Pedágio flexível de Alckmin prevê tarifa mais cara em horário de pico

 
Jornal GGN – Geraldo Alckmin (PSDB), governador de São Paulo, vai lançar um edital de concessão de rodovias que vai permitir uma tarifa flexível nos pedágios. Em trecho com mais de 570 quilômetros, a concessionária vencedora da licitação poderá cobrar mais dos motoristas que circularem em horário de pico. Também está previsto desconto para os carros em horários com menos trânsito. 
 
De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o edital não fala sobre o percentual de variação na cobrança, que deverá ser estabelecido pela empresa que assumir a concessão. Eventualmente, este modelo de cobrança pode ser expandido para outras rodovias paulistas.
 
Lançado nesta sexta (4), o edital terá sete rodovias na região centro-oeste de São Paulo. A concessão será de 30 anos e prevê investimentos de R$ 3,9 bilhões, incluindo duplicação dos trechos  e instalação de sistemas de segurança. 
 
No modelo atual de cobrança dos pedágios, são levados em consideração o tipo da rodovia e o tipo de veículo. 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  A suspeitíssima operação da Polícia Federal na Saúde, por Raquel Torres

8 comentários

  1. pedágio….

    Governador Geraldo Alckmin, pegue sua porta voz Mirian Leitão, a “cobradora oficial do respeito e cumprimento de contratos” e expliquem porque a Rodovia Raposo Tavares SP 270, que foi privatizada há quase 20 anos, entre as cidades de São Paulo e Sorocaba com um trecho que pouco mais de 70 Km nunca foi duplicado. Apesar de 3 praças de pedágio extorsivos neste trecho. Rodovia cheia de curvas, congestionamentos, lombadas, atropelamenbtos,  acidentes e mortes. Muitos com crianças, estudantes e idodos que trafegam pela rodovia como pedestres. O canalhice assalta o povo com impostos na casa dos 40%. Depois se diz incompetente para gerir recursos públicos e os vendem, com a desculpa de serviços melhores, então privatiza a vida das pessoas e nova carga de impostos, que serão travestidos em tarifas, taxas e pedágios. O direito de ir e vir vira letra morta numa Constituição fraudulenta. Impostos, não sustentam mais os parasitas. Então privatizações e Agências Reguladoras. A mamata continua sem caber no orçamento. Indústria de Multas, para cobrir o que falta. Realmente o Caminho do Inferno é administrado pelo Tucanato.  

  2. COMENTÁRIO

    Prezados senhores:

     

                                         Bom dia.

                                         Com relação à presente matéria, afirmo que, salvo engano meu, foi proposta, em data que não me recordo, por  Paulo Maluf. Posteriormente, uma deputado do PT apresentou projeto semelhante na Assmebleia Legislativa de São Paulo

                                               O ponto fundamente, contudo, é outro: risco de mais acidentes. Esta proposta estimulará muitos condutores a dirigirem à noite, quando a visibilidade é prejudicada pela ausência de luz natural. Outro problema é que, com tráfego menos intenso, seria um irrecusável convite aos imprudentes a dirigirem em velocidades perigosas.

     

                                               Atenciosamente,

     

                                                        Claudio

          

    • comentário….

      Sr, Claudio Caoru, o governador Paulo Maluf exerceu o mendato há 1/4 de século. Construiu a maioria das ótimas estradas de SP, que a Privataria Tucana, entregou à escravidão de praças de pedágios a cada 30 Km. Os rarissimos pedágios da sua época não eram extorsivos e não funcionavam entre às 00:00 hs até às 4:00 hs, horário que caminhoeiros estão atravessando o estado. Por favor, não misture os competentes com os bandidos.  

  3. Acorda chuchu

    Alkimin do céu, em certos países o pedágio é cobrado também sobre a lotação do carro, um passageiro só e a tarifa aumenta, abra os olhos, vais deixar escapar esta?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome