Trump e Bolsonaro articulam barrar a China na OMS, diz colunista

Manobra pretende reduzir qualquer tipo de espaço para Pequim, inclusive sobre o papel central que a China pode assumir para suprir vacinas e outros bens

Reprodução

Jornal GGN – Os governos Donald Trump, dos Estados Unidos, e de Jair Bolsonaro (sem partido) “atuam para frear a influência política da China na Organização Mundial da Saúde (OMS) no momento pós-pandemia”, informou Jamil Chade, em sua coluna no Uol. 

A manobra pretende reduzir qualquer tipo de espaço para Pequim, inclusive sobre o papel central que a China pode assumir para suprir vacinas e outros bens.

De acordo com interlocutores dentro do governo, os embates nos últimos dias entre Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), sobre a vacina contra a Covid-19 da chinesa Sinovac, “é interpretada como parte dessa ofensiva e lógica para impedir um protagonismo ainda maior de Pequim”, escreveu Chade. 

“A operação na agência, porém, é apenas parte de uma estratégia maior de conter a expansão chinesa. Questionar a qualidade da vacina do país asiático, colocar em dúvidas o papel das autoridades chinesas numa suposta liberação do vírus e impedir que propostas por parte de Pequim ganhem força são partes do ‘arsenal’ diplomático endossado pelo Brasil”, destacou o colunista.

Ainda, os EUA teria convencido o Brasil a fazer parte do processo de boicote da Organização Mundial da Saúde, para assim “tentar impedir que, num cenário pós-pandemia, a China saia mais forte economicamente e mais influente no cenário internacional”, pontuou o texto. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Bancos de Investimento e Negócios de Valores Mobiliários, por Fernando Nogueira da Costa

5 comentários

  1. Um tubarão quase desdentado e um peixinho piloto desorientado. Eis o que hj estes dois, trumpicio e bozo, significam para o mundo

  2. Nosso (des)presidente adolinquente está para Trump como Sancho Pança para Dom Quixote, como Lothar para o Mandrake, como Tonto para o Zorro, como Robin para o Batman.
    Não que Trampa ou Mitosco sejam qualquer um deles.
    É apenas a relação…
    Quando vão dar uma definitiva sessão de Paft, Sock, Ka-Pow nessa dupla ensandecida?!

  3. Alguém com peso suficiente para fazer isto poderia sugerir à embaixada chinesa que, diante das imbecilidades do Boçal e do assassino Trumph, mandassem os dois enfiarem naquele lugar tudo que hoje exportam para a China, cortando imediatamente relações diplomáticas com ambos os países. Quero ver como ficaria a cara do boçal diante de seus apoiadores do agronegócio os quais perderiam bilhões relativos às suas exportações para a China. E que essa atitude chinesa fosse muito bem esclarecida para que os idiotas do agronegócio soubessem os motivos ante os quais estariam perdendo tantos bilhões. E que a China impusesse uma condição para voltar a importar do Brasil: que os interessados em exportar para lá fossem às ruas de norte a sul do país exigindo a deposição imediata do boçal e seu bando de bandidos, fardados ou não….

  4. Alguém com peso suficiente para fazer isto poderia sugerir à embaixada chinesa que, diante das imbecilidades do Boçal e do assassino Trumph, mandassem os dois enfiarem naquele lugar tudo que hoje exportam para a China, cortando imediatamente relações diplomáticas com ambos os países. Quero ver como ficaria a cara do boçal diante de seus apoiadores do agronegócio os quais perderiam bilhões relativos às suas exportações para a China. E que essa atitude chinesa fosse muito bem esclarecida para que os idiotas do agronegócio soubessem os motivos ante os quais estariam perdendo tantos bilhões. E que a China impusesse uma condição para voltar a importar do Brasil: que os interessados em exportar para lá fossem às ruas de norte a sul do país exigindo a deposição imediata do boçal e seu bando de bandidos, fardados ou não….JÁ CHEGA DE TANTA PROVOCAÇÃO SEM RESPOSTA À ALTURA…E SEM DIPLOMACIA NENHUMA, POR FAVOR.

  5. A “civilização ocidental” tal como é hoje, deve uma parte razoável à milenar sabedoria chinesa e suas invenções, sem maiores cobranças ou contra-partidas…
    As que viabilizaram parte do Renascimento, os conquistadores espanhóis e portugueses, os piratas ingleses e a (re)colonização da América e África (entendendo-se que já havia humanos nestes continentes, massacrados e/ou escravizados em sequência), etc.
    Com a demonização do comunismo devorador de criancinhas (NB: nunca fui comunista) pelo financismo “ameaçado” e sua rede de propaganda, a China a partir de 1948 até seu atual sucesso tornou-se para este ocidente “civilizado”(**), a “caça a ser abatida” (a URSS teve sucesso militar e tecno-científico, mas não o econômico da China).
    (** o da guerra do ópio, a primeira facção criminosa de traficantes de drogas oficial, apoiada pela coroa, como seus piratas, do nazi-fascismo, das colônias africanas do rei belga Leopoldo “corta-mãos, do tráfico de escravos, das únicas bombas atômicas jogadas em alvos civis, apesar das alternativas, etc.).
    O obscurantismo e a ganância financista pensa e age assim (o temor, compreende-se…).
    Visto como uma ameaça a seus privilégios, não consegue sequer permitir considerar que o comunismo (que é diferente do socialismo, como por ex. na Escandinávia) é apenas uma das milhares de idéias sistêmicas da História Humana, que tem uma proporção qualquer de erros e acertos e por isso deve ser estudada e aproveitada em relação a estes últimos. Experiência e Conhecimento!
    A milenar China de hoje, apesar de um governo “comunista children devourer”, já se tornou a maior economia capitalista por PPP (e o será por qualquer critério em breve), tem bolsa, empresas e bilionários privados, um desenvolvimento tecnológico surpreendente e não se apresenta como ameaça fora do mesmo jogo ocidental comercial em que superou os “professores” competidores.
    Que força os EUA ao típico jogo sujo (com alguns não pode ser militar), por ex. por não conseguir competir com o 5G da Huawei). Acusam-na de querer “fazer espionagem”, a MESMA que já fazem há décadas, de conhecimento público, com interferências em dezenas de países soberanos.
    Ou vc que está lendo este (se não for exceção), usa hardware diferente de Intel, AMD, Qualcomm, sistemas IOS, Windows, Google, redes e armazenamentos lá projetados e estabelecidos, locais ou na “nuvem”, quase um monopólio de transporte e guarda de dados e informações de todo o mundo.
    Quando não conseguem competir limpamente, apelam para qualquer outra “solução”, como sanções asfixiantes (ainda que nem sejam ameaças diretas, como Cuba, apenas como “exemplo”), cooptação de governos e elites ou, se for necessário, a invasão ou a guerra por qualquer desculpa esfarrapada.
    Por isso, países que se pretendem soberanos precisam investir em ciência e tecnologia militares para não se submeterem. Aí são propagados como “ameaças” à liberdade alheia.
    Não é o caso deste nosso braZil, insisto: um dos 3 a 5 países com condições de (vir a) ser uma nação líder em quase qualquer indicador sócio-econômico, industrial, tecno-científico, militar, de bem-estar e desenvolvimento humano, etc. Sabemos tudo que nos impede mas não saimos do atoleiro do atraso!
    A esta altura devem estar achando que este comentário é “anti-americano” ou “anti-ocidental”.
    Não é, apenas anti-hipocrisia, anti-esperteza e anti-submissão de qualquer dos envolvidos.
    Aquela história de “domínio do homem pelo homem”. Que é diferente de liderança e aí, vale para todos.
    O mundo pode ser muito mais que esta m#[email protected] que estamos cada vez mais nos transformando.
    E o poder que impera não está preocupado com isso, mas com as mansões, iates, jatinhos, acompanhantes, cocaína, Bugattis e … ter mais! E mais!
    Tanto que nem conseguem gastar ou usar, enquanto milhões morrem à míngua de fome e doenças, crime…
    Esta visão da China (que não é santa e tem interesses) é, em termos de braZil, burra e ignara, pois é muito melhor parceira no MOMENTO do que os EUA, por sua já histórica interferência e exploração que nos prendem como um albatroz ou um condor amarrado já há mais de século com as cordas do “Destino Manifesto” e da “Doutrina Monroe”.
    Pior, como ovos de vespas nos devorando vivos, cooptando nossa mediocrérrima “elite” que sequer consegue pensar BraSil. Somos atrasados por dentro, pelos “nossos”.
    Não é uma questão de “troca” ou escolha exclusiva: (“um ou outro”), mas de ampliação diversificativa.
    Amanhã podem ser outros (qual o potencial da África?…), em outras proporções.
    Avisem isso por favor ao adolinquente que nos (des)governa!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome