Os automóveis brasileiros e o mercado sul-americano, por Luis Nassif

Já em relação às importações, os principais vendedores são Argentina, Alemanha, Eslováquia, México e China

Um balanço das exportações da indústria automobilística brasileira mostra uma queda acentuada das vendas para a Argentina.

No acumulado de 12 meses, até fevereiro era o seguinte o quadro dos últimos 10 anos. As exportações de automóveis para a Argentina, que chegaram a representar quase 90% das exportações totais de veículos, caíram para apenas 40%.

Hoje em dia, até as exportações para a Colômbia representam quase 50% das vendas para a Argentina.

Mais que isso, nos últimos anos cresceram as importações de automóveis da Argentina, de tal maneira que a balança comercial do produto ficou negativa para o Brasil.

Mostrando a importância do Mercosul para os produtos industriais brasileiros, os cinco maiores mercados para automóveis estão na América do Sul. E alguns deles, como Colômbia, Peru e Chile, mostrando um franco crescimento nos últimos dez anos.

Ampliando a lista, ainda se verá o predomínio absoluto do mercado do Mercosul.

Já em relação às importações, os principais vendedores são Argentina, Alemanha, Eslováquia, México e China, todos eles mostrando uma queda acentuada em relação a fevereiro de 2013, fruto do empobrecimento do país no período.

Luis Nassif

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Oi Nassif, já foi melhor a informação gráfica.

    Esse ultimo gráfico não tem nenhum significado, todos os números da variação sao negativos, mas a escala só mostra numeros positivos, portanto nao se vê coisa alguma.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador