“Se seguir este ritmo”, pandemia “vai chegar até outubro”, diz diretor do Instituto Butantan

Para Dimas Covas, a politização do coronavírus atrapalhou o enfrentamento. "Os países que conseguiram coordenar fizeram a quarentena em uníssono"

Jornal GGN – O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse em entrevista ao jornal O Globo que se a pandemia de coronavírus “seguir este ritmo” no Brasil, “com certeza vai chegar até outubro”.

Covas tem acompanhado as coletivas de imprensa do governador João Doria, de São Paulo, para anunciar as ações contra o coronavírus. Na semana passada, o Instituto Butantan confirmou parceria com a empresa chinesa Sinovac para realizar a última fase de ensaio clínico de uma vacina para covid-19.

>>> O GGN PREPARA UM DOSSIÊ
SOBRE SERGIO MORO.
SAIBA COMO AJUDAR AQUI <<<

Na entrevista, Covas disse que a questão política foi a principal dificuldade no enfrentamento ao coronavírus. Sem citar diretamente o presidente Jair Bolsonaro, ele falou que a politização da pandemia e as mensagens conflitantes fazem a população minimizar a crise sanitária.

“A questão política afeta muito. Os países que conseguiram coordenar fizeram a quarentena em uníssono, todos na mesma direção. Num país com a complexidade e as deficiências do Brasil, não tem como combater a epidemia sem coordenação, sem diretriz central.”

Ele também criticou a falta de planejamento específico para comunidades de maior densidade populacional e onde as pessoas estão em vulnerabilidade social, e precisam sair para trabalhar.

“Na classe média há um entendimento, mas e quem mora nas periferias e têm de sair para ganhar o pão? É uma situação complexa também do ponto de vista social. Isso exige muita coordenação, orientação e envolvimento da comunidade como um todo. Precisamos ter uma atuação nas periferias, onde a epidemia está acontecendo de forma mais grave. Ajudar as pessoas a entenderem a importância do isolamento. Se isso não acontecer, ocorre o descontrole.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 comentários

  1. Se continuarem a esconder q a tx de LETALIDADE é baixíssima,vão continuar metendo medo na população e moldando a sociedade a seus Bel prazer e sempre contra o povão,BENVINDOS A EXPLORAÇÃO DAS DOENÇAS 4.0(o povo de quatro)O MUNDO NÃO SERÁ MAIS O MESMO !!

    • Onde passa a boiada passa a touraiada,vacaiada,cameloaiada,carneiroaiada e etc…, tudo em nome do combate ao VÍRU$$$ letal(1% de chances de morrer)e olha não vai dar pra sair de casa não,terá uma segunda,terceira,quarta onda,#fiqueemcasaeendoidecuidadocomobichopapaocoronaeletepegaeteengoleporinteiro!!
      Obs: NÃO TEM JEITO, PEGUE O KIT CORONA(SEM O CAIXÃO)TENHA CORAGEM E VÁ PRA RUA !!!

  2. Tenho acompanhado a evolução da pandemia pelo site worldometers e tenho observado alguns aspectos interessantes.
    Em abril tivemos o pico do número de mortes diárias no mundo,passando de 8000 para aproximadamente 100 mil casos.
    Atualmente estamos beirando os 150 mil casos com menos de 5000 mortes diárias.
    Embora os números ainda sejam assustadores, podem indicar que,se o tratamento ainda não é completamente conhecido a ponto de evitar as mortes, já consegue -se minimizar em muito a letalidade.
    É evidente que não passa de um chute já que os dados disponíveis não permitem uma conclusão definitiva. Aliás, os dados impedem qualquer conclusão tamanha a discrepância entre as realidades apresentadas em países semelhantes .
    É o caso de uma pesquisa mais aprofundada.
    O GGN poderia,como já feito em outras oportunidades, fazer uma matéria mais completa com o auxílio dos leitores e,principalmente, dos leitores que estão em outros países que poderiam contribuir com a realidade local.
    De qualquer forma,se não estiver ocorrendo uma ocultação de dados em nível mundial, a letalidade parece estar diminuindo muito em relação a sua fase inicial.

  3. A politicagem de asnos que não conseguem explicar porque o cabrito caga redondo, ou seja, nao entendem de merda, mas se julgam cientistas, leva a este movimento masturbatorio com as politicas de isolamento social, tornando-as totalmente ineficazes e ainda mais predatórias à economia.
    Ps: senhoras desculpem a linguagem chula acima mas não acho outra forma de definir estas ações imbecis de alguns prefeitos ou governadores. (Não mencionado pois não vale perder tempo com qq orientação que venha do sujeito aboletado no planalto)

    https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2020/06/15/publicado-decreto-que-limita-funcionamento-dos-shoppings-e-do-comercio-de-rua-em-porto-alegre.ghtml

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome