Revista GGN

Assine

Nassif: Temer realiza censura política contra meios alternativos

Jornal GGN – Em entrevista ao Portal Imprensa, o jornalista Luis Nassif falou sobre o corte de verbas imposto pelo governo Temer aos meios de comunicação alternativos, críticos à campanha do impeachment e às políticas de austeridade econômica. Para ele, trata-se de “censura política” pura e simples. “Meus contratos com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica atravessaram os governos FHC, Lula e Dilma, sem nenhuma pressão política. No GGN e no meu Blog tenho sido crítico de Dilma desde 2013, sem nunca ter sofrido nenhuma espécie de sanção publicitária. O governo Temer veio para impor a censura”, afirmou. 

O argumento do governo é que as verbas serão direcionadas para os meios que promovem a “multiplicidade de opiniões”. Para Luis Nassif, a intenção é fazer justamente o contrário. “Ele combate a multiplicidade de opiniões que advém dos blogs e das redes sociais. Fora eles, o que resta: a única visão dos grupos de mídia. Como o dinheiro aplicado nos blogs era ínfimo, perto da verba geral, fica nítido que a intenção foi mesmo calar qualquer crítica”.

Pelo forma que chegou ao poder, Temer está em uma posição vulnerável. A única maneira de superar a críticas é calando os críticos. Daí a campanha do governo temporário contra a EBC. Para Luis Nassif, era o único contraponto aos grupos de mídia, todos pró-impeachment. “Estava há mais de cinco anos na EBC, jamais houve interferência de governos nos meus programas e nos jornais da casa. De repente, um sujeito cuja carreira, nas últimas décadas, esteve ligada exclusivamente ao pior do jogo político - Aécio Neves e Eduardo Cunha - chega com um discurso de despolitizar a EBC investindo contra jornalistas que têm história - Tereza Cruvinel, Paulo Moreira Leite, eu. E encerra liminarmente o programa. Não apenas isso, ele e o pessoal da Secom passam a divulgar informações inverídicas sobre a publicidade oficial deste ano. Praticamente não houve liberação de recursos das empresas públicas este ano”.

Abaixo, a íntegra da entrevista:

Do Portal Imprensa

"O governo Temer veio para impor a censura", afirma Nassif sobre corte de verbas

Por Vanessa Gonçalves

No início desta semana, o Palácio do Planalto confirmou que o governo interino de Michel Temer (PMDB) suspendeu R$ 11,2 milhões em contratos de publicidade federal em sites e blogs considerados pró-Partido dos Trabalhadores (PT). 

O governo defende a ação como uma busca pela "multiplicidade de opiniões". Procurado por IMPRENSA, o Planalto defendeu a medida: "Do ponto de vista da comunicação, o governo estava anunciando somente em blogs que refletiam parte da opinião pública, não representando a multiplicidade das opiniões. Como é impossível obter essa representação ideal, o governo definiu como prioridade somente produtos que tenham cunho jornalístico, de interesse público".

Com os cortes, sites como como Brasil 247, Diário do Centro do Mundo, GGN, Conversa Afiada, SRZD, Opera Mundi, Carta Maior, Congresso em Foco e Observatório da Imprensa tiveram seus contratos de publicidade com o governo e empresas e bancos estatais suspensos.

O jornalista Luis Nassif, proprietário do site GGN e do blog que leva seu nome, criticou abertamente a medida por entender que Temer age como censor às vozes da imprensa de oposição. Ao lado de profissionais como Tereza Crunivel e Paulo Moreira Leite, foi um dos profissionais cujo contrato com a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) também foi suspenso com a troca de comando da estatal, logo após o afastamento de Dilma Rousseff (PT).

À IMPRENSA, Nassif comenta as medidas do governo provisório sobre o corte de verbas, as mudanças na EBC e garante que o presidente interino "veio para liquidar com as vozes divergentes".

IMPRENSA - Como você classifica esse corte de verba publicitária do governo interino a sites considerados pró-PT?

LUIS NASSIF - Censura política. Meus contratos com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica atravessaram os governos FHC, Lula e Dilma, sem nenhuma pressão política. No GGN e no meu Blog tenho sido crítico de Dilma desde 2013, sem nunca ter sofrido nenhuma espécie de sanção publicitária. O governo Temer veio para impor a censura. 

Ao anunciar o corte de verbas, o Planalto afirma que busca uma "multiplicidade de opiniões. Você acredita nesta intenção ou vê este ato como uma forma de calar esses sites? 

Claro que não. Pelo contrário, ele combate a multiplicidade de opiniões que advém dos blogs e das redes sociais. Fora eles, o que resta: a única visão dos grupos de mídia. Como o dinheiro aplicado nos blogs era ínfimo, perto da verba geral, fica nítido que a intenção foi mesmo calar qualquer crítica.

Acredita que esses veículos apontados como pró-PT, entre eles o seu, poderão encerrar suas atividades caso não seja revertido o corte dessas verbas publicitárias?

Haverá redução drástica da estrutura, sim. Principalmente porque as agências de publicidade estão focadas exclusivamente nos grandes grupos de mídia.

Na sua opinião, qual será o grau da liberdade de imprensa durante a gestão Michel Temer?

Ele veio para liquidar com as vozes divergentes. Sua posição é muito vulnerável, tanto pela forma como conquistou o poder como por sua vida política pregressa. A maneira de se tentar legitimar é criar inimigos imaginários e ataca-los com todas as armas.

Você foi um dos jornalistas cujo contrato foi encerrado com a chegada de Laerte Rimoli à presidência da EBC. Sentiu-se perseguido com essa medida?

Claro. Estava há mais de cinco anos na EBC, jamais houve interferência de governos nos meus programas e nos jornais da casa. De repente, um sujeito cuja carreira, nas últimas décadas, esteve ligada exclusivamente ao pior do jogo político - Aécio Neves e Eduardo Cunha - chega com um discurso de despolitizar a EBC investindo contra jornalistas que têm história - Tereza Cruvinel, Paulo Moreira Leite, eu. E encerra liminarmente o programa. Não apenas isso, ele e o pessoal da Secom passam a divulgar informações inverídicas sobre a publicidade oficial deste ano. Praticamente não houve liberação de recursos das empresas públicas este ano. 

Na sua opinião, por que a EBC se transformou em objeto de disputa do governo interino e do governo anterior?

Porque era o único contraponto à campanha do impeachment feita pelos grupos de mídia. Aliás, o governo anterior dava tão pouca atenção à EBC que a primeira entrevista concedida por Dilma foi depois de ter sido licenciada do cargo de presidente. Aliás, só vim para a EBC depois do meu contrato com a TV Cultura ter sido encerrado devido a críticas que fiz, no meu blog, ao governo Serra.

Média: 4.6 (22 votos)
19 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Interessante essa lógica do

Interessante essa lógica do governo usurpador: sob a desculpa de que busca a "mutiplicidade de opiniões" censura através do estrangulamento financeiro parte dessa opinião. Um cinismo bem próprio dos proto-ditadores e dos inseguros e complexados como é o caso desse Michel Temer. 

Não seria o caso de se recorrer à Justiça dada a falta de isonomia de tratamento que atenta contra a liberdade de imprensa? 

Seu voto: Nenhum

fazer como o Outras Palavras / Outras Mídias

em campanha pra arrecadação.

Seu voto: Nenhum
imagem de Serjão
Serjão

Ditadura

Comum em todas as ditaduras o ataque à cultura. Uma das primeiras medidas desse governo traíra foi contra a cultura, típico em todas as ditaduras da história.

Essa investida contra a TV Brasil merece manifestações maiores do que aquelas ocorridas contra o esvaziamneto do Minc. A TV Brasil é uma conquista de todos os brasileiros. 

Seu voto: Nenhum
imagem de Armando Falo
Armando Falo

Nós é que devemos patrocinar

Nós é que devemos patrocinar os blogs e sites progressistas.
Esse é o caminho.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de maria rodrigues
maria rodrigues

É tanta indignação a ser

É tanta indignação a ser sentida desde que passou esse mísero impeachment.

Eu, sinceramente, sempre pensei que Michel Temer fosse outra pessoa. Imaginava que faria o diabo para sentar na cadeira de Dilma, mas como imaginar um cara sempre risonho, com bons modos, (falsos), de fato com uma trajetória de político conciliador, isto visto enquanto ele foi presidente da Câmara. 

Foi decepcionante demais ficar a ver todos os dias esse sujeito mostrar uma cara de monstro, desvairado pelo poder, não sei atendendo a quem para se tornar tão vil. 

Como se não bastasse essa perseguição invejosa contra Dilma, já destronada, enquanto ele posa como gente grande, que não o é, ainda tem esse tipo de picuinha, como a de se voltar contra a EBC, contra jornalistas, impondo regras, impedindo divisão de renda em comunicação, a um Temer não tem como agir como um bom caráter, e sabe que por meio de blogues a gente aprende, toma conhecimento da verdade, se informa de verdade. 

Muita indignação; muita chateação, e quase um ódio a sentir por gente tão canalha. Mas, eu creio em Deus.

Eu creio que o povo brasileiro ainda vai se surpreender com a reviravolta que esse problema político vai dar, e já começou a mostrar resultados. Vou ficar desconsertada se Temer sair às ruas e for bem-recebido como ele diz. Acho que não haverá espaço pra ele, e ninguém pode viver eternamente se escondendo, em especial alguém que se diz, mesmo sem ser, Presidente da República.

Vem mais delações por aí.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de J.marcelo
J.marcelo

A GLOBO tucana deveria sofrer

A GLOBO tucana deveria sofrer corte na verba se seguisse
esse raciocínio,ela é SUPERPARTIDÁRIA e pq querem
acabar com a EBC q promove a cultura, e um meio de
comunicação como a Globo que é MANIPULADORA permanece? PURA INVERSÃO DE VALORES!!

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de dude
dude

Aqui há pluralismo, um espaço democrático.

A resposta é muito simples.

Aqui há pluralismo. É um espaço democrático.

O espaço, nos textos e nos comentários, sempre tiveram divergências, com detalhes em busca de posições que se aproximem mais da verdade dos fatos.

Temos aqui fatos e críticas, com embasamento em posições divergentes, eliminando a possibilidade da unilateralidade, muito presente na mídia televisa e, ainda, em determinados blogs.

Por ser assim, sempre preferi ler e até me atrever a comentar neste blog plural, mesmo, muitas vezes, não concordasse com o o texto publicado. Aqui, sem dúvida, conseguimos ser melhor informados e discutir as questões democraticamente.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Normal, normalíssimo. Foi a

Normal, normalíssimo.

Foi a dedo: o GGN está entre os veículos alternativos à mídia massiva de maior abrangência e importância. O mesmo aconteceu com o 247, o DCM, o Tijolaço e o Viomundo.

O que chama a atenção é que, embora esse expediente adotado por Temer seja vil e incompreensível, comprovando seu caráter canalha, ele demonstra que: sim, a mídia alternativa tem grande relevância. Por vezes a grande imprensa é obrigada a mencionar (ainda que de maneira abafada e a contragosto) o que sai na mídia alternativa.

Outro aspecto que chama a atenção é que a imprensa de massa é copidescada todo dia.

Os detratores dos veículos alternativos possuem duas posturas, dependendo da crítica.

Quando a crítica engloba maximizar o impacto da "máquina petista", ou da "ditadura bolivariana", daí o conjunto dos veículos alternativos se torna a "mídia petista", com ares de importância dantesca e com uma magnitude dubitavelmente atribuída.

Quanto a crítica visa ridicularizar e minimizar a importância das informações veiculadas, daí a gigantesca "mídia petista" se converte em "blogs simpáticos ao PT", usando o termo "blog" de maneira pejorativa, com vias de diminuir o poder de contestação que os ditos "blogs sujos" possuem.

Mas, dos males o menor: a mídia alternativa vai continuar sendo a válcula de escape do uníssono inquestionável dos veículos do PIG.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

"O jornal de ontem mentiu. O de hoje está mentindo. O de amanhã não será mais verossímil."

O DITADOR

TEMER NÃO É APENAS  DISSIMULADO,TRAÍRA ,GOLPISTA, CORRUPTO, DETONADOR DA CULTURA, DA TECNIOLOGIA, DETONADOR DO  BRASIL ELE É MAIS QUE ISSO... E UM DITADOR  IMBECÍL QUE LOGO ESTARÁ USANDO UMA ARGOLA NO TORNOZELO IGUAL A DO CUNHA.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de alêminas
alêminas

Da onde saiu a figura abissal ... de chapéu

e zóculos que faz o comentário? Credo em cruz ... será da turma do patinho amarelo?

Seu voto: Nenhum (3 votos)

NASSIF,

NASSIF,

me solidarizo. O ataque gratuito - neste caso nem tanto pois sabemos o que está por trás dessa idiotice - e mentiroso é, dentre as agressões, o mais nefasto golpe. Como se defender e de quê? Como combater a mentira que todos ouvem quando tua voz é silenciada? Como provar sem foro e arena?
Explicar e defender sem ter que se explicar e nem ter do que se defender: Kafka?

Dilma, guardadas as proporções, está sob ataque, e neste momento, todos os que propugnam por nossa frágil democracia.

Lamento por você. Ser atingido assim é muito triste. Dói a injustiça, dói que só a voz acusadora seja ouvida.

Uma vergonha que haja os que aplaudem este tipo de conduta.

Lamentável.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Doug_SP
Doug_SP

O único alento é que o Temer

O único alento é que o Temer está fazendo tanta cagada (desculpem o termo xulo) que é certeza que ele não dura muito, a "lua de mel" com os alienados que apoiaram o pedido de impeachment vai acabar logo. Já está na hora de começarmos a pensar no pós-Temer, o breve. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de jose antonio santosjj
jose antonio santosjj

vamos pensar numa alternativa

Devemos pensar numa alternativa para que os sites, blogs como os informados na materia não saiam do ar.

Alguém ja sugeriu um portal  agregando todos eles, não sei se é viavél tecnologicamente.

Até porque só me informo através deles (GGN,DCM, CF, Altamiro Borges, Rodrigo Viana, Carta Capital etc), já que me recuso a dar audiência aos ligados à grande imprensa.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Era esperado.

Desde que se iniciou o processo golpista contra o governo de Dilma Rousseff, sabia-se que folhas e telas críticas ao conluio entre Congresso, Judiciário e teclados na sala-de-estar da casa-grande seriam perseguidas e eventualmente extintas. Bastasse um mínimo viés de esquerda ou que pudesse ser identificada ao "lulo-petismo". Primeiramente, seriam visadas as públicas, mais tarde as privadas. A vendetta logo chegará a "CartaCapital", "Caros Amigos", PHA, DCM.

Golpes de Estado são sempre ditatoriais, censores, dispensam a participação militar, mas não conseguem conviver com a diversidade de opiniões e imporem suas mentiras. Temer, o medíocre, e seu corrupto grupo amarelo-patológico, a propósito do corte de despesas, se divertirá perseguindo os desafetos de ontem pelos delatores de hoje. Ou o amigo Nassif já não percebeu José Serra assoprando, sob risco de inalação de gás venenoso, seu nome aos ouvidos de Temer et caterva?

Da mesma forma, não teria percebido o gozo solto de como a notícia sobre EBC e TV Brasil foi publicada na Folha de São Paulo? Tenho certeza de que atrás do redator, por cima de seu ombro, Otávio Frias Filho babava indisfarçadamente: "Cita o Nassi, cita!" Lembremo-nos de como o abandono de Lula a um almoço no jornal repercutiu no fígado do herdeiro da ditabranda e das vans a serviço da ditadura.

Golpistas precisam ser repelidos em todos os seus atos antes que nos tirem a liberdade em nome da liberdade deles de conspirarem. Se não for com a AK-47, de cara munição e que nos faria gastar dinheiro em corpos já decompostos, que seja com palavras que sirvam para ferir seus "podres poderes".

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de nilo walter
nilo walter

  É  a receita do 

 

É  a receita do  nazifascismo .

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Edivaldo Dias Oliveira
Edivaldo Dias Oliveira

O Mcartismo de

O Mcartismo de Temer.

Macartismo (em inglês McCarthyism) é um termo que se refere à prática de acusar alguém de subversão ou de traição sem respeito pelas evidências.

No Brasil como nos EUA ficou popularmente conhecido como "caça às bruxas".
As bruxas, no caso, é quem, não apenas se opunha, mas que fizesse qualquer crítica, mesmo que construtiva aos Estados Unidos. Era logo taxado de comunista e perseguido implacavelmente.
O lindo filme Trumbo, sobre a perseguição ao consagrado roteirista de cinama Dalton Trumbo, conta um pouco desta história.

   

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Cadê?

Cadê os bostas petistas para defenderem seu lindo "republicanismo"?

Será que agora vão finalmente entender como é que a banda toca?

Seu voto: Nenhum (13 votos)
imagem de solle
solle

mas que bosta de

mas que bosta de comentário....!!!!!!

Seu voto: Nenhum (15 votos)
imagem de sergioa
sergioa

Qual afinal é a surpresa?   O

Qual afinal é a surpresa?

 

O que se esperava de um traíra-golpista? Algo diferente? Este proto-ditador que solapou o poder na mão grande aliado ao que de pior no mundo político, empresarial e justiça, só poderia ter um atitude ditatorial e de censura.

Ele é traíra: É TEMER, É TEMER É TEMER

Ele é golpista: É TEMER. É TEMER, É TEMER

Ele é mentiroso: É TEMER, É TEMER, É TEMER

Ele é hipócrita: É TEMER, É TEMER, É TEMER

Ele vai ferrar o brasileiro: É TEMER, É TEMER É TEMER

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.