Revista GGN

Assine

Juiz responsável pelos presos do AP 470 é transferido para juizado de pequenas causas

:

O juiz da Vara de Execuções Penais de Brasília Bruno Ribeiro, responsável pelos presos do processo da Ação Penal 470, foi removido de seu posto e enviado, pela direção do Tribunal de Justiça do Distrito Federal para um juizado de pequenas causas. Ele assume a nova função no dia 2 de abril. A designação para o novo cargo aconteceu nesta sexta-feira (28), mesmo dia em que Ribeiro apresentou sua defesa numa investigação que a corregedoria do TJDF instaurou contra ele a pedido do governador Agnelo Queiroz (PT).

A investigação aberta pelo TJDF foi motivada por uma reposta dada por Agnelo ao juiz num processo que analisa supostas regalias concedidas aos presos do mensalão. Enquanto apurava denúncias sobre alimentação diferenciada oferecida aos condenados, e até mesmo o uso do pátio interno de uma unidade prisional para buscar e levar presos ao trabalho, Ribeiro questionou Agnelo se o sistema prisional do Distrito Federal era capaz de manter um tratamento isonômico para detentos.

Ao responder os questionamentos, Agnelo disse que Ribeiro não apresentou fatos concretos sobre regalias concedidas aos condenados do mensalão. Por isso, acusou o magistrado de ter feito uma afirmação falsa, "despida de qualquer indício de prática de atos ilegais e ilegítimos", e sugeriu que o juiz fosse investigado. Ribeiro enviou sua defesa nesta sexta ao TJDF e também ao STF (Supremo Tribunal Federal), onde o mensalão foi julgado e as prisões definidas.

No documento que chegou ao STF, Ribeiro disse que rotineiramente expede ofícios com questionamentos ao chefe do Executivo do Distrito Federal. Comentou ainda que a única vez que houve uma reação do governador foi coincidentemente quando as perguntas estavam relacionadas aos condenados da AP 470.

Ribeiro tentava desde o ano passado deixar a VEP (Vara de Execuções Penais). Ele havia solicitado sua remoção para uma Vara de Fazenda de Brasília, mas vinha continuamente tendo sua designação renovada para a VEP. Recentemente o TJ havia determinado que ele ficasse na VEP até o dia 4 de abril. Depois, renovou o prazo e determinou que ficasse até o dia 20. Sem explicar o motivo da antecipação, o TJ determinou nesta sexta ele iniciasse seus trabalhos no juizado de pequenas causas já no dia 2 de abril.

Média: 5 (4 votos)
9 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Ele quer ir pra

Ele quer ir pra Fazenda....Quem não quer né.

Seu voto: Nenhum

É isso ai... Erros e crimes

É isso ai...

Erros e crimes cometidos pelos membros da justiça ou acaba em transferência ou em aposentadoria...

O exemplo não vem de cima!

Faça o que digo, mas não faça o que faço, por que senão dá cadeia!

Seu voto: Nenhum (5 votos)

"O que fazemos na vida, ecoa na ETERNIDADE!" (Máximus - Gladiador)

"Os dois mais importantes dias em sua vida são o dia em que você nasceu e o dia em que você descobrir o porquê... - M

imagem de carlos afonso quintela da silva
carlos afonso quintela da silva

Um pequeno juiz para as

Um pequeno juiz para as pequenas causas. Como diria o poeta: tudo está no seu lugar, graças a Deus, graças a Deus.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Juiz de picuinhas mesmo

De fato ele gosta mesmo é de se envolver com pequenas causas tipo tornar crime o preso comer um sanduiche, como se não fosse dado ao preso o direito de comer o que quiser já que, em regime semiaberto o periodo em que está fora da cela lhe é dado esse direito, ou seja, de comer o que quiser, o pai desse  arremedo de juiz visitou o Arruda várias vezes na cadeia, será que ele(Arruda) foi processado por causa de tal visita,  prá esses hipócritas não é  privilégio  Arruda(este sim um criminoso) estar livre e até ser candidato nestas eleições

Seu voto: Nenhum (3 votos)

 

...spin

 

 

imagem de Carlos Lima
Carlos Lima

O BRASIL DAS MULTI-JUSTIÇAS

Para falar a verdade, verdadeira no Brasil não há justiça, Há um bando de come e dorme que julgam a bel prazer de suas amizades e ideologias. Não é possível um cidadão cometer um mesmo crime e um ser punido e outro não. Quando a justiça não é isonômica se torna mera negociante de penas. O Brasil, sempre foi governado, justiçado e parlamentado pela mídia e por bacurais e até por ladrões, a única coisa que querem é a dinheirama confiscada do bolso dos cidadãos através de cobrança de impostos. Apenas um Grupo de comunicação sonegou quase um bilhão numa operação de fazer inveja a gangsteres em paraísos fiscais. Essa mídia trolha juízes, intercepta comunicação de juízes e depois diz que fez leitura labial e ficou por isso mesmo, essa mídia sabia da sentença de alguns juízes antes de tudo e já condenavam pelas suas câmeras. Como acreditar na justiça de um país se ela não sabe nem da constituição. A justiça que sentencia por prazer de condenar, não é justiça é tribunal de amigos, de partidários e etc. Não pode haver justiça injusta. Não pode haver juízes brincando de poder e de superstars . EU NÃO ACREDITO NA JUSTIÇA DO BRASIL, PORQUE NÃO ACREDITO NA BURRICE DE ENGANAR E NÃO ACREDITO NUM TRIBUNAL QUE UM MISNISTRO DIZ  AO PRESIDENTE DO STF "QUE NÃO ERA UM DOS SEUS JAGUNÇOS". O SIGUINIFICADO DE JAGUNÇO NO DICIONÁRIO INFORMAL ( Significado de jagunço no Dicionário inFormal online de Português. O que é jagunço: Cangaceiro-homem que mata as pessoas por dinheiro, capanga.) É triste saber que existe uma justiça para min, outra para você e DANTAS outras para uns dantas, QUEN TEM DINHEIRO TEM JUSTIÇA, QUEM NÃO TEM TEM CADEIA. Isso é JUSTIÇA ou é BALCÃO DE NEGÓCIO?

Seu voto: Nenhum
imagem de Flavio Martinho
Flavio Martinho

Vixe! Vai ser fritado sozinho

Vixe! Vai ser fritado sozinho ou tudo não passará de encenação?

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"Ao responder os

"Ao responder os questionamentos, Agnelo disse que Ribeiro não apresentou fatos concretos sobre regalias concedidas aos condenados do mensalão":

Nao, pera la.  Ja tinha sido investigado e documentado o caso das" regalias.  O juiz mentiu mesmo.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de AlvaroTadeu
AlvaroTadeu

Um juiz filho de um filho do PSDB.

Bruninho do coração, chupa que a cana é doce!

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Marly
Marly

O semblante.

Esse juiz (?) filho de um filho do PSDB, nessa foto tem o mesmo semblante de JB numa foto semelhante onde percebe-se um quê de arrogância. Portanto, é também um filho de JB. O dia em que a justiça for composta de pessoas idoneas e competentes, não haverá lugar, nem em Pequenas Causas" para mauricinhos como esse.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.