Revista GGN

Assine

Luis Nassif Online

Investe-se contra uma empresa estratégica, maior produtora de energia do planeta, dona de linhas de transmissão
65
Autor analisa os impactos geopolíticos da nova ordem legal anticorrupção manobrada pelos Estados Unidos; por Luis Nassif
15
Ao saber que tinha câncer terminal passou os últimos dias de vida preparando a marca da sua presença: suas composições

Deputado defende apuração sobre sorteios no Supremo que favorecem Temer e tucanos

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - O deputado federal Wadih Damous (PT) gravou e divulgou nas redes sociais, nesta quarta (23), um vídeo onde questiona o sistema de distribuição de processos feito no Supremo Tribunal Federal, por meio de sorteio. O parlamentar avaliou que é muita "coincidência" que casos de extrema relevância para o contexto político atual caiam nas mãos de ministros como Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes.
 
Em artigos no GGN, Luis Nassif tem lançado luz sobre a questão colocando em pauta a possibilidade de manipulação nos sorteios.
Média: 5 (2 votos)

Publicitário de Temer é contratado por agência com contrato milionário com governo

Elsinho é publicitário fiel do "sr. Temer" e agora é Diretor de Atendimento e Conteúdo da Isobar, que recebe contratos milionários do governo
 

Foto: Reprodução
 
Jornal GGN - O marqueteiro Elsinho Mouco, responsável pelas campanhas de Michel Temer e que trabalha com o peemedebista há 15 anos, foi contratado pela agência de comunicação de Brasília Isobar, que tem contrato milionário com o governo Temer. Nesta quarta-feira (23), o próprio presidente foi pessoalmente à uma reunião da agência, com o ministro Moreira Franco.
 
Elsinho é publicitário fiel do "sr. Temer", como o chama, desde que o atual presidente foi eleito deputado federal, em 2002, e tem atuações junto ao PMDB. Neste ano, seu nome foi arrolado em acusações da JBS: o dono do frigorífico, Joesley Batista, acusou o marqueteiro de ter recebido R$ 3 milhões de propina do grupo para a campanha de 2010 do partido e outros R$ 300 mil em dinheiro vivo, em 2016, a pedido de Michel Temer.
 
No início de junho, Elsinho Mouco chegou a confessar que Joesley Batista o contratou pelos R$ 300 mil com o claro objetivo de "derrubar" a presidente Dilma Rousseff, além de assuntos relacionados à eleição do irmão mais velho, José Batista Júnior, em Goiás. Segundo Joesley, o montante foi destinado às despesas de marketing político pela internet de Michel Temer, pouco antes de assumir a Presidência com a queda de Dilma.
Média: 5 (1 voto)

Lula recebe título de Doutor Honoris Causa em Alagoas

Ex-presidente esteve na Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL), em Arapiraca (AL), para receber o seu 32° título de Doutor Honoris Causa (Foto: Ricardo Stuckert)

do Lula.com

Lula recebe título de Doutor Honoris Causa em Alagoas

Mais um título de Doutor Honoris Causa para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Nesta quarta-feira (23), sétimo dia da caravana Lula pelo Brasil, o ex-presidente recebeu o seu 32° título, dessa vez da Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL), na cidade de Arapiraca.  

Durante a cerimônia, realizada no ginásio municipal João Paulo II, Lula agradeceu a homenagem e ofereceu o título ao povo brasileiro. "Sempre que recebo um título de Doutor Honoris Causa divido com todos que lutam por um Brasil mais justo", disse o ex-presidente, que lembrou ainda da aluna quilombola da cidade de Cruz das Almas (BA), a primeira pessoa de sua família a se formar e obter o doutorado pela Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB). "O que eles não sabem é que meu título mesmo é o diploma da aluna quilombola. E isso vereador ou político nenhum vai poder tirar dela. O diploma dessa menina é meu título e ninguém pode tirar". 

Leia mais »

Sem votos

A governança global do fluxo de ilícitos financeiros e a evasão de divisas, por Bruno Lima Rocha

A governança global do fluxo de ilícitos financeiros e a evasão de divisas

por Bruno Lima Rocha

O fluxo de ilícitos financeiros é uma das formas mais evidentes de evasão de divisas – fiscal ou em ativos – em escala mundo, transferindo recursos coletivos para a acumulação privada. Isso implica em concentração de riqueza e empobrecimento das sociedades. Ao contrário da imagem mais difundida, os chamados “paraísos fiscais” não são necessariamente ilhas ou territórios isolados, mas sim soberanias vinculadas às potências globais como EUA, Grã Bretanha (e Commonwealth), Suíça, Alemanha e China. Considerando que Estados com projeção mundial são, de fato, controladoras destas “jurisdições especiais” que escoam a riqueza do planeta, seria razoável que os instrumentos e instituições de fiscalização e governança não estivessem vinculados a estes países. Mas, como forma o padrão hegemônico no Sistema Internacional (SI), ocorre justamente o oposto. Há uma sobreposição de interesses, levando a uma evidente suspeição desta arquitetura de governança financeira.

Leia mais »

Imagens

Média: 5 (1 voto)

Jornada Fazer Pensar Brasil traz manifestações populares como tema

Imagem: Divulgação

Jornal GGN -  O Teatro Brincante, no dia 25 de agosto, será palco da edição 2017 da Jornada Fazer Pensar Brasil, que contará com diversos intelectuais e pesquisadores em uma série de palestras e mesas redondas. Na discussão, as diferentes  manifestações populares no Brasil. Antonio Nobrega, do Brincante; Pedro Meira Monteiro, da Universidade de Princeton; e André Botelho, da UFRJ são os mediadores da Jornada.

Os incritos poderão confirir as palestras "O sertão no imaginário brasileiro", "Uma poética para o Brasil", entre outras. Leia postagem de Antonio Nobrega sobre o evento a seguir.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Dia 23 de maio de 2017, por Laura Sahm Shdaior

Foto Alan White/Fotos Públicas

do Psicanalistas pela Democracia

Dia 23 de maio de 2017

por Laura Sahm Shdaior

Dia 23 de maio de 2017, terça-feira seguinte ao domingo em que uma marcante ação da polícia foi feita na região conhecida como Cracolândia, intervenção que ocorreu em meio à proposta das internações compulsórias. Dia 23 de maio de 2017, terça feira em que a demolição de um prédio da região deixou três feridos, revelando explicitamente o processo de especulação imobiliária que rege o território. Nessa ocasião, os moradores alegaram não terem sido avisados da operação e reagiram contra os despejos. Dia 23 de maio, terça feira em que a polícia cercou pela primeira vez a Praça Princesa Isabel, local para onde havia se deslocado a concentração de usuários de crack (fluxo) após as intervenções truculentas do fatídico domingo.

Leia mais »

Sem votos

Comissão da Câmara aprova "jeitinho" de burlar fim das coligações

Foto: Câmara dos Deputados
 
 
 
Jornal GGN - A comissão especial da Câmara que trata da PEC 282/2016 aprovou, nesta terça (23), a adoação progressiva da cláusula de barreira e o fim das coligações em eleições proporcionais. Porém, partidos pequenos deram um "jeitinho" de inserir uma cláusula que burla a segunda regra e permite que a formação conveniente de alianças em épocas eleitorais.
 
A medida desagradou o PSDB, que é um dos patrocinadores dessa minirreforma política, mas também outros partidos como o PSOL do deputado Ivan Valente, que foi quem taxou a emenda de "jeitinho".
 
Segundo a PEC, as coligações partidárias estariam proibidas a partir da eleição da próxima eleição. Porém, os partidos poderão se reunir em grupos políticos chamados de federações e subfederações. Na prática, é uma maneira de fazer essas legendas atingirem em conjunto a cláusula de desempenho. 
Média: 3 (2 votos)

Eletrobras - crime da privatização, por Paulo Kliass

 

no Vermelho

Paulo Kliass: Eletrobras - crime da privatização

Foi golpe ou não foi golpe? Até os dias de hoje ainda há gente que resiste a aceitar a evidência dos fatos. A estratégia para aprovar o impedimento da Presidenta Dilma carregava consigo o atalho político-jurídico para colocar em prática o sonho dourado da turma do financismo. Depois de sucessivas derrotas nas eleições presidenciais de 2002, 2006, 2010 e 2014, finalmente as elites enxergaram uma janela de oportunidade para voltar ao poder sem a necessidade de voto popular.

A ideia mais importante não seria tanto a tomada inconstitucional do Palácio do Planalto. O servilismo e a cumplicidade do vice presidente Temer para o sucesso do golpeachment apontavam para mudanças muito mais profundas em nossa forma de organizar a sociedade, o Estado e a economia. A onda conservadora perpassava as orientações da ortodoxia na política econômica e avançava em termas mais sensíveis. É o caso do conjunto de aspectos associados ao pacto selado há quase 3 décadas, quando a transição democrática consolidou os determinações presentes em nossa Constituição em 1988.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Lista de Livros: Discurso da Servidão Voluntária – Étienne de La Bóetie

Seleção de Doney

Lista de Livros: Discurso da Servidão Voluntária – Étienne de La Bóetie

Editora: Instituto Ludwig von Mises Brasil

Tradução: Laymert Garcia dos Santos e Fernando Fiori Chiocca (introdução)

ISBN: Opúsculo distribuído

Opinião: bom

Páginas: 27

          “Não há infelicidade maior do que estar sujeito a um chefe; nunca se pode confiar na bondade dele e só dele depende o ser mau quando assim lhe aprouver. Ter vários amos é ter outros tantos motivos para se ser extremamente desgraçado.”

*

           “Tal é a fraqueza humana: temos frequentemente de nos curvar perante a força, somos obrigados a contemporizar, não podemos ser sempre os mais fortes.”

*

           “Está na nossa natureza o deixarmos que os deveres da amizade ocupem boa parte da nossa vida. É justo amarmos a virtude, estimarmos as boas ações, ficarmos gratos aos que fazem o bem, renunciarmos a certas comodidades para melhor honrarmos e favorecermos aqueles a quem amamos e que o merecem. Assim também, quando os habitantes de um país encontram uma personagem notável que dê provas de ter sido previdente a governá-los, arrojado a defendê-los e cuidadoso a guiá-los, passam a obedecer-lhe em tudo e a conceder-lhe certas prerrogativas; é uma prática reprovável, porque vão acabar por afastá-lo da prática do bem e empurrá-lo para o mal. Mas em tais casos julga-se que poderá vir sempre bem e nunca mal de quem um dia nos fez bem.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Feminicídio é tema de palestra da série Futuros do Brasil

do CEE-Fiocruz

Feminicídio é tema de palestra da série Futuros do Brasil, em 18/09

A cada hora e meia, uma mulher é vítima de feminicídio no Brasil, segundo o estudo Violência Contra a Mulher: Feminicídios, realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em 2013. O feminicídio – tipo de homicídio praticado contra a mulher especificamente devido à condição de gênero – ocorre diariamente, atinge a todas as classes e é hoje um dos maiores problemas de saúde pública do país.

Para discutir os desafios do cenário brasileiro e traçar perspectivas, o Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz (CEE-Fiocruz) e o Departamento de Direitos Humanos, Saúde e Diversidade Cultural (Dihs/Ensp/Fiocruz), convidaram a juíza Adriana Ramos de Mello, titular do 1º Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), para ministrar a palestra Feminicídio – Uma análise sociojurídica da violência contra a mulher. O evento, da série Futuros do Brasil, será realizado em 18/9/2017, às 13h30, no Salão Internacional da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz).

Leia mais »

Sem votos

Sentença de Lula no caso triplex começa a tramitar no TRF-4

 
Jornal GGN - A sentença do juiz Sérgio Moro contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que pede sua prisão por 9 anos e 6 meses por supostas práticas de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do apartamento triplex no Guarujá, começou oficialmente a tramitar no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre.
 
O processo contra Lula foi distribuído no TRF-4 na manhã desta quarta-feira (23). Agora, caberá à 8ª Turma do Tribunal analisar a sentença do juiz de primeira instância da Vara Federal de Curitiba. Os três desembargadores devem julgar a apelação da defesa de Lula antes de analisar o caso em si e aceitar, rejeitar ou até modificar a condenação.
 
Além do próprio relator das revisões e recursos de réus de Sérgio Moro, João Pedro Gebran Neto, também integram a Turma os desembargadores Victor Laus e Leandro Paulsen. De acordo com um levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo, a Turma revisou 70% das ações proferidas pelo magistrado de Curitiba, seja absolvendo réus ou aumentando e diminuindo as punições.
Média: 2.3 (3 votos)

Próximo passo de Temer é vender Petrobras e pré-sal, diz Lula

Foto: Divulgação
 
 
Jornal GGN - Em passagem por Arapiraca (AL), para receber título de doutor honoris causa da Universidade Estadual de Alagoas, o ex-presidente Lula apontou que o próximo passo do governo Temer será abrir caminho para a privatização da Petrobras e venda do pré-sal a empresas estrangeiras.
 
"Se depender dos incompetentes que governam esse país, vão vender a Petrobras, vender os poços do pré-sal para as multinacionais", disse Lula.
Média: 3 (2 votos)

PF não vê obstrução à Justiça por Dilma em nomeação ao STJ


Foto: Agência Brasil
 
Jornal GGN - Ainda está nas mãos da Procuradoria-Geral da República (PGR), mas a Polícia Federal já tomou outra conclusão oposta ao documento de fevereiro deste ano, quando acusava os ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro Aloizio Mercadante de terem obstruído a Justiça.
 
"A nomeação de Lula caracteriza obstrução de Justiça. [...] O conjunto probatório (contra Dilma, Lula e Mercadante) foi suficiente", dizia o delegado da PF Marlon Oliveira Cajado dos Santos, há seis meses. A peça enviada à época não era um indiciamento formal, mas um relatório da PF enviado ao ministro Edson Fachin, relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), sugerindo que os três fossem denunciados criminalmente por obstrução de Justiça e que Mercadante fosse, ainda, imputado pelo crime de tráfico de influência.
 
"No tópico 'embaraço à investigação mediante a nomeação de Luiz Inácio Lula da Silva para a chefia da Casa Civil da Presidência da República', também acreditamos haver suficientes indícios de materialidade e autoria do crime [...] atribuível à Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva, uma vez que ambos, de forma consciente, impuseram embaraços ao avanço das investigações da Operação Lava Jato contra o ex-presidente Lula em razão da sua nomeação para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República", completava.
Média: 3.7 (3 votos)

FHC janta com diretor da Globo e projeta Alckmin em 2018

Foto: Edu Lopes/Divulgação
 
 
Jornal GGN - Fernando Henrique Cardoso e João Roberto Marinho, do Grupo Globo, almoçaram no restaurante Ca'd'Oro, na segunda (21), em meio a uma disputa entre Geraldo Alckmin e João Doria pela candidatura do PSDB a presidente da República em 2018. Segundo informações da jornalista Mônica Bergamo, FHC "tem dito a interlocutores que o mais provável é que o PSDB lance Geraldo Alckmin a presidente, e não o prefeito de São Paulo".
Média: 1.8 (5 votos)

Delação de Delcídio se revela frágil contra Dilma e Lula, por Kennedy Alencar

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - A delação de Delcídio do Amaral se desmonta um pouco mais após a Polícia Federal enviar ao Supremo Tribunal Federal um relatório apontando que a ex-presidente Dilma Rousseff não cometeceu crime de obstrução de Justiça ao indicar ministros do Superior Tribunal de Justiça. É o que aponta o jornalista Kennedy Alencar.
 
A delação de Delcídio já vinha sendo questionada até mesmo por membro do Ministério Público Federal, o procurador Ivan Cláudio Marx, que admitiu que não há como comprovar as acusações que ele fez ao ex-presidente Lula no processo por suposta compra do silêncio de Nestor Cerveró.
Média: 5 (3 votos)