Aberta a temporada de discussão sobre o impeachment, por Luis Nassif

Até o final do mês a abertura ou não do processo de impeachment dependerá da vontade de Rodrigo Maia. A probabilidade maior é que não abra. Abrindo, o impeachment tem mais chances de ser bem sucedido

Vamos retomar o organograma para facilitar o desenho do cenário.

Conforme o cenário da semana passada, crise econômica e sanitária aumentariam as tensões sociais, podendo erodir a base de sustentação política de Jair Bolsonaro junto ao Congresso, o Supremo e as Forças Armadas.

Pelo cenário, à medida em que se sentisse acuado, Bolsonaro apelaria às Forças Armadas, às suas milícias armadas e seguidores radicais.

Ontem, os filhos de Bolsonaro divulgaram trechos de conversas dele com grupos de ultradireita. Nela, diz que quem define a democracia são as Forças Armadas, levanta o fantasma do comunismo e outras bobagens.

Peça 1 – Bolsonaro acuado

Há um conjunto de sinais mostrando que Bolsonaro se sente acuado.

  1. A mencionada invocação das Forças Armadas.
  2. O esforço despendido para eleger a presidência da Câmara e do Senado. São cargos essenciais para bloquear futuras tentativas de pedidos de impeachment.
  3. A ênfase com que o Ministro da Saúde, general Pazuello, negou qualquer recomendação para tratamento precoce do Covid-19, mesmo com inúmeras manifestações pró-cloroquina e com a recomendação expressa para que a rede de saúde básica de Manaus adotasse tratamentos alternativos. Na negativa insistente, ficaram nítidas as recomendações da Advocacia Geral da União (AGU), para prevenir futuros processos por crimes de responsabilidade. Pazuello está se prevenindo para a avalanche de processos que cairá sobre sua cabeça.
  4. Esse mesmo cuidado foi expresso pela diretoria da Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária), ao autorizar as vacinas sob o argumento de não existir nenhum tratamento alternativo recomendado.

Peça 2 – aposta perdida

Assim como Donald Trump, Bolsonaro colocou todas suas fichas na cloroquina, inclusive como alternativa ao isolamento social. A diferença é que Trump percebeu a tempo a loucura e recuou. Na saída do governo, vangloriava-se do sucesso do desenvolvimento de vacinas pelo país.

Bolsonaro permaneceu na mesma trincheira, bancando até o final a aposta – em uma clara demonstração de que age por instinto, não por cálculo.

Perdeu a aposta. Não apenas porque o Instituto Butantã, trunfo do governador paulista João Dória Jr, conseguiu lançar a primeira vacina, como pelas trapalhadas de Pazuello na compra das tais vacinas indianas. Chegou a preparar um avião para buscar vacinas na Índia enquanto a própria imprensa indiana mostrava o estranhamento das autoridades do país com o anúncio do governo brasileiro, de que fecharia as compras de vacinas.

Mas não apenas isso. O sentimento de alívio com a vacina se espalhou por todo o país,  reduzindo o alarido dos grupos anti-vacina. A vacina se tornou uma ideia vitoriosa.

Para tentar disfarçar a derrota, o presidente anti-vacina passou a exigir a entrega das vacinas do Butantã ao Ministério da Saúde, para uma distribuição equitativa pelos estados. Foi uma enorme bobagem. Se nada falasse, as vacinas seriam entregues naturalmente para o Ministério, pois a centralização na Saúde é parte da lógica das campanhas de imunização brasileira. Ao pressionar, Bolsonaro apenas mostrou o desespero com o fato de Dória ter saído na primeira foto da vacinação.

A derrota, mas o avanço da segunda onda por todo o país, ampliará o desgaste de Bolsonaro. As pesquisas mais recentes já mostraram queda de popularidade.

Esse desgaste terá impacto sobre Forças Armadas, Congresso e Supremo.

Peça 3 – as Forças Armadas

Com o apoio tácito a Bolsonaro e as trapalhadas do Ministro da Saúde, general Pazuello, as Forças Armadas experimentam o maior desgaste da história desde a redemocratização.

Pazuello acabou com o mito da excelência gerencial das FFAAs. Mostrou uma inequívoca dificuldade até em sua área de especialização, a logística. Ao lado do general Augusto 

Heleno, Luiz Eduardo Ramos e Braga Neto, formam uma quina  inócua, depois da venda da ideia de que seriam os agentes de racionalidade do governo.

Hoje em dia, Bolsonaro é uma carga pesada. Certamente o Alto Comando não se desgostaria de alguma solução constitucional que deixasse o general Hamilton Mourão na presidência.

Peça 4 – a discussão do impeachment

Ainda é cedo para conclusões taxativas sobre o impeachment. As extravagâncias de Bolsonaro, mais as cenas chocantes de Manaus, alertaram setores influentes sobre a ameaça Bolsonaro e aumentaram alguns graus no impichômetro..

Há um mal-estar nítido entre Ministros do Supremo, parlamentares de vários partidos e da mídia. É um movimento de mal estar que tende a ganhar força. No momento atual, ainda não permite apostar no impeachment.

Mas há um fator aleatório no ar: a possibilidade ou não do presidente da Câmara abrir o processo de impeachment contra Bolsonaro.

A mera abertura do processo mudaria totalmente a dinâmica da crise.

Por ora, cada absurdo de Bolsonaro provoca reações de indignação que, por falta de consequências imediatas, se perdem no ar.

A abertura do processo do impeachment, mesmo em um Congresso ainda majoritariamente bolsonarista, inverte a dinâmica. Toda a reação contra Bolsonaro se concentraria no impeachment, em uma dinâmica que poderia se tornar irresistível, como foi no caso de Dilma Rousseff.

Por enquanto, o candidato de Bolsonaro à Câmara, Arthur Lira, é considerado favorito.

De qualquer modo, até o final do mês a abertura ou não do processo de impeachment dependerá da vontade de Rodrigo Maia, atual presidente da Câmara.

A probabilidade maior, é que não abra o processo. Abrindo, a probabilidade maior é que o impeachment seja bem sucedido.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

32 comentários

    • Este assunto das vacinas vai ser determinante na medição da popularidade do irresponsável, até mais que a economia fracassada (já que Guedes é o que importa hoje ao financismo e ele fica mesmo com Mourão). Como o caminho já era da estrada estreita, tortuosa e da porta apertada, Bolsonaro não vai conseguir trilhá-lo. E agora a somatória de falta de vacinas, desacertos diplomáticos com os países produtores de vacinas e insumos, emperragem nos pedidos de insumos para dose, teste, oxigênio, leitos, seringas e comparando-se que o MS gastou mais com cloroquina e testes abandonados (250 + 290 = R$ 540 milhões) do que com toda pesquisa e inovação contra COVID (R$ 470M), vai ser difícil argumentar e se defender. E mais ainda de se segurar com a pressão que virá

  1. Nassif: nem Cavalão, muito pouco o chileno Botafogo são bobos. O sucessor do MelianteCunha sabe a “mercadoria” que tem e vai botar preço alto. Prôs do KhuartelAlvorada é pegar ou largar. Os VerdeSauvas ainda vão preferir o LadrãozinhoDeLaranjas do sitio dos Paiva (lá no ValeDaRibeira) que queimar (ainda mais) o ÍndioVice, despreparado até prá cuidar de sua terra natal. O desastre é tanto que nem PanchoVillas, estrela maior da QuerênciaDeCruzAlta, veio à GrandeMídia prá alardear que Esquerdopatas e Kummunistas estão sabotando o (des)governo deles. E os “ServiçosSecretos”, fora andar bisbilhotando meio mundo, parece meteram o rabinho entre as pernas, como perrossarnentos. Não conseguiram nem vestígios que as eleições dos Gringos foram fajutas, como queriam os 19Coroados. Dizem que até no Çupremu o Cabo e o Sargento, postos à porta por Bananinha, tão querendo dar baixa. E com GuéGué afundando a economia (vai dizer que foi o Corona) até o Messias vai querer baixar da goiabeira. No pico das Agulhas os caras tão preocupados com o dito do OduvaldoVianna — “se correr o bicho pega, se ficar, o bicho come”. A maré num tá prá peixe…

    • Nós, trouxas e bundões, estamos celebrando a piora de imagem do adolinquente (só por causa da vacina?!) e pensando que “agora vai!”…
      Na gíria, pode-se dizer, desde pelo menos quando se livrou do processo militar, que o mitosco é “cascudo”, tal qual baratas que resistem desde tempos imemoriais.
      O fato é que daqui a pouco coloca mais um no STF e talvez na presidência da Câmara e do Senado. O resto já está bem aparelhadinho.
      E nós pensando em começar a “discussão”? Com mais de 60 pedidos de impeachment e dezenas de variados crimes, na gaveta do inacreditável Maia?
      O tempo já passou (de provocar novas eleições). Agora vem Mourão, outra porcaria. Embora qq.coisa possa ser melhor q Bozo, talvez a destruição braZileira até ganhe “competência” o que será também ou mais desastroso.
      Mais um excludente de ilicitude aqui, umas munições fartas e sem registro ali, uns portes liberados, umas policias, AGUS, MJ, GSI, Abin, PGR e 30% de firmes zumbis drogados e termos, quem sabe, uma SA colocando “ordem e progresso” para os homens de Benz.
      Esperança é a última que morre!
      Neste inacreditável país, ela nunca morre.
      Apenas se mantém moribunda.
      Em coma induzido…

    • https://www.defesanet.com.br/tfbr/noticia/39352/Exclusivo—Comentarios-de-um-fiel-Observador/

      DEFESANET às 14:00 h

      “O impeachment de Jair Bolsonaro parece ter entrado em contagem regressiva. O presidente, mal assessorado por alguns oportunistas mais preocupados com seu próprio prestígio pessoal do que com o comprometimento com um tão sonhado e esperado governo liderado por um ex-militar com valores caros à caserna.

      (…)

      Engana-se quem acredita que os militares seguem cegamente o líder. Comprometidos com a Constituição Federal, eles são os garantidores da estabilidade, das instituições e do próprio governo. Não serão os barulhentos militares da reserva, muitos com cargos no governo, que vão salvaguardar Bolsonaro no poder, mas sim os silenciosos militares do Serviço Ativo. Uma instituição do Estado.”

  2. Sobre DENGUE, já podemos falar? Ou farão como toda a Imprensa está fazendo. Escondendo Notícias e Censurando? E DENGUE HEMORRÁGICA? Ou os SURTOS, principalmente em SP, de FEBRE AMARELA URBANA, RAIVA HUMANA, HEPATITE, LESCHMANIOSE,…Pelo menos a respeito destas Graves Doenças a Mídia fará Matérias a fim de prevenir a População? Talvez devido às chuvas e ao Calor informem sobre os riscos de LEPTOSPIROSE? Nem isto? Sumiu tudo, fora Gripezinha de Inverno e Vacina Placebo? Nem mesmo ZICA? CHICUNGUNYA? GUILLAIN-BARRÉ? MICROCEFALIA? O Brasil destruído por 90 anos da Indústria do Atraso e da Miséria, vê retornar com toda a força a Indústria da Censura? Nem mesmo falar sobre o Gigantesco Aumento, devido ao Confinamento Ditatorial, uma espécie de Prisão se Julgamento, nos casos de SUICÍDIOS E FEMINICIDIOS? Entendemos o que está por trás da Indústria do Caos e da Histeria. Pobre país rico.”…é obsceno de tão óbvio….”Mas de muito fácil explicação.

    • Não. Acho melhor falarmos do sexo dos anjos para desviar a atenção do impeachment do Bolsonaro. Ou falar da mamadeira de piroca, ou falarmos da cloroquina, ou … desde que desvie a atenção desse presidente genocida qualquer assunto serve.

      • vera venturini : Sexo dos anjos? Qualquer assunto serve? Graves, Perigosos e altamente mortais Doenças Contagiosas? Agora entendi, Bolsonaro foi quem inventou todas elas só para se livrar da tal Vacina. É surreal o que passa por suas mentes !!!

    • Que tal falamos também das propriedades da ‘pamonha de Piracicaba’ (só a de Piracicaba) na cura da Leishmaniose, se bem que, em termos de parasita, bem melhor continuarmos concentrado no que infestou e tornou uma tragédia a vida brasileira, desde que o alojaram, através de votos e por omissão, inclusive com direito de alguns espairecerem a omissão em Paris, no planalto central do país, para desespero dos que creem o mundo não plano e sem possibilidade do parasita planaltino lá permanecer, sem que o Brasil termine na ‘tonga da mironga do kabuletê’, ou seja, no…

    • Seus comentários repetitivos fazem parte de fenômenos conhecidos como TOC, pirações hiperativas e transbordamentos de desinformação pelos dedos em telas e teclados.
      Entendemos que não oferece maiores perigos.
      Apenas nosso consumo de paciência.

  3. Desde do ano início o atual governo tenta desviar o foco toda vez que surge um fato que demonsra seus fracassos.

    Pode ser apenas coincidência, assim que surgiram as notícias das demissões no Banco do Brasil e o fechamento das fábricas da Ford, faltou oxigênio nos hospitais de Manaus. O fato envolvendo os aviões que estavam transportando oxigênio merece uma investigação minuciosa.

    E novamente tentando devir o foco, temos declarações dos riscos para democracia no Brasil.

    Apesar de inimaginável, nada mais surpreenderia.

  4. Humm… Rodrigo Maia e o sogro tem uma criação de capivaras. Bolsonaro não é Dilma que foi pro cadafalso de cabeça baixa sem sequer usar a tv pra se defender. Vai mandar a federal atrás deles

    • Sabe Dona Vera,políticos como Leonel Brizola,Ulisses Guimarães,Severo Gomes,Alencar Furtado,Josapah Marinho,Djalma Marinho,Waldir Pires,Miguel Arraes,Seixas Dorea,Mauro Borges,Marcos Freire,Lysaneas Maciel,Mário Covas,Franco Montouro,José Richa,Itamar Franco,Plínio de Arruda Sampaio,Otávio Mangabeira,Luís Carlos Prestes,João Amazonas,Carlos Mariguella( tive a honra de constar na relação de eleitores que elegeu a neta dele para a Câmara Municipal de Salvador),etc etc,seja em que espectro político atuaram,deixaram como seu maior legado,um só compromisso:A Democracia.Jamais subiram ou desceram muros.Foram políticos de uma cara só,sempre tiveram um só norte.Jamais,nunca,em tempo algum,estiveram,ora na vertical,ora na horizontal,ou agachados ao sabor sabe-se lá de que.
      Não sou eu,são os arquivos do Blog que armazenam dezenas de comentários da Senhora,principalmente quando um desastre presidencial chamado Barak Obama,chamou-lhe de “você é o cara”,elogiando e enaltecendo Luís Inácio da Silva.
      O que a fez mudar? As vagabundagens da Lava Jato,composta de um Juiz canalha e de Procuradores mais canalhas ainda,mancumunada com o conglomerado mafimidiatico,que a senhora parece querer passar o pano,ou quem sabe,a Máfia Judiciária Brasileira,a mais letal do Planeta(com STF e tudo),que transformou Luís Nassif em ator para filmar “Cabra Marcado Para Morrer”,parte II?
      O que fez a Senhora mudar de opinião em relação ao Senhor Luís Inácio da Silva,repito?Essa horda de Ciristas sem votos que tomaram o Blog de assalto?
      Quando eu evidencio que seus comentários não guarda resquícios de um conhecimento político maior,mais profundo e abrangente,é um evidente sinal da sua formação política fraca,insossa e mambembe.
      A Senhora,com todo respeito,pelo tempo que passa aqui,já deve ter alguma mecha de cabelos brancos,e exatamente por isso ainda é merecedora do meu respeito.

  5. Os bicudos emplumados,escolados no golpe contra a presidenta Dilma em que esperavam serem carregados nos braços dos coxinhas para o palácio do Planalto e,no lugar disso,viram essa escória passar-lhes a perna,não embarcarão em outra cilada. Preferirão,desta vez,ir assando o sujeito com todos os riscos que isso representa.
    A direita,bicudos e companhia,precisam do sujeito para ter comparação ao mesmo tempo que a mídia golpista, além de ter completamente censurado a existência da real oposição ao governo,principalmente o presidente Lula,continuará,como sempre,enaltecendo seus escolhidos e criminalizando os opositores.
    Assim,podem chover comentários sobre o impeachment desse sujeito que nada acontecerá. Existem dois senões: o primeiro é a eleição para presidência da câmara. Se o candidato governista perder significa que o establishment o abandonou e “financiou” a campanha do outro candidato. Neste caso poderia haver alguma turbulência mas, muito dificilmente, o impeachment,talvez uma alternativa heterodoxa como uma renúncia forçada.
    O outro senão poderia ser um golpe dentro do golpe com os milicos milicianos entronando-se diretamente no poder “sine die”.
    As alternativas são tão ruins que não existe escolha de Sofia possível.É por essas e outras que osujeito vai sobrevivendo e tirando sarro do povo brasileiro

  6. Nassif,
    Se parte das tropas que fizeram de um mais que legítimo imbecil o reizinho no trono abandonarem o barco, a possibilidade de um processo de impedimento ser bem sucedido aumenta bastante.
    Até aqui, o STF de Fux e Barroso permanece com cara de paisagem; a mídia, aquela “que é contra o bolsonaro” não mostra à população as lambanças monumentais do imbecil e seus três filhotes, não mostra a pesquisa integral do IBGE em relação ao desemprego, não mostra as licitações mandrake na área da Petrobras, um escândalo impressionante; a banca está tendo orgasmos de satisfação, por conta da espetacular dinheirama que o governo “sério”, o do sensacional Teto de Gastos, aquele que conseguiu produzir um inacreditável aumento da dívida interna, que saltou de 3 tri ao final do governo de DRousseff para os atuais 5 tri, este montante financiado pela nossa banca querida; o andar de cima, a bordo de sua notória ignorância sobre a realidade do país, esta fração cujos membros nasceram no brasilsil mas detestam o brasilsil, esta permanecerá inerte. Quanto à caserna, não é preciso comentar.
    Se um ou mais destes setores não mudar de posição, será praticamente impossível jogar o miliciano no meio da rua.
    Quanto a RMaia, também obedece ordens como bom marionete que é, afinal, ser capaz de não compreender a necessidade de um processo como este, mesmo tendo em sua gaveta mais de 50 pedidos pedindo pela processo de impedimento.

  7. Quando chegarmos ao número mágico de 300 mil mortos o impeachment sai? Final de abril? Ou será a economia, estúpido? Quantas empresas mais precisarão ir embora? Ou teremos que enterrar 400 mil mortos? Talvez aí já seja tarde. Já estaremos vivendo na ditadura militar 2.0 tão sonhada pela nossa classe média e pelos evangélicos. Aí em 2040, a Folha e a Globo se arrependem e voltamos a democracia. Mas sem pressa. A transição será de forma lenta, gradual e segura.

  8. Bolsonaro tem nas mãos o Butim máximo: as Estatais. Enquanto não as leiloar, manterá o apoio de nossas elites. Vidas e meio-ambiente são meros custos, não perderão o que talvez seja sua última chance de apoderar-se do Patrimônio Público. Sem elas, perde sua utilidade e poderá ser despachado. Ele sabe disso, e vai entregando-as à conta-gotas, até o final do mandato.

  9. Nassif está apostando no impechemet,eu e meu guia espiritual,Pai Ambrósio apostamos todas nossas fichas numa renúncia.
    Esse negócio de impechemet já encheu os culhas.
    Um atrás do outro.PQP,que saco esse negócio,vamos comemorar o sexagésimo ano da última renúncia,com direito ao pote.

  10. Cuidado seu Nassif,em algumas vezes eu logrei êxito contra um ou outro posicionamento seu.
    Aquele cretino do Miguel Reale Júnior está pedindo o afastamento de Jair por esquizofrênia.Acho que quer dizer que Jair e sua banda,incluindo aí Hélio Negão,estão fazendo fumaça,pitando uns buaretes.
    Se a moda pega,a parceria dele,Janaína Pascoal vai no bolo.

  11. SÓ PRA CONTRARIAR.

    Vingança é um prato que se come frio,reza a prima lenda.
    Renan Calheiros esperou exatos 2 anos arquitetando um plano não tão maquiavélico assim, de como se vingaria de Tasso Tenho Jatinho Por Que Posso.
    Há 2 anos atrás Tasso Tenho Jatinho Por Que Posso,mancumunado com um Jair Bipolar,em fase de aquietação do mal,via um parlapatão com fogo no caneco, Ônix Lorenzoni,detonaram a candidatura de Renan Calheiros,elegendo o cabrito Deivide Pintinha Alcolumbre.
    Renan,macaco velho e perigoso galanteador,soprou nos ouvidos de Miss Tebet.
    Vai que é tua Se mone.Simone está indo.Será surrada impiedosamente.
    Se ACM fosse vivo,mandaria quebrar o sigilo do Painel do Senado,e de novo ou novamente teríamos mais um alagoano, desta vez de calças,a enganar e se vingar de trouxas.
    Definitivamente,política brasileira não é para a Senhora Dona Vera Lúcia Venturini.
    Aprenda com quem sabe,e peça uma audiência via Dona Lourdes Nassif.Ela por certo a concederá sem precisar falar comigo.

  12. SÓ PRA CONTRARIAR

    Caetano Veloso,o pé de gelo Cirista,declara apoio à Baleia Rossi.Fudeu.A baleia virou cação.Ô dona Vera Venturini,a senhora que é a bam bam bam política do pedaço,me explique o que Pé de Gelo tem a ver com a eleição da Câmara dos Deputados?
    A idade pesa,e como pesa minha cara,e minha nobre Dona Lourdes Nassif.

    • SÓ PRA CONTRARIAR

      Desconfio,aliás tenho quase certeza que alguém do sexo feminino daqui deu com a língua nos dentes.
      Soprou no ouvido de Pé de Gelo,que um bahiano como ele está pagando em euro quem informar o nome de qualquer político eleito com o fundamental apoio dele.
      Só assim o sacripanta trocou onFreixo por uma Baleia.
      Quem com quem trairagem fere,por ela será abatido.
      Informo que os meus euros foram cambiados na Ciudad del Este.

  13. Gente, sonhar não custa nada, mas esse cara não cai. Tem apoio das FA (colocou um monte deles no governo, não vão querer sair), vai fazer o presidente do congresso, vai ter maioria no STF. Só sai em 2026. É triste mas temos que enxergar a realidade.

  14. Ele vai renunciar companheiro,pode acreditar.Mais,as FA fará o serviço não sei se limpo ou sujo,quando nada mais der certo.Alias,quando eu escrevo além da conta,tem algo no ar.
    Jair é um psicopata e Gal.Mourão já comprou o terno de posse e coleção de máscaras.
    Digo mais,nem São Benedito salva ele.

  15. CATARINA E jARIRÍ – UMA PAIXÃO SOBRE-HUMANA

    Indaí, Nejá surjiu na varandinha e, si ispriguiçanu toda cum aquéla beleza impréssionante, olhô pru céu e falô:

    – Ucêis já tão despertados. Só agóra o Sól cumeçô a dá as boa vindas pra todos seres que andam e os qui não andam.

    – Cumu anssim, Néja? Eu num intendí, as arves, pur éxempro, não andam, maisi eilas istão vivas.

    – Néja tá dizenu, Tuxo, qui as arves crescem pro céu i pros lados, as raízes descem pra tierra, éilas crescem i, entoncis, éilas andam tumém, du jeito déilas;

    – Tá cérto. Maisi ieu ti priguntu, Néja: I os mórtos? Eisses num tem cumu andá, eiles ficam lá parados a sete palmos di fundura. Num andam di jeito ninhum.

    – Mas si dismancham, Tuxo, in diréção ao fundo da Tierra. Eiles andam tumém, si móvem, mesmo qui divagar.

    – Sim. Ié vérdadi memo. Eiles viram esterco. Maisi tem una cousa qui eu num intendu. Eu acho qui cemitério é uma grandi bobaje. Si a jienti qué si lembrá dos mórtos, diviria iscolhê as cousas deiles i guardar, pra si lembrá deiles cuando a jienti quiséssi.
    – Eu concórdo com uilsso, Tuxo. Os mórtos bem qui poderiam ser o adubo das arves. Eleis diviam ter o corpo entregues a éilas, embaixo déilas. Anssim, as arves creceriam maisi e cum maisi saúde.

    – Ié a pura vérdade, disse mestre Bódim. Nos tempo di hoje, os mórtos pelos vírus istão sendo interrados di quarqué jeito. Um trator abre buracos i jógam os caxão drentu das cóva. Ucê viu o qui tá acontecendo em Manaus? U guverno do Cramulhão não enviô os tubos de óxigênio pra aquelis qui istavam em estado térrível nos hospitar, mórrendu sufocados, cumu si istivem sendo enforcados. Na vérdadi, foi o prisidente qui diexou eiles morrerem sem qui fizessi nada pra resolvê o próbrema. Eisse Cramulhão não move uma palha pra ajudá os brasileiros. É o demonho em vida.

  16. Esqueçamos. Aguentaremos isso aí até 2022. Isso se, daqui até lá, ainda houver eleições. As forças armadas são o que são, desde sempre, hábeis em pintar muros e capinar suas terras – e promover golpes de estado. Com um ingrediente adicional e perigoso: as PMs. Lembrem do que os encapuzados criminosos de farda fizeram no estado do Ceará, ano passado. O potencial golpistas desses milicianos travestidos de agentes públicos é explosivo. E Rodrigo Maia é a personificação da inércia. Nada faz. Pois a essência do plano econômico de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes está no DNA de Maia. Nada de ilusões. Da parte do atual presidente da Câmara nada veio até aqui para combates os desmandos de Bolsonaro que não fossem tíbias falas na imprensa, apenas para marcar presença, e nada verá daqui para frente, quando lhe faltam poucos dias na presidência da Câmara dos Deputados. Zero ilusões. Maia nada tem de estadista.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome