Revista GGN

Assine

Corrupção na Petrobras existe desde FHC, aponta Ministério Público

Jornal GGN - O Ministério Público Federal, uma das partes atuantes nas investigações da Operação Lava Jato, considera que os esquemas de corrupção na Petrobras dão indícios de que existem "há pelo menos 15 anos", ou seja, desde 1999, quando o Executivo federal era capitaneado por Fernando Henrique Cardoso (PSDB). 

Nesta terça (18), circulou nas redes um comentário do jornalista Ricarco Boechat, avaliando como "oportunismo" o teor dos discursos de FHC sobre a Operação Lava Jato (veja aqui). O ex-presidente chegou a dizer que tem vergonha do que está acontecendo no País. Boechat lembrou que corrupção na estatal é delatada pela imprensa há décadas. Ao lado de outros jornalista, Boechat, inclusive, ganhou um Prêmio Esso pela reportagem O caso BR, em 1989.

Matéria na CartaCapital mostra que o MPF pediu o bloqueio de bens dos empresários envolvidos na Lava Jato. 

Esquema na Petrobras existe "há pelo menos 15 anos", diz MPF

Por Fábio Serapião

Da CartaCapital

Em parecer que pede o bloqueio dos bens das empreiteiras, Ministério Público Federal afirma que a estatal é alvo de corrupção há mais de uma década

No parecer em que pede à Justiça Federal do Paraná o bloqueio dos bens das empreiteiras alvo da fase "Juízo Final" da Operação Lava Jato, o Ministério Público Federal afirma que o esquema criminoso investigado atua na estatal ao menos desde 1999. Subscrito pelo procurador regional Carlos Fernando dos Santos Lima e pelos procuradores Roberson Henrique Pozzobon e Diogo Castor de Mattos, o pedido é um dos tópicos da peça de 98 páginas em que o MPF resume as provas e indícios contra as empreiteiras produzidos pela Polícia Federal.

Na página 97, afirmam os procuradores: “Muito embora não seja possível dimensionar o valor total do dano é possível afirmar que o esquema criminoso atuava há pelo menos 15 anos na Petrobras, pelo que a medida proposta (sequestro patrimonial das empresas) ora intentada não se mostra excessiva”. De acordo com o MPF, as empreiteiras a terem no mínimo 10% de seus ativos bloqueados firmaram juntas ao menos 59,5 bilhões de reais em contratos com a Petrobras.

O juiz Sergio Moro negou o pedido de bloqueio dos ativos das empresas, temendo a quebra das companhias. Argumenta o juiz: “Considerando a magnitude dos crimes e o tempo pelo qual se estenderam, não há condições de bloquear de imediato 5% ou 10% do montante dos contratos celebrados com a Petrobras ou mesmo sobre estimado ganho ilícito da empresa, sob pena de imediatos problemas de liquidez e de possível quebra das empresas, sendo de se lembrar que tratam-se das maiores empreiteiras do país e ainda envolvidas em diversas obras públicas espalhadas no território nacional, com o que a medida teria impactos significativos também para terceiros.”

Embora tenha negado o pleito do MPF, Moro concordou em bloquear valores em nome de 17 investigados, sendo o limite máximo para bloqueio de 20 milhões de reais para cada alvo. No documento em que pede o bloqueio das contas de Camargo Corrêa, OAS, Mendes Junior, Engevix, Queiroz Galvão, Iesa Óleo e Gás e Galvão Engenharia, os procuradores também detalham como atuavam cada uma das empresas em conluio com o doleiro Alberto Youssef.

Abaixo as empresas e quanto o MPF pedia que fosse bloqueado:

Camargo Corrêa –  R$ 6,1 bilhões e US$ 17,17 milhões
OAS - R$ 10 bilhões e US$ 8,4 milhões
Mendes Junior - R$ 3,1 bilhões
Engevix - R$ 4,1 bilhões
Queiroz Galvão - R$ 8,9 bilhões e US$ 233,7 milhões
Galvão Engenharia - R$ 7,6 bilhões e US$ 5,6 milhões
Iesa Óleo e Gás - R$ 4,5 bilhões

Média: 5 (6 votos)
34 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Isso alguns já sabem,

Isso alguns já sabem, principalmente os mais politizados, os mais antenados.

O negocio é o PIG divulgar isso, principalemnte no JN, para que todos saibam.

Aí que o bicho pega.

Isso que dá o governo não ter investido numa mídia alternativa forte.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

imagem de altamiro
altamiro

deesde 1500 o patrimonialismo

deesde 1500 o patrimonialismo afana o país...

fhc é spó mais moderninho...

importa a retórica do pos-modernismo e

aqui dentro quer acabar com os direitos da maioria...

como faziam os retrógrados coronéis do império...

iluminismo pra despistar, pau nos escravos pra cofirmar a tese machadiana.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Muito antes disso.

Trabalhei em empresa que prestava serviço para a Petrobras entre 85 e 93 e era mais do que sabido e comentado das propinas e divisão das licitações entre as empresas especializadas.

Para acabar com a corrupção, só exterminando o ser humano. O que não quer dizer que não devamos combatê-la com afinco.

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Propostas, por favor

Propostas, por favor. O que pode ser feito para que se acabe com isso?

-Mais transparência e participação popular através dos Conselhos..,,.mas o decreto foi derrubado pela Câmara

-Uma PEC para alterar a forma de indicação dos conselheiros dos Tribunais de Contas e Ministros de Tribunais Superiores

-Aumentar o cerco policial, como fazer com que todos os envolvidos sejam investigados e não apenas alguns "selecionados"

-Aprovar as propostas da presidente eleita para o combate a corrupção, no total de 5 pontos. Passa no Congresso?

-Por a Abin em campo, com espiões nos setores de licitação?

-Constar em lei que apenas servidores o quadro poderão ocupar diretorias? Na prática já é assim

Enfim...

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

 

...spin

 

 

imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"Propostas, por favor. O que

"Propostas, por favor. O que pode ser feito para que se acabe com isso?":

Decapitacoes me soam otimas.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Desde o FHC? really? então o

Desde o FHC? really? então o Shigeaki Ueki, uma das maiores fortunas do mundo não roubou nadinha? sala fério!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

"Just when I thought I was out... they pull me back in"

imagem de Luís Henrique Donadio
Luís Henrique Donadio

Segundo minhas fontes na

Segundo minhas fontes na Torre do Tombo, a primeira coisa que Tomé de Souza fez quando chegou ao Brasil foi abrir uma licitação, para que pudesse ser devidamente fraudada.

Na Petrobrás porém há alguma possibilidade de o esquema só ter começado em 3 de outubro de 1953. Pesa em favor dessa hipótese o fato de que a empresa só foi fundada nessa data. Ainda assim há controvérsias.

Seu voto: Nenhum

A notícia é importante

Mas se alguém viu nisso algo que depõe em favor do Governo do PT, está precisando rever suas conclusões urgentemente. Se o Governo do PT está no poder há 12 anos, com a prerrogativa, frise-se, de indicar os cargos políticos e de confiança que comandam a Petrobras, isso no mínimo mostra que, na maior parte do tempo, o governo petista foi incompetente ou ineficaz para combater a corrupção, inclusive durante um tempo muito maior do que o do governo FHC. São 12 anos em 15 em que a corrupção gracejou livremente na Petrobras. Ou seja, 80% do tempo a corrupção aconteceu no Governo do PT sem que nada efetivamente concreto tivesse sido feito para estancar a sangria do dinheiro público que escorreu pelo ralo da corrupção.

Claro que a corrupção sempre existiu na Petrobras, assim como em outros setores da administração pública direta e indireta. No entanto, aqui não vale o argumento de que somente no Governo do PT a corrupção está sendo combatida de forma eficiente. Neste ponto, o PT não pode alegar nada que o diferencie dos demais. No mínimo, foi tão incompetente quanto os outros partidos para combater a corrupção, com a desvantagem de, no caso da comparação com o PSDB, se o MPF estiver certo em relação ao tempo durante o qual esse esquema da Petrobras funcionou, ter sido incompetente ou ineficaz em combater a corrupção por 12 anos, enquanto que os tucanos o foram por apenas 3 anos ou um pouco mais do que isso (a partir de 1999), isso quando já estavam no poder pelo menos desde 1995. Sempre se pode dizer que a corrupção só não durou mais tempo sob a égide tucana porque eles perderam a eleição em 2002, mas isso é irrelevante e não muda o fato constrangedor do PT não ter conseguido detectar e combater a corrupção na Petrobras por longos e penosos 12 anos.

Fatos são fatos. E os fatos comprovam que não é verdadeiro o combate a corrupção, da forma como o PT costuma dizer, exatamente. Se fosse, não precisaria de 12 anos para encontrar e combater um caso tão escandaloso de corrupção como esse da Petrobras, onde mais de 500 milhões de reais serão devolvidos apenas por meia dúzia de envolvidos, o que indica que muitos mais dinheiro alimentou esse esquema monstruoso de corrupção. Se não significa culpa ou dolo no cartório, como se diz, também não se tem como dizer que o PT é um exemplo no combate a corrupção, pois essa afirmação os fatos mostram que é fragorosamente, inegavelmente, inapelavelmente, rotundamente, claramente, absurdamente FALSA.

O que está provado, a partir desse escândalo da Petrobras (apesar do mensalão já ser um indício sério disso) é que o PT definitivamente NÃO é um bom exemplo de combate à corrupção. Precisa melhorar e muito. Para isso, tem que reconhecer os erros, o que muitos petistas são incapazes de fazer, o defeito crônico do partido.

É preciso encarar essa verdade e reconhecer os erros. Não se pode ficar com conversa fiada e querendo enganar os outros. O PT deixou a corrupção comer solta, por incompetência, ineficiência, culpa ou dolo, isso quem vai dizer são as investigações, na Petrobras por 12 anos. Profundamente lamentável.

Seu voto: Nenhum

"É relativamente fácil suportar a injustiça. O mais difícil é suportar a justiça." Henry Louis Mencken.

imagem de Orlando Soares Varêda
Orlando Soares Varêda

  Concordo leonidas. O diabo

 

Concordo leonidas. O diabo é identificar a escala em que foi desenhada dada corrupção, quando esta, se encontra entocada, criptografada, e encapsulada em cofre de segurança máxima.

Veja o ocorrido, entre tantas outras, com as bandalheiras da era FHC/Cerra. Não há cristão que a desentoque. Até livro*  foi publicado, contendo denúcias e fac-símele de inúmeros documentos que comprovam o envolvimento de várias aves tucanas emplumadas. Tudo documentado direitinho, com os respectivos nomes de famíliáres, amigos, comparças e etc. dos ladrões, digo, corruptos do PSDB.

Orlando

* A Privataria Tucana é um livro de autoria do jornalista brasileiro Amaury Ribeiro Jr.

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

O áudio

Neste video PRda Costa já havia mencionado que os cargos de diretorias e presidência já seriam por indicações políticas "desde que eu me conheço por Petrobrás." ( aos 5'11" do video) como também a formação de cartéis.

Oras, todos sabem disso. Até as pedras do deserto.

Aí como joão sem braço, agentes da Justiça tentam evitar constrangimento de nunca terem sequer desconfiado. Por isso, também acredito que parte do esquema envolve esses ladrões seja da política, da iniciativa privada, ou funcionário público.

O que é inacreditável e espantoso é o fato não fazer diferença alguma para todos eleitores antipetistas que gritam por justiça. bem que se diga, a deles, não para todos e a lógica evidente do comprometimento

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de O Mar da Silva
O Mar da Silva

O troll FHC e suas sandices

O troll FHC e suas sandices para idiotas como aqueles que vão às ruas pedirem a volta dos milicos e outros que acham que o Brasil foi descoberto em 2003 e a partir daí surgiu a corrupção. Só FHC mesmo para dizer tamanha idiotice.

Seu voto: Nenhum
imagem de Marco a
Marco a

As grandes empreiteiras foram

As grandes empreiteiras foram criadas nos anos 70 na esteira das obras megalomaníacos do governo militar da época. 

Se a corrupção está instalada como diz a 15 anos, significam 3 anos sob fhc e 12 anos sob lula/Dilma.  Vão relativizar dando mais importância as 3 anos tucanos?  Ou justifica?

 

Boechat é o jornalista que em discurso aprovou as ações dos blackbloc. Não vejo nele mérito pra falar dos outros.

Seu voto: Nenhum
imagem de José Silva
José Silva

As grandes empreiteiras foram

Perdoe-me, mas o MPF falou "a pelo menos 15 anos". Ou seja, pode ser muito maior esse período de roubalheira. 15 anos ou mais....

Seu voto: Nenhum

Nada de novo...

A corrupção existe na Petrobras desde que ela foi fundada, como de resto em todas as estatais sempre houve.

O problema é o PT ter tido a oportunidade de tentar moralizar a adminstração das empresas públicas e jogado essa oportunidade pela janela, locupletando-se tal qual todos sempre fizeram e, ainda mais, superdimensionando o esquema criminoso.

 

 

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

NAO aperte suas proprias

NAO aperte suas proprias estrela, ta entendendo?  NAO AS APERTE.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Perguntas sem respostas

É impressionante como algumas questões afetas à Operação Lava Jato permanecem sem respostas, a despeito do nosso jornalismo político se dedicar ao assunto em tempo integral e de procurar demonstrar que está compartilhando com o leitor tudo que vai sendo garimpado.

Os grandes jornais abusam de epígrafes como "Entenda o caso", e no mais das vezes compartilham fatos, que vão sendo articulados em observação cronológica, e fazendo uso de uma linguagem pueril, como se seus leitores fossem néscios ou viajantes do espaço, recém-chegados ao nosso mundo.

Questões mais importantes - e necessárias para que possamos extrair uma conclusão mais consistente desse cipoal de informações - no entanto, continuam irresolutas. Vamos a uma delas.

O que de fato houve entre 2011 e 2012, quando Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró deixaram os cargos que ocupavam na Petrobrás? Se analisarmos tudo que já foi escrito a respeito - ou pelo menos o que está disponível para o público em geral - iremos encontrar que eles "pediram demissão" e que foram até mesmo destinatários de alguns elogios, proferidos não sei por quem.

Mas será razoável intuir que um sujeito que está faturando milhões em propinas, segundo o que disponível na Web, deixaria, por sua própria conta, a teta que tantos ganhos lhe possibilitava? Tem mais: quem está envolto em algum mal feito trará sempre a sensação de que, sobrevindo um sucessor, suas falcatruas seriam descobertas. Quem conhece minimamente a alma humana e quem se dispuser a tratar essa questão sob o égide da lógica experimentará a sensação de que a saída deles não foi espontânea. Sobra, portanto, a conclusão de que foram demitidos e este já deveria constituir num questionamento do dito "jornalismo investigativo".

Pode-se cogitar da existência de uma "substituição rotineira" de diretores da maior empresa brasileira. Mas a concomitância com a troca do então presidente Sérgio Gabrielli, precisamente por uma pessoa da "linha dura" e sobremodo austera também é uma razão para emular o nosso desconfiômetro.

Não passa pela minha cabeça que naquele tempo não corressem mexericos dentre os empregados da empresa, sobre as estripulias desse pessoal. O canal informal, também chamado de "rádio corredor", é ávido por comentários. Numa empresa do porte da Petrobrás haverá sempre quem fica atento ao entra-e-sai de empreiteiros, de lobistas e, principalmente, à progressiva mudança do padrão de consumo, muito comum entre as pessoas que enriquecem de forma rápida e fácil. Não dá para achar que tudo eram flores.

Não dá para achar que outra tenha sido a motivação. É razoável intuir nesse sentido. Mas ai ficaria outra pergunta sem resposta: porque este processo foi conduzido de forma tão silenciosa e dissimulada? Será que o governo imaginou que esses malfeitos não viriam a tona, de um jeito ou de outro? Se foi assim é o caso de se perguntar em que mundo esse pessoal vive.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Questionamentos pertinentes

E que comprometem seriamente o Governo do PT. A CGU já tinha indicado várias irregularidades nas licitações da Petrobras, conforme declarou ontem o ministro Jorge Hage. Houve realmente algo muito estranho nos instrumentos de controle e de fiscalização da empresa. A corrupção era muito grande e envolvia muitas empreiteiras, altas somas, para que simplesmente passasse despercebida. Negócio sério. O caráter político da corrupção, evidenciado pelo envolvimento de políticos no esquema, só piora as coisas. O indicativo de querer varrer a sujeira para debaixo do tapete, como demonstra a postura da diretoria da Petrobras nos primeiros momentos das denúncias que envolviam a refinaria de Pasadena, hoje comprovadamente uma operação fraudulenta (Nestor Cerveró já pediu até delação premiada para cantar como canário nas investigações), é outro problema que compromete seriamente o Governo.

Está complicado defender o Governo Dilma quando ele não agiu como deveria. Resta torcer que as acusações não consigam atingir Dilma Rousseff, hoje, inegavelmente na corda bamba.

Seu voto: Nenhum

"É relativamente fácil suportar a injustiça. O mais difícil é suportar a justiça." Henry Louis Mencken.

imagem de Mogisenio
Mogisenio

Menos pode ser mais e mais pode ser menos

Vamos continuar especulando aqui e ali,  enquanto a PF apura os fatos, o MP denuncia, e a justiça acata ou não , condena ou nao algum ACUSADO.

Estou assistindo a mais este "filme" midiático de opiniões que só servem para enganar os otários de sempre.

E o cenário é o mesmo: uma notícia ali gera  a formação da opinião pública de um bando de desavisados. Outra notícia acolá, e mais formação de opinião de outro bando de mentecaptos. Uma prisão  na telinha e a torcida grita "gooolll!

E o bando continua firme torcendo a favor do fogo e em desfavor dos bombeiros. Tudo para garantir aquele  sentimento interno mais ou menos parecido com  "vingança" desajeitada do tipo:  saiu na telinha é bandido. E bandido tem que ir pra cadeia!

Todavia, a tal vingança já não é  "justiça". 

Os fins justificam os meios ou os meios justificam os fins?

A moral é kantiana ou aristotélica?  Você já definiu qual é a sua lei que você vai seguir para encontrar a "justiça" ou vai concordar que se o vento sopra, e só serve para soprar, então nada pode ser diferente disso?

Lado outro, gostaria de registrar que,  até certo ponto,  o Jornalista Boechat pareceu-me bem sensato em sua opinião. E ainda detonou as vozes pedintes, famintas e  sedentas  do afastamento da presidente com ajuda  da ação militar. Parabéns ao jornalista.  Disse, vale repetir, que o tal problema de corrupção na petrobrás é antigo,  ocorre desde sempre. Tanto que ele até ganhou prêmio em função disso.  Todavia, depois ele  quis interpretar alguns posicionamentos dos advogados e ai, comete alguns equívocos, a meu ver.  Mas , nada que compromete a sua opinião.

Particularmente, espero que este espetáculo tenha um final feliz, qual seja: condenação , legal e legítima  dos culpados se isso for " verdade jurídica" e prosseguimento do desenvolvimento econômico e social do país.  Só isso.  Nada mais do que isso.

Por fim vale lembrar:

Menos pode ser  mais. Todavia, o mais pode ser menos.

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"Abaixo as empresas e quanto

"Abaixo as empresas e quanto o MPF pedia que fosse bloqueado":

O pedido foi arquitetado pra ser negado!  Facamos as contas:

"firmaram juntas ao menos 59,5 bilhões de reais em contratos com a Petrobras":

6,1 bilhões e US$ 17,17 milhões
OAS - R$ 10 bilhões e US$ 8,4 milhões
Mendes Junior - R$ 3,1 bilhões
Engevix - R$ 4,1 bilhões
Queiroz Galvão - R$ 8,9 bilhões e US$ 233,7 milhões
Galvão Engenharia - R$ 7,6 bilhões e US$ 5,6 milhões
Iesa Óleo e Gás - R$ 4,5 bilhões

6.1+10+3.1+4.1+8.9+7.6+4.5 = 44.3 bilhoes.  Ou seja, assume se que 2/3 de contratos legitimos era falso/ilegal/corrupcao ou que deveria ser pago como multa ou trancado pelo judicario.

Minha alta estimativa eh que o dinheiro fora de contratos nao se sustentaria atravez de mais de uma decada se fosse mais que 10 ou 15 por cento -e isso ja seria um absurdo, um verdadeiro rio de dinheiro.

Seu voto: Nenhum

Com a diferença de que na FHC não investigava

Com a diferença de que na FHC não investigava e agora que se investiga querem derubar a presidenta. Aliás, os tucanos mandam prender quem os denuncia, que o diga Paulo Francis, que bateu as botas após sofrer um processo por ter denunciado a roubalheira na Petrobrás em 1997.

Antônio Lassance, na Carta Maior:  Não existia combate à corrupção antes do governo Lula

http://www.cartamaior.com.br/?/Coluna/Nao-existia-combate-a-corrupcao-politica-antes-do-governo-Lula/30955

Seu voto: Nenhum (2 votos)

 

...spin

 

 

FHC se arvora uma dignidade

FHC se arvora uma dignidade que apenas ele enxerga, ninguém mais!! 

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

De, ele apenas "se

De, ele apenas "se arvora"...  Nem ele sabe o papel dele ultimamente.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Até aí nenhuma novidade. A

Até aí nenhuma novidade. A corrupção envolvendo agentes públicos e privados sempre existiu e nunca será de todo extirpada porque é inerente à natureza humana a propensão para o crime.  O que não significa de maneira alguma leniência ou condescendência  para quem a pratica. Ao contrário, aperfeiçoar instrumentos de contrôle, de compliance,  no dizer dos pernósticos, e caso esses falhem(nada é infalível), punir com o máximo rigor os infratores. 

O que não é aceitável é esse festival de hipocrisia que grassa em algumas instâncias quando querem imputar ao PT toda a paternilidade do que há de errado no país. Nesse sentido, ontem tive o desprazer de assistir o Jô Soares e suas "meninas" abordando esse recente escândalos e outros assuntos políticos. 

Pois bem. Todo o encaminhamento da discussão, da cacofonia para ser mais exato(as comentaristas e o apresentador se igualando na falta de educação ao cortar as falas uns dos outros), foi para induzir ao telespectador que esse escândalo é novidade em termos de Petrobrás, se não mesmo um mero mensalão com outro modus operandi. Faziam questão de sempre fazer a ligação entre os dois episódios. 

Engraçado, para não dizer trágico, foi que no bloco no qual se discutiria o problema da água em São Paulo, a desonesta comentarista Lilian Witte Fibe(o que aconteceu com essa jornalista?) teve a desfaçatez de desviar a discussão novamente para o problema da Petrobrás de uma forma tosca, ao arguir que os problemas no setor elétrico derivavam da falta dos recursos que foram surrupiados via esse esquema da Petrobrás.A partir daí esqueceram o problema em foco, ou seja, livraram a cara do PSDB, e a discussão voltou ao leito da Petrobrás, do "nossos" dinheiro sendo desviado etc etc etc.....

Infezlimente nossos esforços para uma discussão mais crítica do PT e de seus governos ficam em segundo plano, quando não esquecidos, quando temos pela frente tanta perseguição, distorção, mentira e partidarismo explícito. Sem exageros, nos sentimos mal, muito mal, quanto assistimos tanta hipocrisia e cinismo.

Mesmo que porventura abandone de todo o PT, jamais, repito, jamais, me ombrearei com esse tipo de gente. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

UAI JB Costa, as "meninas"

UAI JB Costa, as "meninas" continuam no programa ? Pelo que li na semana passada, elas não continuariam. A Globo/Jô resolveram voltar atrás, ou entendi mal ?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

lenita

Ontem elas estavam, lenita.

Ontem elas estavam, lenita. Foi, talvez, a segunda ou a terceira vez que assisti aquele troço. Os assuntos mais sérios são tratados com a profundidade do espelho do Hubble. Aja paciência!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

O problema é que hoje se

O problema é que hoje se valem dessas corrupções para derrubar um partido legitimamente eleito e  que justamente ele- o governo atual- escancarou a mesma para o mundo.  Oras, qual razão?  Não queremos o combate à corrupção?  Então precisamos parar com uma  ideia totalmente errada que anda ganhando fôlego através de uma mídia perniciosa e, ela também, corrupta.  Não podemos ser seletivos no combate e principalmente quando esse combate à corrupção vem pautado pelo que existe de mais nojento no nosso país- nossos meios de comunicação totalmente dominados por oligarquias cujo único interesse é se locupletarem e mais nada.    E, principalmente, se  queremos combater a corrupção é preciso urgentemente corrigir alguns problemas na organização do estado e do processo político pois, caso contrário, ela, a corrupção,  voltará a se instalar.   Não podemos cair nesse golpe dos imbecis de plantão - como já li aqui e agora - que o ponto " é a escla e a forma como ela ocorre"..  A forma e a escala é a mesma, desde sempre porém só agora vem sendo combatida.  A intenção da manada pigal é o seguinte: querem  jogar uma conta nas costas de quem está justamente lutando para promover reformas e extinguir o mal que nos abate.  

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Esta estória está parecendo o

Esta estória está parecendo o bolsa familia. Já existia desde FHC mais ganhou escala no governo Lula e Dilma está pagando o pato.

 

SDS

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Carlos Batista

Fatos

Carlos,

Vá se informar um pouco.

O saque no governo do lesa pátria foi incomensuravelmente maior do que os 12 anos de Lula e DR.

Como estava tudo devidamente controlado (alguns buracos ainda continuam do mesmo jeito), ninguém poderia saber dos fatos. Só na execução da privataria, bem mais de U$ 60 bi se transformaram em éter, foram anos de um inédito assalto à mão armada - o tucano entrou com o patropi devendo uns U$ 50 bi, privatizou U$ 100 bi e saiu devendo mais de U$ 300 bi, 60% do PIB, que DR derrubou para cerca de 40%.

Não é recomendável brigar com os fatos. 

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Meu caro   Vou ser sincero

Meu caro

 

Vou ser sincero com vc. Empresa pública só é lucrativa para os donos do poder. Por mim já deveria ter vendido tudo há muito tempo, mas não sou hipocrita de querer vender surrupiando o dinheiro público. Não defendo ninguem que esteja roubando e enganando o povo. O Brasil não está preparado nem para fazer obras de esgoto e melhorar a vida da população, muito menos para gerir com seriedade uma empresa como a Petrobrás. O PT vai conseguir uma proeza, será uma ironia do destino, justamente o governo do PT empurrar a empresa para a privatização. Trabalhei na Vale muitos anos e sei bem o que é a gestão pública. Aliás a Vale está voltando a ter fortes influencias do governo em sua gerencia e a empresa está afundando em valor de mercado (não é só por causa do preço do minério que a Vale está mal).

Seu voto: Nenhum

Carlos Batista

imagem de Mailson
Mailson

Guia para entender a blindagem do PSDB pelo PIG

Publicado em 19/11/2014 no Conversa Afiada

Guia para entender
a Lava-Jato fora do PiG

http://www.conversaafiada.com.br/politica/2014/11/19/guia-para-entender-...

O que os tucanos e o Cunha preferem ocultar.

 

 

 

 

O Conversa Afiada reproduz artigo do site Muda Mais:

 

Operação Lava Jato, financiamento de campanha e reforma política: três faces de uma mesma questão


 

As recentes prisões realizadas na operação Lava Jato vieram no momento crucial em que o debate da reforma política está quente como nunca, presente na pauta do povo nas ruas. Mudar a forma como se faz política e se financiam políticos no Brasil é uma das grandes reivindicações dos movimentos sociais. Vivemos um momento histórico de investigação no Brasil, que está colocando atrás das grades corruptos e corruptores, não restando “pedra sobre pedra”.
O combate à impunidade está sendo realizado fortemente e, ao contrário do que era feito antigamente, hoje as corrupções são investigadas e os culpados são punidos, doa a quem doer. Isso só está sendo possível graças à Lei nº. 12.846 de combate à corrupção sancionada pela presidenta Dilma Rousseff, no final de 2013 e que entrou em vigor em janeiro deste ano.
A oposição tucana bem que tenta tirar o foco da operação e relacionar as prisões com Dilma, Lula e com o Partido dos Trabalhadores (PT), mas a verdade é que a presidenta é uma das maiores interessadas em dar fim à corrupção no país e punir os culpados pelos crimes.  A operação Lava Jato revelou ainda o envolvimento do PSDB com as empreiteiras investigadas pela operação. Das nove empreiteiras alvo da operação, seis delas financiaram a campanha para presidente do senador Aécio Neves , com um valor em torno de 20 milhões de reais. As empreiteiras envolvidas no escândalo são a Odebrecht, OAS, UTC, Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa, que estão com seus diretores presos acusados de formação de cartel e corrupção de funcionários públicos.
A investigação revela também a atuação das empreiteiras no Cartel em São Paulo para a construção da Linha 5 do Metrô. De sexta feira até o último domingo (16), a operação Lava Jato já prendeu 23 pessoas, incluindo a prisão de um ex-diretor da Petrobras. A operação mostra ainda que o esquema de cartel das empreiteiras em obras da Petrobras teria começado ainda na gestão do presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC), há pelo menos 15 anos!
É por isso que a reforma política está entre as prioridades de Dilma em seu segundo mandato, sendo considerada por ela como “a reforma das reformas”. Em seu discurso de vitória e nas primeiras entrevistas feitas como presidenta reeleita, Dilma ressaltou a importância de fazer as reformas de que o Brasil precisa, principalmente a reforma política, que vai redefinir as estruturas do sistema político brasileiro e combater a corrupção. A reforma política com participação social é, pois, premente!
Importante ressaltar também a proposta de Dilma Rousseff sobre a participação popular no processo de reforma política no que se refere ao financiamento público de campanhas políticas. A ideia é promover a igualdade entre os candidatos e o debate de ideias acima do poder do capital, sendo esta a forma mais honesta de financiar uma campanha para não permitir que os interesses dos financiadores se sobreponham aos interesses da população brasileira. Nas eleições de 2014, 360 dos 513 deputados eleitos contaram com financiamento de empreiteiras em suas campanhas. Dentre as empreiteiras indiciadas pela operação Lava Jato, a OAS doou R$ 13 milhões para ajudar a eleger 79 deputados de 17 partidos; a Andrade Gutierrez gastou quase o mesmo valor em 68 campanhas vitoriosas a  deputados federais. A Odebrecht doou R$ 6,5 milhões para 62 deputados, a UTC deu R$ 7,2 milhões para 61 deputados, e a Queiroz Galvão, R$ 7,5 milhões para 57 deputados.
Para que o povo tenha voz e vez na política, e o combate à corrupção continue sendo realidade no país, queremos e defendemos a reforma política com participação popular JÁ!

 

Seu voto: Nenhum

Corrupçao existe desde sempre

Corrupçao existe desde sempre em todos os governos.

O ponto nao é este e sim a escala e a forma como ela ocorre...

Seu voto: Nenhum (10 votos)

leonidas

imagem de solle
solle

A escala é proporcional ao

A escala é proporcional ao dinheiro que circula. Com o pré-sal  o investimento passou da ordem de dezenas de bilhões para centenas. Está diferença é que faz com que a corrupção pareça ter aumentado. Se aumentou em valores absolutos (e eu tenho dúvidas disso) a corrupção poderia ter caido  e muito em valores relativos (e disso eu tenho quase certeza).

O que me deixa triste é que o PT tenha levado 10 anos pra começar a investigar com vontade as quadrilhas de corruptos e corruptores.

Seu voto: Nenhum

Meu caro. Vc está enganado. O

Meu caro. Vc está enganado.

O PT não levou 10 anos pra começar a investigar. Eles foram pegos com a boca na butija.

Um dos principais acusados inclusive é o tesoureiro Joao Vaccari.

Seu voto: Nenhum

Carlos Batista

imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"O PT não levou 10 anos pra

"O PT não levou 10 anos pra começar a investigar. Eles foram pegos com a boca na butija":

Sua afirmacao nao basta, trollzinho de merda.  Documente o que diz.  Ta pensando que ta lidando com idiotas?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Eliane Ribeiro
Eliane Ribeiro

Você tem como nos dimensionar

Você tem como nos dimensionar o tamanho e como ocorreu no governo FHC?

Ah é verdade não existia investigação não havia procurador geral havia o engavetador,e fora os lances com o judiciario,

que protelam a mais anos o julgamento do Mensalão Mineiro,silencio sobre um helicoptero com 450,kg de cocaina.

Se o PT é uma "quadrilha",concerteza não é a mais poderosa do Brasil.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.