Início Autores Posts por Aquiles Rique Reis

Aquiles Rique Reis

377 Posts 0 comentários
Crítico de música.

Paixão irresistível, por Aquiles Rique Reis

Para começo de conversa, vou logo avisando: não contem com a minha isenção para redigir uma resenha sobre o que venho ouvindo há algumas semanas – Peguei a Reta (Kuarup), o novo álbum do clarinetista Paulo Sérgio Santos.

O dia em que Manu Cavalaro me pegou de surpresa, por Aquiles Rique Reis

“Canções para Iluminar o Mundo” (Manu Cavalaro). Cada canção vem à terra, limpa o céu, rompe barreiras e brota uma flor no quintal das casas. A cor chama a atenção de quem presenciou a mutação da tempestade em vida.

Todos os sambas do mundo, por Aquiles Rique Reis

Agora mesmo tenho comigo um CD que tem o samba como protagonista. Refiro-me a Gênesis (independente), álbum do violonista sete cordas, cavaquinista e compositor Gustavo Monteiro, a voz certa para cantar seus sambas em tom menor, dignos do tal “pendrive colossal”.

Saudades de Noel, por Aquiles Rique Reis

Para reverenciá-lo, temos o álbum Outras Bossas (gravado nos estúdios da Fatec de Tatuí/SP e lançado pela Gravadora Experimental), nascido do desejo da cantora Jacque Falcheti

A viagem de Crato para o mundo, o CD de Tiago Araripe, por Aquiles...

A sonoridade do disco tem momentos irresistíveis. Desde o suingue característico das músicas nordestinas à levada caboverdiana, passando pela beleza da música portuguesa, tudo ali é uma senha que desvenda o álbum de beleza ímpar.

Entendendo Caetano Veloso com Arthur Nogueira, por Aquiles Rique Reis

Com canções pouco conhecidas, Nogueira entregou sua alma à música de Caetano, extraindo-a de volta envolta em arte e sentimento. Versão contemporânea de uma produção admirável – desde a concepção até o futuro.

CD de Lúcia Menezes, um álbum incomum, por Aquiles Rique Reis

“Quando a Égua Esfrega o Bode” (Eduardo de Menezes Macedo), cantando com a teatralidade que a distingue, Lúcia Menezes mostra aptidão para cantar qualquer gênero musical. Sacramentando seus atributos, ela expõe ser uma cantora liberta.

Um grande CD de sambas, por Aquiles Rique Reis

Esta semana vamos de Samba é Amor (lançado pelo selo Lobo Music, da produtora Kuarup), o quarto álbum de Marcelo Kamargo, mineiro de Coronel Fabriciano-MG

Guinga, em Zamboio: Beleza revolucionária, por Aquiles Rique Reis

A beleza de cada uma das onze composições – letras e músicas dele – podem ser sentidas como nostálgicas. Mas são mais do que isso, são um bálsamo a preencher o ar genocida, imposto por loucos irresponsáveis.

Passando o baião a limpo, por Aquiles Rique Reis

Agora com nova formação, a Banda de Pau e Cordas lança Missão do Cantador (Biscoito Fino). Pernambucana, segue embalada pela diversidade de ritmos e sons brasileiros.

São Paulo, berço de sambas e de sambistas, por Aquiles Rique Reis

Ao ouvir #PartiuZéPelintra – Tributo a Germano Mathias (independente), álbum recém-lançado, ocorreu-me uma platitude: Adoniran Barbosa, Geraldo Filme e Germano Mathias são a trinca de ouros do samba na Terra da Garoa.

Delia Fischer: Um álbum íntimo, por Aquiles Rique Reis

Exuberante, o piano está para a voz de Delia assim como sua voz está para o mundo.

Camilla Inês: uma EP a celebrar, por Aquiles Rique Reis

Camilla Inês morou um tempo em Portugal, de volta ao Brasil – afinal, a “saudade mata a gente”. Entregou-se à responsabilidade de conferir a si própria a administração, o cuidar de tudo o que envolve cada etapa da criação de um disco.

O Beatles Cordel, por Aquiles Rique Reis

“O projeto, idealizado por Rafael Beibi, nasceu da vontade de unir suas duas grandes paixões: forró e Beatles (...)”.

Um CD trilegal, o CD do gaúcho Leandro Bertolo, por Aquiles Rique Reis

Das onze músicas, sete são de Bertolo, três em parceria com sua esposa Bianca Marine e uma com Gustavo Filho. Composições que patenteiam o raciocínio musical de um compositor que sabe do que é capaz, e o faz.

A sabedoria do cantar, o CD de Bia Góes, por Aquiles Rique Reis

São oito composições vitais, cujo conteúdo revela amor à vida. As veias, que pulsam na mãe terra, carecem de ritmos inusuais: ijexá, jinká, congo de ouro, xote, carimbó, samba chula e capoeira.

Wagner Tiso e Victor Biglione, dois feras, por Aquiles Rique Reis

Os caras e os seus instrumentos: ouvindo Tiso no piano acústico e Biglione nas cordas de aço do violão, só não se surpreendeu quem já conhecia suas aptidões; mas quem ainda não os ouviu tocar, caiu-lhes o queixo.

Fran Nóbrega, pronta para desabrochar, por Aquiles Rique Reis

A Flor e o Tempo (lançamento do novo selo Umbilical), trabalho de estreia da cantora Fran Nóbrega. A danada canta como se tivesse um sorriso afinado nos lábios.

A música está com eles, por Aquiles Rique Reis

Verônica Sabino lança um novo trabalho ao vivo, desta vez com o craque das sete cordas Luís Filipe de Lima e a participação especial de Marcos Suzano, percussionista presente nos álbuns de nove entre dez nomes da MPB.

Sem spoiler, por Aquiles Rique Reis

Todavia, arrependido pelo vacilo (mas o título que valeu não é tão ruim assim não, né, gente!), mostro agora o que tinha escolhido primeiro, mas bobeei e não usei: “Celso Viáfora é um gênio!” Simples assim.

Leia também

Últimas notícias