Revista GGN

Assine

Xadrez de como Janot foi conduzido no caso JBS

Teoria do Fato é um método de investigação que o Ministério Público Federal introduziu na Lava Jato. É um nome vistoso para uma metodologia utilizada empiricamente por repórteres na cobertura de casos complexos.

Trata-se de montar uma narrativa com um conjunto de deduções amarradas a algumas informações objetivas.

Vamos montar nossa Teoria do Fato sobre o acordo de delação da JBS.

Movimento 1 – Janot e a Operação Norbert

Fatos: No dia 2 de janeiro de 2015 o GGN divulgava em primeira mão a ação penal 209.51.01.813801- que mofava desde 2010 na gaveta do PGR – na época era Roberto Gurgel (https://goo.gl/kd7LeA). Na noite do jantar de posse de Dilma Rousseff, antes de publicar a matéria, cobrei de Janot posição sobre o inquérito.

- Quando você tirará da gaveta a Operação Norbert?

A primeira reação de Janot foi demonstrar surpresa, sugerindo nada saber sobre o tema. Como já tinha todos os dados, despejei em cima dele: a operação em cima de um casal de doleiros no Rio de Janeiro, Norbert Muller e sua mulher, Christine Puschmann , montada por três procuradores de ponta do MPF – que você chamou para trabalhar na PGR -, que descobriu contas de Aécio Neves em Liechtenstein abertas em nome de uma tal Fundação Bogart & Taylor.

Aí Janot se lembrou e me disse que daria parecer no máximo até abril.

Publiquei a matéria. No dia 25 de março de 2015, o jornalista mineiro Marco Aurélio Flores Carone entrou com uma denúncia na Sala de Atendimento ao Cidadão, solicitando providências em relação à denúncia (https://goo.gl/EwgyPs).

Constatou-se que havia sido arquivada em 23 de fevereiro de 2010 pelo procurador Rodrigo Ramos Poerson, sob a alegação de que o Principal de Liechtenstein não tinha acordo de troca de informações com o Brasil.

No dia 15 de dezembro de 2015 Janot respondeu, informando que havia determinado o arquivamento dos autos alegando que a conta era de propriedade da mãe de Aécio, Inês Maria Neves Faria, com Aécio e irmãos figurando apenas como herdeiros. Além disso, segundo Janot, a mãe de Aécio não autorizara ninguém a abrir conta em seu nome e os valores movimentados eram inferiores ao mínimo a ser declarado ao Banco Central.

Em vista disso, determinava o arquivamento dos autos.

Esse era o Janot-Aécio antes do fator JBS.

Peça central em todas as etapas das investigações foi Marcelo Miller, procurador que conduziu a Operação Norbert, que viu indícios contra Aécio para remeter a denúncia para a PGR e que depois foi convocado por Janot para compor seu estado maior na Procuradoria Geral da República. Ou seja, o procurador Miller, em Brasília, não viu nenhum dos indícios apontados pelo Procurador Miller, quando no Rio de Janeiro.

Movimento 2 – a JBS ensaia a delação premiada

A água começou a bater no nariz da JBS com a delação de Fábio Cleto, ex-vice-presidente da Caixa Econômica federal, ligado a Eduardo Cunha. A empresa foi alvo de três operações da Polícia Federal, Sépsis, Greenfield e Cui Bono, bens foram bloqueados e os irmãos afastados da direção do grupo.

Os irmãos Batista já haviam traçado sua estratégia. Primeiro, mudar a sede da empresa e suas residências para os Estados Unidos. A maior parte dos negócios já estava por lá e seu pedido de mudança da sede seria muitíssimo bem acolhido porque daria aos Estados Unidos poder amplo sobre o maior fornecedor de proteínas animais para a China e para a Rússia. Não foi difícil um acordo de leniência com o Departamento de Justiça local.

Mas, antes, precisaria se livrar dos empecilhos legais no Brasil. E o caminho seria um acordo de delação que limpasse definitivamente a barra por aqui.

Advogados de Joesley Batista sondaram procuradores da Lava Jato em Brasília querendo abrir caminho para a delação premiada.

Um deles era Marcelo Miller, braço direito do PGR Rodrigo Janot e profundo conhecedor dos intestinos da Lava Jato. Além disso, profundo conhecedor da falta de vontade da PGR em investigar Aécio Neves.

Movimento 3 – Miller monta a estratégia

No final de 2016 Joesley Batista percebeu que precisaria de uma estratégia fulminante para impedir que a Lava Jato destruísse a empresa, a exemplo do que fez com a Odebrecht.

Há alguns meses, Miller manifestara a colegas a vontade de deixar o MPF. A partir de fins de 2016 provavelmente deu-se a aproximação de Joesley com ele. Vamos imaginar o diálogo:

Joesley conversou com Miller indagando como poderia obter uma delação premiada que o livrasse de todos os problemas no Brasil. O procurador alegou que seria difícil, mas não impossível. Teria que apresentar uma bomba atômica maior do que todas as anteriores. Mas teria que apresentar de tal modo que não restasse outra alternativa a Janot senão aceitar.

Qual seria o caminho?

Provavelmente a resposta foi algo do gênero: “Não posso dizer, porque não sou seu advogado”.

Foi um acerto rápido – a julgar pela cronologia dos fatos. Miller seria contratado pelo escritório Trech, Rossi & Watanabe, conceituado, contratado pela Petrobras para uma auditoria em todos os contratos e e-mails da companhia desde 2003.

Movimento 4 – preparando o bote

Antes mesmo de sair do MPF, Miller ajudou a montar a estratégia.

Primeiro, analisou com Joesley todos os trunfos que teria à mão. E Joesley apresentou seus dois maiores trunfos: a possibilidade de grampear conversas comprometedoras com Michel Temer e Aécio Neves.

Mas como convencer Janot a aceitar? Desde 2014, Janot sempre tergiversara quando as investigações roçavam Aécio Neves (https://goo.gl/iuSuxK). No Supremo, havia uma disputa entre ele e o Ministro Gilmar Mendes, inimigos declarados, mas revezando-se na blindagem a Aécio. Deixara incólume Dimas Toledo, o operador de Aécio em Furnas; recusara a delação da OAS, que seguramente incriminaria caciques tucanos.

Qual o caminho das pedras para aceitar a delação da JBS?

A estratégia consistiria, então, em apresentar provas tão bombásticas que Janot não teria outra alternativa senão aceitar. E nada melhor do que um grampo em Aécio Neves, o lado mais vulnerável de Janot, devido às suspeitas sobre sua falta de vontade de atuar contra o conterrâneo.

Miller pediu exoneração do MPF no dia 6 de março de 2017. O primeiro grampo de Joesley Batista foi um dia depois, no dia 7 de março de 2017 (https://goo.gl/OzX0Oi).

No dia 2 de abril de 2017 surgiram as primeiras informações de que Joesley estaria disposto a fazer as delações.

No decorrer do mês, houve a abordagem formal da PGR pela JBS para negociar o acordo de delação. O pacote incluía grampos com Aécio e Temer, em conversas comprometedoras; extratos bancários, números de contas no exterior por onde transitavam as propinas. E a informação de que já estavam de partida para os Estados Unidos.

Jogaram um elefante na sala de Janot, sem a menor possibilidade que fosse escondido debaixo do tapete, como foram escondidas as capivaras de Dimas Toledo, dos esquemas de Furnas, das parcerias com a Andrade Gutierrez.

Em pungente artigo publicado na UOL no dia 23 de maio de 2017, Janot admite como praticamente foi obrigado a aceitar a delação (https://goo.gl/CIb6oN).

“Em abril deste ano, fui procurado pelos irmãos Batista. Trouxeram eles indícios consistentes de crimes em andamento – vou repetir: crimes graves em execução –, praticados em tese por um senador da República e por um deputado federal.

Os colaboradores, no entanto, tinham outros fatos graves a revelar. Corromperam um procurador no Ministério Público Federal. Apresentaram gravações de conversas com o presidente da República, em uma das quais se narravam diversos crimes supostamente destinado a turbar as investigações da Lava Jato.

Além desses fatos aterradores, foram apresentadas dezenas de documentos e informações concretas sobre contas bancárias no exterior e pagamento de propinas envolvendo quase duas mil figuras políticas”.

Não é a declaração assertiva de um PGR no pleno comando das operações, mas explicações titubeantes de como foi obrigado a aceitar a delação e negociar termos bastantes favoráveis aos delatores:

“Que juízo faria a sociedade do MPF se os demais fatos delituosos apresentados, como a conta-corrente no exterior que atendia a dois ex-presidentes, fossem simplesmente ignorados? Foram as perguntas que precisei responder na solidão do meu cargo”.

Foi a chamada sinuca de bico. Ou aceitava ou haveria dois dos mais cobiçados alvos da Lava Jato livres, leves e soltos em Nova York e o fantasma do pacote de delação pairando sobre o pescoço de Janot.

“Finalmente, tivesse o acordo sido recusado, os colaboradores, no mundo real, continuariam circulando pelas ruas de Nova York, até que os crimes prescrevessem, sem pagar um tostão a ninguém e sem nada revelar, o que, aliás, era o usual no Brasil até pouco tempo”.

Movimento 5 – a adesão da Globo

Mas não bastaria. Entrava-se, agora, em um terreno tabu para a mídia, a criminalização dos seus aliados. Afinal, Aécio Neves quase se tornou presidente da República com jornais escondendo seu passado e todas as suspeitas que pairavam sobre ele. E membros da força tarefa da Lava Jato, de Curitiba, fazendo campanha ostensiva para ele através das redes sociais.

Além disso, já havia um cansaço com as estripulias da Lava Jato paranaense e críticas cada vez mais amplas contra o estado de arbítrio. Sem o bate-bumbo da mídia, o Ministro Luiz Edson Fachin dificilmente homologaria uma delação na qual o elemento de maior destaque era um grampo no próprio presidente da República.

Como furar o balão da cumplicidade da mídia, regada pelas verbas publicitárias articuladas por Eliseu Padilha?

Aí entrou a rede Globo e seu principal patrocinador – a JBS.

No dia 10 de maio de 2017 Joesley, mais sete executivos da JBS foram até o Ministro Luiz Edson Fachin confirmar os termos da delação premiada acertada com o PGR (https://goo.gl/D07n1Z). No dia 17 de maio de 2017, a notícia da delação é vazada para O Globo. À noite, o Jornal Nacional monta uma cobertura de quase uma hora, improvisada. No dia 18 de maio de 2017 Fachin anuncia a homologação da delação.

Imediatamente, a Polícia Federal prende Andreá Neves, invade os apartamentos de Aécio Neves, criando o episódio de maior impacto da Lava Jato desde a condução coercitiva de Lula.

O que cativou a Globo e a fez apostar todas as fichas na denúncia e, por consequência, no impeachment de Michel Temer? Quem vazou o acordo para ela, Janot ou os Batista? Como explicar quase uma hora de Jornal Nacional improvisado, com repórteres e comentaristas de olhos arregalados, balbuciantes, sem conseguir sequer seguir o script? E, mais ainda, contra o maior anunciante da Globo e rompendo o pacto com outros grupos de mídia?

Há um conjunto de possibilidades:

1.     A Globo foi convencida de que não haveria mais condições de apoiar Temer, depois que o pacote fosse revelado. A alternativa seria ela faturar jornalisticamente em cima da denúncia, cacifando-se para os jogos da sucessão.

2.     Houve uma negociação da Globo com a própria JBS, visando criar o fato consumado. Nenhum veículo investe a seco contra seu maior patrocinador com a desenvoltura com que a Globo endossou as denúncias.

Foi uma adesão tão rápida e improvisada que, de manhã, Mirian Leitão produziu uma bela reportagem com o ínclito Eliseu Padilha defendendo o governo; e à tarde, depois do editorial da Globo pedindo o impeachment, correu a retificar com uma notinha em que dizia que, à luz das últimas informações, o governo Temer não tinha remédio. As últimas informações eram o editorial de O Globo.

Média: 4.9 (41 votos)
57 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

Janot joga para a platéia

Ao ser entrevistado, o Procurador Jatomorista Carlos Fernando disse:

"Percebe-se uma mudança de narrativa, ou pelo menos uma tentativa. Vejo a população, em geral, ainda muito positiva e apoiando [a Lava Jato]. Mas se percebe em formadores de opinião uma lenta campanha, seja por interesses de estabilidade econômica, ou seja por interesses inconfessáveis, de manutenção do sistema como ele sempre funcionou. Um sentimento de ‘o partido já saiu do poder, vamos resolver os problemas’. Isso acontece, essa tentativa de mudança de narrativa.

Sabemos que não vamos ter 100% do apoio em 100% do tempo. Mas não temos que buscar o apoio da população, e sim trabalhar, independente do que digam a nosso respeito".

 

Enquanto o Procurador Federel Carlos Fernando está supostamente fazendo seu trabalho independentemente do que digam a respeito da Lavajato de Curitiba, a Lavajato de Brasilia está preocupada com o julgamento que a sociedade fará do seu trabalho, pois, de acordo com o Rodrigo Janot

"Que juízo faria a sociedade do MPF se os demais fatos delituosos apresentados, como a conta-corrente no exterior que atendia a dois ex-presidentes, fossem simplesmente ignorados?"

Resumindo: enquanto a Lavajato da República de Curitiba trabalha sem supostamente buscar o apoio da população, a Lava Jato de Brasilia busca o apoio da população através de um julgamento favorável a ela, ou seja, o Janot joga para a platéia.

 

A propósito da preocupação do Janot com o julgamento que a sociedade faz do MPF, ele afirma não que supostos fatos delituosos em relação ao Lula e à Dilma foram NARRADOS, mas apresentados. Ora, os fatos delituosos apresentados na delação do Joesley foram só os do Aécio Neves e do Temer.  Em relação a outros crimes, os fatos apenas foram narrados, não apresentados.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Severino Januário
Severino Januário

As afirmações do procurador,

As afirmações do procurador, a meu ver, podem ser considerada como uma declaração de celebridade em declínio, embora no auge do estrelato tenham chegado a fazer até tournées pelo exterior: "Ainda fazemos sucesso, embora outros artistas tenham tomado a cena principal. Vamos continuar nosso trabalho, porque o fazemos não buscando os holofotes, mas sim, sendo fiéis a nosso projeto e a nosso público que nunca nos vai abandonar." Ora, os holofotes, que sempre foram a razão maior de suas existências, já não os têm em seu foco principal. Só lhes restam os shows periféricos e os do vasto interior.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Minha nossa! Quanta pequenez

Minha nossa! Quanta pequenez moral nos homens públicos brasileiros. É empresário, é autoridade judicial, é político, é jornalista...  Que país resiste a uma elite de tão baixo padrão moral? De uma elite sem qualquer comprometimento com seu povo, seu país e suas instituições. Acho que deveríamos mudar o nome do Brasil para República Bananeira de Lilliput. Pelo menos perderíamos a ilusão pois o nome já revelaria o que somos. 

Lula é um Gulliver perto dessa gente. E como ocorre com Gulliver, que foi condenado por salvar vidas ao urinar na capital para apagar um incêndio, Lula vai ser condenado por sua ligação com o comprometimento com o social que tem por fim salvar vidas. 

Eu sou da geração que lutou pelas diretas acreditando que lentamente nos transformaríamos num pais civilizado. Foi um choque descobrir que a Constituição que serviria para organizar o funcionamento do estado brasileiro é instrumento de manipulação e ilusionismo de nossos juizes e promotores. Que bandidos idosos comandam o país sem qualquer comprometimento com o futuro de nossos jovens e crianças. Que moleques envolvidos com o consumo de drogas (e sabe-se lá mais o que) são protegidos pela Justiça e tem o poder de se associar com esses bandidos para destruir o futuro da nação. E que tudo isso foi feito com o apoio de uma parcela considerável da população brasileira, cuja classe média movida pelo preconceito social e desinformação, apoia a retirada de direitos e é cúmplice das elites predadoras e do autoritarismo judicial que solapa a Constituição, base da organização de um Estado democrático. 

Se a Constituição, base da organização do funcionamento do Estado não funciona no país, no que se transformará esse país?

 

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Vera Lucia Venturini

imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

 Olá Da.Vera.Papai,de quem a

 
Olá Da.Vera.Papai,de quem a senhora se tornou fã,responderia a ultima pergunta do seu texto,de maneira rapida e prescisa:Em ossos de borboleta.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Obrigado...

...por falar por mim, Vera.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

"Penso, logo existo"

imagem de Severino Januário
Severino Januário

"Que juízo faria a sociedade

"Que juízo faria a sociedade do MPF se os demais fatos delituosos apresentados, como a conta-corrente no exterior que atendia a dois ex-presidentes, fossem simplesmente ignorados?" Exatamente por este trecho conclusivo e altamente significativo das explicações de Janot do porquê de ter admitido fazer um acordo com os Batista é que se percebe que as tais contas de Lula e Dilma foram um dos fatores decisivos para que Janot aceitasse o acordo. Uma conta de propinas de Lula e Dilma no exterior deve ter deixado Janot assanhadíssimo, e além de tudo, esta seria uma espécie de compensação dada à direita pela destruição moral de dois de seus mais caros líderes. Ao incluírem esta suposta conta na delação, os Batista sabiam que estavam reforçando seu anzol com uma isca irresistível. Depois do peixe (Janot) fisgado, esclareceram tranquilamente que as contas não eram de Lula ou Dilma e que eles nunca a tinham usado. Tudo estava consumado.    

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Discordo de sua análise sobre

Discordo de sua análise sobre a adesão da globo à delação dos irmãos da Friboi. Minha teoria da conspiração me diz que a globo se envolveu até o pescoço em contrapartida que o FBI ofereceu para que ela participasse do golpe, destruisse a conomia nacional, suas empresas e o protagonismo do Brasil no mundo, relacionada com as investigações do caso Fifa que pega Ricardo Teixeira e alcançaria os irmão Marinhos. No Brasil não seriam presos. Nos E.U.A sim. Isso explica a Globo no golpe e no apoio a delação da Friboi.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

 "Se eu tiver que escolher entre um amigo e um oprimido, eu fico com o oprimido. Eu tenho lado e não escondo! Não sou daqueles que ficam em cima do muro para agradar lad

É, pode haver mais coisas

É, pode haver mais coisas entre o céu (os states) e a terra (a Globo) do que imaginamos...

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

Companheiro Rpv,cometeu ato

Companheiro Rpv,cometeu ato falho.Esqueceu-se dos urubus.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

Eita Moreno de Poços bom da

Eita Moreno de Poços bom da gota.Dias desses solicitei-o com toda educação,que fizesse o chamado Raio X do corpo inteiro de Aécio Neves,visto que,sempre observei que Aécio não se portava,vamos por assim dizer,no pleno gozo de suas faculdades mentais.Havia e há algo errado.Reparem cuidadosamente os dialogos que Aecio trava com diversos dos seus interlocutores,consubstanciados nos grampos da Policia Federal.A descontextualização das conversas,são as mais claras evidências,a induzir não se tratar de uma pessoa normal.Nassif não só opera o Mineirinho sem anestesia,como desvenda de forma espetacular,a segunda maior bomba politica da historia do Brasil.O relato milimetrico que faz da delação da JBS,é de tirar o folego,e confere a ela um suspense hitchcockiano.Nesse tipo de jornalismo ninguem,absolutamente nenhum outro jornalista o supera.A cada Xadrez que edita,sobre a maior organização criminosa já formada nesse País amargurado,arranca uma parte do corpo apodrecido e joga aos crocodilos esfomeados,que,na espreita,aguardarão o naco podre do dia seguinte.

Seu voto: Nenhum
imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

Travava eu e os meus

Travava eu e os meus desconfiados botões,uma discussão fratrecida para saber o real significado de o por que as estrelinhas não ascendem em alguns comentarios.Eles diziam que era por falta de energia eletrica.Eu retrucava dizendo que o Blog era dotado,tambem de energia solar.Ele considerava a condição da quebra de algum disjuntor.Eu argumentava que eles estavam mais por fora de que Claudia Cruz,em relação as roubalheiras de Eduardo Cunha,segundo Moro.Não existe mais disjuntor,agora é tudo a base do controle remoto.A discussão adentrava as mais absurdas elocubrações,tal qual os miolos esfumaçados  da cabeça de Aecio Neves.É por isso,por aquilo,aquiloutro.Como uma alma penada,identica a de Don Altobello,a vagar pelo Jaburu em noites isones,sem ninguem perceber,ouço sussurrar aos meus ouvidos a voz inconfudivel do inefavel Peru:Não é nada disso que vocês estão falando.Elas não ascendem quando o comentario é Hour Concurs.Caimos na gargalhada,eu e meus sorridentes botões.

Seu voto: Nenhum
imagem de ana s.
ana s.

questão que também me atormenta

Junior, agora, por exemplo, este seu comentário a que estou respondendo está com as estrelinhas desabilitadas. Coisinha irritante!

Seu voto: Nenhum
imagem de Júnior 5 Estrelas
Júnior 5 Estrelas

Onde foi parar meu direito de

Onde foi parar meu direito de resposta em relação a ana s?A editoria do Blog deve observar que ela se dirigiu nominalmente a mim.Eu a respondi também nominalmente.Sumiu na fumaça que protege os cadastrados estrelados daqui,ou por acaso estou faltando com a verdade.Pior,em nenhum momento dirigi-me a ela.Segundo consta, direito de resposta é direito consagrado pelo Diploma Consolidado Pátrio,e está umbilicamente atrelado a liberdade,que representa o ar que precisamos para viver.É de Peri Bevilaqua.

Seu voto: Nenhum
imagem de Fabio !
Fabio !

Enquanto brincavam de caçar pedalinhos .........................

Não havia necessidade de o sr. Janot se perguntar o que os brasileiros pensariam de uma PGR que ignora denúncias tão contundentes .

Isso porque todos os brasieliros já pensam que falta faz , depois de mais de 30 anos da volta do poder aos civis , não termos sido capazes de construir instituições . Caso contrário  , se existissem instituições no Brasil , não chegaríamos ao ponto em que chegamos. 

Afinal , se a lista de furnas tivesse sido investigada , se o helicoptero com meia tonelada de cocaína tivesse sido investigado , se as incursões de Temer no porto de santos tivessem sido investigadas , se todas as evidências contra José Serra e sua filha Verônica tivessem sido investigadas , enfim , jamais estariamos hoje de joelhos pedindo pelo amor de deus a alguém para tirar um bandido da presidência da república . Enquanto quem tinha autoridade para agir preferia brincar de caçar pedalinhos , a nau dos insensatos corria solta . 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Antonio A. B. Neto
Antonio A. B. Neto

O que mais me espanta é o

O que mais me espanta é o noferastu não ter caído até agora e ainda se comporta com um ínclito da moralidade e da inteligência administrativa.

 

Aparece entre empresários fazendo discursos, promovendo mudanças governamentais como se nada tivesse acontecido, como se ele fosse o mais probo dos homens, arreganhando os dentes como um verdadeiro pulha da república velha, o plutocrata e cleptocrata da escuridão não abre mão do cargo roubado na mão grande, utilizando as instituições da República, qual um Marcola de casaca, faz inveja aos bicheiros do século passado nos escombros do Rio de Janeiro, agora não dono de um banca de jogos de azar, mas senhor de todo um país, com a caneta de ouro, manipula o poder ao seu feitio, usa verbas do erário para atingir seus objetivos mais nefastos e putrefatos.

 

Senhor das trevas, resiste até ao poderio midiático da poderosa do Jardim Botânico, é o mais resiliente corrupto que já se atreveu a sentar na cadeira presidencial, faz planos de se manter no poder por eras mesmo eventualmente cassado, ele debocha da nossa cara sem qualquer pudor.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

E como se encaixa a

E como se encaixa a transmissão dos jogos da seleção pela TV Brasil?

A coisa tá de um jeito no ninho golpista que até vaca está estranhando bezerro.

A mimha suspeita é que a ordem veio lá de fora sem dar chance pra ponderação.

Então, Joesley Safadão faz acerto lá nos EEUU e essas coisas se movimentam "sem nenhuma conexão"?

Ora, conta outra.

Repito: não há possibilidade de processo contra a CBF não envolver a Rede Globo. A Suiça revelou da-dos-ban-cá-ri-os.

A Globo está sendo puxada pelo nariz a partir de fora.

E esses tolos da lava jato também.

A questão é :quem foi primeiro nessa jogada, nesse "dá ou desce" para o governo Temer?

Eu acho que foram as facções da PGR e da PF. A Globo teve que dar um tremendo cavalo de pau à contragosto. Não deu tempo nem de afinar o discurso com seus principais propagandistas.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

PJ não VOTA!

O Jornalismo acabou e a eleição não tem fim!

imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

Companheira Lucinei,você é

Companheira Lucinei,você é ótima,principalmente com essa historia de "dá ou desce".A Globo vai dá e vai descer,igualzinho a dupla Tadeu e Tádano.

Seu voto: Nenhum
imagem de saulogeo
saulogeo

Caiu.

Segundo informações, caiu o diretor de futebol.

É preciso lembrar também do encontro agendado do ex diretor de futebol da globo,  com o Marcelo Odebrecht, possivelmente envolvendo a construção do estádio do Corinthians e a assinatura de contrato de transmissão exclusiva dos jogos do time.

A casa está caindo....

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Severino Januário
Severino Januário

Apenas como dado

Apenas como dado indispensável à narrativa histórica, seria bom lembrar da questão que em dado momento veio à baila na mídia e por toda parte, sobre a legalidade ou não de se fazer investigação sobre o presidente da República. O caso parece ter vindo em forma de tese, mas na ocasião ficou praticamente assentado, no STF, que sim, era possível haver investigação sobre o Presidente. Este aval foi decisivo para a continuidade dos trabalhos referentes à montagem da bomba dos irmãos Batista. 

Seu voto: Nenhum
imagem de helio dias horvath
helio dias horvath

o imbroglio da JBS

Criou-se, afinal, o clima adequado para o arquivamento do processo contra a chapa Dilma-Temer. Se não, vejamos.

Primeiro, a acusação do PSDB-Aécio nunca teve um mínimo de realidade. Tratou-se exclusivamente de um chilique que transitou de seu eleitorado histérico ao candidato derrotado. Fúria, portanto, apenas fúria, que passados mais de dois anos se esvaiu em frustração e desinteresse.

Segundo, a trabalheira infernal a que se viu obrigado o Juiz-Relator para achar alguma coisa concreta na história, culminada com a oportuna colaboração dos apóstolos da Lava-Jato ao trazer a delação premiada do casal de publicitários aos autos. Será preciso a audácia peculiar aos tresloucados para os juizes reconhecerem a imprestabilidade da maçuda papelada acrescida ao palavreado rancoroso da acusação.

Terceiro, a exposição repentina e brutal de Aécio Neves, o candidato campeão dos revoltados, indignados e cansados da pátria verde-amarela, salve, salve... O horror experimentado por essa gente só não é maior que aquele que ainda vão sentir ao se olharem no espelho, qualquer dia destes. Apequenai-vos, hordas de insensatos!

Que Juiz do TSE deixará de apoiar a recomendação de seu Presidente, o Juiz Gilmar, para que a crise política seja solucionada por aqueles que a criaram?

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Às ruas, às ruas, às ruas!

O vento está a favor do progressismo no Brasil, pois eles estão nus.

Não há cordenação, não há timão. O golpe é de segunda, paraguaio mesmo! Baixa qualidade, feito por bandidos de segunda, uma amarra às pressas facilitada pelo péssimo desempenho político do governo Dilma.

E hoje interesses diversos de mafiosos se mordendo. O que sustenta o golpe é VERGONHOSAMENTE O JUDICIÁRIO, o adiamento de hoje no julgamento de Moro, o STF, enfim, não faltam evidências, só o judiciário que sustenta o BANDIDO DESMASCARADO do Temer no poder, dando a ele a manutenção da ânsia em devorar nossos direitos.

O quanto é pesado nas nossas costas os salários do judiciário e quantos são os juízes que se desviam do virtuoso e da dignidade? Mesmo ganhando alto como ganham.

DESGRAÇADOS JUÍZES, HIPÓCRITAS VERGONHOSOS. Pesados salários ao país e que JUSTIÇA nos dão em troca? Que garantias temos? Escandalosos, fosse o Brasil um país na Europa, teriam suas cabeças nas pontas das lanças.

Às ruas, às ruas, às ruas. O vácuo não é de poder, é de retórica, é na comunicação. Tomemos esse ponto, às ruas com as pautas eleições diretas, educação, saúde, às ruas com as pautas, não são da esquerda, são do Brasil.

Mobilizem-se líderes a construir continuamente as mobilizações, as manifestações e a comunicação para a sociedade do absurdo que é um bandido como Temer estar na presidência. Sim, sim, comunicar, fazer saber, professar, fazer e atuar diretamente na comunicação e conscientização.

O vento está a favor e a vergonha é deles.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de naldo
naldo

Esse estória é fétida do

Esse estória é fétida do começo ao fim,

 

grampear um presidente é gravíssimo mesmo sendo o temer, e para avacalhar de vez,  o cidadão corre para o país que mais gosta de apontar o dedo para o resto do mundo, sei......acolhe de bom grado um corrupto declarado? E o presidente da cbf está preso por que???? E a afirmação que o cabeça branca blinda o mineirim a gente já está careca de saber, gostaria que revelassem o seguinte: POR QUÊ??????

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

Companheiro Naldo,pelo visto

Companheiro Naldo,pelo visto não´lê meus comentarios,tampouco o da lenda Janio de Freitas.POR QUE??????.O País apodreceu. 

Seu voto: Nenhum
imagem de j.marcelo
j.marcelo

Bagunçou todo o jogo do

Bagunçou todo o jogo do golpe,me recolho para me reprogramar e se limpar,na semana que vem volto e

solto "algumas das minhas"aqui! Mas antes, VOLTAA DILMAA !!!

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Eis a historia

Tem uma fotografia em que Michel Temer cumprimenta Rodrigo Janot, creio se tratar da posse de Carmem Lucia na presidência do Supremo, em que Temer encara Janot com o cenho franzido e Janot parece pouco a vontade, bem sem graça. Fiquei pensando o que esses homens sabem um do outro, esperam um do outro. Por que Temer da uma encarada no PGR e o Janot não gostando daquela cobrança no olhar... Temer poderia ter conduzido o indicado de Janot na liste triplice. Poderia ter fechado algum acordo com Janot, afinal Janot também faz politica na sua Procuradoria. Mas o procurador Miller se antecipou e colocou o bode na sala da PGR. Eis a historia!

Enfim, esse interregno da historia politica e juridico no Brasil ainda tera que ser bem analisada para sabermos bem quem são aqueles que puxaram os cordões dos bonecos em cena. O pobre Dellagnol não passara a Historia como acredita, menos ainda a caricatura de juiz Sergio Moro. Ja o Janot, ironia do destino, sera o procurador que ajudou a derrubar dois governos e deixou o Pais em chamas. Das cinzas algo novo deve sair.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de saulogeo
saulogeo

Talvez...

Pode ser que exista uma terceira via:

O nome da Globo  acabar aparecendo  em uma  delação minuciosa da JBS, via cavaleiros do apocalipse de Curitiba.

Uma pergunta que não quer calar:

Como pode a mídia, o quarto poder da nação, ter ficado de fora deste verdadeiro mar de dinheiro sujo?

Como questiona o patricarca da Odebrecht, por quê só agora a mídia investe contra os malfeitos?

Nesse tempo todo, qual foi a contrapartida da mídia para manter o silêncio?

A Globo saiu na frente, abandonou as parceiras de golpe e deixando-as chupando dedo?

E pau no Judas (MT e minneirim) que a galera quer sangue.....

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Acredito no imponderável!

Principalmente quando o imponderável responde pelo Departamento de Justiça dos EUA!

Acredito que o Joesley procurou o DoJ e contou sua triste história, a de corromper milhares de políticos!

Consternados e atônitos, procuradores americanos aceitaram a oferta do mega-empresário na condição de se livrar dos achaques que os "chatos" corruptos o fariam ainda que fosse para os EUA!

Ai cabe uma reflexão!

Não tomar ao pé da letra a palavra de caixa 2 do JBS!

Sempre aferir: Se o JBS repassou dinheiro para determinada campanha e esta campanha registrou como oficial é por que o candidato acreditou que seria de caixa 1!

Mas se o candidato não mencionou ou apresentou notas frias, então procurar recibos do repasse e neste caso foi caixa 2!

Pode haver maracutaia!

100% de caixa 2 nem no paraguai...

Mas serve de parametro de sonegação para a receita federal!

Diante do apoio do DoJ americano Janot e fachin foram obrigados a receber a delação para que a justiça do Bananal não ficasse pior do que já está!

Imagina se a divulgação saisse antes no YouTube?

É vexame atrás de vexame...

Seu voto: Nenhum (2 votos)

"O que fazemos na vida, ecoa na ETERNIDADE!" (Máximus - Gladiador)

"Os dois mais importantes dias em sua vida são o dia em que você nasceu e o dia em que você descobrir o porquê... - M

imagem de Fábio Henrique
Fábio Henrique

Na minha opinião, a adesão

Na minha opinião, a adesão repentina da Globo só teve um motivo: ordem dos USA. Como Nassif mesmo disse, era de interesse dos ianques o sucesso da delação dos irmãos da JBS. 

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Leleco
Leleco

Ora , ora , nosso " cidadão

Ora , ora , nosso " cidadão da república de curitiba e imparcial "Miller na zona cinzenta entre o legal e o moral do privilégio das informações... Seria como se o advogado da receita americana largasse o osso para trabalhar para o Capone ? Esse caso ainda vai fazer escola no MP...

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

Companheiro Leleco,quando

Companheiro Leleco,quando você colocou o magano na zona cinzenta do legal e imoral, esqueceu-se do engorda,

Seu voto: Nenhum

"Que juízo faria a sociedade

"Que juízo faria a sociedade do MPF se os demais fatos delituosos apresentados, como a conta corrente no exterior que atendia a dois ex-presidentes ..."

No artigo do Janot o destaque para o tópico mais frágil da delação do "brothet" Batista, a tal conta na Suiça que "atendia a dois ex-presidentes" (Lula e Dilma).

Nem disfarçou com um supostamente.

Tascou o atendia e pronto, sem apresentação de prova, como no caso do dinheiro para o Aécio  Neves, Senador da República, que no artigo sequer foi mencionado "nos demais casos delituosos".

Enfim,  expõe suas razões para aceitar a delação-bomba e aproveita para destacar a cláusula obrigatória das delacões, a denúncia contra Lula, dessa feita com um brinde especial: a Dilma Rousseff. 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Severino Januário
Severino Januário

Essa suposta conta de Lula  e

Essa suposta conta de Lula  e Dilma foi o fator que fez o Janot aceitar o acordo com os Batista sem mais sequer pestanejar. E foi claramente, como depois se viu, um engodo para fazer com que Janot mordesse o anzol. Ele cresceu os olhos com a possibilidade de pegar Dilma e Lula com uma conta secreta no exterior. Este prêmio valeria a pena da detonação de Aécio e Temer, e seria um consolo para os golpistas desiludidos. Depois de Janot estar fisgado, ficou claro que não havia a tal conta de Dilma e Lula. Era enganação.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

E é do lado das barbeiragens q PGR "será entrada" no Acordão

Temos analisado há semanas - eu e meus parceiros de blog - os termos das diferentes minutas de "acordão" e a sua evolução - desde dezembro de 2015! - à luz dos desdobramentos político-judiciais-midiáticos.

Nessa linha, já abordamos como MORO pode, não entrar, mas "ser entrado" no arranjo.

Hoje sai mais um indício no CNJ e com a possível ida de Rodrigo Rocha Loures para Curitiba.

Lendo este artigo do Nassif, além de outras barbaridades conhecidas, não é difícil imaginar como a PGR/MPF também "serão entrados".

No STF, o partido da ~JURISTOCRACIA~ já perdeu a maioria. Restam firmes Barroso e Fachin no seu comando. Isso fica claro com Gilmar se sentindo cacifado para suas investidas recentes em favor do acordão (prisão em segunda instância / revisão da delação da JBS / derrotas impostas a Fachin na 2a turma nos HCs dos reféns de Moro, entre outros).

Vou citar este artigo, Nassif, na atualização do meu de ontem, que tá com um bom nível de acessos:

*

"EU JÁ SABIA": OCASO DE MORO, “ACORDÃO” E A LUTA PELA PRESIDÊNCIA

Núcleo Duro passa o noticiário (nada...) caótico dos últimos dias em revista.

E ligando todos os pontos "soltos".

Sempre torcendo para estar errado, né...

O que, infelizmente, nunca se confirma.

(suspiro)

Não mesmo! - Fernando Morais conseguiu um furo "exclusivo" dos termos do "acordão" sendo negociado.

Quer dizer... "exclusivo" apenas para que ~não~ leu o blog nas últimas semanas... rs

Porque os leitores vão todos repetir comigo em jogral:

<<EU JÁ SABIA!!>>

 

LEIA MAIS »

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de joel lima
joel lima

Sobre a questão da Globo,

Sobre a questão da Globo, realmente esse foi o lance mais surpreendente dessa lameira toda. A Globo contra um governo que teoricamente segue a cartilha dela é incrível. E é por isso que sinto que o governo Temer, por não mais da Globo como aliada, arranjou como rede de tv substituta a Banderiantes. Concluí isso pelos seguintes fatos = o editorial do grupo a favor de Temer e lido por Boechat, pelo qual levou com justiça um pau; a contratação de RA pra BandNews; e o anúncio do Boechat que logo logo a BandNews terá novas filiadas - num momento em que a Band rádio mandou um monte de jornalistas embora e que vira e mexe se ouve que o grupo está com problemas de caixa. O bom é que se o Temer depender da Band, tá ferrado (rs).  Uma emissora que não tira nem a chamada com a Ticiana Villas Boas na sua programação internacional e que manda jornlistas de rádio embora no dia do jornalista não me parece ter a eficiência da Globo (rs). 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Repulsiva tem sido as

Repulsiva tem sido as apresentações do Camarotti a se contorcer de indignação com fatos trivais, ontem ao contar que o ex-Ministro Mantega omitiu que tinha uma conta de 600 mil dolares no exterior,  tinha antes de ser Ministro e foi produto da venda de um imovel herdado de seu pai na Italia, Camatotti se contorcia, ""mas isso é um fato gravissimo, como assim

não declarou, é um asurdo, imperdoavel " era o proprio papa hostia corinha a se lamuriar de tanta ignominia, como se aquilo fosse o maior dos pequenos da humanidade. Um papel tragicomico pelo exagero e falta de senso, Camarotti não era assim há um ano atrás, o que aconteceu?  Será ordem de cima ? , não fica bem a sua postura equilibrada antrior.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de joel lima
joel lima

André, não vejo mais

André, não vejo mais globonews por dois motivos = parcialidade insuportável e falta de grana pra pagar a tv a cabo (rs). Infelizmente quem não quis se submeter a fazer esse papel de virgem no bordel já foi dispensado da Globonews. Já não me surpreendo com nada vindo do sistema Globo. O caso mais incrível foi a Mônica de Boille. Deu aquela enquadrada no Sadenberg, dizendo o óbvio, e o Sandenberg ficou com a dicção pior ainda (como se fosse possível). Mas aí, o RH chamou ela e após um papinho ela começou a fazer, pelo menos na última vez que a ouvi, papel de correspondente que fala dos EUA. Talvez ela tenha falado que não tinha como concordar com as besterias apoiadas por Sandenberg  e que se endosasse tais asneiras , os colegas americanos dela desconfiariam da sanidade dela (rs). Então ela deve ter proposto pra falar da economia dos EUA e deixar de fora a do Brasil (rs) e assim continuar pegando o dim dim da CBN (que não deve ser desprezível ). 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

  Bem companheiro Joel,nesse

  Bem companheiro Joel,nesse ponto levo ligeira vantagem sobre você.Não assisto a Globonews,tampouco a TV Globo a secular seculoro.Os artigos de André Araujo,também não sou muito chegado,principalmente depois da morte fatidica do Ministro Teori a bordo de um King Air.

Seu voto: Nenhum
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

Quase sem querer, o Janot teve que cortar na própria carne

Depois de muitas chances desperdiçadas, o Janot provou prá si mesmo que precisava provar prá sociedade que o MPF não persegue petistas nem blinda os Tucanos e Golpistas e que, portanto, não ia ignorar os supostos crimes do Lula e da Dilma.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Será Nassif ? Janota estava

Será Nassif ?

Janota estava em baixa no MP, talvez ele mesmo tenha preparado tudo para tomar o protagonismo da operação car wash.

Mas o que fica claro é que:

1) Temer é um rato e tem que sair dado que foi pego com a boca na botija.

2) o MPF conspira até contra a Presidência. Depois que o Rato sair, tem que sofrer uma devassa e TODOS os acordos de delação devem ser revistos pelo STF.

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de joel lima
joel lima

A blindagem feita por Andrea

A blindagem feita por Andrea em Aécio foi muito eficiente, pois até mesmo conseguiu enganar por um tempo o próprio Nassif, um jornlista com faro pra detectar truques, que acreditou  que Aécio tinha algum valor (nessa farsa não podemos esquecer o papel abjeto de Anástasia, o cara que, pelo jeito, foi o governador de fato de Minas enquanto Aécio seguiu sua vida de playboy no Rio - e foi justo Anastasia que fez o relatório que condenou Dilma no senado no processo de impeachment. ) . Não é à toa que essas grandes empresas investem pesado em publicidade - mesmo que enganosa. Por sorte, ele não foi eleito, pois teria hoje reduzido o país a pó. Ainda bem que quem virou pó foi ele. 

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de João de Paiva
João de Paiva

Comentário conciso; vai direto ao ponto

Caro Joel Lima,

Em apenas um parágrafo você sintetizou bem o que era o governo de MG e que de fato organizou a administração: Antonio Augusto Anastasia. Sem ele na administração e sem Andrea Neves como cão de guarda, censurando, perseguindo e silenciando algum jornalista ou veículo que fizesse investigação e denúncia das falcatruas de Aécio e seus aliados, esse neto de Tancredo não duraria 6 meses. Quem é de MG sabe que o apoio da mídia mineira foi generosamente pago com milinária publicidade oficial. Os que não se enquadraram e não se submeterma ao esquema - como Marco Aurélio Carone, Geraldo Elísio e o policial civil Lucas Arcanjo - foram perseguidos, torturados ou mortos.

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

Façamos a revolução antes que o povo a faça

Quando Janot viu que as delações eram quentes, ele deve ter dito prá si mesmo o que o Governador Mineiro Antonio Carlos disse:

"Façamos a revolução antes que o Joesley a faça".

O Miller também deve ter utilizado de muitas informações privilegiadas em função de agente do Ministério Público para assessorar o Joesley.

A bandidagem da nossa elite não tem limites. Num país sério, nenhum desses ratos, seja do executivo, do judiciário ou do legislativo, escaparia ao paredão.

 

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Resumindo:  Janot foi

Resumindo:  Janot foi simplesmente  pi so te a do  para que a JBS saisse do Brasil e levasse seus bilhoes.

Haja humilhacao publica...

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de CB
CB

http://www.tijolaco.com.br/bl

http://www.tijolaco.com.br/blog/jbs-contrata-advogado-da-mulher-de-cunha...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de maria rodrigues
maria rodrigues

E sempre a Globo no meio da

E sempre a Globo no meio da justiça e da política, como entre todos os poderosos, ela seja a mais relevante. E parece ser mesmo.

Tinha que ter muita coisa por debaixo dos panos para aqueles que tanto mimavam Aécio, e Temer, enquanto escrachavam desumanamente Dilma e Lula, como que por um passe de mágica se movessem em direção contrária. É que tem hora que não dá mesmo pra recuar e nem pra ficar em cima do muro.

Espetacularmente sairam dessa jogada dois corruptores a serem invejados doravante pelo uso de uma sabedoria semelhante a dos deuses. 

Por enquanto, globo e irmãs estão com o discurso bacana pra manter o que rolava com Temer. Este que caia e se esborrache na lama, mas não podemos perder a chance de manter as reformas em andamento, se tem o apoio irrestrito dos empresários e banqueiros. Que o entreguismo, o rentismo, e toda a outra esculhambação, que necessariamente não inclui corruptores e corruptos fique de pé. Nada de retroceder num processo tão edificante, com a volta do emprego; queda da inflação, e por aí. Assim se encontra a imprensa e suas ideias, Quem parece ter tomado o lugar da Globo é a BAND. Todos os jornais e entrevistas vão no sentido único, de dar relevo às pautas temerosa, ainda fornecendo muito gás pro homem que mandava no homem da mala. 

Dá engulhos sentir o envolvimento direto da justiça para salvar os bandidos. É como comer aliento podre.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de João de Paiva
João de Paiva

Luís Nassif se redime do escorregão

Prezados,

Os veteranos e experientes também se equivocam. Por dois anos Luís Nassif se deixou levar pela narrativa de que as manifestações de 2013 eram de uma juventude insatisfeita com os serviços públicos e o sistema de representação política. Apenas no início do ano passado ele admitiu aquilo que eu e muitos outros já havíamos percebido, durante as chamadas 'jornadas de junho de 2013'. A direita e extrema direita, a associação simbiótica entre PIG/PPV e MPF, ONGs financiadas por grupos estadunidenses, etc., na esteira das espionagens e grampos feitos contra empresas estratégicas e contra o governo legítimo do Brasil, se apropriaram das manifestações públicas e ali começaram a dar o golpe.

Em relação a essa 'delação incomum', de início Luís Nassif e outros - como Fernando Horta - atribuíram o efeito devastador dela sobre figuras políticas até então blindadas pela Fraude a Jato e  pelo PIG/PPV (Aécio Cunha e Michel Temer) a uma suposta eficácia do núcleo brasiliense da Fraude a Jato e a uma tomada de protagonismo por Rodrigo Janot. De cara percebi que essa visão 'benevolente' em relação a Janot e Fraude a Jato brasiliense estava completamente equivocada. Neste Xadrez Luís Nassif demonstra que pesquisou, investigou, leu e refletiu muito sobre o episódio e agora está formando um conceito e raciocínio que se mostram mais próximos da realidade fática. Faltou enfatizar que o acordo foi celebrado priomeiramente com o DoJ, dos EUA. A PGR e o MPF vieram a reboque do acordo celebrado com as autoridades estadunidenses.

Noutro Xadrez Nassif deve abordar as ilegalidades e os crimes em que incorreram a PGR, o PGR e o ministro Luiz Edson Fachin, ao celebrar um acordo de cooperação judicial com outro países, sem a anuência do Poder Executivo (mesmo sabendo que hoje este é ocupado por Michel Temer e as quadrilhas políticas que o próprio PGR, o MPF e a Fraude a Jato ajudaram a colocar no poder).

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Para mim o vespeiro, a causa


Para mim o vespeiro, a causa real foi a operação Banestado, a partir de então a elite política e financeira passaram a trabalhar para eliminar aqueles que estavam em seus calcanhares, desde então só se discute efeitos, incluido-se o mensalão.

No ponto a que chegamos só existem duas saídas honrosas para o País, o retorno da presidenta Dilma ou eleições diretas.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de mauro silva 2
mauro silva 2

não foi assim

as famosas "manifestações de junho", organizadas por grupos simpáticos ao anarquismo, foi decisivamente inflada pela imbecilidade do governador paulista e seu então secretário de segurança, um notório energúmeno, que mandaram a pm descer o sarrafo no povo.

a classe ab, ac, ba e bb solidarizaram-se, e a manifestação seguinte, na paulisdta, foi muito maior com a adesão desse povo.

depois desta, note bem: depois desta, é que grupos de direita, com ótimo senso de oportunidade de seus estrategistas, provavelmente os mesmo que treinaram os famosos "agentes judiciais" nos e.u.a, tomaram as bandeiras populares e canalizaram as reinvidicações contra o governo popular.

norte bem: o processo foi longo pois dilma ainda venceu as eleições presidenciais do ano seguinte, mas capitulou miseravelmente à chantagem neuliberal. 

deu no que deu.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de ze sergio
ze sergio

luis....

Não nos deixemos confundir. O problema não é JBS. Nem mesmo Odebrecht. O problema é o Estado brasileiro. Ou a completa falta dele. Não confundamos bandidagem com Politica. Extorsão com financiamento. Não existe saída como que foi produzido nestes 30 anos. O que foi produzido nestes 30 anos nos revelou tamanha farsa. Queremos construir um país continuando a nos enganar?

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.