Território do Brincar promove intercâmbio cultural de brincadeiras

Por Ana Luiza Basílio, do Centro de Referências em Educação Integral

Conhecer a criança e a cultura da infância a partir do brincar. Esse é o principal objetivo do Território do Brincar, projeto coordenado pela educadora Renata Meirelles e pelo documentarista David Reeks. A partir de um trabalho de escuta dos repertórios de brincadeiras de crianças de diversas localidades brasileiras, a dupla promove o intercâmbio de saberes, registros e difusão da cultura infantil.

Leia +: O potencial educativo das brincadeiras

O trabalho de observação e registro das brincadeiras já havia sido iniciado por Renata junto às comunidades da Amazônia, em 1999, por meio do então Projeto Bira. Em 2012, essa experiência foi redesenhada prevendo visita a novos territórios e assim se consolidou o Território do Brincar, com a parceria de algumas escolas e do Instituto Alana.

Diário de viagem

Créditos: Reprodução

Créditos: Reprodução

As visitas da dupla incluem territórios dos mais diversos  – comunidades rurais, indígenas, quilombolas, grandes metrópoles, sertão e litoral do Brasil. A cada imersão, Renata e David usam da mesma estratégia: se aproximam das crianças em um momento de brincadeira e não interferem na dinâmica da mesma, apenas a registram, justamente porque o que interessa aos pesquisadores é a forma regional e autêntica que cada uma delas têm de se divertir. A participação dos pesquisadores surge no momento de construção dos brinquedos, em muitas regiões feitos de forma manual, que também diz de um repertório e criatividade característicos da cultura local.

 

Leia a experiência completa aqui.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador