Revista GGN

Assine

Procurador diz que delação da JBS contra Dilma e Lula é "incomprovável"

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - Em entrevista ao UOL, o procurador Ivan Cláudio Marx, que cuida do inquérito contra Lula e Dilma por causa da delação de Joesley Batista, da JBS, praticamente deu 3 motivos para o caso ser encerrado.
 
Em troca de imunidade penal, Joesley afirmou à Procuradoria da República que mantinha no exterior duas contas criadas ao longo dos governos Lula e Dilma, onde chegou a acumular 150 milhões de dólares.
 
A conta era administrada apenas por Joesley e quando a JBS fazia doações ao PT nos pleitos eleitorais, o empresário afirma que "descontava" o valor correspondente do fundo no exterior.
 
A fragilidade da delação de Joesley já havia sido apontada pelo GGN no momento em que os anexos do acordo vazaram na imprensa. Depois, a grande mídia ajudou a revelar que as contas de "Lula e Dilma" bancaram, na verdade, luxos de Joesley: a compra de um apartamento em Nova York, de dois barcos e as despesas do casamento com uma apresentadora de TV.
 
Agora, o membro da Procuradoria da República também admite que a delação é "incomprovável", e explica porquê: 
 
MOTIVO 1 - Quem cuidava da conta era Joesley, não Lula ou Dilma
 
"Ele [Joesley] diz que as contas teriam recursos em favor dos ex-presidentes, mas as contas estavam em nome do próprio Joesleu. Era ele quem operava as contas."
 
MOTIVO 2 - Não há provas de que Dilma e Lula sabiam das contas
 
"Primeiro, ele disse que Guido Mantega havia falado que os dois sabiam das contas e viam os extratos. Depois, ele disse que teve conversas tanto com Lula quanto com Dilma sobre essas contas. Mas, até agora, só temos a palavra dele."
 
MOTIVO 3 - Contas não foram usadas para fazer repasses ao PT
 
"O dinheiro saía do Brasil e ia para essas contas no exterior, mas não voltava ao país para fazer as doações. Segundo ele mesmo, o dinheiro das doações não saía dessa conta."
 
Procurada, a Procuradoria da República que fechou a delação disse que não iria comentar as declarações do procurador Ivan Marx e afirmou que os "colaboradores precisam entregar documentos que corroborem as afirmações que fazem", caso contrário, o acordo poderá ser revisto.
 
Leia a entrevista completa aqui.
Média: 4.3 (6 votos)
6 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Jus Ad Rem
Jus Ad Rem

TV argentina denunciou a Globo por induzir o povo ao erro

Deveriam mandar essa informação do arquivamento da denúncia contra Lula e Dilma à TV argentina para que pudessem confirmar o que disseram lá à época dos fatos. 

Seu voto: Nenhum
imagem de Jus Ad Rem
Jus Ad Rem

Por que não disse,

Por que não disse, “improvável” ou simplesmente “não há provas”?

Essa “criação” de palavra tem um só motivo: Dizer que "sabem" que são culpados, porém não há provas.

A pergunta é: Por que não disseram isso? Resposta: Porque ficaria ridículo.

Seu voto: Nenhum

O esquema já é manjado.

O esquema já é manjado. Aguardem para amanhã ou depois o livramento de Temer, Aécio e camarilha de ladrões. É sempre assim: uma leve aliviada para o PT e o Lula e uma aliviada geral para os correligionários da PF, da PGR e da Justiça. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Vera Lucia Venturini

Comprovação

Segundo li outro dia em algum blog ísento, Lula é tão benevolente que a tal conta pagou até a festança do casamento do delator. E parece que um iate de luxo, também para o delator.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Versão  bancária do

Versão  bancária do "triplex".Se,foi imputada  a propriedade    de imóvel a Lula,sem registro algum,porque  não seria acatada  titulariedade  de contas bancárias   remotas  pertencentes aos ex- presidentes (do PT)?Bem que a Globo tentou....

Seu voto: Nenhum (1 voto)

snaporaz

imagem de Antonio C.
Antonio C.

Com a overdose de ilações,

Com a overdose de ilações, incriminações sem provas, opiniões tortas e hidrófobas...

Bom, o que é o Judiciário mesmo?

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de rl
rl

Justiça?

Ora, Lula e Dilma? Manda pro Moro que sai prisão perpétua.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de PauloBR
PauloBR

Nada muda

A delação é notoriamente incomprovável, mas a justiça, finoriamente, é improvável.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.