Para oligarquia golpista, trabalhador não merece a dignidade reconhecida aos bovinos, por Jeferson Miola

Para oligarquia golpista, trabalhador não merece a dignidade reconhecida aos bovinos

por Jeferson Miola

A destruição da CLT, aprovada nesta terça-feira 11/7/2017 pela maioria de senadores e senadoras representantes da oligarquia, é a consolidação do pacto escravocrata de dominação burguesa que faz o Brasil retroceder ao padrão de exploração do trabalho do século 19.

Combinadas com a lei da terceirização aprovada pelos golpistas em março passado, as novas regras hoje aprovadas, que incineram a CLT criada em 1943 por Getúlio Vargas, na prática extinguem os direitos do trabalho e convertem os trabalhadores em bóias-frias, para assegurar uma maior taxa de acumulação capitalista extraída do povo brasileiro – ver aqui artigo a respeito [Terceirização sacramenta o pacto de dominação escravocrata].

Na sessão do Senado de hoje, 50 senadores e senadoras brancas, ricas e proprietárias, aprovaram o vergonhoso retrocesso de permitir o trabalho de mulher grávida em locais e em condições insalubres.

Um retrocesso não só vergonhoso, como chocante.

Para a oligarquia golpista, a classe trabalhadora não merece a dignidade que é reconhecida até mesmo aos bovinos, como se constata na leitura do Manual de Orientações da EMBRAPA com as “Boas Práticas Agropecuárias – BOVINOS DE CORTE.

No capítulo “Importância do bem-estar animal“, o Manual ensina que “As demandas de mercado priorizam sistemas de produção que respeitam o bem-estar animal, do nascimento ao abate. À primeira vista, pode parecer ao produtor ou ao técnico uma preocupação excessiva e dispendiosa, mas certamente eles se surpreenderão com os benefícios que essa mudança de atitude trará à rotina de trabalho“.

O Manual filosofa que “Existe uma relação muito estreita entre bem-estar animal, saúde animal e desempenho produtivo. Assim, o conhecimento e o respeito à biologia dos animais de produção proporcionam melhores resultados econômicos, mediante o aumento da eficiência do sistema produtivo e da melhoria da qualidade do produto final”.

Como todo manual, o Manual diz ainda que “A Organização Mundial de Saúde Animal (01E) preconiza cinco princípios básicos a serem atendidos em relação ao bem-estar animal:

 1. Garantir condições que evitem fome, sede e desnutrição;

2. Garantir condições que evitem medo e angústia;

3. Garantir condições que evitem desconforto físico e térmico;

4. Garantir condições que evitem dor, injúrias e doenças;

5. Garantir condições que permitam as expressões normais de comportamento.

A decisão do Senado, deste ponto de vista, representa um ataque brutal aos direitos humanos no Brasil. O alvo central desta violência, está claro, é o mais elementar dos direitos humanos e civis, que é o direito ao trabalho digno.

Nunca é demais lembrar que, para a oligarquia golpista, a classe trabalhadora não merece a dignidade reconhecida aos bovinos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

8 comentários

  1. Nomes dos deputados e senadores

    Alguém poderia, por gentileza, divulgar aqui uma tabela com o voto dos deputados e senadores? É muito importante divulgarmos fotos nas redes sociais nesse momento. É preciso desmascará-los antes das eleições. 

    Obrigada.

  2. A revogação da Lei Áurea

    A revogação da Lei Áurea era o desejo da Casa Grande desde quando Cunha era presidente da Câmara.

    As propostas de redução da maioridade penal, entre outras ignomínias, eram somente ensaio diante da meta.

    E o atual presidente da Câmara já deixou claro que nenhuma MP vai mexer no que eles fizeram:

    NENHUM DIREITO A MAIS!

    (Imagina quando ele estiver na outra presidência)

    Foi o recado para o Deus-Mercado, o único compromisso daqueles que se apossaram do Brasil

     

  3. Então, esta é a beleza da

    Então, esta é a beleza da “democracia” brasileira: aqueles elementos que ferraram o povo foram eleitos pelo próprio povo. “Democracia”, sufrágio universal e outras baboseiras pra que, para isto? Sinto muito, mas isto aí não funciona mesmo. Outro dia escrevi e repito: se após vitoriosos, os rebeldes cubanos tivessem chamado o povo às urnas, os mesmos bandidos de antes voltariam ao poder com a ajuda dos ianques e grandes grupos econômicos. A “democracia” brasileira de fachada serviu para que houvesse um retrocesso de décadas, talvez mais de século, no processo de civilazação, progresso e desenvolvimento desta terra. Parabéns a todos os paneleiros, mas também a todos os pobres de direita que ajudaram a montar este congresso. Do povo, pelo menos até que este seja politizado, deve ser mantido fora do alcance o poder de dar palpite naquilo não entende.

  4. Covardes

    Há muitos fatos chocantes durante a sessão para aprovação da reforma das leis trabalhistas no Senado. Porém, algumas delas foram mais chocantes ainda. A saber:

    -A covardia dos senadores da oposição implorando de joelhos aos senadores golpistas para não darem seus votos a favor das reformas.

    – A sacanagem e a traição para com o povo do Nordeste de sanadores latifundiários como Raimundo Lira de Alagoas, Fernando Bezerra Coelho de Pernambuco,o ínclito e gentleman Armando Monteiro.

    – Os discursos de esquerda(sic) de Renan e Collor.

    – A traição de  Cristóvam Buarque.

    – O coração e alma geladas de Ana Amélia.

    – O complexo de vira latas de Magno Malta.

    – O desespero e o autoritarismo  do Eunício Oliveira face às senadoras que tomaram a sua cadeira.

    – O espírito de pilatos e covardia de Jorge Viana.

    – O sumiço das lideranças sindicais e dos movimentos sociais.

  5. Sempre disse que o

    Sempre disse que o trabalhador brasileiro é menos reconhecido que qualquer curva de rio. Vamos a exemplo: se alguém quiser por um monjolinho usando força motriz de um riacho qualquer, mesmo que não for poluir, vai precisar de tantas licenças que provavelmente não vai conseguir ou vai acabar por desistir. Pois bem, se o empresário quiser comprar uma super-máquina moderna na sua lavanderia, que vai desempregar 50 empregados, ele ainda vai contar com incentivo governamental. Precisa continuar em outras centenas de exemplos?

    O que se viu na noite desse dia 11/07/17, quando 50 senadores e senadoras votaram para extinguir direitos trabalhistas que já foram conquistados a duras penas e muito massacre e morte é uma coisa que provavelmente se acontece num sistema político que não guarda nem um representantividade popular. Esse monstros só tem um chefe a obedecer: o capital. Os donos das Casas-grandes (bancos, agro-negócio e o capital internacional). 

    Importante chamar atenção para aqueles que votaram a favor dos trabalhadores: Renan, Collor, Eduardo Braga, e todos do PCdoB, PDT e logicamente o PT. Não sei se entra mais alguém nessa lista.

  6. Reforma Trabalhista

    Nós, de classe média, não fazemos a menor ideia do que é a cabeça do trabalhador pobre. Pensamos que é fácil o cara morar em deus me livre, passar 4 horas por dia no transporte, trabalhar em condições duras e insalubres, e ainda ter tempo de se informar (vendo a Globo e a Record!!!), energia e condições de protestar nas ruas.
    Pergunte para o porteiro do seu prédio, a faxineira do seu escritório, o entregador de água mineral, o que é CLT.
    Depois, compartilhe aqui o que descobriu.

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome