Ibaneis Rocha volta a governar o Distrito Federal, decide Moraes

Patricia Faermann
Jornalista, pós-graduada em Estudos Internacionais pela Universidade do Chile, repórter de Política, Justiça e América Latina do GGN há 10 anos.
[email protected]

Moraes disse não encontrar indícios. O governador permanece investigado, mas volta a assumir o governo local

Ibaneis Rocha, governador do DF
Foto: Agência Brasil

Ibaneis Rocha (MDB) poderá voltar a governar o Distrito Federal. A decisão, do ministro Alexandre de Moraes, foi tomada nesta quarta-feira (15).

O então governador estava afastado do cargo por suspeita de omissão nos ataques golpistas de 8 de janeiro, com a falta e demora para a atuação das forças de segurança do Distrito Federal para conter o avanço dos bolsonaristas sobre as sedes dos Três Poderes.

Em decisão no dia 9 daquele mês, Moraes afastou Ibaneis Rocha do governo pelo período de 90 dias. Desde então, estava no comando local a vice-governadora Celina Leão (PP), que é apoiadora de Jair Bolsonaro.

A defesa de Ibaneis alegou que ele atuou “concretamente” antes do dia 8 de janeiro, para desmobilizar os acampamentos e evitar ataques bolsonaristas na Praça dos Três Poderes.

O ministro Alexandre de Moraes acatou ao pedido da defesa e da Procuradoria-Geral da República (PGR), que manifestou que a volta de Ibaneis não prejudicaria as apurações.

Moraes afirmou que relatórios da Polícia Judiciária contra o governador “não trazem indícios de que estaria buscando obstaculizar ou prejudicar os trabalhos investigativos, ou mesmo destruindo evidências”.

O governador permanece investigado, mas volta a assumir o governo local. O ministro também ressaltou que, caso necessário, ele poderá ser afastado novamente.

Em resposta, Rocha disse que aguardou a decisão com “paciência, resiliência e confiança na justiça” e que confirmará a sua inocência junto ao STF.

“Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente. Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador