newsletter

Assinar

Luis Nassif Online

Fator FIFA acaba com monopólio da Globo no futebol e abre espaço para a entrada de grupos internacionais, por Luis Nassi
34
Estamos diante de uma dupla violência contra os direitos das mulheres e das pessoas com deficiência
20
Aquisição do EI pela Time Warner prepara caminho para rompimento do controle da Globo sobre o futebol, por Nelson de Sá
38

Brasileiros começam o ano menos pessimistas, diz CNI

Jornal GGN - O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC) registrou um crescimento de 2,4% em janeiro na comparação com dezembro de 2015, de acordo com pesquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Apesar do avanço, o índice, que alcançou 98,6 pontos, está 10% abaixo da média histórica e mostra que os brasileiros continuam pessimistas.

"Desde abril de 2015, o índice encontra-se relativamente estável, mantendo-se entre 96 e 100 pontos. A manutenção do pessimismo do consumidor indica perspectivas de continuidade de baixa demanda nos próximos meses", diz a pesquisa.

O estudo mostra que a melhora da confiança em janeiro é resultado das perspectivas em relação à renda pessoal, ao endividamento e à situação financeira. O índice de expectativa sobre a renda pessoal cresceu 4,6%, o de endividamento subiu 4,6% e o de situação financeira avançou 2,4% frente a dezembro. Quanto maior o indicador, maior é o número de pessoas que esperam o aumento a renda e que perceberam melhora da situação financeira e a queda do endividamento.

Leia mais »

Média: 3.4 (5 votos)

ONU diz que países com epidemia de zika devem permitir o aborto

Da RFI

Países com surto de zika devem autorizar o aborto, diz ONU

A ONU disse que os países que enfrentam surto de zika vírus devem dar às mulheres acesso à interrupção voluntária da gravidez. O vírus é suspeito de ser a causa do aumento do número de casos de microcefalia em bebês.
 
Nesta sexta-feira (5), o principal comissário de Direitos Humanos da ONU, Zeid Ra'ad AlHussein, conclamou os países afetados pela epidemia a disponibilizar aconselhamento sobre saúde sexual e reprodutiva para mulheres e permitir o direito ao aborto. "As leis e as políticas que restringem acesso a esses serviços devem ser urgentemente revistas, em consonância com os direitos humanos, a fim de garantir o direito à saúde para todos", disse o comissário, em um comunicado.

Leia mais »

Imagens

Média: 3.7 (3 votos)

Hoje é festa lá no meu apê...

Leia mais »

Média: 2.5 (8 votos)

As plantas que são repelentes naturais de insetos

Do eCycle

 
Citronela (foto) é uma delas. Opção é eficiente e mais sustentável que o uso de repelentes químicos

 

Plantar uma semente, regá-la, introduzir terra e acompanhar seu crescimento. Todas essas são práticas que os amantes de plantas adoram realizar - muitas vezes as encaram até como terapia. No entanto, certas plantas atraem insetos, que podem inibir o próprio crescimento dos vegetais ou trazer transtornos por causa de sua grande concentração e reprodução.

Uma possível solução passa pelo uso de pesticidas e repelentes, se não fosse o fato de que eles são nocivos não só para as plantas, mas para a saúde humana, pois contêm substâncias tóxicas. A melhor opção, mais saudável e ecológica, é criar plantas que repelem insetos em seu jardim, principalmente em locais com grande incidência de insetos. Dê uma olhada:

Leia mais »

Imagens

Média: 5 (3 votos)

Os 13 Dias do Fico de Cunha na presidência da Câmara

Do Nexo 

Os 13 ‘Dias do Fico’ de Eduardo Cunha na presidência da Câmara

Lilian Venturini
 
Ameaçado por processo de cassação, deputado ignora a pressão e reafirma permanência no cargo mais de uma vez por mês, desde março de 2015

A permanência do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na presidência da Câmara começou a ser questionada a partir de março de 2015. Desde então, em pelo menos 13 oportunidades, ele disse que não renunciaria “em qualquer circunstância”.

Cunha foi eleito presidente da Câmara em fevereiro de 2015, com mandato previsto até fevereiro de 2017. Já no mês seguinte à posse, teve seu nome listado entre os investigados pela Lava Jato.

Nesse período, ele foi denunciado por dois crimes e tornou-se alvo de um processo de cassação no Conselho de Ética da Câmara sob acusação de mentir aos colegas a respeito de contas na Suíça ligadas ao seu nome.

Leia mais »

Média: 2 (4 votos)

Deputado quer aulas de sociologia no Ensino Fundamental

Do Café com Sociologia

Proposta de inclusão da disciplina Sociologia no Ensino Fundamental no Estado de São Paulo

O assessor parlamentar do professor doutor e deputado Carlos Giannazi entrou em contato buscando informar a existência de uma proposta de lei do referido legislador, bem como solicitar o apoio dos editores desse blog, de seus leitores e demais professores de Sociologia para discutir, aperfeiçoar e lutar pela aprovação desse Projeto de Lei (PL).

O PL do deputado é, em síntese, propor a inclusão obrigatoriamente da Sociologia no Ensino Fundamental em São Paulo.

Diversas pesquisas e relatos de experiências vem atestando que a Sociologia no Ensino Fundamental pode corroborar para uma formação mais completa do educando.

Leia mais »

Média: 3.3 (7 votos)

A tempestade perfeita para uma crise econômica mais grave

Do Blog da Boitempo

Um novo tsunami financeiro global a caminho?

Por Edemilson Paraná

O Blog da Boitempo apresenta em seu Espaço do leitor textos inéditos escritos por nossos leitores. Quer colaborar também? Saiba como no fim deste post!

Preço do petróleo mais baixo em décadas, desaceleração chinesa, recrudescimento da política monetária estadunidense com consequente desvalorização das demais moedas nacionais (em especial de emergentes), queda da demanda global à medida que as economias seguem presas ao atoleiro do desemprego e baixo crescimento. Essa combinação bombástica de fatores tem sido apontada por muitos analistas como a tempestade perfeita (“perfect storm”, no linguajar dos “mercados”) capaz de produzir um iminente tsunami financeiro internacional, maior e mais grave do que aquele de 2008, conforme sustentam os mais alarmistas.

A tese não é fruto de alguma mente esquerdista conspiratória, como se apressariam em acusar os defensores de sempre da ordem de coisas. Atenção ao que nos diz William White, ex-economista-chefe do Banco de Compensações Internacionais (BIS), uma espécie de “clube dos banqueiros centrais de todo mundo”, que agora preside o comitê de revisão da OCDE: “A situação é pior do que era em 2007. Nossa munição macroeconômica para combater recessões foi toda esgotada. Dívidas continuaram a acumular-se ao longo dos últimos oito anos e atingiram níveis tais em todas as partes do mundo que se tornaram uma causa potente para um estrago”, disse ele na véspera do Fórum Econômico Mundial realizado em Davos. O BIS foi uma das poucas organizações a advertir durante 2006 e 2007 sobre os níveis instáveis ​​de empréstimos bancários que eventualmente levariam à queda do Lehman Brothers. A mensagem central de White agora é de que diferentemente de 2008, os Estados não terão mais a mesma capacidade para salvar o sistema financeiro em derrocada.

Diante desse diagnóstico, um analista de investimentos da Royal Bank of Scotland aconselhou seus clientes na semana retrasada a “vender tudo”, exceto os seguros e títulos de alto grau de confiabilidade, apontando um ano “cataclísmico” e a forte probabilidade de um crash do mercado de ações.

Leia mais »

Média: 4.2 (6 votos)

Juiz desobriga Samarco de doar água para moradores de Colatina, por Marcelo Auler

Do blog de Marcelo Auler

Juiz apóia Samarco, que jogou lama, não doar mais água

Para evitar que a Samarco Mineração – responsável pelo maior desastre ambiental que se tem notícia – venha a perder dinheiro doando dois litros de água mineral diariamente a cada um dos 122 mil moradores de Colatina (ES), o juiz federal substituto da 2ª Vara Cível da cidade, Guilherme Alves dos Santos, não quis obrigá-la a manter a distribuição iniciada em novembro.

Como os moradores não confiam na água oferecida a partir da captação no Rio Doce – atingido pelo rejeitos de mineração que escapuliram com o rompimento da barragem em Mariana (MG) -,  terão que arcar com o gasto do próprio bolso. “E quem não puder comprar, vai beber água do Rio Doce?”, questionou Efigênia Martins, uma senhora de idade, ouvida pelo ES-TV, da TV Gazeta, no último dia 24.

A decisão do juiz, que colide com outras deliberações judiciais, é de terça-feira (02/02), em uma Ação de Execução proposta pelo Ministérios Públicos Federal e do Trabalho, Na Execução, os procuradores tentam manter a distribuição da água, como acertado, em novembro, em um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que a mineradora, a prefeitura e os MPs assinaram.

Leia mais »

Imagens

Média: 3.4 (5 votos)

Fiocruz constata presença do vírus zika em amostras de saliva e urina

Da Agência Brasil

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) acaba de divulgar que constatou a presença do vírus Zika, com potencial de provocar infecção, em amostras de saliva e de urina. Segundo a entidade, agora, essas novas formas de transmissão serão mais estudadas.

"Essa comprovação tem um significado muito grande porque, até então, todas as evidências não significavam capacidade de infecção, muda o patamar e a forma que fazemos a pesquisa", disse o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha.
 
Em entrevista à imprensa, a Fiocruz disse que a evidência de transmissão pelas excreções "sugere a necessidade de investigar a relevância de transmissão via oral".
 
Até então, a única via de transmissão do vírus, confirmada por autoridades sanitárias, é pela picada do mosquito Aedes aegypti.

Leia mais »

Média: 4 (2 votos)

A orgia legislativa e a interferência no judiciário

Do Justificando

Em tempos de "orgia legislativa", o ativismo judicial é a menor das minhas preocupações

Por Gianfranco Faggin

Aproveitando o período de Carnaval, nada mais sugestivo do que a titulação do presente escrito. Entretanto, ao contrário da “orgia carnavalesca”, festa tipicamente brasileira que carrega multidões para os blocos de rua e sambódromos e faz a alegria da população, a “orgia legislativa” tem provocado, em verdade, uma maior interferência do Poder Judiciário em questões afetas aos demais poderes da república, principalmente diante da omissão ou deficiência na concretização de políticas públicas, o que acaba por tornar mais grave a crise de representatividade contemporânea.

O que chamamos de “orgia legislativa” consiste nesta fúria legiferante experimentada com maior força nas últimas décadas pelo Brasil e que, longe de levar à diminuição da criação judiciária, acabou por constranger o judiciário a fazer uso de instrumentos até então inconcebíveis, justamente com o propósito de remediar a incapacidade do legislador de atualizar tempestivamente leis tornadas obsoletas e a dificuldade do executivo de implementar as prescrições legislativas.

Leia mais »

Média: 4 (4 votos)

Que perigo!, por Rogério Faria

CLIQUE NA IMAGEM PARA MAIS TIRINHAS!

Leia mais »

Média: 3.8 (10 votos)

ONU considera que prisão de Assange é arbitrária

Do Diário de Notícias de Lisboa

ONU considera prisão de Assange arbitrária. Se sair da embaixada é preso

Reino Unido e Suécia garantem que decisão da ONU não é vinculativa. Advogado do ativista defende o contrário
 
A decisão da ONU foi hoje formalmente anunciada, mas ontem a diplomacia da Suécia, um dos países envolvidos neste processo, já garantia que o Grupo de Trabalho das Nações Unidas sobre Detenções Arbitrárias considera que a prisão de Julian Assange foi arbitrária. Mais, o grupo disse hoje que Reino Unido e Suécia devem compensar Assange pela detenção.
 
O fundador da WikiLeaks garantiu ontem de manhã que se o veredito não lhe fosse favorável entregar-se-ia às autoridades britânicas. Uma coisa é certa, assim que o australiano sair da embaixada britânica em Londres, onde se refugiou há três anos e meio, será detido.
 
"Se a ONU anunciar amanhã que perdi o meu caso contra o Reino Unido e a Suécia sairei da embaixada ao meio dia de sexta-feira para aceitar ser preso pela polícia britânica já que não há perspetiva significativa de mais recursos. No entanto, caso eu leve a melhor e os Estados declarados terem agido ilegalmente, espero a devolução imediata do meu passaporte e o fim de mais tentativas para me prender". A mensagem é de Julian Assange e foi divulgada no site Justice4Assange às 3.01 de ontem.

Leia mais »

Média: 4.1 (9 votos)

Questões jurídicas continuam pendentes após 3 meses da tragédia de Mariana

Da Agência Brasil

Em 5 de novembro de 2015, o Brasil viu o maior acidente ambiental de sua história. A Barragem do Fundão, na região de Mariana, em Minas Gerais, se rompeu, espalhando enorme quantidade de lama e rejeitos de mineração. O acidente matou 17 pessoas e devastou o distrito de Bento Rodrigues, que foi coberto pela lama tóxica, que praticamente desapareceu. Repleta de metais, essa lama contaminou cerca de 650 quilômetros de rios entre Minas Gerais e o Espírito Santo.

Três meses depois do acidente, a Samarco Mineração, empresa responsável pela tragédia, se vê envolvida em questões jurídicas e ambientais. Até agora, foram feitos acordos com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) no Espírito Santo envolvendo indenização de vítimas, de populações ribeirinhas e trabalhadores da empresa. A Polícia Federal, por sua vez, indiciou a Samarco e suas controladoras por crime ambiental.

Leia mais »

Imagens

Média: 5 (1 voto)

Impressões de Soledad do Recife

Por Anna Dutra

Este post foi gestado num singelo cadinho. Tento reproduzir nele a alquimia de impressões, emoções e reminiscências que a leitura do livro Soledad no Recife me proporcionou.

Ele é, antes e acima de tudo, dedicado a Soledad. Mulher de cuja rica e significante existência tomei conhecimento através dos artigos publicados por Urariano Mota - autor do livro - neste GGN.

Este é um momento especial. Desde que pela primeira vez li sobre Soledad, fixou-se em mim uma forte impressão sobre esta mulher, vitimada pelo regime de Exceção que governava o Brasil em 1972. Nada de inusitado em sua "queda", uma vez que muitos brasileiros foram vitimados - assim como suas famílias e amigos - pela violência e crueldade da suspensão de direitos e exacerbação da opressão. Mas absolutamente instigantes as circunstâncias e os "personagens" envolvidos nesta página degradante da nossa história. Foi este o arpão a me trespassar, levando-me pela curiosidade às particularidades do enredo que os artigos de Urariano revelavam.

Fiz alguns ligeiros comentários nos artigos sobre Soledad (disponíveis no Blog de Urariano; recomendo a leitura). Lembro de ter comentado também no post "Mulheres de Sol" que li atraída pela chamada pensando tratar-se de mais um post sobre Ela... Não era, mas poderia ter sido. E este foi mais um evento a me indicar que eu queria saber mais.

Minha crescente curiosidade foi alimentada pela carga afetiva, um quê de paixão, um transbordamento de sentimentos do autor para com sua musa, mesmo com a ressalva de que não haviam sido amantes e que tratava-se de um livro de ficção histórica. À medida que outras informações buscava sobre Ela, minha admiração e respeito pelo sentimento expresso por Soledad reverberava em minha sensibilidade. Sou uma romântica totalmente deslocada no tempo, reconheço.

Leia mais »

Média: 4 (16 votos)

Capitalismo e democracia, por Emir Sader

Do Blog da Boitempo

O capitalismo pode sobreviver à democracia? | Uma homenagem a Ellen Wood

Por Emir Sader

[Ellen Meiksins Wood (1942-2016), autora de Democracia contra o capitalismo e O império do capital]

O pensamento marxista perdeu, em pouco tempo, dois de seus maiores expoentes contemporâneos – Benedict Anderson e Ellen Meiksins Wood. Benedict, irmão de Perry Anderson, foi um dos maiores especialistas nos nacionalismos atuais, tendo seu livro Comunidades imaginadas como uma das leituras indispensáveis sobre o tema. Ellen foi uma das mais importantes pensadoras marxistas do século XX, e seu livro Democracia contra capitalismo: a renovação do materialismo histórico se constituiu como um marco do pensamento político.

Como forma de homenageá-la, retomo aqui o texto de uma conferencia que preparei, centrado nesse livro dela, sobre o tema das diferenças entre a democracia antiga e a moderna.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)