PSDB perdeu o maior número de prefeituras comparado a 2016

DEM é o partido que mais ganhou prefeitos em relação a 2016, enquanto o MDB é o que tem mais prefeituras em todo o País

Jornal GGN – O PSDB é o partido que, proporcionalmente, mais perdeu prefeituras na eleição 2020, em comparação com o resultado de 2016. Quatro anos atrás, os tucanos elegeram 805 prefeitos. Neste ano, perderam 285 prefeituras, ficando com 520 prefeitos eleitos para o próximo mandato.

Mesmo com a queda expressiva, o PSDB é o quarto maior detentor de prefeituras no Brasil. Além disso, puxados pela vitória em São Paulo com Bruno Covas, os tucanos vão governar a maior população: 34,1 milhões de pessoas pelo Brasil.

O MDB é o partido que mais tem prefeituras, elegendo 784 prefeitos em 2020 (perdeu 265 em relação a 2016). Em termos de população, é o segundo na lista, pois governará para 26,1 milhões de brasileiros.

Em segundo lugar na lista de partidos com mais prefeituras aparece o PP, que fez 685 prefeitos em 2020 (ganhou 187 cidades em relação a quatro anos atrás). Em terceiro lugar no ranking, o PSD, com 654 prefeituras no total (114 a mais em relação a 2016).

O DEM, partido que mais ganhou prefeituras em relação a 2016, está em quinto lugar na lista de partidos com mais prefeitos eleitos. Neste ano, a legenda conseguiu 191 a mais que em relação a 2016, totalizando 463 prefeitos para o mandato que começa em 2021.

O PT ocupa o 11º lugar na lista de partidos com mais prefeituras, com 183 mandatários eleitos em 2020. A legenda perdeu 74 prefeituras em relação a 2016, quando sofreu um baque forte em virtude da Lava Jato, elegendo 257 prefeitos. O PT não fez nenhuma prefeitura na capital.

Leia também:  Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA expressa respeito à eleição de Biden e condena ataque ao Capitólio

O PDT fez em 2020 314 prefeituras, 20 a menos do que em 2016. O PSB perdeu 157 prefeituras em relação a 2016, ficando com 252 prefeitos eleitos. O PSOL elegeu 5 prefeitos, ante 2 em 2016. A Rede perdeu uma prefeitura e está com 5. O PCdoB caiu de 82 prefeituras em 2016 para 46 em 2020.

Depois do DEM, os partidos que mais cresceram em relação a 2016 foram o PP (mais 187 prefeitos) e o Republicanos, que dobrou o número de prefeituras: tinha 106 em 2016 e agora tem 211.

O PSL, antigo partido de Jair Bolsonaro, elegeu 90 prefeitos, ante 30 em 2016.

Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. PSDB não existe mais. É uma nódoa na História do Brasil. É um cadáver insepulto. É um túmulo no Cemitério da Consolação. É a aventura pueril de uma Geração aprisionada na sua ilusão. É a continuidade destes 90 anos de Elites do Estado Ditatorial Caudilhista Absolutista Assassino Esquerdopata Fascista. É o Varguismo que nem fede mais, restando apenas sua deteriorada ossada. É mais uma aventura brasileira de suas Elites de trágico final. É RGT. É CBF. É OAB. É a tartaruga que pretensamente pensou poder voar. O Povo Brasileiro novamente como casco e como cobaia. É mais uma Página nos Livros de História, escrito por Filhos e Netos, retratando a Grande Odisséia entre a ampliação de Favelas e Miseráveis. Deixando Dória queimando os despojos enquanto acoberta a fuga. Afinal não podemos permitir que reescrevam Biografias tão significativas para o Brasil, nem que sejamos alcançados antes do túmulo, não é mesmo FHC? E Vocês Serra, Covas, Aloísio,…? Tanto pelo Pátria?!! Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação.

  2. Não existe diferença entre os bicudos emplumados e seus irmãos siameses hoje denominados DEM. Assim,pode-se avaliar que essa gente está fortalecida e,para 2022,para não repetirem o fiasco dos 5%,precisam tiram de qualquer jeito a esquerda ou o sujeito que ocupa a presidência da república do páreo,sem isso a probabilidade dos 5% continuar é enorme.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome