O amigo Trump avisa que vai taxar o aço brasileiro

Essa é a dimensão do presidente colocado no poder depois que o STF permitiu a destruição do sistema partidário.

Em Twitter divulgado agora há pouco, o presidente norte-americano Donald Trump afirmou:

“O Brasil e a Argentina têm presidido uma desvalorização maciça de suas moedas.  o que não é bom para os nossos agricultores.  Portanto, com efeito imediato, restaurarei as tarifas de todos os aços e alumínio enviados para os EUA a partir desses países.

O Federal Reserve também deve agir para que os países não aproveitem mais nosso dólar forte, desvalorizando ainda mais suas moedas.  Isso torna muito difícil para nossos fabricantes e agricultores exportar seus produtos de maneira justa”.

Nem era preciso ser tão explícito. É evidente que o papel de um presidente da República é o de defender os interesses de seu país. O inacreditável presidente brasileiro ambicionava coisa muito menor: bastava a atenção pessoal de Trump. Para Bolsonaro, bastava uma pequena atenção, um pequeno tapa nas costas, depois de esperar por uma hora na fila, qualquer gesto que ele recebia com o sorriso apalermado.

Essa é a dimensão do presidente colocado no poder depois que o STF permitiu a destruição do sistema partidário.

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Moro é derrotado em projeto anticrime, aprovado sem suas principais bandeiras

17 comentários

  1. Em Twitter divulgado agora há pouco, o presidente norte-americano Ronald Reagan ???? ressuscitou???? ou está mandando twwitter do inferno??

    1
    1
  2. “Essa é a dimensão do presidente colocado no poder depois que o STF permitiu a destruição do sistema partidário.”

    Nao foi SOMENTE o STF: o bloco reacionário em peso melou o jogo democrático, para isso aí.

    É essencial compreender isto, para não desperdiçar tempo, energia e esperança em busca de supostos “setores responsáveis”, “liberais”, “centro democrático”, etc.

    Agora é amassar o barro, aprender a se comunicar, e encontrar novos caminhos para defender os interesses populares.

  3. Quem precisa de inimigo com um amigo desses?
    E bozo acha é bom que ele nos ferre sempre.
    Sinal que se lembrou de nós.
    Alvíssaras!

  4. Acho que o equívoco de colocar Reagan e não Trump tem razão de ser = quando Reagan venceu Carter, os milicos no Brasil lançaram rojões, pois Reagan apoiava integralmente a violência das ditaduras sul-americanas. Mas Reagan não pensou duas vezes em mandar subir os juros americanos, mesmo sabendo que isso custaria a quebra financeira da América Latina inteira, jogando toda a região numa crise que de fato até hoje não saiu. E pra finalizar, os fdps dos milicos argentinos contavam que Reagan ficaria neutro no confronto Argentina x Reino Unido de Thatcher. Ledo engano – que pro bem dos argentinos lançou a pá de cal pruma das mais crueis ditaduras da américa do sul – e olha que a concorrência é forte.

  5. “…um pequeno tapa nas costas, depois de esperar por uma hora na fila, qualquer gesto que ele recebia com o sorriso apalermado.”
    Mamonas Assassinas, hino nacional: “Já me passaram a mão na bunda, e eu inda não comi ninguém.”

  6. Livre pensar é só pensar,segundo Millor.Eu gostaria de saber do meu amigo Ricardo Kotscho,que por sinal tem escrito belíssimos textos,principalmente depois que desatrelou-se da sacolinha do Bispo Macedo,se ele chorou quando viu Roberto Carlos (um pilantra enganador de balzaquianas que não deram muita sorte no amor),abraçado com Moro e Da.Rosangela,a bilheteira.A venda dos ingressos da loteria é feito por ela.Roberto Carlos é uma figura humana da pior qualidade.Reza a lenda de que aqui se faz,aqui se paga.Desconfie sempre de quem anda com uma cruz de Cristo crucificado adornada no peito.

  7. Agora quero ver o Guedes falando que a preocupação com o dólar alto é zero. Será que vão chamar o trump de comunista?

  8. Rapáááááá, tá “defícel” escolher “lados” nesta atualidade besteirona.
    Trump, o empresário das falências ou Bozo “I love you”…
    E nós, como(não o verbo) mariscos, entre o rochedo e o mar.

    Bozo passou a “se achar” depois que começou a se achar “íntimo” de Trump.
    Uma intimidade “nádego-anal” apaixonada oferecida por nosso vergonhoso presidente adolinquente.
    Que acha que resolve conflitos comercial-diplomáticos com uma ligação telefônica.
    Com tradução simultânea de nosso infame” chanceler” (?!).
    (ou será um telefonema em Libras?)
    Como se isso fosse tão fácil quanto autorizar uma portaria de condomínio para a entrada de um visitante.
    O gigante BraZil, com lugar entre as maiores nações, não está passando de uma chacota planetária.

  9. Ah, a falta de cultura da nossa elite Lady Kate: dinheiro eu tenho, só me falta-me o gramúr! Quequié? Tô pagando!

    Uma das primeiras coisas que se percebe ao lidar com povos de origem anglo-saxã-germânica é que eles sentem um desprezo gigantesco por capachos e gente “boazinha” demais, eles interpretam isso de duas formas:

    1) Essa pessoa é interesseira e nem um pouco sincera, ou seja, não é confiável e está agindo assim porque vai querer algo em troca depois – não tenho a obrigação de dar nada em troca, se ela quer ser submissa assim, problema dela…

    2) Essa pessoa vai ganhar minha confiança e depois me dar uma bela facada pelas costas – pois eu dou a facada antes!

    Isso se aplica a relações de negócio e diplomáticas também. Vejo um pouco das duas nas atitudes de Trump, e vejo o bolso e seus asseclas como capachos, que vão sair dessa aventura com o bolso cheio de migalhas…

    Sabe como é… É bem mais fácil ser “o cara” só na sua quebrada e tocar o terror, tipo Idi Amin, Mugabe e outros. Dá muito trabalho ser o cara a nível mundial e levar seu povo/país a outro nível, é muita responsabilidade pra pouco retorno financeiro…

    4
    1
  10. Bolsonaro já falou que tem um canal direto com Trump e vai resolver isso aí…
    deve confirmar que com mais esta gamou de vez

    todo amor de fascista tem um custo, o futuro do seu país

  11. Isso é uma verdadeira parceria CARACU. Mas Bozo já devia saber, afinal nem o rebento ele emplacou na embaixada.

  12. Meu Deus, que desastre. Seria engraçado ver o Paulo Guedes dando com os burros n’água se isso não causasse ainda mais desemprego e fome na população…

  13. Ainda está confuso, mas nas próximas teremos mais indicações.
    Mas as questões mencionadas na mensagem dizem muitas coisas.

    Brasil e Argentina não estão no radar do presidente, provavelmente ele utiliza assessores e o serviço de inteligência, e deles devem ter vindo alertas que gerou estas recentes mensagens.

    A questão da “desvalorização maciça e não é bom para nos agricultores”, mencionada nas mensagem. deve ter sido ser em função dos alertas de assessores sobre a tentativa do Brasil de se reaproximar da China, por pressão dos produtores de soja, e do recente caso de manipulação da taxa de câmbio que erro de 40% nos dados divulgados da Balança Comercial, e ministro declarando em um evento nos EUA que o dólar no Brasil “tende a ir para um lugar mais alto”.

    Se houve manipulação da taxa de câmbio os serviços de inteligência tem meios para verificar, o reforças as suspeitas coma questão da taxa de câmbio.

    Nas próximas saberemos, se está havendo uma mudança de rumo na política externa, ou foi mais um erro grosseiro.

    Se Guedes for afastado,indica que foi um erro grosseiro, se o sair o ernesto, pode indicar uma mudança da política externa, com uma tentativa de se reaproximar da China, por pressão dos produtores de soja.

  14. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome