Revista GGN

Assine

Maior expectativa de vida das mulheres é falácia, mostra IBGE

Do Brasil Debate

Um dos principais argumentos para justificar igualar a idade de aposentadoria entre homens e mulheres é o fato de que as mulheres vivem mais. Mas será que isso é verdade depois que se adquire o benefício?

No gráfico abaixo, estão os dados para média Brasil (lembrando que há uma grande desigualdade regional) sobre a expectativa de vida a cada idade. Quando olhamos a expectativa de vida ao nascer, ou seja, com a idade 0, observamos que os homens têm uma expectativa de vida de 7,2 anos menor do que as mulheres.

grafico-expectativa-de-vida-mulheres.jpg

Esse número é fruto de maior mortalidade de homens jovens, por acidentes ou homicídios. Assim, conforme olhamos a expectativa de vida dos que sobrevivem mais, menor é a distância entre homens e mulheres. Na idade de 60, a diferença já é de 3,6 anos e, na idade que o governo quer, é de 3,1 anos.

Portanto, não faz sentido esse argumento para aumentar e igualar as idades de homens e mulheres.

Seria ótimo se observássemos a igualdade de gênero de forma ampla. As mulheres, apesar de maior qualificação, continuam recebendo menos em trabalhos idênticos e estudos recentes apontam que o percentual de homens que trabalhavam e participavam dos afazeres domésticos aumentou de 35,8% para 47,7%. No entanto, ainda é muito distante das mulheres, cuja jornada dupla é de aproximadamente 90%.

Média: 3.5 (8 votos)
3 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Eugenio Nonato
Eugenio Nonato

E não é que o governo tem

E não é que o governo tem razão ao propor a reforma da previdência?

A espectativa de vida de um aposentado que se aposenta com 55 anos é de 82 anos (média de homens e mulheres).

Assim para 35 anos de contribuição ficarão recebendo da previdencia durante 27 anos.

É claro que o sistema vai quebrar. Ou quebra o sistema ou o sistema quebra o brasil.

Importante também é que, a manter esse sistema de aposentadoria, estaremos condenando nossos filhos e netos a serem pobres, pois o pais terá de aumentar ainda mais os impostos o que condenará o país a nunca crescer de maneira sólida, pois a maior parte da renda será canalizada para as aposentadorias.

Transformaremos nossos filhos e netos em burros de carga.

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Economista
Economista

Errado

Você se esqueceu de um negócio chamado perpetuidade.

35 de contribuições resultam em um certo montante de capital poupado (que fica em mãos do governo). Esse capital, se bem aplicado, gera juros anuais indefinidamente, perpetuamente, que não se esgotam em 27 anos. O montante gerado anualmente depende apenas da taxa de retorno do investimento. Na verdade, o que se recebe de aposentadoria poderia até aumentar com o tempo, se o governo retivesse parte dos rendimentos do capital e o reaplicasse, aumentando assim o montante total. Tudo isso sem novas contribuições por parte do aposentado.

Vamos parar de tratar o povo como idiota!

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Caetano.
Caetano.

O prezado Economista se

O prezado Economista se esqueceu de algo fundamental: não existe esse capital poupado. O dinheiro arrecadado é usado imediatamente para pagar as aposentadorias. O regime é de repartição, não de capitalização. Se a partir de agora fôssemos acumular esse capital, de onde viria o dinheiro para pagar as aposentadorias já concedidas?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Caetano.
Caetano.

Quem é o responsável por essa

Quem é o responsável por essa reportagem??? Afirma no título que a maior expectativa de vida da mulher é uma falácia, e no texto conclui que realmente, na idade de 60, a diferença é de 3,6 anos e, aos 65, de 3,1 anos. Onde está a falácia??? Que papelão...

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.