Revista GGN

Assine

EUA

Lava Jato entregou dados do Brasil aos EUA sem receber nada em troca

Jornal GGN - Os procuradores da Lava Jato enviaram para os EUA dados das apurações feitas no Brasil sem receber quase nada em troca, segundo a colunista de Os Divergentes, Helena Chagas. Em texto divulgado nesta quarta (18), ela aponta que a cooperação internacional com o Departamento de Justiça dos EUA se deu com enorme volume de informações saindo do País, enquanto as autoridades estrangeiras quase nada forneceram.

A jornalista diz ainda que o fim do sigilo das delações da Odebrecht vai deixar claro que a maior parte do relatório do DOJ foi feita com base no trabalho dos procuradores da Lava Jato.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

"Já fomos enganados antes", diz jornalista dos EUA sobre ação da Rússia na eleição

Jornal GGN - Um jornalista da Rolling Stone produziu reportagem republicada pelo blog Outras Palavras questionando o uso da impresa estadunidense pelo governo Obama no episódio em que a Rússia foi acusada de hackear os computadores da campanha de Hillary Clinton. Matt Taibbi questiona a passividade dos veículos de comunicação diante do que pode ser um escândalo sem precedente envolvendo o sistema político ou uma fraude.

Leia mais »

Média: 3 (6 votos)

Obama no Brasil, por Daniel Afonso da Silva

Obama no Brasil

por Daniel Afonso da Silva

Sábado, 19 de março de 2011. Brasil.

O tempo e a temperatura são bons. Os serviços de meteorologia indicam, no entanto, chuva. Nevoeiro também vai previsto. Nada exótico à estação. Fins de verão. Frente fria sopra do sul. Nubla em muito lugar. Astrônomos, de olhos no dia, fitam o céu. Véspera de equinócio. A Lua pareceria maior. Viria pertíssimo da Terra. Cerca como nunca antes nos últimos dezoito anos. 7h43 da manhã – horário de Brasília. Base aérea da capital brasileira. A pista de pouso seguia semi-úmida. Caíra orvalho e algum aguaceiro nas primeiras horas matinais. O vento bafeja fresco, confuso, marginal. Agradável aos sentidos. Convidativo, portanto, aos visitantes. Por certo, muito ilustres. Vindos no Air Force 1, Obama, família e entourage chegavam ao Brasil. Primeira vez do homem; primeira vez do presidente.

Leia mais »

Média: 3.5 (8 votos)

Lula defende que Moro e força-tarefa da Lava Jato sejam investigados por relações com EUA

Lula voltou a dizer que espera receber um pedido de desculpas quando os procuradores da República reconhecerem que não há como provar as acusações contra ele

Jornal GGN - O ex-presidente Lula disse que o golpe na presidente Dilma Rousseff teve como finalidade quebrar empresas brasileiras e entregar as riquezas sob tutela da Petrobras a multinacionais, com ajuda do desgaste imposto ao antigo governo e ao PT pela Lava Jato.

Ele afirmou, nesta quarta (11), que as denúncias de que os Estados Unidos estão interferindo na política nacional e têm relações não transparentes com a força-tarefa do Ministério Público Federal que investiga a estatal de petróleo deveriam ser investigadas pela bancada do PT no Congresso. Lula citou o juiz Sergio Moro, que vem impedindo que os elos entre a Lava Jato e agentes estadunidenses sejam abordados no julgamento do caso triplex.

Leia mais »

Média: 4.4 (28 votos)

Em despedida, Obama defende diálogo para manter democracia

 
Jornal GGN - No último discurso na cadeira da Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama defendeu a democracia norte-americana, o diálogo, os valores do país, e disse que o racismo ainda está presente e que há "muito a ser feito" para eliminar preconceitos contra minorias e imigrantes no país.
 
As palavras proclamadas para cerca de 18 mil pessoas em Chicago, cidade onde também festejou a sua vitória na Presidência, em 2008, fez uma retrospectiva dos oito anos no cargo. De forma emocionada, também agradeceu à sua família.
 
Mas o destaque da noite foram extensas palavras sobre a democracia e o progresso, sobretudo com as diferenças - um recado ao seu sucessor, Donald Trump. "Assim como nós, como cidadãos, devemos permanecer vigilantes contra agressões externas, também nos devemos proteger do enfraquecimento dos valores que fazem aquilo que nós somos", disse.
Média: 2.4 (8 votos)

Parceria da Lava Jato com EUA fez Odebrecht ser investigada em mais 5 países da América Latina

Jornal GGN - Após os Estados Unidos terem divulgado dados sobre pagamento de propina pela Odebrecht em cima de obras espalhadas pelo mundo, mais cinco países da América Latina se viram pressionados a abrir investigações contra a empreiteira, além de exigir pagamento de multas em decorrência da corrupção envolvendo contratos com o poder público.

Segundo reportagem do Estadão, desta terça (10), a Odebrecht será alvo de inquéritos no Peru, Argentina, Equador, Panamá e República Dominicana. México, Colômbia, Guatemala e Angola, na África, ainda não se pronunciaram sobre a possibilidade de também levar a empresa aos tribunais.

Leia mais »

Média: 3 (8 votos)

Assange diz que Temer passou informações estratégicas do Brasil para EUA

 
Jornal GGN - O fundador do Wikileaks, Julian Assange, afirmou que o atual presidente Michel Temer teve "reuniões privadas" com o governo norte-americano para passar aos Estados Unidos informações estratégicas de inteligência sobre o Brasil.
 
"Michel Temer teve reuniões privadas na embaixada americana para passar a eles questões de inteligência política que não muitos tiveram acesso, discussões das dinâmicas políticas no Brasil", contou.
 
A declaração foi feita em entrevista de Assange ao escritor e editor do site Nocaute, Fernando Morais, que foi a Londres entrevistar o responsável pelo WikiLeaks. Em entrevista exclusiva, Assange disse ainda que Temer não é um espião pago pelo governo norte-americano, mas que há um intercâmbio de informações do presidente com o país, visando apoios futuros.
Média: 4.5 (15 votos)

Jornal americano compara House of Cards com Brasil em 2016

 
Jornal GGN - Entre os maiores fans da série norte-americana, House of Cards, estão os brasileiros. Mas além da relação de sucesso da temporada com o Brasil, o drama político de ficção atravessa as comparações. 
 
O site dos Estados Unidos Americas Quarterly se inspirou em uma reportagem do jornal Nexo para fazer uma brincadeira no formato de quiz, de perguntas e respostas, para provar as semelhanças do que ocorreu em Brasília em 2016 com a ficção.
 
O jogo interativo que brinca com a realidade do Americas Quarterly pode ser acessado aqui. Abaixo, reproduzimos a reportagem original do Nexo.
Média: 4.8 (8 votos)

Putin e Trump: quais interesses motivam a aproximação?

 
Jornal GGN - Após o relatório da Inteligência Nacional norte-americana confirmar que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou uma campanha para tentar influenciar o resultado da eleição de vitória a Donald Trump, nos Estados Unidos, a dúvida que se levanta é: o que Trump pode oferecer a Putin e Putin a Trump?
 
No contexto do material divulgado pelos serviços de inteligência dos Estados Unidos, o documento mostra que o objetivo de ajudar o republicano a derrotar a democrata Hillary Clinton não ultrapassou, por outro lado, a legalidade das urnas.
 
A atuação russa ocorreu por meio de hackers que, com a suposta autorização de Putin, invadiram os computadores do Partido Democrata e divulgaram as informações ao WikiLeaks de que a sigla favoreceu Hillary nas primárias, com o intuito de ferir a imagem dos democratas. 
 
O caso levou o então presidente Barack Obama a expulsar 35 diplomatas russos acusados de participar da espionagem. Após a divulgação do relatório "não confidencial", nesta sexta-feira (06), Obama em tom irônico advertiu o seu sucessor que Vladimir Putin "não faz parte da equipe" de governo.
Média: 3.8 (5 votos)

Parece que Temer quer o Brasil socialmente retrógrado, diz coluna do NYT

"Deve ser motivo de preocupação que o senhor Temer possa realizar tantas reformas, considerando que a maioria delas vai contra a agenda da pessoa que - ao contrário dele - realmente ganhou a eleição presidencial mais recente"
 
 
Jornal GGN - "O fim do mundo já chegou para o Brasil", publicou colunista brasileira no New York Times, nesta quinta-feira (05). A referência é direta ao projeto de emenda que congela por 20 anos os gastos públicos, interferindo na saúde, educação e outros investimentos sociais. 
 
"O governo justificou a medida com base no fato de que o Brasil enfrenta graves deficiências orçamentárias. Mas as pessoas não estão aderindo à ideia. Uma pesquisa realizada no mês passado descobriu que apenas 24% da população apoia a emenda. Os brasileiros saíram às ruas para expressar sua desaprovação. Mas estavam, como sempre, diante de gases lacrimogêneo e tropas policiais montadas. Alunos do ensino médio ocuparam até 1.000 escolas em protesto, muitos no estado do Paraná, no sul do país", escreveu Vanessa Barbara para o jornal norte-americano.
 
Por outro lado, apesar das desaprovações, alertou Vanessa, o governo de Michel Temer não recua de suas medidas. 
 
"A emenda do 'fim do mundo' é apenas uma das muitas medidas neoliberais que estão sendo adotadas por Michel Temer, o presidente. Deve ser motivo de preocupação que o senhor Temer possa realizar tantas reformas, especialmente considerando que a maioria delas, incluindo o limite do orçamento, vai contra a agenda da pessoa que - ao contrário dele - realmente ganhou a eleição presidencial mais recente."
Média: 4.5 (16 votos)

Levantamento sobre cooperação internacional da Lava Jato omite elos secretos com EUA

Jornal GGN - O jornal Estadão publicou nesta terça (3) um levantamento feito junto à secretaria da Procuradoria Geral da República responsável pelos acordos de cooperação jurídica internacional sobre o volume de dados compartilhados com outros países pela operação Lava Jato. O jornal não abordou, contudo, um assunto que os procuradores de Curitiba evitaram tratar com o GGN: a ajuda informal, ou seja, sem acompanhamento de nenhuma autoridade brasileira, da força-tarefa coordenada por Deltan Dallagnol aos EUA.

Leia mais »

Média: 3.7 (6 votos)

Lei que proíbe trans de escolherem banheiro é discutida nos EUA

banheiro_publico_rio00208272014
 
Jornal GGN - Os Estados Unidos volta a discutir a escolha pelas pessoas transexuais a usarem os banheiros que quiserem. A lei que obriga o uso dos banheiros correspondentes ao gênero na certidão de nascimento pode ser revogada no estado da Carolina do Norte. Falta, ainda, consenso dos deputados estaduais.
 
A lei foi aprovada no dia 23 de março deste ano, restringindo as pessoas trans do estado a usarem banheiros públicos de acordo com o gênero com que nasceram. A medida que fere as proteções LGBT gerou polêmica. Agora, o governador eleito Ray Cooper tenta convocar uma discussão dos parlamentares para o tema.
Sem votos

Trump e a política fracassada de dois Estados na Palestina, por J. Carlos de Assis

Movimento Brasil Agora

Trump e a política fracassada de dois Estados na Palestina

por J. Carlos de Assis

Barak Obama deu um belo presente de Natal a Donald Trump: estimulou a condenação de Israel pelo Conselho de Segurança da ONU pela  política de assentamos ilegais nos  territórios palestinos ocupados. Naturalmente, Obama sabia que Netanyahu, o premiê israelense, ficaria enfurecido. E talvez tenha achado que, com isso, daria uma chave de braço em Trump, que já declarou várias vezes que é contra a política de dois Estados, isto é, um palestino e outro israelense, na terra palestina original.

Vejam agora que coisa interessante: se é contra a política de dois Estados, Trump indiretamente está a favor da plena integração dos dois povos num único Estado. O premiê israelense talvez preferisse uma solução final para os palestinos mas nos tempos atuais isso não seria tolerado, sobretudo pelos russos, que são aliados indiretos dos palestinos através da Síria. Em razão disso, a única coisa lógica a se adotar é a política de um Estado para dois povos, algo que parece ser o secreto objetivo de Trump. Isso levaria paz ao Oriente Médio.

Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

A CIA não matará o Papa Francisco, mas pode usar as mãos de cardeais, por J. Carlos de Assis

Movimento Brasil Agora

A CIA não matará o Papa Francisco, mas pode usar as mãos de cardeais

por J. Carlos de Assis

A virtual derrota para a Rússia no Leste da Ucrânia, a derrota também para a Rússia em Aleppo, o desastre estratégico representado pelo Brexit na Europa Ocidental e, sobretudo, a vitória de Donald Trump nas eleições norte-americanas são parte de uma cadeia de desastres estratégicos que estão fulminando o esquema de poder global concebido no núcleo neoconservador-neoliberal dos Estados Unidos. Acima disse, paira uma ameaça moral sem paralelo: o Papa Francisco, condenando o capitalismo financeiro com audácia inaudita.

Não é  impossível matar um Papa. Afinal, é um homem, e todos os homens são vulneráveis. O Grande Chefão de Francis Coppola mostrou como provavelmente o Papa João Paulo I foi assassinado pela Máfia. Contudo, ele representava um desafio local na Itália. Francisco é um desafio global. Diante de desafios globais a CIA mudou de tática. Não mata diretamente. Usa levantes populares que podem começar com uma campanha contra a corrupção, a favor dos Direitos Humanos ou pelo meio ambiente.

Leia mais »

Média: 4 (16 votos)

Alerta de atentado à soberania nacional

Enviado por Luiz Alberto Moniz Bandeira*

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos pretende fiscalizar todas as atividades da Odebrecht, durante três anos, o que significa espionar os segredos de defesa nacional do Brasil, uma vez que a empresa não apenas está a construir o submarino nuclear e outros convencionais, com tecnologia francesa, o que certamente o governo de Paris não vai aceitar, como também diversos outros projetos militares.

Leia mais »

Média: 5 (10 votos)