Os boatos sobre a busca e apreensão na casa de Sérgio Moro, por Luis Nassif

Provavelmente, o fake visou criar uma cortina de fumaça capaz de nublar outras operações do mesmo tipo, mas contra alvos próximos a Moro, que não são nem do Judiciário, nem da Polícia Federal de Curitiba, nem da relação e amigos civis

Segundo os jornais, foram fontes da Lava Jato Curitiba que lançaram a suspeita de que a Procuradoria Geral da República ordenaria uma operação de busca e apreensão na casa do ex-juiz Sérgio Moro.

Houve quem imaginasse a Polícia Federal chegando às 6 da manhã em sua residência, ameaçando o porteiro, que dizia que o ex-juiz é autoridade e não poderia ser incomodado, invadindo a casa, entrando no seu quarto, revirando a cama do casal, entrando no banheiro e revistando roupas íntimas.

Depois, pegariam os brinquedos dos filhos, comprados com carinho e enfiariam grosseiramente nas caixas preparadas para recolher objetos suspeitos. Um policial, mais folgado, deitaria na cama desarrumada do casal, para testar o colchão.

Olhariam com desinteresse as molduras que a senhora Moro colocou na parede, com o casal vestido a caráter sendo homenageado nos salões da plutocracia mundial, por terem destruído a plutocracia brasileira. E dariam uma ordem peremptória: mostrem o cofre do apartamento. Ficariam impacientes com a demora de Moro em lembrar a senha do cofre. Aberto, não tinha nada de interesse, mas, mesmo assim, esvaziariam e colocariam o conteúdo nas caixas.

Na frente da comitiva policial, um PF negro, avis rara, faria piadas com as investigações do Banestado e ironizaria a popularidade do juiz. Moro reagiria, invocaria seus direitos, exigiria a presença do advogado, diria que o Brasil não é uma ditadura, que não poderiam tratar ele daquele jeito.

– Meu, para a PF, você é apenas mais um. Que nem o Lula.

Mas, como na música “Etelvina”, tudo foi um sonho, minha gente. O boato é infundado. Fonte da PGR respondeu à minha indagação com uma palavra apenas:

– Fake!

Provavelmente, o fake visou criar uma cortina de fumaça capaz de nublar outras operações do mesmo tipo, mas contra alvos próximos a Moro, que não são nem do Judiciário, nem da Polícia Federal de Curitiba, nem da relação e amigos civis. Colocaram o grandão na frente para gerar um burburinho que impeça operações contra os outros intocáveis implacáveis.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 comentários

  1. das cake news do jornalismo à brasileira: um imortal da academia brasileira de letras (anos-luz longe da inaugural cadeira número 1), um “jornalista”, ao espectro eletro magnético concedido pelo Povo [email protected], comemora a prisão de um cidadão. numa concessão da Constituição, onde um dos escribas fora justamente sobre quem comemoravam. nem Herodes ousou tanto! a “elite” do Brasil é caso de alienista. é mesma elite que grasna “estado de direito” e edita o democrático…

    http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/bv000231.pdf

    http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/gu001291.pdf

    https://www.conversaafiada.com.br/pig/2013/08/24/escarnio-um-vinho-pela-cabeca-do-dirceu

  2. Essa sua “ironia bizarra e paralela” me fez refletir sobre ALGUMAS diferenças existentes entre a realidade e a fantasia:
    – Na realidade o IMENSO, o gigantesco personagem público que realizou em modestos 8 anos o que TODOS os outros não fizeram em 50 anos de governos é inocente, admirado e reconhecido mundialmente, ao contrário do “meretrício” que, da sua obra, o que se extrai é a destruição de dezenas de empresas e de milhões de empregos, mais a entrega de material sensível ao país dado – sabe-se lá a que preço – a potencia estrangeira.
    – Na vida REAL, hoje se sabe, a autoridade desrespeitada e violada, carregava consigo a ultima trincheira do que se poderia considerar como um Projeto de Redenção Nacional e de independência do BRASIL.
    – O personagem da vida REAL teve sua vida inteira revirada por inúmeras instituições nacionais e estrangeiras (SNI, GSI, FBI, CIA, Febraban, TCU, COAF, PF, MPF etc), sem que as mesmas JAMAIS conseguissem apresentar provas materiais e pertinentes de qq dos seus recursos que não tivessem sido fruto da sua LONGA VIDA como homem a serviço do público, da SOCIEDADE brasileira, ao contrário do que acontece com o MARRECO CAFAJESTE que sequer consegue explicar as provas materiais que pensam contra seu cumpadi e sócio, e que foram trazidas por TACLA DURAN, por exemplo.

    em tempo – PÉS NO CHÃO, sem ilusão …qq situação constrangedora que possamos imaginar como vendenta, ou fruto de atuação jurídica pelna, contra estes GOLPISTAS e fascistas ORDINÁRIOS, JAMAIS irá recompor o fiasco e os prejuízos pelos quais LULA, os progressistas e o BRASIL passaram (e ainda passam), daí que qq aspiração, ou SONHO por um processo de pacificação e UNIÃO esta longe de ser alcançado POR ESTA GERAÇÃO.

  3. um maçonzinho de mérda, espião dos estados unidos, lesa-pátria portanto criminoso inafiançável, deveria está em cana desde a época do banestado, juntamento com a sua gangue da maçonaria tucana. No entanto, estamos aqui assistindo essa pôrra de encenação dos inférnos promovida pelos próprios bóstas de maçons fdp, principalmente os maçons milicos traficantes de cocaína nos boings das nossas ex forças armadas….

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome