A ameaça do golpe, por Agassiz Almeida

Oh, sombrio momento. E o Brasil perante o mundo? Quedar-se-ia como um Dom Quixote bufão e autoritário. Em face da anomalia destes atos e suas consequências nefastas que fogem da racionalidade humana, hão de perguntar: Isto é obra de algum lunático?

A ameaça do golpe

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Wassef diz guardar provas de relação com Bolsonaro

1 comentário

  1. Nassif: não há “ameaça”. O golpe tá ai (como em primeiro de abril de 1964), livre, leve e soltinho, como o Diabo gosta. Só que desta feita foi implantado ao amparo do art. 142 da Constituição, aquilo que os da BarãoDeLimeira chamam de DitaMole. Tudo ao amparo da Bala, da Boioneta, dos FakeNews, das Elites deslubras, dos EmpresáriosCorruptos, dos PolíticosSafado e Ladrões e, sobretudo, da ficticia “facada”, para a qual gastaram quase 300 gramas de Katchup e umas andanças por hospitais de grife. Sem esquecer a lição do visionário TimMaia, para quem, em Pindorama, “Cafetão tem ciumes, puta se apaixona, traficante se vicia e pobre vota na direita”. E você quer que dê certo?…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome