Professor diz que formação de Moro deve ser investigada

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN – Marcos César Danhoni Neves, professor e pesquisador da Universidade Estadual de Maringá, publicou artigo na Revista Fórum alertando para a formação do juiz Sergio Moro. Segundo Neves, Moro teria concluído mestrado e doutorado em prazo inferior ao padrão. Além disso, critica as teorias de Deltan Dallagnol no caso triplex.
 
Neste sábado, Veja publicou reportagem com Rosângelo Moro, esposa do juiz de Curitiba, contando que conheceu a estrela da Lava Jato quando ele tinha “20 e poucos anos”, mas já era juiz e dava aulas de Direito em uma universidade.
 
Por Marcos César Danhoni Neves
 
Na Revista Fórum
 
Sou professor titular de Física numa universidade pública (Universidade Estadual de Maringá-UEM) desde 2001 e docente e pesquisador há quase 30 anos. Sou especialista em história e epistemologia da ciência, educação científica, além de processos de ensino-aprendizagem e análise de discursos.
 
Orientei mais de 250 alunos de graduação, especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado, além de professores in-service. Conto tudo isso, como preâmbulo, não para me gabar, mas para salientar que li milhares de páginas de alunos brilhantes, medianos e regulares em suas argumentações de pesquisa.
 
Dito isso, passo a analisar duas pessoas que compõem o imaginário mítico-heróico de nossa contemporaneidade nacional: Sérgio Moro e Deltan Dallagnol.
 
Em relação ao primeiro, Moro, trabalhei ativamente para impedir, junto com um coletivo de outros colegas, para que não recebesse o título de Doutor honoris causa pela Universidade Estadual de Maringá.
 
Moro tem um currículo péssimo: uma página no sistema Lattes (do CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico ligado ao extinto MCT – Ministério da Ciência e Tecnologia). Lista somente 4 livros e 5 artigos publicados.
 
Mesmo sua formação acadêmica é estranha: mestrado e doutorado obtidos em três anos. Isso precisaria ser investigado, pois a formação mínima regulada pela CAPES-MEC (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Ministério da Educação) é de 24 meses para Mestrado e 48 meses para o Doutorado.
 
Significa que “algo” ocorreu nessa formação apressada.. Que “algo” é esse, é necessário apurar com rigor jurídico.
 
Além de analisar a vida acadêmica de Moro para impedir que ele recebesse um título que não merecia, analisei também um trabalho seminal que ele traduziu: “O uso de um criminoso como testemunha: um problema especial”, de Stephen S. Trott.
 
Mostrei que Moro não entendeu nada do que traduziu sobre delação premiada e não seguiu nada das cautelas apresentadas pelos casos daquele artigo.
 
Se seguirmos o texto de mais de 200 páginas da condenação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e guiando-me pela minha experiência em pesquisa qualitativa, análise de discurso e fenomenologia, notamos claramente que parte significativa do texto consiste em Moro tentar apagar suas digitais, sem sucesso, ao desdizer que agiu com imparcialidade.
 
Nestas páginas robustas lemos uma declaração clara de culpa: Moro considera a parte da defesa de Lula em menos de 1% do texto total! E dos mais de 900 parágrafos, somente nos cinco finais alinhava sua denúncia e sentença sem provas baseada num misto frankensteiniano de “explanacionismo” (uma “doutrina” jurídica personalíssima criada por Deltan Dallagnol) e “teoria do domínio do fato”, ou seja, sentença exarada sobre ilações, somente.
 
Aqui uso a minha experiência como professor e pesquisador: quando um estudante escreve um texto (TCC, monografia, dissertação, tese, capítulo de livro, livro, ensaio, artigo), considero o trabalho muito bom quando a conclusão é robusta e costura de forma clara e argumentativa as premissas, a metodologia e as limitações do modelo adotado de investigação.
 
Dissertações e teses que finalizam com duas ou três páginas demonstram uma análise rápida, superficial e incompetente. Estas reprovo imediatamente. Não quero investigadores apressados, superficiais!
 
Se Moro fosse meu aluno, eu o teria reprovado com esta sentença ridícula e persecutória. Mal disfarçou sua pressa em liquidar sua vítima.
 
Em relação a outro personagem, o também vendedor de palestras Deltan Dallagnol, há muito o que se dizer. Angariou um título de doutor honoris causanuma faculdade privada cujo dono está sendo processado por falcatruas que o MP deveria investigar.
 
O promotor Dallagnol não seguiu uma única oitiva das testemunhas de defesa e acusação de Lula, além daquela do próprio ex-presidente.
 
Eu trabalho em pós-graduações stricto sensu de duas universidades públicas: uma em Maringá e outra em Ponta Grossa. Graças a isso fui contactado por meio de um coletivo para averiguar a dúvida sobre a compra por parte de Dallagnol de apartamentos do Programa Minha Casa Minha Vida em condomínio próximo à UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa).
 
Visitei os imóveis guiado por uma corretora e me dirigi ao Cartório de Registro de Imóveis da cidade. Após algumas semanas, a resposta: os dois apartamentos modestíssimos, destinados a gente pobre, tinham sido adquiridos pelo Promotor e estavam à venda com um lucro líquido em menos de um ano de aquisição de 135 mil reais.
 
Reuni o material e disponibilizei para a imprensa livre (aqui a matéria do DCM). O promotor teve que admitir que comprou os apartamentos para ganhar dinheiro na especulação imobiliária, sem resquícios de culpa ou de valores morais em ter adquirido imóveis destinados a famílias com renda de até R$ 6.500,00 (Deltan chegou a ganhar mais de R$ 80.000,00 de salários – além do teto constitucional, de cerca de R$ 35.000,00; e mais de R$ 220.000,00 em suas suspeitosas palestras).
 
Bom, analisando os discursos de Dallagnol, notamos claramente a carga de preconceito que o fez construir uma “doutrina” de nome exótico, o “explanacionismo”, para obter a condenação de um acusado sem prova de crime.
 
Chega a usar de forma cosmética uma teoria de probabilidade – o bayesianismo – que ele nem sequer conhece ao defender a relativização do conceito de prova: vale seu auto-de-fé a qualquer materialidade de prova, corrompendo os princípios basilares do Direito.
 
Como meu aluno, ou candidato a uma banca de defesa, eu também o teria reprovado: apressado, superficial e sem argumentação lógica.
 
Resumindo: Dallagnol e Moro ainda vestem fraldas na ciência do Direito. São guiados por preconceitos e pela cegueira da política sobre o Jurídico.
 
Quando tornei-me professor titular aos 38 anos, eu o fiz baseado numa obra maturada em dezenas e dezenas de artigos, livros, capítulos, orientações de estudantes e coordenações de projetos de pesquisa.
 
Infelizmente, estes dois personagens de nossa República contemporânea seriam reprovados em qualquer universidade séria por apresentar teses tão esdrúxulas, pouco argumentativas e vazias de provas. Mas a “Justiça” brasileira está arquitetada sobre o princípio da incompetência, da vilania e do desprezo à Democracia.
 
Neste contexto, Moro e Dallagnol se consagram como “heróis” de papel que ficariam muito bem sob a custódia de um Mussolini ou de Roland Freisler, que era o presidente do Volksgerichtshof, o Tribunal Popular da Alemanha nazista. Estamos sob o domínio do medo e do neo-integralismo brasileiro.
 
*Marcos César Danhoni Neves é professor titular da Universidade Estadual de Maringá e autor do livro “Do Infinito, do Mínimo e da Inquisição em Giordano Bruno”, entre outras obras
 
 
 

95 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Felipe Pires

- 2020-05-13 20:43:29

Cada dia mais estranho da onde realmente esse MORO veio... Quem é de verdade Moro?

Paula Tejando

- 2020-04-26 11:38:25

imagine o totófoli

Paulo Eduardo

- 2019-07-09 17:30:43

Com todo o respeito que merece, mas não creio que um físico seja a melhor autoridade para tratar, com rigor científico, questões de ordem jurídica.

Nair Rosa

- 2019-06-17 11:30:07

Vai fundo que aí tem mta sujeira por baixo desse tapete, não merece respeito esse lixo..

Ernesto Frick

- 2019-05-21 19:41:33

PARTINDO DESSE PRESUPOSTO, OS ADVOGADOS DO LULA TEM QUE PEDIR A IMEDIATA NULIDADE DESSE FALSO PROCESSO...

Janaína

- 2019-04-17 15:36:46

Realmente o juiz pode até ser tudo isso. Um sem instrução ou pode até ter entrado pela porta dos fundos , mas porque isso não foi dito quando ele ficou famoso no início da lava jato? Porque só agora qdo ele ficou cotado para ser ministro do Bolsonaro? Não consigo entender!

Freitas

- 2019-03-03 15:14:42

Newton Diniz, desde quando o tal "notório saber juridico" está necessariamente vinculado a título acadêmico? Diga-me de onde diabos você tirou isso. Não vou entrar no mérito sobre a capacidade do Toffoli, mas afirmo sem medo de errar: não sera o título acadêmico a baliza principal pra definir isso.

Leo Marques

- 2018-11-01 20:39:40

Temporalidade

Por isso que, ao analisar uma informação, devemos colocar o fator tempo. Das normativas existentes do CAPES, de 1965 para cá, os tempos foram diminuindo para fazer mestrado e doutorado. Portanto o que você esta dizendo esta corretíssimo, mas para uma informação atual. O correto é pegar a mesma informação de como estava na época em que o Dr. Moro fez o mestrado e doutorado. E isso significa os 24 e 48 meses declarados pelo articulista.

Danilo Dias

- 2018-05-22 21:59:04

Errado, é possível sim fazer

Errado, é possível sim fazer doutorado no Brasil sem o mestrado, e não é nada complicado ou de outro mundo. Quanto ao concurso de juiz, falou besteira novamente, pois não chega nem perto de uma tese de doutorado em dificuldade.

Newton Diniz

- 2018-04-06 12:11:22

O cara vem falar de Sérgio

O cara vem falar de Sérgio Moro, porque não falar de Dias Toffoli? Sua excelência nem mestrado tem, e olha que, até onde sei, MINISTRO DO STF TEM QUE TER NOTÓRIO SABER. Isto o professor não fala.

Cirineu

- 2018-04-02 10:48:47

Os prazos minimos para a

Os prazos minimos para a obtenção dos títulos de mestre e doutor, respectivamente, são 1 ano e dois anos. Eu mesmo fiz meu mestrado em 18 meses. Basta que o leitor faça uma rápida pesquisa e confira.

Reinaldo Reis Alves

- 2018-03-31 18:51:02

Revelando a fraude que é Moro e Dallagnol

Temos que agradecer ao professor Marcos César Danhoni Neves por ajudar a desmascarar Moro e Dallagnol. Duas fraudes que ajudaram a colocar o país de joelhos. Esses senhores merecem ir para a cadeia, por tamnho prejuizo causado a nossa nação.

Reinaldo Reis Alves

- 2018-03-31 18:50:52

Revelando a fraude que é Moro e Dallagnol

Temos que agradecer ao professor Marcos César Danhoni Neves por ajudar a desmascarar Moro e Dallagnol. Duas fraudes que ajudaram a colocar o país de joelhos. Esses senhores merecem ir para a cadeia, por tamnho prejuizo causado a nossa nação.

markito

- 2018-03-31 00:28:20

Não é o Moro que fazia o

Não é o Moro que fazia o Batoré da praça é nossa?

Ana Bednarski

- 2018-02-21 20:18:15

Se abrirem o armário do juiz baixinho da Xuxa cairão esqueletos

o podreciário do país tem que passar por uma reforma estruturante e por demiisão em massa, começar do Zero, as notícias do MP me remetem a SS Nazista.

Roger Silva

- 2018-02-15 15:35:49

Professor diz que formação de Moro deve ser investigada

É bem tendenciosa, parece coisa de petista. Mas sempre achei um absurdo ter que fazer, no Brasil, um mestrado para depois fazer um doutorado. Nos Estados Unidos e outros cantos não é assim. Somente neste paizinho chifrim, acontece isso. No meu último curso superior, de psicologia, o professor falou que para burlar a exigência de fazer mestrado, ele somente fez algumas matérias e se inscreveu para doutorado. Acho que o pesquisador deveria tentar fazer um curso de direito e depois se submeter ao concurso público de juiz. Ele verá que o concurso de juiz, qualquer seja a instância, é muito mais difícil que fazer uma tese de mestrado ou doutorado ou mesmos pós-doutorado. Além da prova objetiva, há a prova subjetiva e oral, análise de títulos etc.Mesmo a análise de títulos é só classificatória.

FREDERICO AUGUSTO MAX VIANNA MARTINS

- 2018-01-29 02:11:07

Boa noite sou leigo no

Boa noite sou leigo no assunto e tento formar minha opinião pela consideração de diferentes e mesmo opostos, pontos de vista. Minha dúvida é: se Moro e o Deltan são tão incapazes assim, como não foram derrotados pelo advogado de Lula?  Como os recursos não evidenciaram a inexistência de provas e nesta medida impediria, ainda, que Lula fosse condenado pelos desembargadores do TRF-4. Aliás, presume-se que os desembargadores tenham cometido os mesmos erros que Moro e quiçá, propositademente, como parcialidade política. Se foi esse o caso, ou seja, se inexiste prova e evidências contra Lula não há o que se preocupar... 

 

Delker Santos

- 2018-01-24 19:25:53

Resumindo tudo que li aqui:

Resumindo tudo que li aqui: Sergio Moro na "Esfera do Direito"  é um semi-analfabeto. Ele não entrou pela janela e sim pela

porta dos fundos, ajudado por seu pai que foi o fundador do PSDB em Curitiba-PR. Perfil de um filhinho de papai!!

Marcello Silva e Santos

- 2018-01-21 19:39:00

Sobre o Prazo

Quem acha normal fazer mestrado e doutorado em 3 anos, passar em concurso público sem ter produção docente compatível e virar juiz sem ter carteira da ordem e tempo de exercício do direito, realmente é um idiota ou hipócrita tendencioso....

Zé do Centro

- 2018-01-05 11:37:18

tomara que consigam...

tomara que consigam...

Milton César Sena Sábio

- 2017-12-27 01:54:36

Sérgio Moro

Acompanho as falas desse juiz já há algum tempo e noto, não sei se estou ficando maluco, inclusive, incorreções básicas de concordância verbal e nominal ao se expressar.

Já cheguei a pensar que ele não é juiz ou não passou no concurso, mas não sou da área do Direito e por isso não tenho elementos para avaliar a sua competência teórica.

Reafirmo: não me parece que fala como juiz, seu léxico me parece pobre e não combina com alguém desse tipo de formação, normalmente ligado às elites de nossa sociedade.

Clovis Tarciso Carneiro Rabelo

- 2017-12-09 17:48:16

Holocausto brasileiro
O que esperar de uma sociedade que se comporta como os judeus, não acreditando no que estava acontecendo, e resignados caminhavam para a câmara de gás? Estamos assistindo a mais um holocausto. Aonde o nazismo travestido de democracia aniquila as verdades com distribuição de dinheiro e cargos aos corruptos. Uma minoria armada de poder e dinheiro sujo manda ao cadafalso todo um povo que espera por um Salvador. É triste, mas é a mais dura realidade. O holocausto brasileiro já se estabilizou.

Manoel Magalhaes

- 2017-10-15 07:17:46

O juizeco extremamente PARCIAL MORO.

Esse senhor, junto com a MÍDIA CANALHA, está mantendo o Brasil paralisado. Se elle quisesse, realmente, combater a corrupção, NÃO teria deixado o ESCÂNDALO DO BANESTADO (envolvendo mais U$ 124 BILHÕES DE DÓLARES, extremamente maior que a Lava Jato) ir parar, escondido, "debaixo do tapete"). Segundo aquela entidade sueca WIKILEAKS elle foi treinado nos EUA para paralisar o Brasil. A mulher dele, Rosângela Moro advoga para Shell (concorrente da Petrobrás) e para o PSDB. Por que o inquérito-mãe, o ponto de partida para desvendar toda a trama da corrupção no país foi abandonado ?
Por que nunca se seguiu o rastro dos 124 BILHÕES DE DÓLARES desviados para o exterior ??
Será que foi CRIMINOSAMENTE ABANDONADO porque os envolvidos eram tucanos, do partido - PSDB do JUIZ MORO ???
Segundo o WIKILEAKS, Moro foi treinado e financiado pelos EUA.

Moreno

- 2017-10-13 21:18:56

JUIZES SEM TOGA RESGATAM AS PRÁTICAS NAZI FACISTAS

ESSE JUIZECO PAVÃO DE MARINGÁ NÃO TEM EXAME DA OAB E NEM FOI CONCURSADO, FOI NOMEADO POR UM COLEGIADO NA ERA FHC PARA ATAUAR NO CASO BANESTADO, ASSIM COMO O EX-ADVOGADO DO PCC E DE MARCOLA 9MARCOS HERBAS CAMACHO), SR ALEXANDRE MORAIS,  VIROU JUIZ SEM TOGA NO STF NO GOLPE E SEM CONCURSO.

 

CELSO RUSSOMANO EX-ASSESSOR DE COMUNICAÇÃO DO HOTEL DELLA VOLPE, O QUADRILHÃO DE MICHEL TEMER E O ASSASSINATO DO JOVEM GOVERNADOR DO ACRE MORTO NO DELLA VOLPE COM TIROS NA CABEÇA DOIS DIAS ANTES DE DEPOR NA CPI ESQUEMA ODEBRECHT E ESQUEMA COLLOR PC FARIAS!!!OS ASSASSINOS PEGARAM A CHAVE NA PORTARIA, FOI FEITA UMA SIMULAÇÃO DE LATROCÍNIO,. MAS FOI UMA EXECUÇÃO!!!UM CRIME POLÍTICO E INICIOU O IMPEACHMENT DE FERNADO COLLOR

https://www.youtube.com/watch?v=PFrEo6wDlVg

 

 TODO O SÉTIMO ANDAR DO HOTEL NO DIA DO CRIME FOI ALUGADO PELA ODEBRECHT PARA NINGUÉM OUVIR OS TIROS. O JOVEM GOVERNADOR FOI MORTO NO APARTAMENTO 704, NO 702 AO LADO ESTAVA HOSPEDO UM NORTE AMERICANO, UM TESTA DE FERRO DA ODEBRECHT QUE OPERA CONTAS OFFSHORE PARA A ODEBRECHT E OS 300 POLÍTICOS DO QAUADRILHÇAO DO PMDB/SPDB/DEM, ELE ESTAVA BEM AO LADO DA CENA DO CRIME, NÃO PRESTOU DEPOIMENTO À POLÍCIA E FUGIU PARA OS EUA APÓS O CRIME. O GOVERNADOR FOI MORTO AO DENUNCIAR O DEPROP.

https://www.youtube.com/watch?v=AxFriAwvu_8

 

JOVEM GOVERNADOR DO ACRE FOI MORTO EM SÃO PAULO PELO QUADRILHÃO DE MICHEL TEMER E O ESQUEMA ODEBRECHT ASSASSINADO EM 17 DE MAIO DE 1992, DOIS DIAS ANTES DE DEPOR NA CPI "ESQUEMA ODEBRECHT E ESQUEMA COLLOR PC FARIAS". DOIS FATOS CURIOSOS: O GOVERNADOR DENUNCIOU PASMEM HÁ 25 ANOS ATRÁS O "ESQUEMA DEPROP DA ODEBRECHT" QUE A LAVA JATO SE GABA DE TER DESCOBERTO!!! O PRINCIPAL DENUNCIADO ERA O LIDER DO PMDB CHEFE DO QUADRILHÃO SR MICHEL TEMER, QUE ERA SECRETÁRIO DA SEGURANÇA DO GOVERNO CORRUPTO DE ANTONIO FLEURY (PMDB-SP) E ELE ABAFOU O CRIME. OUTRO FATO CURIOSO É QUE O ASSESSOR DE COMUNICAÇÃO DO HOTEL ONDE FOI TRAMADO O ASSASSINATO ERA O SR CELSO RUSSOMANO, UM FERZO ALIADO DO QUADRILHÃO DO PMDB. ESSA QUADRILHA DARIA INVEJA ATÉ A ALPHONSO CAPONE SE VIVO FOSSE!!!!ELES ESTÃO SAQUEANDO O PAÍS HÁ MAIS DE CINQUENTA ANOS E COM AVAL DO JUDICIÁRIO.

 

ESSE CANALHA MEGA CORRUPTO SR FHC OBTEVE FORTUNAS EM IMÓEVIS MILIONÁRIOS EM PARIS (37 MILHÕES EM CHAMPS ELISSÉS), OUTRO EM BARCELONA, NEW YORK (TOWER TRUMP), UMA FAZENDA  MILIONÁRIA OBTIDA EM TROCA DE PROPINAS COM A FAMÍLIA DE SERGIO MOTA EM BURITIS (MG) COM PISTA PARA BOEINGS NO AEROPORTO CONSTRUÍDO PELAS CONSTRUTORAS CAMARGO CORREIA E ODEBRECHT, SALDOS DE 368 MILHÕES DE DÓLARES EM DUAS  CONTAS SECRETAS BILIONÁRIAS: CONTA TUCANO E CONTA CH J&T NO PANAMÁ E NAS ILHAS CAYMAN (DOSSIÊ CAYMAN ABAFADO EM 1998) E ENRIQUECEU FAMILIARES O CORRUPTO GENRO DAVID ZYLBERSZTAJN E O SINISTRO FILHO PHC TEM CONTAS SECRETAS BILIONÁRIAS NA SUÍÇA E NO CARIBE E NEGÓCIOS BILIONÁRIOS NO "PANAMÁ PAPERS" ("MOSSAK FONSECA"), FHC MONTOU UMA REDE DE CORRUPÇÃO E TRANSFORMOU O PLANALTO NUM ESCRITÓRIO DE "NEGÓCIOS DA CHINA, ELE ANUNCIOU AO MUNDO CENTENAS DE PRIVATARIAS A BAIXOS PREÇOS"   NOMEOU FEROZES ALIADOS EM VÁRIAS EMPRESAS NACIONAIS PARA AJUDAR NOS DESMONTES E NAS PRIVATARIAS, ELE  ATÉ MUDOU O ESTATUTO DAS EMPRESAS NACIONAIS PARA NOMEAR ESTRANGEIROS NA PRESIDÊNCIA E DIRETORIAS, COMO FOI O CASO DA NOMEAÇÃO DO DESASTRADO O BANQUEIRO FRANCÊS PASME NA PRESIDÊNCIA DA PETROBRAS, O MONSIEUR HENRY REISCHTULL (DONO DO BANCO SBA E EX- DIRETOR DO PARIBAS) E O ESPANHOL NESTOR CERVERÓ PARA AJUADR A ENTREGAR AS SONDAS DA PETROBRAS, AS SUBSIDIÁRIAS E AS PETROQUIMICAS DA PETROBRAS (COPENE, PQU, BRASKEM, PETROFERTIL, FAFEN, ETC)  DOADAS POR PREÇOS ÍNFIMOS PARA O AMIGO PESSOAL DE FHC SR EMILIO ODEBRECHT.  DESDE 1996 A ODEBRECHT DEIXOU DE SER UMA MERA CONSTRUTORA PARA SER A GIGANTE DO SETOR PETROQUIMICO GANHANDO NA MÃO GRANDE AS SUPERLUCRATIVAS PETTROQUIMICAS DA PETROBRAS DOADAS POR FHC AO GRUPO ODEBRECHT E AO GRUPO QUATOR EM TROCA DE PROPINAS PAGAS NO BANCO DO ESTADO DO PARANÁ, O PROPINODUTO DAS PRIVATARIAS TUCANAS.

 

OS TRÊS PODERES ESTÃO MUITO APODRECIDOS NO BRASIL. COMO FEZ O JUIZ PIETRO NA ITÁLIA VAZAMENTOS SELETIVOS NA MANI PULITE, UMA AÇÃO MEDIEVAL CRIADA EM 1990 PARA BLINDAR SILVIO BERSLUCONE E SEUS JAGUNÇOS MAFIOSOS, PERSEGUIU E LEVOU AO SUICÍDIO 22 PESSOAS TORTURADAS NA ÍTALIA COM A FINALIDADE DE ELEGER BERLUSCONE O DONO DA EMISSORA RAI, AQUI NA TERRA DOS TUPINIQUINS TENTAM FAZER UMA CÓPIA DE BAIXO NÍVEL DA MANI PULITE USNADO UM JUIZ SEM OAB, NÃO CONCURSADO E “BLINDADOR DE TUCANOS DESDE O ESCÂNDALO BANESTADO” (1997-2002).

 

EM SANTA CATARINA UM REITOR CIDADÃO DE BEM ATUANDO HONESTAMENTE NO MAGISTÉRIO POR 38 ANOS FOI PRESO, TORTURADO, HUMILHADO, LEVADO A SESSÕES DE TORTURAS FÍSICAS E PSICOLÓGICAS A MANDO DO JUIZECO PAVÃO DE CURITIBA AGENTE DA CIA CONTRATADO E TREINADO EM 2009 PARA FAZER O DESMONTE NACIONAL NO BRASIL E ENTREGAR AS RIQUEZAS NATURAIS DO BRASIL (PRESAL E MINÉRIOS E METAIS NOBRES DA AMAZÔNIA). A FAMÍLIA DE CHANCELLIER ACUSA O ESTADO DE TER FEITO TORTURAS FÍSICAS E PSICOLÓGICAS COM O REITOR PASSOU POR SESSÕES DE TORTURAS A MODA DA DITADURA MILITAR DE DAN MITRIONE COM ORIENTAÇÕES DA CIA O PAVÃO DE CURITIBA RESGATA O NAZI FACISMO NO BRASIL.

ENQUANTO ISSO, O SENADOR CORRUPTO MEGA DELATADO, TRAFICANTE DE DROGAS, DROGADO AÉCIO CHEIRA NEVES, RÉU EM 14 PROCESSOS DE CORRUPÇÃO NO TJMG POR ROUBO DE VERBAS PÚBLICAS (AÉCIO DESVIOU 60 MILHÕES PARA CONSTRUÇÃO DE AEROPORTO NA “ROTA DA COCAINA” NA FAZENDA DOS PRIMOS, DESVIOU 5 BILHÕES DESVIADOS DA SAÚDE EM MG PARA GASTOS COM PROPAGANDA E ENRIQUECIMENTO ILÍCITO DE FAMILIARES DONOS DA MÍDIA), AÉCIO É LADRÃO DE MALAS DE DINHEIRO, MATADOR DE LARANJAS (SRA CRISTIANE APARECIDA E SRA MIRTES MORTAS EM BH EM 2002 NO ESQUEMA DE FURNAS E MENSALÃO TUCANO), RECEBEU 100 MILHÕES DE REAIS EM PROPINAS DA OAS EM OBRAS SUPERFATURADAS (NOVO PALÁCIO), RECEBEU 500 MILHÕES DAS MINERADORAS PARA ABAFAR A “CPI DA MINERAÇÃO” E ABAFAR OS DESASTRES DA BHM SAMARCO, AÉCIO CHEIRA NEVES É UM MEGA DELATADO E UM MEGA BLINDADO NA TEIA DE PROTEÇÃO TUCANA NA LAVA JATO E FOI MATADOR MANDANTE DE ASSASSINATOS DE POLICIAIS (LUCAS GOMES ARCANJO E OUTROS), DE JORNALISTAS MORTOS EM MINAS GERAIS, AÉCIO É UMA CÓPIA DE PABLO ESCOBAR COM EXTENSA FICHA CRIMINAL, TODA A CORRUPÇÃO ABAFADA PELA “TEIA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA TUCANA” NA ROUBALHEIRA DO GOVERNO FHC NO BANCO DO ESTADO DO PARANÁ- 125 BILHÕES DÓLARES FORAM PAGOS PELAS MULTINACIONAIS A FAMILIARES DE 300 POLÍTICOS DEMOTUCANOS NAS PRIVATARIAS TUCANAS, TUDO ABAFADO POR SERGIO MORO NO ESCÂNDALO BANESTADO (1997-2002).

OS CORRUPTOS AÉCIO CHEIRA NEVES, TEMER E SEU QUADRILHÃO, O FILHO E GENRO DE FHC E PRIMO DE JOSÉ SERRA NA LAMA DA CORRUPÇÃO SÃO DELATADOS POR VÁRIOS DELATORES E BLINDADOS NO STF E NO PARANÁ.

FERNANDO BAIANO DELATA CORRUPTO FILHO DE FHC SR PHC EM PESADO ESQUEMA DE CORRUPÇÃO USANDO EMPRESAS DE FACHADA OFFSHORE NO PANAMÁ E ILHAS CAYMAN E PROPINAS MILIONÁRIAS RECEBIDAS DE MULTINACIONAIS EM CONTRATOS ILÍCITOS NA ÉPOCA DOS APAGÕES, CONTRATOS DO GASBOL E NO DESASTRE DA PLATAFORMA P-36 COM GERMAN EFRAMOVITCH EM PARCERIA COM O CORRUPTO GENRO DE FHC DAVID ZYLBERSZTAJN

 

https://www.youtube.com/watch?v=AnKK51ITUQI

 

 

FERNANDO BAIANO DELATOU EM VÍDEO O MEGA CORRUPTO FILHO DE FHC O VAGABUNDO PHC NA CORRUPÇÃO COM MULTINACIONAIS EM CONTRATOS ILÍCITOS E OBRAS SUPERFATURADAS PARA CONSTRUÇÃO DE USINAS TERMELÉTRICAS NOS APAGÕES PLANEJADOS DE FHC NOS ESCÂNDALOS DO GASBOL E DA TERMO-RIO. NÃO FOI GRATUITA A NOMEAÇÃO DE PEDRO PARENTE COMO MINISTRO DOS APAGÕES, DO BANQUEIRO FRANCÊS HENRY PHILLIPE REISCHTULL AMIGO PESSOAL DO GENRO DE FHC NA PRESIDÊNCIA DA PETROBRAS, A NOMEAÇÃO DE BARUSCO NOS PROGRAMAS DE TERCEIRIZAÇÃO E AFRETAMENTOS. PARA NOMEAR ESTRANGEIROS NAS ESTATAIS FHC FEZ MUDANÇAS NO ESTATUTO E “RASGOU ACORDOS COLETIVOS” PARA A NOMEAR O ESPANHOL NESTOR CERVERÓ E NOMEAR PAULO ROBERTO COSTA FEROZ ALIADO DE FHC, E NOMEAR OS TUCANOS SR DELCIDIO DO AMARAL (PSDB-MT) E SERGIO MACAHADO (PSDB-CE) EMPOSSADOS POR FHC EM 1996 PARA MONTAR OS ESQUEMAS DAS PRIVATARIAS TUCANAS NA ÁREA DE PETRÓLEO E ENERGIA, JUSTIFICADAS PELOS APAGÕES PLANEJADOS DE FHC.

 

ISSO EXPLICA AS FORTUNAS BILIONÁRIAS DO FILHO DE FHC O CORRUPTO PAULO HENRIQUE CARDOSO NAS ILHAS CAYMAN E NO “PANAMÁ PAPERS” E AQUELE APARTAMENTO DE 37 MILHÕES DE REAIS NA CHAMPS ELISSÉS EM PARIS EM NOME DE FHC E TAMBÉM AS CONTAS SECRETAS BILIONÁRIAS NO CARIBE (CONTA TUCANO, CONTA MARÍLIA E CONTA CH J&T COM MAIS DE HUM BILHÃO DE DÓLARES).

 

AS EMPRESAS AMERICANAS ENVOLVIDAS COM A MAIOR PARTE DA CORRUPÇÃO QUE REMUNEROU COM PROPINAS BILIONÁRIAS O FILHO E O GENRO DE FHC E OS FAMILIARES DE JOSÉ SERRA E DE 300 POLÍTICOS DEMOTUCANOS SÃO A ENRON, SHELL, CHEVRON, EXXON MOBIL, AES E A EL PASO E BHP SAMARCO. TODAS ESSES ESQUEMAS DE CORRUPÇÃO FORAM CRIADOS NO GOVERNO FHC AINDA EM 1995 PARA PROMOVER AS PRIVATARIAS TUCANAS, DESMONTAR O ESTADO NACIONAL, FAZER OS TERRÍVEIS APAGÕES E ENTREGAR AS 137 MAIORES EMPRESAS NACIONAIS E AS RESERVAS MINERAIS E PETROLÍFERAS PARA O CAPITAL ESTRANGEIROE ESSAS PASSAGENS. O DELEGADO JOSÉ CASTILHO NETO DA PF PRENDEU OLGA YOUSSEF, ALBERTO YOUSSEF E OUTROS 70 DOLEIROS NO PARANÁ PASMEM, TODOS FORAM MANTIDOS SOLTOS PELO JUIZ TUCANO SERGIO MORO ORIENTADO NAQUELA SINISTRA “TEIA DE PROTEÇÃO TUCANA NO JUDICIÁRIO” CRIADA EM 1995 POR GERALDO BRINDEIRO E GILMAR MENDES.

OS MAPAS DA CORRUPÇÃO MONTADA NO GOVERNO FHC ESTÃO DETALHADOS NOS LIVROS:

1- “FHC, CRISE, DECADÊNCIA E CORRUPÇÃO”, H Fontana

2- “O MAPA DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC”, Larissa Burtone

3- “A OUTRA HISTÓRIA DA LAVA JATO” , Paulo Moreira Leite

4- “A PRIVATARIA TUCANA”,Amaury Junior

5- “YOUTUBE: REQUIÃO: BANESTADO FOI A MAIOR CORRUPÇÃO DA REPÚBLICA E ENVOLVE OS MESMOS JUIZES, OS MESMOS DOLEIROS E OS MESMOS POLÍTICOS DA LAVA JATO”

6- “EL COMPLOT DEL FMI PARA LAS NACIONES DE IBERO AMERICA”, lindon Larouche, 1993

7- “O BANESTADO E A LAVA JATO UM FEITIÇO DO TEMPO: OS MESMOS DOLEIROS E OS MESMOS JUÍZES E OS MESMOS PROCURADORES”, Jandira fegali

8- “TARDE DEMAIS PARA ESQUECER”, Bendito C Bonfim, 1995

9- “A PÁTRIA PEDE SOCORRO”, brigadeiro Ivan Frota, 1995

10_ “YOUTUBE: “BILL CLINTON PASSA SERMÃO EM FHC PELA PESADA CORRUPÇÃO NO ESQUEMA BANESTADO QUE USOU AGÊNCIA EM NY”, Florença Itália, novembro 1999

 

O PATRIMÔNIO PÚBLICO FOI PARA O RALO DA CORRUPÇÃO NO “ESQUEMA BANESTADO NAS PRIVATARIAS DE FHC”: ISSO MESMO 15 TRILHÕES DE DÓLARES, PARA OS BOLSOS DOS GRINGOS E PARA O RALO DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC!!MUITOS MIDIOTAS TEM PREGUIÇA DE LER LIVROS, TODA A BIBLIOGRAFIA ESTÁ CITADA NAS FONTES CITADA NA MATÉRIA, MAS VAMOS LÁ:

 

RESPOSTA SOBRE OS VALORES PATRIMONIAIS DOADOS POR FHC EM TROCA DE PROPINAS BLIONÁRIAS PAGAS PELAS MULTINACIONAIS NO “ESQUEMA BANESTADO- BANCO DO ESTADO DO PARANÁ” QUE O DELEGADO JOSÉ CASTILHO NETO INVESTIGOU E PRENDEU 70 DOLEIROS NO PARANÁ E INDICIOU 300 POLÍTICOS DEMO-TUCANOS

Sugiro uma leitura no documento publicado no RR RELATÓRIO RESERVADO (no Google) PRELIMINARY IDEAS STEP BAY STEP FOR A PRIVATIZATION MASTER PLAN IN BRAZIL OF ELETROBRAS GROUP, TELEBRAS GROUP, PETROCHEMICAL GROUP, PETROBRAS GROUP, VALE DO RIO DOCE GROUP AND INFRAERO GROUP – CONFIDENTIAL MEMORANDUM”. A elaboração desse documento teve a partiucipação de notáveis traidores e lesa pátrias: FHC então ministro das relações exteriores e o sr Henrique Meireles atuou como diretor do First Suisse Bank of Boston pelo Brasil; o lesa pátria Salinas pelo México que foi o mandante da morte do candidato presidenciável Luis Donaldo em 1994, o lesa pátria Carlos Menen e Cavallo pela Argentina, todos figuras notáveis da corrupção. O sr Meirelles ao sair do banco americano ele tornou-se diretor financeiro do GRUPO JBS e lá permaneceu entre 1999 e 2015 todos conhecem o final desse filme de Meirelles com a JBS.

 

valores patrimoniais que foram doados por FHC e seus 300 políticos corruptos remunerados pelas multinacionais no ESCÂNDALO BANESTADO NO PARANÁ (ABAFADO POR SERGIO MORO ENTRE 1997 E 2002):

 

1- O ESCÂNDALO DA PRIVATARIA DA VALE DO RIO DOCE: 5 TRILHÕES DE DÓLARES (18 TRILHÕES DE REAIS)

 

A CIA VALE DO RIO DOCE E TODAS AS SUAS SUBSIDIÁRIAS (DOCENAVE: 49 NAVIOS), JAZIDAS MINERAIS EM PLENA PRODUÇÃO EM MINAS GERAIS, BAHIA, GOIÁS, MATO GROSSO, PARÁ (CARAJÁS), ETC: PATRIMÔNIO 5 TRILHÕES DE DÓLARES (18 trilhões de reais).

 

Uma auditoria avaliou os equipamentos e instalações da VALE DO RIO DOCE em 380 bilhões de dólares, hum trilhão e meio de reais, e as jazidas de metais avaliadas em cinco trilhões de dólares, TUDO FOI DOADO PELA BAGATELA DE 3 BILHÕES DE REAIS NA “BACIA DAS ALMAS” (MENOS QUE O,2% DO VALOR PATRIMONIAL) PARA O GRUPO BHP SAMARCO E GRUPO BILLITON COM PARTICIPAÇÃO DO BRADESCO PARTICIPAÇÕES NAS NEGOCIATAS (envolve o ex-diretor do BRADESPAR SR ROGER AGNELLI QUE APÓS PERMANECER 15 ANOS NA PRESIDÊNCIA DA VALE PRIVATIZADA ELE SOFREU UM DESASTRE AÉREO EM SP LOGO APÓS O ACIDENTE DA SAMARCO EM MARIANA QUE GEROU PREJUIZOS DE 370 BILHÕES DE REAIS AO BRASIL (MINAS GERAIS E ESPÍRITO SANTO) E A COMPLETA DESTRUIÇÃO DO RIO DOCE. Esses valores de avaliação da maior mineradora do planeta A VALE DO RIO DOCE na época da sua privataização, foram publicados no livro “EL COMPLOT PARA ANIAQUILAR LAS NACCIONES DE IBERO AMERICA”, Lindon Larouche, 1993. O livro cita FHC como signatário do famigerado Consenso de Washington e dos acordos secretos com o FMI e MEGA ESPECULADORES INTERNACIONAIS. 460 BILHÕES DE DÓLARES + 160 BILHÕES DE DÓLARES EM SISTEMAS FIXOS QUE ESTÁ SENDO DOADO AGORA POR KASSAB NO GOVERNO GOLPISTA DE “MI-SHELL” TEMER QUE PLANEJOU O GOLPE COM SERRA E O PAVÃO DE CURITIBA PARA ENTREGAR O PRESAL QUE VALE 20 TRILHÕES US$ CONFIRAM NA ENTREVISTA NO YOUTUBE: “ROCKEFELLER: “PRESAL VALE 20 TRILHÕES DE US$ E SEIS MILHÕES DE EMPREGOS: 30 VEZES O PIB DO BRASIL” . ESSA PARTE NÃO VAMOS COMENTAR NO PREJUIZOS POIS FOI O ALVO PRINCIPAL DO GOLPE DE 2016 MAIS RECENTE, VAMOS FOCAR NA MATÉRIA ANEXA. OS PREJUIZOS COM A PERDA DO PRESAL E A DOAÇÃO DE RESERVAS PARA AS PETROLÍFERAS FORAM ARMADAS NO PLANEJAMENTO DO GOLPE E NO TREINAMENTO DE SERGIO MORO NA CIA EM 2009 (PROJETO PONTE)

 

2- PRIVATARIAS DAS TELECOMUNICAÇÕES- MAIS CONHECIDO COMO “ESCÂNDALO DAS TELES NO LIMITE DA IRRESPONSABILIDADE” -OUTUBRO 1998- 300 BILHÕES DE DÓLARES E MAIS 160 BILHÕES DE DÓLARES EM PRÉDIOS, INSTALAÇÕES, ANTENAS SATÉLITES E ESTAÇÕES TERRESTRES.

Os grampos da Polícia Federal foram publicados pela REVISTA ISTOE em outubro de 1998, conversas palacianas falam descaradamente sobre corrupção e concessão de empréstimo-doação no BNDES (MARCIO FORTES E MENDONÇA DE BARROS, SERGIO MOTA, FHC, VERÔNICA SERRA, DANIEL DANTAS E JOSÉ SERRA) de dois bilhões de dólares para os gringos ganhadores das raspadinhas da doação de 38 empresas de telefonia móvel e celular. O banqueiro Dantas e o tucano Jereissati receberam a doação de 8 empresas de telefonia celular no norte e nordeste tendo a filha de Serra como testa de ferro, e os gringos da RTP TELECOM DE PORTUGAL E A ESPANHOLA TELEFÔNICA RECEBERAM A DOAÇÃO DE 28 EMPRESAS DE TELEFONIA FIXA E CELULAR NOS DEMAIS REGIÕES DO BRASIL. O prejuízo estimado foi de 300 bilhões de dólares cerca de hum trilhão e meio de reais na época dessa privataria. AS PROPINAS FORAM PAGAS NO ESQUEMA BANESTADO NO PARANÁ E LAVADAS PELOS DOLEIROS OFFICE BOYS DOS TUCANOS NO PARANÁ ALBERTO YOUSSEF E OLGA YOUSSEF E OUTROS 70 DOLEIROS PRESOS NO PARANÁ E SOLTOS POR SERGIO MORO ELES FORAM PRESOS EM 1999 NA “OPERAÇÃO MACUCO”

 

3- A PRIVATARIA DOS CAMPOS PETROLÍFEROS DO BRASIL EM LEILÕES LESA PÁTRIAS: 4 TRILHÕES DE DÓLARES (14 TRILHÕES DE REAIS)

 

ESSA PERDA REPRESENTA 20% DO VALOR DA DOAÇÃO FEITA PELA PEC LESA PÁTRIA DE JOSÉ SERRA (PEC-131) PARA ENTREGA DOS CAMPOS GIGANTES E ULTRA PRODUTIVOS DO PRESAL DOADOS PELO VAMPIRÃO CONDE DRÁCULA “MI-SHELL” TEMER EM 2016 E 2017 ESSE FOI O PREÇO DO GOLPE PARLAMENTAR E JUDICIÁRIO NO BRASIL. DESDE 2011 O EX AGENTE DA CIA EDWARD SNOWDEN JÁ ALERTAVA QUE O BRASIL SERIA ESPIONADO E GOLPEADO COM A AJUDA DE JUÍZES TREINADOS EM 2009 PELA CIA E FBI JUNTO COM JUIZES DO PARAGUAI.

 

29 BACIAS SEDIMENTARES E 200 CAMPOS PETROLÍFEROS DOADOS PELA ANP LOGO APÓS A SUA CRIAÇÃO EM 1997. NOTEM QUE UM MÊS ANTES DE CRIA-LA FHC COLOCOU TROPAS DO EXÉRCITO NA SEDE DA EX-ESTATAL PETROBRAS E ROUBOU MILHARES DE MAPAS DE PETRÓLEO DA PETROBRAS E FHC ENTREGOU AO CORRUPTO GENRO DAVID ZYLBERSZTAJN QUE OS NEGOCIOU COM AS PETROLÍFERAS ESTRANGEIRAS

 

O PREJUÍZO COM ESSA DOAÇÃO DE 200 CAMPOS PETROLÍFEROS EM 29 BACIAS SEDIMENTARES NO PÓS SAL FOI DE QUATRO TRILHÕES DE DÓLARES. CENTENAS DE CAMPOS FORAM VENDIDOS POR PREÇOS DE APARTAMENTOS E ATÉ DE UMA HONDA CIVIC NA BACIA DAS ALMAS EM TROCA DE PROPINAS PARA DAVID.

 

O sinistro genro de FHC DAVID ZYLBERSZTAJN foi nomeado em janeiro de 1997 pelo sogro o corrupto sr FHC, MAIS CONHECIDO COMO “CROCODILO CAIMÃO FHC” pelas ações secretas e obscuras no ESCÂNDALO BANESTADO E O DOSSIÊ CAYMAN MANTIDO ABAFADO PELO PRG GERALDO BRINDEIRO O ENGAVETADOR GERAL DA REPÚBLICA DE FHC.

 

4- A DOAÇÃO DE 32 EMPRESAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO BRASIL E SUAS CENTENAS DE SUBSIDIÁRIAS – OS APAGÕES PLANEJADOS DE FHC PARA JUSTIFICAR AS PRIVATARIAS: PREJUÍZOS DE 3,5 TRILHÕES DE DÓLARES DE DÓLARES (13 TRILHÕES DE REAIS), AS CONTAS DE ENERGIA QUINTUPLICARAM DESDE 1999 PASSANDO O KWH DA FAIXA DOS CINCO CENTAVOS PARA OS ATUAIS NOVENTA CENTAVOS POR KWH (UM AUMENTO DE 4 MIL POR CENTO)

Essa privataria foi a mais escandalosa do Brasil e foi planejada cuidadosamente através dos APAGÕES que foram ações de SABOTAGEM do governo FHC na paralisação de serviços de manutenção nas subestações, linhas de transmissão, redes públicas, estações abaixadoras, centrais hidrelétricas que geraram entre 1996 e 2001 muitos transtornos e enormes prejuízos para a indústria e para a população para JUSTIFICAR AS PRIVATARIAS. FHC CONFESSOU DE PRÓPRIO PUNHO NO LIVRO DIÁRIOS DA PRESIDÊNCIA QUE PLANEJOU OS APAGÕES COM AJUDA DE CONSULTORIAS ESTRANGEIRAS QUE ADMITIU ATOS DE SABOTAGEM E DESLEIXO NAS INSTALAÇÕES E CORTES DE INVESTIMENTOS NAS LINHAS DE TRANSMISSÃO PARA QUE A ENERGIA FOSSE PROPOSITADAMENTE RACIONADA E ASSIM JUSTIFICAR A ENTREGA DE EMPRESAS GIGANTES DE ENERGIA COMO A ELETROPAULO (DOADA PELO CORRUPTO GENRO DE FHC PARA A AMERICANA AES) E CENTENAS DE PRIVATARIAS, O CASO MAIS GRAVE FOI A PRIVATARIA DA CERJ CENTRAIS ELÉTRICAS DO RIO DE JANEIRO E A CEG – CIA ESTADUAL DE GÁS DOADAS PARA LIGHT E PARA A ELETRICITÉ DE FRANCE PASMEM NA BACIA DAS ALMAS E DEPOIS A SEGUNDA FOI REVENDIDA PELA EMPRESA FRANCESA PARA A LAIGHT TORNADO A CONCESSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA E GÁS EM UMA UNICA EMPRESA: UM PERIGOSO NEGÓCIO PARA O ESTADO DO RIO DE JANEIRO. ENERGIA ELETRICA E GÁS PASSARAM A SER CONDUZIDOS PASMEM NUM UNICO DUTO GERANDO EXPLOSÕES DE BUEIROS: “A MUSICA DE CARNAVAL VIROU DEBOCHE “BUEIRO DO RIO CALOR QUE PROVOCA ARREPIO” LEMBRANDO OS VELHOS TEMPOS DAS CRÍTICAS À LIGHT NOS ANOS 1940 COM AMUSICA DE CARNAVAL DE 1944:”RIO CIDADE QUE RELUZ, DE DIA FALTA ÁGUA E DE NOITE FALTA LUZ!!”

 

5- A PRIVATIZAÇÃO BRANCA DA PETROBRAS – ENTREGA DE SEIS BILHÕES DE AÇÕES PREFERENCIAIS DA PETROBRAS NA BACIA DAS ALMAS NO DIA 10 DE JANEIRO DE 2000. PREJUIZO DE HUM TRILHÃO DE DÓLARES

 

A PETROBRAS FOI A EMPRESA QUE MAIS SOFREU ATAQUES, EXTINÇÃO DE DEPARTAMENTOS, FATIAMENTO EM "UNIDADES DE NEGÓCIO"  E PRIVATODOAÇÃO  DE DEZENAS DE SUBSIDIÁRIAS, DESMONTES, ENTREGA DE SEIS BILHÕES DE AÇÕES PREFERENCIAIS VENDIDAS NA BACIA DAS ALMAS E TROCADAS POR MOEDAS PODRES DO MERCADO IMOBILIÁRIO, UMA VERGONHOSA NEGOCIATA FEITA POR FHC E O CORRUPTO GENRO DAVID E SR REISCHTULL NA BOLSA DE NEW YORK E FEROZES ATAQUES NA ERA FHC E PARA FAZER OS DESMONTES O SR FHC NOMEOU FEROZES ALIADOS NO COMANDO INCLUINDO O SINISTRO TUCANO SR PAULO ROBERTO COSTA, O ESPANHOL NESTOR CERVERO, BARUSCO E OUTROS CITADOS NA LAVA A JATO FORAM “PESSOAS NOMEADAS POR FHC” ELE SEGUIU PASSO A PASSO A ORIENTAÇÕES DA CONSULTORIA DO BANK OF BOSTON (SR MEIRELLES E DO BANCO JP MORGAN SR GROSS E DO PARIBAS PELO SR NENRY REISCHTULL QUE FOI NOMEADO POR FHC, MESMO SENDO ESTRANGEIRO, PAMSEM PARA A PRESIDÊNCIA DA EX ESTATAL PETROBRAS EM 1999)

DESDE A ENTREGA DE SEIS BILHÕES DE AÇÕES NA BOLSA DE NY A PETROBRAS É OBRIGADA A ENVIAR PARA NEW YORK, TODOS OS ANOS, MAIS DE SESSENTA POR CENTO DOS SEUS LUCROS. A UNIÃO FICOU COM APENAS A METADE MAIS UMA DO TOTAL DE AÇÕES ORDINÁRIAS QUE REPRESENTA APENAS 30% DO TOTAL DO CAPITAL VOLANTE, UM GOLPE DE MESTRE NA PRIVATIZAÇÃO BRANCA DA EX ESTATAL PETROBRAS. ESSE GOLPE FOI PLANEJADO EM DEZEMBRO DE 1997 PELA SINISTRA LEI 9.478/97 UM GOLPE DE MESTRE QUE DEFINIU UM NOVO CONCEITO FAJUTO DE EMPRESA NACIONAL (51% DAS AÇÕES ORDINÁRIAS E NÃO MAIS 51% DO TOTAL DE AÇÕES A NOVA LEGISLAÇÃO LESA PÁTRIA DE FHC PERMITIU QUE UMA EMPRESA ESTRANGEIRA POSSUA 100 % DAS AÇÕES PREFERENCIAIS FOI O CASO DA PETROBRAS QUE FOI GOLPEADA NESSA PRIVATIZAÇÃO BRANCA NO DIA 10 DE JANEIRO DE 2000.

 

6- A NEBULOSA E VERGONHOSA PRIVATARIA DAS SEIS EMPRESAS PETROQUÍMICAS GIGANTES DA PETROBRAS DOADAS PARA O GRUPO ODEBRECHT EM 1995 E 1996

 

O corrupto sr FHC doou em 1995 e 1996 na bacia das almas TODAS as empresas petroquímicas SUPERLUCRATIVAS subsidiárias do grupo PETROBRAS PARA O SEU AMIGO PESSOAL DOM EMÍLIO ODEBRECHT (COPENE, PQU, BRASKEM, COPESUL, PETROFERTIL, FAFEN, ETC) ELAS VALIAM EM TORNO DE 2,5 TRILHÕES DE DÓLARES E GERAM LUCROS ANUAIS ESTRATOSFÉRICOS.

Desde 1996 a ODEBRECHT que levou na mão grande as petroquimicas gigantes da Petrobras em leilões coroados de falcatruas, deixou de ser uma mera construtora para ser a GIGANTE DO SETOR PETROQUIMICO. Desde 1997 90% dos lucros da ODEBRECHT provém das superlucrartivas empresas petroquimicas que pertenciam a PETROBRAS e foram doadas por FHC para o amigo DOM EMILIO ODEBRECHT PASMEM TENDO COMO TESTA DE FERRO O FILHO CORRUPTO PAULO HENRIQUE CARDOSO, O PHC

É MUITO CÍNICO ESSE SR FACHIN PROTEGENDO E BLINDANDO FHC E SEUS FAMILIARES CORRUPTOS NA SINISTRA “TEIA DE PROTEÇÃO TUCANA JUDICIÁRIA CRIADA EM 1995 POR GIULMAR MENDES E GERALDO BRINDEIRO PARA ABAFAR ESQUEMA BANESTADO” AGINDO COM O JUIZ PAVÃO DE CURITIBA AGENTE DA CIA SERGIO MORO NA “REDE DE PROTEÇÃO TUCANA NO JUDICIÁRIO”, E MAIS UMA VEZ BLINDANDO O CORRUPTO CROCODILO CAIMÃO FHC QUE ENVOLVEU TODA A FAMÍLIA EM NEGÓCIOS DA CORRUPÇÃO E EMPRESAS DE FACHADA O OFFSHORES NO CARIBE, FHC É O PAI DA CORRUPÇÃO NO ESQUEMA BANESTADO (PARANÁ)E NO MENSALÃO TUCANO (MINAS GERAIS) TEM CONTAS BILIONÁRIAS NAS ILHAS CAYMAN, APARTAMENTO DE 37 MILHÕES EM PARIS, IMÓVEIS MILIONÁRIOS EM BARCELONA E NO BRASIL E FORTUNAS EM NOME DE FILHOS, DO CORRUPTO PHC E DO GENRO CORRUPTO DAVID ZYLBERSZTAJN

https://www.youtube.com/watch?v=AnKK51ITUQI

  

jorge Mendes

- 2017-10-01 02:41:20

Ele tornou Juiz sem os 3 anos

Ele tornou Juiz sem os 3 anos que exige de OAB para o cargo, dizem que reprovou no exame de ordem e assumiu de juiz no meio dos escandalos da Banestado do PSDB

Marcos de Paiva

- 2017-09-22 19:40:38

Sergio moro

É dor de cxotovelo,de quem tentiu e não foi aprovado, agora e um mero colunista de jornal

Tiago Silva Granadeiro

- 2017-09-05 08:24:09

Tempo de Mestrado e Doutorado
Está claro no texto acima que o interlocutor é fã incondicional do Lula e tenta montar argumentos para desqualificar o Juiz. Sobre tempo de Mestrado e Doutorado... Se o Mestrando ou Doutorando cumprirem todos os requisitos previstos, PODEM defender a tese antes do prazo estipulado. É só pesquisar...não vi a tal imparcialidade no texto do redator que acusa MORO. Mas sim, uma tentativa CLARA de desqualificar o Juiz.

Antônio Carlos sel franco

- 2017-09-04 16:25:07

Sérgio Moro
Dor de corno é triste!!

Eliesio

- 2017-08-22 02:26:43

Que jogo o PT está jogando?

Acho que o PT joga o jogo que é possível jogar. Não dá para escolher adversário, não dá para escolher o congresso. É um pouco como o marinho: "O bom marinheiro não reclama mar", ou " mar calmo não faz bom marinheiro", ou ainda "quem vai ao mar se avia da terra". Os excluído não podem esperar bom tempo para os seus entrarem no jogo porque a exclusão oprime e mata os sonhos e a vida. Em um jogo de caneladas agente perde aqui e acola um beque, um atacante, mas põe outro no lugar e segue o jogo tentando empata e quem sabe, vez em quando, ganhar, mesmo o juiz protegendo o adversário e anulando nossos gols. Foi esse mar revolvo que formou o capitão de marinheiro Lula. Dilma reclamou do mar e olha o que deu! Não mocinho nesse jogo.

Eliesio

- 2017-08-22 01:44:05

REPUTAÇÃO

Tenho até procurando achar, mas ainda não vi ninguém respeitável falar bem dessas duas figuras do serviço público brasileiro.

Mario S. S. Gonçalves

- 2017-08-21 00:48:18

Dr. Sérgio Moro

Fiquei calado até hoje, quando me deparei com este artigo.  Todavia, mediante o exposto, venho a público dizer que a sentença exarada pelo doutor moro tem defeitos de lógica e de gramática, que pasmem, passou por toda a equipe de aparvalhados, e recentemente foi exaltada por um desembargador de formação igualmente duvidosa.  Ficarei num exemplo: página três da sentença, item 6: "A presente ação penal tem por objeto uma fração dos crimes do esquema criminoso da Petrobras".  extraído de: http://veja.abril.com.br/politica/veja-a-integra-da-sentenca-de-moro-que-condenou-lula/

Declaro que se existe esquema criminoso em empresa, poderíamos afirmar isso em relação à JBS, e outras do mesmo jaez, patrocinadas pelo PT et caterva.  Desconheço a Petrobras como empresa que tenha esquema criminoso, entendo que deveria ter sido escrito: esquema criminos perpetrado contra a Petrobras, ou esquema criminoso instalado pelo PT na Petrobras.  Entretanto o nível de escrita e de leitura do povo foi reduzido ao nível mais baixo possível.   Sendo assim, nem o exmo. dr. moro, sua equipe, o desembargador que o exaltou, bem como os advogados de defesa estão em nível de intelectualidade similar.  Leem e infelizmente não entendem o que leem. Para o que é está mais do que bom.  A minha lamentação fica por conta da história que será escrita, pois não se trata apenas de uma sentença, pois ganha contornos de documento histórico.  Nesta terra, abundam mosquitos e analfabetos, infelizmente.

Jarbas Similevinsk

- 2017-08-05 16:45:25

Outra do Acadêmico Moro.

Professor Marcos César:

"It is emphatically the province and duty of the judicial department to say what the law is."

Esta frase, do Chief Justice John Marshall, nos Estados Unidos de 1803, foi assim traduzida pelo acadêmico Sérgio Moro em sua tese de doutorado de 2002:

p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; }

"É enfaticamente a província e o dever do ramo judiciário dizer o que é o Direito."

Alguém entendeu essa mistura de uma província (seria Rosario, na Argentina?) com uma obrigação? Nem eu. Parece que o acadêmico Moro (ou alguém que fez a tradução por ele) andou confiando demais na própria perspicácia, tomando "province" por "província"!...

O pior é que a banca examinadora deixou passar o erro mastodôntico, e ele vem sendo citado (sem o apontamento ou correção do erro, já que todos fingem haver entendido) por muita gente (inclusive juristas) deslumbrada com o então acadêmico e hoje juiz. Parece (e isto merece uma "vergonha alheia" adicional) que a banca examinadora da UFPR não examinou coisa alguma, fiando-se no  Q.I. (Quociente de Inteligência ou Quem Indica?) do doutorando.

A tradução correta, acessível a qualquer estudante de inglês, mas constante de uma outra tese (de um mestrando!), de 2005, no mesmo Estado da Federação, seria:

"Enfaticamente, é função e dever do departamento judicial dizer o que a Lei é."

Conclusão: de perto, todo mundo tem pereba (inclusive juizes e procuradores).

 

 

 

 

 

Jus Ad Rem

- 2017-08-05 08:00:31

*

Caro Sr. Pedro Curioso, poderia por favor apontar SEQUER UMA sentença em que Dias Tofolli favoreceu esse partido do qual o Sr. se refere?

PAPO FURADO!!!  CONVERSA FIADA!!!

Se não tem o que dizer fique calado!

 

Jus Ad Rem

- 2017-08-05 06:42:44

*

O fato é que o jovem tucano fez supletivo "carga rápida" para começar a aplicar suas teorias tendenciosas e partidárias em suas sentenças.

Condenou Lula sem provas, mas não se dignou a mandar investigar Temer sobre as propinas na Eletronuclear.

Se omitiu escandalosamente! Uma vez que a operação Lava Jato conseguiu farto material comprobatório para tanto.

Além disso negou as 20 perguntas de Cunha a Temer sob o argumento de que Cunha estava querendo "constranger o presidente".  Ridículo!

Trata-se de um reles operário do golpe jurídico-midiático-parlamentar que aplicaram na presidente eleita e consequentemente no povo.

 

Jus Ad Rem

- 2017-08-05 06:07:18

*

O fato é que o joverm tucano fez supletivo "carga rápida" para começar a aplicar suas teorías seletivas, tendenciosas e partidárias nas suas sentenças.

Se ele acha que entregar o Brasil aos EUA é bom negócio, ele tem que explicar isso por A + B.

Alias, primeiro ele deve explicar por que não mandou investigar o envolvimento deTemer nas propinas da Eletronuclear, uma vez que a operação Lva Jato consegui farto material comprobatório para tanto. 

Jarbas Similevinsk

- 2017-08-03 23:24:53

Informe sobre as 20 horas de aulas.

Caro Let's Rock.

A carga horário do Sérgio Moro na UFPR era (ou ainda é, não sei) de 20 horas mensais, ou seja, 4 ou 5 horas-aulas por semana. O link para o esclarecimento do assunto (e para uma amostragem de como o tal juiz se acha a última cocacola do deserto) é: http://s.conjur.com.br/dl/informacoes-ufpr-sergio-moro.pdf

bonobo de oliveira, severino

- 2017-08-03 17:09:30

A Seita.

Trata-se de um artigo falando das qualificações (ou falta de) Sergio Moro e Dallagnol e nos vem a presença de alguem da Seita a tentar pescar relações do texto com determinado caso, ou réu. É o sintoma da contaminação ZUMBI causada pelo vírus transmitido pela Globo/Mossack-Fonseca por meio das centenas de seus canais midiáticos. A característica desse vírus é que ele se aloja preferencialmente e adapta-se com grande facilidade em tecidos cerebrais desprovidos de informações e massa cinzenta.

Regis Henrique Olivetti

- 2017-07-26 13:49:27

Professor diz

Sempre cabe o argumento da dúvida, inclusive em ciências exatas e no próprio conteúdo do texto. Penso que a academia deixou de ser honrosa faz muito tempo, com suas carteiradas de títulos, "decorebas", artigos e incompetência funcional. Coleção de figurinhas é mais honesto.

Paulo Henrique Netto de Alcântara

- 2017-07-26 12:48:17

O CONCURSO - 1996

Olhando a tese de Moro, na apresentação ele menciona a magistratura em 1996 - antes do mestrado e doutorado... suspeito que os inúmeros créditos das disciplinas de mestrado foram feitos a base de seminários de 45 min (conforme explica o regulamento do curso...) pois é estranho fazer um curso de mestrado apenas em um ano se as disciplinas (a maioria de 3 créditos) correspondessem a 15 horas cada no curso

Paulo Henrique Netto de Alcântara

- 2017-07-26 11:25:19

uma olhadinha nos agradecimentos...

Recomendo uma breve olhada nos 'agradecimentos' da tese de doutorado... até que 'explica' que começou a ser lavrada desde de 1996 quando passou na magistratura... ainda assim o curso de doutorado apresenta 15 disciplinas obrigatórias de 15 a 45 horas de carga fora as optativas... e há o próprio trabalho intelectual de escrever a tese... o curioso é na segunda página... quando se lê -  "É necessário também agradecer a Walter Pelegrini que auxiliou-me na revisão do testo." Imagino se IPSIS LITTERIS está desse jeito... mesmo como dizia Monteiro Lobato sobre os ERROS serem como sacis... que só surgem depois que o artigo vai para o prelo... é estranho... sobretudo com os mecanismos de correção que temos desde o século passado... só falta alguém dizer que a tese depositada na UFPR foi maquilada propositalmente por algum 'petralha'...

Paulo Henrique Netto de Alcântara

- 2017-07-26 10:49:51

Tendenciosa sim... ridícula???

É impressionante a lógica coxinha... ou já será fascista mesmo... que o autor obviamente suspeita da qualificação dos paladinos coxinhas está claro desde o início, mas não apenas expõe a sua experiência acadêmica, os critérios de análise de trabalhos de conclusão de curso e o escasso currículo dos 'concurseiros' - que violam princípios que qualquer LEIGO de boa fé reconhecem como universais no Direito, exceto, claro nos regimes totalitários à esquerda ou à direita... MAS... para o coxinha é simplesmente 'ridícula'... e ponto final... 

Dado que o 'nome' do comentarista encontra uma série de 'similares' mas não idênticos na Plataforma Lattes - onde se poderia checar a 'qualificação' do mesmo para um diagnóstico de 'terra arrasada' tão singular - eu penso que só deve ser baseado em pura 'CONVICÇÃO'... ..."substância imaterial" muito comum naqueles que soem frequentar as agremiações religiosas à quem pertencem os dois paladinos - onde o 'espírito santo' dá 'dicas' relevantes para enfrentarem o 'dragão da maldade' seja na forma do 'sapo molusco barbudo'... 

Severina do Carmo Silva

- 2017-07-25 05:27:08

educaçao de Moro e Brasil

Falar de DNA do povo brasileiro, diante do Artigo brilhante do Professor Marcos César D Neves, é desviar o pensamento do leitor do foco principal. Nao sse trata de culpabilizar o povo brasileiro pela insuficiente educaçao, mas de CONSTATAR E INVESTIGAR A Formaçao de um Juiz que esta escandalizando e perseguindo as raizes de nossa naçao! E nao por "herança de DNA".

O artigo é um alerta sério e bem estruturado, uma contribuiçao de pessoa e profissional sério e coerente! Vamos ler sem preconceitos e abrir os olhos.

Foi por falta de clareza e por incoerencia que a socieidade alemã elegeu Hittler, especialista em perseguiçao e destruiçao de inteligencias brilhantes, etnias e liberdades democraticas! 

Tudo indica que estamos sendo vilipendiados por uma corja que se preparou para um mandato criminoso.

Um pais se faz com respeito à Constituiçao, com Democracia, com respeito ao povo, com Educaçao de qualidade, com Direitos preservados. E isto é construçao de uma naçao, nao esta no D N A do povo.

Viva o Povo Brasileiro e seus pensantes como o professor Marcos César que nos alerta! Abrir os ouvidos e ouvir de verdade!

Quero meu pais livre, respeitado, rico e belo de volta!

Pyotr

- 2017-07-25 00:46:21

Isso não é verdade. O tempo
Isso não é verdade. O tempo mínimo é de 12 meses para mestrado e de 24 meses para doutorado. Esse artigo teve um falha grave em confundir tempo MÁXIMO como MÍNIMO. Não precisa ser gênio para concluir o mestrado e doutorado no tempo mínimo. Basta ter já em mente o tema que se quer investigar. Me assusta que um professor titular escreva uma besteira dessas. Parece que estamos respondendo o jornalismo de guerra com a mesma moeda.

Claudio Azevedo

- 2017-07-24 23:20:41

Doutorado da Dilma

Essa reportagem ridícula e tendenciosa me fez lembrar do "Doutorado" da Dilma...

Cedric

- 2017-07-24 14:51:13

CONCURSEIROS TUCANOS

Eu vou ainda mais longe, me estranha muito a facilidade com que concurseiros tucanos estão conseguindo passar em concursos estratégicos no páis nos últimos anos. Mesmo a elite sendo predominantemente tucana, a quantidade está muito desproporcional! E aí é uma coisa a se perguntar, conhecendo o histórico de baixezas do psdb e dessa mesma elite, se esses concursos não estão sendo de alguma forma direcionados....

Francisco de Assis Ribeiro

- 2017-07-24 14:30:48

Formação acadêmica e sentenças de juízes no Brasil.
A respeito desse assunto, que tal investigar a formação e algumas sentenças dos juízes do STF?

Frederico Firmo

- 2017-07-24 13:30:58

De acordo Marcos...

Gianotti tem formação acadêmica extensa mas  não aprendeu nada com isto. O francês tem um termo "idiot-savant"

quanto a Moro não consigo sequer encontrar o termo.

Cláudio Vigas

- 2017-07-24 02:33:27

O PT - como alvo político - se interessa p/estas questões?
Esse trabalho de tamanha envergadura e natureza, não deveria já ter sido tocado pelo Instituto Lula (leia-se: PT)?... Ainda assim, qual seria a utilidade, se fosse descoberto que ele Moro, forjou (ou comprou) títulos ou "entrou pela janela" de algum tribunal com ajuda da CIA ou dos Maçons?... Outra questão: Será que o PT, está realmente preocupado em reagir neste flanco?... Quer o PT algum embate racional ou ideológico anti-Golpe ou prefere seguir fazendo, desde 1989, o Jogo da Direita?

Cláudio Vigas

- 2017-07-24 02:08:43

O PT - como alvo político - se interessa p/estas questões?
Impressionante a sua abordagem!... Mas, não caberia ao Instituto Lula - leia-se, O PT e, os réus, da "Farsa à Jato" - uma ação desta natureza e envergadura, que aqui, tu proponhes?... Então, caberia fazer-lhe esta provocação: Será que o problema, não está no partido e/ou suas lideranças (sim, em minúsculas...) em NÃO quererem o embate ideológico (racional), ao menos, como "vítimas" dum complô - mesmo tendo alguns "aloprados" descido à polciga do 'ancièn régime'; e/ou que, por uma (re)orientacao política (como de fato, sendo o PT(na sua fração hegemônica), mais um partido burguês, embusteiro, manipulador da Classe Trabalhadora e Traidor/ Deturpador do Socialismo) de conciliação de classes e gestão da coisa burguesa (Crise do Capital) e, por isso, ficaram tão parecidos ou até iguais ao que se combatia - que aqui, neste Blog e em outros, se é exposto como peças duma fração de milhar dum "puzzle"!- Enfim, será quê: PT, Lula, Dilma (uma intelectual) & Cia, estão mesmos interessados ou preocupados em se defenderem e, paralelamente (efeito colateral) elevar ou criar uma certa consciência ou senso crítico, do 'Povo Trabalhador' Brasileiro (seu eleitorado!...) perante aos golpistas (Direita Fascista)?... Será? É muito "republicanismo democrático", não?... E a quem interessa isso?... Que ação política do PT é essa?... Que jogo é esse?... E, A pergunta que não quer calar-se: Lula de volta em 2018! Pra quê mesmo?...

vanusa

- 2017-07-23 23:10:44

Ahhh então você admite, ao

Ahhh então você admite, ao misturar Sergio Moro com PT, que o juíz não é um juiz qualquer do nosso judiciário, que por acaso está julgado o caso. Mas sim, um juíz encomendado que faz uma duplinha com o também encomendado Dallagnol para impedir que Lula seja candidato em 2018. Um juíz um promotor e uma advogada (Janaína Paschoal) procurados a dedo e pinçados de fora dos magistrados conhecido,pois teriam que serem inventadas as suas personalidades de heroi, as pessoas teriam que acordar já com os herois com suas fantasias reluzentes voando sobre a cidade, senão ninguém compraria a farsa. 

Aristides pinheiro

- 2017-07-23 23:08:13

MORO.
Eu!De conhecimento e 38 anos de graduação em odontologia,22 de medicina, talves tenha visto mais professores, do que este professor titulado em advocacia. Sabe o real problema dos titulados MS e PHD no Brasil? Falta de vivência profissional! SERGIO MORO por ser juiz já vivenciou mais mazelas do que muitos Doutores. Quer saber o que eu penso? MENOS DOUTORES MS E PHD E MAIS PESSOAS ENBOLVIDAS NO BEM GERAL CERTO? DISSE O QUE PENSO!

Let's Rock the rats

- 2017-07-23 20:21:10

AMORAIZA, vc já tentou ler as partes I, III e o subcomentário?
AMORAIZA e demais colegas, as partes II e IV se prestavam a levantar o debate e organizar os dados. (antes q eu me esqueça, olhe as datas em que eu publiquei estes comentários originariamente) vcs podem reparar que poucos comentaristas levantam mais de uma questão sobre o juizeco ao mesmo tempo, e inclusive a maioria não tem o hábito de ler comentários com mais de 3 linhas. se a maioria das pessoas gostam de travar longos debates infrutíferos, não conclusivos, quem sou eu para insinuar o contrário? é por isso que eu sugeri uma metodologia para organizar e agrupar dados por "grupos" de assuntos, para posterior interpretação. (vc tem noção de qto tempo perdi para organizar minimamente esses 5 comentários que fiz sobre esse juizeco?) já as partes I, III e subcomentário (que eu mesmo acrescentei) tem muitos dados "brutos" para serem agrupados e transformados em "notícia", "artigo", ou algum tipo de conclusão sobre o juizeco. note que eu sugeri uma metodologia e ainda, de lambuja, coloquei montes de dados brutos para o pessoal, se realmente interessado, "descascar" e usar para concluir algo. se mais ninguém se preocupou em organizar isso, acho que já fiz bastante, não? colaborar é uma coisa; fazer todo trabalho "pesado" enquanto os outros passeiam e prozeiam, é outra. ou somos tipo... uma "cooperativa", nos ajudando e incentivando mutuamente, ou não somos NADA!!! acho que a grande maioria "curte" (tipo... masoquismo, autopunição) ficar lamentando reiteradamente toda vez que o leite ferve e vaza ao invés de descobrir quem ligou o fogo e colocou o leite para ferver. obrigado pelas observações.

AMORAIZA

- 2017-07-23 18:33:40

O questionário

Isso está parecendo o questionário da polícia ao temer, e como tal, vai ter o mesmo tratamento, um :

"..É da sua conta?"

Isso se ele não mandar investigar os questionadores.

Ajuda amiga:

para começar a investigação

1-veja a data em que o moro entrou na magistratura

2-veja o edital do concurso que ele prestou, para se certificar das exigências

3- veja a colocação dele e o edital para a posse do cargo.

4-veja as nomeações e a distribuição das vagas

5-veja sua atuação através dos diários de justiça que publicam suas sentenças

6-veja a sua ascensão funcional.

Olha, tudo sobre ele é público, basta consultar o portal do governo.

E para a nossa tristeza, para ser moro os editais de concurso público não exigem nem doutorado e nem habilitação na OAB.

Tem que ter comprovação de exercicio de atividade no âmbito do direito.

 

 

Brasil S.A.

- 2017-07-23 18:21:24

Desculpe falar, mas Moro e

Desculpe falar, mas Moro e Cia tb são brasileiros...

Não estou compartilhando a idéia do Dallagnol de que o povo brasileiro teria o DNA ruim, mas temos que reconhecer que a maioria (de qualquer povo) é medíocre e seguidora de manada; uma nação só desponta se tiver uma boa elite.

Ou seja, o problema do Brasil não é a maioria ser medíocre como Moro et caterva, mas ter herdado por razões históricas uma péssima elite. Portanto, não deseje ter o Brasil de volta, ele é o que sempre foi.

AMORAIZA

- 2017-07-23 18:13:18

Bacharel

Maria Dirce,

não sei quando o moro fez concurso, mas há pouco tempo (2009, acho)  não havia necessidade de habilitação na OAB para ser juiz federal.

Uma comprovação de 2 anos de estágio, que poderia ser curricular nos 2 últimos anos do curso, por exemplo, ou estágio remunerado ou não em escritórios.

Mestrado e doutorado serviam apenas para a contagem de pontos e não influiam na nomeação do candidato aprovado, apenas na colocação.

Se ele não conseguiu passar no exame de ordem naquela época, hoje menos ainda.

AMORAIZA

- 2017-07-23 18:02:25

Pé de cabra

KKKKKK,  que legal!

Gostei!

Thia

- 2017-07-23 16:29:24

Faça-se chegar ao autor
Quebrando seu argumento em poucas palavras. Se a "teoria do explanacionismo" é invalida, como justifica o réu, ter muitas vezes mais bens e valores, do que os declarados a receita federal. "Ele deve ter ganhado de presente" ... Poxa estou precisando de amigos assim! Três beijos prof!

ErA

- 2017-07-23 16:17:59

A verdade incomoda

Muito interessante constatar que toda vez que alguém faz uma análise coerente e mais aprofundada dos "heróis" da Lava Jato, aparece um fã dos dois para falar do PT! É uma incapacidade terrível que esses golpistas têm de assumir que são, literalmente, usados por bandidos antipatriotas!

Let's Rock the rats

- 2017-07-23 13:23:38

outro artigo para vasculhar informações e pequena correção
CORREÇÕES: 1) onde se lê: Faabian, leia-se ** Fabian **; 2) onde se lê: está aí... por causa da soberba de um monte de panacas ingênuos, acometidos de certa soberba, que conseguiram cargos diretivos em partidos e sindicatos, bem como se elegerem a cargos no legislativo e executivo, não aceitaram profissionalizar competentemente informação e contra-informação para o grande público e... deu no que deu... leia-se: ** está aí... por causa da soberba de um monte de panacas ingênuos que conseguiram cargos diretivos em partidos e sindicatos, bem como se elegerem a cargos no legislativo e executivo, não aceitaram modelar profissionalmente a formatação da informação e contra-informação para o grande público e... deu no que deu... ** (desculpem-me pela falta de atenção...) ADDENDUM: mesmo que (esses dirigentes e políticos) quisessem fazer por conta o trabalho de informação e contra-informação para o grande público, pelo menos que estudassem MUITO (melhores artigos sobre isso em espanhol e inglês), além de pedir opiniões (lógico, não revelando eventual conteúdo) sobre estratégias, formatos, sequenciamento e canais de mídia a serem usados para professores, especialistas e blogueiros afinados com os valores esquerdo-progressistas. Mas não... nem receber blogueiros progressistas estava na agenda... Lula, acho q fez duas coletivas com blogueiros e Dilma, só quase deposta é q convocou uma coletiva com os blogueiros. Não posso deixar de mencionar os "iluminados" (dementes!) do governo (de Lula e Dilma) que adoravam vazar fofocas e "queimar" desafetos usando o PIG, principalmente a rede esgoto. Era só um(a) reporter famoso(a) pedir exclusivas ou "fofocas" e lá estavam montes de petistas querendo aparecer 10 seg. em horário nobre ou vingar-se de algum desafeto. Isso sem contar a pagação de mico em dar a 1a. entrevista depois de eleitos lambendo os pés da rede golpe, ao invés de uma coletiva em um ambiente neutro, né Lula e Dilma? Não esquecer das "visitas" (beirando o ridículo) na anamariabrega, festinha da falha.d.sampaulo e festinha da (IN)veja. (em tempo: Quem foi o "conselheiro" 5a. coluna retardado que acenou, incentivou como positivo essas visitas para Lula e Dilma? Agora ninguém é o pai da criança dessas burradas homéricas, né não? Alguma coisa lembra mercandante ou zé.da.justiça?) (vamos ao artigo da Carta Maior via Blog do Alok) ----------------------------------------------------------------------- >>>> Do 'domínio do fato' à 'propriedade de fato' - Considerações sobre a sentença condenatória no caso do ex-presidente Lula 20/7/2017, Egas Moniz-Bandeira,* Carta Maior

Pedro Curioso

- 2017-07-23 13:11:51

Seria interessante também que

Seria interessante também que se fizesse similar análise do meretíssimo D. Tofolli, ex advogado daquele partido que destruiu nosso país... Enfim, deixa pra lá. Não convém né.

PauloBR

- 2017-07-23 12:10:06

Sabe, sim!

Moro sabe perfeitamente bem que as duas são iguais, câmara e câmera. Antigamente, podia-se dizer que o que uma e outra faz só se revelam o escuro. Hoje, tempos digitais, pode-se dizer que o que uma ou outra faz é manipulável ao extremo. Que elas têm alguns mecanismos importaria e de procedência duvidosa. E que se você quiser uma que lhe agrade, vai acabar pagando caro. Gêmeas!...

jossimar

- 2017-07-23 09:41:13

Ele pode ter tentado passar e

Ele pode ter tentado passar e não passou. Então, foi "passado".

Isto é muito comum nas castas do judiciário, principalmente se já houver familiares ou "amigos" lá dentro(judiciário).

Aqui no ES a operação naufrágio deixou este fato muito às claras.

Tenho certeza absoluta que se repete no brasil todo.

jossimar

- 2017-07-23 09:37:58

"Mas a “Justiça” brasileira

"Mas a “Justiça” brasileira está arquitetada sobre o princípio da incompetência, da vilania e do desprezo à Democracia."

Nunca tinha lido uma definição tão certeira como esta sobre o nosso judiciário.

E isto ocorre principalmente porque o judiciário brasileiro virou uma casta familiar ou "dos nossos" em quase 100% do país.

jossimar

- 2017-07-23 09:29:26

Já escrevi alguns comentários

Já escrevi alguns comentários neste blog duvidando que este sujeito tenha passado no concurso da magistratura. Sempre achei que foi passado, fato muitissimo comum na magistratura.

Também já escrevi que o sujeito foi escolhido a dedo para ser o juiz da lava rato. E isto não foi feito porque ele é competente.

Pesquisem este cabra e ele não dura quinze minutos.

Se precisar de vaquinha para custear a reportagem podem contar comigo.

Marco Sousa

- 2017-07-23 06:41:10

EXCELENTE! A "explanação /

EXCELENTE! A "explanação / denúncia" do professor Marcos César contra esse dois meliantes (Moro + Dallagnol), simplesmente, diz: LETRA por LETRA, sem esquecer os pontos nos (i)s QUEM ELES SÃO, o que FAZEM e PORQUE FAZEM!.

 

Parabéns, porfessor Marcos César!;

Parabéns GGN pela matéria!.

 

Claudio Corrêa

- 2017-07-23 04:25:06

Xi fedeu, teria maracutaia na
Xi fedeu, teria maracutaia na formação acadêmica de Sérgio Moro?  Ou estamos diante de um gênio?  Uma reencarnação de Pontes de Miranda ou de um embusteiro que completou o Mestrado e o Doutorado em 3 anos, com o tempo mínimo legal (CAPES/MEC) é de 6 anos?  

Antonio C.

- 2017-07-23 01:29:02

Comentário.

Com base no apresentado, é bastante razoável pesquisar a vida profissional e educacional do juiz Sergio Moro.

Pessoalmente, acho que ele é um tipo de agente provocador, mas é minha opinião, pura e simplesmente.

Muito embora eu chegue a considerar as práticas jurídicas contra a esquerda aqui semelhantes às práticas adotadas contra a esquerda na Alemanha na década de 1970 (grampear prisões e perseguir inclusive advogados de defesa, uso da opinião pública e a prática processual como o próprio método de tortura, dentre outras coisas menos nobres).

Renato Lazzari

- 2017-07-23 01:24:51

Que tempos!

Sérgio Moro, Michel Temer, Kim Kataguiri, Geddel Vieira Lima, Aécio Neves da Cunha, Deltan Dallagnol...

Eduardo Cunha.

Quero meu país de volta!

Andre.Oliveira

- 2017-07-23 01:19:05

Pra ser juiz, delegado,

Pra ser juiz, delegado, promotor, etc nao precisa ter OAB, pois OAB é so pra quem quer ser advogado. Pra ser juiz basta passar no concurso e ter certos pre-requisitos, que entre outros, ter atuação/esperiencia anterior de 3 anos. Mestrado e/ou doutorado serve como a atuação/esperiencia de 3 anos no lugar de atuar como advogado por 3 anos - Curiosamente, nesse artigo, Moro fez seus mestrado/doutorado em tempo record: 3 anos. Na USP a maiora dos mestrados nao se faz em 3 anos, quanto mais doutorado conjutamente... ai tem...

Somebody

- 2017-07-23 01:07:17

E só agora que vocês

E só agora que vocês entenderam o óbvio? Sérgio Moro não é um juiz, ele é um criminoso comum.

WG

- 2017-07-23 00:37:05

Repetindo: Moro é um pé de

Repetindo: Moro é um pé de cabra que as  "elites"  estão usando para arrancar Lula e o PT do poder.  

Nelo de Carvalho

- 2017-07-23 00:23:22

Investiguem, por favor.

Olha, sinceramente, de uns tempos para cá, também tenho duvidado da formação do Juiz Sérgio Moro. Que Universidade é essa que deu diploma a esse sujeito?

Marcos Videira

- 2017-07-23 00:18:13

Gianotti > e = Moro

Não me estranha o fato de Gianotti defender a sentença de Moro. Penso que existe uma razão para essa identidade: ambos são autoritários, com arrogância típica dos fascistas. Ambos não resistem a um debate político fundamentado.

A diferença é que Gianotti tem extensa formação acadêmica, enquanto Moro revela-se um serviçal de interesses dos USA.

 

Fátima Pacheco

- 2017-07-23 00:10:20

Professor diz que formação de Moro deve ser investigada

Um artigo maravilhoso, claro preciso, certeiro. Uma delícia ler um texto com embasamento científico e extremo conhecimento. Lamento apenas que o professor não tenha se dedicado ao direito. Seria um jurista brilhante. Quanto ao conteúdo, também sinto que há algo errado na formação do juiz Sérgio Moro e espero que de alguma forma, seja investigado.

Ivan Franca Junior

- 2017-07-22 23:34:46

Tese Mori

Caros

A CAPES não define tempo mínimo. Isso depende de cada instituição. Não há mais menção a mestrado no Lattes. ???

De qualquer modo, segue o link da Tees para quem tiver saco...

http://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/43165

Ivan

Ulisses s

- 2017-07-22 23:30:29

Dizem que moro

Nunca passou na prova da OAB. Que tentou 4 vezes e foi reprovado. Passar em concurso para juiz não exige necessariamente aprovação na OAB?

Maria Dirce

- 2017-07-22 23:17:00

Fez a OAB 5 vezes e não passou???!!!

Ta correndo na  internet  que ele fez 5 vezes exame da OAB e não passou!Como assim?ai  ele pula de Bacharéu pra Juiz federal e lota  a cadeia de presos?????Se isso for verdade, que seja apurado com  rigor!No lugar  dele  poderia estar um culto e competente jUIZ QUE FOI  SOLAPADO  DO CONCURSO !!!!

Roxane

- 2017-07-22 22:03:35

E onde estão os históricos

E onde estão os históricos escolares? Lá constam obrigatoriamente  as disciplinas cursadas. . É bom alguém se apressar pois podem ''sumir''  das secretarias dos cursos.

John J

- 2017-07-22 22:03:00

Professor diz que formação de Moro deve ser investigada

Eu vou mais longe. Com tantas notícias sobre venda e compra  de gabarito de concursos, seria interessante estender essa pesquisa que o Professor Maercos César sugere que alguém, em nível hieráquico acima desses Funcionários Públicos,  deveria fazer com urgência, antes que eles possam cometer muitas outras barbaridades jurídicas e ajudarem enterrar ainda mais fundo o já desqualificado Judiciário Nacional, ou pelo menos fazer com que eles não se sintam tão poderosos a ponto de deixar de lado a constiutição e usar suas próprias idéias e convicções como base de seus julgamentos.

twoprong

- 2017-07-22 21:45:55

Mesmo caso do alexandre

Mesmo caso do alexandre tucano amorais do stf.

Marcos V

- 2017-07-22 21:27:52

FEBEAPÁ

Moro ( entre outras barbaridades não sabe a diferença entre câmara e câmera ) e o especulador imobiliário Dallagnol são membros hors-concours do Festival de Besteiras que Assola o País . Ah, o velho Stanislaw. ...

 

José Duarte

- 2017-07-22 21:19:10

Periculum In Moro

Urge ao Conselho Superior da Magistratura e/ou CNJ, como também aos advogados com causas sob a égide dessas duas figuras direcioná-los para apreciação médica de sanidade mental porquanto é absolutamente incrível como suas posturas, decisões e arrazoados são literalmente congruentes com os conceitos de etiologia mental (mentes delirantes) na obra de Karl Jaspers "Psicopatologia Geral" §4.Consiência da Realidade e ideias  delirantes, páginas 115 a 132.

Frederico Firmo

- 2017-07-22 21:16:55

E diante disto tudo

Temos a suspeitissima estadia nas terras americanas. De onde figuras saem com titulos que me fazem lembrar que  Bush tem um titulo de YALE.  Infelizmente não é só aqui que centros acadêmicos distribuem titulações. E não se precisa ir à academia, para legintimar o que Dagnoni escreveu, com muita propriedade. Eu diria que uma pessoa alfabetizada e de boa fé pode, ao  fazer uma leitura de todas as peças e autos jurídicos produzidos em Curitiba,  notar  que algo de profundamente errado está no ar. Mas em tempos de plim plim, não ficaria surpreso se  alguém o indicasse para a Academia Brasileira de Letras. Afinal lá está Merval.  E não se esqueçam também do título de jurista de nosso vice presidente  dado com o aval das arcadas, ou o cargo de professora de Janaína,  ou os titulos de nosso  novo , e pranteado ( pelos seus pares), ministro do STF. 

Me parece que de fato além de destruir as instituiçoes jurídicas e políticas deste país, a elite que aí está se esforça para  também destruir as acadêmicas.  E alguns acadêmicos como FHC e Gianotti, reforçam esta destruição. Diferentemente de Dagnoni, Gianotti, veio a publico afirmar que considera brilhante a peça de Moro.  Gianotti deveria  se envergonhar, mas vergonha não faz parte da etiqueta.

Roberto Pivador

- 2017-07-22 20:56:33

Estes dois elementos estão
Estes dois elementos estão acabando com a democracia brasileira nunca é demais levantar o véu da rede Globo e expor os mau feitos dos mesmos, se a esquerda fosse Boa entrava com um processo em cima deste fato, além de processar o Danilo gentalha e o catacoquinho!

Let's Rock the rats

- 2017-07-22 20:46:12

mais informações sobre o juizeco (II e IV)
vamos montar um dossiê causa-efeito do juizeco? Parte II (qui, 13/07/2017 - 09:05) Nassif e demais colegas, CONFIRAM E PESQUISEM ALGUNS ITENS FUNDAMENTAIS PARA ENTENDER O CONTEXTO DO PROCESSO DA FARSA A JATO... (saber enxergar a folha, a árvore e a floresta qdo necessário) VAMOS FAZER UM ESFORÇO SOLIDÁRIO PARA REUNIR DADOS E DESVENDAR ALGUNS "MISTÉRIOS" QUE CERCAM O moro!!! Nassif, não sei se vc ou outro colega do Blog se dispõe a organizar os dados para posterior publicação no Blog ou, mesmo sem destaque no Blog, algum endereço para q todos possam acessar os dados ampliados e organizados. Sempre comento pessoalmente ou no blog, os progressistas e esquerdistas são PÉSSIMOS INVESTIGADORES, ABSURDAMENTE PASSIVOS E CRÉDULOS, e só sabem reclamar, SENTADOS e RESIGNADOS, depois do leite derramado... >>> Quase nunca percem que alguém ligou o fogo, q o leite começou a esquentar, q começou a ferver, q está "subindo" e q vai escapar da panela (ou leiteira, sei!)... Será q preciso, inclusive, explicar esta metáfora do leite para os "lerdos" se "tocarem" da urgência e reagirem prontamente à altura do ataque a nós perpetrado pelas forças "inimigas" (sabotadoras e golpistas), bem como enfatizar o período crucial que estamos vivendo desde o início do 2o. mandato da Dilma? (outra lerda!!! aliás, Lula, Dilma e a maioria dos ministros e dirigentes do pt pareciam um bando de retardados comparados à agressividade e agilidade operacional dos lesa-pátria nacionais, polítcos cooptados e da quinta coluna braZileira, todos aliados a sabotadores externos e aos RATOS das máfias financeira e midiática internacionais!!!) Vamos começar a organizar, hierarquizar e interpretar os fatos disponíveis em várias fontes? 1) 1.1) Vi no Blog do Saker (pois no bréZil a maioria das pessoas não sabem fazer pesquisa estratégica) que o moro (iniciais minúsculas para entes minúsculos) se formou em 1995 e se tornou juiz(?) em 1996. [Confere?] 1.2) De acordo com o comentário no Saker, só podem prestar concurso para juiz formados em direito com 3 anos de exercício da profissão. [este critério valia em 1995?] 2) 2.1) O que fazia ou ainda faz (profissão) o pai do moro? 2.2) Confirma-se que era responsável (presidente do diretório ou semelhante) do psdb em Maringá? 2.3) O pai e o próprio moro são maçons ou pertencem a algum outro tipo de seita ou tribo? [Algum maçon honesto para nos elucidar?] 2.4) A mãe tinha atividade profissinal ou apenas doméstica? Se sim, onde? 3) 3.1) onde (q faculdade) foi a graduação do moro? (qual ano de início e ano de fim do curso?) 3.2) o moro tem, comprovadamente, mestrado, doutorado, PhD ou outro título acadêmico strictu sensu? Quais? Onde os títulos foram obtidos e em que ano? Quais as notas e menções? 3.3) quais os títulos das dissertações (mestrado, doutorado)? (são dissertações de acesso público? links?) 3.4) algum(a) contemporâneo(a) do moro saberia se ele participou de atividades extra curriculares como diretório acadêmico, prática esportiva, atlética, ONGs, campanhas sociais ou algo do tipo? (ou era só um CDF coxinha ávido para se formar e "se dar bem" na vida?) 3.5) qual o regime de trabalho do moro na faculdade de direito da UFPR? horas semanais, meio período, período integral? O moro tem alguma atividade administrativa além da pedagógica na UFPa? 3.6) como "cabe" em 24h dar aulas (preparar conteúdo, dar aulas, reuniões e correção de provas) e ser juiz em tempo integral? Vai me falar ainda que ele ainda orienta pós graduandos? (não tem nada de errado nessa história mal contada? só eu vejo que o dia tem 24 horas e a semana 5 dias?) 3.7) o(a) reitor(a) e/ou o(a) chefe do depto. de Direito da UFPa é (são) maçon(s)? (ou outra tribo ou seita?) 4) 4.1) quantas vezes o moro viajou para os USraHell (tbém conhecidos por united slaves of israHell)? 4.2) a primeira viagem desse cara foi o tal "curso para jovens lideranças", para "fabricar" 5as. colunas nos países de origem? 4.3) quais os motivos OFICIAIS de cada uma das viagens? 4.4) quem pagou as despesas de viagem? há comprovantes, não? 4.5) como ficam as ausências por viagens (nacionais ou internacionais) no tribunal e na faculdade onde esse cara leciona? Tem os dias descontados? O conteúdo didático perdido por motivo de viagens é reposto aos alunos quando? Ou o moro SEMPRE viajou nas férias e NUNCA faltou um dia nas aulas e no tribunal? 5) 5.1) como é que é mesmo a profissão da mulher do moro? 5.2) em que escritório ou empresa ela trabalha (e trabalhou)? 5.3) quais o perfil dos processos por ela encaminhados? 6) O moro alguma vez se declarou suspeito para julgar algum caso? em que casos? (ou é cara de pau como jilmau dantas e NUNCA se declara suspeito?) 7) 7.1) Desde que ano o moro tem salário fura teto? 7.2) Quem (juiz e vara) que autorizou o fura teto do moro? Qual o número do processo que autorizou essa excrescência? 8) Como no caso do Banestado, quase todo composto por tucanos (e maçons?) o "super-juiz" moro não teve convicção e liberou geral por falta de provas? (isso, falta de provas, foi o cúmulo do cinismo jurídico e passou "numa boa", daquele tempo até hoje) 9) Como conseguiram parar o juiz Fausto de Sanctis, criminalizar o delegado Protógenes Queiroz e anular duas operações cheias de provas e não fazem o mesmo com montes de exemplos GRITANTES na Vaza a Jato, delegados federais decladamentes com viés político (ou simples incompetência e/ou corrupção) e com esse juizeco parcialíssimo? 10) Como pode o mesmo juiz (moro) conceder o benefício da delação premiada duas vezes para o mesmo criminoso? alberto youssef já não tinha feito delação no caso Banestado? De novo foi pego e de novo teve o benefício da delação premiada e direito a ficar com parte do dinheiro ilegal? Só eu vejo algo estranho nisso? 11) Há algum vínculo profissional, acadêmico, "viagens para o exterior" ou coisa do tipo entre o moro e o joaquim barbosa? Esses dois não foram os mais descarados aplicadores da teoria do "domínio de fato", "tenho convicção", a "literatura permite" e posso condenar sem provas e ficar "de boa" sem punição profissional ou até criminal? 12) mais sugestões? NUMERE, COMPLEMENTE E SEPARE AS QUESTÕES PARA SEREM ANEXADAS, seja no meu comentário, seja para para novas sugestões de pesquisa. Atenham-se a dados concretos que possam ser comprovados. Evitem ilações, palavras de baixo calão ou comentários raivosos, que podem causar problemas ao Blog e ao próprio comentarista. Que tal Nassif e colegas, não dá um belo Xadrez depois das informações montadas e organizadas? Vamos fazer algo concreto ao invés de só reclamar? IR PARA A RUA PROTESTAR TBÉM É UMA ATITUDE QUE SOMA MUITO!!! >>>Em tempo: é necessário haver "inteligência" dos organizadores das passeatas e protestos, filmando e fiscalizando para evitar infiltrações, provocações e atentados de falsa bandeira dentro dos protestos. ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++ ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++ vamos montar um dossiê causa-efeito do juizeco? Parte IV (qui, 13/07/2017 - 22:29) Nassif e colegas do Blog, leiam as partes I e III que postei mais abaixo. informações interessantes, e a maioria tem os links correspondentes para verificação. achei até a tese do moro em pdf... cadê os especialistas em direito para emitir alguma opinião? o juizeco fez doutorado direto ou tbém mestrado? achei estranho... na parte II enfatizo um elemento interessante... para prestar concurso de juiz não eram necessários 3 anos de experiência como advogado FORMADO? como ele começou a exercer cargo de juiz 1 ano após formado? o começo da parte III tem uma pequena introdução de como "especialistas em comunicação", "marketeiros" (e a máfia midiática em geral) alienam a informação original e constroem a pós-verdade para modificar a opinião pública. também achei bem mais informação bruta sobre o "super" moro. acho que tem muita coisa para "cavar" lá e juntar com muitas outras informações soltas que estão espalhadas por aí. uma das maneiras de reverter os efeitos do golpe é mostrar a verdadeira face dos envolvidos, sejam do legislativo, executivo, judiciário, máfia financeira, máfia midiática, máfia industrial (graças ao empresário sem-empresa golpista skaf, a coxinhada deu vivas ao pato amarelo e tivemos a baixa dos preços sem cpm... tudo verdadef!!! rsrs...), da kabbalah e bandidinhos avulsos bunda suja pura e simplesmente. nenhum colega mais se prontifca para agrupar, resumir e tabular informações soltas sobre o "super" moro? acho que tem muita informação boa espalhada, e como já mencionei antes, muita informação descontextualizada é o mesmo que NENHUMA informação... não tem efeito prático em comunicação e convencimento para o grande público! faltou falar, no meu comentário, de como usar tecnologia para espalhar informações mais rapidamente, mas isso daria um capítulo à parte, e já passei da minha cota de tempo para dedicar a esse tema por hoje. somente informação agrupada, hierarquizada, interpretada, com tratamento visual e linguístico é útil como ferramenta de comunicação e convencimento do "povão". resumindo procurem ler parte I e III para entender melhor de onde veio o super herói das Araucárias...

Tony Amaro

- 2017-07-22 20:41:09

Processar esses dois não da

Processar esses dois não da em nada.

AMORAIZA

- 2017-07-22 20:17:10

Caríssimo professor

Você acha que se eles tivessem uma sólida formação em direito, pelo menos, eles se prestariam a esse papel?

Eles mal sabem se expressar no idioma pátrio, tampouco têm a mínima noção de lógica.

Para se contestar o sistema temos que ter capacidade de ver fora dele.

Para mantê-lo, temos que ser como ele exige.

E o sistema se mantém na medida da nossa ignorância.

willww

- 2017-07-22 20:16:41

muito estranho

moro, delagnol e alexandre de morais, pularam muitos degraus para chegar onde chegaram. muito estranho.

Let's Rock the rats

- 2017-07-22 20:07:36

mais informações sobre o juizeco (I e III)
Nassif, Marcos, Faabian e demais colegas, Uma construção ruim (juizeco e promotor em questão) a gente analisa desde a fundação... não adianta só ver se o piso está mal colocado ou encamento vazando (acusações e sentenças mal feitas e vazadas). Faz bem o Marcos (e outros prof./pesquis. honestos deveriam fazer o mesmo) em dissecar a formação(?) desses juizeco e promotorzinho (de mierda! sorry, não resisti)! Ponto! Então, o prof. Marcos está certíssimo em fazer um raio-x do prédio inteiro, desde a base, não só do acabamento mal feito. Para desqualifcar uma obra mal feita (aliás, com prejuízo nacional monstruoso), precisamos de metodologia e paciência, e é por isso, Fabian, que gastamos tinta com esses protótipos mal acabados (e mal intencionados!) de juiz e promotor... se eles queriam luzes para seus egos sociopatas, vamos dar as luzes sobre o que eles escondem, não para ampliar o que nos querem fazer ver (como se eles fossem íntegros e competentes, com ajuda da rede golpe). Vou reproduzir os meus comentários já feitos em "Sérgio Moro, perdeu, playboy!, por Luis Nassif". https://jornalggn.com.br/noticia/sergio-moro-perdeu-playboy-por-luis-nassif Tomara que sirvam para o Marcos ou outros professores (inclusive de Direito, que estão estranhamente quietos) desmontarem o trio farsesco rede esgoto-moro-deltan. Recomendo a leitura dos comentários deste artigo supra citado também, pois há outros comentaristas com mais peças para montarmos a desconstrução desses dois fantoches manobrados por interesses alheios ao Brasil. (vamos ao meu comentário e subcomentário (Partes I e III) ----------------------------------------------- vamos montar um dossiê causa-efeito do juizeco? Parte I (qui, 13/07/2017 - 08:49) Nassif e colegas, Uma sugestão de fonte para ser usada com os questionamentos em outro comentário meu (parte II) sobre a "obra" do moro. Organizar a informação é a base fundamental de qualquer ação para obter resultados práticos. Falar por falar, desabafar, falar palavrões e choramingar pelos cantos não produz resultados palpáveis ou concretos. Estamos lidando com profissionais da informação, logística e estratégia... vamos nos organizar também!!! sobre o juizeco: [...] >>Biografia Sérgio Fernando Moro nasceu em 1º de agosto de 1972 em Maringá, no Paraná.[12][13] Descendente de italianos do Vêneto, é filho de Odete Starke Moro e Dalton Áureo Moro, ex-professor de geografia da Universidade Estadual de Maringá, falecido em 2005.[3][14] Seu único irmão, César Fernando Moro, é proprietário de uma empresa de tecnologia.[15][16][17] A família Moro mudou-se para Ponta Grossa quando Sérgio e César eram crianças.[17] Moro começou a estudar Direito na Universidade Estadual de Maringá.[18] Durante seus estudos, estagiou em um escritório de advocacia por dois anos.[18] Em 1995, terminou sua graduação em Direito.[3] Recebeu seu título de mestre em 2000 pela Universidade Federal do Paraná, orientado por Clèmerson Merlin Clève.[19][20] Em 2002, concluiu um doutorado em Direito do Estado na mesma instituição, dessa vez com a orientação de Marçal Justen Filho.[3][21][22] Moro também cursou o programa de instrução de advogados da Harvard Law School em 1998 e participou de programas de estudos sobre lavagem de dinheiro promovidos pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos.[3] Moro é casado com Rosângela Wolff de Quadros, advogada e atual procuradora jurídica da Federação Nacional das Apaes.[23] Eles vivem em Curitiba e têm um casal de filhos em idade escolar.[24] Além de sua carreira profissional, pouco se sabe sobre sua vida pessoal.[25][26] Em matéria publicada em dezembro de 2014 pela revista IstoÉ, foi descrito como alguém com "estilo reservado e hábitos simples".[3] >>Carreira Em 1996, começou a ministrar aulas na Universidade Federal do Paraná.[18] No mesmo ano, tornou-se juiz federal e iniciou sua carreira no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.[3][5] [27] Entre 1999 e 2002, chefiou a 3ª Vara Federal de Joinville, em Santa Catarina.[28] Entre 2003 e 2007, trabalhou no caso Banestado,[27] que resultou na condenação de 97 pessoas.[8] Moro também trabalhou na Operação Farol da Colina,[6] um desdobramento do caso Banestado, onde decretou a prisão temporária de 103 suspeitos de evasão de divisas, sonegação, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.[27] Em 2007, Moro tornou-se professor adjunto de direito processual penal da UFPR.[29] Em 2012, foi auxiliar da ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber no caso do Escândalo do Mensalão. Weber o convocou devido sua especialização em crimes financeiros e no combate à lavagem de dinheiro.[7][27] Atualmente, é o juiz da 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba.[5] >>Operação Lava Jato Moro comanda o julgamento em primeira instância [30] dos crimes identificados pela força-tarefa da Operação Lava Jato desde março de 2014, considerada a maior investigação contra corrupção do país.[31][32] Em uma atuação incomum para o padrão da Justiça do país, Moro conduz os processos em ritmo acelerado.[33] A operação ficou conhecida por combater a corrupção no Brasil[34][35] com 175 prisões de empresários, políticos, lobistas e doleiros.[36][37] Além das prisões, até 19 de dezembro de 2016, houve 120 condenações, com uma pena total de 1.257 anos, dois meses e um dia de pena.[37] Em 5 de novembro de 2016, Moro deu sua primeira entrevista pública como juiz da referente operação, na qual defendeu a limitação do foro privilegiado, sugerindo que poderia ser limitada aos presidentes dos três poderes.[38] Em 12 de abril de 2017, seguiu a mesma decisão do Supremo Tribunal Federal e retirou o sigilo das delações da Odebrecht que citam pessoas que não possuem foro privilegiado.[39][40] As decisões de Moro sobre prisões preventivas e provisórias suscitaram polêmicas,[41][42][43][44][45] porém elas têm sido quase que totalmente confirmadas por todas as instâncias superiores do judiciário, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) ao Supremo Tribunal Federal.[33][43][46] Segundo a força-tarefa da Lava Jato, desde o começo da operação em 2014 até outubro de 2016, dos 453 recursos das defesas em instâncias superiores, apenas 22 deles tiveram decisões favoráveis às defesas, isto é, 95,2% das decisões de Sérgio Moro foram mantidas.[47] Com relação a reformas de sentenças por julgamentos de apelações criminais em instâncias superiores, as condenações de Moro têm sido reformadas parcial ou integralmente, como é natural que aconteçam em julgamentos colegiados.[48][49][50] Até 18 de dezembro de 2016, a 8ª Turma do TRF4 julgou sete apelações envolvendo 28 condenados por Moro em primeira instância — três destas apelações já transitaram em julgado no tribunal.[51] As penas de nove deles foram aumentadas no total de 78 anos e sete meses. Por outro lado, quatro réus tiveram a pena reduzida e outros quatro foram absolvidos, que juntos diminuíram as penas em 34 anos. Os 11 condenados restantes tiveram as penas mantidas. Em outras palavras, o TRF4 ratificou ou subiu a pena de 71% dos condenados por Moro.[52][53] >>Posicionamentos Em setembro de 2015, Moro defendeu que o Judiciário precisava punir mais rápido e que sistema penal brasileiro é "muito moroso”, defendendo que réus sejam presos logo depois de decisões condenatórias em segunda instância.[54] Em agosto de 2016, em uma audiência na Câmara dos Deputados, Moro defendeu o fim do foro privilegiado que garante a autoridades julgamento em tribunais superiores. Na visão do magistrado, esse princípio "fere a ideia básica da democracia de que todos devem ser tratados como iguais."[55][56] Em outubro de 2016, Moro posicionou-se contra o projeto de lei sobre abuso de autoridade.[57] Segundo ele, era preciso criar salvaguardas para deixar claro que a norma não pode punir juízes pela forma como interpretam as leis em suas decisões.[58] Em novembro de 2016, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Moro disse apoiar as 10 Medidas contra corrupção, um projeto de autoria do Ministério Público Federal no combate à corrupção, além defender a restrição do foro privilegiado.[59] [...] fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A9rgio_Moro ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++ ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++ vamos montar um dossiê causa-efeito do juizeco? Parte III (qui, 13/07/2017 - 21:44) Nassif e demais colegas, já que pouquíssimos colocaram dados adicionais relevantes sobre o juizeco, vou adicionar mais alguns itens formais (tbém chamados dados brutos, ou seja, carecem de refinamento e interpretação para fornecer informações relevantes). (PROPAGANDA não é um "comercial" de tv ou rádio, é um tratamento alienante para a informação original, simploramente chamado de pós-verdade; Normalmente é apresentada simultanea e/ou sequencialmente em vários tipos de mídia, chamadas genericamente de "ondas de desinformação") trabalhar com informações e veículos de mídia, ou seja, filtrar, agrupar e transformar dados brutos em imagens, textos e frases de impacto e apresentá-los SIMULTANEA e SEQUENCIALMENTE em vários formatos de mídia, para torná-las uma onda de "notícias interessantes e impactantes" junto ao público (normalmente despolitizado, bovino) é uma arte dominada por poucos, mesmo entre especialistas de comunicação. (esse método, basicamente falando, é o que mencionei várias vezes como "ondas sincronizadas de DESinformação") esses profissionais da "propaganda" normalmente são pessoas inteligentes, mas amorais, ambiciosas, individualistas e até sociopatas que, no geral, trabalham para o "lado negro da força", até por afinidade ideológica e pessoal. mesmo qdo esses sociopatas da propagenda trabalham para alguma boa causa social, "exageram na mão" e fazem merda, e a esquerda-progressista sai com um conceito pior do que entrou na guerra da informação. vide os marqueteiros do pt... pff... e a Dilma, Lula e dirigentes do pt os achavam o máximo... agora são delatores mentirosos falando qquer coisa para salvar a pele. pt e companhia perderam a guerra midiática de lavada para os marqueteiros da direita-neocon e deixaram a imagem da esquerda-progressitas em frangalhos, pois os "marketeiros progressistas" usaram os mesmos truques "sujos" nas campanhas do pt que a direita usa, mas sem o apoio incondicional da máfia midiática. Aliás, começaram a perder a guerra contra a direita-neocon quando se afastaram, até não darem nenhuma atenção aos alertas dos sindicatos, blogs esquerdistas-progressistas, comunidades de base, periferia das grandes cidades, sem-terra, sem-teto e do eleitor "não politizado" comum, acho que já vinham a mais de 12 a 15 anos nessa "bobeira e soberba" e deu no que deu... acham que foram pegos de "surpresa" só em 2016... quá quá quá... quando falamos disso algumas vezes (modelar informação para consumo de massa, mas com ética e mais próximo da verdade possível) para dirigentes e políticos esquerdistas e progressistas, estes, sobermamente, "acharam" que não precisam de ajuda, e só com seu belo e honesto (e AMADOR) discurso, alguns textos na internet (AMADORES) e algumas poucas poucas entrevistas (AMADORAS), conseguem manter a opinião pública informada... SANTA INGENUIDADE, BATMAN! está aí... por causa da soberba de um monte de panacas ingênuos, acometidos de certa soberba, que conseguiram cargos diretivos em partidos e sindicatos, bem como se elegerem a cargos no legislativo e executivo, não aceitaram profissionalizar competentemente informação e contra-informação para o grande público e... deu no que deu... o golpe nadou de braçada e restou aos progressistas-esquerdistas, choramingar no muro das lamentações colocando a culpa na rede esgoto e nas agências de 3 letrinhas dos irmãos bons do north. ou, quando tardiamente profissionalizaram a imagem institucional, usaram os mesmos métodos e marqueteiros sociopatas amorais da direita-neocon. a rede globosta fez o serviço dela, que é alienação, propaganda e pós-verdade a serviço da kabbalah financeira, bélica e midiática... quem não fez seu dever de casa, para levar minimamente bem formatada a verdade, contra-informação e o outro lado da história, foram os altos dirigentes partidários e políticos esquerdistas-progressistas. (mais informaçõs brutas sobre o juizeco) ============================================ Univ. Fed. do Paraná - UFPR Docentes por Departamento Direito Penal e Processual Penal SERGIO FERNANDO MORO Ingresso na instituição em 12.11.2007 (em licença) [EM LICENÇA DESDE QUANDO? ESTÁ RECEBENDO PELA UFPR?] em: www.direito.ufpr.br/portal/setor-2/departamentos/docentes-por-departamento/ ============================================ CURRÍCULO LATES Sergio Fernando Moro Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9501542333009468 Última atualização do currículo em 28/10/2013 Sergio Fernando Moro, Juiz Federal da 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba/PR, especializada em crimes financeiros, de lavagem de dinheiro e praticados por grupos criminosos organizados. Atuou, como juiz em diversos processos criminais complexos, envolvendo crimes financeiros, contra a Administração Públicia, de tráfico de drogas, e de lavagem de dinheiro. Trabalhou como Juiz instrutor no Supremo Tribunal Federal durante o ano de 2012. O autor cursou o Program of Instruction for Lawyers na Harvard Law School em julho de 1998 e possui título de mestre e doutor em Direito do Estado pela Universidade Federal do Paraná - UFPR. Escreveu livros e artigos especializados na área jurídica. Participou do International Visitors Program organizado em 2007 pelo Departamento de Estado norte-americano com visitas a agências e instituições dos EUA encarregadas da prevenção e do combate à lavagem de dinheiro. É Professor Adjunto de Direito Processual Penal da Universidade Federal do Paraná - UFPR. (Texto informado pelo autor) >>Identificação Nome: Sergio Fernando Moro [Dados cadastrais validados junto a Receita Federal do Brasil] Nome em citações bibliográficas: MORO, S. F. >>Endereço Endereço Profissional Universidade Federal do Paraná. Rua XV de Novembro - 1299 Centro 80060000 - Curitiba, PR - Brasil Telefone: (41) 32101400 >>Formação acadêmica/titulação [ACHO ESTRANHO... CADÊ O MESTRADO??? OU O CARA FAZ DOUTORADO SEM MESTRADO EM 2 ANOS E AINDA TRABALHAVA DE JUIZ? PARECE O ÇERRA COM SUAS GRADUAÇÕES EM ECONOMIA E ENGENHARIA...] 2001 - 2002 Doutorado em Direito (Conceito CAPES 6). Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil. Título: Jurisdição constitucional como democracia, Ano de obtenção: 2002. Orientador: Marçal Justen Filho. ATENÇÃO PARA OS MEMBROS DA BANCA EXAMINADORA: - Orientador Prof. Dr. Marçal Justem Filho - Prof. Dr. Clèmerson Merlin Clève - Profa. Dra. Flávia Piovesan - Prof. Dr. Jacinto de Miranda Coutinho [ESTE ORIENTADOR E EXAMINADORES SÃO/ERAM MAÇONS OU ALGUMA SEITA OU TRIBO DO TIPO? Sabe como é... irmão ajuda irmão seja com for...] >> link da tese do moro: http://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/43165/Tese%20Moro.pdf?sequence=1&isAllowed=y >>Atuação Profissional Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil. Vínculo institucional: 2007 - Atual Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 20 [COMO? JUIZ EM TEMPO INTEGRAL E AINDA MAIS 2OH LECIONANDO NUMA FEDERAL? ESSE CARA É O SUPER-HOMEM PARA CUMPRIR TODOS HORÁRIOS OU ALGUÉM ESTÁ SENDO ENGANADO?] Outras informações: Leciona Direito Processual Penal Justiça Federal do Paraná, JFPR, Brasil. Vínculo institucional: 1996 - Atual Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Juiz Federal Outras informações: Juiz em vara criminal especializada em crimes financeiros e de lavagem de dinheiro >>Áreas de atuação 1. Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Público/Especialidade: Direito Processual Penal. 2. Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Constitucional. 3. Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Penal. >>Idiomas Inglês: Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente. Francês: Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco. Português: Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem. >>Produções Produção bibliográfica Artigos completos publicados em periódicos Ordenar por "Ordem Cronológica" 1. MORO, S. F.. A autonomia do crime de lavagem e prova indiciária. Revista CEJ (Brasília), v. 41, p. 11-14, 2008. 2. MORO, S. F.. Colheita compulsória de material biológico para exame genético em casos criminais. Revista dos Tribunais (São Paulo. Impresso), v. 853, p. 429-441, 2006. 3. MORO, S. F.. Considerações sobre a Operação Mani Pulite. Revista CEJ (Brasília), v. 26, p. 56-62, 2004. 4. MORO, S. F.. Competência da Justiça Federal em Direito Ambiental. Revista dos Tribunais. Cadernos de Direito Constitucional e Ciência Política, v. 31, p. 157-166, 2003. 5. MORO, S. F.. Por uma revisão da teoria da aplicabilidade das normas constitucionais. Revista dos Tribunais. Cadernos de Direito Constitucional e Ciência Política, v. 37, p. 101-108, 2001. Livros publicados/organizados ou edições 1. MORO, S. F.. Crime de lavagem de dinheiro. 1ª. ed. São Paulo: Saraiva, 2010. 2. MORO, S. F.. Jurisdição constitucional como democracia. 1. ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2004. 335p . 3. MORO, S. F.. Legislação suspeita? Afastamento da presunção de constitucionalidade da lei. 2. ed. Curitiba: Juruá Editora, 2003. 100p . 4. MORO, S. F.. Desenvolvimento e efetivação judicial das normas constitucionais. 1. ed. São Paulo: Max Limonad, 2001. 141p . Outras produções bibliográficas 1. MORO, S. F.. O uso de um criminoso como testemunha: um problema especial. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2007. (Tradução/Artigo). [Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 13/07/2017 às 19:17:51] link: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K8747305D4 ============================================ CNPQ Pesquisador(a): Sergio Fernando Moro Endereço para acessar este espelho: dgp.cnpq.br/dgp/espelhorh/9501542333009468 Dados Gerais Nome em citações bibliográficas: MORO, S. F. Titulação: Doutorado Áreas de atuação: Direito Constitucional, Direito Penal, Direito Processual Penal Bolsista CNPq: Última atualização do Currículo Lattes: 28/10/2013 Contato: Homepage: Grupos de pesquisa em que atua: Nome do grupo Instituição Perfil Ações Núcleo de Estudos Criminais - NEC/UFPR UFPR Pesquisador Linhas de pesquisa em que atua Linha de pesquisa Nome do grupo Ações Direitos e Garantias Individuais no Sistema Penal Núcleo de Estudos Criminais - NEC/UFPR Estudantes participantes de grupo(s) de pesquisa, orientados pelo pesquisador Estudante Nível de treinamento Grupo de pesquisa Ações João Guilherme Walski de Almeida Especialização Núcleo de Estudos Criminais - NEC/UFPR David Rodrigues Alfredo Junior Núcleo de Estudos Criminais - NEC/UFPR Vinicius Cruz Santana Graduação Núcleo de Estudos Criminais - NEC/UFPR Grupos de pesquisa de que é egresso: Nome do grupo Instituição Ações Nenhum registro adicionado Indicadores de produção Sergio Fernando Moro - Indicadores da Produção Pesquisar as produções a partir do ano: "Todos" Produção Bibliográfica Artigos Completos Publicados em Periódicos 5 Livros 4 Todas as Produções Artigos Completos Publicados em Periódicos 5 Livro ou Capítulo 4 link: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhorh/9501542333009468 ==============================================

Roberto Pivador

- 2017-07-22 19:25:08

Estes dois elementos estão
Estes dois elementos estão acabando com a democracia brasileira nunca é demais levantar o véu da rede Globo e expor os mau feitos dos mesmos, se a esquerda fosse Boa entrava com um processo em cima deste fato, além de processar o Danilo gentalha e o catacoquinho!

Artaud

- 2017-07-22 18:41:38

Assegurando o futuro.

Formação mínima regulada pela CAPES-MEC (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Ministério da Educação) é de 24 meses para Mestrado e 48 meses para o Doutorado.

Parágrafo 1 - Essa exigência não vale para a Comarca de Curitiba. Vai que um dia a gente precisa.

Djijo

- 2017-07-22 18:34:18

Crianças sempre tem um adulto para ajudar

Os senhores do judiciário, STF, procuradores, juízes e PFs não precisam se esforçarem para aparentar inteligência, a imprensa de negócios explica pra "nóis" o que eles queriam dizer, por outras palavras. Assim não precisamos pesar o que eles falam no meio do tiroteio de palavras que as vezes não tem significado racional.

Brnca

- 2017-07-22 18:33:38

Importante

É importante sim a denúncia contida no artigo de que Moro estranhamente galgou degraus na sua formação universitáira sem base na ordem direta do que se faz em universidades brasileiras e com tal cheiro de fraude se fez juiz e está fazendo o que quer com a chamada Justiça deste país. Mais estranho ainda é que nunca os órgãos da imprensa marrom que dominam por aqui tenham algum dia levantado a questão. Bom,  sobre a semelhança com os tribunais de Hitler e Mussolini acho que basta um olhar para as décadas de 30 e 40 do século 20 para encontrar pegadas claras.

Brnca

- 2017-07-22 18:32:36

Importante

É importante sim a denúncia contida no artigo de que Moro estranhamente galgou degraus na sua formação universitáira sem base na ordem direta do que se faz em universidades brasileiras e com tal cheiro de fraude se fez juiz e está fazendo o que quer com a chamada Justiça deste país. Mais estranho ainda é que nunca os órgãos da imprensa marrom que dominam por aqui tenham algum dia levantado a questão. Bom,  sobre a semelhança com os tribunais de Hitler e Mussolini acho que basta um olhar para as décadas de 30 e 40 do século 20 para encontrar pegadas claras.

Fabian Bosch

- 2017-07-22 17:49:51

penúria nacional

Quanta tinta se gasta com Moro e com Dallagnol. Parece ser um fascínio com estas duas figuras e com os cargos que exercem. Sintoma da miserabilidade mental e cultural deste pobre país.
Que importância existe se moro fraudou o mestrado ou o doutorado? Qual a diferença entre um doutorado em Direito, hoje, e nada? Moro não sabe fazer uma concordância verbal bem simples. Seria, então, Doutor em quê? 
Bem, há os que pensam que a gramática é um instrumento de opressão, um instrumento de dominação da classe de cima. Esses anti-gramática, consequentemente, anti-intelectuais, curvem-se ante Moro.
Detesto escrever assim, polêmica sem utilidade nenhuma, como a da gramática e a de moro. Mas a paciência se esgota, às vezes.

O ensaio 'Imperialismo Cultural Hoje: uma questão silenciada' é de leitura indispensável, fácil de baixar na internet. Agora, sim, é usar o cérebro utilmente.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador