Início Tags Emprego

Tag: emprego

O desastre em L na economia em V de Paulo Guedes, por Luis Nassif

Se a comparação for em relação a 12 meses atrás, aí se desenha o mapa do inferno. Em 12 meses, a População Economicamente Ativa aumentou 4.618 mil, enquanto a Força de Trabalho diminuiu 4.618 mil e a população ocupada diminuiu 6.573 mil.

Coronavírus retira 6,6 milhões de mulheres do mercado de trabalho

Total de trabalhadoras que deixou de exercer atividades remuneradas é maior do que entre os homens; sobrecarga doméstica é preponderante

Desemprego atinge 14,1 milhões no Brasil: confira os dados

A população subutilizada, ou seja, desempregados que não procuraram emprego aumentou 20% em relação ao mesmo período do ano passado.

“Moro decidiu receber sua parte no golpe em dinheiro”, diz Haddad

Entusiasta da Lava Jato, até o senador Randolfe Rodrigues passou a questionar o final do ex-juiz que condenou Lula: "Hoje, o maior algoz da Lava Jato chama-se Sergio Moro"

IBGE: 382,5 mil empresas brasileiras fecharam as portas entre 2014 e 2018

O saldo afetou automaticamente o número de desempregados. Em cinco anos, 2,9 milhões de trabalhadores ficaram sem emprego

Massa de rendimentos das famílias encolhe R$ 61,4 bilhões desde janeiro, por Lauro Veiga Filho

Perdas de renda no mercado de trabalho têm sido muito mais severas agora do que durante a recessão de 2015 e 2016, sugerindo uma propensão ao consumo muito mais baixa daqui em diante

13 milhões de brasileiros estavam desocupados na primeira semana de setembro

Taxa de desocupação segue estável em 13,7%, segundo dados do IBGE; 4,2% da população estava afastada por conta do distanciamento social

É preciso acabar com o teto de gastos para que o Brasil não colapse

O teto de gastos é uma das principais causas da fraca recuperação do produto e do emprego no período pré-pandemia e impedirá uma melhora mais efetiva tão logo o controle da crise sanitária o permita.

O papel dos direitos trabalhistas dentro da refundação do Brasil

Luis Nassif conversa com José Dari Krein sobre precarização de mão de obra, o futuro do trabalho e da proteção social

Coluna Econômica: a falsa euforia com os indicadores da indústria

Quando se analisam os mesmos indicadores ao longo do tempo, percebe-se que, mesmo crescendo em maio e junho, estão sistematicamente abaixo de todo o período anterior, com exceção de maio de 2018.

Coluna Econômica: as propostas do IPEA para abrir a cabeça de Guedes

Quando se sai das visões mágicas para a busca objetiva de soluções, o quadro muda e se torna objetivo.

Amigo, pode me dar um emprego?, por Rogério Mattos

E, agora, uma enorme proporção dos estadunidenses tornou-se literalmente desempregada, ou foi forçada a trabalho em part-time.

Devastação no mercado de trabalho deverá frustrar fantasias do superministro, por Lauro Veiga Filho

As “estatísticas experimentais” do IBGE sugerem ainda que as maiores perdas ocorreram entre trabalhadores formais, ou seja, com carteira assinada ou registrados como donos de empresa

O custo Brasil do jornalismo econômico e dos analistas de mercado, por Luis Nassif

a recuperação do nível de atividade, através de políticas de sustentação dos empregos e de salvação das empresas, deveria ser a prioridade central. O próprio Fundo Monetário Internacional, guardião implacável da ortodoxia, deu a mão à palmatória.

Os novos modos de produção e a destruição do emprego, por Luis Nassif

Valendo-se do impeachment, empurrou-se goela abaixo do país o desmonte total da proteção trabalhista, sem colocar nada no lugar.

Mercado de trabalho fecha 1,1 milhão de vagas em dois meses

Dados divulgados pelo Caged contabilizam mais de 860 mil demissões apenas em abril, o pior resultado para o mês em 29 anos

Porque a renda básica vai ajudar na recuperação do PIB, por Luis Nassif

Pelos cálculos, três meses de renda básica promoveriam um desvio de 0,45 no PIB do trimestre. Ou seja, se o PIB cair 1 ponto, haverá a mitigação de 0,45 por efeito da renda básica.

Defender os empregos e a renda dos trabalhadores, por Orlando Silva

É impensável que haja possibilidade de recuperação econômica em um país devastado pela morte; por outro lado, não há como se antever a saída sem estímulos do Estado nacional

Hipocrisia em tempos de pandemia, por Ailton Andrade

Não é com uma política contrária à maioria da comunidade científica do mundo, com medidas que contradigam o isolamento social, que conseguiremos atenuar os impactos econômicos em nosso país. 

A deterioração do emprego, especialmente para mulheres, pretos e pardos, por Luis Nassif

Em 2015 havia 12,7 milhões de pessoas desocupadas ou em subocupações. Agora, este número subiu para 18,4 milhões. A subutilização do trabalho saltou de 16,5 milhões para 24,4 milhões. E os Desalentados, fora da Força de Trabalho, passaram de 2,6 milhões para 7,1 milhões