Hoje, Câmara convalida o controle de Alcântara para os Estados Unidos

A partir do artigo 2º, o acordo transfere para autoridades americanas o controle sobre território nacional, a base de Alcântara.

Bolsonaro batendo continência para John Bolt

Hoje, às 15 horas, estará na pauta da reunião extraordinária da CREDN (Comissão de Relações Internacionais e Defesa Nacional) o Acordo entre Governo da República Federativa do Brasil e o Governo dos Estados Unidos da América sobre Salvaguardas Tecnológicas Relacionadas à Participação dos Estados Unidos da América nos Lançamentos a partir do Centro de Lançamento de Alcântara.

Já recebeu parecer favorável da comissão.

A partir do artigo 2º, o acordo transfere para autoridades americanas o controle sobre território nacional, a base de Alcântara.

“Em qualquer Atividade de Lançamento de foguetes e satélites nane-americanos, as Partes tomarão todas as medidas necessárias para assegurar que os Participantes Norte-americanos, em conjunto com autoridades brasileiras, mantenham o controle sobre os Veículos de Lançamento, Espaçonaves, Equipamentos Afins e Dados Técnicos, a menos que de outra forma autorizado pelo Governo dos Estados Unidos da América.

Para tal finalidade, o Governo da República Federativa do Brasil manterá disponível no Centro de Lançamento de Alcântara áreas restritas para o processamento, montagem, conexão e lançamento dos Veículos de Lançamento e Espaçonaves por Licenciados Norte-americanos e permitirá que pessoas autorizadas pelo Governo dos Estados Unidos da América controlem, conjuntamente com pessoas autorizadas pelo Governo da República Federativa do Brasil, o acesso a essas áreas”.

Em todos os demais pontos, confere-se às autoriodades americanas o pleno controle do pedaço. O “em conjunto com autoridades brasileiras” é apenas uma forma de amenizar as concessões. Afinal, a mais alta autoridades brasileira bate continência para a bandeira americana. E não apenas para ela, mas também para John Bolt, mero conselheiro de Segurança da Casa Branca

Avulso–PDC-1446-2001
Leia também:  Buzuca, o zagueiro que destruiu os meniscos de Reinaldo

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1. …mais uma etapa da primavera do Deus Mercado pró EUA, que eclodiu feito ovo da serpente nas tais jornadas de junho de 2013, quando as bestas que nos desgovernam emergiram das catacumbas: nem no Iraque pós invasão os Chicago Boys foram tão ousados : lá, parte dos poços de petróleo ficaram em poder das províncias : por aqui está sendo entregue de graça aos gringos : o Brasil entregou sua tecnologia de ponta : área eletronuclear, indústria naval…: hoje exportamos o petróleo em forma de matéria prima e, importamos manufaturados : como tudo tem componentes de petróleo, até o sofá de courino e outros sintéticos, tecidos e materiais de construção sairão de nosso campo industrial assim como já saiu a indústria de aviaçao: consta no contrato de cessão da Embraer a capenga Boeing cujos aviões caiam sempre, que brasileiro não pode mais fazer projeto na área de aviação : não podemos mais inventar : fazer ciência será crime : agradeçamos a Moro e Dalanhol que, neste momento, estão reunidos na CIA para ampliação da “cooperação” que beneficiará tão somente o dono do golpe, os EUA….povo esperto o americano e, como diria a comediante Kate Lyra com seu sotaque americano : brasileiro é tão bonzinho. ….

  2. O maior símbolo do entreguismo dos militares de hoje que se associaram a um miliciano. Vergonha histórica para as forças armadas!

  3. Este são os mesmos EUA, que não aceitavam fazer negócios com a FAB para não repassar qualquer tipo de tecnologia à Indústria Brasileira, sobre seus Caças. E impedem qualquer tipo de transferência tecnológica. Pelo menos desta vez, a estória não começou como a Falácia da Venda da EMBRAER. “Teremos uma Parceria”. A Parceria da Bunda Brasileira com a Botina NorteAmericana. Mas fica também explícito, o caminho que Michel Temer já pavimentava para a Volta do Tucanato e suas Políticas. A mesma imbecilidade que FHC havia tentado no seu Governo, assim como as Privatarias das Águas Brasileiras. Vem aí Forças Armadas Estrangeiras dentro do Nosso Território e mandando na nossa Água. Mas a culpa deve ser do Capitalismo ou do Trump, quem sabe?!! Pobre país rico. Não Nos faltam nem as penas….

  4. Este país está abarrotado de traidores da pátria, inclusive nas forças armadas que em seus quartéis, possui pintadas em suas paredes, frases e mais frases de teor nacionalista. Hipocrisia no mais alto teor. Mas quando isso não aconteceu? Desde a monarquia o que só fizeram foi pilhar estas terras. Uma vez colônia, colônia sempre, principalmente com uma classe dominante tão mesquinha e desprezível como a nossa.

  5. Se aprovado o projeto e eles tomarem posse, nunca mais ninguém os tira de lá… É a entrega de um pedacinho do Brasil aos americanos de forma absolutamente gratuita, sem nada em troca… de novo, apenas mais uma renúncia de receita, e em momento de extrema crise, sem qualquer indicação de fonte substitutiva… Isso, por um acaso, não caracterizaria crime fiscal?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome