Haddad destaca a relação entre o bolsonarismo e a pandemia em coluna

Professor e político cita um estudo recente da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para ilustrar os efeitos do fenômeno

Foto: Reprodução/Youtube

Jornal GGN – A correlação entre o bolsonarismo e os efeitos drásticos da pandemia do novo coronavírus é evidenciada por Fernando Haddad, em sua coluna na Folha de S. Paulo, deste sábado, 24. 

O professor e político cita um estudo recente da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para ilustrar os efeitos deste fenômeno: “comparando municípios, para cada 10% a mais de votos no capitão, 12% a mais óbitos por Covid”, escreveu Haddad com base no levantamento.

“Embora inspire e afete imediatamente uma minoria, o germe do bolsonarismo tem efeitos difusos, colocando em risco toda a população e o tecido social”, destacou. 

Haddad ainda comparou o tema da vacinação, explorado por outros governos brasileiros, para mostrar o declínio instaurado pelo governo Bolsonaro. 

Segundo ele, anteriormente, o tema “nunca foi tratado na chave da obrigatoriedade, mas na chave da disponibilidade e da promoção”, disse. “Um Estado que informa e garante direitos teria um retorno natural das famílias”, analisou. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Coronavírus: EUA registra o maior número de mortes diárias desde maio

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome