Revista GGN

Assine

lula

Sarney não é localizado para depor no caso triplex, diz substituta de Moro

Jornal GGN - A juíza Gabriela Hardt, substituta do simbolo da Lava Jato, Sergio Moro, assinou na segunda (16) um despacho informando que o ex-presidente José Sarney (PMDB) não foi encontrado para prestar depoimento no caso triplex como testemunha de defesa de Paulo Okamotto, dirigente do Instituto Lula.

Segundo o documento, Sarney foi procurado em um endereço no Maranhão, mas o oficial de Justiça não conseguiu encontrá-lo. "O responsável pela segurança do imóvel informou que José Sarney de Araújo Costa atualmente reside em Brasília/DF e que raramente comparece ao local."

Leia mais »

Média: 1 (1 voto)

The Guardian publica carta de intelectuais e políticos britânicos em apoio a Lula

Jornal GGN - O jornal The Guardian publicou na sessão de "cartas" um manifesto em solidariedade ao ex-presidente Lula. O texto sinaliza que o petista sofre perseguição por parte de membros da força-tarefa da Lava Jato que, após anos de investigação, ainda não conseguiram levantar provas cabais de corrupção envolvendo Lula. A carta é assinada por intelectuais e políticos do Reino Unido e aponta que o motivo para a caçada a Lula é sua popularidade e condições de ser eleito presidente da República novamente, em 2018.

Leia mais »

Média: 4.6 (18 votos)

Presidente do PT afasta frente de esquerda e quer lançar Lula em abril

Jornal GGN - O presidente nacional do PT Rui Falcão lançou nesta segunda (16) uma espécie de campanha para a militância se manifestar em favor da candidatura de Lula ao Palácio do Planalto em 2018. Falcão defende que o partido defina essa questão e declare Lula como postulante já em abril, durante o Congresso da legenda.

O dirigente também voltou a dizer que não há plano B, ou seja, afastou a hipótese de o PT aceitar dar apoio a um candidato que não seja Lula, como esperam os defensores de uma frente ampla de esquerda.

Leia mais »

Média: 3.3 (25 votos)

A perseguição a Lula e a destruição do sentido ético, por Aldo Fornazieri

A perseguição a Lula e a destruição do sentido ético

por Aldo Fornazieri

Na peça Galileu Galilei, Bertolt Brecht estabelece uma polêmica acerca do sentido e do significado do herói. Em conversa com seu secretário Andreas o sábio italiano enfrenta a angústia de defender a verdade de que a Terra não é centro do sistema planetário sabendo que a Santa Inquisição lhe ceifaria a vida ou de negar a verdade e continuar mantendo a dádiva da vida. Andreas, jovem idealista, incita o mestre a defender a verdade da evidência científica argumentando que a possível morte o tornará herói. Entre as ponderações dos argumentos, Andreas declara: "Pobre do povo que não tem herói!". Ao que Galileu responde: " Não Andreas. Pobre do povo que precisa de herói!".

Brecht adota o partido de Galileu, mas penso que se enganou. A tese interpretativa da negação do herói sustenta que um povo que precisa de herói não é um povo liberto. É um povo escravo de fato ou escravo da ignorância e do medo. Sustenta-se que a liberdade é uma atitude coletiva que se isenta da necessidade do herói. Muitos marxistas esposaram a tese de Brecht, mas não Gramsci, por exemplo, que compreendeu perfeitamente não só a importância do herói, mas também a força simbólica do mito que deveria ser encarnada na ideia de partido como moderno príncipe sem, contudo, suprimir o papel do líder, do herói no sentido da sua individuação.

Leia mais »

Média: 4.7 (15 votos)

Em matéria de capa, Veja comprova lawfare contra Lula

Jornal GGN – Alvo preferido da revista Veja, o ex-presidente Lula ganhou extenso espaço. De novo. A revista entrevistou o Delegado Federal Mauricio Moscardi Grillo, coordenador da Lava Jato na Polícia Federal. A empreitada ganha contornos preocupantes, já que um representante da referida Operação, que tem mais convicções que provas contra o ex-presidente, se põe a falar sobre um caso que está em andamento, e que deveria ser mantido entre seus pares a bem da ética e do direito de defesa do alvo em questão.

Os advogados de Lula reafirmam, em nota, a prática de lawfare contra ele, bem como a orquestração entre a revista e os operadores da Lava Jato. Pontuam o desprezo pela ética e pelo estado de direito, bem como total sincronicidade com a grande mídia.

Leia mais »

Média: 4.6 (34 votos)

Sem alarde, Lula foi o último a depor na ação por obstrução da Lava Jato

Jornal GGN - O ex-presidente Lula teria sido o último a prestar depoimento à Polícia Federal de Brasília na ação em que ele e Dilma Rousseff, entre outros ex-ministros, são acusados de tentativa de obstruir a Lava Jato. Segundo informações da revista Época, desta sexta (13), Lula testemunhou na semana passada, sem nenhum alarde na mídia.

Leia mais »

Média: 1.9 (11 votos)

Lula processa promotor do triplex por danos morais e pede R$ 1 milhão

Jornal GGN - Após entrar com ações contra as estrelas da "República de Curitiba", como o juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa na capital do Paraná, além do delegado Filipe Hace Pace, o ex-presidente Lula, por meio de seus advogados, decidiu mover um processo por danos morais contra o promotor do Ministério Público de São Paulo Cássio Conserino, do caso triplex.

Leia mais »

Média: 4.5 (13 votos)

Defesa denuncia novo abuso: Moro produz provas contra Lula no lugar da força-tarefa

Por outro lado, juiz de Curitiba rejeita pedido dos advogados para solicitar à Justiça de Brasília provas que são favoráveis a Lula, como os depoimentos que desmontam a versão de Delcídio do Amaral sobre o plano para evitar uma delação de Nestor Cerveró

Jornal GGN - "Os fatos que demonstram a ausência de um julgamento justo e imparcial" para Lula "se avolumam a cada dia". É o que diz a defesa do ex-presidente em uma petição apresentada ao juiz Sergio Moro no dia 5 de dezembro de 2016, em virtude da solicitação que o magistrado fez à Justiça de Brasília para receber informações de duas ações penais que lá tramitam, alheias ao caso triplex.

Na petição, os advogados Cristiano Zanin, Roberto Teixeira, José Roberto Batocchio e Juarez Cirino assinalam que Moro ultrapassou o sinal vermelho no julgamento de Lula mais uma vez. Agora, assumindo o papel da acusação, que deveria ser exercido exclusivamente pelo Ministério Público Federal.

Moro, "de ofício", solicitou e inseriu no julgamento do caso triplex provas que derivam das ações penais que correm em Brasília por suposto tráfico de influência e obstrução da Lava Jato (tentativa de silenciar o delator Nestor Cerveró). Em Curitiba, Lula é acusado de receber vantagens indevidas da OAS de maneira velada, como na posse oculta de um apartamento no Guarujá.

Leia mais »

Arquivo

Média: 4.2 (15 votos)

PF pede mais tempo para investigar Lula e Dilma por obstrução da Lava Jato

Jornal GGN - A Polícia Federal pediu ao Supremo Tribunal Federal a prorrogação de prazo do inquérito em que os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff são investigados pela suposta tentativa de obstruir a Operação Lava Jato. 

Em agosto de 2016, o relator da Lava Jato no STF, ministro Teori Zavascki, autorizou a abertura de um inquérito que além de Lula e Dilma atinge também os ex-ministros Aloizio Mercadante, José Eduardo Cardoso, o ministro do Superior Tribunal de Justiça Marcelo Navarro, o ex-presidente do STF Francisco Falcão e o ex-senador Delcídio do Amaral.

Leia mais »

Média: 2.4 (14 votos)

Lula defende que Moro e força-tarefa da Lava Jato sejam investigados por relações com EUA

Lula voltou a dizer que espera receber um pedido de desculpas quando os procuradores da República reconhecerem que não há como provar as acusações contra ele

Jornal GGN - O ex-presidente Lula disse que o golpe na presidente Dilma Rousseff teve como finalidade quebrar empresas brasileiras e entregar as riquezas sob tutela da Petrobras a multinacionais, com ajuda do desgaste imposto ao antigo governo e ao PT pela Lava Jato.

Ele afirmou, nesta quarta (11), que as denúncias de que os Estados Unidos estão interferindo na política nacional e têm relações não transparentes com a força-tarefa do Ministério Público Federal que investiga a estatal de petróleo deveriam ser investigadas pela bancada do PT no Congresso. Lula citou o juiz Sergio Moro, que vem impedindo que os elos entre a Lava Jato e agentes estadunidenses sejam abordados no julgamento do caso triplex.

Leia mais »

Média: 4.4 (28 votos)

Justificando viagem com Temer, Gilmar se desmente de novo sobre Lula

Jornal GGN - Um juiz aceitar favor de um réu não significa nada, na visão de Gilmar Mendes, que se diz exclusivamente comprometido com a lei. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral pegou carona com Temer rumo a Portugal, numa agenda que tinha como finalidade participar de um funeral que Gilmar tangenciou porque teve uma "crise de labirintite". O caso ganhou atenção da mídia e, ao tentar justificar seus atos, o magistrado desmentiu, mais uma vez, o escândalo em que Lula teria lhe pedido para atrasar o julgamento do mensalão em função as eleições de 2012.

Leia mais »

Média: 3.9 (11 votos)

PT tem esperança de que Lula ainda consiga disputar eleição mesmo se for condenado

Jornal GGN - O destaque da coluna de Mônica Bergamo na Folha desta terça-feira (10) é o "cenário cor-de-rosa" sonhado pelo PT em caso de condenação do ex-presidente Lula na Lava Jato. Segundo a jornalista, o partido "tem esperança de que o STF (Supremo Tribunal Federal) garanta a Lula o direito de disputar a eleição presidencial de 2018, ainda que ele vire ficha suja, caso seja condenado em segunda instância."

Leia mais »

Média: 1.6 (7 votos)

Texto de Merval Pereira sobre Lula não é jornalismo, diz advogado

Montagem: Brasil 247

Jornal GGN - O advogado Cristiano Zanin, que atua na defesa do ex-presidente Lula, disse nesta segunda (9), em carta aberta ao jornalista Merval Pereira, de O Globo, que o texto dele incitando a opinião pública a dar a condenação e prisão de Lula na Lava Jato como certa não é digno de ser chamado de jornalismo.

Merval publicou em sua coluna um texto falando das delações da Odebrecht e insinuando - a exemplo do colega Ricardo Noblat, que é processado por Lula - que o juiz Sergio Moro já tem indícios suficientes para condenar o ex-presidente. O caso envolve um apartamento e um terreno em São Paulo, que a Lava Jato diz que a Odebrecht queria dar a Lula para a construção de seu instituto.

Leia mais »

Média: 4.4 (35 votos)

Próximo de Lula, Marinho propõe eleição em 2017 para mandatos de 5 anos

Jornal GGN - Ex-prefeito de São Bernardo do Campo (SP) e um dos petistas mais próximos de Lula, Luiz Marinho concedeu entrevista à Folha defendendo que o Congresso aprove uma Emenda Constitucional para antecipar as eleições de 2018 para 2017 com mandatos de cinco anos. "Pode ser para agosto de 2017, setembro. Faz um mandato excepcional, de cinco anos. A partir de 2022, 2020, voltaria a normalidade dos mandatos."

Para Marinho, num "momento excepcional" como este em que vivemos, com Michel Temer no poder após um impeachment que só piorou a economia, "medidas excepcionais" são necessárias. "Vejo a necessidade de uma emenda constitucional para sair das eventualidades que leio pelos jornais", disparou Marinho.

Leia mais »

Média: 4.1 (9 votos)

Lula condenado, Cunha delatando, Temer caindo? As projeções para 2017, por Helena Chagas

Jornal GGN - Lula vai ser condenado e preso? O PSDB vai pular do barco? Eduardo Cunha vai fazer delação? Temer vai cair? A mídia e o mercado vão apoiar um golpe dentro do golpe? Quais as expectativas para 2017 e as chances de elas realmente aconteceram? Helena Chagas conta em artigo publicado no domingo (1).

Leia mais »

Média: 2.8 (11 votos)