Moro era a personalidade dominante na organização Lava Jato, por Luis Nassif

A exemplo do caso Cachoeira-Robert Civita, nos próximos dias a Lava Jato e parças da mídia tratarão de levantar algum escândalo antigo que permita cobertura diária para competir com a estratégia do The Intercept.

Há dificuldade cada vez maior de construir uma contra narrativa em cima do dossiê Intercept.

  1. O álibi padrão, o chamado fruto da árvore envenenada – o telefone foi hackeado, logo o processo deve ser anulado – vale para processos judiciais, não para furos jornalísticos. E foi desmoralizado pelas próprias mensagens de Deltan Dallagnoll, defendendo o jornalista que divulga dados vazados.
  2. Para conseguir um contraponto aos juristas que questionam a parceria Moro-Lava Jato, Época se valeu de uma “advogada constitucionalista”, recém-formada, sem currículo Lattes, sem que sua especialidade constasse sequer do Linkedin (aqui).
  3. Josias de Souza louvou a atitude de Sérgio Moro, de condenar o vazamento da relação de políticos que consta da delação da JBS. Forçou a interpretação. As conclusões do episódio são totalmente opostas:
    • Moro não era contra vazamentos, mas contra a oportunidade daquele vazamento, naquele momento, que poderia expor a operação ao Supremo Tribunal Federal (STF).
    • O diálogo comprova que Moro era a personalidade dominante da Lava Jato; Dallagnol apenas o discípulo, encantado com a capacidade do mestre de enfrentar o perigo.
    • No dia seguinte ao vazamento da lista de políticos, Moro envia a planilha ao STF e minimiza sua gravidade (aqui).
  4. Teori Zavascki era obstáculo a dois movimentos: ao arbítrio da Lava Jato e à blindagem do sistema, conforme se poder conferir na gravação em que Romero Jucá e Sérgio Machado discutem sobre o grande acordo (aqui).
  5. A exemplo do caso Cachoeira-Robert Civita, nos próximos dias a Lava Jato e parças da mídia tratarão de levantar algum escândalo antigo que permita cobertura diária para competir com a estratégia do The Intercept.
Leia também:  Xadrez rápido: Moro usa Globo para calar Veja e atinge Deltan, por Luis Nassif

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

14 comentários

  1. Sérgio Moro é um mentiroso patológico e, como tal, alguém perigoso. Tipos como Moro se permitem tudo, porque depois do crime cometido basta negar. Diferente de Dallagnol, que é o menino bobo convencido pela mãe de que é o maioral, Sérgio Moro age como um sociopata, não se impõe qualquer limite ético, moral, de regras de civilidade, de decência, de respeito humano, nada. É um criminoso no estado da arte; urge submeter as suas falas no Senado à análise de psiquiatras forenses, para que tracem o perfil patológico da sua personalidade esquizofrênica.

    17
    1
  2. Caro Nassif, porque vc não faz um levantamento no comportamento do gal. heleno qdo ele fazia
    parte cob que era dirigido pelo corrupto nuzmann, que durante 20 anos roubou o dinheiro do cob?
    Segundo li em blogs o heleno pulou fora qdo o nuzmann foi preso e hoje ele fica rosnando que nem
    um cão contra o lula, ele tem rabo preso e deve voltar as sua origens, de pijama.
    A propositi o que deu o caso nuzmann? também esta protegido?

    Abraços e parabéns pelos seus comentários.

    6
    1
  3. Impressionante como nada escapa ao Nassif…
    sempre traz o indispensável à compreensão de qualquer próxima jogada ou conduta

    numa agência de inteligência, seria o chefe geral

  4. Nassif,

    A iniciativa do Intercept de associar-se à Folha parece ter sico estratégica (mesmo se com uma dose de oportunismo): eles sabiam que precisavam de um parceiro maior. A Folha, no interesse de reabilitar-se com leitores qualificados (como se fosse ainda possível), parece querer afastar-se da Lava Jato e dar uma de independente. Por sua vez, o Intercept arranja um grande parceiro, que seja capaz de chancelar suas iniciativas e passa a ter menos um rival na praça. O que achas ?

  5. Os trololós foram atrás de algum podre do Glenn, foram pedir penico e um bote de salvação para as maiores agências de bisbilhotagem do mundo…..

    O problema é que, até o momento, nada do colossal, segundo eles mesmos, acervo de áudio e vídeo, nada dos tribunais superiores, nada de políticos, só aparece o marreco e o bebê chorão, as vezes o bode velho da as caras…..figuras carimbadas e já devidamente desmorolizadas…..

  6. Na era pré-Interceptor tinha-se a convicção que a justiça era fraudada…
    Agora, pós-Interceptor temos essa certeza!
    Há aqueles que entendem as coisas apenas com o movimento de superfície, não conseguem entender novas correlações subterrâneas!
    Na era pré-Interceptor foi possível criar uma fraude eleitoral e várias forças do mundo e submundo estão fora de controle!
    O golpe de 2016 tirou da presidência da republica e da constituição os tais poderes transcendentes que une, organiza e legitima a força e poder dentro das nações!
    Força do mundo os evangélicos agora vão querer a presidência. O charlatanismo pode chegar ao poder já nas próximas eleições presidenciais!
    Do sub-mundo tanto milicianos e como o crime organizado agora sabem o caminho de chegar ao poder, dele não vão abrir mão!
    Não há limites num mundo sem ética!
    Nossas instituições num horizonte pré-Interceptor já se mostraram falidas e sem força para eleger somente a verdade / ética como motor politico!
    O poder econômico transforma vidas em meros índices manipuláveis!
    Quem pode garantir que o poder de hoje vai dar respaldo ao judiciário, forças armadas amanhã?
    Qualquer dia pode-se chegar a conclusão que as forças armadas não cumprem seu papel após venda maciça de terras agricultáveis, riquezas minerais e biodiversidade de mar e florestas!
    Os custos de manter forças armadas e poder judiciário poderão não compensar aos donos das riquezas!
    O Nordeste já começa a se articular como região, é um princípio de independência diante da falência do poder central e da constituição violada!
    No pós-Interceptor se nada mudar é um claro sinal que será dado poder a quem tem por hábito não respeitar leis e desconhecer valores éticos!
    Corremos o sério risco da quebra total cujo tempo já está sendo contado de forma regressiva, esperar para ver onde vai dar até aqui não nos ajudou em nada.
    A verdade sobreviverá, o país como conhecemos hoje cada vez mais certo que não resistirá, diante das ausências e fraquezas demonstradas pelas instituições, principalmente pelos agente públicos das forças armadas, do judiciário – a grande mídia e os empresários, em tese, não sendo funcionários públicos, não tem compromissos com país como demonstraram diariamente.
    Os donos de grandes grupos de mídia, do sistema financeiros, grande empresários poderão viver e ter negócios em qualquer lugar do mundo, a esses pouca importa o pais e eles sabem ganhar dinheiro também com a miséria humana. Se tudo tem um preço, vai ficar mais baratinho…

  7. Não dá a ideia, caro Nassif, não dá a ideia…

    Mas de verdade, seja o escândalo que for, vai ser difícil minimizar o papel da Lava Jato no golpe de estado que estamos vivendo. Pelo que vejo por aí, depois da revelações da imprensa, começa a ficar ridículo dizer, mesmo entre os próprios golpistas e apoiadores do golpe, que a Lava Jato combate a corrupção. O que mais tenho ouvido é que a Lava jato foi montada para dar o golpe, mesmo, “e daí”?

    Turma de vândalos, golpistas bárbaros… não perdem por esperar:

    [img]https://www.causaoperaria.org.br/acervo/blog/2016/10/20/brasil-ano-zero-por-jota-camelo/[/img]

  8. Se não me engano, foi Napoleão…
    …mesmo que tudo se apresente favorável, nunca se esqueça de deixar um caminho para os soldadinhos fugirem, porque com batalhas em que soldadinhos lutam até a morte não se chega aos generais…

    vai vazando que eles vão fugindo

  9. Já tentei fazer ao menos uns 3 comentários aqui na página do GGN Nassif, e todas as vezes recebo a mensagem de que foi detectado comentário repetido. Seria uma forma de bloqueio ? Pois não pode ser um simples erro do software… Tenho feito comentários no You Tube só elogiando seu trabalho e um destes foi no vídeo onde comento que seus vídeos não são reportagens e sim aulas de História. Se sou bloqueado aqui para comentários lamento e vou me desligar do canal. Uma pena, pois vc é dos jornalistas que mais respeito.

    • Provavel nada

      GGN já informava os podres de Seju Moru antes do Intercept..

      Nassif tinha a convicção e fatos. Intercept obteve as provas

      Quanto ao travamento deve ser os milhares de acesso ou talvez seu comptador

      Óbvio que GGN não é uma NSA que tem vários prédios para armazenagem de informações e acesso

  10. Sérgio Moro tem demonstrado sistematicamente sua tendência desonesta de ignorar as leis e fornecer explicações falsas sobre o real significado dos estatutos legais. Moro incitou o impeachment da presidente Dilma e condenou e prendeu o presidente Lula sem provas ou evidências de um crime cometido. Ele é uma personificação maliciosa e farsa do que um homem de justiça deveria ser. Ele gravou ilegalmente a conversa da presidente Dilma e Lula e, em seguida, diz que gravar conversa do seu celular é crime. Como o Moro disse no passado: o conteúdo das mensagens é mais importante do que a maneira a mensagem foi adquirida. Moro é hipócrita e fraudulento. Ele não tem credibilidade. Além de destruir indústrias e empresas (Embraer, Petrobras etc) e, consequentemente, a economia brasileira, Moro e o grupo de procuradores da Lava Jato impediram Lula de participar de eleições nacionais. Existe também a parceiria nefasta entre o Moro, a Lava Jato e o Departamento de justiça dos Estados Unidos para supostamente combater corrupção, mais na verdade esta sendo o veiculo que permite a entrega e venda dos recursos naturais do Brasil para os países estrangeiros especialmente os Estados Unidos. Os principais jornais e emissoras de TV brasileiros foram cúmplices do jogo sujo de Moro e Lava Jato. Não é de surpreender que a mídia nacional dominante e reacionária esteja contestando o conluio e os processos ilegais entre Moro e os promotores da Lava Jato revelados pela reportagem excepcional do Intercept. Moro e a corja da Laja Jato deverão ser julgados e condenados por terem violado a constituição, integridade e dignidade do sistema judicial, e por traição do Estado brasileiro.

  11. os golpistas ainda têm a cara de pau
    de perguntar – e daí e daí?
    e daí e daí fui ouvir e daí com a maysa e tem um
    trecho que diz por mais
    cruel perseguição o meu amor perguntará e daí e daí?

  12. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome