Cheiros menos fedorentos, sinais de fumaça mais nítidos, por Rui Daher

Cheiros menos fedorentos, sinais de fumaça mais nítidos, por Rui Daher

Depois da prisão de Lula, cada vez mais aceita como perseguição para que ele não possa se candidatar e levar, tranquilo, a eleição presidencial deste ano, sinto odores menos fedidos na política da Federação de Corporações.

Como, se eu sou um dos frequentadores mais infelizes e pessimistas destas telas, ainda mais quando influenciado pelos inefáveis Nestor & Pestana, “vinde a mim as criancinhas”?

De forma imodesta, confesso ser bom nessas percepções. Acho que por andar muito e xeretar mais ainda.

Ao contrário do que a esquerda pensa, está ficando a cada dia mais fácil ganhar as eleições com uma chapa de centro-esquerda. O ponto culminante e decisivo, como cristalino, será quando Lula apontar a chapa que irá apoiar. Sim, por que apesar da insistência digital em #LulaLivre, #PresidenteEterno, #EleiçãoSemLulaFraude, a camarilha preservadora do acordo secular de elites não chegou aonde chegou por nada. Lula nem será solto ou muito menos candidato. Logo veremos.

Resta à direita e um simulacro de centro, no máximo, como atualmente o fazem, se desmilinguir autonomicamente, o que demonstra burrice estrondosa. Souberam bem caminhar por descuido do PT junto aos movimentos sociais e distração nossa quando das manifestações de junho de 2013, quando pensamos ser os reis da cocada preta e que aquilo era demonstração de jovens rebeldes, quando não passava de ovo de serpente para engendrar o golpe, três anos mais tarde.

Leia também:  Antes de deixar chefia da Câmara, Maia faz série de exonerações de aliados de Lira

À cause de dedos fraturados e zóios de assum preto, há três meses locomovo-me pela província paulistana de Uber (maior parte) ou táxis. Em uns e outros me calo, nunca me revelo, apenas quando a viagem vai chegando ao final dou um empurrão na conversa do motorista.

Pasmem, 8 entre 10 sabem que o triplex do Guarujá foi uma armação para Lula não poder se candidatar; todos sabem que viveram melhor período de emprego e renda nos dois mandatos de Lula; metade é de corintianos; para o que temos hoje em dia, melhor seria ter mantido Dilma, segundo todos, pelo menos, era honesta.

Grande parte dos uberistas tem educação formal e é bem informada sobre política. Engenheiros, técnicos, professores, pequenos empresários que perderam as posições sem nenhuma contrapartida para o País. Cagam para a queda da Selic, pois sabem que os bancos lucram assim mais ainda. Se viram, correm riscos de violência trabalhando nas madrugadas sem qualquer proteção.

Morrem de rir do prefeito-lixeiro que elegeram em 1º turno e agora sai candidato para governador.

No Nordeste, onde andei recentemente, 9 entre cada 10 passantes querem a volta dos tempos de Lula. Culto à personalidade? Foda-se, pois assim é, e seria não fosse um juiz de piso, sei lá a quais propósitos, resolveu fazer seu nome sobre o êxito de Lula.

Seja aonde for, se o seu interlocutor é ou, avidamente, tangencia a elite econômica, caro leitor, maravilhosa leitora, ouvirá nomes como Joaquim “Entrevado” Barbosa, Álvaro “Implante Capilar” Dias, Geraldo “Inodoro” Alckmin, Rodrigo “Luluzinha” Maia, Marina “Dissimulada” Silva, Flávio “Abilolado” Rocha, João “Triatlo” Amoêdo.

Leia também:  Brasil, um país torturado por seu Sistema de inJustiça, por Fábio de Oliveira Ribeiro

O quê? Esqueci de Jair Bolsonaro, cujos adesivos já percorrem as ruas de São Paulo, circulando próximos ao Clube Militar. Ora, as Forças Armadas brasileiras, são muito mais competentes e instruídas para apoiarem uma besta que se desfaz no primeiro debate, mesmo que seja com os nobres Levy Fidélix e José Maria Eymael.

Tá fácil. Basta ser um tiquinho mais inteligentes do que eles. Um camelo conseguiria. Mesmo sem passar por um buraco de uma agulha.

Nota: é para não parecer, mas o vídeo abaixo é de um humorista extremamente inteligente.

   

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

15 comentários

  1. Se tem alguns motoristas de

    Se tem alguns motoristas de UBER esclarecidos, também existem outros que são representantes da fina flor do fim da picada. Alguns destes certamente não se cansarão de usar o caso da delegada rápida no gatilho para justificar a liberação ampla, geral e irrestrita do porte de armas para a população. Quanto à eleição, não tiveram tanto gasto e trabalho para dar o golpe para entregar o poder ao “outro lado” dois anos depois, só por causa de uma bobagenzinha feito a eleição.

    • CB

      Claro que não me baseei apenas neles ou em taxistas. Uma coisa, porém, é certa, não conseguem, assim como outros mais acima entre as classes sociais, negar a armação do triplex. Isso eu garanto. A prisão de Lula pode para muitos continuar somo se fosse desejada, mas o motivo virou piada.

      Abraços

  2. “O quê? Esqueci de Jair

    “O quê? Esqueci de Jair Bolsonaro, cujos adesivos já percorrem as ruas…”

    …do Rio de Janeiro.

    Tenho apostado com amigos que o candidato da extrema direita não chega ao segundo turno. 

    Seria uma espécie de Sandra Cavalcanti dos século 21. A musa do lacerdismo, da direita apoiadora da ditadura começou a corrida eleitoral em 1982 disparada na frente. Dona Sandra foi secretária de Lacerda no episódio do assassinato de mendigos, jogados no rio da Guarda. 

    Como nos conta a história, Leonel Brizola passou o “rodo” nela, no golpista-na época chaguista- Miro Teixeira, e no gato angorá com Procunsult, Globo e tudo.

    Nesses tempos todos de mandato, além de não apresentar nada de útil, o mito dos reacionários acumulou uma inacreditável série de eventos que o mostram como um simulacro de ser humano. Mulheres, negros, LGBT, estrangeiros…todos já sofreram com ações e palavras.

    Na hora em que seu passado vir a tona nos debates e propaganda eleitoral, creio eu, ele desaba.

     

  3. Cheiros….

    Caro sr., quando pedi mais fotos de Brasileiros nas suas matérias, não sabia que tinha sido tão literal. Agora sim, me reconheci na Sociedade Brasileira. “É a parte que te cabe neste latifúndio…” A tal esquerda ganhar as eleições ou talvez a tal direita, mudará em que este Estado Brasileiro? A Justiça de 1.a Instância que não serve para nada, fora impor o cabresto no homenageado da foto, servirá para alguma outra coisa? Até hoje, nem mesmo a esquerda explicou como ‘Juizeco de 1.a Instância da diferenciada Curitiba ( a cidade deveria ser espelho para este país, seríamos um país desenvolvido) não foi massacrado pelo Poder Político. Protógenes teve que pedir asilo. O que está por trás de Moro? E que Estado Brasilerio teremos depois destas eleições? Este é o gargalo. Estado, Direito/Esquerdopata, de ônibus-leva-gado, que combatem a liberdade Uber? A esquerdopatia não abre mão de sindicatos, paralisações e tarifas controladas. A direitopatia não abre mão de feudo tão rentável e lavagem de dinheiro tão formidável. Direitopatia e Esquerdopatia se completam. O Cidadão Obrigatorialmente e biometricamente mantém a própria escravidão. Escravidão que já consumiu quase 1 século ( não temos projetos de longa duração?) Getúlio em conluio com toda sua Família e Elite associada de Brizola, de Jango (esquerda?) com Tancredo (centro?) mais Francisco Dornelles (direita? do PP de Maluf?). Primo de Aécio e Getulio ‘DORNELLLES’ Vargas? Aécim, da “República de Juiz de Fora” como os Neves, Itamar Franco e Juscelino Kubischeck? Que ‘mundinho’ pequeno este nosso Brasil?!!! Que importa o que sairá destas eleições se continuarmos com o mesmo Estado? Estado Ditadotrial que se é prestigiado por nossa Elite. Elite que não se enxerga elite. Esquerda que não se vê esquerda. Atraso e barbarie que são sempre os outros. O Brasil é de muito fácil explicação. abs.          

    • Zé Sérgio,

      Talvez tenhamos que pensar institucionalmente. É o caminho de todos os países, com variações de acordo com histórias e culturas, caso contrário continuaremos empacados, perdendo oprtunidades históricas.

      Abraços

  4. Não sei não, mas acho que no

    Não sei não, mas acho que no desepero, o golpe vai tirar da cartola algum outro “outsider”, a la Huk e Barbosa. Ou então apostar tudo na Marina. Jogá-la no segundo turno contra o Bolsonaro. Aí fudeu

    Só que se o Lula apontar alguém, ainda mais se for o Ciro, que está bem posicionado, pode tranquilamente tirar a posição dela. Simplesmente porque a Bláblá não virá com um discurso fortemente de oposição, o que ela não é. Só está em terceiro, ou segundo sem Lula, porque pouco aparece. Quando tiver que aparecer cai

    Não tem jeito, as pessoas consideram o governo Temer o pior da história, desde Cabral. Querer que a oposição não ganhe a eleição é querer que a chuva caia para cima. A unica chance do golpe é inventar alguém que engane tão bem quanto o Collor.

    Ésó ver as pesquisas, os quatro primeiros não são indentificados com o governo, agora que o Ciro ultrapassou o Alkimin. E ainda arrisco a afirmar que Manuela e Boulus ultrapassarão também, quando as pessoas souberem que eles existem. 

    Querer que eleitor vote no candidato de “centro”, Alkimin, Flavio Rocha, Maia, Meireles e caterva é tão dificil quanto forçar a criança a tomar chá de boldo. Só ameaçando com palmado no bumbum, como diz o Bolsonaro

    • Oi, Juliano

      Não quero repetir-me ou a você, mas é exatamente o que passei a perceber depois de uma fase muito pessimista. Não quero ser Poliana, mas …

      Abraços

  5. Sera que menos fedorentos?

    Parece que outro dia sentiram cheiro de enxofre num vôo da Tam de Curitiba para São Paulo… E ainda tem muita cortina de fumaça, deixando o povo anestesiado.

    Não conhecia Raul Solnado, foi um bom achado. Isso ai, flairplay sempre.

    • Também não tenho certeza, Maria Luisa

      apenas uma relativa percepção mais geral da realidade do malfeito. Claro que não tirei isso de ubers e táxis, mas também de quem apoiou o impeachment e votou em Doriana Júnior, ora pois, como diria Solnado. Veja mais coisas dele. Irá se divertir.

      Abraços

  6. Os riscos atrás das decisões

    “O ponto culminante e decisivo, como cristalino, será quando Lula apontar a chapa que irá apoiar. Sim, por que apesar da insistência digital em #LulaLivre, #PresidenteEterno, #EleiçãoSemLulaFraude, a camarilha preservadora do acordo secular de elites não chegou aonde chegou por nada. Lula nem será solto ou muito menos candidato. Logo veremos.”

    Nenhuma dúvida, Rui, quanto ao acima. A suína torce o Marquês de Rabicó quando: 

    a) ao esticar a corda até ao máximo, não resta tempo para iniciar uma campanha do zero com um canditado puro sangue, como querem alguns, restando como única alternativa apoiar uma (a única) chapa já existente, e ambos sabemos, por óbvio ululante, qual será;

    b) ao apontar o sucessor na undécima hora, perde-se uma chance de ouro, a de indicar o vice agora e assim participarmos do governo em postos-chave, como o nosso querido MDA, por exemplo. Sim, porque o futuro indicado está com a campanha na rua desde 2014, “tocando a minha bandinha”, como diz, e não está a reboque do PT, não vai ficar guardando a vaga de vice para sempre, o tempo do PT não é o tempo dele;

    c) Ainda tem vaga na janelinha, depois, só no fundo do busão, e em pé. São os dilemas dessa campanha insólita. 

    • caro Fernando,

      ainda que infelizmente esse o quadro que discutimos e prevíamos há, pelo menos, três anos, se não mais. Agora o ululante é o que nos resta para não ver uma desgraça maior do que a que vivemos por 21 anos. Aqueles mandavam matar. Para mim, é melhor do que ouvir burrice. Esta última, mata aos poucos.

      Abração

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome