Geografia é Deus, matemática é Deus, história é Deus: MEC tem nova secretária no nível Damares

"As declarações de Iolene seriam pitorescas se não fossem catastróficas, e se não representassem tão vivamente o fundamentalismo religioso e a abissal ignorância que se vê em tantos setores e níveis do governo", escreveu Cora Rónai após assistir a um vídeo com a secretária executiva do MEC

Jornal GGN – O Ministério da Educação ganhou uma nova secretária executiva de encher a pastora Damares Alves de orgulho. Iolene Lima é também a protagonista de um vídeo que percorre as redes sociais nos últimos dias, no qual ela diz que o ensino escolar deve ser dado aos alunos sob a ótica cristã.

Isso significa que as crianças devem aprender que “Deus foi o maior matemático”, que a geografia é Deus. O clima é Deus. A história é Deus. Os livros de ciência? Precisam ser reescritos para que Deus caiba em todas as coisas.

“Não encontro palavras publicáveis para descrever minha reação ao vídeo da senhora Iolene”, escreveu Cora Rónai, em O Globo, após assistir Iolene.

Segundo Ionele:

“Uma educação baseada em princípios é uma educação baseada na palavra de Deus. Onde a geografia, onde a história, a matemática vai ser vista sobre a ótica de Deus, numa cosmovisão cristã. Então o aluno vai aprender que o autor da história é Deus. O realizador da geografia é Deus. Deus fez as planícies, Deus fez os relevos, Deus fez o clima. O maior matemático foi Deus. Ele começa a palavra lá em Gênesis, no primeiro dia, no segundo dia, no terceiro dia… Então para os alunos, por exemplo os menores, de primeiro ano, todo o contato que eles têm com a matemática já é no Livro de Gênesis. Então é toda a disciplina do currículo escolar organizada sobre a ótica das escrituras.”

“As declarações de Iolene seriam pitorescas se não fossem catastróficas, e se não representassem tão vivamente o fundamentalismo religioso e a abissal ignorância que se vê em tantos setores e níveis do governo.”

Rónai ainda lembrou que Iolene talvez não seja chancelada pela Casa Civil de Bolsonaro. Mas o que assusta mesmo não é o posto que ocupa, mas o fato de que já trabalha no MEC desde janeiro, como “como diretora de capacitação técnica, pedagógica e de gestão de profissionais na Secretaria de Educação Básica.”

Leia mais aqui.

29 comentários

  1. Deus do céu……………………Valei-me satanás!
    querem arruinar mentes jovens inocentes, a educação plural, moderna e científica

  2. Fim dos tempos, desde sempre anunciado na bíblia: falsos e falsos e calhordas e cretinos e imbecis e idiotas e arrogantes profetas. Ela só é mais uma entre tantos destrambelhados. Haja saco.
    Dizer que o planeta levou mais de 10 bilhões de anos terrestres para chegar nesta natureza equilibrada (para nosotros, diga-se) e vem essa escumalha a botar deus no meio.
    Sem contar o erro tosco (ato falho?) do desMoronado na nota em que se contrapõe ao Maiafogo: na última frase, lá está a “pérola”: “Que Deus abençoe essa grande nação.”; ou seja, essa ali, e não ESTA AQUI (onde estamos).
    Ou mais um dos tantos analfabetos ou, pior, a nação dele seria outra…
    Afinal: ESTA AQUI
    ESSA ALI
    AQUELA LÁ.
    Haja paciência.

  3. Dona cafona, não queira se apropriar de Deus! Ele deve estar com vergonha alheia em relação a você! Mas, o que esperar desse desgoverno?

  4. Como disse recentemente Jô Soares: “Não pode ter essa guinada tão violenta rumo à ignorância”. De fato é a estupidez e a hipocrisia que vem se instalando. Ainda bem que o Bolsonaro com seus atos pitorescos está cavando o seu próprio impedimento e caindo, a noite escura vai com ele. Só que, aprendamos a conviver com este fanatismo que busca levar o Brasil de volta a 1500 (por isto Bolsonaro veio para destruir tudo), pois esta gente anda solta nos salões de igrejas e em canais na internet.

  5. Cora Ronai? Aquela senhora que criticou a “feiura e deselegância da Dilma”? Faça bom proveito do que ajudou a criar. Pois começou com o Aécio, candidato bonitinho dela e da Globo golpista que a emprega.
    Ela, que com a estreita visão política que tem conseguiu suas “boquinhas” empregatícias e projeção intelectual por ser filha do tradutor Paulo Rónai e viúva de Millor Fernandez.
    Se não fizesse parte da casta elitista do país quem sabe teria entendido melhor o Brasil de antes que ajudou a destruir.

  6. Se esse Deus,que é um todo, dito poriginal esse pessoa, fosse o Deus imanente de Baruch de Spinoza eu até concordaria com ela; mas ela não!

  7. Pensava que o governo Bolsonaro seria muito ruim. Me enganei, está sendo pior. É o reinado do obscurantismo e se espalha por todas as áreas como uma metástase.

  8. Já está fora, sequer assumiu. Deus se irritou por jogar a culpa Nele de todos os malfeitos do mundo, guerras, terremotos, tsumanis, furacões, problemas insolúveis de matemática, Bolsonaro e resolveu que ela não seria nomeada. Bem feito, quem manda pronunciar o nome de Deus em vão.

  9. Meu filho estuda sob estes princípios, desde o berçário. Mas se a maioria que comenta aqui, prefere os principios (ou admita-se as suas faltas) e o resultado que se tem nos indices negativos ou baixos da educação nacional (sem nem comparar mundialmente)… Além do qie está acontecendo nas escolas… Não sei em que contexto ela falou isto, a despeito do cargo público que ocupa, mas também não sei a quem a autoria do artigo se refere como observadora de tal vídeo. Enfim, concordo com a secretária.

  10. Já foi , deve ser por isto que eles não entendem o interesse por Alcantara , afinal a Terra é plana que diferença faz lançar foguetes de um lugar ou outro !? 😀

  11. quem dera que eles fossem só uma doida ou duas… eles são milhões de walking deads e estão vindo sugar a nossa pobre alminha

  12. Se essas ideias malucas forem colocadas em prática, brevemente teremos a volta da Inquisição. O novo Torquemada voltará das profundezas do inferno, com seu Malleus Malificarum em punho, para imolar as bruxas e bruxos nas fogueiras “santas”. Há anos venho falando sobre o risco do crescimento da bancada evangélica na política. Essa gente sofreu (e sofre) lavagem cerebral de diversos pastores vigaristas, cujos nomes todos nós conhecemos. Sou ateu, mas não sou cego para não perceber que o que move esses vigaristas é o dinheiro. E com essa enganação toda, criam criaturas que odeiam qualquer um que ouse divergir de suas seitas doutrinárias.

    • Falou tudo, Luiz. Mas este exagero, essa diarréia mental, não é de todo ruim. Faz realçar perante a nação, todo retrocesso, todo contraste e toda a imensa burrice que está se clarificando.

  13. “Então é toda a disciplina do currículo escolar organizada SOBRE a ótica das escrituras.”
    Parece que o Deus de Iolene tem problemas com a língua portuguesa, ou ela saberia que o correto é SOB a ótica.

  14. Só uma questão necessária a ser resolvida, de metodologia , com fundamento no materialismo dialético , voltada à análise da religião é que poderá iniciar uma transformacão dessa regressão intelectual que é latente na sociedade atual.
    Nela cabem muçulmanos cristãos e judeus.
    Quero lembrar que os nazistas eram cristãos. .
    Ah, seus monoteísmos!

  15. MEC falar em DEUS… é pedir…proclamar a ordem no exame da ordem..Fora FGV.. chega de prejudicar os examinandos com questões inconsistentes sem lógica.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome