Início Autores Posts por Bruno Lima Rocha

Bruno Lima Rocha

Avatar
184 Posts 10 comentários
Cientista político, pós-doutorando em economia política, professor de relações internacionais e jornalismo.

Lava Jato, Moro suspeito e Fundos Abutres – a mesma lógica de subordinação ao...

Não haveria desgoverno Bolsonaro sem a negativa de pedido de habeas corpus pelo STF, recurso jurídico impetrado por parte da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Acordo militar com Israel: mais uma agressão aos milhões de árabe-brasileiros, por Bruno Beaklini

Na era da internet o quadro piora, pois os recursos de trolagem - muito conhecidos pela ação dos robôs aplicados no apoio ao governo protofascista e genocida de Jair Bolsonaro – podem indexar defensores da Causa Árabe e Palestina em “perigosos” antissemitas.

O país sem coordenação estratégica: a sina do Bananistão agravada na pandemia, por Bruno...

Resumindo: não teria problema vender bananas, desde que a meta fosse produzir também mariola e enzimas.

A “nova ordem” e o pária mundial, Bruno Beaklini

A análise que segue posiciona o Brasil sob o desgoverno Bolsonaro dentro do Sistema Internacional em evidente mudança de hegemonia.

A Operação Lava Jato e o cavalo de Troia do imperialismo, por Bruno Beaklini

A Lava-Jato é uma soma de projeção de poder através da preocupação, por parte dos EUA, de segurança energética, geopolítica do petróleo e também a permanente arrogância imperialista de se colocar como “polícia do mundo” quando alguém “ataca seus interesses”

O petróleo privatizado e exposto aos preços especulativos, por Bruno Beaklini

O Brasil sofre ataque especulativo todo dia, em todos os níveis. Essa mentalidade dos grandes “traders” internacionais adentrou o Conselho de Administração da Petrobrás e, em parte, de sua cadeia de comando.

Morreu Carlos Menem, o duplo traidor, por Bruno Beaklini

Carlos Saúl realizou duas traições. A primeira e mais visível é junto ao patrimônio difuso do povo argentino, relacionado à independência do país e às condições materiais de vida das maiorias argentinas.

O estúpido argumento do “Choque de Civilizações” como justificativa imperialista: origens modernas, por Bruno...

O trumpismo, na matriz do Império, não inventou a maior parte das demências da extrema-direita, mas as canalizou, impulsionando-as na imaginação de uma América “pura”

Ernesto Araújo e a idolatria com Mike Pompeo, por Bruno Beaklini

Bolsonaro se vê em Trump, mas o espelho é retorcido: o ex-capitão do Exército Brasileiro, que por pouco escapou de ser expulso da Força Terrestre, quer ser o capacho dos Estados Unidos

Bolsonaro e o espelho retorcido com Trump, por Bruno Beaklini

O “trumpismo tropical” representa o conjunto de mensagens, signos, identidades políticas e posições reacionárias mesclando um passado conservador imaginário que relativiza o período colonial e a escravidão.

As falsas acusações de antissemitismo como arma de guerra, por Bruno Beaklini

O problema de fundo é outro. A ressignificação do termo antissemitismo é a chave das alegações desses grupos de pressão.

A subserviência do exército de Caxias e sua estúpida retórica contra a Venezuela, por...

Voltando ao tema do “argumento espantalho” no Brasil, porque direita e extrema direita brasileira detestam tanto o chavismo sem Chávez, assim como odiavam com o ex-tenente coronel vivo?

Um balanço de 2020 e a “normalização” com o Apartheid israelense, por Bruno Beaklini

Antes do chamado “Acordo do Século”, Tel Aviv acenava com uma infame oferta de “compra de território jordaniano” para alocação de população palestina das áreas A, B e C da Cisjordânia

O assassinato do Dr. Mohsen e o cinismo dos criminosos internacionais, por Bruno Beaklini

O Dr. Mohsen não foi o primeiro alvo desse tipo de acionar terrorista. Entre 2010 e 2012, cinco cientistas iranianos, todos do programa de desenvolvimento de energia nuclear, foram alvos de atentados.

Brasil, BRICS e a defesa do Sul Global, por Bruno Lima Rocha Beaklini

Peço que encarem como um exercício de análise preditiva, não apenas de retórica, mas de pensar o Brasil no Sistema Internacional a partir do Sul Global.   

O ocaso da Escola de Defesa Sul americana, por Pedro Guedes e Bruno Lima...

Esta Escola Militar serviria como fórum de discussão de políticas conjuntas de defesa entre os países membros, dentro do âmbito do Conselho de Defesa da UNASUL

O entreguismo fardado no Governo Bolsonaro: um projeto político, por Pedro Guedes e Bruno...

Na história brasileira, a potência estrangeira, com capacidade de produzir consenso dentro das elites brasileiras, e de se beneficiar da consolidação desse pensamento, são os Estados Unidos.

O Brasil redescobre seu vínculo com o Líbano. Três temas, um apontamento e uma...

Como ser solidário com o Líbano sem entrar nos temas centrais: - como “preservar” o arranjo do confessionalismo político, na verdade reforçado pelo Acordo de Taiff em 1989?

Onde está a esquerda árabe-brasileira? Iniciando o debate, por Bruno Beaklini (Bruno Lima Rocha...

“Porque temos uma gigantesca colônia árabe-brasileira, incluindo o conjunto de árabes descendentes e não se organiza uma fração desta base social como apoiadora incondicional da libertação da Palestina?”

No Bananistão dos Parapoliciais (4ª parte), por Bruno Lima Rocha e Rafael Costa

Até este episódio viemos apelando para a narrativa de fábula macabra, pois seria um risco jurídico muito grande escrever que a Terra é plana e dar nomes aos bois, incluindo sobrenomes e apelidos.

Leia também

Últimas notícias

GGN