachoeira, o bicheiro goiano que se tornou parceiro da revista Veja, responsável por inúmeras capas da revista. Ele é fundador da Neoquímica e acionista minoritário da Hipermarcas.

Limirio fez parte da geração de empresários goianos que ganhou riqueza e influência no período de José Serra do Ministério da Saúde, com a implantação do polo farmacoquímico de Goias. Em 2014 apareceu na lista do Forbes como um dos bilionários brasileiros.

Limirio  tornou-se réu em Goiás, ao lado de Cachoeira, em uma ação de improbidade. E Baldy, o genro, entrou no relatório final da CPI de Cachoeira, como tendo colaborado com o esquema. Desde 2012, Baldy já era apontado como “o menino de ouro de Carlinhos Cachoeira”.

Segundo o relatório da CPI:

“Muito embora haja suspeitas de que o Secretário Alexandre Baldy recebesse recursos periódicos do chefe da Organização Criminosa, nossa investigação não logrou identificar evidências ou indícios que pudessem asseverar a existência dessa realidade, de modo que caberá ao Ministério Público do Estado de Goiás continuar essa linha de investigação”. Não se conhecem desdobramentos da denúncia.

Na verdade, como profusamente demonstrado na CPI de Cachoeira, o bicheiro passou a se valer da extensa rede de corrupção que montou na área pública para prestar serviços para terceiros, empreiteiras e prestadores de serviços públicos. Ele e seu sócio, Marcelo Limirio Gonçalves, tornaram-se grandes financiadores de campanhas eleitorais e, em troca, conseguiam colocar Baldy em cargos chaves. Foi assim que se tornou Secretário do governo Marconi Perillo, em Goiás e, depois disso, Ministro de Michel Temer.

Leia também:  Ricardo Salles: ‘questões ideológicas’ favoreceram queimadas no Pantanal

Tornou-se também o maior doador individual da campanha de Pedro Paulo Carvalho, candidato de Eduardo Paes a prefeito do Rio de Janeiro.

Coincidentemente, Paes tornou-se vice-presidente da chinesa BYD Motors América Latina, que se candidatou à compra do monotrilho de São Paulo. Do lado do governo paulista, o responsável pela licitação é justamente Alexandre Baldi.

Segundo Doria Jr, as acusações que pesam sobre Baldi nada tem a ver com seu trabalho em São Paulo. Faltou explicar as razões que o levaram a nomear um político publicamente suspeito, sem experiência na matéria, para o importante cargo de Secretário de Transportes Metropolitanos.

O poder de Limirio é a prova mais contundente da hipocrisia do sistema penal brasileiro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1. Dória, isso não é um enredo, uma trama, é uma tramóia.
    Esse fato enterrou qualquer pretensão futura do governador.

  2. 90 anos da Indústria da Bandidolatria da Necropolítica vai ruindo. O abismo entre as convicções de Bolsonaro (Presidente Paulista depois de 90 anos. Coincidência?) e este Estado Ditatorial Caudilhista Absolutista Assassino Esquerdopata Fascista vai se tornando intransponível. Mais um Bandido é desmascarado e vai pra cadeia. Já são dezenas, entre a Cleptocracia Tucana e Petista. E não adianta inflar o caos e histeria com ‘Gripezinha de Inverno’. A farsa que beira o ridículo. Sabemos que o Presidente afirmou que não comprará opiniões e manchetes da Imprensa Brasileira. Nem mesmo com tal Imprensa ‘com o pires na mãos’ na pota do Esplanada. Sabemos. Também sabemos, que aqueles que não conseguiram se vender ao Presidente, se venderam aos Governadores. Em especial Dória. É escrachada e escandalosa, a produção de matérias e manchetes sensacionalistas a respeito de doença comum e tratável, na Indústria do FAKE NEW Institucionalizado que é a Imprensa Brasileira. “Quer ter opinião, compre um Jornal’. Já dizia o Coronelato Jagunço Censurador e Manipulador de Ditador Fascista, que se instalou em SP, vigiando a Imprensa, depois do Golpe Civil Militar. Pobre país rico. Como chegamos ao fundo da latrina depois de 90 anos de NecroPolítica replicados em 40 anos de farsante Redemocarcia? A passos largos. Fracassados fracassando uma Nação. Mas de muito fácil explicação.

  3. Nassif,
    e o irmão desse Alexandre Baldy, Adriano Baldy, tornou-se no ano passado Secretário Estadual de Cultura do Ronaldo Caiado. Você deve estar se perguntando sobre a relação dele com a cultura, né? A nota abaixo explica que essa nomeação decorreu da troca da consolidação do apoio político do PP (presidido por Alexandre Baldy) ao governo Caiado.

    Irmão de Alexandre Baldy será secretário estadual de Cultura – O Popular
    Veja mais em:
    https://www.opopular.com.br/noticias/politica/irm%C3%A3o-de-alexandre-baldy-ser%C3%A1-secret%C3%A1rio-estadual-de-cultura-1.1937250

    O outro irmão (Joel Sant’Anna) dele tornou-se diretor de articulação política da ALEGO, alto cargo político da Assembleia Legislativa.

  4. Entra governo, sai governo, entra novo governo… e a bandidagem conhecida e identificada continua atuando no sistema político. Parece que essa bandidagem tem sempre algo de bom a oferecer…

  5. Se eu não me engano, o Roberto Requião expulsou o bicheiro Carlinhos Cachoeira e o empresário João Cavendisch do Paraná quando era governador. Pelo visto, a camarilha de bandidos de Carlinhos Cachoeira encontraram consolo
    no colo de outros governadores como o Dória e o Caiado.

  6. O plim plim por plim plim da corrupção no Brasil…

    onde toda campanha eleitoral é bancada por corruptos
    onde criminosos combatem o crime
    onde corruptos combatem a corrupção
    onde a milícia usa farda
    e onde o Congresso Nacional se transforma no maior criadouro de corruptos
    o voto, o mais eficiente exterminador de corruptos, perde todo o seu valor juntamente com o TSE e a Constituição

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome