PSB formaliza indicação de Alckmin para vice e Lula promete espaço no programa e montagem do governo

"Não é hora de egoísmo, mas de generosidade, grandeza política, desprendimento e união", disse Alckmin

Geraldo Alckmin e Lula: a chapa presidencial que pretende derrotar Jair Bolsonaro na eleição de 2022. Foto: Ricardo Stuckert
Geraldo Alckmin e Lula: a chapa presidencial que pretende derrotar Jair Bolsonaro na eleição de 2022. Foto: Ricardo Stuckert

O ex-presidente Lula (PT) recebeu nesta sexta-feira, 8 de abril de 2022, a indicação do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSB), para compor a chapa presidencial que disputará a eleição em outubro. O PT deve bater o martelo em reunião do diretório nacional no próximo dia 14. A expectativa é de que a pré-campanha seja lançada em 31 de abril.

Durante seu discurso, Lula exaltou a experiência de Alckmin como gestor público, sobretudo por ter sido vice de Mário Covas, e lembrou do tratamento “civilizado” que ambos sempre nutriram um com o outro, mesmo quando a polarização em nível nacional se dava entre PT e PSDB.

Lula e Alckmin durante encontro que formalizou a indicação do ex-governador para compor a chapa presidencial de 2022

Lula também afirmou que o PSB participará do programa que disputará as eleições e da montagem do novo governo. O petista voltou a dizer que “talvez” vencer a eleição seja mais fácil do que governar e resgatar a economia do País a partir de 2023.

O ex-presidente ainda mandou um recado ao grupo de Alckmin, ao afirmar que seu projeto é tratar “sem-terra e fazendeiro” como iguais. “Queremos governar esse país para todos, mas nossos corações estarão voltados para aqueles que mais necessitam”, disse Lula.

Alckmin, por sua vez, foi mais econômico no discurso. Agradeceu a “honra e confiança da indicação” de seu nome pelo PSB para compor a chapa com o ex-presidente e falou do cenário político atual.

“Aqui foi explicitado o momento grave que estamos vivendo. Não é hora de egoísmo, mas de generosidade, grandeza política, desprendimento e união” para combater o atual governo, “que atenta contra a democracia e as instituições”, disse Alckmin.

“O selamento desse acordo é fruto de um esforço para construir o melhor para ganhar as eleições em 2022”, disse Lula, pouco antes de dispensar formalidades com seu futuro companheiro de chapa: “daqui pra frente eu te chamo de companheiro Alckmin e você me chama de companheiro Lula”, recomendou, arrancando risos da plateia.

No final do encontro, Lula cobrou a presença de mais mulheres nos eventos políticos do PT.

Assista:

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Jair Costa

- 2022-04-08 15:57:26

"Construir o melhor para ganhar eleição"?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador