Revista GGN

Assine

Fux e o roubo de galinhas

Observação

O Ministro Luiz Fux julgou apenas a parte processual, se cabia ou não análise de mérito pelo STF. O absurdo da condenação deve ser debitado aos demais tribunais, que acataram a denúncia e ignoraram o princípio da irrelevância.

Sugerido por Aroeira

Da Agência Brasil

Ministro do STF nega liminar para acusado de roubar galinha

André Richter

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou um pedido de liminar para arquivar ação penal contra um homem acusado de roubar um galo e uma galinha, avaliados em R$ 40. Segundo o ministro, o caso deve ser resolvido no mérito do habeas corpus, após manifestação do Ministério Público.

O caso chegou ao STF após percorrer todas as instâncias do Judiciário. Segundo a denúncia, Afanásio Maximiniano Guimarães tentou roubar uma galinha e um galo que estavam no galinheiro da vítima, Raimundo das Graças Miranda.

Depois o ocorrido, a Defensoria Pública pediu ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que o processo fosse declarado extinto, uma vez que o acusado devolveu os animais. Apesar do pedido de aplicação do princípio da insignificância para encerrar o processo, a Justiça de Minas e o Superior Tribunal de Justiça (STJ), última instância da Justiça Federal, rejeitaram pedido para trancar a ação penal.

Ao analisar o caso no STF, o ministro Luiz Fux decidiu aguardar o julgamento do mérito do pedido para decidir a questão definitivamente. “A causa de pedir da medida liminar se confunde com o mérito da impetração, porquanto ambos referem-se à aplicabilidade, ou não, do princípio da insignificância no caso sub examine. Destarte, é recomendável que seja, desde logo, colhida a manifestação do Ministério Público Federal”, decidiu Fux.

 

Média: 3.7 (6 votos)
40 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Mário SF Alves
Mário SF Alves

E o domínio do pato...

Fux, rápido no gatilho, domina, mata no peito e resolve de vez a dúvida: quem veio primeiro não foi o povo, não foi o ovo, e muito menos a pseudo quadrilha de ladrões de galinha, quem veio primeiro foi o domínio dos patos.

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de roland
roland

galinhada

São decisões como essa que contribuem para termos a impressão de que a nossa Justiça em FRANGAlhos... Ou mais suja que pau de galinheiro.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de AlvaroTadeu
AlvaroTadeu

Cuidado e canja de galinha...

A culpa é do advogado, por ter invocado o "Princípio da Insignificância". Todos ficaram confusos com essa alegação. Quem eram os insignificantes? O ladrão? As galinhas? O dono das galinhas? O TJ-MG? O STJ? O STF? Na verdade, o gasto com esse processo não foi nada insignificante. Lá pelas tantas citam "pg.88". Imaginem quanto custou digitar 88 páginas ou mais de um processo tão insignificante? Ou foram datilografadas? Em se tratando da justiça mineira, tudo pode, nada espanta. Como esse processo foi pago pelo contribuinte, é bom que aprendamos a conjugar esse verbo, um neologismo novíssimo do vocabulário brasileiro: "Eu me Fux

                                                                                                   Tu te Fux

                                                                                                    Ele se Fux

                                                                                                    Nós nos Fuxemos

                                                                                                    Vós vos Fuxais

                                                                                                    Eles se Fuxeram.

 

Ai, Minas Gerais. Ai, Minas Gerais

Quem já te viu não esquece jamais,

Ó Minas Gerais.                                                                                     T

Seu voto: Nenhum
imagem de Fulvia
Fulvia

Quem mandou Afanásio afanar

Quem mandou Afanásio afanar apenas dois galináceos, tivesse ele afanado 450k de pasta pura de coca estaria livre dos rigores da Lei.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

cocorica

Parece que tem um galinha verde com medo do Afanásio.

Seu voto: Nenhum

“Contra ratos não há argumentos.” (Palmério Dória)

imagem de Zanchetta
Zanchetta

Eu quero que se FUX...

Eu quero que se FUX...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Zanchetta
Zanchetta

Tem que prender o Afanásio e

Tem que prender o Afanásio e as galinhas junto com o Dirceu, o Genuíno, o Delúbio e o João Paulo Cunha...

Eles merecem tratamento especial...

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de jns
jns

So o cabresto Globo

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de PauloBR
PauloBR

Quem veio primeiro?

Considerando que o domínio do fato sobre os atos da quadrilha suprime a necessidade da existência da própria quadrilha, tanto faz se o ovo veio antes ou depois da galinha.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

No roubo das galinhas, Fux aceitou pagar mico.

A única coisa coerente com a admintração da justiça que Fux poderia fazer era enviar o caso para o CNJ.


Os juizes que deram prosseguimento a tal processo necessitam ser investigados. 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Ouso pensar porque ouso pensar que ouso pensar.

 

imagem de DUDE
DUDE

PARABÉNS, O FUX NOS VALORIZOU.

Na verdade, Fux queria saber se era a Galinha Pintadinha.

E se for, a história seria outra.

E era, segundo ele soube, o dia do seu aniversário:

 

http://www.youtube.com/watch?v=ei2-RjJDBHc

Seu voto: Nenhum
imagem de nilo
nilo

PODERIA - E DEVERIA PELO QUE

PODERIA - E DEVERIA PELO QUE É INFROMADO - CONCEDER HC DE OFÍCIO

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Matéria digna do "supremo" que está aí.

Virou assunto da mais alta corte de baixas causas. Pensando bem, está na altura daquelas vaidades cacarejantes, de reputação mais suja do que poleiro de galinha; de gente que enquanto julga com empenho e rigor ladrões de galinha, concede salvo condutos para banquesteres e anistia torturadores. 

Em matéria de supremo, sou mais o de frango mesmo.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Pão ☭ Paz ✮ Terra ☀

imagem de almeid
almeid

Vamos ler

Vamos ler :

http://www.jusbrasil.com.br/diarios/68095423/stj-26-03-2014-pg-4296

HABEAS CORPUS Nº 290.362 - MG (2014/0053566-0)

RELATOR : MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE

IMPETRANTE : DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

ADVOGADO : DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

IMPETRADO : TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

PACIENTE : AFANÁSIO MAXIMINIANO GUIMARÃES

DECISÃO

Trata-se de habeas corpus impetrado em favor de Afanásio Maximiniano Guimarães, apontando-se como autoridade coatora o Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Consta dos autos que o paciente foi denunciado pela suposta prática do delito previsto no art.155, caput , do Código Penal, por ter tentado subtrair uma galinha do galinheiro da vítima Raimundo das Graças Miranda, avaliada em R$ 40,00 (quarenta reais).

Irresignada, a Defesa impetrou prévio habeas corpus no Tribunal de origem, tendo a Sexta Câmara Criminal, em julgamento unânime, denegado-lhe a ordem, em acórdão assim ementado (fl. 88):

HABEAS CORPUS – FURTO SIMPLES – PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA – MOMENTO INOPORTUNO – ATIPICIDADE DA CONDUTA – TRANCAMENTO DA AÇÃO PENAL – MATÉRIA QUE COMPORTA O REVOLVIMENTO DE PROVAS – INCOMPATIBILIDADE – AUSÊNCIA DE CONSTRANGIMENTO ILEGAL – DENEGADA A ORDEM.

- Em sede de habeas corpus só se permite o trancamento da ação penal quando se constata, prima facie, a atipicidade da conduta, a ausência de indícios de autoria, materialidade delitiva ou qualquer outra causa de extinção da punibilidade.

- A aplicação do princípio da insignificância é causa supralegal excludente da tipicidade material da conduta, de forma que somente ao término da instrução processual está o Magistrado habilitado a analisar tal circunstância, sendo prematura a sua apreciação antes do término daquela fase, principalmente em sede de habeas corpus, ação de rito sumaríssimo que não comporta o revolvimento de matéria probatória.

Por isso o presente mandamus , no qual sustenta o impetrante, em síntese, a atipicidade penal da conduta do paciente, pois destituída de relevância jurídica ante a aplicação do Princípio da Insignificância.

Aduz que "a ação penal iniciada contra o Paciente encontra-se desprovida de justa causa, tendo em vista as coisas alheias subtraídas, o seu valor irrisório e a pronta restituição do galo e da galinha ao seu proprietário" (fl. 5).

Diante disso, busca, em tema liminar e no mérito, o trancamento de referida ação penal.

Brevemente relatado, decido.

A liminar, que na via eleita não ostenta previsão legal, é criação da jurisprudência para casos em que a urgência, necessidade e relevância da medida mostrem-se evidenciadas de forma indiscutível na própria impetração e nos elementos de prova que a acompanham.

Em um juízo de cognição sumária, apura-se que a questão atinente à aplicação do princípio da insignificância merece uma reflexão mais profunda, demandando a análise detida da conduta criminosa, devendo, pois, ser reservada à egrégia Quinta Turma desta Corte, juiz natural da causa.

Ademais, verifica-se que a liminar pleiteada, nos termos em que deduzida, confunde-se com a matéria de fundo, consubstanciando-se em pedido eminentemente satisfativo, incabível na espécie.

Ante o exposto, indefiro a liminar.

Solicitem-se informações complementares ao Magistrado singular sobre os fatos alegados na inicial.

Após, abra-se vista dos autos ao Ministério Público Federal.

Publique-se.

Intime-se.

Brasília/DF, 14 de março de 2014.

MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE, Relator

Seu voto: Nenhum
imagem de Neideg
Neideg

Maria Avelina ( apelidada de

Maria Avelina ( apelidada de Tia Marrina, irma de mamae), sofria o diabo com esses ladroes de galinha em sua roca em Novo Triunfo, na Bahia. Colocou alguns deles na Delegacia da cidade. Um ofendidinho denunciou a reclamante por calunia.  

Nao deu nada, nem a denuncia de minha tia e tao pouco do "caluniado", sobrinho do prefeito na epoca do desaparecimento das galinhas. Todos conheciam a pratica dele e dos amigos, roubavam as galinhas para comerem em suas farras com cerveja e ainda mangavam dos surrupiados. Mas teve serventia a denuncia, os desavisados descobriram quem eram os malandrinhos que levavam as galinhas da vizinhanca.

Seu voto: Nenhum

Se for petista, melhor nem olhar para os patos

Lembra o famoso causo atribuido a Ruy Barbosa:

........

Afinal, dotô, levo ou deixo os pato ?

 

E o STF tratando disso, enquando o trensalão corre solto, helicopteros traficam sozinhos e o mensalão do PSDB não existiu para eles e a imprensona.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Neideg
Neideg

Mais um pobre, ou serah um

Mais um pobre, ou serah um preto, provavelmente um eleitor de Lula.

Merece a prisao, que va ser soldado do PCC. Eles necessitam desses soldados para alimentarem seu caixa, que elegem legisladores da Direita e robustecem os paramilitares tao uteis a extrema direita.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Fuz é o juiz de pequenas

Fuz é o juiz de pequenas causas do STF...

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Afinal, não ficou claro para mim:

as galinhas eram petistas? Se positivo tem que punir de maneira exemplar!

Ou era o ladrão o petista? Já fiquei confuso.

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de aliancaliberal
aliancaliberal

Nem todo petista é ladrão, é

Nem todo petista é ladrão, é puro preconceito seu acreditar em esteriótipos criado pela midia..

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de joel lima
joel lima

O trágico é que esse caso

O trágico é que esse caso tomou o lugar de um caso - entre outros millhares - realmente importante, revelente, que possa até cair no chão 'é um caso de vida ou morte'. E não há uma liderança política propondo uma mudança no judiciário. Estamos no pior dos mundos. 

 

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Daytona
Daytona

Mas os caras do helicóptero

Mas os caras do helicóptero com meia tonelada de cocaína já estão soltos.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Uai a galinha era do seu

Uai a galinha era do seu Raimundo? Eu pensei que a galinha fosse do Fux e ele tivesse ficado revoltado! Tá vendo aí, Ministro Teori, e V. Excia reclamando dos pães de queijo.... Fux podia ter colaborado e pedido a JB para colocar os frangos na pauta de quinta, pelo menos a gente ia se divertir. Eu hein... ainda bem que a Corte está em baixa, caso contrário, Merval Pereira já teria ouvido o frango e transformado seu Afanásio no MAIOR LADRÃO DE AVES DA HISTÓRIA DESSE PAÍS e o cara ia puxar 38 anos na Papuda... Tinha que ser com o Fux... até o protocolo trolla ele...

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Engraçadíssimo, se não fosse

Engraçadíssimo, se não fosse trágico. 

Será que ninguém atenta para essa aberração, qual seja, transformar o STF numa Corte "oceano", ou seja, onde vão desaguar os "rios" caudalosos dos milhares de contenciosos que em nada remetem ao texto constitucional? A própria suprema corte deveria tomar a iniciativa de uma reforma constitucional alterando essa mega( e estúpida) jurisdição. 

Finalmente, materializa-se o que antes se aventava apenas como mote ou retórica: o Supremo Tribunal Federal julgando ladrões de galinha. Briga de vizinhos ele já tem expertise. 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Grande Fux!

Essa foi fácil para ele "matar no peito"!

Seu voto: Nenhum (3 votos)

de Gaulle

Charles André Joseph Marie , como está atual a sua famosa  frase em relação ao nosso judiciário.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Os "juristas" insistiram

Os "juristas" insistiram tanto no recurso extraordinário e agora reclamam que têm que julgar até roubo de galinha e briga de cachorrro STF. Bem feito!

Seu voto: Nenhum (4 votos)

PJ não VOTA!

O Jornalismo acabou e a eleição não tem fim!

imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Dado a vasta experiencia

Dado a vasta experiencia suprema com ladroes de galinhas, nada mais natural.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Maria Rita
Maria Rita

Até que enfim! Um escândalo

Até que enfim! Um escândalo em Minas Gerais ocupa o plenário do STF: o mensalão do galinheiro! Não eram 40 ladrões, mas o prejuízo foi de R$ 40,00. E o Fux matou no peito. Triste transição do  prestígio do ministro, parece até Greta Garbo, que foi parar no Irajá, quem diria?

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Fux se diz um grande leitor. Deve ter lido Esopo

Certa manhã, um fazendeiro descobriu que sua galinha tinha posto um ovo de ouro. Apanhou o ovo, correu para casa, mostrou-o à mulher, dizendo:
_ Veja! Estamos ricos!
Levou o ovo ao mercado e vendeu-o por um bom preço.
Na manhã seguinte, a galinha tinha posto outro ovo de ouro, que o fazendeiro vendeu a melhor preço.
E assim aconteceu durante muitos dias. Mas, quanto mais rico ficava o fazendeiro, mais dinheiro queria.
Até que pensou:
"Se esta galinha põe ovos de ouro, dentro dela deve haver um tesouro!"
...
Esopo

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Um nome diferente, este.

Curioso, este nome  Afanásio. Provavelmente ao lhe darem esse nome os familiares não sabiam que uma das acepções para o verbo afanar é roubar, furtar. 

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Não dá ideia, não, pq do

Não dá ideia, não, pq do jeito que tá a Corte é bem capaz do cara dançar só por causa do nome. Afanásio, hein... muito bonito..

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Roubo de galinha chegar ao

Roubo de galinha chegar ao STF?

rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrssrsr

A decisão de Fux?

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Tamos ferrados.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

STF? rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

STF?

rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrssrsr

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Seu voto: Nenhum (4 votos)

kkkkkkk já seria engraçado

kkkkkkk já seria engraçado com qq um; mas com o Fux, fica especial pq ele é todo metido, se acha a cruza de Elvis Presley com Visconde Sabugosa e acabou relatando roubo de galinha... Cara, eu acho que o Fux nunca viu uma galinha na vida, só foto... kkkkkkkkkk A galinha nem imagina que passou perto de ser condenada por ter queimado o filme da Corte.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Perfeito, igualzinho

"Fux, (...) se acha a cruza de Elvis Presley com Visconde Sabugosa"

rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Fux e a tentativa de furto de galinhas

Fux e a tentativa de furto de galinhas,..Foi uma tentativa e não ato consumado,  e nem foi roubo pq a tentativa de subtração das galinhas não se deu sob o uso de violência ou grave ameaça, inclusive o casal de galináceos fora devolvido ao proprietário do galinheiro, mas com uma dessas vê-se que poleiro mesmo é o STF, dá um desânimo na gente, como pode a Suprema Corte de uma das maiores economias do mundo sendo palco dessa palhaçada

Seu voto: Nenhum (4 votos)

 

...spin

 

 

imagem de nilo walter
nilo walter

Galinha e o STF

 

 

A galinha vale mais que  a tramóia  do Azeredo .

Ainda querem que o povo acredite na Justiça .

Esse Fux devia estar tocando violão juntamente com toda sua insignificância .

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Parece piada!!!!

Só podia ser em Minas, mes...E o nome do perigoso meliante ainda é Afanásio! Pobre coitado, por praticar um dos esportes mais tradicionais de MG vai parar no STF, com o inenarrável Fux!

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Duzentas estrelas p/ seu

Duzentas estrelas p/ seu comentário... "inenarrável Fux" é a cara de Fux!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Rodrigo Negrão
Rodrigo Negrão

Do ponto de vista jurídico, é

Do ponto de vista jurídico, é abominavel que um processo destes tenha chego ao STF.

Do ponto de vista jurídico, a decisão dele é correta, não deve se  atravesssar o caminho legal e extinguir a ação liminarmente. 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.