newsletter

Pular para o conteúdo principal

Luis Nassif Online

Esse novo modelo de economia pode envolver dos artesãos nordestinos aos músicos cariocas e aplicativos; por Luis Nassif
8 comentários
O desafio será Dilma mostrar que a folha em branco poderá acabar com o avanço do estado de bem estar; por Luis Nassif
111 comentários
É interessante recuperar a outra crise hídrica grave ocorrida no Alto Tietê, sucedida em 1994; por Sergio G. Reis
2 comentários

Sylvinha, Claudinha, Mário e Paulo Telles: Parabéns pra vocês!

Ontem recebi gentilíssima mensagem de Lucio Fagundes Telles, meu mais novo amigo através do Facebook. Lucio é filho do grande cantor e compositor Mário Telles, sobrinho de Sylvinha Telles e primo, obviamente, da  também excelente Claudinha Telles. Com prazer divido-a com vocês:

“Meu caro Luciano hortencio!

É grande o meu prazer e a minha felicidade em poder me dirigir diretamente a você. Eu já o tinha como amigo mesmo antes que soubesses. Desde o dia em que, por acaso, encontrei em seu canal no youtube as gravações feitas por meu saudoso Pai, Mario Telles e minha tia Sylvinha Telles.

Agradeço de coração o cuidado com que preparaste os vídeos que ilustram as canções. Ontem, passeando pela lista de amigos da minha prima, Claudinha Telles, encontrei seu nome e vibrei de felicidade pela oportunidade de poder te agradecer. Hoje é aniversário de Claudinha e amanhã, 27 de agosto, da tia Sylvia. Um dia especial pois o presenteado fui eu.

Um forte e caloroso abraço,

Lúcio”.

Assim, através do Lucio, podemos render homenagens à grande Silvinha Telles no dia de seu aniversário natalício, parabenizar a cantora Claudinha Telles que ontem aniversariou e relembrar com muito prazer também a voz e a música de Mário Telles. Ao Lucio Fagundes Telles, o nosso abraço fraterno.

Leia mais »

Imagens

Vídeos

Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Média: 5 (2 votos)

Número de profissionais de saúde contaminados por Ebola preocupa OMS

Enviado por JNS

da Agência Brasil

Surto de ebola mata mais de 120 profissionais de saúde, segundo OMS

Aline Leal

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou hoje (25)  que o número profissionais de saúde contaminados pelo vírus ebola já é sem precedentes.

Ao todo, 240 profissionais ficaram doentes e mais de 120 morreram em decorrência da febre.

A morte de pessoas das equipes afeta o trabalho de combate ao vírus, pois, além de reduzir o número de pessoas, assusta os profissionais que poderiam vir a colaborar. Em Serra Leoa, na Libéria, na Guiné e na Nigéria morreram 1.427 pessoas em decorrência do vírus desde o início do ano.

Média: 5 (2 votos)

A Ficha, a Folha e a Propaganda, por Andre Borges Lopes

No dia 5 de abril de 2009, início de campanha da eleição presidencial passada, o jornal Folha de São Paulo publicou na capa da sua edição de domingo a reprodução de uma ficha policial falsa da então candidata Dilma Roussef. Uma falsificação tão tosca e grosseira, que embora circulasse há meses na internet, não valia a pena perder tempo com ela, Ao menos até a hora em que essa fraude foi parar na capa do maior jornal do País como se fosse um documento legítimo, a comprovar a acusação mentirosa de que Dilma teria sido presa pela ditadura como terrorista, assaltante de banco e assassina.

Nesse momento, eu  – por amor ao ofício e por simpatia pela candidata – me armei de paciência para elaborar e divulgar na internet (inclusive aqui no Blog do Nassif) um relatório técnico mostrando por A + B que – ao contrário do que defendia a Folha – não havia a menor possibilidade daquela ficha ser um documento válido. Para completar, falei com o então ombudsman do jornal (profissional sério, meu ex-professsor na ECA) e ele, na sua coluna, deixou claro que a posição da Folha era insustentável. Mas a Folha não deu o braço a torcer e manteve a posição de que a autenticidade "não poderia ser assegurada nem descartada". Uma grande bobagem, como comprovaram posteriormente outros dois laudos técnicos encomendados pela própria Dilma.

Vencida a eleição, a presidenta retribuiu os bons tratos recebidos durante a campanha prestigiando – com pompa, circunstância e grande séquito de acólitos – a festa de 90 anos do jornal pouco honesto. Mas até aí, dava para colocar essa deferência na conta da diplomacia e do protocolo do cargo.

Leia mais »
Média: 3.7 (9 votos)

Marina no IBOPE: resultados à espera de uma teoria que os explique

Com o índice de indecisos retornando a níveis normais para uma eleição e, finalmente, com o sumiço dos nanicos, a pesquisa eleitoral para a presidência da República do IBOPE para Globo-Estadão estabeleceria o teto a que cada candidato poderia chegar neste primeiro turno. Crescer, agora, somente avançando sobre o eleitorado dos adversários.  

Porém, que isso já tenha começado e a favor de Marina Silva é algo que, em princípio, foge de um padrão esperado.

O comportamento do eleitor petista teria mudado com a presença de Marina na corrida eleitoral?

O eleitor de Aécio já entregou os pontos e passou a praticar o voto útil?

Se isso não aconteceu, há informações na pesquisa IBOPE que precisam de uma teoria que as explique. Pois, há um dado que soa estranho quando comparado os resultados desta pesquisa IBOPE de 26/08/2014 com os da pesquisa DataFolha de 18/08/2014.

Marina cresceu retirando votos de Dilma e Aécio.

Na pesquisa DataFolha , Marina tinha chegado aos 21% pelos 9% de Eduardo Campos somados a 10 pontos percentuais dos que, até então, votavam branco/nulo ou não sabiam em quem votar – os indecisos. O outro 1 ponto percentual foi tirado dos nanicos, que, agora, desnecessários, sumiram das pesquisas. Aliás, esse é um dado anedótico, a partir de Marina, os nanicos sumiram.

Leia mais »

Média: 4.7 (20 votos)

Diogo Costa: Até quando vai a lua de mel entre PSDB e PSB?

TÁTICA CONJUNTA DA OPOSIÇÃO, MAS, ATÉ QUANDO? - As abóboras ainda não se acomodaram na carroça, mas certo é que haverá inevitavelmente um 'acordo de cavalheiros' entre as candidaturas de Aécio e Marina (pelo menos até que a briga pelo segundo lugar na disputa se acirre). 

O objetivo destas duas candidaturas é um só: bater em Dilma e no Partido dos Trabalhadores. O objetivo comum é retirar o PT do governo federal. 

Este já era o objetivo comum antes, com Eduardo Campos. Agora, com Marina, apenas se potencializou o estratagema. 

A direita precisa com urgência de um enfraquecimento considerável de Dilma já no primeiro turno. 

Trago alguns dados e depois digo porque é preciso, desde o ponto de vista da direita, enfraquecer Dilma já na primeira volta da disputa:

-Eleição de 2002, primeiro turno: Lula fez 46% dos votos;
-Eleição de 2006, primeiro turno: Lula fez 48% dos votos;
-Eleição de 2010, primeiro turno: Dilma fez 47% dos votos.

Como vemos, as votações do PT situaram-se sempre entre 46 e 48% dos votos nos primeiros turnos de 2002 para cá. 

Leia mais »
Média: 4.4 (14 votos)

No Sergipe, Justiça condena jornalista por texto de ficção

Enviado por MiriamL

do Blog Intervozes, na Carta Capital

Justiça condena jornalista por texto ficcional. Liberdade de expressão?

Com uma crônica, Cristian Góes desagradou o vice-presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe e terminou condenado a sete meses de prisão. Decisão da Justiça é seletiva e viola liberdade de expressão

Justiça condena jornalista por texto ficcional. Liberdade de expressão?

Com uma crônica, Cristian Góes desagradou o vice-presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe e terminou condenado a sete meses de prisão. Decisão da Justiça é seletiva e viola liberdade de expressão

Por Ana Carolina Westrup*

Quantos de nós ouvimos histórias em que o rei tinha o poder soberano e todos os seus subordinados o respeitavam e faziam da sua ordem a lei? Mais do que contar a história de personagens, os contos revelam a busca íntima do escritor em provocar nos leitores a reflexão sobre determinado contexto histórico. A linguagem literária, que usa a ficção como elemento chave, pode se adequar, assim, a qualquer realidade, pessoas, tempos ou lugares. Essa foi a característica central de um texto publicado pelo jornalista sergipano Cristian Góes, em maio de 2012.

Mas não foi essa a compreensão do desembargador e atualvice-presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe, Edson Ulisses, que pediu a condenação de Góes. O papel de escritor do jornalista logo deu espaço então ao de alguém que vive um dos momentos mais dramáticos da sua vida. E o episódioexpõe, de forma mais do que concreta, a fragilidade em torno do exercício da liberdade de expressão em nosso país.

Leia mais »
Média: 5 (3 votos)

O Protocolo de Nagoya e a repartição de benefícios do uso de recursos genéticos

Enviado por Alfeu

do Instituto Humanitas Unisinos

O Protocolo de Nagoya e a divisão equitativa dos recursos genéticos mundiais. Entrevista especial com Bráulio Dias

Por Patricia Fachin, IHU On-Line

“A ratificação do Protocolo de Nagoya é um processo que continua em aberto e que qualquer país, a qualquer momento, pode vir a ratificar, caso tenha assinado o compromisso de adesão”, esclarece o secretário executivo do Secretariado da Convenção da Diversidade Biológica.

O Protocolo de Nagoya, que entrará em vigor internacionalmente em outubro deste ano, estabelece as regras para a repartição de benefícios do uso de recursos genéticos de forma justa e equitativa entre os países membros. Resultado da Convenção da Diversidade Biológica – CDB, que tem 193 países membros, mais a União Europeia, o Protocolo já foi ratificado por 50 países, e a expectativa do secretariado da CDB é de que até a data da primeira conferência das partes do Protocolo, que ocorrerá em outubro deste ano na Coreia, “vários outros países já tenham protocolado o seu documento de ratificação”, diz Bráulio Dias à IHU On-Line.

Na entrevista a seguir, concedida por telefone de seu escritório em Montreal, no Canadá, Dias explica que o Protocolo surge como demanda dos países em desenvolvimento, para os quais é “necessário ter uma definição maior de regras internacionais para proteger os seus interesses nacionais”. Nesse sentido, esclarece, “o Protocolo de Nagoya prevê que os países usuários de recursos genéticos de outros países têm de designar agências que funcionem como agências verificadoras. Isso para ver se de fato o recurso genético e o conhecimento tradicional que está entrando no seu país e está em uso na pesquisa de desenvolvimento tecnológico e, eventualmente, em uso comercial tem procedência legal, se foi obtido com essas permissões legalmente previstas no país de origem ou se é um objeto de biopirataria”.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Memórias de uma mulher e um país impossível

A trajetória de Rose Marie Muraro (1930-2014)

por Ana Paula Alcântara

Para compreender o legado da brasileira Rose Marie Muraro é preciso descobrir a autobiografia Memórias de uma mulher impossível. Depois da leitura você vai corrigir essa frase anterior, pois para entender a História recente do Brasil é necessário ler este livro.

"Tinha de ser a Rose Marie para poder dar este título, Memórias de uma mulher impossível, ao relato de sua vida. Pois esta biografia, além de mostrar um período da vida brasileira raramente descrito sob este ângulo, alguém ligado a Igreja mas não pertencente a sua hierarquia, mostra uma mulher que suplantou todas os espinhos que o destino foi colocando à sua frente". Este é um trecho do texto de Marta Suplicy escrito especialmente para a contracapa da biografia de Rose Marie Muraro, lançada em 1999.

Leia mais »

Imagens

Média: 5 (3 votos)

Clipping do dia

As matérias para serem lidas e comentadas.

Média: 1.5 (2 votos)

Multimídia do dia

As imagens e os vídeos selecionados.

Média: 3 (2 votos)

Fora de Pauta

O espaço para os temas livres e variados.

Média: 3.7 (3 votos)

Lucio "Passe Livre" Gregori, um senhor compositor

O Lucio Gregori conhecido é o ex-Secretários dos Transportes da gestão Luiza Erudina, o urbanista defensor do passe livre.

Dia desses participou de um Brasilianas e me deixou um CD com composições suas.

Só ouvi as músicas hoje e quase caí de costas. É um senhor compositor, ao estilo das canções e sambas canções pré-bossa nova e pós. Algumas de suas canções românticas nada ficam a dever aos clássicos da época, de Edu Lobo a Marcos Vale.

No CD, as interpretações de primeira de Carlos Walker, também letrista.

 

Média: 4.6 (10 votos)

E Aécio, vai descer do muro e disputar com Marina Silva?

A campanha no rádio e na TV já começou há uma semana e Aécio Neves ainda não disse a que veio. Além de se apresentar ao eleitorado, não fez quase mais nada. Dá a impressão de estar paralisado diante do avanço de Marina Silva. Enquanto Aécio Neves apresenta-se com uma imagem de entorpecido diante da morte de Eduardo Campos, Marina Silva esbanja entusiasmo. Inerte, ao menos aparentemente, Aécio Neves aguarda, ao mesmo tempo em que Marina Silva, lépida, age e conquista apoios e votos. Leia mais »

Média: 4.1 (10 votos)

O fator Marina e o envelhecimento dos partidos

No Twitter, Xico Graziano vibrava com as notícias do IBOPE sobre a explosão da candidatura Marina Silva, apesar de poder ser a pá de cal na candidatura do seu partido. Não se trata de um twiteiro convencional, mas do homem de confiança de Fernando Henrique Cardoso, que chegou a ser cogitado para comandar a campanha de Aécio Neves nas redes sociais.

Seu entusiasmo é uma demonstração eloquente da falta de substância no discurso oposicionista. Nesses doze anos, limitaram-se a brandir um anacrônico “delenda PT” em vez de buscar o discurso novo.

***

Nem se pense que do lado do PT houve alguma inovação.

As manifestações de junho de 2013 poderiam ter sido um presente para o partido e para Dilma. Com mais de um ano de antecedência, vinha o aviso das ruas: o povo já tem pão, já tem escola, já tem luz; falta participação.

*** Leia mais »

Média: 4.2 (42 votos)

Setor de construção melhora confiança

Jornal GGN - Após cinco meses de pioras consecutivas, o Índice de Confiança da Construção (ICST) registra uma melhora relativa no ambiente de negócios entre julho e agosto de 2014, segundo dados divulgados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). No trimestre findo em agosto de 2014, o índice recuou 9,9% frente ao mesmo período do ano anterior; em julho, a taxa de variação interanual havia sido de -10,3% na mesma base de comparação.

Na métrica interanual mensal, a evolução favorável do indicador foi mais pronunciada: a variação do ICST ficou em -8,4% em agosto, ante -12,4% de julho.

De acordo com o relatório, a melhora apurada foi decorrente de movimentos favoráveis tanto das avaliações em relação ao estado atual dos negócios quanto das expectativas em relação aos meses seguintes. Em bases trimestrais, a variação interanual do Índice da Situação Atual (ISA-CST) passou de -5,8% no trimestre findo em julho, para -5,5 %, em agosto. Em termos mensais, passou de -9,2%, em julho, para -4,3%, em agosto.

A variação interanual trimestral do Índice de Expectativas (IE-CST) também acompanhou a melhora do ambiente, ao passar de -14% em julho para -13,5% em agosto. Assim como no ISA-CST, a evolução do IE-CST em termos mensais foi mais significativa, ao passar de -15,1%, em julho, para -11,7%, em agosto.

Leia mais »

Média: 3 (2 votos)