Revista GGN

Assine

A economia e a dominância jurídica

Os economistas discutem se a economia está ou não sob a dominância fiscal – termo para descrever situações em que o quadro fiscal assume tal risco que a economia não responde mais aos impulsos monetários.

Objetivamente, a economia brasileira está sob a dominância jurídica.

Durante boas décadas o país foi governado pela teocracia dos economistas. A inflação elevada, mais a globalização dos mercados, conferiu-lhes poder político acima dos partidos.

A perda do discurso econômico e a erosão da credibilidade presidencial provocaram um vácuo na opinião pública, uma perda de rumo, do discurso e das propostas aglutinadoras, enfim, de um projeto de país. E a dominância econômica cedeu lugar á dominância jurídica.

***

É nesse vácuo que a besta foi liberada - o sentimento de manada irracional, alimentado pelo ódio e pela intolerância, que acomete países que perderam o rumo.

Quem consegue cavalgar a besta, assume o controle do discurso público. Torna-se um deus ex-machina.

A besta foi alimentada com um foco claro: a corrupção política.

De repente, a opinião pública perdida encontra um discurso unificador, a enorme vendetta política contra a corrupção dos outros, como se todos os problemas do país fossem resolvidos meramente com uma gigantesca caça às bruxas.

***

A besta traz consigo a balbúrdia de informações. Os alertas sobre a necessidade de prender os culpados sem desmontar a economia são ignorados. Basta os novos oráculos brandirem frases de senso comum. Tipo, basta limpar a corrupção para a economia ficar saudável. Ou, se quebrar uma empresa, outra surgirá no lugar.

Na era das banalidades, dos factoides das redes sociais, e do empobrecimento do discurso econômico, a descrença em relação às chamadas “opiniões técnicas” permite toda sorte de demagogia do senso comum.

***

Com a falta de ação do Executivo, a sombra da besta vai se impondo sobre todos os setores. Há a banalização das prisões e o recuo das figuras referenciais. Por receio de enfrentar a besta, Ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), que se supunha guardiões impávidos dos direitos civis – abolem a apelação à Terceira Instância.

Para prender o vilão símbolo – Luiz Estevão -, em vez de atuar sobre outros fatores de protelação, liquidam com a possibilidade da terceira instância, sujeitando outros tipos de réus às idiossincrasias e influências políticas nos tribunais estaduais.

É só acompanhar o que ocorreu no Maranhão e no Amapá de José Sarney, com políticos eleitos perdendo o mandato em cima de acusações risíveis: compra de um voto por R$ 15,00. Ou no Rio de Janeiro, com as ações da Globo contra jornalistas críticos.

A caça às bruxas atual será refresco perto do que virá pela frente.

***

Nem se pense em uma dominância jurídica impessoal pairando acima das paixões políticas. A besta tem lado e se prevalece das imperfeições jurídicas e políticas.

O modelo político universalizou as práticas ilegais. Todos os partidos se valeram disso. O jogo político consiste em investir contra um lado apenas – blindando e fortalecendo o outro. Ou então, valer-se das dificuldades processuais para proteger aliados. Jackson Lago foi deposto acusado de ter comprado um eleitor com R$ 20,00.

É nítida a aliança entre Ministério Público Federal e grupos de mídia. O bater bumbo da mídia ajuda a superar obstáculos, quando os alvos são adversários da mídia. Quando o suspeito é a própria mídia, obviamente não há bumbo, e não há vontade política de avançar.

É o que explica o caso das informações sobre a Globo, enviadas pelo FBI, estarem paradas há um ano nas mãos de uma juíza de primeira instância.

Culpa das imperfeições jurídicas, é claro.

***

Quando a besta sai às ruas, os valentes tremem, os crentes abjuram, os referenciais se escondem.

A besta reescreve biografias, reputações, reavalia caráteres, pois é um teste de estresse, no qual muitos grandes se apequenam, e alguns pequenos se agigantam.

A besta passa imperial, despejando fogos pelas ventas e farejando de longe o cheiro do medo. Os medrosos, ela espanta com seus uivos. Os que resistem, ela ataca, rasga reputações, destrói histórias, promove grandes orgias públicas expondo os recalcitrantes em praça pública.

É só conferir o que está acontecendo com advogados que ousam criticar a operação. Ou o que irá acontecer com a esposa do publicitário João Santana que, algemada, ousou dizer que não baixará a cabeça. Como não? Será isolada, a prisão será prorrogada, mensagens pessoais serão divulgadas, sua vida será devassada até que baixe a cabeça. Esse Deus vingador não admite esses arroubos.

No Brasil, a besta intimidou até donos de grandes biografias, como o Ministro Luís  Roberto Barroso.

***

A pior parte da história é que a besta não resolve problemas econômicos. E não quer abrir mão do protagonismo político. Há uma crise perigosíssima no horizonte. A cada tentativa da presidente de avançar em um acordo com o Congresso ou com a sociedade civil, a besta irrompe de Curitiba e promove um novo festival de factoides, paralisando completamente o discurso público.

***

Nesse clima irracional, há a desmoralização total dos partidos políticos, do PT ao PSDB. Nas últimas pesquisas de opinião, o único segmento que cresceu foi o dos anti-petistas – denominação para os que querem a volta dos militares e acham que os terroristas árabes vão invadir o Brasil. Hoje em dia, tem 18% da opinião pública, mais do que qualquer outro partido.

***

Não se sabe até onde irá essa loucura coletiva.

Resta o consolo de saber que, mesmo impotentes, ainda existem juízes que colocam suas convicções acima do medo.

Salve Celso de Mello, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio de Mello.

Média: 4.3 (42 votos)

Recomendamos para você

122 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Fala Marcelo, chuta o balde

     A "caçada" a João Santana, apesar dos obnubilados que habitam o Planalto ( os diletos assessores da PresidANTA), acreditarem que " não tem nada a ver com as campanhas petistas", pode por vias tortas atingir a Dilma/Lula/BNDES/Coutinho, ao elevar a pressão sobre a Odebrecht, até mesmo "quebra-la" internacionalmente, pode-se esperar a vista destes bastante possiveis desdobramentos, que Marcelo "abra a boca", requeira uma delação premiada.

      Acompanhar os trabalhos externos de Santana, em eleições latino americanas ( Panamá, Perú, Rep, Dominicana, Venezuela ), e Angola, é como acompanhar a evolução dos negócios internacionais da Odebrecht, e tb. colocar em xeque nestas operações, a participação da "diplomacia exportadora " do periodo Lula, e financiamentos externos do BNDES.

      Desde domingo, no caso da campanha de Medina ( Rep. Dominicana ), e ontem em relação ao governo Humalla (Perú ), as oposições locais reverberam na midia e parlamentos, contra a empresa brasileira, na RDominicana o alvo é a Odebrecht - RD ( empresa de energia ), já no Perú a situação da Odebrecht - Enegás (espanhola ), já causa constrangimentos ao Pres. Humalla, graças tb. a um dos maiores absurdos cometidos, nesta semana, pelo pessoal do Ministro Zé Cardoso o pretenso chefe da Policia Federal :

       Hj. o Embaixador brasileiro no Perú, foi convocado para prestar "esclarecimentos" a PresPeruana, sobre o porque da Policia Federal brasileira estar investigando a eleição e o governo de Olanta Humalla, claro que nosso Embaixador não sabia de nada ( até pensei ao ler a noticia, no UOL , que fosse uma "barriga", mas não é ), Ação completamente destemperada, fora de qualquer tipo de acordo internacional, nunca vi tal ação de uma Policia de um País, investigar outra nação soberana, visando prejudicar uma empresa de seu País e as relações entre eles.

       O Ministro Cardozo e sua Policia Federal, podem até fazer a maior baderna internamente, mas querer internacionalizar "nossa" bagunça, já é demais, nossa situação externa, a percepção dos outros estados sobre nosso momento, já cai pelas tabelas, não precisa de maior auxilio para piorar.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

junior50

imagem de sergior
sergior

Teori seria o ministro que

Teori seria o ministro que impediria essa situação. Com ele, estão os processos da LavaJato. Mas foi ele, contudo, o grande protagonista, ao sancionar todos os atos  de Moro. Pior, ao propor e fazer acontecer  a prisão de Delcídio e ser o condutor do voto que extinguiu a situação de inocência até o trânsito em julgado de qualquer acusado. 

De outro lado, uma presidenta da república preocupada simplesmente em cuidar do quanto será imaculada a sua biografia. Preocupada em se garantir no governo a todo custo, mesmo tendo perdido o tesão de fazer um governo que cumpra minimamente seus compromissos de campanha (se algum dia teve). 

Seu voto: Nenhum (21 votos)

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de WELINTON NAVEIRA E SILVA
WELINTON NAVEIRA E SILVA

O poder de uma nação

Um único traidor bem posicionado, Mikhail Gorbatchev, foi capaz de dar inicio ao desmantelamento da poderosa ex URSS, da noite para o dia. Claro, com apoio da CIA. Animados com o estupendo resultado, tentaram (EUA) semelhante golpe contra a China em 1989, com os protestos dos estudantes na Praça da Paz Celestial. Logo depois, dizem que a China teria fuzilado cerca de 3 mil traidores da pátria. Foi capaz de evitar sua desmoralizante destruição. 

Em 1949, a sífilis tomava conta de mais de 40 % da população chinesa e a fome dizimava aos milhares. A economia da China estava no zero absoluto. Em menos de 60 anos, passaram do zero para a segunda potência econômica do mundo. Em breve, será a primeira potência mundial. O milagre da China situa-se no permanente pesado investimento em saúde, educação, ciência, tecnologia e armas. Esta última, especial destaque para a arma nuclear. Sem essa poderosa arma de defesa a China não seria nada. 

Enquanto isso, aqui tivemos dois grandes traidores da Pátria, Fernando Collor e Fernando Henrique, dentre outros tantos. Fernando Collor, em 1990, mandou tapar o buraco na Serra do Cachimbo objetivando impedir a primeira experiência brasileira com artefato nuclear. Logo mais adiante, em 1998, Fernado Henrique assinou o tratado de não proliferação de armas nucleares.  Graças a esses dois traidores, o Brasil perdeu a oportunidade única de possuir uma poderosa arma de defesa. No selvagem planeta Terra, lamentavelmente, ela é imprescindível.

Enquanto na poderosa China, traidores da pátria não possuem espaço algum, no Brasil, continuam dando as cartas, livres e impunes.  Facções da turma de preto junto com a Justiça, Congresso e Mídia, prosseguem abertamente sabotando a nossa economia, em contínua traição a Pátria. Até agora, ninguém está sendo capaz de impedir que essa turma venha desmantelar o Brasil. Angustiante e trágico.

Seu voto: Nenhum
imagem de Felipe Lopes
Felipe Lopes

O problema de Dilma é o próprio PT

Apesar de não gostar dele, a melhor frase para explicar a encruzilhada em que estamos veio do Delfim Neto: "O grande problema de Dilma é controlar a contradição insanável que parasita seu governo: um corporativismo reacionário fantasiado de "esquerda" que defende ferozmente as vantagens que extraiu da maioria anestesiada.". Eu mesmo já disse inúmeras vezes que a esquerda brasileira é extremamente reacionária e nunca teve pretensão em reformar nenhuma das estruturas que fazem do estado brasileiro uma rede de privilégios. 

Seu voto: Nenhum
imagem de Edna Baker
Edna Baker

Socorro !!!

Socorro !!!

Seu voto: Nenhum
imagem de arkx
arkx

fica Dilma! desmascara o lulismo!

das culminâncias jurídicas do governismo lulista

CONGRESSO APROVA PROJETO DE LEI ANTITERRORISMO (de autoria do Executivo/Governo) - #EuNãoSouTerrorista

Passou, amiguinhos. É oficial. Foi aprovado. Guardem bem esse dia, 24 de fevereiro de 2016. O dia em que fomos enquadrados como terroristas. O dia em que o governo de uma ex-guerrilheira enquadrou os movimentos sociais como terrorismo para atender a uma exigência da guerra ao terror, com o pretexto das olimpíadas. Nasce um novo inimigo, e com ele o direito penal do inimigo ganha espaço inédito no Brasil. Daqui pra frente, só vai piorar. Boa sorte pra nós. Para o governismo e seus devotos, deixamos um agradecimento singelo: deus lhe pague.

*** Vale esclarecer alguns pontos: 1- O projeto é do Executivo (Presidência). Ou seja, será sancionado pela presidente em agosto. 2- Essa teórica exclusão de movimentos sociais é a casca de banana que fez o texto ser aprovado. No entanto a lei é subjetiva, está sujeita a interpretação de juízes, delegados e policiais. Quem define quem é ativista, coletivo e movimento social e quem é 'terrorista'? 3- Como bem sabemos, no país em que Rafael Braga foi preso por portar Pinho Sol e Hideki foi pra jaula com flagrantes forjados, na prática a teoria é outra. Ao tipificar o crime de terrorismo para cumprir seu papel na "guerra ao terror", o Brasil abre brecha para criminalizar qualquer sujeito, coletivo ou movimento indesejado e aplicar punições mais severas que aquelas já tipificadas no código Penal. No site da Conectas tem links pro texto dos projetos na íntegra:http://www.conectas.org/pt/acoes/justica/noticia/41561-congresso-aprova-projeto-de-lei-antiterrorismo
 

https://www.facebook.com/ColetivoDAR/photos/a.208666175863236.54506.207475315982322/1046689938727518/?type=3&theater

.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Luiz Gonzaga da Silva
Luiz Gonzaga da Silva

"Salve Celso de Mello,

"Salve Celso de Mello, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio de Mello..."

...e  Matheus Stamillo Santarelli Zuliani,

PS. Menção honrosa para a Rosa.

Seu voto: Nenhum
imagem de JoaoMineirim
JoaoMineirim

A Dilma não aguentou a

A Dilma não aguentou a pressão dos banqueiros e, quando aumentou a SELIC pra conter aquela inflação descontrolada do tomate, que ameaçava despertar o grande dragão, caiu na armadilha que eles puseram. A inflação que deveria cair, pela lógica dos  fundamentalistas smithianos, seguiu sua adversária e  subiu na mesma proporção. O orçamento teve que ser  amputado em algumas centenas de bilhares de reais, a cada ano, para honrar os juros da dívida, pois era necessário para atrair novos "investimentos".  Assim, começaram a desabar assim as duas torres do castelo que garantiam a segurança da rainha que recebia o apoio do seu povo.

 

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Luciano Lara
Luciano Lara

Caro Nassif

Simplemente irretocável!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

O país de joelhos!

Artigo para entrar na História, esse do Luis Nassif​.....  O modo como descreve "a besta", é perfeito para os que ainda têm um pouco de lucidez e independência de pensamento.....  Há meses escrevo, que só consigo compreender um sentimento diante de uma situação tão tétrica, tão farsesca, tão banhada em esgotos diversos e profundos: o desespero! Não o desespero de quem se prostra, mas dos que ENXERGAM o nonsense total, a insanidade, a perda de comando e de rumos, na verdade, nem os golpistas sabem o que pode vir, encontram-se numa correria ensandecida a favor do golpe, da destruição do inimigo, aproveitando-se do vácuo de poder, da inexistência de oposição à sua força, aos seus gestos ordinários e além de todos os limites do que é suportável a uma nação minimamente saudável.... A prova da gravidade das doenças várias que nos acometem, é o fato de muitos se alegrarem, muitos acharem que "estamos no caminho certo, os petralhas estão sendo desmoralizados, liquidados...." -  gente TOSCA, infantil, cínicos cheios de nojo e ódio, uns, ingênuos além de qualquer infantilidade política, outros.....  não conhecem NADA de História, ou saberiam que quando um poder - hoje, o Judiciário aliado à mídia - ESMAGA a DEMOCRACIA, a JUSTIÇA, com a cumplicidade da própria sociedade, é o país, sua seriedade cidadã, sua dignidade, é que estão sendo esmagados, não "os petralhas", como imaginam.  A besta está solta, nas ruas, nos salões do Judiciário, nas reuniões dos barões da mídia, onde combinam quem destruir, quem blindar......  Só o desespero que se revolta, se levanta e REAGE, pode reverter um quadro tão cruel.   Nada virá do governo, estão abatidos, perdidos e sem ação.  Ou os que têm lucidez se erguem, ou assistiremos impávidos, Aécio Neves assumir a presidência, sem a necessidade de eleição.  O abraço da besta e da serpente.  E um país rendido!

(eduardo ramos) 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Dois casos

    Tipo : " Sai uma empresa entra outra "

     Para palpiteiros, redes sociais, em suma - gente que não é do ramo - é uma operação facil, a empresa externa, uma transnacional ou um fundo de investimento, sózinhos ou em "conjunto" ( operador + financiador ), adquirem a empresa/projeto e tocam o "barco" como se nada tivesse ocorrido. Mas não é assim que a banda toca, ainda mais em época de insegurança juridica, não apenas relativo as leis do País, muitas incompreensiveis, mas tambem este excessivo protagonismo juridico influi muito, afinal quem detem capital, não importa a nacionalidade, faz parte da mesma confraria, pensam muito igual, tem reações bastante semelhantes.

     Portanto, se a cada dia, escandalos aparecem - pouco importa se são reais - os interessados precificam "para baixo" o ativo, se eles se avolumam, com perspectiva de mais escandalos, os interessados "tiram o time", ficam aguardando para terem uma noção mais aproximada do "preço", pois qualquer idiota da area de aquisições/fusões, sabe que não será necessário uma ação agressiva *, é só ficar esperando, "fazer suar o vendedor", esperar alem dos anéis, "chegar ao mindinho ".

      O caso da GRU Airport X Canadenses, explica um pouco, a empremteira brasileira teve que vender sua participação, tudo acertado na "primeira volta", mas os canadenses ( Brookfield ) refugaram, denegaram o 1o acerto, reduziram na 2a oferta (reformaram alegando custos trabalhistas e tributários ), mas em "corner", a empreiteira brasileira teve que aceitar a oferta2.

      A Transpetro/Fronape, está em prospecção de venda desde o ano passado, conduzida por bancos internacionais, mas não foi vendida, não houve interessados diretos, nem o "room" foi aberto, já neste ano o estudo de desinvestimento da Petrobrás, encaminhou ao mercado, a opção de "sale and lease-back ", visando a solução do caso "Transpetro/Fronape", recebeu apenas uma sondagem, não de uma empresa de navegação, mas do Grupo Al-Fayed em conjunto com a Qatar Investiments ( sempre andam juntos ), e absurda , nem foi colocada em discussão, mas eles estão no aguardo, pensam assim: Como vai piorar , a Petrobrás tem bilhões de bonus a reformar/resgatar este ano,  fomos a unica proposta, na próxima eles vão nos vender (sale ) e aceitar nossa condição de "lease - back " ( aluguel dos navios que foram seus ).

       Quero saber : No curso de Direito tem aulas de economia, de finanças internacionais, de geopolitica aplicada ?

       * ação agressiva : Tanto a Petrobrás como as empreiteiras ( holdings ), possuem ações (ADRs) e bonus (bonds), listados NYSE ( Wall Street ), que independente do vencimento final, são precificados diariamente, e a cada "noticia", "processo", "suit "; "caem de preço ", portanto quem detem estes ADRs, Bonds, CPs ( Commercial Papers ), podem querer "zerar a posição do papel", vende-lo a maior oferta, então é possivel para um investidor, adquirir um destes papéis, na "bacia das almas", e com o "lote" adquirido, pressionar o emitente a pagar o vlr de face, ou "vira-lo" em ações.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

junior50

imagem de Antonio's
Antonio's

Seu voto, seu destino!

Votar errado ou se omitir, volta contra nossos interesses!  Vejam quantas armadilhas e "projetos" estão sendo

preparados no Congresso Nacional, para aniquilar com o país e principalmente com os direitos trabalhistas. Vejam quantos

deputados e senadores picaretas conseguimos eleger, dando carta branca para as "Vossas Excelencias", capitaneadas pelo

Sr. Eduardo Cunha e seus asseclas, que protegem o capo de tuti capi, transformando o Congresso numa verdadeira máfia

a serviço do capital financeiro. Vejam o que está sendo votado hoje (24/02/16) no Senado Federal, a entrega do pré sal     às

empresas estrangeiras, retirando do povo todo o montante destinado à saúde e educação. Quem votou no Serra,  deve estar

vibrando porque ele prometeu e está  cumprindo, entregar as nossas reservas de petroleo, que era seu plano desde os tempos

de FHC e que se chamaria Petrobrax. Enquanto houver tanta  gente alienada, que pensa com o cérebro da mídia e não com  o

seu próprio, não conseguiremos sair deste estado de ódio e ignorancia política que assola o país.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Lucas Sartor Valino
Lucas Sartor Valino

http://www.migalhas.com.br/Quentes/17%2cMI234496%2c21048-Teori+s

O ministro Teori Zavascki, ao votar em HC de Renato Duque nesta terça-feira, 23, destacou a demora na denúncia do MP contra o ex-diretor da Petrobras, o que foi feito meses após a prisão preventiva decretada pelo juízo da 13ª vara Federal de Curitiba/PR. Acerca deste fato, o ministro afirmou:

Causa espécie que o juízo, de quem se espera a mais estrita imparcialidade, verifique a existência de elementos que levem à conclusão da existência de materialidade e indícios de autoria de crimes graves, dele se utilizando para decretar a prisão preventiva, ao passo que o Ministério Público, no papel acusatório, não ofereça a denúncia imediata, expressa e específica pelos mesmos fatos, o que poderia delinear um quadro monstruoso, em que o juiz se adianta ao papel acusatório e o Ministério Público vem a reboque, como espectador quase desinteressado. Eu faço essa observação porque infelizmente às vezes tem acontecido isso.”

Seu voto: Nenhum
imagem de Lucas Sartor Valino
Lucas Sartor Valino

http://www.migalhas.com.br/Quentes/17%2cMI234496%2c21048-Teori+s

O ministro Teori Zavascki, ao votar em HC de Renato Duque nesta terça-feira, 23, destacou a demora na denúncia do MP contra o ex-diretor da Petrobras, o que foi feito meses após a prisão preventiva decretada pelo juízo da 13ª vara Federal de Curitiba/PR. Acerca deste fato, o ministro afirmou:

Causa espécie que o juízo, de quem se espera a mais estrita imparcialidade, verifique a existência de elementos que levem à conclusão da existência de materialidade e indícios de autoria de crimes graves, dele se utilizando para decretar a prisão preventiva, ao passo que o Ministério Público, no papel acusatório, não ofereça a denúncia imediata, expressa e específica pelos mesmos fatos, o que poderia delinear um quadro monstruoso, em que o juiz se adianta ao papel acusatório e o Ministério Público vem a reboque, como espectador quase desinteressado. Eu faço essa observação porque infelizmente às vezes tem acontecido isso.”

Seu voto: Nenhum
imagem de Andre B
Andre B

para o povo é a dominância financeira e policial.

A maioria da população vive é sob a dominancia financeira. É a dominancia financeira que destroi empregos, retira direitos, faz que com politicos sejam eleitos com um discurso e partiquem o oposto quando estão nos cargos. Dominancia juridica a maioria da população não vive, vive mesmo sob dominancia policial: são julgados, condenados a morte de uma só vez quando arbitrariamente pela policia. Essas dominancias me preocupam muito mais do que as brigas entre politicos e juizes - são todos do mesmo estofo e estão se lixando para a maioria da população brasileira. É por isso que os partidos não tem apoio e não por causa dessa novela policial cansativa que passa todos os dias nos jornais, tvs e blogs.

Seu voto: Nenhum
imagem de arkx
arkx

a crise tem nome:a oligarquia brasileira, anti-povo e anti-nação

o setor dominante, principalmente os plutocratas paulistanos, nunca serão capazes de resolver a crise: eles são a crise. tecnocratas gordos e engravatados nunca serão capazes de resolver a crise: eles são os gestores dos interesses das oligarquias.

não existe saída para a crise que passe pelo modelo atual: ou se tem a ousadia de propor a medidas corretas ou sejam todos devorados pela crise...

soluções para a crise:

- auditoria da dívida interna;
- estatização do sistema financeiro;
- um BC independente do sistema financeiro e a serviço do desenvolvimento com inclusão social;
- auditoria da privataria tucana;
- revisão das privatizações;
- Reforma Agrária;
- fim do modelo atual do agronegócio exportador e predatório;
- total abandono da política econômica neoliberal;
- alteração da Lei de Responsabilidade Fiscal;
- desmantelamento do aparato repressivo;
- punição dos crimes da Ditadura;
- revisão da Lei da Anistia;
- regulação da mídia;
- democratização da justiça;
- desmilitarização da polícia;
- combate a sonegação dos grande grupos empresariais;

foi justamente pelo lulismo nada disto ter feito, em nome de uma governabilidade baseada no fisiologismo e no curto-prazo, que estamos em grave crise econômica e na ingovernabilidade sistêmica

e o pior da crise ainda está apenas começando: os profundos desequilíbrios ecológicos que vão desestruturar ainda mais a economia, esgarçar ainda mais o tecido social e afetar brutalmente o funcionamento de nossos corpos.
.

Seu voto: Nenhum

Fala Marcelo, chuta o balde

     A "caçada" a João Santana, apesar dos obnubilados que habitam o Planalto ( os diletos assessores da PresidANTA), acreditarem que " não tem nada a ver com as campanhas petistas", pode por vias tortas atingir a Dilma/Lula/BNDES/Coutinho, ao elevar a pressão sobre a Odebrecht, até mesmo "quebra-la" internacionalmente, pode-se esperar a vista destes bastante possiveis desdobramentos, que Marcelo "abra a boca", requeira uma delação premiada.

      Acompanhar os trabalhos externos de Santana, em eleições latino americanas ( Panamá, Perú, Rep, Dominicana, Venezuela ), e Angola, é como acompanhar a evolução dos negócios internacionais da Odebrecht, e tb. colocar em xeque nestas operações, a participação da "diplomacia exportadora " do periodo Lula, e financiamentos externos do BNDES.

      Desde domingo, no caso da campanha de Medina ( Rep. Dominicana ), e ontem em relação ao governo Humalla (Perú ), as oposições locais reverberam na midia e parlamentos, contra a empresa brasileira, na RDominicana o alvo é a Odebrecht - RD ( empresa de energia ), já no Perú a situação da Odebrecht - Enegás (espanhola ), já causa constrangimentos ao Pres. Humalla, graças tb. a um dos maiores absurdos cometidos, nesta semana, pelo pessoal do Ministro Zé Cardoso o pretenso chefe da Policia Federal :

       Hj. o Embaixador brasileiro no Perú, foi convocado para prestar "esclarecimentos" a PresPeruana, sobre o porque da Policia Federal brasileira estar investigando a eleição e o governo de Olanta Humalla, claro que nosso Embaixador não sabia de nada ( até pensei ao ler a noticia, no UOL , que fosse uma "barriga", mas não é ), Ação completamente destemperada, fora de qualquer tipo de acordo internacional, nunca vi tal ação de uma Policia de um País, investigar outra nação soberana, visando prejudicar uma empresa de seu País e as relações entre eles.

       O Ministro Cardozo e sua Policia Federal, podem até fazer a maior baderna internamente, mas querer internacionalizar "nossa" bagunça, já é demais, nossa situação externa, a percepção dos outros estados sobre nosso momento, já cai pelas tabelas, não precisa de maior auxilio para piorar.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

junior50

imagem de Edna Baker
Edna Baker

Dilma a palavra é

Dilma a palavra é RESISTÊNCIA. Aos que te chamam de anta! Perdoa, eles não sabem o que fazem.

Seu voto: Nenhum
imagem de edna baker
edna baker

Eu vou rir da cara de muita

Eu vou rir da cara de muita gente se a Dilma der a volta por cima. Rezo por isso. Adoro rir.

Seu voto: Nenhum (10 votos)

Acho que seremos dois a sorrir.

-

Participe da campanha pelo voto consciente ao Congresso Nacional.

congressodopovo2018@pcsa.com.br

-

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Eu também rezo pro governo

Eu também rezo pro governo Dilma dar certo. Mas esta dificil achar graça na atual situação do país.. Hoje o senado está  entregando o pré sal para o mercado. Você sabe qual a posição da Dilma sobre isso? 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Vera Lucia Venturini

imagem de olivires
olivires

Dilma concordou em entregar o

Dilma concordou em entregar o pré-sal para salvar o cargo de rainha da Inglaterra:

http://www.viomundo.com.br/denuncias/senador-do-pt-se-diz-traido-por-dil...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de CB
CB

O Brasil está prestes a se

O Brasil está prestes a se tornar um lugar igualzinho ao 1984, de Orwell.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de @Filosofo4747
@Filosofo4747

Torres e Labirintos

Grande parte dos vencedores ao longo da História optaram por construir torres para si e labirintos, ou desertos, em torno do inimigo. De modo que, se esse último tiver muita sorte ou for muito habilidoso, sairá do labirinto/deserto e terá pela frente outro desafio: escalar a torre.

Os Russos venceram Napoleão e Hitler recuando para sua capital e deixando uma terra devastada e gelada para trás, onde os inimigos tentaram, em vão, avançar. Logo a fome e a falta de abrigo sacrificou grande parte dos exércitos.

Bill Gates optou por colocar software proprietário em máquinas de tecnologia aberta, enquanto Jobs tentava desenvolver máquinas e programas proprietários. Gates se tornou o homem mais rico do mundo e Jobs contraiu câncer.

Aqui, mais perto de nós, o Dep. Eduardo Cunha está conseguindo burlar seu processo de cassação usando o que chamam de "Tropa de Choque". Essa força tarefa pró-Cunha explora elementos jurídicos, políticos e emocionais dentro e fora das seções da comissão encarregada do processo. A Tropa de Choque de Cunha é sua torre, a qual é encarregada de criar um labirinto jurídico/político/emocional em torno dos membros da comissão, impondo pavor nos relatores e quase levando seu presidente a um novo derrame.

Há vinte ou trinta anos atrás o Governo precisava ter ao seu alcance um bom time de economistas. Hoje precisa ter também um excelente time de juristas. Esses, por um lado, devem garantir legalidade em cada passo do Governo (Torre da Legalidade) e por outro lado montar estratégias jurídicas (Labirinto Jurídico) que impeçam a oposição de atrapalhar os esforços e objetivos do Poder Executivo.

Podem me criticar, mas, Cardozo não é um bom estrategista jurídico. Dilma precisa, o quanto antes, de um Advogado Geral da União mais proativo e de um Ministro da Justiça que seja capaz de ver além do óbvio, que represente um desafio insolúvel para a oposição. Em parte, eles são responsáveis por grandes derrotas do Governo.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Theophilo Ribeiro
Theophilo Ribeiro

TE criticar pq vc quer a

TE criticar pq vc quer a saida do Cardozo do ministerio da justiça???? Tá doido, eu e toda a base governista vai é te elogiar!!! É o sonho de todo mundo tirar aquele bocó, mas a rainha do castelo deixa? 

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Flavio Martinho
Flavio Martinho

É o melhor quadro, o Adams,

É o melhor quadro, o Adams, vai sair do governo.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de trovinho
trovinho

Qual o porque do “bode das piranhas”.

Se querem respirar, tirem o bode da sala, diz o “antropólogo” Ali Kamel. Para isso, ele  contratou seus sacerdotes levitas (o fundamentalismo cristão ou maçônico faz parte do pacote não por coincidência), para praticar a degola de bodes vermelhos sem manchas no Templo de Jerusalém; assim a “panicada” classe média, ante suas panelas vazias cultivadas pelo imperialismo e associados, brande-as, afim de enche-las; mesmo que seja com os despojos do linchamento petista, dos direitos sociais e da cidadania. O professor de Stanford, Rene Girard, chama o fenômeno de Crise Sacrificial no livro A Violência do Sagrado da UNESP/Paz e Terra. É um fenômeno de mimetismo coletivo que, no caso da Paulista vem uniformizado de CBF, visa desviar a perigosa violência de todos para um alvo significado. No nosso caso, quem significa é o novo Vaticano: a mídia. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Carlos Alberto Freitas Lima
Carlos Alberto Freitas Lima

A TOMADA DO PODER NÃO PODE HAVER CONTESTAÇÃO NENHUMA.

A culpabilidade imputada sem uma terceira instância de defesa, é para não haver contestação nenhuma, quem contestar será CADEIA na segunda instância, ou seja a primeira instância é só balela. Sempre comentei aqui mesmo nesse blog, iriam partir para cima do cidadão comum. Muitos irão presos e outros iram sumir, a história se repetirá de forma, gênero e grau, apenas o vetor foi outro, a justiça e seus divinos braços, ou seja PF e MP. Porém as peças movimentaram no tabuleiro para um jogo suicida, as forças armadas não movimentaram na aparência, mas é possível senti-los, o silêncio nos canta muitos hinos, nenhum dos coadjuvantes imaginaram o fim, não haverá cheque-mate. Aguardem, acenderam um pavio e não sabem a onde ele está para ser apagado. Coisa muito mais ruim se aproxima é não será bom para ninguém, principalmente para o povo. Ninguém pode e nem deve chutar porta de almirante e humilha-lho por suspeita, aquilo foi uma demostração de força que a PF quis impor ante as forças armadas, saem e fiquem quietos, e assim continuou com qualquer um, e a força permanece cada vez mais intacta e cada vez mais e mais, até que coma a própria carne numa fome sem fim. Todos os âmbitos do autoritarismo descritos nas histórias dos povos foi assim, arrogante e insensato, a imoralidade legal traduziu povos as cinzas da história. O Brasil está sendo roubado em tempo real. Querem o que temos ou nosso sangue jorrando, um poder vitalicio vicia até a alma dos mortos, a vitaliciedade de um poder o torna divino, e imortal ou pelo menos pensam. Não tem mais volta, o estrago ninguém sabe o tamanho.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de joel lima
joel lima

Acho que estamos indo pruma

Acho que estamos indo pruma guerra civil de fato, com grupos armados de um lado e de outro.  E isso poderia começar com a prisão mostrada como uma cobertura de oscar e em cadeia nacional liderada pela Globo. Nosso elite sempre foi uma lástima. Já fez tudo pra ferrar o país. Falta-lhe ao seu currículo uma guerra civil. Talvez logo essa 'lacuna' seja preenchida. 

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Felipe Lopes
Felipe Lopes

Os desenvolvimentistas destroem os fundamentos econômicos.......

E a culpa é do Judiciário???????? Façam-me o favor né...................................................

Seu voto: Nenhum (10 votos)

Falou a besta descrita pelo Nassif.

Vai aprender a interpretar texto. Se soubesse não teria dado este comentário imbecil.

Seu voto: Nenhum
imagem de Luiza
Luiza

Nassif,o que mais falta para a ficha cair?Acordem !!

Pois é, Sr Nassif, o senhor é jornalista experiente, um homem em sintonia com o seu tempo, e não é bobo. As suas palavras de hoje somadas ao espaço que o senhor disponibilizou às falas dos "observadores" mais atentos, vão ser o legado de um orgulho verdadeiro das suas filhas em relação ao pai e país delas,....porque esses tempos, mercecidamente, terão um capítulo à parte na história brasileira e na sua história fictícia de "democracia" que a maioria ainda acredita existir no mundo real.... Nem digo que a culpa é dessas pessoas, brasileiros/as bem intencionados/as, mas que estão longe de compreender o que realmente se passa nesse Brasil, pátria amada por elas , mas que que nao conhecem na intimidade, aliás, direito à uma intimidade que lhes foi/é negada desde o nascimento..

Há anos, muitos sofrem calados, mas nao tão calados assim, porque perceberam o que realmente estava sendo construindo tijolo-por-tijolo no Brasil. Nao adiantou nem teve eco nenhum os elertas e informes repassados aos que poderiam, no mínimo, se dar o benefício da dúvida.... Nada, absolutamente nada ! Nem informaçoes da Inteligência estrangeira amiga foram capazes de arregimentar uma frente de resistencia e abrir-lhes os olhos.   

Numa guerra a resistencia tardia nao surte nenhum efeito, ao contrário - o efeito é o reboot  -  reflexo retardado que é usado contra o seu emissário. 

Estadista nao pode negligenciar o sentido e o conteúdo do "poder", senaõ perde o bonde e é obrigado a rendição. Como pode uma pessoa com o histórico da Dilma na ditadura nao ter nenhuma formação nessa área sendo chefe de uma Nação rica e estratégica como o Brasil? Estadista errada para uma naçaõa com o nosso perfil é tragédia na certa.....simples assim.

Ah...Sr Getúlio Vargas, perdoe-nos ! Ninguém, nem Fábio K. Comparato conseguiu formar na sua Escola de Governo um representante à altura de um país como o Brasil, um representante "antenado"  e com a "pegada" que o nosso país merceia..

Nesse contexto, hoje as 14 horas, assistiremos a entrega do petróleo brasileiro para o domínio dos estrangeiros. E isso é só o começo do quem vem pela frente. Nao alimentem falsas expectativas. O quem vem é pior do a era fhc. acreditem..

Perdoem os comentaristas o execesso de realismo, mas entendo ser necessária uma recomendação urgente - até que se complete a "empreitada" de desmonte seria bom que cada um elaborasse[muitos já estão fazendo isso desde ano passado, e eu sou uma delas] estratégias pessoais para enfrentar as conseequencias que estão gritando aos olhos de quem já viu esse fime, acreditem, porque serão tempos piores do que aqueles da era fhc. Cada um deve colocar toda as sua inteligencia na elaboraçaõ de um verdaderio projeto pessoal de vida[ aí entra orçamento familiar, gastos obrigatórios e aqueles que podem ser adiados por tempo a contento, investimentos, terem mente prioridades imediátas assim como o abandono de projetos prá mais adiante...erc]  para terem fôlego para se resguardar e ter tempo para implementar outros antídotos que permitam uma melhor adaptação à essa nova realidade que se anuncia. Os mais velhos cronologicamente sabem exatamente do que eu estou falando. Aos mais novos e idealistas, procurem absorver as dicas que estão "pipocando' aqui e eli nos blog progressistas e somem à isso os fatos passados na história política e economica brasileira porque isso vai dar suporte para que entendam como proceder daqui prá frente visando uma melhor adaptação minorando perdas e prejuízos..

 

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de arkx
arkx

a barbárie que vem

->  “seria bom que cada um elaborasse[muitos já estão fazendo isso desde ano passado, e eu sou uma delas] estratégias pessoais para enfrentar as conseequencias”

ressalvo a necessidade de organizar grupos e redes para suporte recíproco, abrangendo desde informação até auto suficiência.  a barbárie que vem não será exatamente como 1964 ou a privataria tucana. há um elemento novo que foge totalmente ao controle dos setores dominantes e tornará a crise ainda mais perversa: as profundas e avançadas mudanças climáticas. precisamos rejuvenescer. precisamos de um outro jeito de viver. sonhar, lutar, viver!

.

Seu voto: Nenhum
imagem de arkx
arkx

a barbárie que vem

->  “seria bom que cada um elaborasse[muitos já estão fazendo isso desde ano passado, e eu sou uma delas] estratégias pessoais para enfrentar as conseequencias”

ressalvo a necessidade de organizar grupos e redes para suporte recíproco, abrangendo desde informação até auto suficiência.  a barbárie que vem não será exatamente como 1964 ou a privataria tucana. há um elemento novo que foge totalmente ao controle dos setores dominantes e tornará a crise ainda mais perversa: as profundas e avançadas mudanças climáticas. precisamos rejuvenescer. precisamos de um outro jeito de viver. sonhar, lutar, viver!

.

Seu voto: Nenhum

Não vejo excesso de realismo no seu texto.

-

..."um capítulo à parte na história brasileira e na sua história fictícia de "democracia" que a maioria ainda acredita existir no mundo real "....

Perdoe-me, mas o seu texto afirma que não temos democracia.

Como assim ?

José Serra e Renan Calheiros entraram como no Congresso Nacional ?  Pela janela ?

Foram indicados pelos generais ?

--------------

Por que Dilma está errada ?

Qual é a sua fonte de informação ?

O que Dilma pode fazer, para que fique "certa" ?

Você teria como explicar melhor ?

=======================================================

 

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de CarlosEd
CarlosEd

A solução é de esquerda:

A solução é de esquerda: anistia ampla, geral e irrestrita.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Que comentário mais

imbecil!

É você Gaspari?

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

confesso que o mais me anima


confesso que o mais me anima são  as sugesões e soluções

apontadas por muitos comentaristas...

é por aí...brechas,

saídas,

soluções,

não delusões,

enganos, delírios, medos, paranóias

e outra pinóias

pinoquianas

e seus falsos grilos falantes......

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Jucapirama
Jucapirama

Não dá para ficar.

 

Não tem a mínima possibilidade dessas pessoas que estão no governo e fizeram está desorganização econômica continuarem lá.

Quando uma economista de um banco advertiu os  principais clientes que a situação não era boa, isso pelo mês de Junho e antes da eleição, pediram a cabeça dela. Foi servida numa bandeja.

Depois,  das eleições estouram os escândalos, e se descortina o fiasco econômico.

Uma série de descasos com o erario, desde compra de refinarias no exterior, construção de refinaria inviável.

E o que se revela assustador, são os cortes no orçamento, agora, se estava tudo bem, por qual motivo corta-se parte do orçamento.

Justamente essas destenperanças que confundem o judiciário.

Nesse mes teve um juiz que mandou soltar, um suspeito e ele foi para casa com a tornozeleira, já um outro mandou prender, o mesmo sujeito, daí ele foi para uma outra prisão com a tornozeleira.

Não há desatinos, somente mostra a compelxidade e a oportunidade de desvios e desmandos que quem está lá no governo não perde.

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Não acho que Celso de Mello e

Não acho que Celso de Mello e Marco Aurelio devam ser saudados . 

Apenas  Lewandowski .

Por qual motivo ?

Porque Celso e Marco acompanharam e deram voz à besta no julgamento do mensalao petista . Todos lembramos a agressividade dos dois no caso . Celso com a famosa comparaçao do PT ao comando vermelho . E Marco com aquele famoso "safu" direcionado a Lula . Os dois reverberaram quase que na integra as opinioes de Joaquim Barbosa ede toda a besta enfurecida pela opiniao publicada .

Já Lewandowski nao . Teve a coragem de peitar a besta naquele momento . Todos lembramos da baixaria durante o momento em que ele foi votar e de charges em que o voto dele estava impresso em papel higienico . 

Portanto , Lewandowski é o unico realmente merecedor de honrarias .

Salve Lewandowski ! 

Barroso , como suposto grande constitucionalista e suposto defensor dos direitos humanos , foi uma grande decepçao com a decisao a favor da prisao antes de esgotado os recursos , pois é claramente inconstitucional .

O que fica claro é que tirando Lewandowski , todos os outros procuram agradar a opiniao publicada , especialmente apos uma decisao que a desagrade . É o caso claro de Barroso . 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Mas não se ilude, nem o Lewan vai arriscar a cabeça

para um governo tão inepto.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Não é pelo governo. Ainda

Não é pelo governo. Ainda existem pessoas que são leais  a seus valores e princípios

 

 

 

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Pelo histórico os tais

valores e princípios do MAM são o AVIDA DOLAR.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de @Filosofo4747
@Filosofo4747

Um sistema antigo luta por sobrevivência

A dominância jurídica é o caminho alternativo à força das armas.

As práticas políticas, reflexos ampliados e especializados de práticas sociais corriqueiras, foram - por cerca de 500 anos - encobertas pelo Poder Econômico, que dominava a opinião pública através das mídias convencionais e patrocinava o acesso aos cargos da hierarquia do poder temporal, garantindo a instalação de seus despachantes nas salas do Executivo, Legislativo e Judiciário.

Por outro lado, o Socialismo Moderno Latino Americao, que vicejou, mesmo prensado pelo coturno militar e sob o "bullying" da Sociedade Civil Conservadora, encontrou caminho na única fonte de todos os poderes: o Povo. O Populismo, arma habilmente manejada por Getúlio Vargas (Um Ditador, veja só!) levou personalidades como Lula e Dilma a obterem resultados um tanto quanto inesperados pela Elite detentora e proprietária de tudo que importa. Ele, um metalúrgico pouco letrado, nordestino, mutilado, fanático por futebol e amante de águas que passarinho não bebe! Ela, uma mulher divorciada, militante da resistência armada no período de Governo Militar! Ou seja, indivíduos virtualmente fora dos padrões aceitáveis pela Elite Dominadora tomaram o Poder pela Força do Povo. Contra isso, não foram eficazes os chiliques da Mídia Conservadora Convencional", as opiniões desfavoráveis dos donos do Mercado Financeiro Mundial, nem a cultura anti-socialista estilada dia-a-dia por "comentaristas respeitados" no jornal do horário nobre.

Por ação dos governos Lula e Dilma, a Internet se popularizou. Surgiram blogs jornalísticos, sites de fluxo de vídeo e mais um sem número de alternativas à mídia convencional. Como aqueles governantes são vistos com os óculos do preconceito dentro dos quartéis e dos departamentos de polícia, que fornecem grande quantidade do material humano para os postos do judiciário e do ministério público, esses magistrados se tornaram a frente de combate a tudo que Lula e Dilma representam.

Os Comandantes Militares se recusam a descumprir a Constituição Federal. Então, como alternativa às armas, sobram as judicializações de tudo quanto possível. As grandes questões do parlamento já não se resolvem no parlamento! Socorrem-se no Supremo Tribunal Federal. A Ação Penal (AP) 470, guiada pelo "domínio do fato" e regada por "embargos infringentes" inaugurou uma nova fase do Judiciário: A Justiça Justiceira.

A Justiça Justiceira tem seus filhos trabalhando em grandes redes da Mídia Convencional Conservadora. A Mídia Convencional Conservadora, por seu turno, tem ligações com políticos da Elite que mata seus filhos indesejáveis, mas que é contra o aborto; clama nas ruas contra a corrupção, mas ocupa cargos públicos sem efetivamente exercer suas funções (funcionários fantasmas); criminaliza a melhoria de vida dos outros, enquanto vive no luxo e distribui mesadas e presentes caros a seus protegidos.

A Besta, a que o Excelente Jornalista se refere, é essa associação de Mídia Convencional Conservadora, plutocratas hábeis em operar o Direito e os mecanismos escusos de vazamento de informações para linxamento do "inimigo" e políticos que não representam o povo e sim uma pequena parcela da sociedade, composta de homens ricos, que desejam manter sua hegemonia social, genética, econômica/financeira e de pensamento.

Nossa crise prolongada, as mãos atadas do Governo Central, o desemprego, a inflação, a falta de investimento e outros males são causados por esse consórcio de conservadores. Eles formam um sistema antigo, que luta por sobrevivência.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de @Filosofo4747
@Filosofo4747

Correção

Onde se lê "linxamento" leia-se "linchamento".

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de WELINTON NAVEIRA E SILVA
WELINTON NAVEIRA E SILVA

Impotência da democracia

No grande clima de alegria geral de patrões e empregados por conta da economia Dilma/PT até junho de 2013, de pleno emprego, classes "B" e "C" consumindo como nunca antes, restaurantes e shoping lotados, povão comprando de tudo dos mais simples aos mais sofisticados, até carros, imóveis e turismos pela Europa, eis que subitamente, adentra nesse palco de felicidade econômica, as raivosa revanchistas turma de preto(oriundas dos antigos serviços de informações da ditadura militar), revoltadas com a Comissão da Verdade, partindo para o tudo ou nada em escancaradas sabotagens da nossa economia, procurando destruir o excelente clima de confiança dos investidores, internos e externos, em criminosas bardenas por todo o Brasil, jamais vistas, com assaltos, depredações de lojas, bancos, concessionárias de veículos, incêndios de ônibus, amplos vandalismos sobre patrimônios públicos e privados, etc. Tudo, com grande entusiástico apoio de seus filiados (turma de preto), junto com o quase aplauso da grande mídia "livre". Traição total.

Sabe-se que essa turma de preto, possui filiados em todos os níveis da sociedade, dos cargo mais humildes aos mais importantes e poderosos. Com seus integrantes na Mídia, Justiça e Congresso, acaba gerando uma inacreditável situação de impotência da democracia. Não se consegue reunir forças capazes de mudar o quadro geral de destruição da economia do Brasil. E, pelo jeito, essa turma pretende mesmo, desmontar o Brasil, inclusive, com gigantesca privatizações. Se essa desgraça acontece, por conta dos milhares de desempregados que farão por todas as partes, o Brasil será envolto numa sangrenta gerra civil com desembarque de força estrageira (EUA), com guerrilhas de todos os tipos e gostos, semelhante ao terror que tomou conta do Iraque, Líbia e Síria. 

Que fique bem claro que lugar de ladrão é na cadeia. Mas, quando Manoel, digo, Joaquim, inventou a figura jurídica "domínio do fato" para ter como condenar José Dirceu, pouca gente boa ousou se rebelar. Vergonhosa covardia. Agora, diante da evidente destruição da economia do Brasil, os verdadeiros brasileiros, patriotas e de coragem, por incrível que possa parecer, não estão conseguindo inventar nada de eficiente para por um fim ao esmagador criminoso bombardeio da grande mídia "livre", com fortes contribuições da Justiça, empurrando a economia brasileira para o caos. Ainda é possível salvar o Brasil. Que Deus nos ilumine. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de WELINTON NAVEIRA E SILVA
WELINTON NAVEIRA E SILVA

Impotência da democracia

No grande clima de alegria geral de patrões e empregados por conta da economia Dilma/PT até junho de 2013, de pleno emprego, classes "B" e "C" consumindo como nunca antes, restaurantes e shoping lotados, povão comprando de tudo dos mais simples aos mais sofisticados, até carros, imóveis e turismos pela Europa, eis que subitamente, adentra nesse palco de felicidade econômica, as raivosa revanchistas turma de preto(oriundas dos antigos serviços de informações da ditadura militar), revoltadas com a Comissão da Verdade, partindo para o tudo ou nada em escancaradas sabotagens da nossa economia, procurando destruir o excelente clima de confiança dos investidores, internos e externos, em criminosas bardenas por todo o Brasil, jamais vistas, com assaltos, depredações de lojas, bancos, concessionárias de veículos, incêndios de ônibus, amplos vandalismos sobre patrimônios públicos e privados, etc. Tudo, com grande entusiástico apoio de seus filiados (turma de preto), junto com o quase aplauso da grande mídia "livre". Traição total.

Sabe-se que essa turma de preto, possui filiados em todos os níveis da sociedade, dos cargo mais humildes aos mais importantes e poderosos. Com seus integrantes na Mídia, Justiça e Congresso, acaba gerando uma inacreditável situação de impotência da democracia. Não se consegue reunir forças capazes de mudar o quadro geral de destruição da economia do Brasil. E, pelo jeito, essa turma pretende mesmo, desmontar o Brasil, inclusive, com gigantesca privatizações. Se essa desgraça acontece, por conta dos milhares de desempregados que farão por todas as partes, o Brasil será envolto numa sangrenta gerra civil com desembarque de força estrageira (EUA), com guerrilhas de todos os tipos e gostos, semelhante ao terror que tomou conta do Iraque, Líbia e Síria. 

Que fique bem claro que lugar de ladrão é na cadeia. Mas, quando Manoel, digo, Joaquim, inventou a figura jurídica "domínio do fato" para ter como condenar José Dirceu, pouca gente boa ousou se rebelar. Vergonhosa covardia. Agora, diante da evidente destruição da economia do Brasil, os verdadeiros brasileiros, patriotas e de coragem, por incrível que possa parecer, não estão conseguindo inventar nada de eficiente para por um fim ao esmagador criminoso bombardeio da grande mídia "livre", com fortes contribuições da Justiça, empurrando a economia brasileira para o caos. Ainda é possível salvar o Brasil. Que Deus nos ilumine. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Meu caro Nassif, mas quem

Meu caro Nassif, mas quem cavalga a besta? Uma questão que me trás à lembrança uma das minhas - infelizmente sempre  breves - conversas com o saudoso professor Aníbal Ford, meu primeiro orientador de doutorado na Universidad de Buenos Aires, grande pensador da comunicação na América Latina, que se foi em 2010. Lembro que quando li seu 'A Marca da Besta' - obra atualíssima em que discute profundamente a questão da ficcionalização da informação - fiz-lhe essa mesma pergunta: Quem domina a besta? Da discussão que se seguiu, a resposta foi simples: ninguém. Ford buscou na mitologia inúmeros relatos de monstros criados à imagem e semelhança da 'vaidade humana' - Frankenstein, é bom exemplo -, que rapidamente ficaram maiores que seus criadores. Veja o nazismo e as ditaduras latino-americanas, me dizia. São forças tão poderosas que rapidamente perdem o controle e adiante, insaciáveis, são impossíveis de se alimentar. Acabam por inanição, não sem antes produzir estragos consideráveis. Mas também sempre moldam o futuro. Grande mestre.      

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de O liberal...
O liberal...

alguém aí me ajuda...

....a me explicar o que houve com a Petrobrás.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de João Pedro
João Pedro

Como disse Chauí

Como disse Chauí recentemente: 1964 será algo muito simples comparada à atual aliança entre o oligopólio midiático, oposição e aparelho judiciário.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de era republicana
era republicana

como disse duimmond, eta vida

como disse duimmond,

eta vida besta, meu deus!!!

 

Seu voto: Nenhum

Repondo os conceitos a bom termo

Não concordo com a decisão do STF mas sou obrigado a escrever para desmistificar o que se está dizendo a respeito da mesma. Foi um retrocesso mas não é o fim do mundo como estão dizendo aqui ou acolá. 

O STF não aboliu a apelação para a 3ª instância (Recurso Especial junto ao STJ). O que o STF decidiu é que a execução provisória da pena já pode ser feita após a condenação em segunda instância. Ou seja, a pessoa tem todo o direito do mundo de apelar ao STJ (Recurso Especial) e ao próprio STF (Recurso Extraordinário). 

E mais, a decisão do STF não tem a chamada repercussão geral. Ou seja, os juízes brasileiros não estão obrigados a seguir o entendimento da Suprema Corte. O STF analisou um caso concreto, em sede de Habeas Corpus, e deliberou (efeito Inter Partes). Não há efeito vinculante (Erga Omnes).

Também é necessário dizer que desde 1941, quando da promulgação do Código de Processo Penal do Estado Novo, até 1973, quando a ditadura militar aprovou a Lei Fleury, o que existia no Brasil era a execução provisória da pena já na primeira instância (salvo no caso de alguns crimes afiançáveis). 

De 1973 em diante, e até 2009 (passando inclusive pela Carta de 88), o réu podia recorrer da sentença em liberdade mas era permitida a execução provisória da pena - é dizer, a prisão - a partir da condenação em segunda instância.

Ou seja, durante 36 anos consecutivos - entre 1973 e 2009 - chegando até o final do governo Lula, vigorou um entendimento igual ao que o STF recuperou na semana passada. 

De modo que se pode criticar abertamente a decisão última do STF a respeito da execução provisória da pena, mas dizer que isto é uma "afronta", um "autoritarismo" ou coisa que o valha, com todo o respeito, não corresponde aos fatos. 

O STF na semana passada apenas retomou o seu tradicional entendimento. Ou será que nos idos tempos do governo Lula, entre 2003 e 2009, vivíamos numa ditadura (naquela época vigorava o entendimento que voltou agora a baila). 

Termino perguntando: existe algum outro país na face da Terra em que a execução da pena de prisão só possa ser feita depois de confirmada em QUATRO instâncias judiciais? Se existe este país, eu desconheço. 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Diogo Costa

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.