A ruptura institucional já aconteceu em 2016, comentário de Hildermes José Medeiros

As legislações e tudo mais considerado pelo comando do golpe, foram acontecendo desde o primeiro governo, Michel Temer, levado ao poder, dando um cavalo de pau na economia, com um plano econômico neoliberal de interesse do mercado, vale de dizer em desfavor dos trabalhadores

Temer condecora o juiz Sérgio Moro

Por Hildermes José Medeiros
comentário no post Xadrez do início do jogo pós-Bolsonaro, por Luis Nassif

Claro que a opinião do jornalista é respeitável. O acompanho já há algum tempo.

Entretanto, nesse particular da política nacional, mais particularmente após 2016, trata tudo como se em agosto daquele ano não tenha ocorrido uma ruptura de nosso sistema constitucional, embora os golpistas tenha optado por deixar tudo mais funcionando, já que muitos dos golpistas estavam e estão incrustados no aparelho de estado.

As legislações e tudo mais considerado pelo comando do golpe, foram acontecendo desde o primeiro governo, Michel Temer, levado ao poder, dando um cavalo de pau na economia, com um plano econômico neoliberal de interesse do mercado, vale de dizer em desfavor dos trabalhadores e benefícios para os ricos empresários e dos EUA, que saiu da sombra e passou a ser grande aliado dos golpistas, especialmente este que diz já ser um tigre desdentado, que não pode mexer com um ministro que discorda de sua orientação, sem dizer onde está o poder que torna tão frágil um presidente impedindo seus atos.

Outra coisa, o de sempre, acredito mais por ser o que mais comumente acontece no Brasil, que é se chegar a um pacto entre as forças políticas dominantes. De novo, ter dúvidas se será um pacto amplo (não está dito exatamente o que seja), ou pacto miúdo (idem).

Ao que parece, não considera a possibilidade de ruptura mais forte da constitucionalidade, a direita e a extrema direita voltando a se unir sob o Guarda Chuva das Forças Armadas, e partindo para impor à força um programa (o que vinha não dá mais, ficou na saudade); ou a volta da constitucionalidade com os profissionais preparados para superar o neoliberalismo, sem abrir mão do competente pessoal da área médica, até o Mandetta que é também um golpista no poder, peitando o chefe.

 

2 comentários

  1. Ainda considerando golpe esquerdista??? Se o próprio PT entrou com a ação no STF para anular o IMPEACHMENT de Dilma, a obviedade que se segue é que eles mesmos reconheceram que o processo foi judicial, dentro da Lei e o reconhecem como tal. Mas tem gente ainda com esse discursinho doente da esquerda… Vá catar coquinho no mato inepto.

    • O que é você? Um troll analfabeto alimentado pela imprensa do Brasil e por redes sociais? A imprensa ocidental nos ditos “países centrais”, na verdade colônias do império mais pitoresco da história da humanidade pq sem uma nacionalidade definida, já é capaz d produzir “guardians” e “waspos” mas R7, Vênus Platinada e q tais é demais. Daí uma criatura dizer “discursinho doente d esquerda” é, necessariamente, o resultado multissecular da inexistência d enfrentamento adequado pelas esquerdas d pessoas com esse pensamento tal como foi realizado na Europa, pra não dizer na China e no Irã. O PT adotou um programa NEOLIBERAL no 2º mandato da Dilma ignorando completamente a base social clássica do partido. Só um imbecil – e covarde sobretudo, pq OFENDER À DISTÂNCIA NÃO É PAPEL DE ‘HOMEM MACHO’ – conseguiria ser tão cego e dizer q “foi dentro da lei”. Por inúmeras razões q não valem sequer discorrer com um covarde troll q se aproveita da distância para vomitar filáucia.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome