Ministério da Saúde abre nova campanha de vacinação contra Covid- 19

Tatiane Correia
Repórter do GGN desde 2019. Graduada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Com passagens pela revista Executivos Financeiros e Agência Dinheiro Vivo.
[email protected]

País recebeu 9,5 milhões de doses que serão enviadas a estados para uso imediato; objetivo é vacinar 70 milhões de pessoas

Foto de CDC na Unsplash

O Ministério da Saúde deu início a uma nova etapa do Movimento Nacional pela Vacinação com foco no alerta para a imunização contra a covid-19. O objetivo é imunizar pelo menos 70 milhões de pessoas.

O país recebeu 9,5 milhões de doses de vacinas durante a primeira quinzena de maio, representando a primeira remessa da aquisição da vacina Covid-19 atualizada com a variante XBB.1.5, as quais estão em processo de distribuição aos estados, de acordo com o agendamento junto a operadora logística.

O primeiro lote começou a ser entregue no dia 09 de maio aos estados, que têm autonomia para começar a aplicação imediatamente.

“O perfil de segurança da vacina Covid-19 monovalente XBB é conhecido devido ao amplo uso em outros países, sendo semelhante ao das versões bivalentes, com a vantagem adicional de ser adaptada para a variante XBB.1.5”, diz o ministério.

A pasta ressalta que o quantitativo de doses da aquisição emergencial será suficiente para abastecer os estados e municípios até que as próximas aquisições sejam concluídas. As primeiras doses possuem data de validade para os meses de junho e julho 2024, inscrita nos frascos, mas estendida pela Anvisa para setembro e outubro de 2024, conforme recomendado por órgãos de avalição internacional.

Tatiane Correia

Repórter do GGN desde 2019. Graduada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Com passagens pela revista Executivos Financeiros e Agência Dinheiro Vivo.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador