Revista GGN

Assine

Lista de 20 situações machistas que mulheres vivem diariamente

Sugerido por Gunter Zibell

Veja 20 situações machistas que as mulheres sofrem diariamente

De Bonde

Mesmo conquistando seu espaço a cada dia, as mulheres ainda sofrem com situações machistas diariamente. A cultura machista está tão enraizada que às vezes o machismo começa em casa. "Isso não é coisa de menina", dizem alguns pais. Até mesmo as coisas mais comuns como as cores (rosa para menina e azul para menino) acabam limitando o comportamento feminino e pré-estabelecendo o que seria "certo e errado" entre homens e mulheres. 

O jornalista Daniel Bovolento, do site "Entre Todas as Coisas", perguntou a cerca de 50 mulheres no Facebook quais as atitudes machistas que elas mais sofrem no dia a dia. A partir das respostas ele elaborou uma lista com 20 situações encaradas por elas. Aos homens, cabe a reflexão: aquela piadinha com sua colega de trabalho é realmente necessária? Você sabia que aquela "olhadela" às mulheres que passam na rua geram mal-estar e constrangimento? 


Para Bovolento, a mudança de comportamento é necessária. "Eu sei que a olhadela é natural na cultura masculina, mas talvez seja a hora da gente reavaliar as atitudes e prezar por um espaço de convivência mais justo, igualitário e menos agressivo. Todos saímos ganhando nessa." Confira a lista: 

1. Ter que saber realizar tarefas domésticas pra ser considerada uma mulher de verdade. Ouvir sempre: "Você não sabe cozinhar? Assim não vai conseguir casar nunca, tem que ser prendada." 

2. Quando a conta da mesa é pedida, ela é sempre direcionada ao homem. 

3. Ouvir que mulher não sabe dirigir ou ter que aturar piadinhas deste cunho o tempo todo. 

4. Quando as pessoas ainda se surpreendem por ela ser inteligente ou bem sucedida. 

5. Tolerar cantadas grosseiras e piadas invasivas de desconhecidos na rua. 

6. Ser desprezada quando opina sobre assuntos "tipicamente masculinos" como o futebol e lutas, mesmo que ela saiba bem do que está falando. 

7. Ser xingada de "puta, piranha, vagabunda, ordinária, cachorra" e derivados porque não quis ficar com o cara na balada. Ou por exercer sua liberdade usando qualquer tipo de roupa que quiser. 

8. A famosa – e idiota – divisão entre mulher que presta e mulher que não presta, mulher pra pegar e mulher pra namorar. Pior ainda é quando decidem fazer julgamentos baseados na aparência ou nas pessoas com quem ela anda. 

9. O status de sucesso só existe se ela for casada ou se estiver em um relacionamento. Caso ela esteja solteira depois de algum tempo, ninguém se importa com as conquistas profissionais. Conferem status de "encalhada, mal amada, infeliz" e afins. 

10. Ter que cuidar excessivamente do corpo porque a cobrança é muito grande. E caso esteja fora dos padrões, ter que ouvir que "nenhum homem vai te querer", como se atrair um cara fosse mais importante que autoestima. 

11. Não poder andar sozinha em locais mais desertos ou em horários mais tardios só por ser mulher. 

12. Viver com a ameaça constante de não ser apenas assaltada em certas ocasiões de violência e insegurança, mas também estuprada. 

13. Ter sua capacidade intelectual desmerecida em profissões "tipicamente masculinas", como engenharia mecânica e informática. 

14. Não ter a mesma remuneração e reconhecimento pessoal que um homem no mesmo nível que o dela. Parece mentira, mas isso ainda acontece em muitos lugares que pagam valores diferentes pro mesmo cargo pra pessoas com a mesma experiência, mas pertencentes a sexos opostos. 

15. Serem vetadas em atitudes nos relacionamentos, como tomar a iniciativa em chegar em um cara. 

16. Ouvir que coisas como carros, tatuagens, esportes radicais, roupas fechadas e afins "não são coisa de mulher". 

17. Não poder usar roupas curtas por medo ou receio do julgamento instantâneo e dos abusos que podem sofrer. 

18. Ter seu direito de expressão comprometido por ser mulher. Ela não não pode sair pra balada com as amigas só pra dançar, não pode ter amigos homens e muito mais. 

19. Falar de sexo é algo que causa estranheza. Caso ela fale, é considerada vulgar. Caso utilize jargões ou palavreado mais informal e direto, é julgada porque "isso não é coisa de mulher". 

20. Não poder reclamar de atitudes machistas que limitam ou ameaçam seu comportamento cotidiano e serem consideradas "chatas, mal comidas, mal amadas, exageradas" quando decidem reclamar. 

Média: 2.8 (25 votos)
51 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Sean
Sean

Mulher no volante, perigo

Mulher no volante, perigo constante! :)

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Pedro Penido dos Anjos
Pedro Penido dos Anjos

Não foi o que testemunhei em

Não foi o que testemunhei em mes namoros e casamentos.

Seu voto: Nenhum
imagem de Pietro Sanchini
Pietro Sanchini

Desculpem, mas o movimento

Desculpem, mas o movimento com a finalidade de trazer maior liberdade para a mulher, e para suprimir a repreção milenar, é recente. As mulheres vem demonstrando ser necessário muitíssimo amadurecimento neste sentido, para que o movimento não seja apenas maniqueísta, mas traga consigo uma afirmação da feminilidade como universo preponderantemente feminino, e constituinte de um valor socio-familiar tão precioso quanto os valores masculinos. Enquanto homem e mulher não souberem afirmar suas diferenças com maturidade, e procurarem cada um ajudar o outro com suas deficiências, não haverá progresso nesse sentido. Ambos tem dificuldades. Homem é péssimo para algumas coisas. Muitas vezes é duro e muito lógico com outras. Precisa da mulher para quebrar um pouco isso com sua sensibilidade. Isso somente como exemplo dentre vários. Enfim. Mas não as condeno por essa necessidade de amadurecimento, pois faz parte, dado à ser um movimento de libertação recente. Ainda estão se descobrindo como constituintes da sociedade. Mas sério, torço muito para sermos amigos, e que a mulher não se perca nesse movimento, deixando-nos órfãos de tudo o que elas possuem de bons e explêndido, e que em nós homens, falta.

Seu voto: Nenhum

Uma relaçao mais harmônica seria liberadora p/ AMBOS os sexos

Homens se liberariam se pudessem lidar melhor com os próprios sentimentos. Teriam mais prazeres com a paternidade se participassem mais da criaçao dos filhos. Seriam mais autônomos se nao dependessem das mulheres para comer, se vestir, e todas as pequenas coisas do cotidiano que deixam por conta delas (assim como mulheres nao deveriam deixar os maridos administrarem as contas bancárias e bens delas... nao só para nao serem enganadas, mas para uma maior autonomia). Etc, etc. 

"Feminilidade" e "masculinidade" podem ter alguma base biológica, mas sao sobretudo constructos sociais e culturais. Quando as concepçoes vigentes implicam em desigualdade de direito para os dois sexos devem ser mudadas. E ambos lucrariam com isso.  

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Mauricio 2013
Mauricio 2013

Pq meus comentários não aparecem?

E ficam sendo "moderados" por dias! 

Enfim lá vai de novo: Desde quando mulher quer pagar a conta? O cara que a deixa fazer isso a está vendo pela última vez, antes de virar piada de bar. 

Sim, mulher não pode ter amigo. Eu perdi uma grande amiga pq casou. Nunca mais nos vimos, sumiu, não tem outra explicação. Muito triste isso!! Revela um casamento fraco e inseguro. 

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Desde há pelo menos uns 50 anos, se nao mais...

Claro que depende um pouco do nível econômico da mulher. E de se ela trabalha e tem dinheiro próprio ou, mesmo se rica, depende de pai ou marido. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

...por outro lado, Cervantes,

...por outro lado, Cervantes, clássico universal, contrapõe o quixotesco espírito de porco d'época em revista:

"Não há carga mais pesada que a mulher leviana".

de qualquer jeito maneira se uma persona mulher, com seus atrativos naturais próprios da feminilidade diferente dos atrativos biológicos da masculinidade, encontra-se meio triste ou mesmo deprê na vida besta...e se fizer um passeio-compras na feira livre do bairro, tal expediente simples e saudável na possibilidade de caminhar carregar peso e comprar verduras legumes frutas frescas in natura, pode também ser tal passeio-compras pela feira livre, falando metaforicamente teatral, um santo remédio levanta autoestima, moral sarjeta abaixo, espinh/ela caída que é uma beleza! voltar pra casa pra vida besta r.e.g.o.z.i.j.a.d.a... pra fruta fresca nenhuma botar defeitos e maus-olhados.

Seu voto: Nenhum

"Não há segredo que o tempo não revele, Jean Racine - Britânico (1669)" - citação na abertura do livro Legado de Cinzas: Uma História da Cia, de Tim Weiner. 

imagem de Laura
Laura

Acho muito chato quando a

Acho muito chato quando a imagem de forca no sentido de opinião e dada característica "masculina". Quer maior forca que um parto?

Tambem aos homens nao poderem ser "sensíveis" e se o sao, sao " femininos" . Que bobagem!

Sao homens sensíveis, simplesmente.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Opinadoras na Balada

Parece como um inquérito realizado numa Boate, às 02:00 da manhã., com meninas mais jovens, ilustrando situações chatas derivadas de opiniões ou piadinhas do companheiro de balada.

Aonde chega a conta da mesa; ouvir cantada de bebum; ser xingada porque não quer ficar com o cara na balada; que presta ou não presta; não ser encalhada; cuidar excessivamente do corpo; tomar a iniciativa em chegar em um cara; não pode sair pra balada; falar de sexo;  e etc.

Seria interessante ver uma lista de situações chatas que acontecem com mulheres, digamos assim, mais comuns.

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Q 1 homofóbico seja tb machista é previsível...

Essas coisas nada tem de exclusivas de jovens frequentadoras de baladas. 

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Artigo 20 para você

Artigo 20 para você

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Como queria demonstrar...

Um cretino raramente é cretino num preconceito só. 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Você está merecendo.  

Você está merecendo.

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Carlos456
Carlos456

texto fraco

eu não entendo esse argumento de que a mulher ganha menos que o homem tendo as mesmas qualificaçoes. se fosse o caso todo mundo contrataria  mulheres para cortar o custo , eu duvido que algo além de lucro vem em conta nesses casos , pq corporativismo não é imoral e sim amoral. tem outro detalhe , o homem é mais disposto a ser maltratado , transferido ou sujeito a trabalho em lugares horriveis , nunca vi uma mulher servente de pedreiro na vida. se algo envolve decisoes rapidas e sem emoçoes os homens se destacam por ter um modo de pensar diferente . A mulher não tem obrigação de servir ao exercito e morrer pelo pais. já o homem é o primeiro esperado a construir algo , morrer por algo ou resolver algo. judicialmente os homens pegam as maiores penas pelos mesmos crimes , abuso sexual na prisão ou serviço militar é quase sistematico , e a maioria dos casos de pedofilia as vitimas são meninos. então tratar estupro como algo quase exclusivamente feminino é injusto  . poucas mulheres denunciam , mas praticamente nenhum homem denuncia.sobre levar cantadas deve se uma merda ter que aguentar isso , pior ainda é ter que fazer a cantada. nen pra isso as mulheres tomam iniciativa, quem da acara a tapa e está sujeito a rejeição é o homem, coisa que faz desde o berço, as meninas são mais protegidas que os meninos , sempre quando tem uma mulher no recinto , os homens mudam a forma de falar , e evitam qualquer tipo de confrontamento e se adequa as suas sensibilidades.

quem disse que a mulher não pode ter amigos homens? eu tenho amigas mulheres , eu não tento colocar meu pau em qualquer coisa que se mexe ,  as mulheres só podems ser tratadas como vitimas em qualquer situação e o homem tratado como agressor essa é a verdade

5. Serem vetadas em atitudes nos relacionamentos, como tomar a iniciativa em chegar em um cara. 

sério? vetadas? não existe mais libre arbitrio? nada te impede de fazer isso , o problema é que as mulheres não sabem lidar com rejeição tao bem quanto homens pq eles que estao mais acostumados por ter que tomar a iniciativa em primeiro lugar

 A famosa – e idiota – divisão entre mulher que presta e mulher que não presta, mulher pra pegar e mulher pra namorar. Pior ainda é quando decidem fazer julgamentos baseados na aparência ou nas pessoas com quem ela anda.  porque todos sabem que a mulher não faz isso, nunca vi uma mulher falando mal de outra mulher ou de outro homem por motivos superificiais

eu entendo quando as mulheres reclamam dos problemas , reais , é quando elas focam nos irreias que elas perdem a credibilidade. reclamar é justo , encher o saco não é

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de AGCOR
AGCOR

Fracas são as suas falácias e

Fracas são as suas falácias e conhecimento sobre o mundo. Me arrisco a perguntar de que rocha machista você saiu. Até os maiores machistas que eu conheço reconhecem que o que você disse não tem pés nem cabeça xD O mundo laboral não tem nada de amoral, tem mais preconceito que todos os meus tataravós juntos, e só piora com os avanços da extrema-direita. Não vem com essa não, que não está vendo aqui ninguém comendo picolé com a testa. Horas de trabalho remunerado e não remunerado que mulheres no mundo todo enfrentam, o esforço físico e psicológico de 2 a 3 jornadas diárias de trabalho diário não é levado em conta, mas espera só a mulherada paralisar geral, deixa só ver quantos vão querer arcar com o que elas fazem xD e sem reclamar ahahah E o seu problema é pq nunca viu uma mulher sendo pedreira? Ou indo para a guerra? As mulheres israelitas com serviço militar obrigatório mandam lembranças para você! Mas eu também mando lembranças de um país que não precisa de serviço militar obrigatório para nenhum dos género, e militares não faltam, a diferença é que acabaram os relatorios médicos falsos para nem ter de passar pelos testes... Sua infantilidade é adorável, a sua ignorância nem tanto, significa que o machismo tem mais poder na sua região que em muitos outros sítios no mundo onde trabalho de mulher e de homem não existe, existe é cooperação conjunta. Você quis ser esperto meter pedofilia no assunto mas só deu tiro no pé, você não pode garantir em momento algum que as maiores vítimas são meninos, você só pode se firmar pelo número de denúncias, e se há mais denuncias de meninos do que meninas, apenas prova que mais meninos denunciaram que meninas, não que meninos são os mais atingidos. Já escravidão e tráfico sexual anda ela por ela em alguns países e em outros as meninas e mulheres sofrem re Se você precisa de fazer cantada para atrair a atenção de uma mulher não reclame de levar bolo muitas vezes. Nós não damos cantadas mas não é porque não sabemos dar cantadas, é que para alem de não sermos muito estimuladas a fazer isso desde novas, a verdade é que muitas de nós acha de mau gosto e desnecessário, não é uma atitude de quem se incomode se outra pessoa vai gostar ou não. Muitas de nós prefere assar o coração a ferros e dizer que gosta da pessoa na lata do que mandar jargões idiotas no meio da rua ou no supermercado. Afff só a quantidade de vezes que só faltou eu colar na testa que estou interessada de verdade na pessoa tal e me esnobaram porque não fui sutil e donzela em apuros o suficiente, porque lhes roubei o papel de conquistadores... e como eu muitas mulheres deram e dão cara a tapa e se estrepam igual aos homens, deixa de ser alienado pelos discursos dos coleguinhas, você pode ter amigas mulheres mas não sabe o que é agir como mulher, porque ser mulher é muito mais do que a sua visão limitada... mas adiante, quando segui minha vida numa boa depois de levar bolo vieram correr atrás do prejuízo e acha que ficaram de cantada? Nada disso, falaram como pessoas normais, sabe pessoas que pensam no que estão fazendo e falando, se interessaram pelo que eu fazia, pelo que eu dizia, pelo que eu sentia de igual para igual, se mostravam, davam a entender quem eram sem cobrança, entendeu a diferença? Por isso não vem dizer que é incapacidade nossa, porque muitas de nós simplesmente nem quer ou precisa de cantada. Quem agora se está vitimizando é você, homens têm penas mais pesadas do que as mulheres? As mulheres são mais protegidas? Ou mais inferiorizadas? Porque aquilo que eu vejo é que a sociedade não consegue tirar das mulheres desde que nascem o rotulo de incapazes e fracas até de aguentarem com as mesmas penas, fora que os homens saem da prisão e têm família esperando, a mulher q vai presa só lhe resta o abandono de todo o mundo, incluindo família, tanto que as cobranças feitas às mulheres são enormes e a nível psicológico e de cariz objetificante e pertencente ao macho dominante. Qualquer forma de se tornarem independentes só é visto com bons olhos pelos homens se eles virem vantagem para eles, como nao ter que bancar nada para elas, aliás o que está sobrando é anuncios de caras que so querem sair com mulheres tão ou mais ricas que eles... E mesmo assim impõem condições de tal forma absurdas que se elas não podem nem chegar perto da carteira deles por outro lado, elas não podem nem afastar um segundo o olhar da dominância deles. Grande parte das cobranças machistas feitas aos homens tem como objetivo ter a mulher como troféu, o que é no mínimo de se pensar quem aqui está sendo mais humilhado né? E não me parece que os homens gostem da ideia de serem vistos como troféus por parte das mulheres, então porque as mulheres deveriam gostar?... Há mulheres superficiais? Há... Homens superficiais chega até a doer a vista de tantos que o são e são exímios fofoqueiros xD mas a fama quem leva é a mulher. Mas se é para ficar na bolha verdinha em que você vive, vou já te adiantando: nós ainda vamos "encher muito o saco" e não pára por aqui ;)

Seu voto: Nenhum

POSTEI 00H22, MAS PARECE QUE O ASSUNTO NÃO É IMPORTANTE

No dia da mulher, taioense negra é "presenteada" com racismo em Taió
  

Um dos fatos mais sórdidos e nojentos da história dos 65 anos da cidade de Taió aconteceu na manhã deste sábado (08), em pleno Dia Internacional da Mulher.

Amanhecia o dia que deveria ser de alegria total para todas as pessoas do sexo feminino que comemoram o seu dia. A cidade inclusive promove alguns eventos neste final de semana para homenagear a mulher.

Porém, em pleno século XXI, a técnica de enfermagem Cátia Regina dos Passos que tem a pele negra, abriu a porta do seu apartamento e encontrou uma caixinha com um bilhete escrito: "Bom dia, Macaca". E na caixa, havia uma banana. "E ainda me pedem pra que eu respeite essas pessoas porque elas são ignorantes e não sabem o que estão fazendo" postou Cátia em seu perfil no facebook.

Nossa equipe de reportagens entrou em contato com ela que autorizou a publicação deste fato, detalhando ainda que o bilhete estava escrito a mão num papel de caderno normal, letra de forma bem grande, "BOM DIA MACACA".

A Rádio Educadora manifesta-se CONTRÁRIA a esse tipo de ação e posiciona-se, classificando como um ato inadmissível o que aconteceu na cidade de Taió que entristece todos os munícipes num dia de tanta alegria e comemoração e solicita a atenção das autoridades policiais para este caso.

http://educadora.am.br/noticia/29221/No-dia-da-mulher,-funcion%C3%A1ria-p%C3%BAblica-negra-%C3%A9-presenteada-com-racismo-em-Tai%C3%B3

 

Em 1988 eu trabalhava na Eletropaulo e no dia do aniversário de 16 anos do boy, chamado Anselmo, na hora de cortar o bolo o pessoal deu um presente pra ele. Quando abriu tinha um bilhete e um canho de bananas. Estava escrito "Ansímio, este é teu presente de aniversáro". O menino engoliu o choro e enxugou as lágrimas que caíam dos seus olhos. Eu não aguentei e falei na hora que se ele quisesse iríamos abrir um B.O. e denunciar o pessoal, inclusive chefes que se matavam de rir. Ele preferiu deixar pra lá. Mas eu falei alto pra que todos ouvissem. Mexam comigo, não com uma criança, seus filhos da puta e virei pro garoto : nunca mais permita que te façam isto. Prometa pra mim e pra você mesmo. Da próxima vez, dê um soco na cara que eu serei sua testemunha. Fiquei quase um mês sem falar com ninguém, nem com chefia. Fui embora chorando no meio da rua. Queria matar aqueles filhos da puta. O pior é que a secretária que teve a ideia, era mulata, filha de um "morenão", como ela dizia.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

É o racismo "cordial" do

É o racismo "cordial" do Brasil, que então não é racismo! Assim como tudo o mais que é cordial, entre nós: machismo, homofobia e luta de classes... [PS: além da discriminação quanto a pessoas com problemas físicos e mentais diversos - acho que não há um nome que englobe esse tipo de discriminador e "gozador" genérico].

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Sílvia shgg
Sílvia shgg

Que coisa mais absurda!

Como é que alguém pode achar engraçado humilhar outra pessoa?

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Pois é, Sílvia. Ninguém gosta, né? Só é engraçado p/ os cretinos

que fazem esse tipo de "piadas" preconceituosas, seja racistas, seja machistas, seja homofóbicas, seja de preconceito linguístico. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

"Você sabia que aquela

"Você sabia que aquela "olhadela" às mulheres que passam na rua geram mal-estar e constrangimento?"

Sério mesmo? Nem "dar uma olhadela" pode mais? (note que não se está falando de encarar a ponto de constranger, mas "dar uma olhadela") 

São esses exageros do movimento feminista que dão munição a seus detratores. 

 

Seu voto: Nenhum (19 votos)

-------------------------------------------------- CIRO 2018 --------------------------------------------------

Além de constrangedoras, as "olhadelas" sao sinal d risco potenc

E nao há motivo nenhum para um homem de bem causar constrangimento. Só os idiotas agem assim. 

Seu voto: Nenhum (13 votos)
imagem de Mauro D
Mauro D

Não discordo de tudo o que

Não discordo de tudo o que foi dito, mas acho que está faltando equilíbrio no discurso porque eu só vejo nele as mulheres em condição de vítimas, nunca de algozes.E a realidade me mostra outra coisa.É claro que existem muitos stas e cafajestes, que além do que já foi dito mentem para levar a mulher para a cama.Mas conheço muitas mulheres que mentem para casar, ter casa,ter filhos e etc.Passam a vida reclamando do marido, tentando modificá-lo e quando o relacionamento chega ao final a culpa é sempre deles.Elas usam a beleza, a sexualidade como moeda de troca e sabem que a lei está  a seu favor.Se muitos homens são cachorros, muitas mulheres são gatas;não gostam dos "maridos" gostam da casa!

Seu voto: Nenhum (2 votos)

É a mesma coisa, claro. Como o "racismo" d negros contra brancos

Falta de noçao total e absoluta. 

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Bernardo F Costa
Bernardo F Costa

Nassif, eu vou tentar dar uma

Nassif, eu vou tentar dar uma de advogado do diabo nesse post. Sinceramente, admiro o feminismo pela história de conquistas que deu à humanidade mas vejo recentemente um sério problema com ele: se tornou ginocêntrico demais. E isso pode ser um verdadeiro tiro no pé. É óbvio que mulheres tem o direito de falar para outras mulheres e exporem seu ponto de vista sobre o assunto enquanto gênero ou representantes dele. Talvez algumas não se identifiquem com o que está escrito aqui e eu mesmo acho alguns destes pontos bastante questionáveis. O problema é quando querem que seu ponto de vista seja sempre a verdade e colocarem seus críticos numa armadilha do tipo, ou vocês são por nós ou são nossos opressores. Por isso eu vou postar aqui um link de um site de críticas ao feminismo (está em inglês, infelizmente pouco do assunto existe em português), onde vários homens postam, mas que reconhecem as virtudes e acertos do movimento. 

http://www.feministcritics.org/blog/2007/02/23/what-feminism-got-right/

http://www.feministcritics.org/blog/about/what-feminism-got-right/

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Sílvia shgg
Sílvia shgg

Me dá um cansaço

esse tipo de reclamação. Sou super feminista, mas à minha moda. Essa lista, na minha opinião, é bem típica de um feminismo com o qual eu absolutamente não concordo. Os homens, quando se vêem restritos em sua liberdade porque são homens, orgulham-se disso e desprezam as atividades típicas de mulher, probidas para eles. Não que essa seja A atitude que eu considero correta, mas mostra que eles se orgulham do que são. Já algumas mulheres, neste caso aquelas que acreditam nesse tipo de feminismo, acham que atividades legais mesmo são aquelas permitidas para os homens, as típicas de mulher são bobagem e elas querem mesmo é ficar parecidas com os homens. Pra mim, isso não é feminismo, é o contrário!

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Falou!

Falou e disse, Silvia!

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Gui Oliveira

Ainda se chama de feminista! O pior machismo é em boca de mulher

Nao tem que ter nem atividades próprias de mulher nem próprias de homem, muito menos proibidas para o sexo oposto. Em ambos os casos é machismo. Homens deveriam poder viver melhor seus sentimentos. E PRECISAM aprender as ditas atividades femininas, nao só porque as mulheres cada vez mais se recusam a ser exploradas e fazer isso por eles -- cada um tem que fazer a metade... -- como até por autonomia, para nao ficar dependentes das mulheres no cotidiano. E nao atribua coisas às feministas, quem diz que as atividades ditas femininas sao menores nao sao elas, é a própria sociedade em que vivemos, que nao paga nem mulheres nem homens por fazer o trabalho doméstico e cuidar das crianças. E as mulheres realmente feministas nao querem " ficar parecidas com os homens", apenas se negam a ter seu campo profissional e de interesses limitados por preconceitos e ser reduzidas a bonecas ou a domésticas. 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Sílvia shgg
Sílvia shgg

Oi Anaquista

eu concordo com vc em muitos assuntos, gosto de ler seus comentários. Mas quando se trata da questão homens e mulheres, pensamos bastante diferente. Desculpe eu atribuir idéias ao feminismo, talvez eu esteja extrapolando. Talvez seja um pouco de contaminação do senso comum, mas não é só isso, tenho uma filha de 28 anos que está numa fase extremamente feminista, militante, então sei que algumas coisas que critico são do feminismo mesmo. Gostaria de pedir a vc que fosse um pouco menos agressiva pois estamos do mesmo lado, talvez com idéias diferentes de como proceder. Esse assunto me sensibiliza muito pois detesto injustiça e desde criança me revoltava com a injustiça contra as mulheres. Com o tempo e meu interesse pelo assunto, fui modificando minha forma de encarar o assunto. Tenho orgulho do que acredito hoje e gostaria muito de ter a oportunidade de trocar idéias com uma mulher que tambem tem interesse pelo assunto. O único problema é que terá de se deparar com idéias que fogem do que eu entendo como feminismo oficial.

Seu voto: Nenhum

É, Sílvia, mas vc está reproduzindo discurso machista...

Essa história de "atividades femininas" vamos e venhamos... Tanto homens como mulheres têm filhos, e portanto devem cuidar deles. Quando moram juntos, a casa é de ambos, nao é justo que só um -- uma... -- faça o trabalho da casa, sobretudo quando ambos trabalham fora. E trabalhar POR SALÁRIO OU LUCRO é direito de todos e dá autonomia, nao faz o menor sentido um(a) adult@ depender de outr@ para a sua sobrevivência e nao ter autonomia sobre a sua própria vida. 

E tanto homens quanto mulheres podem se interessar pelo campo profissional que escolherem; pode haver atividades que as mulheres em geral preferem e outras que os homens preferem -- e mesmo isso é em geral fruto de condicionamento cultural -- mas nada impede que um homem ou uma mulher específic@ tenha outras escolhas. É apenas isso que o feminismo diz a esse respeito, e isso nao tem nada de "radical". 

E nao querer ser assediad@ é um direito de qualquer pessoa. Ninguém tem o direito de importunar outra pessoa que nao deseje as "atençoes" da primeira. Piadinhas cretinas só sao engraçadas para os cretinos que as fazem. Isso vale para piadas machistas, racistas, homofóbicas, qualquer tipo de piada que implique em preconceito. Podem ser muito engraçada para os membros insensíveis dos grupos dominantes, mas sao um aborrecimento constante para os alvos. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Alan Souza DF
Alan Souza DF

Ela (a Anarquista Lúcida) é

Ela (a Anarquista Lúcida) é sempre assim. Costuma julgar e rotular as pessoas por conta de um único comentário, e é sempre agressiva - é a dona da verdade, só ela sabe o que é certo. Já me chamou de "fascista" por  eu reclamar de um sujeito que estava escrevendo errado. Não me conhece, não sabe da minha militância de uma vida inteira em movimentos e partidos de esquerda, mas me rotulou de "fascista", e não há quem ou o quê prove a ela o contrário. Eu sou um ultradireitista fascista e pronto!

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Quem é de esquerda nao discrimina ninguém por escolaridade

Censurar alguém por escrever errado é elitista e anti-democrático. E, numa discussao de idéias, além de tudo é prova de mediocridade. Mas nao devo ter te chamado de fascista por isso, provavelmente seu comentário cometia ainda outro ato de preconceito. Se chamei por isso, exagerei um pouco. Nao chega a ser sinal de fascismo, apenas de elitismo, de falta de democracia e de mediocridade. 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Isso, isso, isso...

...isso, isso, isso, Silvia!

Seu voto: Nenhum (16 votos)

É isso. Dê força aos machistas, que eles te acham ótima

Seu voto: Nenhum (21 votos)

Iguais, Mas Não Muito

A culpa da discriminação vem da própria mulher que também discrimina outras mulheres.

Sempre que estou em campanha pra Dilma sinto muito maior receptividade por parte dos homens que das mulheres. Na verdade tenho até receio de falar da Presidenta para as mulheres,  porque, não raras vezes recebo como resposta, indiferença, ironia ou criticas sem base alguma.

Também não estou bem seguro de que as mulheres gostariam de ser tratadas iguais aos homens. Bem poucas mulheres preferem que o garçom lhes entregue a conta.

De qualquer forma, venha de onde vier, qualquer discriminação é sempre deplorável.

Seu voto: Nenhum (12 votos)

Tem o certo. Tem o errado. E tem todo o resto. (Cazuza)

Ah! A culpa vem das próprias mulheres. É só o que faltava!

Embora até haja, infelizmente, mulheres que compram o discurso machista -- veja a Sílvia, aí embaixo -- nao vêm delas esse discurso. É a célebre estratégia de sobrevivência dos escravos... 

Seu voto: Nenhum (15 votos)

A pior dos homens que já ouvi

O que prefere, dar uma bela de uma cagada ou uma bela de uma trepada? resposta dos homens: Depois de uma boa cagada, você não precisa ficar meia hora abraçado com a latrina.

http://gigadicas.com/piadas/piada.php?id_cat=26&id=1143

Seu voto: Nenhum (18 votos)

BARALHO, ADIR!

Assim vc supera meu comentário! 

E a anarquista vem com fogo pelas ventas, babando!

Cadê o senso de humor delas?

Todas sabem que no fundo, tirante as piadas, vivemos por e para Elas!

Abrs.

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Senso de humor, né? É a vigésima situaçao do texto.

Quando a gente reclama do desrespeito, vem esse tipo de "explicaçao". E se isso é que é "viver pelas mulheres", a gente tá dispensando, tá? 

Seu voto: Nenhum (16 votos)
imagem de Paiva
Paiva

Vc está dispensando. A

Vc está dispensando. A maioria absoluta das mulheres ADORA!

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Dito por 1 machista como vc, claro. Fonte "muito confiável"

E mesmo se apenas 10% das mulheres nao gostassem, já seria motivo para, na dúvida, com uma mulher desconhecida, nao fazer. A menos, claro, que o sujeito seja um cretino, que ponha sua pequena satisfaçaozinha de se exibir como macho acima do desconforto de seu alvo. Deve ser o seu caso. . 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

E qual a necessidade de reproduzir isso, hem? Vc acha engraçado?

Arre!

Seu voto: Nenhum (20 votos)

PERA LÁ, GZ!

Tem muita mulher que gosta de ser chamada (sutilmente, sem alto falante) de GOSTOSA (dependendo do tipo do cara que diz, não sendo ele, por exemplo, gari ou trabalhador braçal em geral). Aí como é que fica? Não é também um preconceito ao contrário?

Bão, mas a pior machista eu ouvi de um camarada, não faz muitos dias (vamu morrer sem ver tudo, né?):

SE MULHER NÃO TIVESSE BUCETA NÃO SERVIRIA PRÁ NADA!

Durma com uma dessas!!!

Abrs.

Seu voto: Nenhum (21 votos)

Isso é uma questão de comunicação

E, como sempre, tem emissor, mensagem, meio e receptor.

Depende muito mais da intenção do emissor e de como a mensagem é recebida que da palavra usada em si.

Há, sim, situações em que uma pessoa gosta de ser chamada de atraente, em um contexto de sedução ou afeição mútua.

Fora disso, no entanto, é assédio e desqualificador, é reduzir a pessoa a usufruto.

 

 

Seu voto: Nenhum (14 votos)

"Se você pode sonhar, você pode fazer" - Walt Disney

Tem, é? Mas tem muito mais que nao gosta. Entao, NAO FAÇA!

Uma coisa é um elogio numa situaçao de intimidade, ou mesmo sem tanta intimidade mas num clima de azaraçao de que os 2 participem. Outra coisa é uma cantada de rua, que é sempre grosseiro. 

Seu voto: Nenhum (16 votos)
imagem de Paiva
Paiva

Cantada na rua já terminou em

Cantada na rua já terminou em casamento. Cortejar a mulher, desde que não grosseiramente, é algo que vem da nossa biologia e psicologia evolutiva desde os tempos das cavernas.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

É. E há brucutus que nao saíram daquele tempo.

Progresso civilizatório é bobagem, né? Arre! 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

JOGUEI A ISCA

... e tava esperando alguém morder. Pois vamos lá...

Não conheço nenhuma mulher que não use um decote ou uma roupa mais ousada para que não seja OLHADA. (Isso , OBVIAMENTE, não dá o direito a NINGUÉM dirigir-lhe a palavra grosseiramente!!!). Não fossem assim todas usariam cinza ou preto (que suja menos). E burqa somente no Afeganistão.

Conheço MUITAS mulheres que construíram relacionamentos depois de uma "cantada" na rua, num barzinho, no trabalho, no estádio e casaram, construíram famílias, separaram, etc., etc. etc... Se não fosse assim as relações seriam chatas e bem difíceis.

Agora, não tenho certeza se sua assertiva de "tem muito mais que não gosta" é veridicamente correta! Pode até ser que não gostem das cantadas grosseiras, onde o camarada não tenha nenhuma chance.

Ponto!

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Mera tentativa de justificar o desrespeito injustificável

Querer ser atraente é uma coisa, ambos, homens e mulheres, querem. Isso nao quer dizer querer ser alvo de "olhadelas" que despem com os olhos, nem ouvir cantadas. Até porque, em boa parte das vezes, as pessoas querem ser atraentes em especial para pessoas específicas. Fora o imperativo de cumprir padroes da moda. 

E homens tb nao gostam, só que raramente passam por esse tipo de situaçao. Quando vivi na Europa fazia parte de um grupo feminista. As moças gostavam de se divertir fazendo com os homens o que eles fazem com as mulheres. Se punham em grupos num carro, e saíam dizendo "gracinhas" para os homens do tipo que eles fazem para mulheres. Sobretudo elogios: ao tamanho do pau, etc. Os caras só faltavam se enfiar num buraco, de tanto constrangimento. Era uma experiência absolutamente didática... 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Ops...

... vou voltar pra Europa? Qual era o país?

Seu voto: Nenhum (5 votos)

E o q tem a ver o c* c/ a calça? Resp irrelevante e disparatada

Nao tem o que dizer de sério, vem com bobagem. 

Seu voto: Nenhum (10 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.