Oposição protocola notícia-crime contra Bolsonaro por associação de vacina à Aids

A bancada do Psol na Câmara e o deputado Túlio Gadelha, do PDT, protocolaram uma notícia-crime no Supremo Tribunal Federal contra o presidente Jair Bolsonaro

Reprodução vídeo

Jornal GGN – Depois da fala do presidente Jair Bolsonaro em sua live, de que estudos demonstram que existe a possibilidade, ao tomar segunda dose de vacina, de abrir espaço para o desenvolvimento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids), deputados federais se mobilizaram.

A bancada do Psol na Câmara e o deputado Túlio Gadelha, do PDT, protocolaram uma notícia-crime no Supremo Tribunal Federal contra o presidente Jair Bolsonaro por fazer esta associação que só confunde mais a população. Talíria Petrone, líder do Psol na Câmara, disse que entrariam com a ação contra Bolsonaro ‘pela mentira que associa as vacinas contra Covid ao HIV/Aids’. A parlamentar disse também que o ‘genocida não pode sair impune de um absurdo como esse’.

Com informações do Metrópoles.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome