TV GGN 20h: A Lava Jato e a encruzilhada do Ministério Público Federal

Os desdobramentos das denúncias do Procurador Geral da República Augusto Aras; veja o comentário do jornalista Luis Nassif

Foto: Reprodução / REUTERS/Adriano Machado

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Manchetes dos jornais dos EUA

7 comentários

  1. Como o espírito corporativista fala mais alto. O Nicolau tá desmerecendo o sobrenome. Será que ele vai ter que sair do mpf pra ver todas as atrocidades que os palhaços sabatodores de curitiba fizeram com o país por excesso de liberdade? O toffoli até que enfim falou algo que eu acho correto. Tem que ter quarentena sim pra esses togados midiáticos como o moro e a república de curitliba.

    11
  2. Que vergonha o comportamento deste senhor Nicolau Dino na entrevista. Depois de tudo que esses FDPs procuradores de Curitiba fizeram contra o país e o seu povo – inclusive o crime hediondo de gestar e parir um genocida como Bolsonaro para liquidar de vez a noção de um país -, com o apoio do próprio entrevistado e de outros vagabundos como o Vladimir Aras, vem o sujeito torrar nosso tempo e paciência como um Rolando Lero vagabundo, falando sobre generalidades do MP, missões do MP e o car¨$&*6 a quatro do MP.

    Tínhamos sido poupados por aqui, já por um bom tempo, deste tipo de coisas assinados por um Vladimir Aras. Será que esta entrevista é um sinal de que teremos de aturar, doravante, um sucessor ainda mais vagabundo para tomar nosso tempo?

    O que tinha de ser perguntado ao defensor dos seus cupinchas lavajateiros – que, não à toa, o nomearam (Nicolau Dino) para ser o PGR, levando de volta uma bica do genocida – é se, por exemplo, adiar por 40 vezes o julgamento do vagabundo Deltan Dallagnol sobre o criminoso powerpoint no CNMP para levar à prescrição do crime confirma que o MP tem organismos de controle, como o Rolando Dino encheu a boca.

    Não dá pra ter mais paciência com esta turma, o que inclui também o cretino do próprio PGR Augusto Aras, subserviente ao genocida e carreirista sem vergonha

  3. Esse Nicolau ficou 21 longos minutos pisando em ovos
    e passando o pano. Será que esse Nicolau é o mesmo
    de dantes ou o corporativismo falou por ele?

  4. Ouvi hoje a entrevista e fiquei bem triste com esse corporativismo descabido. Isso só reforça a teoria de que o MP se perdeu e pode ter diversas caixas pretas por aí. Poderia até ter chamado a atenção para outras frentes e destacar trabalhos do MP, mas sem deixar de fazer a crítica tão necessária. Preocupante.

  5. Um corporativismo que beira o compadrio. Uma “Ilha” chamada MPF. E, obviamente, um “golpe” de Dino no Nassif.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome