A perseguição implacável de Gilmar, um juiz acima da lei

Gilmar Mendes e Sérgio Moro têm várias coisas em comum. Atropelam os procedimentos e a compostura jurídica, são poupados pela mídia e pelos colegas, e reagem a qualquer crítica abrindo ações contra os críticos.

Trata-se de um atentado grave à democracia. Os abusos de ambos são reconhecidos por todo o meio jurídico. Mas, amparados ou pela mídia ou pelo clamor público, valem-se disso para despertar solidariedade ou intimidar o Judiciário e partir para a perseguição implacável dos críticos, valendo-se de seu poder de Estado.

Acabo de ser alvo da quarta ação de Gilmar.

Assim como sua extraordinária influência sobre o Judiciário colocam-no a salvo de qualquer ação, deveria valer também para impedir ações contra terceiros, especialmente contra os críticos. Como um juiz de 1a instância de Brasília – ou um desembargador – se sentirá julgando um processo de um Ministro do Supremo, poderoso e vingativo, com influência junto ao presidente da República, a tribunais superiores, a magistrados que lecionam em seu instituto, à mídia e a políticos em geral?

Gilmar tem um problema pessoal comigo. Deixou claro quando, na própria sessão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em que não conseguiu bloquear a posse de Dilma, passou cinco minutos me ofendendo com injúrias de toda espécie. Abri um direito de resposta no Blog, avisando que não responderia no mesmo tom porque tinha mais respeito pelo meu blog do que ele pelo TSE.

A partir daí, começou a jogar no seu campo de uma forma pouco valente, porque escudado em seu cargo de Ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), dono de um Instituto que emprega juízes e Ministros. E contra um jornalista que não dispõe sequer da retaguarda proporcionada por uma grande empresa.

Pergunto ao meio jurídico e aos colegas jornalistas: quem segura Gilmar? Para não enfrenta-lo, seus colegas do Supremo e do TSE preferem trata-lo como uma curiosidade, uma pessoa desequilibrada que fica aspergindo ofensas a torto e a direito. Tratam seu comportamento como se fosse uma inconveniência a ser ignorada, e não como um comprometimento grave à imagem do Supremo.

Seu comportamento é escandaloso, humilhante para o país, humilhante para os jornais que o preservam, para seus colegas que se intimidam com seus esbirros.

A imprensa o poupa de todas as maneiras. Com exceção de explosões eventuais do Procurador Geral da República (PGR), o único freio a Gilmar tem sido a crítica dos blogs. E sobre eles ele joga o peso do seu cargo e sua influência no Judiciário.

Essas ações de Gilmar custam tempo e recursos de suas vítimas. Mas fazem um estrago maior nos seus pares e na mídia, que aceitam em silêncio resignado a desmoralização que impõe ao Supremo e à Justiça e, por consequência, ao Brasil.

PS – Vou fechar para comentários, porque até comentários são utilizados como argumento na ação proposta por ele.

PS2 – Comentários liberados

125 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Aldo Cardoso

- 2017-04-08 22:27:36

A propósito do projeto "Abuso de Autoridade..."

A propósito do projeto "Abuso de Autoridade..." em andamento no Senado, é imperioso que o mesmo contemple situações como essa sanha de GM contra o LN e que pode vitimar a qualquer outro cidadão brasileiro.

Nesse sentido, referido projeto deve trazer no seu bojo alguma coisa como a previsão de abuso do “Uso pela autoridade do seu poder e prerrogativas como intangibilidade etc., para intimidar, processar, calar… vozes críticas da sua forma de atuar, quer sejam da imprensa ou não”

 

Robson Santos

- 2017-04-05 21:37:39

Poderoso...

Quem o chancela? O que está por trás do seu poder?! O conluio CIA/PF/Mídia - que tem a vida pública/privada de todos nas mãos -  pode destruir instantaneamente biografias, carreiras e reputações... Penso que enquanto for seguido o roteiro básico do golpe - tirar dos mais pobres para dar aos ricos e entregar o País aos gringos -, essa figura, nefasta como seu criador, FHC, seguirá dando as cartas e diminuindo o Brasil... Até quando?!

MarcioP

- 2017-04-05 19:25:04

Gilmar Mendes: a vergonha do judiciario
Eu nunca acreditei na justiça brasileira, por ser ela elitista, racista e uma justiça que favorece os ricos. Mas, jamais poderia imaginar que a justiça poderia também abrigar um juiz que manipula a Constituição como se fosse uma receita de bolo. Tenha minha solidariedade Nassif. Estamos todos juntos nessa luta. Não se sinta só!

helio dias horvath

- 2017-04-05 18:58:38

gilmar mendes, o juiz

Escrevo-lhe na esperança de não ser censurado por não concordar com o que você pensa neste e em outros assuntos. Gilmar Mendes é o que é, e neste particular não me tira o sono. O problema, Nassif, vou resumir, é a sua incapacidade de pensar que na guerra tudo deve ser como na guerra! E na guerra não se aceita combate onde o inimigo é mais forte, está melhor entricheirado, os acidentes naturais o protegem com mais eficácia etc.

Talvez você acredite que não se acha em guerra com Mendes, embora ele esteja em guerra contra você. Neste caso, você pagará caro por sua boa-fé, em tempo perdido, em dinheiro perdido e, sabe-se lá, se em liberdade perdida.

Já li muita coisa sobre Gilmar na imprensa e nos blogs. Os adjetivos com os quais o cumulam são todos meus conhecidos. Já os substantivos, eu os desconheço todos, com o perdão do anacoluto.

Já não temos bons farejadores entre os jornalistas? 

Junior 5 Estrelas

- 2017-04-05 17:24:29

Companheiro Aloisio,por

Companheiro Aloisio,por coincidencia,fiz um comentario nessa linha,o bem contra o mal.Apareçeu um espirito de porco e levou meu comentario para bem longe daqui.

Adyneusa

- 2017-04-05 16:57:20

Que Lula e Dilma

Que Lula e Dilma indicaram, mas que não trabalham em prol do Brasil, mas fazem i que a burguesia quer.
Lei? aqui no Brasil não é respeitada principalmente pela mais alta corte.
Gilmar e seus capangas como disse o JB.
Gilmar é o bicho mais escroto que ja apareceu na política.
Sim, na política, porque de juiz ele não tem nada.

Bem avisou Dalmo Dalarri, Gilmar Mendes no STF será a degradação para o país.
E foi.

Alan Michel

- 2017-04-05 15:33:05

gilmar mendes é um belo
gilmar mendes é um belo exemplo do que um juiz não deve ser. É a suprema vergonha do judiciário. Protetor de banqueiro e estuprador, político, sociólogo, antropólogo... tudo misturado como num bolo fecal.

hc.coelho

- 2017-04-05 15:29:33

Impossível aceitar este ...

Juiz??? Do stf??? Do ste...?????

Este pa'is ficou louco.

E o jiuiz inmigo do reu que procura os crimes do escolhido.

São figuras que envergonham a humanidade.

Como o país chegou a este ponto? Viramos um filme de horror.

Desde que o gilmar foi apontado pelo fhc, tinha que ser, viramos uma república do impossível, mais que bananeira.

 

arkx

- 2017-04-05 15:04:13

A anomalia jurídica Gilmar aos olhos de um jurista europeu

Fora Temer! Fora Gilmar Mendes! Fora Moro!

bastaria apenas um dos atuais 7 (de um total de 13) indicados por Lula/Dilma atuar em defesa da Democracia, para que o quadro atual fosse completamente outro.

num STF em que Gilmar Mendes age como o dono do poder Judiciário, o Ministro Barroso deveria ter sido o contraponto “civilizatório”.

como bem poderia dizer o Ministro Barroso:

“Meu Deus do céu! Este STF é o guardião de nossa Constituição. A Justiça morreu, porque nós temos um Judiciário que não tem um mínimo de legitimidade democrática. É um sistema em que o cidadão  não tem de quem cobrar e os seus membros não tem a quem prestar contas. Não pode funcionar!”

mas a postura do Ministro Barroso é um notável exemplo de uma plutocracia sem qualquer característica notável. o Ministro Barroso se tornou, por inegável mérito próprio, o representante perfeito de uma elite irrecuperável em sua total incompetência em comandar este país.      

um STF com Gilmar Mendes como seu donatário, e Alexandre Moraes como seu herdeiro, é a prova de não mais existir mais nenhuma possibilidade de futuro para o Brasil que passe pelas atuais instituições.

como não restou pedra sobre pedra, o Brasil será reconstruído do zero.

“Pedra por pedra reconstruiremos a cidade.

Casa e mais casa se cobrirá o chão.
Rua e mais rua o trânsito ressurgirá.

Aqui se chamava
e se chamará sempre Stalingrado.
- Stalingrado, o tempo responde.”

Telegrama de Moscou – Carlos Drummond de Andrade

.

Maria Rita

- 2017-04-05 14:53:49

Nassif, a primeira imagem que

Nassif, a primeira imagem que me vem à cabeça lendo esse post é a de Sobral Pinto. Pela justeza da sua conduta, pela fidelidade ao Direito, por acreditar na história ou num destino histórico sem dele se vangloriar. Apenas porque o único caminho era esse. O que espanta é que ter a consciência de homens como Sobral, está cada dia mais longe do espaço público e do mundo jurídico, salvo raras exceções. E lembrei ainda de um projeto da UnB 'Direito achado na rua' e no quanto ele é atual e mais do que nunca, necessário. Embora focado nas classes menos favorecidas, é o retrato mais real da justiça indigente que nos ameaça.  A sua voz e a de blogueiros que resistem a esse calamitoso estado em que vivemos são as vozes que nos dão alento a cada dia de desesperança e impotência. Você, Nassif, é um dos poucos jornalistas que pode contar uma experiência cruel de perseguição que será tão importante quanto a jornada contada por aqueles que viveram e lutaram contra a ditadura militar. Nos dias de hoje, a estratégia da perseguição é  quebrar financeiramente os inimigos e silenciá-los a ponto de nos espantarmos com a nova escolha de Sofia: o que é pior? A tortura ou o silêncio? E constatarmos que as duas são exatamente iguais, pois nos quebram em nossos direitos fundamentais e em nossa dignidade de seres participantes de um processo que nos atingem diretamente ao mesmo tempo em que nos excluem. Você é Luis Nassif, mas vive em você um Sobral Pinto, pois são homens assim como existem mulheres também, em que confiamos e que nos orgulham. Talvez você escreva mais um livro. O livro que você ainda irá escrever não será o processo de Kafka, são Os processos que mostram os papéis de um Daniel Dantas, Ali Kamel. de uma rede Globo, da Veja, de juizes e seus podres poderes. Tarefa gigantesca ou dantesca (alusão a Dantes, o grande italiano). Mas é a nossa história atual. 

Marisa

- 2017-04-05 14:42:31

Comentário
Devemos ressaltar também o veemente posicionamento dos ilustes juristas contra os desmandos de Gilmar Mendes: Celso Antônio Bandeira de Mello, Fábio Konder Comparato, Sérgio Sérvulo da Cunha, Eny Raymundo Moreira, Roberto Amaral e Álvaro Augusto Ribeiro assinaram um pedido de impeachment contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes.http://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/09/juristas-brasileiros-pedem-o-impeachment-de-gilmar-mendes.html

Luiz FS

- 2017-04-05 14:01:28

Brasil: terra de feudos e oligarquias

A Lei n. 1.079, de 10 de abril de 1950, define, no artigo 39, que são crimes de responsabilidade dos Ministros do Supremo Tribunal Federal proceder de modo incompatível com a honra, dignidade e decoro de suas funções.

A propósito, mais um exemplo atual da indignidade de Gilmar para o cargo. A Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho, ao reagir a declarações ofensivas de Gilmar Mendes contra a Justiça do Trabalho, emitiu nota dizendo que ele demonstra "claramente falta de compustura, de isenção e de imparcialidade".

Agora a pergunta: quem vai por o guizo no gato, porque o Senado Federal, a quem compete julgar o impeachment de ministros do STF (artigo 52, II, da Constituição Federal), é que não vai.

Por isso, o Brasil ainda está mais para uma terra de feudos e oligarquias. E menos para uma república.

Fosse uma verdadeira república, Gilmar Mendes não seria ministro do STF há muito tempo.

Odorico Carvalho

- 2017-04-05 13:55:58

Assim  como os paneleiros são

Assim  como os paneleiros são responsáveis diretos pelo desastre de Temer no poder, FHC é também totalmente culpado por colocar Gilmar no STF. Por falta de aviso não foi. O profético texto de Dalmo Dalari foi um alerta claro ao país. 

Aracy_

- 2017-04-05 13:16:55

Apoio a Nassif e um apelo às

Apoio a Nassif e um apelo às pessoas honradas e com autoestima para darmos um basta  a essa humilhação que a imprensa venal e certos agentes públicos no topo do poder vêm nos infligindo.

PS. Dá para colocar o botão denunciar também nos comentários dos blogs de outros autores do GGN? Obrigada.

romulus

- 2017-04-05 12:53:06

Toda a solidariedade, Nassif...

http://www.romulusbr.com/2017/04/a-demolicao-do-brasil-no-concerto-das.html

WELINTON NAVEIRA E SILVA

- 2017-04-05 12:33:58

Abaixo o fascismo

 

Diante do desmonte de nossa economia e das liberdades em geral por conta do sujo golpe que depôs Dilma/PT, comandados por forças entreguistas, fascistas e corruptas, a serviços dos gringos, tentando coagir e silenciar o nosso povo, requer de todo  brasileiro, expressar em alto e sonoro brado, a nossa maior indignação a mais este ato, desta feita, contra o Jornalista Luis Nassif, contra a sagrada liberdade de imprensa. O nosso futuro, o futuro de nossos filhos, estão sendo rapidamente definidos. Acorda, Brasil!

Doney

- 2017-04-05 12:13:17

O mais triste é verificar que

O mais triste é verificar que Gilmar Mendes hoje é o resumo do Brasil.

Franci

- 2017-04-05 11:52:54

Será porque...

Será porque o Nassif falou que o ministro tem disenteria verbal?

Será porque o Nassif falou que o Ministro tem maneiras "inusitadas" de conduzir julgamentos?

Será porque o Nassif falou sobre os "capangas" de Mato Grosso?

Será porque o Nassif falou que o "Gilmar mendes no STF é a degradação do Judiciário"?

Se for só por isso ele vai ter de processar meio mundo...

 

 

http://oglobo.globo.com/brasil/janot-reage-acusa-gilmar-mendes-de-sofrer-disenteria-verbal-21098311

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/11/1832704-gilmar-e-lewandowski-batem-boca-em-julgamento-no-supremo.shtml

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,ministro-ataca-mendes-nao-esta-falando-com-seus-capangas,358909

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/61842/Dalmo-Dallari-sobre-Gilmar-Mendes-%E2%80%9CEu-n%C3%A3o-avisei%E2%80%9D.htm

http://www.bbc.com/portuguese/brasil-39483586?ocid=socialflow_twitter

http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2016-10/ministros-do-tst-rebatem-declaracoes-de-gilmar-mendes-sobre-justica-do

https://www.conversaafiada.com.br/brasil/quem-paga-as-diarias-do-ministro-gilmar

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/04/01/repasses-do-governo-para-faculdade-de-gilmar-mendes-aumentam-1766-em-2-anos.htm

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2017/01/15/impeachment-de-gilmar-mendes-juristas-pedem-ao-stf-que-anule-arquivamento-feito-por-renan/

http://www.brasil247.com/pt/colunistas/chicovigilante/236958/Gilmar-agora-se-incomoda-com-vazamentos-antes-n%C3%A3o.htm

 

Jose Arlindo Freire

- 2017-04-05 11:33:04

Força Nassif
Nassif, conte com meu apoio e continui na luta contra imbecis do tipo Gilmar!

Maria Silva

- 2017-04-05 11:13:53

Meu apoio e solidariedade

Conte comigo para mais esse combate. Esse bolg é uma importante espaço de debate e informação. Não pode ser simplesmente amordaçado pelo "coronel" do judiciário.

Maria Luisa

- 2017-04-05 09:15:25

Tempo

Isso acontece talvez porque não dê para entrar no GGN ou nos demais sites de informação todo santo dia. Mas quase todo dia, fazemos o esforço agradavel e imprescindivel de vir nos informar aqui e alhures.

Vi ontem de manhã bem cedo esse post e ele estava fechado a comentarios. Pensei que o Nassif tinha acertado em fechar a comentarios porque, como diria Elis Regina, deus e todo mundo esta com Gilmar até o pescoço! E também fiquei pensando até que ponto o Nassif é processado pelas coisas que noos nos damos ao direito de expressar tão livremente ? Acho que ao assinarmos o GGN, estaremos ajudando um pouco e concretamente o Nassif a manter esse espaço e a lutar contra os golias do poder no Brasil.

Josué Gonçalves Ferreira

- 2017-04-05 04:43:22

Vergonha
Pessoas que vivem ainda mostrando que são coronéis e perseguindo os demais. Todos os blogs deviam se juntar e criar a verdadeira mídia popular para o Brasil. Nós somos um povo carente de jornalistas isentos neste país. Vamos fazer o seguro para vocês todos. Inicie uma campanha para arrecadar fundos para defesa dá mídia independente. Eu contribuirei mensalmente com todo prazer.

ESSilveira

- 2017-04-05 04:41:35

Apoio Irrestrito!!!

Precisamos de jornalistas como você e precisamos combater essas pragas do Brasil!!!

Fernando S Rocha Filho

- 2017-04-05 04:31:39

nossa solidariedade
Nassif, receba nossa solidariedade irrestrita. Abraço.

Danilo pro

- 2017-04-05 03:17:55

Juntos com Nassif

Juntos com Nassif

Boeotorum Brasiliensis

- 2017-04-05 03:02:20

nada a acrescentar

Caro Nassif,

Tudo o que poderia ser dito já o foi, por você e por todos os mais de oitenta comentários de solidariedade e apoio que antecedem ao meu.

Parabéns pela coragem, por honrar como poucos a profissão de jornalista e pela defesa desta democracia dismilinguida e desta república mequetrefe.

Dia 28 nos veremos nas ruas.

Erland

- 2017-04-05 02:32:37

Não passarão!

 

"A linguagem denunciou-me ao carrasco.

Eu pouco podia fazer. Mas os que estavam por cima

Estariam melhor sem mim, disso tive esperança."


 

"Aos que vão nascer", Bertolt Brecht, in Poemas de Svendborg (1939). Trad. Paulo César de Souza.


 

***


 

É a hora da resistência dos homens e das mulheres de bem contra o obscurantismo dos homens de bens.

Conte com toda a nossa solidariedade e o apoio concreto de todos os tipos, Nassif.

Nada disso lhe faltará, certamente.


 

Jean Gregório

- 2017-04-05 02:31:03

Perseguidor Gilmar Mendes

Caro Luís Nassif,

Nossa solidariedade como profissional que busca exercer a liberdade de imprensa como analista e crítico.

Infelizmente, vivemos tempos de "suspensão" da democracia. O que dizer do ministro Gilmar Mendes que detesta a profissão de jornalista, principalmente crítico, pois cassou o diploma de jornalista; o que dizer de um ministro Gilmar Mendes depois do livro "Operação Banqueiro"; o que dizer do ministro Gilmar Mendes depois o que declarou o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, sobre quem era essa pessoa e o seu caráter!!!

Continuaremos na luta pelo exercício da imprensa livre e crítica!!!! Ao perseguidor de jornalistas, a história fará justiça!!!

 

Jean Gregório

- 2017-04-05 02:30:58

Perseguidor Gilmar Mendes

Caro Luís Nassif,

Nossa solidariedade como profissional que busca exercer a liberdade de imprensa como analista e crítico.

Infelizmente, vivemos tempos de "suspensão" da democracia. O que dizer do ministro Gilmar Mendes que detesta a profissão de jornalista, principalmente crítico, pois cassou o diploma de jornalista; o que dizer de um ministro Gilmar Mendes depois do livro "Operação Banqueiro"; o que dizer do ministro Gilmar Mendes depois o que declarou o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, sobre quem era essa pessoa e o seu caráter!!!

Continuaremos na luta pelo exercício da imprensa livre e crítica!!!! Ao perseguidor de jornalistas, a história fará justiça!!!

 

guilherme_ferraz

- 2017-04-05 02:20:28

Todos contra o estado de exceção

Nassif estamos contigo.

Precisando de ajuda nos indique o caminho.

Vamos enfrentar.

Valcir Zarpelon

- 2017-04-05 02:15:38

Força Nassif, parada é
Força Nassif, parada é difícil, mas és do bem ao contrário da figura que covardemente te persegue!

Almeid

- 2017-04-05 01:57:24

Nassif,  Disponibilize o

Nassif, 

Disponibilize o pedido do autor - Gilmar Mendes. Sou uma das pessoas que questionam sua atuação(de Gilmar Ferreira Mendes)  e não tenho medo deste sujeito, que ora ocupa o TSE, STF.

Wander Braga

- 2017-04-05 01:30:12

Vergonha
A história registrará a ação desvairada e ideológica de um juiz que, como nenhum outro, envergonha as cortes em que lamentavelmente atua.

Wander Braga

- 2017-04-05 01:29:17

Vergonha
A história registrará a ação desvairada e ideológica de um juiz que, como nenhum outro, envergonha as cortes em que lamentavelmente atua.

MThereza

- 2017-04-05 01:28:18

um juiz fora da lei,

um juiz fora da lei, observado com muuita complacência por seus pares mudos, cegos e surdos aos abusos, com medo de que? uma reportagem maledicente no pig? Só pode. de qq forma, precisamos muito de você e de todos os blogueiros sujos. Estamos na luta e, se precisar, colaboramos com sua defesa. Levantamos mais do que o necessário para pagar a multa imposta ao Zé Dirceu, podemos fazer de novo e, quem sabe, dar chance ao GM de nos acusar de novo  de [email protected] de $,. Minha solidariedade e admiração. Você não está sozinho

Fernando de Paulo

- 2017-04-05 01:25:09

Perseguição implacavel

Prezado Nassif, sou testemunha pela imprensa da vergonha que este juiz representa para o Brasil, uma vergonha ser proprietário de uma instituição de ensino com interesses economicos e ainda sim ser ministro do supremo,uma vergonha reunir-se com investigados, uma vergonha falar sobre processos fora dos autos, sou testemunha pela imprensa do assédio que este juiz comete contra outros juizes da corte e membros do MPF, sou testemunha pela imprensa do seminário que dará em portugal em companhia de investigados e citados em delações. Enfim, caso precise, sou sua testemunha.Sou um cidadão que não entende como chegamos a este ponto sem nos manifestar de forma firme,clara e em grande número. Será que perdemos a capacidade de mobilizar as pessoas de bem ?

Edna Baker

- 2017-04-05 01:19:03

Obrigada Nassif por você

Obrigada Nassif por você existir! Conte comigo para o que der e vier. Um grande abraço. 

 

Renato Lazzari

- 2017-04-05 01:11:00

É Eduardo Cunha no Congresso,

É Eduardo Cunha no Congresso, Gilmar Mendes na Justiça...

E o pior é que Mendes é dono de uma escola de direito. Formará, essa escola, alunos como ele? Ensinará - se é que ele dá alguma aula e não é mero administrador de empresas - seus alunos a andarem sempre pelas beiradas da lei, nunca pleno, aberto, grande, nunca na melhor forma? Estamos vivendo tempos de muita pobreza, muita pequenez... escuridão.

Funcionário público com tanta firma assim é estranho, né? Pode até ser legal, "barely legal", mas que é estranho... Ainda mais para um funcionário público lotado num cargo como o que Mendes está, deveria ser exemplo para o funcionalismo. Imagina se a moda pega... Que exemplo, hein?

Bote a boca no trombone bem alto, caro Nassif, para que até a imprensa internacional intercept... Acho que a filial portuguêsa da firma de Mendes não é lá tão prestigiada assim na academia lusa. O mesmo na França, na Alemanha...

No que der, 'tamos aí... ;)

Aloisio de Almeida Jr.

- 2017-04-05 01:04:28

Lodaçal em Brasília

Siga firme em sua luta Nassif.

Seja nosso Davi contra o golias de toga.

Certa vez Allan Kardec perguntou á Espiritualidade:

POR QUE O MAL GERALMENTE VENCE O BEM?“Por fraqueza dos bons é que vemos com freqüência no mundo, a influência dos maus vencerem a influência dos bons. Porque os maus são intrigantes e audaciosos, e os bons são tímidos. E que, quando os bons quiserem, predominarão.” (Questão 932 em O Livro dos Espíritos)Força amigo!!! OBem está ao seu lado!

Aloisio de Almeida Jr.

- 2017-04-05 01:04:26

Lodaçal em Brasília

Siga firme em sua luta Nassif.

Seja nosso Davi contra o golias de toga.

Certa vez Allan Kardec perguntou á Espiritualidade:

POR QUE O MAL GERALMENTE VENCE O BEM?“Por fraqueza dos bons é que vemos com freqüência no mundo, a influência dos maus vencerem a influência dos bons. Porque os maus são intrigantes e audaciosos, e os bons são tímidos. E que, quando os bons quiserem, predominarão.” (Questão 932 em O Livro dos Espíritos)Força amigo!!! OBem está ao seu lado!

Júnior 5 Estrelas

- 2017-04-05 01:02:12

Concordo com você
Concordo com você Duduoutro.Exatamente isso.Mas Luís ainda vive agarrado a certos dogmas,principalmente quando é para proteger os que intitulo dos quê nada sabem tudo.Se acham estrelas,são os primeiros a bater em retirada,borrando de medo que o cretino do Gilmar Mendes alcance eles.Dou meu pescoço a guilhotina se eu não tiver com a razão.Outra coisa,eu vou terminar meus dias de vida condenando a interrupção da liberdade de expressão e a livre manifestação do pensamento, seja em que direção for.Nassif prescisa se soltar de certas amarras.

Dan Moche Schneider

- 2017-04-05 00:57:08

Nada como um dia apos o outro

Hora mais, hora menos, a historia vai parir a derrota do juiz que tem lado. As dores do parto ja comecaram. No que precisar, valente Nassif, conta conosco.

Gilson AS

- 2017-04-05 00:51:43

A questão Gilmar só será
A questão Gilmar só será resolvida, quando for eleito um senado mais à esquerda, e colocarem em votação o impeachment do Gilmar. Se não me engano, tem três pedidos de impeachement Gilmar engavetado. Outra solução seria o infortúnio, mas como não devemos desejar mal a ninguém é melhor calar. Agora, se o capeta resolver fazer o trabalho dele não posso fazer nada.

ALT13

- 2017-04-05 00:43:44

CRIMINOSOS LESA-PÁTRIA

O lugar deste suposto juiz e do outro, Sérgio Moro, seria na cadeia ou em um manicômio judiciário. Mas estão no Judiciário promovendo o terrorismo necessário sobre o povo e sobre aqueles que lhes opõem para que o País seja espoliado.

O judiciário minúsculo do Brasil comete, junto aos bilionários midiáticos e banqueiros locais, um crime de lesa-pátria. A sangria sobre o patrimônio público material e espiritual do Brasil ocorre a cada dia de modo exponencial, a par de uma conivência criminosa de quem deveria, em primeiro lugar, zelar pelo cumprimento da Constituição. 

Caberá a nós desta geração e de outras todos os esforços para colocar esses criminosos onde lhes é devido: na cadeia para pagar por seus crimes de lesa-pátria. E aqueles que deles se servem adquirindo riquezas a preço de bananas terão que devolver tudo que agora roubam.

É preciso que firmemos Ação Pública contra o crime de Lesa-Pátria e que conste nos autos do que resta de Justiça deste país e, também, em outros órgãos e foros internacionais. É preciso que esta vontade, que também é um aviso, seja firmada para que no dia em que a JUSTIÇA e a DEMOCRACIA retornarem tomemos o Brasil de volta.

Esta pedra que atiram sobre Nassif é a mesma que atiram sobre nós.

Não nos calarão!

Horacio Duarte

- 2017-04-05 00:33:49

Bons jornalistas estão sujeitos a isto

Os políticos brasileiros são assim mesmo, e os bons jornalistas sempre sofreram truculencias desta ordem, a um tempo atrás bem piores. Um jornalista não pode é se submeter a episódios vergonhosos como aquele beija bunda de um programa de entrevistas que um dia foi jornalismo.  Aquilo sim é ultrajante.

No mais, dentro das possibilidades, já me prontifico a dar alguma ajuda. Pode cobrar.

Horacio Duarte

Liduina

- 2017-04-05 00:13:21

Nossa solidariedade, Nassif

E no que for possível ajudar, estamos aqui.

edisilva

- 2017-04-05 00:02:53

Mais um (na verdade é o mais)

Mais um (na verdade é o mais) acima da lei.

Qeum poderia punir Gilmar? Na verdade, existem instrumentos para isto, mas falta coragem para usá-los.

Força, Nassif!

C.Poivre

- 2017-04-04 23:48:54

Como podemos colaborar com sua defesa?

Vamos logo ao que interessa: indique-nos uma conta bancária para que possamos ajudá-lo gastos com sua defesa.

wagner campos

- 2017-04-04 23:36:43

A Veja escancarou de vez

A Veja disse em reportagem que agora é a hora de Gilmar Meliendes provar sua lealdade ao Presidente ilegítimo, disse que Gilmar promete mas não entrega os acertos feitos nos jantares. Ué, pensei que um juiz fosse escravo das leis e não de um partido ou coligação partidária, a não ser o Demoro que todos já conhecem como tucano né? A Veja quer que segure o julgamento até 2018 e ele vai segurar podem apostar.

Ana Bednarski

- 2017-04-04 23:32:10

Ditadura de bandoleiros da pior espécie e esse foi cria do FHC

Algumas vezes pensei , mas não me atrevia sugerir que todos vocês BLOGUEIROS que estão sendo processados por essa corja que se apossou do judiciário com a complacência do senado federal já que são todos do mesmo bando, NADA fizessem....deixassem a palhaçada desses processos seguirem seu curso até a condenação com a devida cobertura da midia internacional.....Como podemos acionar a midia internacional para acompanhar esse estado de exceção? Quais seriam as consequências em nada fazer? 

Independente disso minha total solidariedade, tenho muito mais do que convicção de que esse senhores do judiciário que só usam sua profissão para seu próprio benéficio mesmo sendo funcionários públicos pagos para beneficiar a população são BANDOLEIROS, criminosos da pior espécie, então tudo que for coletivo como abaixo assinados, vaquinhas, até mesmo manifestação ( em Floripa onde moro) pode contar comigo!

Reforma no judiciário é tão urgente quanto a reforma politíca , mas num pais sob ditadura isso é impossível!

afonsofaria

- 2017-04-04 23:31:48

MEU APOIO AO NASSIF

prezado nassif,

sou assinante do seu jornal e o considero um otimo jornalista, que me abriu os olhos para muitos fatos que a hipocrisia da grande imprensa escondia.

gostaria de te prestar o meu apoio na sua relação com o pessimo juiz gilmar mendes.

como se não bastassem os nossos lamentaveis poderes legislativo e executivo (com honrosas exceções), agora o judiciario, o ministerio publico e a policia federal resolveram fazer politica da mais baixa qualidade.

continue sua luta, continuemos todos.

 

Jeferson

- 2017-04-04 23:26:06

Herodes, por Salomé, persegue João batista
Li certa vez que um tal Herodes Mendes, querendo satisfazer as vaidades de uma Salome Dantas, partiu com tudo para degolar um honradissimo Protogenes Batista. Vc também é uma voz que clama no deserto, incomodando por dizer a verdade. E no seu caso as salomes são tantas ou até mais numerosas do que a do exemplo acima. Mas que ar de esperança, que frescor eu sinto ao chegar a este blog e ver que existe esta voz clamando no deserto.

Ugo

- 2017-04-04 22:45:17

o meu irrestrito apoio

Espaço aberto, pois então....

Nas minhas andanças a acompanhar parentes nas fazendas sempre me orientavam para ter cuidado daqueles cachorros de olhar esguio na tua frente, no primeiro descuido o traiçoeiro a te atacar pelas costas.

Tenho comigo que o gilmau dantas mendes é este tipo de bicho, intimida por estar acima das leis e faze-las conforme necessidade.

O benito de lastimável memoria comandava tal qual o coronê do stf e do juizeco de primeira instancia do estado agrícola do sul e seus beatos de bíblia de sovaco, a eles caso as aulas de historia tenham sido gazeadas ou melhor não entendidas, lembro que os postos de gasolina foram uma trágica modalidade da interpretação do código penal.

 Afinal como dizem: para os momentos extremos medidas extremas são plausíveis.

Privatizar a Petrobras para fechar os postos de gasolina não vai ajudar.

Jackson da Viola

- 2017-04-04 22:40:39

um textinho.......
que me faz pensar a dupla Gilmar /Moro....... "Mas o obstáculo número um na busca da luz, é muito provavelmente a vontade de poder, o desejo de mostrar o seu virtuosismo ou de se construir um abrigo contra objeções muito óbvias. A verdade é um limite, um padrão mais elevado para os indivíduos; e a maior parte deles alimenta uma animosidade secreta contra seu poder"

Cristiane N. Vieira

- 2017-04-04 22:35:14

O que dizer quando o país vai
O que dizer quando o país vai abismo abaixo – como naqueles pesadelos em que temos a sensação de um cair sem fim rumo ao desconhecido – e pessoas íntegras e indispensáveis ao que resta de democrático, independente e civilizado na sociedade são perseguidas de modo vil e covarde? Declarar Solidariedade Irrestrita e Incondicional é o básico da demonstração de que "não está sozinho" entre as feras. Não apenas como dever de cidadãos mas como quase confissão de cumplicidade (somos seus receptadores de mercadoria muito em falta, jornalismo sério e substancioso) por sermos beneficiários do seu crime de informar e apresentar análises críticas sólidas e transparentes que, coisa rara entre “jornalistas” de hoje, submete aos comentários – e dentre esses às contribuições dos mais preparados em cada área ou assunto –, críticas e até abre espaço de destaque editorial para apresentar visões contrárias ou complementares sobre os diversos assuntos que o blog apresenta. Culpado de fazer jornalismo na terra em que G.Lobo.Empeledecordeiro.con, Falha, Estado-mínimo e Seja-golpista dominam as mentes, fígados e bancas adulterados do país. Mais do que na carne, nosso país está sendo desgovernado por gente de cárater fraco, contaminado e impróprio para uso democrático, resultado do trânsito intestinal putrefato entre interesses corporativos e instituições públicas a seu serviço. Que juristas e advogados que não coadunam com inimigos da democracia prestem solidariedade jurídica com apoio especializado e não permitam que mais esse arbítrio fira suas trincheiras em postos avançados de representação da sociedade antigolpista e suprapartidária. Fascistas, não passarão! Nassif, você nos representa e está acompanhado de milhares que o respeitam. Continue divulgando as armadilhas jurídicas que insatisfeitos aprontam pra você, serve para alertar as consciências mais ingênuas sobre o que este país está se tornando e o que é preciso fazer para voltar, uma vez mais, ao caminho de democracia e justiça que não será pavimentado sem jornalistas dignos do nome como você – será essa “a razão do seu desafeto”? Ser perseguido em tempos insensatos como os nossos, ainda mais quando a consciência está limpa de nada dever, pode abalar nossa fé. Como antídoto, um poema de Santa Teresa de Ávila, a ser lido sem as molduras institucionais religiosas. Para quem não acredita em Deus, mas acredita em alguma coisa, substitua por termos da sua crença. “Nada te perturbe, nada te espante; tudo passa, só Deus não muda. A paciência tudo alcança. Quem tem a Deus, nada lhe falta. Só Deus basta!”. Santa Teresa de Ávila (fonte: http://www.franciscanos.org.br/?p=59606) SP, 04/04/2017 – 19:34

Jorge Rebolla

- 2017-04-04 22:28:25

Obrigado

Nunca deixei de vir.

joel lima

- 2017-04-04 22:25:24

Acho que o Brasil está

Acho que o Brasil está contribuindo para a política mundial ao dar um golpe que incinerou 54 milhões de votos  sem precisar de um tanque na rua= os golpistas se valendo usando de um sistema de leis que permite todo o dia de interpretação - mais do que letra de Bob Dylan rs  . Meu lema é que aqui no Brasil se aplicam às leis conforme a cara do freguês. Se o freguês for alguém desprotegido - seja um pobre periférico preto ou um jornalista independente que não conta com o poder econômico da mídia mainstream - a leitura da lei será a mais dura possível. Me lembro sempre dos jornalistas no Paraná que ousaram revelar os supersálarios dos juízes e aí os juízes abrirem processos em um monte de municípios para os jornalistas gastarem tempo e dinheiro pra comparecerem. 

Antonio A. B. Neto

- 2017-04-04 22:15:52

Vou dizer aqui mais uma vez,

Vou dizer aqui mais uma vez, como já disse antes, eu não acredito mais em nenhuma, absolutamente nenhuma, instituição brasileira, está tudo perdido, estamos à deriva total, cada um cuide de si, porque o Brasil é um caso perdido.

Geraldo Chaves

- 2017-04-04 21:59:13

O que dizer? Entro aqui TODOS

O que dizer?

Entro aqui TODOS os dias para ver se tem alguma notícia que me dê esperanças de melhora, mas a situação só piora.

Quie triste Brasil...

Eduardo Outro

- 2017-04-04 21:57:15

Junior, não é bem assim.

Junior, não é bem assim. Concordo que os que habitam este blog têm que estar solidários com o Luis ou são covardes. E solidariedade dos covardes é melhor passar longe, só que não creio que haja covardes entre os que aqui costumam "trocar estrelas".  Digo isso mesmo àqueles que eventualmente discordam do que ele posta. Para mim, essa solidariedade é uma coisa tão implicita que nem precisa ser explicitada. E, se não estou enganado, em uma das vezes em que foi vítima de acão o Nassif declinou de solidariedade financeira. Melhor que possa continuar declinando, mas se não for esse o caso, como alguém já disse aqui, "o blog somos nós".

Jackson da Viola

- 2017-04-04 21:43:00

Salut i força al canut!

Nem precisa ler o texto.......so os negritos...

Lawfare

Lawfare é uma palavra-valise (formada por law, 'lei', e warfare, 'guerra';(em português, 'guerra jurídica') introduzida nos anos 1970 e que originalmente se refere a uma forma de guerra assimétrica na qual a lei é usada como arma de guerra.Basicamente, seria o emprego de manobras jurídico-legais como substituto de força armada, visando alcançar determinados objetivos de política externa ou de segurança nacional.
Enquanto alguns estudiosos consideram haver tanto aspectos negativos quanto positivos no uso da lei como instrumento de guerra (sobretudo no contexto das discussões sobre segurança internacional e contraterrorismo), outros entendem lawfare como um uso ilegítimo da legislação (nacional ou internacional) em manobras jurídicas com a finalidade de causar danos a um adversário político (estrangulando-o financeiramente, encurtando seus prazos etc) de modo que este não possa perseguir objetivos, tais como concorrer a uma função pública. Nesse sentido, a lawfare seria comparável ao uso estratégico de processos judiciais visando criar impedimentos a adversários políticos - uma prática conhecida, nos países anglo-saxões, como SLAPP, acrônimo de strategic lawsuit against public participation ('ação judicial estratégica contra a participação pública')

SLAPP

Um processo estratégico contra a participação pública ( SLAPP ) é um processo que se destina a censurar , intimidar e silenciar os críticos, sobrecarregando-os com o custo de uma defesa legal até que abandonem suas críticas ou oposição.Tais processos foram ilegais em muitas jurisdições com o argumento de que eles impedem a liberdade de expressão.
O típico requerente do SLAPP normalmente não espera ganhar o processo. Os objetivos do autor são alcançados se o réu sucumbir ao medo, à intimidação, ao aumento dos custos legais ou ao simples esgotamento e abandona a crítica.Um SLAPP também pode intimidar outros de participar do debate. Um SLAPP é frequentemente precedido por uma ameaça legal .

dinarte22

- 2017-04-04 21:38:14

Democracia aonde?
A que ponto esta indo o país de Moro, Aecio, Gilmar Mendes. Um Supremo acovardado, um executivo nas mãos de uma gangue, e um legislativo cuja unica preocupação é quanto vai levar na proxima votação. Um bando de vendidos, do mais baixo nivel. E a população? Devidamente manipulada pela midia corrompedora e corrompida. Ou acontece uma revolução, ou o país acabou.

Tânia Mara Garcia

- 2017-04-04 21:32:06

Pro que der e vier

Força Nassif. 

 

Se pudermos ajudar de alguma maneira, não guarde nenhum constrangimento em mencionar no blog. Se essa luta é nossa, a responsabilidade também deve ser. Se houver como dividir o peso, divida! [2]

Estamos contigo.

Luiz Eduardo Brandão

- 2017-04-04 21:13:45

Idem

Faço minhas as suas palavras.

Aldo Cardoso

- 2017-04-04 20:54:53

Minha solidariedade e apoio

Li grande parte dos comentários com os quais concordo e, principalmente o Post.

Fato é que não temos um STF que se preze e a prova maior é a presença de GM alí, que se vale da sua intangibilidade, assessores pagos com dinheiro público e grana que não tem falta para mostrar quanta truculência é capaz sobre os seus desafetos.

Porém, LN, como o Blog somos todos nós, conte com minha solidariedade e apoio

Manoel Moreira

- 2017-04-04 20:50:34

Como a edição do AI 5 pelo
Como a edição do AI 5 pelo Mal. Costa e Silva em 1968, foram ressuscitados incontaveis Tomazes de Torquemada Brasil afora.

solle

- 2017-04-04 20:47:34

Vai pra cima dele

Vai pra cima dele Nassif..!!

Na retaguarda você tem a todos nós.

rosenvald flavio barbosa

- 2017-04-04 20:17:02

ao Nassif

ao Nassif nossa solidariedade!!!

ao suposto juiz nosso desprezo.

canalha!!!

RICARDO CASTRO MEIRA

- 2017-04-04 20:11:50

Como diz PHA: "diz-me quem te

Como diz PHA:

"diz-me quem te processa e dir-te-ei quem és"!

paulovi

- 2017-04-04 20:05:38

Minha sugestão é que você nos

Minha sugestão é que você nos informe passo a passo do processo, com todos os andamentos mesmo. Começa mostrando a inicial, os recibos de pagamentos de custas, qual a pessoa que julgará, etc, etc, etc. Por pueril que seja a sugestão ela tem um objetivo, entre os milhares de leitores do blog há gente muito bem preparada que, sem a pressão da necessidade em apresentar um ótimo trabalho como suas advogadas certamente procurarão fazer, olhando com calma e descompromissadamente talvez percebam nuances que podem ajudá-lo. Imagine um batalhão de experts e curiosos interessados na sua (Nassif) integridade trabalhando diuturnamente para ajudá-lo sempre. Fui prolixo e consegui não escrever as barbaridades que penso do beiçola com a testa engordurada. Um Gandhi abraço!

joel lima

- 2017-04-04 20:00:51

Infelizmente o Nassif está

Infelizmente o Nassif está entre os primeiros na lista das pessoas de bem que Gilmar Mendes odeia. Nassif mostrou com fatos - e não com uma lógica torta e títulos a la Notícias Populares só que metidos a sério como é o estilo de um blogueiro que é aliado de GM no STF, o RA - quem é Gilmar. Infelizmente, não há voz no STF que bata de frente com GM. O único que fez isso foi Joaquim Barbosa, mas que depois mostrou sua verdadeira face. Teve uma vez que o Lewandovski foi em cima de GM, mas de forma ridícula. Como naquela briga de escola em que um moleque chamo o outro de fdp pra cima e o outro responde no máximo com 'Seu bobão" rssss 

Rafael Borges Santos

- 2017-04-04 19:52:32

Força Nassif.    Se pudermos

Força Nassif. 

 

Se pudermos ajudar de alguma maneira, não guarde nenhum constrangimento em mencionar no blog. Se essa luta é nossa, a responsabilidade também deve ser. Se houver como dividir o peso, divida! Nenhum jurista sério deveria "aprender" ou "ensinar" no malfadado instituto! Seria um começo...

 

John J.

- 2017-04-04 19:52:06

... QUEM É GILMAR E QUEM É

...

QUEM É GILMAR E QUEM É FHC, O CARA QUE O INDICOU PARA O STF?

DALMO DALARI profetizou o que aconteceria no BRASIL se GILMAR MENDES fosse aprovado pelo SENADO, indicado pelo presidente TUCANO, FHC, mesmo sendo contraindicado pelos seus pares na formação da lista dos indicados, e sua profecia está acontecendo da pior forma possível, tendo como protagonistas da derrocada, todo o judiciário, a polícia federal e o Legislativo. Todos mostrando sua sanha por dinheiro público, por poder e por tentar um golpe na jovem democracia, nacional.

Palavras de DALMO DALARI sobre a indicação de GILMAR MENDES ao STF, pelo tucano FHC: ->    
"“Se essa indicação vier a ser aprovada pelo Senado”, afirmou Dalmo Dallari, “não há exagero em afirmar que estarão correndo sério risco a proteção dos direitos no Brasil, o combate à corrupção e a própria normalidade constitucional.””
http://www.diariodocentrodomundo.com.br/a-controversa-carreira-de-gilmar/ 
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz0805200209.htm

CHEGA DE TANTA CORRUPÇÃO: http://www.dailymotion.com/video/x3r71zg_faca-um-favor-ao-brasil-mostre-este-video-ao-eleitor-do-aecio-neves-chega-de-tanta-corrupcao_people

Álvaro Noites

- 2017-04-04 19:50:37

O Glen Greenwald sabe já

O Glen Greenwald sabe já desta perseguição?

O negócio é apelar para o exterior.

O pessoal da Universidade de Munster sabe disso?

Álvaro Noites

- 2017-04-04 19:44:30

Estamos contigo. O fato de o

Estamos contigo.

O fato de o empresário e ministro do STF Gilmar Mendes lhe combater apenas lhe engrandece como jornalista (o mais influente do Brasil), profissional, cidadão, brasileiro e sobretudo, como ser humano.

Este senhor precisa ser enfrentado.

Antonio C.

- 2017-04-04 19:42:18

Repostar isto...

... e deixar como página principal.

Tem Gilmar Dantas Abdelmassih moral em relação ao Dallari?

Aristoteles Coelho

- 2017-04-04 19:40:07

Fazer o quê Nassif? E como o

Fazer o quê Nassif? E como o que esta ruim sempre pode piorar agora temos Alexandre de Moraes no supremo de frango.

rosenvald flavio barbosa

- 2017-04-04 19:35:29

QUE BOM QUE VOLTASTE

que bom que voltaste............

sentimos falta da sua participação aqui no ggn.

dja

- 2017-04-04 19:19:44

quem sobra para manter o governo atual?

Além de Mendes que não tem apoio majoritário da velha mídia, quem sobra para manter o governo atual?

Ninguém.

Ao menor sinal dos vazamentos dos justiceiros ou da quebra de sigilo das delações oderbrechtianas por Fachin, boooooom MT.

Neste mês de abril, o MT cai!

Jorge Rebolla

- 2017-04-04 19:18:20

O caráter de um homem...

...pode ser constatado por quem ele é processado. O desgaste, o custo e o tempo dispendido comporão a externalização dos princípios, enfrentando aqueles que não os possuem.

Júnior 5 Estrelas

- 2017-04-04 19:16:26

Há situações que me
Há situações que me revolta.Falo dos cadastrados e cadastradas daqui.Como é possível Luís ser vítima,pela quarta vez consecutiva,de um desequilibrado como Gilmar Mendes,e a esmagadora maioria daqui simplesmente desaparecem.Nao é sem razão que vou repetir tantas as vezes forem necessárias.O Brasil apodreceu,como enfatizei em um comentário meu,pela covardia,pela pusilanimidade,pelo medo dos poderosos de plantão e de serem alcançados pela fúria criminosa do nazi-fascismo instalados em todas as Instituições,inclusive na Mídia,onde se concentra as raízes de tudo isso.Como vamos consertar esse estado de beligerância,senão defendendo jornalistas como Nassif,que nos defende diuturnamente contra esses facínoras,como é o caso desse tresloucado Gilmar Mendes.Que vergonha.Que decepção.Que tristeza.Luis merece muito mais de nossa parte,do que o exercício infantil de trocar estrelas,uns com os outros.

j.marcelo

- 2017-04-04 19:13:14

Uhuu valeu pela liberação do
Uhuu valeu pela liberação do comentário Nassifão,estava babando para comentar aqui, então lá vai,se Gilmar Mendes te encher muito o saco(mais ainda?)monta um dossiê sobre ele e divulga mundo afora para desmoralizá-lo,vai tocar no ponto fraco desta gente, o orgulho, mas pode ser um crowdfundig com reportagem sobre todas faces de Gilmar e até comparar o judiciário brasileiro com o judiciário mundial,reportagens com depoimentos lá fora de figuras do direito,ESTA É A SUA ARMA,JORNALISMO NEEELEEEE !!Vai bater recorde de arrecadação !Avante blogs sujos!

Maria José Bechara

- 2017-04-04 19:07:14

GM
Nassif, "viver exige coragem" já dizia outro mineiro relevante ao país. Como ela é produto em falta em meios e instituições diversas, você que a tem vai ter que usar por muitos! Coragem! Agradecemos sua incansável luta. Mazė

Francisco de Assis Paiva Filho

- 2017-04-04 19:02:04

A perseguição implacável de Gilmar, um juiz acima da lei

Boa Tarde Nassif!!!!!

Primeiro, muita FÉ em DEUS para enfrentar esse omi. Depois, muita saúde e paz de espírito, a LUZ está contigo, NÃO TEMAS!!! Você vai VENCER!!!

Pergunta que não quer calar: Porque o "Ministro" Gilmar Mendes ARQUIVOU, de forma MONOCRÁTICA em 12-12-2012 este Processo - PET STF Nº 3166??? TEM ALGUMA LIGAÇÃO COM O PRESIDENTE ILEGÍTIMO MICHEL TEMER??? VEJA O LINK ABAIXO. 

http://www.stf.jus.br/portal/processo/verProcessoAndamento.asp?incidente=2224632

Atenciosamente,

Francisco de Assis Paiva Filho

Natal (RN), 04 de Abril de 2017.

  

 

  

 

 

 

Gilmar Dantas (Segundo Noblat)

- 2017-04-04 18:58:24

Sabe o que é? É falta de um

Sabe o que é? É falta de um governo de esquerda radical, totalmente radical. O PT governou com os alicerces da democracia, ou seja, o povo. Respeitou democraticamente as instituições, como manda o figurino. E sabe o que aconteceu? Os meios de comunicação, o mercado de capital, e os politicos corruptos acustumados a viver de favores e propina deram o golpe num governo totalmente democrático. A esquerda, o PT, voltando a governar esse pais, deve vestir a camisa e radicalizar mesmo com a Glopo golpista e os demais meios de comunicação que apoiaram o golpe. Além disso, deve ficar frente a frente com alguns desses personagens desse naipe olhando olho no olho e colocá-los em seu lugar. É inadmissível o Brasil passar o que esta passando.  

Serralheiro 70.

- 2017-04-04 18:56:05

Sou solidário . deta

Nassif, receba minha solidariedade nesta infame agressão a você e nosso direito de sermos bem informados pela sua atividade de jornalista. Gilmar pratica mais um escárnio contra a justiça .

Roberto Pivador

- 2017-04-04 18:29:44

Torcemos pelo Nassif e pelo

Torcemos pelo Nassif e pelo Brasil. Ao final, torcer e rezar é o que nos resta. Pois a úniva justiça que nos sobrou é a justiça Divina. Força Nassif, você não está sozinho.

FERNANDO DA COSTA

- 2017-04-04 18:24:44

Infelizmente, este é o preço

Infelizmente, este é o preço que se paga ao colocar a sua cara a tapa... Todos deveriamos agradecer pela coragem que vem tendo em colocar a panos limpos tudo o que vem acontecendo em brasília.. Infelzimente, não podemos mudar esta realidade de uma hora para outra, e vira e mexe, temos que nos defrontar com estes tipos de abusos... É o preço que se paga ao querer lutar contra a elite financeira de um país... Como uma elite financeira, nós não deveriamos pensar o contrário, ela quer se manter no topo em maior número possíveis de anos... Para isso, ela precisa utilizar da máquina estatal para aprovar regras a seu favor em relação aos seus concorrentes... E para isso, precisa de apoio dos políticos que supostamente foram eleito pelo povo para apoiar o povo de uma maneira geral... É o que estamos vendo com a lava jato... Uma prática que era considerada comum, agora é desmascarada... E utilizada para atacar um partido político em virtude dos outros... Será que atacará a todos igualmente? Em respeito as leis e a justiça? Este é o problema... Quando se forma uma elite financeira... Ela utiliza de todos os meios possíveis para destruir os seus adversários e manter o caminho livre para a sua prosperidade financeira... Nos enganamos, se nós pensamos que isto só acontece com o brasil ou com as empresas e a elite financeira do país desta região do planeta... Isto é prática habitual em quase todas as parte do mundo, até na China que pune severamente quem faz este tipo de prática... Então, como podemos ver... Isto é do ser humano, da necessidade o ser humano em se manter no poder e subjulgar os outros as suas vontades... De se perpetuar no poder...

Raphael Sanches

- 2017-04-04 18:23:14

Democracia

... Ele que aguarde o que o espera no fim do arco-íris, já que depois de todo Estado de Exceção e Ditadura existe a Democracia e a lata do lixo para os "bagaços" que sobram e não tem mais utilidade ....

Jose mestre Carpina

- 2017-04-04 18:20:11

Dalmo Dallari falando....

[video:https://www.youtube.com/watch?v=3j3FNRQs2u0]

João Ximenes

- 2017-04-04 18:19:30

É o ponta de lança da

É o ponta de lança da degeneração que alcançou o judiciário brasileiro. Lamentavelmente. 

Antonio Bragiato

- 2017-04-04 18:18:14

Gilmar Mendes

Gilmar Mendes é o verdadeiro escracho em pessoa. É a própria República Velha revivida no presente. Legítimo representante do atraso, do casuísmo, da " lei somente para os inimigos"! É sem sombra de dúvidas o que FHC fez de pior para o Brasil! 

telma carvalho

- 2017-04-04 18:16:17

Sr. Luis Nassif. Sou leitora

Sr. Luis Nassif.

Sou leitora do GGN e lhe admiro muito. Nós, seus leitores de Salvador acreditamos no que escreve, e, pense, isso é muito em se tratando do jornalismo no Brasil. Continue o seu belo trabalho de nos informar com a verdade. 

telma carvalho garrido.

GalileoGalilei

- 2017-04-04 18:14:47

Impagáveis

Mas a dupla original pelo menos era engraçada.

WELINTON NAVEIRA E SILVA

- 2017-04-04 18:09:55

Implacável perseguição de Gilmar Mendes um juiz acima das leis

 

Nesse ultrajante vergonhoso tempo de entreguistas, golpistas e fascista, esparramando medo e inseguranças, no presente e no futuro, inclusive, causando muitas descrenças na Justiça, resta aos leitores do jornal GGN, frequentadores e comentaristas, cerrar fileira ao lado do grande Jornalista Luis Nassif, consciente e valente brasileiro que não se vende nem se intimida, que não se cala nem se abate diante da covardia dos poderosos, diante da Justiça golpista, truculenta e ditatorial.

Para tanta infâmia, resta aos leitores e frequentadores desse democrático espaço do Jornalista Luis Nassif, divulgar para todas as pessoas e instituições possíveis, daqui e de fora, o grito de clamor deste honrado brasileiro. Resta-nos, colocar à sua disposição para eventual contribuição financeira para ajudar nas despesas judiciais, via de regra, de altos custos. Resta-nos também, pedir a Deus proteção ao Luis Nassif , e que ilumine o nosso Brasil. 

Rogério Falco

- 2017-04-04 17:51:59

O GM deve ter insônia com você, Nassif.

"Gilmar tem um problema pessoal comigo. Deixou claro quando, na própria sessão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em que não conseguiu bloquear a posse de Dilma, passou cinco minutos me ofendendo com injúrias de toda espécie."

Desejo força nesta luta, Nassif.

Difícil entender pessoas que abominam a democracia. Não tenha dúvidas, Gilmar Mendes faz isto com você em função das noites mau dormidas. É o "peso" daquela imensa cabeça autoritária.

 

 

João de Paiva

- 2017-04-04 17:32:46

Reprise de uma epístola

Prezados,

Em respeito ao primeiro  PS do Nassif, vou evitar chamr GM pelo que le de fato é e merece.

No ano passado o jornalista Paulo Nogueira publicou uma carta aberta a Gilmar Mendes; hoje ele a republicou no DCM. Há cerca de um mês Marcelo auler publicou no blog dele a Carta Aberta que um ex-professor de Gilmar Mendes, quando ele ainda era um garoto, na cidade de Diamantino, no MT, escreveu ao ministro (sic) do stf e presidente do tse. Essas cartas falam por si. Se GM as ler e compreender ou se, por milagre, se lembrar de usar o conhecimento jurídico que possui para aplicar a Lei em Defesa do Estado de Direito Democrático, ele não só se declarará (ria) suspeito de julgar amigos, como renunciará (ria) aos cargos que hoje ocupa. Eis as cartas

_______________________________________________________________________

Carta aberta a Gilmar Mendes, Por Paulo Nogueira

 

Caro ministro Gilmar:

O senhor desonra a Justiça. É a pior espécie de juiz que pode existir: aquele que se move por razões políticas. Sabemos antecipadamente qual será seu voto quando se trata de um tema político. Isto, em si, é uma afronta à dignidade da Justiça.

O senhor sabe, ou deveria saber, que no mundo civilizado sua conduta é intolerável.

Há um caso exemplar em curso nos Estados Unidos. Uma juíza da Suprema Corte, Ruth Bader Ginsburg, fez alguns comentários sobre o candidato à presidência Donald Trump.

Chamou-o de “enganador”, e acusou-o de ter um ego enorme.

Caro Gilmar: são elogios perto das coisas que o senhor fala de Lula e do PT sem nenhuma cerimônia e nenhum pudor.

Pois as palavras da ministra geraram uma tempestade política entre os americanos. Trump disse que ela deveria renunciar. Especialistas em ética se ergueram contra a ministra. Editoriais de jornais condenaram-na energicamente.

Repare, aqui, a diferença, caro Gilmar: nenhum jornal jamais publicou um editorial que reprovasse as barbaridades que o senhor pronuncia sistematicamente contra o PT.

Isso mostra a aliança que existe entre as grandes companhias de mídia e alguns juízes do STF. Eu diria: as duas partes se merecem.

A juíza americana, diante da repercussão de suas afirmações, recuou humildemente. Lamentou ter-se pronunciado em algo que não lhe cabe — política. “Juízes devem evitar falar sobre política. No futuro, terei mais cuidado.”

Juízes que atuam como políticos rebaixam, ao mesmo tempo, a política e a Justiça. É o seu caso, ministro Gilmar.

A péssima imagem do Poder Judiciário perante a sociedade deriva, em boa parte, do senhor. Mais recentemente, é verdade, outro juiz deu uma contribuição milionária para a desmoralização da Justiça, Sérgio Moro, com sua fixação em punir petistas e apenas petistas.

E antes de vocês dois, não podemos esquecer, tivemos Joaquim Barbosa, a quem a mídia proporcionou holofotes em doses extraordinárias em troca do massacre do PT no julgamento do Mensalão.

Caro Gilmar: insisto no ponto de que as declarações da ministra Rute foram nada perto do que o senhor fala todos os dias.

Nos Estados Unidos, um juiz como o senhor não existiria. A opinião pública não tolera a intromissão de juízes nos debates políticos.

Caro Gilmar: o senhor não é apenas um mau juiz. É também um golpista.

Confio que, no futuro, comentários políticos de juízes provoquem no Brasil o mesmo tipo de indignação que existe nos Estados Unidos e em outros países socialmente avançados. Quem quer fazer política deve se submeter às urnas.

O senhor é o retrato togado de um país explorado abjetamente por um plutocracia sem limites em sua ganância portentosa.

Sinceramente.

Paulo

______________________________________________________________________________________________

Carta a Gilmar Mendes

Em cartas ao ministro Gilmar Mendes – jamais respondidas – seu antigo professor no Ginásio de Diamantino (MT), Egydio Schwade, vem o alertando sobre seus desvios de conduta. Sem receber resposta, decidiu torná-la uma carta aberta.

Caro GILMAR,

Já nos conhecemos há muitos anos. Cheguei ao seu município de Diamantino/MT em 1963. Na época, Diamantino era do tamanho do meu Estado, Rio Grande do Sul. No mesmo ano de 1963 fui mestre no internato de Utiariti e ajudei a criar o primeiro ginásio do município.

Bacharel em Filosofia pela UNISINOS/RS, fui também titular da primeira equipe de professores daquele ginásio, onde você foi “aluno privilegiado”, já que o criamos para jovens pobres. Nos anos de 1964 e 1965 dirigi o Lar do Menor, internato para meninos pobres, indígenas, agricultores e garimpeiros que não tinham outra alternativa para prosseguirem os seus estudos. Lembra-se, o Lar do Menor ficava ali na sede, há ; menos de 50 metros da sua casa paterna?

Mais tarde ainda nos reencontramos na Universidade de Muenster/Alemanha, onde você fazia o doutorado. Foi a propósito de uma palestra que pronunciei ali, após a qual jantamos juntos em seu apartamento. Na sua volta a Brasília, ainda nos vimos algumas vezes ali. Por tudo isto, me dirijo, bem informalmente, a você e me sinto bem à vontade para lhe fazer observações e sugestões a respeito de sua atuação como Ministro do Supremo Tribunal Federal.

Vou iniciar com algumas recordações que guardo de Diamantino e que fundamentam as observações que seguem. O maior prazer da garotada do Lar do Menor eram os passeios pela fazenda dos Mendes.

O ginásio onde Gilmar Mendes estudou era destinado a alunos pobres, que moravam no Lar do Menor (na foto, como o professor Egydio na porta). Ele, de família “remediada, ou rica da cidade”, foi considerado “aluno privilegiado”.

Descíamos pelo caminho da linha telegráfica construída por Rondon, já decaída, parcialmente no chão. Íamos até o rio Paraguai que atravessávamos a vau, onde fazíamos a nossa pescaria, enfrentando arraias, escondidas em suas águas turvas. Na folhagem da mata à margem, milhares de pombas do campo vinham se proteger do calor do meio dia. Era região de cerrado, mas de muita biodiversidade. Nos deliciávamos com as frutas variadas do cerrado. Não raro topando a meninada Mendes, Gilmar com seus parentes e amigos, com sacolas também recheadas de frutas do Cerrado: piqui, mangaba, jabuticaba, cajuzinho, jatobá… tangendo alegres um lote de gado que era sustentado pela vegetação do cerrado. Imensa variedade de flores alimentava milhares de ninhos de abelhas.

Recordo-me que um dia saí com a garotada pelo cerrado à procura de mel de abelhas indígenas, sem-ferrão. Em poucas horas saboreamos mel de 29 enxames, de 24 espécies, cada mel com seu sabor próprio. Lembro do canto da seriema, das viagens pelo Chapadão dos Pareci, pelos vales dos rios Sacre e Papagaio, sentado na carga do caminhão observava onças pintadas apostando corrida conosco, em meio a enormes sauveiros, que, então achava inúteis.

Ainda depois, entre 1966-1980, continuei mantendo íntima ligação com a região. Primeiro como coordenador técnico da OPAN – Operação Amazônia Nativa e depois como Secretário Executivo do CIIMI – Conselho Indigenista Missionário. No CIMI, em Brasília, me procurou um dia, Robert Goodland, assessor do Banco Mundial (BM). Preocupado com o avanço da derrubada da floresta, consequência das rodovias, como a Transamazônica, que o BM financiava, achava que a solução era desviar os incentivos da Floresta para o Cerrado. A partir daí, Governo, Banco Mundial e empresários do agronegócio, transformaram o Chapadão em um vasto deserto verde onde a biodiversidade nativa se foi.  Inclusive, por certo, a fazenda da família Mendes!

Hoje, morando neste Baixo Amazonas, onde já se sucedem severas e irregulares cheias e secas do rio Amazonas, vejo a destruição pelo agronegócio de toda aquela biodiversidade do Chapadão dos Parecis um desastre de dimensão internacional. Aqueles sauveiros, junto com toda aquela biodiversidade que os cercava, regulavam o fluxo das águas dos rios Paraguai e Tapajós. Um beneficio para toda a vida que se movimenta em seus vales e para além até o Delta do Prata e a Ilha de Marajó.

Gilmar, no início dos anos 90, quando você já atuava no Judiciário, lhe visitei acompanhado de dois advogados do CIMI. E você nos levou pelas dependências do Supremo e se dispôs a colaborar na causa indígena.

Vislumbrávamos ter uma voz atuante no Supremo pela causa dos brasileiros excluídos. Em especial, para as questões que afligem os remanescentes povos indígenas: demarcação de suas terras e a preservação de suas riquezas naturais, como florestas e minerais. Ilusão.

Hoje, vejo e escuto as insistentes reclamações que colocam você como defensor de golpistas, a favor dos saqueadores das riquezas naturais do país, envolvido com o agronegócio e questionando a demarcação de áreas indígenas e quilombolas. As reclamações vem do movimento popular, de advogados… e até de juristas. E se dirigem contra a sua pessoa enquanto ocupante de um dos mais importantes cargos do Judiciário da República. Tudo isso me deixa profundamente triste e humilhado.

Sinceramente, Gilmar, não sei o que ocorreu com você, desde sua participação no Governo Collor e principalmente depois, como integrante do Supremo Tribunal Federal.

“Copie exemplos, como o do estadista Mujica do Uruguai. Sê sóbrio e sê alegre”….

O menino alegre de Diamantino e o jovem doutorando de Muenster, cheio de belos ideais, se transformou em uma personalidade ranzinza, triste, parcial, infeliz. Infeliz por dentro, preocupado em satisfazer agronegociantes, proteger gente fora da lei e violadores da justiça. Você tenta, parece, suprir esta infelicidade interior, com o dinheiro. Quase quarenta mil reais por mês. Para que? Para impedi-lo de cumprir o seu dever? Você tem condições de gastar ou investir esse dinheiro nos seus fins de semana e férias? Duvido! Você precisa invadir o tempo que é do povo. Por isso, o dinheiro o afundará cada vez mais. Volte atrás e seja feliz.

Copie exemplos, como o do estadista Mujica do Uruguai. Sê sóbrio e sê alegre, cumprindo o dever de humanidade que está inscrito no seu ser desde o ventre materno. Você sabe qual é. Cultive esta sabedoria interior que sua mãe lhe legou.

Graças à sabedoria cultivada em outros corações, você teve acesso em Diamantino, ao Ginásio como “aluno privilegiado”, não precisando sair do seu lar para estudar, apesar da sua situação social não caber nos objetivos do educandário. Foi um grupo de pessoas que, sem remuneração pecuniária, criou e manteve aquele Ginásio, onde você estudou. Pessoas que abandonaram o caminho normal do 3º.grau, para possibilitarem aos meninos e meninas pobres: indígenas, agricultores e garimpeiros do interior de Diamantino, o acesso ao estudo.

A máquina do Estado hoje não funciona porque o seu motor foi entulhado de dinheiro. Do Supremo Tribunal Federal em Brasília, até o fórum daqui do município de Presidente Figueiredo, é difícil encontrar um juiz em seu posto 2ª ou 6ª-feira.

É claro, quem recebe um salário de 20 a 40 mil por mês, deseja dar destino ao mesmo e aceitando-o lhe dará um destino egoísta. Do contrário, os membros do Judiciário usariam, talvez, esse dinheiro excessivo, para irem nas 2as. e 6as-feiras ao teatro dos problemas que se acumulam nos papéis de seus gabinetes! Os povos indígenas, já teriam suas terras de volta e homologadas, como determinam as Constituições de 1973 e 1988. Porque, a frente do bom funcionamento de uma entidade, sempre estão pessoas realizando vidas e não apenas funcionários recebendo altos salários.

“Gaste só uma parte do seu salário e visite esta Comunidade. Anuncie-se uma semana antes para que a comunidade possa reunir a todos, inclusive”….

Uma sugestão concreta: Aqui em casa recebo semanalmente no café da manhã, há seis anos, uma, duas ou mais pessoas da comunidade Terra Santa, localizada há seis quilômetros da BR-174, Manaus-Boa Vista, Km 152, ansiosos por receberem de mim uma notícia boa do Judiciário. Ameaçados, (alguns já despejados de suas propriedades), os comunitários esperam há oito anos por quem lhes faça justiça. Gaste só uma parte do seu salário e visite esta Comunidade. Anuncie-se uma semana antes para que a comunidade possa reunir a todos, inclusive, os que já foram expulsos por liminares de juízes, ou por um madeireiro criminoso. Assim você se estará encaminhando para uma perspectiva de felicidade. Você tem condições de mudar a sua rota. Dê este passo. Não deixe se escravizar pelo dinheiro. É imoral ganhar o salário que você ganha em um país de tanta miséria e injustiça.

Lembro-me que, ano passado, em uma palestra a agronegociantes, você cobrou deles “mais participação do setor do agronegócio nas discussões relacionadas ao judiciário brasileiro” – mediante “uma abordagem crítica das decisões e jurisprudências que saem dos tribunais” e “tomando parte nas discussões a respeito dos nomes a serem indicados para os tribunais superiores”.

Para quem fez parte de seus estudos, graças a um ginásio criado para os pobres e excluídos, ocupando o cargo que ocupa, não deveria, por uma questão de justiça ou no mínimo de gratidão, fazer com que tais recomendações se cumpram em prol dos excluídos da sociedade?

Enfim, acho que era importante você considerar e avaliar ainda o que aconteceu com seus colegas pobres que, como você, estudaram no seu tempo, no Ginásio de Diamantino. Creio que em sua unanimidade chegaram apenas até ali. Mas como souberam aproveitar este privilegio?

“Tanto na luta pelo território e direitos do seu povo Cabixi e dos Paresi e Nanbiquara do Chapadão dos Parecis, como na luta pelos direitos e organização dos povos indígenas brasileiros e latino-americanos, Daniel Cabixi foi uma presença marcante…”

Veja o caso do Daniel Cabixi. Tanto na luta pelo território e direitos do seu povo Cabixi e dos Paresi e Nanbiquara do Chapadão dos Parecis, como na luta pelos direitos e organização dos povos indígenas brasileiros e latino-americanos, Daniel foi uma presença marcante. Enquanto isto, você se notabilizou e continua ativo na defesa de egoístas, de agro negociadores, de saqueadores das florestas e dos minérios, de envenenadores do solo brasileiro, de enriquecedores ilícitos. Enfim, pessoas e grupos que prejudicam a humanidade.

Concordo com você quando afirma: “o governo está embaraçado pelas pressões de vários grupos”. Mas o grupo que mais embaraço cria para o bom funcionamento do Estado em prol dos brasileiros de hoje e de amanhã, em especial, para a demarcação das terras indígenas e para a Reforma Agrária são os agro negociantes. Também concordo quando diz: “Temos que encerrar o capitulo das demarcações.” Mas discordo quando afirma que devemos visar em primeiro lugar o “direito de propriedade como tal” que na sua insinuação é o direito de propriedade dos agro negociantes.

O agronegócio sempre é, foi e será mau para a humanidade. Inicia com uma enorme depredação da biodiversidade. Tomemos o caso do projeto da Coca Cola, conhecido como Jayoro, 13 (treze) quilômetros daqui, da cidade de Presidente Figueiredo/AM. Iniciou aniquilando em torno de 3.000 espécies de vegetais nativas (sem contar a morte das espécies de animais e insetos), para instalar uma só espécie exótica: a cana de açúcar. Após esse desastre ecológico, praticado com motosserras e tratores, impõe o desastre químico sobre toda a região, com a borrifação de venenos. Nenhuma espécie de planta ou animal nativo sobrevive naquele “deserto”.

O “projeto da Coca Cola, conhecido como Jayoro, 13 (treze) quilômetros daqui, da cidade de Presidente Figueiredo/AM. Iniciou aniquilando em torno de 3.000 espécies de vegetais nativas”…

Ai da erva que ouse mostrar a sua “cabecinha” no meio do canavial! Será implacavelmente perseguida com produtos que além dos seus efeitos nocivos sobre a terra e pessoas, são um ralo de bilhões de reais que financiam esta depredação e contaminação do solo brasileiro. Esta terra castigada e envenenada vamos legar aos nossos filhos e netos, que só podem amaldiçoar a geração que o permitiu ou ate incentivou.

Segue-se a exploração e o envenenamento de trabalhadores. Cada dia topo aqui com algum trabalhador intoxicado por venenos da Jayoro. O Emerson, já descartado pela empresa, anda por aí em cadeira de rodas. Outros vão tossindo pelas ruas por “causa desconhecida”!?

Caro Gilmar, o direito de posse das terras indígenas brasileiras é anterior ao direito de propriedade de qualquer latifundiário do agronegócio. Semelhantemente, as terras reivindicadas pelos quilombolas devem ser respeitadas por uma questão de justiça, já que se trata de populações trazidas para o país à força pelos Governos dos latifundiários. O capitulo da Reforma Agrária, da demarcação das terras indígenas e quilombolas nunca vai se encerrar, enquanto houver latifúndio e agronegócio. Isto porque o latifúndio e o agronegócio nunca irão usar corretamente o direito à propriedade, nem no que tange sua função social e nem no que se refere ao direito das gerações futuras de herdarem uma terra sadia e produtiva.

Casa da Cultura do Urubuí, 19 de dezembro de 2016,

Egydio Schwade

 

sergio a bortolini

- 2017-04-04 17:31:19

gilmar versus nassif


Zé fecho 100% contigo.

O pais acabou como sociedade respeitavel.

Tem gente que ainda não enxergou.

Nosso poço não tem fundo.

romulus

- 2017-04-04 17:27:16

A saida é o aeroporto??

Queria poder sugerir algo menos humilhante para a nacionalidade, mas, sendo realista, creio que hoje a única maneira de criticar livremente integrantes da Casta Jurídica do Estado brasileiro é fazê-lo, como eu, de fora do território nacional.

De preferência de um país com instituições sólidas, seculares e que consagrem - e observem! - direitos e garantias fundamentais como liberdade de expressão, informação, consciência e imprensa.

Uma Carta Rogatória que chegasse aqui com os pedidos de Gilmar seria motivo de piada - e de condolências a serem dadas à parte "ré" pelo trágico fim do seu país de origem.

Insisto: e querem me dizer q no BR tem "império da lei"... ¬¬


www.romulusbr.com/2017/03/dilemas-da-vida-real-nao-sao-binarios.html

Vilson João Batista

- 2017-04-04 17:15:52

A perseguição implacável de Gilmar, um juiz acima da lei

Força Nassif, Saude e Longa Vida ... es um dos poucos mas MUITO BOM RESISTENTE, Tu me faz lembrar do Pensador Bertold Brecht quando escreveu ao Mundo - “Há homens que lutam um dia e são bons, há outros que lutam um ano e são melhores, há os que lutam muitos anos e são muito bons, mas há os que lutam toda a vida e estes são imprescindíveis.”, assim Nassif esta no teu DNA ser (IMPRESCINDIVEL), e por isso vamos todos pagar de bom grado ate a ultima trincheira, pois aprendi aqui no Sul do Brasil que "não podemos se entregar pros home ... " oigale  Tche ... !!!

DanielP

- 2017-04-04 17:13:04

Esse tipo de personagem age

Esse tipo de personagem age dessa forma porque não há ninguem com coragem de colocá-los em seu lugar.

Seja Joaquim Barbosa, seja Moro ou Gilmar Mendes, que, sem dúvida, é o mais bem preparado e com mais blindagem dos três.

No episódeo de 2012, envolvendo Lula e Nelson Jobim, o ex Presidente teve a chance. Poderia ter processado o ministro e a única testemunha seria Jobim, que, segundo consta saiu do caso brigado - não sei se até hoje, com o ministro. Em meio ao processo, poderia ser aberto um processo de impeachmant no Senado.

Mas Lula recuou de medo e nada fez.

Em 2016 o Min. deu Liminar exdrúxula impedindo Lula de tomar posse no cargo de Ministro de Estado. Ou seja, o Min, sozinho, em decisão MONOCRÁTICA,  impediu a Presidente da Rébública de exercer um papel que é inerente à sua funçaõ. Ou seja, a liminar do Ministro foi claramente ANTI-CONSTITUCIONAL, consequentemente, ILEGAL.

Porém, o que fizeram, Dilma e Lula, bovinamente, diga-se de passagem ? Nada. Acataram a decisão.

O que impediria Dilma de dizer: "Lula foi empossado e é Ministro. A decisão liminar é ilegal, não aceito e não acato".

Ela ficou com medo do que ? Presidente que tem medo não pode ficar no cargo, vide Jango. E agora, Dilma.

Recentemente o ex Pres. do Senado, Renam Calheiros, agiu de maneira perfeito e NÃO ACATOU, outra decisão exdrúxula e também ANTI -CONSTITUCIONAL,  do Min Marco Aurélio de Melo e nada lhe aconteceu. Dilma, em um cargo com muito mais PODER que o de Renan nada fez.

Outro caso, envolvendo Moro. Que divulgou uma ligação gravada ilegalmente entre a Presidente Dilma e o ex Presidente Lula. Dilma novamente nada fez. Nem um B.O em delegacia ela registrou.

Muito provavelmente, esses dois episódeos definiram o destino de Dilma. Qualquer deputado percebeu que ela não possuia autoridade mínima para continuar no Poder do Executivo Federal.

Então, não adianta falar que esses personagens são blindados e coisa e tal, que nada se pode fazer para enquadrá-los.

Pode-se sim e houveram oportunidades. Como estas não foram aproveitadas, eles avançam cada vez mais.

 

Flávio Braga Prieto da Silva

- 2017-04-04 16:56:41

Se no final for julgado

Se no final for julgado improcedente, ele, Gilmar, deveria ser condenado a indenizar o blogueiro. Ou então, não é justiça!

fernando oliveira

- 2017-04-04 16:46:02

Para o gilmar dantas, que não

Para o gilmar dantas, que não conhece ou finge não conhecer a história:

Apesar de você
Amanhã há de ser
Outro dia
Inda pago pra ver
O jardim florescer
Qual você não queria
Você vai se amargar
Vendo o dia raiar
Sem lhe pedir licença
E eu vou morrer de rir
Que esse dia há de vir
Antes do que você pensa.

(Chico Buarque)

Webster Franklin

- 2017-04-04 16:41:50

“Eu não avisei?”

 

Dalmo Dallari sobre Gilmar Mendes: - “Eu não avisei?”  

Terça-feira, 29 de maio de 2012 - Herberth Xavier, no portal Brasil247

Dalmo Dallari sobre Gilmar Mendes: “Eu não avisei?”

 

Dalmo Dallari sobre Gilmar Mendes: “Eu não avisei?”Foto: Edição/247

 

HÁ DEZ ANOS, O JURISTA E PROFESSOR DA USP PUBLICOU ARTIGO QUE GEROU POLÊMICA EM QUE SUSTENTAVA: “GILMAR MENDES NO STF É A DEGRADAÇÃO DO JUDICIÁRIO”. AGORA, EM ENTREVISTA AO 247, ELE REAFIRMA E DIZ MAIS: “HÁ ALGO ERRADO QUANDO UM MINISTRO DO SUPREMO VIVE NA MÍDIA” Heberth Xavier_247 - Há dez anos, exatamente em 8 de maio de 2002, a Folha de S. Paulo publicou um artigo que geraria grande polêmica. Com o título “Degradação do Judiciário”, o artigo, escrito pelo jurista e professor da Faculdade Direito da USP, Dalmo de Abreu Dallari, questionava firmemente a indicação do nome de Gilmar Mendes para o Supremo Tribunal Federal (STF). A nomeação se daria dias depois, mesmo com as críticas fortes de Dallari, ecoadas por muita gente da área e nos blogs e sites da época.Desde então, Mendes esteve no centro das atenções em inúmeras polêmicas. Em 2009, na famosa e áspera discussão que teve em pleno plenário do tribunal com o colega Joaquim Barbosa, Dallari, que conhece pessoalmente muitos ministros do STF (foi professor de Ricardo Lewandowski, deu aulas a Cármen Lúcia e orientou Eros Grau), comparou o fato a uma “briga de moleques de rua”: “Os dois poderiam evitar o episódio, mas a culpa grande é do presidente do STF, Gilmar Mendes, que mostra um exibicionismo exagerado, uma busca dos holofotes, da imprensa. Além da vocação autoritária, que não é novidade.Um ano depois, em 2010, na véspera das eleições presidenciais, o Supremo se reunir para julgar a exigência da apresentação de dois documentos para votar nas eleições. O placar estava 7 a 0 quando o ministro Gilmar Mendes pediu vista do processo. O julgamento foi interrompido. Mais tarde, circulou a informação, confirmada depois em reportagem da Folha de S. Paulo, de que a decisão de Mendes foi tomada depois de conversar com o então candidato do PSDB, José Serra, por telefone. Na época, Dallari não quis comentar sobre a conversa ou não com o candidato tucano e suas implicações (“Como advogado, raciocino em cima de provas”), mas contestou a atitude de Mendes: “Do ponto jurídico, é uma decisão totalmente desprovida de fundamento. O pedido de vistas não tinha razão jurídica alguma, não havia dúvida a ser dirimida”.Mas a maior polêmica é a atual, envolvendo o político mais popular do Brasil, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, acusado por Mendes de chantagem e pressão ao STF. Procurado pelo 247, a quem concedeu entrevista, Dallari não deixa de reconhecer: “Eu não avisei?”Veja alguns pontos destacados pelo jurista na entrevista ao 247:STF NA MÍDIA“Eu acho muito ruim para a imagem do Supremo que um de seus ministros fique tanto tempo exposto na mídia, sempre em polêmicas. Não que eu considere bom ficar enclausurado, pelo contrário. É interessante que você dê publicidade às ações do STF, para a população ser melhor informado do processo de decisões no tribunal. Mas há algo errado quando um ministro do Supremo vive na mídia, e sempre em polêmicas.VERDADE OU MENTIRA?“Não posso fazer um julgamento categórico sobre o que disse o ministro Gilmar Mendes. Não se sabe onde está a verdade. Se tivesse mais segurança quanto aos fatos ocorridos poderia dizer melhor. Mas, de qualquer maneira, dá para afirmar de cara duas coisas: a primeira é que não dá, definitivamente, para um ministro do Supremo sair polemizando toda hora para a imprensa, e num nível que parece confronto pessoal. É algo que não faz parte das funções de um ministro do Supremo. A outra coisa é que as acusações de Gilmar são extremamente duvidosas. Feitas com atraso e sem o mais básico, que é a confirmação da única testemunha. Pelo contrário: o ministro Jobim (Nelson Jobim, que foi ministro de FHC, de Lula e do próprio STF) negou o conteúdo do que foi denunciado.PREVISÃO“Não avisei? Naquele artigo para a Folha, eu já mostrava, com fatos, os problemas que o Judiciário brasileiro enfrentaria com o Gilmar Mendes no Supremo. Não há surpresas, pelo menos para mim. Na época de sua nomeação, já havia informações, por exemplo, de que ele contratou, como procurador-geral da República, pessoal para seu cursinho de Direito. Um detalhe interessante é que o Gilmar Mendes teve 14 votos contrários à sua nomeação para o STF. Isso quebrou uma tradição de unanimidade que existia no Senado brasileiro. Enfim, ele não é, definitivamente, uma personagem altamamente confiável a ponto de representar um posto tão importante.IMPLICAÇÕES JURÍDICAS“Primeiramente é preciso lembrar que, fosse verdadeira a nova afirmação de Gilmar Mendes, se tivesse realmente sido vítima de chantagem, o caminho natural seria uma denúncia ao Ministério Público, imediatamente. Por que só agora? Dito isso, cabem dúvidas da extensão realmente do que supostamente foi dito. Ainda que Lula tenha feito referências ao mensalão, é duvidoso se isso teria tanta implicação jurídica, pois parece ter sido numa conversa informal, feita na casa de um amigo comum dos dois. Volto a frisar dois aspectos: é difícil determinar com certeza, pois não há evidência nenhuma de que Gilmar Mendes diz a verdade, apenas a sua palavra; e, tivesse a seriedade que alguns querem pintar, a denúncia teria que ser feita na hora. Ou não é? Leia abaixo o artigo que Dalmo de Abreu Dallari publicou na Folha, em 8 de maio de 2002: Degradação do Judiciário DALMO DE ABREU DALLARI Nenhum Estado moderno pode ser considerado democrático e civilizado se não tiver um Poder Judiciário independente e imparcial, que tome por parâmetro máximo a Constituição e que tenha condições efetivas para impedir arbitrariedades e corrupção, assegurando, desse modo, os direitos consagrados nos dispositivos constitucionais.Sem o respeito aos direitos e aos órgãos e instituições encarregados de protegê-los, o que resta é a lei do mais forte, do mais atrevido, do mais astucioso, do mais oportunista, do mais demagogo, do mais distanciado da ética.Essas considerações, que apenas reproduzem e sintetizam o que tem sido afirmado e reafirmado por todos os teóricos do Estado democrático de Direito, são necessárias e oportunas em face da notícia de que o presidente da República, com afoiteza e imprudência muito estranhas, encaminhou ao Senado uma indicação para membro do Supremo Tribunal Federal, que pode ser considerada verdadeira declaração de guerra do Poder Executivo federal ao Poder Judiciário, ao Ministério Público, à Ordem dos Advogados do Brasil e a toda a comunidade jurídica.Se essa indicação vier a ser aprovada pelo Senado, não há exagero em afirmar que estarão correndo sério risco a proteção dos direitos no Brasil, o combate à corrupção e a própria normalidade constitucional. Por isso é necessário chamar a atenção para alguns fatos graves, a fim de que o povo e a imprensa fiquem vigilantes e exijam das autoridades o cumprimento rigoroso e honesto de suas atribuições constitucionais, com a firmeza e transparência indispensáveis num sistema democrático.Segundo vem sendo divulgado por vários órgãos da imprensa, estaria sendo montada uma grande operação para anular o Supremo Tribunal Federal, tornando-o completamente submisso ao atual chefe do Executivo, mesmo depois do término de seu mandato. Um sinal dessa investida seria a indicação, agora concretizada, do atual advogado-geral da União, Gilmar Mendes, alto funcionário subordinado ao presidente da República, para a próxima vaga na Suprema Corte. Além da estranha afoiteza do presidente -pois a indicação foi noticiada antes que se formalizasse a abertura da vaga-, o nome indicado está longe de preencher os requisitos necessários para que alguém seja membro da mais alta corte do país.É oportuno lembrar que o STF dá a última palavra sobre a constitucionalidade das leis e dos atos das autoridades públicas e terá papel fundamental na promoção da responsabilidade do presidente da República pela prática de ilegalidades e corrupção.É importante assinalar que aquele alto funcionário do Executivo especializou-se em “inventar” soluções jurídicas no interesse do governo. Ele foi assessor muito próximo do ex-presidente Collor, que nunca se notabilizou pelo respeito ao direito. Já no governo Fernando Henrique, o mesmo dr. Gilmar Mendes, que pertence ao Ministério Público da União, aparece assessorando o ministro da Justiça Nelson Jobim, na tentativa de anular a demarcação de áreas indígenas. Alegando inconstitucionalidade, duas vezes negada pelo STF, “inventaram” uma tese jurídica, que serviu de base para um decreto do presidente Fernando Henrique revogando o decreto em que se baseavam as demarcações. Mais recentemente, o advogado-geral da União, derrotado no Judiciário em outro caso, recomendou aos órgãos da administração que não cumprissem decisões judiciais.Medidas desse tipo, propostas e adotadas por sugestão do advogado-geral da União, muitas vezes eram claramente inconstitucionais e deram fundamento para a concessão de liminares e decisões de juízes e tribunais, contra atos de autoridades federais.Indignado com essas derrotas judiciais, o dr. Gilmar Mendes fez inúmeros pronunciamentos pela imprensa, agredindo grosseiramente juízes e tribunais, o que culminou com sua afirmação textual de que o sistema judiciário brasileiro é um “manicômio judiciário”.Obviamente isso ofendeu gravemente a todos os juízes brasileiros ciosos de sua dignidade, o que ficou claramente expresso em artigo publicado no “Informe”, veículo de divulgação do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (edição 107, dezembro de 2001). Num texto sereno e objetivo, significativamente intitulado “Manicômio Judiciário” e assinado pelo presidente daquele tribunal, observa-se que “não são decisões injustas que causam a irritação, a iracúndia, a irritabilidade do advogado-geral da União, mas as decisões contrárias às medidas do Poder Executivo”.E não faltaram injúrias aos advogados, pois, na opinião do dr. Gilmar Mendes, toda liminar concedida contra ato do governo federal é produto de conluio corrupto entre advogados e juízes, sócios na “indústria de liminares”.A par desse desrespeito pelas instituições jurídicas, existe mais um problema ético. Revelou a revista “Época” (22/4/ 02, pág. 40) que a chefia da Advocacia Geral da União, isso é, o dr. Gilmar Mendes, pagou R$ 32.400 ao Instituto Brasiliense de Direito Público -do qual o mesmo dr. Gilmar Mendes é um dos proprietários- para que seus subordinados lá fizessem cursos. Isso é contrário à ética e à probidade administrativa, estando muito longe de se enquadrar na “reputação ilibada”, exigida pelo artigo 101 da Constituição, para que alguém integre o Supremo.A comunidade jurídica sabe quem é o indicado e não pode assistir calada e submissa à consumação dessa escolha notoriamente inadequada, contribuindo, com sua omissão, para que a arguição pública do candidato pelo Senado, prevista no artigo 52 da Constituição, seja apenas uma simulação ou “ação entre amigos”. É assim que se degradam as instituições e se corrompem os fundamentos da ordem constitucional democrática.

 

Junior 5 Estrelas

- 2017-04-04 16:29:31

Meu caro,não me leve a mal.A

Meu caro,não me leve a mal.A que familia "Moreno" você pertence.

Ivan Pedro

- 2017-04-04 16:18:43

Condição sine qua non...

É preciso que Gilmar seja usado como exemplo, ou seja, uma vez que esta usurpação seja removida (Fora Temer !), gente como o Ministro do Supremo deverá ser julgada e condenada à morte. A partir disso, os outros "Gilmares Mendes" da vida ficarão na moita!

Marcos Antônio

- 2017-04-04 16:11:51

Busque apoio
Busque apoio internacional. Denuncie em órgãos de proteção a imprensa. Não lute apenas no campo dele. Porque lá ele pode mais, apesar de não poder tudo!

Junior 5 Estrelas

- 2017-04-04 15:59:26

Não estava fechado para

Não estava fechado para comentarios?A Luis minha irrestrita solidariedade.Se puder ajudar em alguma,esteja à vontade,meu email está aí.Sergio Moro e Gilmar Mendes devem ser entregues imediatamente aos cuidados especiais de Ciro Gomes.Não há outra saída.Ele sequestrou o Pais.

MarFig

- 2017-04-04 15:43:45

Conseguir ser o pior nesse

Conseguir ser o pior nesse stf que temos aí é uma verdadeira façanha. Eu voto nele para o prêmio Faz a Excrescência desse ano da Rede Goebbels.

andre rs t

- 2017-04-04 15:37:44

São tantas as suspeitas, vindo por exemplo do CNJ

São tantas as suspeitas, vindo por exemplo do CNJ,  de forma que outra boa saida é mesmo baixar a censura e perseguir/amedrontar jornalistas. 

CNJ vai investigar contrato milionário do TJ-BA
Empresa de Gilmar Mendes pode estar envolvida
Jornal do Brasil
 

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) fará uma verdadeira devassa no Tribunal de Justiça da Bahia, que teve seu presidente - Mário Alberto Hirs – afastado do cargo em novembro passado. Há suspeitas de vendas de sentença, compras injustificadas e contratos milionários com empresas privadas, entre elas o Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), cujo dono é o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes.

A devassa, que deverá durar dois dias, será coordenada pelo ministro Francisco Falcão, do CNJ. A informação foi divulgada há pouco no site GGN, pelo jornalista Luiz Nassif. De acordo com a matéria, Falcão afirmou que toda a apuração será feita com bastante rigor, “doa a quem doer”. Veja abaixo a íntegra da matéria:

Para o evento de lançamento da parceria TJBA-IDP, Gilmar levou Ayres Britto, presidente do STF e do CNJ, quando o TJBA já estava na mira do CNJ.

Aqui, uma provável explicação para mais um factoide criado pelo Ministro Gilmar Mendes.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) tem um belo pepino na mão.

Ontem, iniciou o que se anuncia uma "devassa" no Tribunal de Justiça da Bahia. Serão dois dias de trabalho intenso comandados pelo Ministro Francisco Falcão, cujo relatório definiu o afastamento, em novembro passado, do presidente do Tribunal, Mário Alberto Hirs.

Falcão foi firme nas suas declarações: "Vai ser apurado com todo o rigor. Doa a quem doer".

Segundo o jornal "A Tarde", Falcão ficou "espantado" com o que encontrou.

Além de suspeitas de vendas de sentença, de compras injustificadas, Falcão afirmou que "parece que a lei de licitações (na compra de serviços e produtos) jamais passou por aqui. É aí que se entra na parte complicada da história.

Um dos maiores contratos firmados por Hirs foi com o IDP (Instituto Brasiliense de Direito Público) empresa que tem como proprietário o ex-presidente do CNJ Gilmar Mendes quando o TJBA já estava na mira do CNJ.

É um contrato maiúsculo:

"A parceria prevê a implementação do Programa de Formação e Aperfeiçoamento de magistrados e servidores em 2012 e 2013. A ação dará continuidade ao trabalho realizado pelo Programa de Capacitação em Práticas Judiciárias, que capacitou 58 turmas, sendo 25 na capital e 33 no interior, contemplando um total de 2,4 mil servidores".

Estima-se que deva passar dos R$ 10 milhões.

O contrato foi celebrado no dia 21 de abril de 2012 e visou capacitar os servidores para atender às exigência do próprio CNJ:

"um convênio para a capacitação de servidores e magistrados do judiciário baiano, em atenção à Resolução 126/2011 do CNJ, que criou o Plano Nacional de Capacitação Judicial (PNCJ), constituído pelo conjunto de diretrizes norteadoras das ações promovidas pelas Escolas Judiciais brasileiras na formação e aperfeiçoamento de magistrados e servidores do Poder Judiciário".

Chama atenção o fato de que o Tribunal de Justiça da Bahia já estava desde 2011 sob a mira do CNJ. Em plena investigação, o TJBA fecha um contrato milionário com a empresa de um Ministro do Supremo e ex-presidente do CNJ.

No lançamento da parceria, Gilmar compareceu, na condição de Ministro do STF, e levou consigo Ayres Britto, presidente do STF e do CNJ.

NNessa mesma época, houve um litígio entre Gilmar e Inocêncio Mártires, seu então sócio no IDP. Gilmar exigia pagamentos de viagens alegando que vários contratos do IDP foram conquistados graças ao seu prestígio. Nesse mesmo período, consegue R$ 8 milhões para comprar a parte do ex-sócio.

Na página do TJBA, foi retirado o link que permitiria ler o decreto. Mas sabe-se com certeza que foi assinado pelo mesmo desembargador Hirs, sob suspeita de não seguir a lei das licitações.

 

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2014/02/05/cnj-vai-investigar-contrato-milionario-do-tj-ba/

 

 

Rui Daher

- 2017-04-04 15:33:36

O que mais me espanta

é o silêncio corporativo quando o réu é mais fraco, menos poderoso, que não age por ardis.

Por que, em caso como esse, jornalistas sérios das folhas e telas cotidianas não podem se pronunciar. É feio, diante de seus patrões, defender injustiças e perda de liberdade de colegas em pleno exercício da profissão? Perderiam seus empregos, sendo o profissional perseguido crítico de seus veículos de comunicação?

Ou será apenas uma medíocre disputa de egos, inflados por "eu sou melhor do que ele" ou "não concordo com tudo o que ele diz e escreve"?

Se não, cadê Jânio, Juca, Gregório, Vladimir, Clóvis, Mino e o pessoal das Cartas, capital e maior, PHA, Eduardo, recentemente tão defendido neste GGN?

Não é muito difícil perceber a nefasta atuação do ministro-juiz contra o país. Sempre e em tudo. Da cabeça aos pés, passando pelos beiços. Impossível que jornalistas sérios e bem informados não se unam quando um deles é assacado de alguma forma por autoridades medíocres e parciais. Quer dizer que o defender-se entre si só vale para o outro lado, o que atua junta ao poder discricionário?

E eu que, em certo momento da vida, pensei e lamentei não ser jornalista. 

Jorge Moreno

- 2017-04-04 15:31:30

Gilmar Mendes e seu instituto

Querido Nassif: Sobre gilmar mendes fomos devidamente alertados por Dalmo Dallari que, à época, poucos deram importância a sua profecia, agora concretizada. Ele se porta como político em todas as acepções da palavra, além de violar sistematicamente a Loman, basta dar uma olhada nos arts. 35 e 36, além de incidir nos art. 39, nºs 2-5, da Lei de Crimes de Responsabilidade. Em país que cumprisse a lei, já estaria fora. Mas aqui, ele é parcial e nitidamente vinculado ao PSDB. Ele influencia, cria fatos inexistente, coloca em xeque as instituições, sugere alianças politicas, propõe acordos, manifesta-se fora dos autos, esculhamba autoridades e instituições, quando não intimida, como no caso dos blogs. Como vc disse, o instituto em que ele figura como um dos sócios, têm vários juízes, promotores, delegados, procuradores no quadro de professores. Em passado não muito distante, o atual governador do Maranhão também figurava entre os quais. Atualmente, o governo do Maranhão, cujo titular é do Pc do B, fez uma parceria com o Instituto Brasiliense de Direito Público, em que gilmar mendes é sócio, mediante inexigibilidade de licitação, no valor de R$ 1.808.708,00, para, pasmem!!!, treinar funcionários públicos, via online, em fundamentos e procedimentos da administração pública. Para deixar mais nítido ainda a confusão, gilmar mendes veio ao Maranhão participar do encerramento da primeira etapa do curso, em set/2016. Coisa mais do que incrível!!! O mais notório adversário dos setores progressistas desse país, conservador e reacionário, tem o seu instituto beneficiado com contratos dessa forma, com inexigibilidade de licitação. Se não forem os blgs, que ele quer calar, nenhuma instituição pública ( ou privada) coloca essa questão no mínimo sob discussão republicana. Meu total apoio a sua causa, que é nossa causa, a causa da democracia!   

andre rs t

- 2017-04-04 15:27:35

GM é a degradação do Judiciário

Há 15 anos Dalmo Dallari avisou: Gilmar Mendes no STF será a degradação do Judiciário

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/05/ha-dez-anos-professor-da-usp-foi-profetico-gilmar-mendes-sera-uma-tragedia-no-stf.html

jose carlos lima...

- 2017-04-04 15:20:53

Censura não! Toda a nossa solidariedade ao Nassif

Será  que posso postar isso sem ser censurado/processado por esse funcionário público que se esquece que seu gordo salário é pago por nós brasileiros....não podemos permitir a volta da censura, que o Judiciário não caia nessa esparrela do Gilmar

[video:https://www.youtube.com/watch?v=UBdiRKf4tH4]

ze sergio

- 2017-04-04 15:17:26

a.....

Um Juiz acima da lei? De onde vocês estão falando? Do Brasil? Um Poder Judiciário acima da Lei. Um Estado acima da Lei. Onde nós temois leis? Onde nós temos juízes? Bandidos empossados po bandidos. Bandidos julgando bandidos. Bandidos defendendo bandidos. Se tem alguém fora desta regra, por que o silêncio, por que a omissão, por que o descaso, por que a cumplicidade? Órgãos de Controle que não controlam nada. Corregedorias não nada corrigem. Quadrilha dominando o Estado nos municipios, nos estados na União. A quem mais queremos nos enganar?  

Derli

- 2017-04-04 15:14:22

Não concordo

Este sujeito não pode ser chamado de juiz.

jcordeiro

- 2017-04-04 15:13:36

Ilustração

 

jcordeiro

- 2017-04-04 15:06:36

O Império Ataca

"Quando um não é nenhum..." --- Guimarães Rosa

Nassif: a que ponto de degradação chegou a Justiça brasileira. O Morcegão havia dito não ser "um de seus jagunços". Mas como foi "mandado para a cozinha" (Langston), a coisa ficou por isso mesmo. Aparentemente, os Sabujos do judiciário vão encher-lhe a burra com tanta indenização. Já imaginou uma coisa destas presidindo a Naçao? Se você precisar de testemunha, tô aí.

PS: libere o número do Processo. Ou trata-se se "segredo secretíssimo de (in)Justiça. O Hôme é fogo... E libere charge.

Clovis 50

- 2017-04-04 14:59:41

Bom dia Nassif. Você não sabe

Bom dia Nassif. Você não sabe o tanto que fiquei triste quando fiquei sabendo que estavas sendo constrangido a tirar do ar a parte de comentários. Pensei: o ano passado foi PHA, agora Nassif, a onde vamos parar na democracia que sobrou para a esquerda séria???

Helena Barros

- 2017-04-04 14:59:22

Admiro sua coragem e seu
Admiro sua coragem e seu jornalismo. Parabéns! Infelizmente as pessoas não percebem o mal a longo prazo de toda essa permissividade e passividade. Que Deus o fortaleça e o proteja nessa batalha por um jornalismo decente!

Claudio Vargas

- 2017-04-04 14:53:03

Mais uma de GM

Talvez para não mais piorar a situação... tbm deixarei de comentar o que em meu íntimo penso de GM... Digo isso não por mim... mas para que aquele Sr. não use opiniões emitidas neste espaço democrático, em tergiversar sobre os limites da liberdade de opinião! Ademais, me seria bastante custoso perder R$30 mil neste momento de crise! 

GalileoGalilei

- 2017-04-04 14:44:28

E quais foram as alegações desta vez?

Se não estiver sob sigilo, é claro.

André élebê

- 2017-04-04 14:36:48

  O caráter de Gilmar é por

  O caráter de Gilmar é por todos conhecido e sua influência também - por sinal, o "sorteio" do STF mais uma vez o premiou em relação a uma ação bastante sensível, a da terceirização desbragada.

  Fico mais curioso a respeito de um detalhe: Nassif, por que você fechou e depois abriu o post para comentários? 

Nabor Paiva

- 2017-04-04 14:21:10

Um dia a casa cai.......Nada

Um dia a casa cai.......Nada acontece por acaso e nada fica sem resposta.Hj a lei é dele,amanhã será com Deus.

carlaToscani

- 2017-04-04 14:16:59

twitter

Bom dia. Por que fui bloquada no twitter? Sempre acompavanha seus tuites e gosto muito de seu jornal...

@carlatoscan

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador