Xadrez dos desdobramentos do Power Point

Peça 1 – a luta política global

Anos atrás, o ex-presidente espanhol Felipe Gonzáles alertou Lula, conforme testemunhou o governador do Piauí Wellington Dias:

— Lula, prepare-se que eles vão querer te processar, cassar ou prender. Se não conseguirem, vão tentar te matar.

O alerta, com pitadas trágicas, não épara ser ignorado. O próprio Gonzáles fora alvo de uma caçada implacável, parceria da mídia com o Ministério Público espanhol. Não apenas ele. Trata-se de uma luta política global que tem vitimado, uma a uma, as principais lideranças da socialdemocracia mundial. No caso brasileiro, de forma mais explícita devido ao baixíssimo nível dos principais protagonistas políticos, jurídicos e midiáticos envolvidos.

Por uma questão de realismo, para tentar traçar qualquer cenário futuro é importante que sejam consideradas as seguintes premissas:

1. Não se está definitivamente em um estado democrático de direito. Portanto, manifestações de isenção serão a exceção, não a regra.

2.  A pantomima montada pela Lava Jato de Curitiba é a comprovação cabal de que a Procuradoria Geral da República e a Lava Jato são personagens de um enredo maior, cujo objetivo final é liquidar com Lula e o PT.

3. A anulação de Lula exige um aumento dos abusos; e esse aumento dos abusos poderá despertar a consciência jurídica de setores até agora à margem dessa disputa.

4. Por tudo isso, o sub-show de ontem, em Curitiba, não encerra a temporada de caça a Lula e significa uma nova etapa na disputa política. Do mesmo molde que o vazamento das conversas de Dilma e  Lula – que expôs Rodrigo Janot –, e sua condução coercitiva – que expôs a Lava Jato. Agora, obrigará o Judiciário a tomar uma atitude, coibindo o arbítrio, ou rasgar a fantasia e assumir-se definitivamente como poder discricionário.

Peça 2 – a acusação

A peça de acusação leva aos limites da teoria do domínio do fato, comprovando definitivamente a orquestração política, da qual o MPF é peça central.

O que faz ela?

1. Descreve todas as injunções do presidencialismo de coalizão, mostrando que as barganhas são fundamentais para a governabilidade.

2. Depois, lista várias barganhas no governo Lula – entre as quais as diretorias da Petrobras – admitindo que eram essenciais para a governabilidade. Mas… no caso de Lula a barganha serviu para financiar os partidos, para enriquecimento pessoal e para perpetuar o PT no poder. Pouco importa os diversos depoimentos sustentando que barganhas com a Petrobras existem há décadas. E o maior beneficiário pessoal da corrupção foi Lula.

A prova do pudim é provar que Lula enriqueceu com dinheiro ilícito. Bate no tríplex:

Diz a acusação: Lula visitou o tríplex com o presidente da OAS e com dona Marisa. Logo é prova de que é dono do tríplex.

Diz a defesa: dona Marisa tinha cotas do edifício em questão. O tríplex foi oferecido a ela pela OAS. Lula visitou-o com Léo Pinheiro e dona Marisa. Não gostou e não ficou com o imóvel.

Leia também:  O que se sabe sobre a conta na Suíça atribuída à filha de José Serra

Prova do pudim: qualquer documento que comprove que Lula algum dia teve a propriedade do imóvel. A acusação não apresentou nenhum, porque “não temos provas, mas temos a convicção”. A defesa apresentou as provas de que o apartamento tem outro proprietário.

A segunda “acusação” foi a de que a OAS bancou a guarda dos bens que Lula acumulou, enquanto presidente.

Prova do pudim: provar que os bens têm valor monetário para Lula.

Realidade: são bens da Presidência de República sob guarda do ex-Presidente. Portanto, inegociáveis.

A comprovação final seria a investigação das contas do escritório Mossak Fonseca, especializado em lavagem de dinheiro. O tríplex em questão era de alguém com conta em paraiso fiscal montada pelo escritório. Mas, assim que se depararam com uma conta offshore em nome da família Marinho, a Lava Jato interrompeu as investigações sobre a Mossak Fonseca. Nada mais se disse, nada então vazou.

Montaram um edifício retórico em cima de uma estrutura de bambu com requintes de crueldade, ao indiciar dona Marisa. E agora?

Peça 3 – os desdobramentos políticos

O objetivo do carnaval foi influenciar as próximas eleições municipais e preparar a cama para a denúncia de organização criminosa que o PGR está prestes a apresentar ao Supremo.  Mas a  insuficiência da acusação cria um enorme problema para o juiz Sérgio Moro e o TRF4.

O envolvimento do juiz com a acusação – fato que afronta qualquer norma de direito – foi saudado como sinal de profissionalismo, do juiz que sabe o que está acontecendo e impõe mudanças no rumo das investigações, quando considera que não estão bem embasadas.

Moro derrotaria Moro, não aceitando a denúncia? Evidente que não.

A bomba, então, será transferida para o TRF4. O endosso à acusação significará um passo largo em direção ao arbítrio e um tiro no coração do argumento de que Moro jamais foi questionado pelos tribunais superiores por ser dotado de uma técnica jurídica superior.  Jamais foi questionado ou por afinidade política ou por receio do rugir da besta das ruas.

A prova dos 9 será a tramitação dessa denúncia que traz desdobramentos complexos para o nosso Xadrez.

Ela foi atacada pelo PT por razões óbvias; e por blogueiros estreitamente ligados ao Gilmar Mendes e José Serra, por razões sutis. O grupo de Gilmar se valeu da acusação para enfraquecer a Lava Jato, prevenindo eventuais futuras ações contra Serra e Aécio Neves. De um lado, festejam mais uma ofensiva midiática contra Lula. De outro, celebram a fraqueza penal da acusação.

Conseguindo emplacar a tese da mediocridade da peça acusatória – tarefa facilmente demonstrável – se fortalecerá a reação, quando, em um ponto qualquer do futuro, a Lava Jato se dignar a olhar para o PSDB. Saliente-se que a peça é vergonhosa, mesmo.

Mas, por outro lado, poderão prejudicar a estratégia macro, de inabilitação de Lula para 2018. Preso por ter cão; preso por não ter cão.

Leia também:  Cada vez mais candidato e menos juiz, Moro enterra Lava Jato, por Helena Chagas

Como pano de fundo, tem-se movimentos tectônicos na política, com o quadro partidário começando a ser redesenhado após o terremoto.

Peça 4 – o fator PSDB e a frente do golpe

A lógica do xadrez é insuficiente para abarcar as múltiplas possibilidades que se abrem, pelo fato de haver vários atores aliando-se taticamente em um momento, entrando em conflito no momento seguinte, sem nenhuma coerência ideológica, nem histórico de lealdade pessoal. É quebra-pau de saloon de faroeste. O mais bonzinho traiu o melhor amigo no dia seguinte ao da sua nomeação.

A primeira grande confusão são as expectativas de cada ator que se uniu para deflagrar o golpe:

·       A camarilha dos 6, de Temer: apostando em ir além de 2018. Para tanto atuará em duas frentes: evitará medidas que possam ampliar a impopularidade; jogarão para adiar as eleições de 2018, inclusive apostando no endurecimento do regime. E, consequentemente, serão gradativamente deserdadas pelo mercado.

·       Os PSDBs: de Aécio e Alckmin em conflito cada vez maior com a camarilha dos 6 e entre si. Seu principal agente, o Ministro Gilmar Mendes, tem poder de fogo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), podendo se dar por ali o desfecho dos conflitos. José Serra está fora do jogo maior, louco para ser abrigado pelo PMDB de Temer, e também tem Gilmar como aliado.

·       Temer equilibra-se entre os dois grupos. É político menor que se move por sobrevivência política de curto prazo e precisa ser guiado. Antes, o cão-guia era Eduardo Cunha. Agora é Eliseu Padilha e Romero Jucá. Se precisar se apoiar no PSDB, aderirá.

·       O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, começando a se entusiasmar com a possibilidade de ser um substituto de Michel Temer, caso o “Fora Temer” e os conflitos com o PSDB forcem o TSE a impichá-lo também.

·       O PGR Rodrigo Janot, jogando preferencialmente com o PSDB de Aécio Neves, mas tendo como objetivo maior a destruição de Lula e do PT. Adiará o máximo possível qualquer denúncia contra Aécio. É ambicioso e abraça apaixonadamente qualquer causa que lhe garanta poder, mesmo que seja totalmente contrária à paixão anterior.

·       O STF (Supremo Tribunal Federal), preso em suas contradições e temores.

Todas as alternativas abaixo são possíveis, dependendo das circunstâncias do momento:

1.     Uma aliança entre Gilmar-Aécio-Rodrigo Maia-Janot visando impugnar Temer a abrir espaço para um governo do PSDB tendo Maia como presidente, Gilmar atuando junto ao TSE e Janot junto ao STF, tirando da maleta mágica denúncias contra a camarilha.

2.     Uma aliança entre Gilmar-Temer-PSDB-Janot, com recrudescimento político, com o aumento da ofensiva do Ministro da Justiça e do Gabinete de Segurança Institucional com as PMs estaduais em torno da figura do inimigo interno. O PGR ampliaria o exercício do direito penal do inimigo, tentando conferir algum formalismo legal ao jogo e ajudando a dizimar os políticos recalcitrantes.

Leia também:  Constituição assegura autonomia funcional do Ministério Público, não de procuradores

3.     Uma aliança Temer-Serra-Renan, esvaziando a camarilha sem abrir espaço para o PSDB.

Peça 5 – o fator Lula e PT  

É nesse quadro confuso, de um grupo de poder heterogêneo, sem lealdades e sem projeto de poder – a não ser o de leiloar o país – que se entende mais facilmente a ofensiva contra Lula. Depois do vexame de ontem, a Lava Jato virá com outro inquérito secreto, usando o modelo Gilmar Mendes no TSE, pretendendo investigar UMA empresa que contratou UMA palestra de Lula. Repito: UMA. A síndrome do Fiat Elba – que serviu para condenar Fernando Collor – não os abandona.

Nos próximos meses haverá mudança drástica no panorama dos partidos políticos, especialmente os de esquerda, com o PT dizimado pelo “mensalão” e o “petrolão”, e com uma direção incapaz de entender os novos tempos e sem a iniciativa de abrir o partido para a renovação, sequer para o belo think tank representado pelo Instituto Perseu Abramo.

Há dois caminhos possíveis:

1. A manutenção do PT atual, com algum arejamento na direção, ambicionando manter o protagonismo de uma frente de esquerda.

2. A criação de um novo partido, juntando o PT e partidos menores e políticos progressistas ainda aninhados no PMDB, PSB e outros.

O segundo caminho é defendido por lideranças expressivas do PT, como o governador do Piauí Wellington Dias. Seria a maneira de arejar o partido e permitir a montagem de uma grande frente.

Se o PT insistir em se colocar à margem, mantendo a gerontocracia que o governa, e pretender liderar essa frente de esquerdas, será engolido rapidamente por algum novo partido que surgir com esse propósito.

Por isso mesmo, prepare-se para, dentro de algum tempo, conviver possivelmente com uma nova sigla de esquerda.

Em qualquer quadro, a presença política de Lula é componente central: as esquerdas se recompõem sem o PT; mas demorarão muito mais a se recompor sem Lula.

Quem ouviu o discurso de Lula, ontem, saiu com a certeza de que, se o deixarem solto, em pouco tempo arregimentará seguidores para a frente das esquerdas. Por isso mesmo, seria medida de prudência ficar atento aos alertas de Felipe Gonzáles e reforçar a segurança de Lula.

A política ingressa definitivamente em um novo ciclo e Lula é a única liderança nacional sobrevivente desses tempos de terremotos e redes sociais.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

155 comentários

  1. Renovação no PT?

    “…e com uma direção incapaz de entender os novos tempos e sem a iniciativa de abrir o partido para a renovação, sequer para o belo think tank representado pelo Instituto Perseu Abramo.”

    Ontem, o Fernando Morais publicou uma foto do conselho consultivo do PT reunido, exatamente no momento em que a pantomima do power point era apresentada. Olhei para a foto e deu desânimo. Relutei muito em ir hoje ao Hotel Jaraguá, acabei indo, só para constatar somos os mesmos nos lugares de sempre. Um bom começo seria todos da direção nacional, estadual e municipal se demitirem e impor uma cláusula de barreira: ninguém acima de 35 anos, exceto o Lula, presidente de honra, e fim. Sabe quando isso? NUNCA. 

     Fernando Morais – Ontem ·  reunião do conselho consultivo da presidência nacional do pt, hoje de manhã. da esquerda para a direita, no sentido horário: marco aurélio garcia, tião viana, emir sader, fernando morais, eric nepomuceno, rui falcão, lula, raimundinha monteiro, lindbergh farias, wellington dias, ladislaw dowbor, gilberto carvalho e breno altman. minutos antes da chegada da notícia do indiciamento de lula pelo mpf de curitiba. 

    • Não sei se a simples

      Não sei se a simples substituição mudaria alguma coisa; agora, que o partido está caduco… antes da eleição de Dilma em 2010 eu já dava pítaco por aqui: O PT tem que fazer uma revolução cultural, a partir do próprio partido. O que implica substituições, óbviamente.

      O partido envelheceu! Em todos os sentidos.

      • Perdeu a conexão com a juventude

        Basta ir nos eventos. O jovem precisa olhar para o partido e se reconhecer, no mínimo. Vejo isso com muita clareza em todos os eventos de que participo. Exemplo: quem é mais atuante, a JPT ou a UJS? 

  2. “ou rasgar a fantasia e

    “ou rasgar a fantasia e assumir-se definitivamente como poder discricionário.”

    Já rasgou! A pergunta é apenas, se vai se manter no caminho dessa vergonha institucional, ou se se irá corrigir. Como quem manda são as redações atreladas ao Milleniun, sob comando central dos irmãos Marinho… estes nada têm a perder; só a ganhar. Vai continuar.

    “Jamais foi questionado ou por afinidade política ou por receio do rugir da besta das ruas.”

    Dentro do espírito da minha primeira intervenção aqui: A besta só rugirá se os irmãos Marinho comandar. Logo, o temor não é às ruas; o temor é contrariar os irmãos Marinho.

    “(…) e sem a iniciativa de abrir o partido para a renovação, sequer para o belo think tank representado pelo Instituto Perseu Abramo.” Cheque mate!

    O partido estagnou, há tempos, nos 23 por cento. Sinal de que do modo em que está, jamais atingirá a maioria simples, ou pelo menos um terço do eleitorado. Porém, quanto ao Perseu Abramo, concordo; mas só em parte. Pode ser um belo reinício, mas, pra começo de conversa tem que despaulistizar o PT paulista, o mais vigoroso e simbolicamente o núcleo de tudo. O PT de São Paulo tem que romper com a cultura de centro-absolutismo paulista, arrogante, pernóstico até, para projetar São Paulo no país. Incluir o país. O que acho quase impossível.

  3. Muito interessante a análise, Nassif…

    Mas, quando você afirma que: “Agora, obrigará o Judiciário a tomar uma atitude, coibindo o arbítrio, ou rasgar a fantasia e assumir-se definitivamente como poder discricionário,” você tem alguma dúvida de que o judiciário já rasgou a fantasia? De qual judiciário você está falando? Para mim, não é de hoje que o judiciário está afundado até o pescoço no golpe. O judiciário – junto com o congresso nacional – é o Golpe. Com todas as letras.

     

     

  4. Desdobramentos

    Eu acho que há verdades neste artigo, mas também um pouco de exagero. O PT não morrerá.O discurso mais bonito do julgamento foi o de Lindberg Farias que se inspirou em uma obra de Emile Zola cuja frase principal era :J’acuse (eu acuso).  O Senado ficou mudo. Fantástico.Eu tenho este discurso em video e qualquer dia vou trancreve-lo porque ele é belíssimo.O do Requião também foi muito bonito e baseado na história.Claro que Lula é a maior liderança de esquerda, mas temos que formar outras.Haddad é outra figura com futuro e enfrenta uma oposição cruel em São Paulo. Posso estar errada mas acho que o PT vai crescer depois deste acontecimento.Existe o efeito bumerangue…

  5. É preciso renovação

    Ciro Gomes já vem defendendo a reunião das esquerdas em uma frente ampla. Se é verdade que ele tem um temperamento difícl, também é sua inteligência, experiência e conhecimento do mundo político. Enxergo nele uma peça fundamental. Minha chapa dos sonhos seria Lula e Ciro Gomes, não importa a ordem (presidente e vice). Mas a ideia é muito boa. Formando uma frente ampla de esquerda, aderiria e me filiaria a um novo partido, pois enxergo gargalos no PSOL, embora torça e espere por seu crescimento.

    • Você está enganado meu caro

      O Ciro é uma fraude. Até abril desse ano ele foi presidente de uma empresa que apoiou o golpe. Acorda.

  6. Novo partido de centro esquerda

    Nada mais prático do que a campanha eleitoral para prefeitos e vereadores para demonstrar, pelo menos temporariamente, a total inviabilidade de manutenção da marca PT no atual cenário político nacional. Para comprovar é só analisar as estrtégias que candidatos do partido e coligações, utilizam para disfarçar ou suavizar a marca PT, seja sumindo com a estrela, seja utilizando-a estilizada, valendo também para a utilização da característica cor vermelha.

    Mesmo assim, tudo indica que o desempenho dos candidatos está sofrendo o impacto da rejeição atual à marca PT.

    Portando, este pode ser mais um argumento, no sentido defendido pelo Nassif, da necessidade da reivenção do PT ou de uma frente de esquerda.

    Que venha o novo!

    Para contrapor-se a esta horda de trogloditas e entreguistas, saídos de um armário de filme de terror e que pretendem dilapidar o País.

    Nós PODEMOS!

     

  7. Não é preciso lembrar que o

    Felipe Gonzáles alertou Lula. Eu venho há muito tempo alertando o Lula e o PT para que ambos acordem porque a casa grande nunca esteve não de pé como agora. Os meus alertas nunca surtiram efeitos porque o Lula e o PT sempre subestimaram a casa grande acreditando na conciliação de classes. quero reforçar aqui para que o Lula cuide muito bem da sua segurança e de sua família. É bom lembrar que até pouco tempo o Lula acreditava que a lava jato era uma iniciativa séria e em seguida eu alertei. Vou repetir: boa parte da esquerda é muito infantil. É por isso que estamos nesse caos.

     

  8. Eu tenho a impressão que com

    Eu tenho a impressão que com o Lula eles irão atacar o PT , sem o Lula eles não darão bola para o PT. Por isso que uma greve geral, com ocupações pontuais em fábricas, só para dar vivisibilidade ao movimento de massas, e  movimentos de rua darão  a tônica nesses novos tempos o PT está e estará a reboque. O que importa é o avanço das esquerdads e os democratas.( incliui um burguesia nacionalistas e boa parte das forças armadas que estão sendo humilhadas pelos neoliberais- parece que não tem sangue nas veias) 

    • OS Nacionalistas das forças

      OS Nacionalistas das forças armadas são que nem caviar… nunca vi, nem comi, só ouço falar…

      Sempre somem nos momentos chaves… os patifes entreguistas são sempre audaciosos e estão sempre a frente…

      Na crise atual, os nacionalistas não deram as caras até agora…

  9. O PT tem que abrir espaço pro movimento negro
    A esquerda anti-petista é uma esquerda branca, nunca fizeram parte do Povo. Se resumem em universitários e professores de classe média, sempre usaram genocídio do povo negro e violência policial como aproveitamento político.
    Existe uma série de lideranças do movimento negro que tem surgido dentro do PT ou apoiando o partido, e a direção nacional e o próprio Lula não perceberam isso até agora.

    • Espero que não esteja falando

      Espero que não esteja falando das vertentes pós-modernas do movimento negro, mas preocupados com apropriação cultural, com Brancxs usando turbantes, palmitagem do que com a violência sofrida pelo negro na periferia…

  10. Nassif, você acha que essa

    Nassif, você acha que essa denúncia  foi “precipitada”  para desviar o foco do Cunha e do Temer§

  11. A força tarefa da lava-jato

    A força tarefa da lava-jato jogou sua grande cartada e colocou sua atuação no âmbito mais político que jurídico, pois sabe que neste campo pode acuar juízes de todas as instâncias e corregedorias do MP e CNJ. Ao colocar esses personagens na parede, cercado por uma turba sedenta, poderá mais facilmente obter as condenações, na lógica de apresentar um preço inicial alto, para ir reduzindo até um ponto satisfatório. Atualmente eles sabem que a image e credibilidade do MPF tem baixíssimo valor de mercado. Por isso, alguns abusos são necessários pelo bem maior. E a consciência jurídica não vai ir muito longe contra a turba. 

    A tese central da lava jato já foi demonstrada, Lula é a nascente e a foz de todas as frentes corruptas dos últimos anos no Brasil. Mesmo que o PMDB seja incluído como alvo, terá papel secundário na tese novelesca montada com base no lulocentrismo. O PMDB vai ganhar papel de coadjuvante como tem o PP. Querem reeditar o julgamento do mensalão incluindo Lula, mas ficam satisfeitos em tirá-lo da eleição de 2018. Toda a artilharia da lava jato será voltada para o PT e isso vai esvaziar a organização da mobilização contra o golpe e por eleições imediatas, e prejudicará mais ainda o PT nas eleições municipais. Nesse sentido, auxilia Temer a navegar em água mais tranquilas. Em muitas ocasiões a lava jato pode afirmar que não avança sobre o PMDB porque isso está a cargo do STF e Janot. 

    Assim, as peças centrais desse novo cenário são Gilmar e Janot. Gilmar é a cartada de emergência do PSDB ou de Serra, seja para cassar Temer, seja para bloquear avanços investigatórios, seja para desviar o foco. Janot é quem vai dizer o alvo, PMDB ou PSDB ou os dois. A relação e a governabilidade entre PMDB e PSDB dependerá da artilharia de Jonot e da atuação de Gilmar. Daí teremos o ritmo e direção dos escândalos. Em resposta aos abusos da lava jato, Janot agirá com maior cuidado, mostrando que os abusos ficaram para traz e que podemos fazer vista grosso para o passado, diante de um futuro equilibrado. 

    Temer tende a ficar cada vez mais encurralado por possíveis pressões vindas de todos os lados: das reformas, das ruas, dos empresários, do Janot, do PSDB, de Serra, do próprio PMDB e de Cunha. Do mesmo jeito, a esquerda ficará dispersa, atuando em várias frentes, seja para defender Lula, contra as reformas, pelo fora Temer, contra o golpe, por eleições imediatas e por uma reorganização para 2018. Nesse cenário o PSDB tem uma grande oportunidade pela frente, que dependerá, é claro, da atuação de Janot, das reformas e do sucesso ou não da reorganização da esquerda.

    Um Janot que atuem contra o PMDB poderá dar pequenos suprimentos de oxigênio para o fora Temer ou vice-versa, a força do fora Temer pode motivar o Janot.  A depender da força deste movimento, o PSDB pode dar o golpe dentro do golpe e obter a presidência.  Se for alvo do Janot, o PSDB pode articular com o PMDB o esvaziamento das investigações, tendo em vista a anulação do PT já realizada pela república de Curitiba. 

    A muita coisa em aberto e muita arbitrariedade a solta. 

  12. vc é divertido, caro Luis Nassif

    Vc é uma pessoa divertida e anima bem seus leitores, entre os quais me incluo, Nassif. Foi um grande jornalista investigativo de economia, negócios e até política, no tempo da ditadura militar. É muito inteligente. Naquela época,. pesquisava de fontes primárias e secundárias, em bibliografias importantes, e arquivos, sobre os tems a que se dedicava, veiricando realmente conexões importantes. Hoje é um roteirista também importante  de ficção cientítica e ficção dramática. Com certeza, tem muita criatividade e imaginação. Mas mesmo com toda a sua criatividade, Lula e o PT nunca foram social democratas e a social democracia nunca esteve no radar da conspiração megalomaníaca internacional que vc descortina. Até porque,  a social democracia  é parceira da nova geopolítica global, que nc não consegue entender. Lula e o PT é que resolverem criar uma nova cortina de ferro na América do Sul – e com todos os vícios e perversões decorrentes desta opção. Esta realidade  sim, daria uma tradução para boa ficção novelística de série de televisão e cinema , que venderia muito. Que vc com sua enorme criatividade poderia escrever. Se vc conseguissse entender…

    Um abraço,

    Rosem

  13. Assassinar o Lula seria a
    Assassinar o Lula seria a cagada do século capaz de – aí sim – criar instantaneamente um martir que agregaria forças com poder revolucionário.

    Se tal palpite digno de um asno fosse dito por qualquer um, menos um ex-presidente espanhol, diriam que é justamente o palpite de um asno. Mas como foi um ex presidente espanhol quem disse…

    O PT é há décadas uma patotinha de paulistas que teve a chance de transformar esse país como NUNCA ANTES nenhum outro teve as mesmas chances historicas mas que preferiu – sob aplausos euforicos dos Ufanistas – o cálculo raso, ordinário, mesquinho.

    Hoje os mesmos Ufanistas euforicos não aproveitam a oportunidade de fazer o que mais seria importante: aprender.

    Ao invés disso prescreve-se mais do mesmo, o Lula e sua verborragia barata, superficial, tola, insossa, EGOLATRA.

    Em tempo: o Lula não será JAMAIS o cara agregador da esquerda porque é – definitivamente – o próprio egolatra, o autoreverente, narciso.

    O eu fiz, eu sou..

    Incrível como não veem

    • assasinar Lula

      O PT aprendeu muito com todas as limitações. Tem gente que parece ser superior e se dá ao luxo dae falar baboseiras em um espaço privilegiado como este. O PT com todos os erros,fez o que podia fazer. Com a direita que nos temos, com as coalizões possíveis, o PT fez mais do que podia. O golpe é uma prova disso. Aprenda sabidos: O Poder não está dentro das instituições. Nem no Exército, que é apenas uma ferramente. O mais feroz oficial se caga todo diante de um grande empresário, que quando decidem não se importam com leis, autoridades ou qualquer dessas baboseiras institucionais, que só funcionam enquanto os interesses maiores das elites não se sentem em riscos. Os agentes públicos se curvam a força físicae economica do setor privado. Se um desses empresários que manejam o Golpe resolver o Moro vai prá vala com Eduado Cunha e Malafai e ainda colocam a culpa no PT. Alias, como vai a investigação da morte do candidato Eduardo Campos? E do helicópetero de 400 kilos de cocaína.?

    • Mas e se parecer morte natural?

      Concordo que um assassinato seria um baita tiro no pé do golpe.

      Mas e se por acaso parecer morte natural ou acidente?

      Afinal, Jango foi vítima de um ataque cardíaco apenas, não é verdade? Juscelino sofreu um acidente de carro, não é mesmo? Mais recentemente temos o caso de Hugo Chávez. Ah sim, ele teve uma morte natural, vítima de um câncer na região pélvica… How convenient…

      Isso para citar apenas os casos que me vieram à mente agora.

      Para alguns isso pode soar como devaneio ou teoria da conspiração, mas como não preciso zelar pela minha reputação, posso me dar ao luxo de especular.

      Por isso, penso que o Nassif esteja certíssimo em relembrar o alerta feito pelo ex-presidente espanhol Felipe Gonzáles. E espero que Lula esteja atento a essa possibilidade, e zelando por sua saúde e integridade física. 

      Mesmo que a camarilha dos 6 não tenha a sofisticação necessária para planejar algo sutil desse jeito, os principais beneficiários do golpe a têm de sobra.

    • Assassinar?

      Não, assassinar não.

      Mas acidentes acontecem, não é?

      Aviões caem, carros colidem, essas coisas…

      Até doenças podem sobrevir.

      Muita cautela e caldo de galinha nessa hora.

      • O golpe perfeito é imobilizar
        O golpe perfeito é imobilizar a vítima sufocando-a até sucumbir.

        A morte do Lula seja lá de que forma – até a natural – é sem dúvida o PIOR cenário para seus opositores.

        Vou repetir até cansar:

        O próprio Sr. Luís Inácio cavou sua cova POLÍTICA devido a gritante inepcia na condução do governo.

        Nem ele nem os muitos ufanistas JAMAIS entenderão o imenso tamanho da força que possui um Presidente sulamericano.

        Não tenho nem consigo ter do ególatra um misero pingo de dó, mas dos milhões que ele deixou descobertos.

        Ele é sem a menor sombra de dúvida o maior responsável pela tragédia bíblica que nos acomete.

        Durante o vento de popa que impulsionou o país ele foi um estadista genial, para os ufanistas.

        Agora que o vento é de proa ele é um coitado de uma vítima.

        Ledo e horrível engano.

        Nosso pesadelo começa não agora, mas em 2002 quando ele e seu bando incompetente trava e bloqueia inúmeras reformas estruturais.

        Mas já não me surpreendo. O juízo crítico inclusive de quem na teoria pode ser robusto e sofisticado é sofrível.

        Basta ver que a fabulosa tese da governabilidade ninguém fala mais dela. A mesma governabilidade que nos levou a uma situação ingovernavel.

        Rsssss.

        Acordem, se é que ainda nos resta tempo.

  14. As esquerdas precisam se unir

    As esquerdas precisam se unir imediatamente, deixando qualquer questão que pareça vagamente secundária de lado. A união deve ser o objetivo máximo. Não é tempo para teorizações inócuas. O centro democrático e progressista também é bem-vindo e pode integrar essa frente. E aí, grandes mulheres e homens públicos brasileiros, nas mais diversas áreas, vamos nos mexer? Ou vamos deixar de graça mesmo? E Lula deve, sem sombra de dúvidas, reforçar sua segurança pessoal. Lembremos da nossa história e dos “acidentes” que vitimaram tantas pessoas e ex-presidentes.

    Eles não vão medir esforços para acabar com qualquer projeto social-democrata. O pano de fundo se dá no contexto da sobrevivência do neoliberalismo e alinhamento aos interesses norte-americanos, com perspectivas de longo prazo. Não irão medir esforços para isso e não se espere qualquer tipo de ética nesse jogo. Não há valores que vão barrar os seus interesses. Democracia, direitos individuais consolidados, a vida do trabalhador, tudo isso vai ser pisado, e isso se o fascismo realmente não começar a comer pelas beiradas. Vivemos tempos em que é preciso determinação e união. 

  15. Ativos e passivos de Rodrigo Maia: que quadra da Historia!

    >>   O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, começando a se entusiasmar com a possibilidade de ser um substituto de Michel Temer, caso o “Fora Temer” e os conflitos com o PSDB forcem o TSE a impichá-lo também.

    Gente do Ceu…

    Que quadra nos vivemos!

    Deserto de lideres mesmo.

    “Rodrigo Maia Presidente em potencial”… o cara que teve 3% (!!) de votos para prefeito do Rio. E cujo padrinho, o pai, ha anos nao se elege mais que vereador da cidade.

    Fosse apenas isso…

    Assisti à sessao de cassaçao do Cunha.

    Reforcei a pessima impressao que ja tinha de Maia.

    Alem de nao existir eleitoralmente, Maia eh, diferentemente do pai, fraquissimo tecnicamente, tem pessima oratoria (truncada… e fala ate girias presidindo a sessao!) e zero carisma.

    A nao ser que ele seja um genio da “politica dos corredores e gabinetes” como Eduardo Cunha, nao entendo nem o que o sujeito faz onde esta atualmente.

    Imagina no Planalto!

    Bom… ele tem mais um “ativo/passivo”: o sograo, Wellington Moreira Franco.

    E mais um que nao sei se vale hoje ainda: laços de sangue com os “Maia” do RN, como o inacreditavel Agripino “Maia”.

    Repito:

    Que quadra!!

    • Para entender como um Rodrigo

      Para entender como um Rodrigo Maia está onde está, basta vermos que temos como “presidente” um Michel Temer.

      Resumindo, impossível entender, apenas devemos nos indignar.

      Creio que se continuar essa sequência de bizarrices, ainda veremos a ações de algum ou alguns Gavrilos Princips.

  16. PT paulista

    O PT tem que deixar de ser “paulistacentrico” e incorporar pessoas de todo o Brasil.

    Lembrem que TODOS os problemas que o PT enfrentou envolveram o PT de São Paulo. 

    Também,  por estratégia.  SP tem a maior rejeição ao PT e os agora trouxinhas continuam lendo a Veja. Melhor investir em outros locais.

  17. Se Lula for assassinado, aí a

    Se Lula for assassinado, aí a elite abaixo de zero desse país completará o único item que até hoje não fez ao nosso pobre país (pois já apoiou ditadura e loucos como Jânio e Collor ) = iniciar uma guerra civil aqui. 

  18. Ja esta passando da hora de

    Ja esta passando da hora de se agir organizadamente uma vez que o futuro do PT é bastante incetto e , a meu ver, ele se transformará num novo DEM a partir das eleiçoes municipais deste ano. Assim, é necessário:

    1. criar um partido que englobe todas as tenencias de esquerda ao estilo do MDB dos tempos da ditadura eis que as mudanças

    em curso na legislação eleitoral buscam inviabilizar  as´pequenas agremiações partidarias. Assim, PSOL, PCB, PC do B, PT e outras agremiações deveriam criar um novo partido, inclsuive, com outros politicos como o proprio requiao, Ciro, a Katia Abreu, enfim, gente que ainda pensa no Brasil como um pais livre;

     

    2. os sindicatos devem organizar rapidamente a primeira greve geral do pais ( afinal o golpista quer unir o pais e nada melhor do que unir o pais contra ele..) de modo  que cada categoria atinja o ponto fraco de seu setor: paralisar todos os tipos de transporte (onibus, metro, aviação, taxi, uber, bicicleta, motos, etc); o setor bancario poderia centrar esforços , nao em agencias,

    mas na area de redes de computação, na abertura e no fechamento de seus sitemas nacionais e causaria grandes prejuizos;

    as empresas de terceirização emonstrando que elas poderiam parar o pais de forma a desestimular a area empresarial  de querer terceirizar tudo como esta ocorrendo, enfim, agir coletiva e eficientemente de modo a causar prejuizos economicos aos detentores o capital;

    3.este terceiro topico diz respeito a organizar a “brriga de rua” onde se busca atingir o maior e mais forte integrante do grupo:

    funcionaria de orma a desestimular a realização de proganda na rede golpista de televisao atcando seus anunciante: no sabado

    se atuaria nos supermercados desestimulando a compra de refrigerantes coca cola e  diminuindo a audiencia do jornal nacional;

    na quarta feira  se atacaria o f utebol do campeonato brasileiro das 22:00h e se tentaria impedir aquisições de veiculos chevrolet; na quinta se atacaria o adnight e a aquisição de telefonias da vivo ou ou qualquer, e se deveria prosseguir com isto ao longo de todo o mes para ver ate quando as empresas suportariam o boicote

    4.por fim, para as eleiços daqui a 2 semanas, a sugestao éque alguem quem entenda de computação que edite uma folha A4

    contendo, de um lado, propganda a favor dos partidos e candidatos leglis e, de outro, propaganda contra os partidos e candidatos golpista citando os numeros dos partidos, seus emblemas, suas cores, seus nomes  de modo a reproduzi-los em casa e  distribui-los massivamente em todos os lugares. Ate se poderia sugerir aos partidos legalistas que explorem esta vertente ainda nos programas eleitorais porque a esta altura a reclamação aos TREs demoraria bastante e teria de se dar

    em relaçao a cada partido legalista. 

  19. O artigo delineia o que
    O artigo delineia o que ocorre em todos os golpes.

    1 – poder judiciário agindo acuado, com decisões sem fundamentos, sentenças descabidas

    2 – guerras fratricidas internas no legislativo executivo e demais instituições

    3 – reorganização da base da sociedade

    4 – a intolerância entre os grupos aumenta

    5 – os grupos vão às ruas

    6 – a acaemia ccomeça a se manifestar

    7 – docentes e decentes aderem às ruas

    8 – a violência da repressão aumenta

    9 – a mídia internacional dissemina a desorganização política e a violência da Estado

    10 – a mídia tradicional brasileira muda de lado.

    11 – os usurpadores não têm como manter o golpe.

    • O problema é quanto tempo

      O problema é quanto tempo levaremos para chegar nas fase 10/11.

      Da última vez levamos 21 anos….

  20. Xadrez enviesado

    Este xadrez está complexo e um pouco desconexo

    Peça 1 – A luta política global

    Embora o nome da peça nos remeta para política global, o principal que aqui se destaca é: “Agora, obrigará o Judiciário a tomar uma atitude, coibindo o arbítrio, ou rasgar a fantasia e assumir-se definitivamente como poder discricionário”.

    Peça 2 – A acusação

    Dois assuntos para destaque:

    “não temos provas, mas temos a convicção” – Nada neste mundo faria a uma pessoa, ou alguma instituição, ou até grupo organizado, emitir este tipo de opinião se não tivesse algo ou alguém muito poderoso por trás (do tamanho de uma frota dos EUA nas costas do Brasil, como foi em 64 e também no Chile de 73). Quem se arrisca para a plateia e a TV, para dizer algo assim, somente o faria se tivesse apoio explícito de instancia superior, mesmo que isso seja oculto e em conversas paralelas (do tipo: Vai enfrente que a gente te dá apoio!). Foram vários procuradores, de modo que não é apenas um gesto de loucura de algum meritocrático isolado, mas sim com a convicção de que tem algo superior e forte dando suporte. Num Power Point qualquer apareceria então o nome EUA no centro da figura onde tudo converge.

    “conta offshore em nome da família Marinho, a Lava Jato interrompeu as investigações sobre a Mossak Fonseca” – Está mais do que claro que a Globo está por trás (com suporte global). Depois da declaração do Cunha envolvendo a Globo, esta rapidamente reagiu com noticia bomba e deixou o Cunha no esquecimento momentâneo. Entendemos assim a “oportunidade” em que a declaração bomba dos meritocráticos foi feita: acabando o prazo de validade da força-tarefa, eleições municipais, a manobra de mágica para desaparecer com Cunha das manchetes.

    Mas, faltou o mais importante. Junto com as motivações acima, o poder que está no centro do meu Power Point (EUA) faz uma jogada de interromper tudo, de queimar o filme da lava-jato, cortando as cordas que asseguravam no porto o barco infestado com peste, como foi o que fizeram com o mensalão tucano, depois de concluir a destruição parcial do PT, mas que mesmo assim eles não conseguiram ganhar do PT nas urnas, motivando também a saída de cena do bobo útil da época, o ministro Barbosa.

    Eu concluiria nesta jogada do xadrez (esta peça 2), de que existe organização global e direcionada para este golpe e nessa tecla as forças populares devem focar, pois não adianta brigar com peão de xadrez sem estar de olho na rainha.

    Peça 3 – os desdobramentos políticos

    Apenas o balanço parcial depois da jogada. Tucanos ficam com vacina para futuras investigações contra eles (que de qualquer modo parece que nunca ocorreriam mesmo).

     

    Peça 4 – o fator PSDB e a frente do golpe

    Não acho que tenha havido quebra-pau de saloon de faroeste. Há algo ou alguém coordenando tudo isso. Este é uma das peças mais fracas deste post.

    O Temer e grupo apenas querem ser salvos da “sangria”. Eles sabem que o poder não é deles, mas de quem comanda este golpe e, por tanto, sabem que o poder “legítimo” golpista é do PSDB e apenas guardam a casa para entregar intacta aos tucanos que seguirão, da forma como foi feito o revezamento Collor – Itamar – FHC.

    Peça 5 – o fator Lula e PT  

    Peça importante, mas jogada muito equivocadamente pelo Nassif. Justamente esta luta e esta sensação de injustiça é que tornará grande o PT, no futuro. Assim como equivocadamente alguns pediam a Dilma para renunciar, agora querem sugerir o mesmo ao PT. Seria o pior erro, de reconhecer culpa, de guardar o rabo entre as pernas e mudar de nome. Que cois mais absurda! Nestas últimas manifestações, onde vou de vermelho junto com a minha mulher, vejo muita gente de vermelho e do PT, orgulhosas e ativas.

    O PT terá em breve eleições e daí virá a renovação, da parte das novas gerações, mantendo o seu passado glorioso e a lembrança dos seus líderes. O que Nassif aqui sugere é tudo o contrário, do afundamento da bandeira dos seus velhos lideres, arrastando com eles toda a juventude que hoje está retomando os sonhos dos anos 90.

    Nova sigla? Já há 37 no Brasil.

    O PT vive! viva o PT! Haverá renovação, companheiros presos, prestigio aranhado. Mas, estão as obras e os sonhos de uma nova juventude que emerge. Ainda, teremos o Lula junto.

  21. “MARÍLIA PÊRA TESTEMUNHA EM FAVOR DE LULA”

    Post que escrevi ontem à noite, com as reflexões que a entrevista de Lula me trouxe.

    Introduçao que mandei para amigo:

    “Esse post é um tiquinho ‘mais esquisito’ que o meu habitual. rs
    Mas, de uma forma estranha, dadas as circunstancias, gostei de escreve-lo.
    A narrativa fluiu.
    Foi “a minha verdade”.
    Nao tive que “martela-la”, como o MPF.
    Se estivesse na grecia, ia dizer que as musas me visitaram aqui.
    Bem… uma visitou mesmo: é barbuda, tem voz rouca e fala bem como ninguem. Quase um “sapo”, digamos assim…”

    Nao pude deixar de lembrar tb da cronica que o Nassif escreveu quando Marilia faleceu – cronica que emocionou seu marido, que ficou por aqui (que bola dentro!)

    *

    >> Marília Pêra testemunha a verdade de Lula: “convicção” mais “prova”, por Romulus

     

     ROMULUS

     QUI, 15/09/2016 – 22:31

     ATUALIZADO EM 16/09/2016 – 02:40

    Marília Pêra testemunha a verdade de Lula: “convicção” mais “prova”

    – Eis ‘o’ vídeo – nada – aleatório do dia: a coletiva de Lula à imprensa nacional e estrangeira.

    – E com o comentário de ninguém menos que…

    – …Marília Pêra!

    – Mas como assim?! Calma aí que eu explico tudo aí embaixo. E mais: diferentemente da Lava a Jato, eu provo!

    – O glossário para se achar no meio desse redemoinho: a “grande” vs. a “pequena” política. As “ondas de opinião” vs. as “correntes de ideias”. Os “surfistinhas” vs. os “herdeiros de Netuno”.

    – A diferença entre o “mito”, lá da Grécia, e o “santo”, daqui de Roma. “Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”… quem faz – ou quer fazer – confusão entre os dois é o MPF… e a direita! Ou seriam os dois – MPF e direita – a mesma coisa?

    – No final, mais um bônus com o Lula. Lula mais quem?

    – O Nassif, ora! 

    – Juntos?! Pois sim! Vambora…

    LEIA MAIS »

    Vídeos

    (i) A fala de Lula sobre a denúncia do MPF; e (ii) o testemunho de Marília Pêra em favor de Lula, em “Jogo de Cena”, de Eduardo Coutinho. “Convicção” + “Prova”, Dellagnol. Tome nota…

     

  22. “MAS COMO FOI QUE CHEGAMOS AQUI”?!

    Essa é a segunda parte, independente, do post de ontem.

    Essa segunda parte é “censura livre para todas as idades”, diferentemente do título e da primeira parte do post de ontem, “safadinho”/”provocação”. rs

    Como de habito, devo desagradar a todos os lados e apanhar de todo mundo. Faz mal nao… eu gosto assim mesmo. (S&M?)

    *

    >> Os “culpados” por “isso tudo que está aí…”, por Romulus

     

     ROMULUS

     SEX, 16/09/2016 – 03:21

     ATUALIZADO EM 16/09/2016 – 03:24

    Vamos falar de “conjunto da obra”? Pode vir quente que eu estou fervendo! E sem medo de dar nome aos bois: os “culpados” por “isso tudo que está aí…”

    Por Romulus

    Como já disse por aqui, uma obsessão minha é o desenho institucional do Estado. Especulo sempre sobre a sintonia fina que o torne mais funcional, estável e que permita o desenvolvimento e a inclusão. Idealmente, esse desenho deve ser “à prova de idiotas” – foolproof, como dizem os gringos – que eventualmente ocupem os cargos no topo dessa estrutura.

    Em geral isso cabe aos famosos “freios e contrapesos” e à tomada de decisões em colegiado.

    Tudo isso está de alguma forma no desenho institucional da Constituição de 1988 e no nosso acquis político-institucional infraconstitucional.

    Sim, está lá… mas foi pouco! Definitivamente não somos foolproof.

     

    LEIA MAIS »

     

     

  23. Alekhine!

    A série xadrez do Nassif cada vez mais aproxima-se do estilo do genial campeão mundial que derrotou o cristalino ‘Capa’!

    Somente Alekhine tinha condições de conduzir aquelas estrategias que abrangiam todo o tabuleiro, erguendo imensas catedrais! Isso dito por Robert James Fischer!

    Não vejo hoje no Brasil NINGUÉM capaz de tal feito!

    O legado da presidenta foi absolutamente destrutivo na economia e na politica, como ela profetizou ‘não ficacará pedra sobre pedra’. Ela já foi…e o resto?

    Nossa primavera, iniciada em junho de 2013, não teve um tiro, mas está sendo suficiente para liquidar tudo que foi construido em decadas! A ‘corrupção’ está sendo varrida das entranhas do poder, com a desinteressada ajuda do nosso irmão do norte!

    É bom torcer para que o Presidente ‘golpista’ consiga ir até 2018, de outra forma teremos um futuro bem incerto e fechado!

  24. Vejo que a blindagem ao PSDB

    Vejo que a blindagem ao PSDB ja aguentou o que tinha que aguentar. 

    O PSDB em seu jogo de tocar fogo e depois se fingir de santo já não convence. O PSDB quer que Temer e PMDB fiquem com o onus pelo fim da democracia e  pela perda de direitos trabalhistas e previdenciários. Ficaria livre dessas acusações na campanha politica, com apoio da Midia. Sem contar que o PSDB blindado pelo judiciário mantém os outros partidos ameaçados. Talvez venha daí a união de forças para impedir Gilmar e desmoralizar Janot e Moro. 

    Temer parece ter entendido o jogo e se tomar atitudes antipopulares mina seu proprio caminho ainda mais . A privatização e a perda de direitos é ideologia do PSDB. Temer estaria fazendo o serviço sujo do PSDB. 

    O PMDB é muro..Tem o vício de comer pelas beiradas mas sempre se manter junto ao comando. 

    A ofensiva agora de partidos politicos deve ser em cima do PSDB para acabar com a blindagem e equilibrar o jogo. 

  25. o problema das esquerdas é o

    o problema das esquerdas é o jogo de vaidades. Hoje a esquerda brasileira está na lona, a ÚNICA maneira de sobreviver é se unindo em uma frente ampla. 

     

    Veja em SP por exemplo: passou da hora de a Erundina (a quem admiro profundamente) abdicar a candidatura em prol do Haddad. É isso ou aguentar Marta x Doria no segundo turno.

     

    A nivel nacional é a mesma coisa. Ciro é a bola da vez, pouco importa se tem vulnerabilidades. Ou sentam-se Ciro, Lula e PSOL pra uma frente ampla ou a vaca enfia a última pata no brejo.

     

    Mas, em se tratando de esquerda, dificilmente ocorrerá. Como diria o Mino, no Brasil concilação só das elites.

    • Se isso acontecer, aquele que

      Se isso acontecer, aquele que não usa maiúsculas ficará indignado. O que nos salvará, segundo ele, só a revolução socialista. Ainda que não existam as condições necessárias para isto, e que sejamos, os democratas, totalmente massacrados pelos exércitos do Império. 

      Às vezes me pergunto se esses estrategistas e ideólogos políticos pensam, em algum momento, na vida das pessoas comuns. Se deixam de lado o “livrinho”, e percebem que o mundo que temos hoje é completamente diferente daquele que existia no fim do século dezenove e inicio do século vinte. 

  26. o seguro morreu de velho ou de vaidade

    Nassif, acredito que o vaidoso juiz do PSDB-EUA pode condenar Lula mesmo sendo por pouco tempo de detenção devido ao conjuto probatório pífio, porém, paradoxalmente, o patrimônio ideológico do ex-presidente aumentará. Quanto ao golpe no golpe, a expectativa é saber se o Interino vai renúnciar e evitar o golpe ou vai confiar na inanição de seus processos judiciais (Bah!). Se continuar como tá os tucanos assumem 100% o controle do governo só até 2018 com apoio da grande mídia, porque esta não vê a hora da lei de telecomunicações mudar a fim de encontrarem utópicamente a tão desejada sociedade com empresas estrangeiras. Por essa análise, o Brasil, na próxima década, rejuvenescerá por conta do que nc deixou de ser ou porque o seguro morreu de velho.

  27. Xadrez dos desdobramentos do Power Point

    na sua suprema arrogância o alto comando pressupôs que o xadrez do golpe era jogo jogado.

    com o baixíssimo índice de popularidade do governo Dilma, a política do “quanto pior melhor” destruindo a economia, a maciça campanha de criminalização de Lula e do PT e a horda de bestializados vociferando nas ruas o golpeachment seria tão fácil e tranqüilo quanto um passeio em Miami.

    mas com suas reviravoltas a História, esta velha topeira, sempre deixa atônito os prepotentes.

    agora já não sabem como debelar o incêndio que eles mesmos iniciaram.

    enquanto as famiglias prosseguem em sua guerra pelo botim da Democracia brasileira, o lulismo insiste em sua súplica por um acordo impossível. em meio aos escombros do Estado Democrático de Direito, não haverá nenhuma pacificação, nenhuma travessia em meio a cidadãos em revolta.

    aquele Brasil da política binária, reduzida a uma simplista e ilusória oposição entre PT x PSDB, lulismo x anti-lulismo, este Brasil acabou. não haverá retorno do exílio no qual nos encontramos.

    portanto, nenhum acordo é possível nas bases anteriores. estamos num Brasil multipolar, com as diversas gangues patrimonialistas, associadas aos mega interesses transnacionais, disputam a hegemonia.

    e este é ainda um jogo indefinido. e neste jogo o povo sem medo se credenciou como um dos vetores atuantes.

    se após seu afastamento Dilma renasceu, Lula teima em ser o palatável personagem que criou para ser tolerado nos pactos palacianos. um personagem que nunca foi completamente digerido pela plutocracia. e que agora tentam expelir definitivamente do jogo.

    por toda parte as chamas se erguem. a capilarização da resistência ao golpe se estendeu por todo o Brasil.

    a fratura exposta entre o poder instituinte e os poderes constituídos é irreparável. o poder soberano do povo a ele deve voltar. este é o obrigatório e inadiável passo inicial para a superação do impasse de uma governabilidade inalcançável, nem agora e muito menos em 2018.

    também o PT, precocemente senil, se recusa a rejuvenescer. um partido de anciões paulistanos. a contra-face exata de “São Paulo Ltda.” tentando dar sobrevida a um Brasil unipolar no qual já não cabe a complexidade do tecido social do país.

    o PT paulistano não abre mão de sua hegemonia falida, recusando-se a passar o bastão para os estados nos quais as bases do lulismo atualmente estão: o Nordeste. no que seria iniciar no âmbito interno do próprio PT, o resgate do imenso débito que o país tem com a questão regional.

    com as chamas cada vez mais altas, sem que ninguém saiba como controlá-las, serão agora as labaredas da luta de classes que incendiarão o Brasil.

    .

    • “na sua suprema arrogância o

      “na sua suprema arrogância o alto comando pressupôs que o xadrez do golpe era jogo jogado.

      com o baixíssimo índice de popularidade do governo Dilma, a política do “quanto pior melhor”destruindo a economia, a maciça campanha de criminalização de Lula e do PT e a horda de bestializados vociferando nas ruas o golpeachment seria tão fácil e tranqüilo quanto um passeio em Miami.

      mas com suas reviravoltas a História, esta velha topeira, sempre deixa atônito os prepotentes.

      agora já não sabem como debelar o incêndio que eles mesmos iniciaram.”

       

      O golpe talvez não seja o passeio que eles pensavam, mas estou longe de ver um incêndio anti-golpist…

       

      “enquanto as famiglias prosseguem em sua guerra pelo botim da Democracia brasileira, o lulismo insiste em sua súplica por um acordo impossível. em meio aos escombros do Estado Democrático de Direito, não haverá nenhuma pacificação, nenhuma travessia em meio a cidadãos em revolta.”

       

      Isso eu concordo completamente. Inclusive, só me apego a liderança de Lula por falta de outra… Lula não é um líder para os tempos atuais. Lula é líder para tempos menos polarizados. O problema é que líderes não aparecem de uma hora para outra… até aparecer o líder para esses tempos, o país já terá sido espoliado e já estaremos há uns bons anos mergulhados numa ditadura.

       

      “aquele Brasil da política binária, reduzida a uma simplista e ilusória oposição entre PT x PSDB, lulismo x anti-lulismo, este Brasil acabou. não haverá retorno do exílio no qual nos encontramos.

      portanto, nenhum acordo é possível nas bases anteriores. estamos num Brasil multipolar, com as diversas gangues patrimonialistas, associadas aos mega interesses transnacionais, disputam a hegemonia.

      e este é ainda um jogo indefinido. e neste jogo o povo sem medo se credenciou como um dos vetores atuantes.”

      Sim, eu vejo as gangues disputando a hegemonia entre si… e a esquerda nem faz cosquinha nelas… se a esquerda ameaçar a gracinha, a gangue se junta de novo, dá uma bordoada na esquerda e volta a se dividir… A vitória da direita no curto-médio prazo já está praticamente definida. O que falta é saber qual deles será o vencedor…

      “se após seu afastamento Dilma renasceu, Lula teima em ser o palatável personagem que criou para ser tolerado nos pactos palacianos. um personagem que nunca foi completamente digerido pela plutocracia. e que agora tentam expelir definitivamente do jogo.”

      Não vejo esse renascimento de Dilma não… ela foi um golfinho, fez uma gracinha semana da votação, e depois submergiu para as profundezas, de eonde ela não mais voltará… Quanto a Lula, vejo exatamente da mesma forma que você…

      “por toda parte as chamas se erguem. a capilarização da resistência ao golpe se estendeu por todo o Brasil.”

      Não vejo isso mesmo. Apenas a militância de esquerda está tendo resistir ao golpe, de maneira descordenada e fraca. As classes C, D e E estão dormindo, e nem sei se vão acordar… vai aqui a minha eterna critica a passividade do Brasileiro.

      Mesmo durante o interinato, as maiores ameaças ao golpe vieram de fogo amigo… a esquerda não fez cosquinha em Temer ainda, e Dilma jamais tentou a serío reverter o golpe no Senado.

      “a fratura exposta entre o poder instituinte e os poderes constituídos é irreparável. o poder soberano do povo a ele deve voltar. este é o obrigatório e inadiável passo inicial para a superação do impasse de uma governabilidade inalcançável, nem agora e muito menos em 2018.”

      Concordo quanto a fratura, e parcialmente quanto a governabilidade… uma coisa é certa, tudo o que for extremamente predatório ao Brasil e não tiver como ser desfeito, Temer tem base para fazer !!!

      “também o PT, precocemente senil, se recusa a rejuvenescer. um partido de anciões paulistanos. a contra-face exata de “São Paulo Ltda.” tentando dar sobrevida a um Brasil unipolar no qual já não cabe a complexidade do tecido social do país.

      o PT paulistano não abre mão de sua hegemonia falida, recusando-se a passar o bastão para os estados nos quais as bases do lulismo atualmente estão: o Nordeste. no que seria iniciar no âmbito interno do próprio PT, o resgate do imenso débito que o país tem com a questão regional.”

      Esse pedaço merece 10 estrelinhas… as 5 daqui são insuficientes…

      “com as chamas cada vez mais altas, sem que ninguém saiba como controlá-las, serão agora as labaredas da luta de classes que incendiarão o Brasil.”

      Isso eu não vejo…

      Resumindo, eu vejo muita coisa correta nos diagnósticos sobre Lula e o PT. Já eu queria ver uma resistência ao golpe de 1 % da que você vê…

      Para estarmos no ponto que você vê, deviamos estar botando milhões nas ruas todos os dias…e no entanto, continua a mesma galera de sempre… Vou nos protestos aqui no Rio e já conheço um monte de gente de vista… os rostos que vejo são sempre os mesmos…

      • “na sua suprema arrogância o

        ->O golpe talvez não seja o passeio que eles pensavam, mas estou longe de ver um incêndio anti-golpist…

        após 13 anos de cooptação de lideranças e amortecimento dos movimentos sociais, o  espantoso é que ainda haja tanta gente nas ruas. sendo assim, com o avanço sobre os direitos sociais, a tendência é ainda mais movimento popular contra os golpistas.

        -> Lula não é um líder para os tempos atuais. Lula é líder para tempos menos polarizados. O problema é que líderes não aparecem de uma hora para outra…

        esclarecendo meu ponto de vista: Lula é uma grande liderança apta para atuar em qualquer circunstância. o problema não está no Lula e sim no lulismo – uma opção política inadequada para um mínimo de mudança autêntica numa sociedade como a brasileira. o problema também não está na conciliação. sempre se terá que chegar a algum tipo de conciliação. o problema é que o outro lado não quer conciliar. e quando concilia, na primeira oportunidade rompe unilateralmente.

        -> Para estarmos no ponto que você vê, deviamos estar botando milhões nas ruas todos os dias…

        quando chegarmos a este ponto haverá uma insurreição, uma crise não mais apenas política e institucional, mas uma crise do regime. uma situação denominada no jargão clássico como “revolucionária”.

        e reflita: isto aconteceu na Grécia em 2008. e mesmo assim não foi o suficiente para interromper a marcha do país ao matadouro do austericídio Europeu.

        é um temq muito legal para se dialogar sobre.

        abraços

        .

  28. Realmente os partidos de esquerda brasileiros precisam urgente f

    Realmente os partidos de esquerda brasileiros precisam urgente fazer uma autocrítica e reavaliarem suas atuações. Um dos casos mais emblemáticos é o PCdoB que controla a UNE, UBES (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas) e as UEEs (União Estadual dos Estudantes), através da UJS (União da Juventude Socialista). O PCdoB consegue controlar essas instituições fraudando eleições para delegados com direito a voto nas escolas e universidades que elegem os respectivos presidentes e dirigentes dessas organizações estudantis.

    Essa prática sistemática e arcaica reproduz a velha política presente nos sindicatos e poder legislativo no movimento estudantil. Assim, ao invés de estimular jovens a se engajarem na política, afastam quadros que não concordam com esse tipo de aparelhamento. Quem acaba se beneficiando dessa lógica são os velhos dirigentes magnatas dos partidos de esquerda que impõem aos jovens suas velhas práticas.

    O fato do Orlando Gomes ter se lançado como candidato à presidente da Câmara dos Deputados não foi por acaso. Foi uma articulação do dirigente do PCdoB e o Rodrigo Maia do DEM para sabotar a CPI da UNE, que poderia comprometer o esquema do velho PCdoB no seu principal aparelho. Esse é só um exemplo de como a esquerda brasileira ainda insiste em viver num passado que não condiz com a nova realidade política do país. 

  29. Sério que ainda se cogita a

    Sério que ainda se cogita a hipótese do indeferimento da denúncia?

    Sinceramente foi essa ingenuidade quanto a desfaçatez, ousadia e hipocrisia dos golpista que nos trouxe até aqui.

     

    Luciana Mota

  30. Se Lula for morto o Brasil

    Se Lula for morto o Brasil explode, irá ter literais caçadas pelas ruas visando a execução de qualquer um que tenha apoiado o golpe. Somente isso seria suficiente para um conspirador mais inteligente fazer as coisas de forma mais discreta para não ter que tomar uma atitude drástica como esta (e sofrer as consequências), mas eu ando vendo que os conspiradores brasileiros são tão incompetentes e arrogantes que eles podem estar realmente pensando nessa opção.

    • Concordo, mas acho que será

      Concordo, mas acho que será atacado quem foi contra o golpe… quem é contra não tem o ódio suficiente para lutar com a garra que se deve…

      Depois que matarem Lula, ficaremos anestesiados e eles virão atra´s de nós para prevenir futuras reações…

      Falta ódio do Lado de cá, por isso nos falta determinação.

  31. Fico me perguntando se quem
    Fico me perguntando se quem forma as esquerdas é a população em alguns dos seus segmentos, ou sãoí os partidos que formam uma esquerda.

    Dito isso, para provocar continuo…

    Onde estão os sindicatos que um dia modificaram a história deste país!

    Há um problema estrutural nas sociedades.

    Bauman nos informa que em sociedades líquidas não há lideranças.

    Joseph Pulitzer:
    Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma

    E Milton Santos:

    “Uma revolução incontinente
    Os atores que vão mudar a história são os atores de baixo. Vão agir de baixo para cima. Os pobres em cada país, os países pobres dentro dos diversos continente, os continentes pobres em face dos continentes ricos. De tal forma, não teremos uma revolução sincronizada: haverá explosões aqui e ali em momentos diferentes, mas que serão impossíveis de conter.”

  32.  
    Da nefasta Série ‘Os dedos

     

    Da nefasta Série ‘Os dedos podres do *Janot’!*’O Sonso geral da nação [em frangalhos]’, irmão siamês do congênere glutão suarento Robert(o) Gurgel; “o líder do ‘Alto Comando’ do golpe [**vagabundíssimo]”, segundo o egrégio e intrépido jornalista Luis Nassif**”golpe vagabundíssimo”, segundo o jornalista Mario Magalhães do portal uol/Folha[Cadeia para os conspiradores é pouco!] $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ DENÚNCIA DO MP CONTRA LULA TEVE O AVAL DE JANOT O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, avalizou a denúncia que começou a ser elaborada há pouco mais de três meses pela força-tarefa da Operação Lava Jato e apresentada na quarta-feira 14 principalmente pelo procurador Deltan Dallagnol; a ação acusa o ex-presidente Lula de corrupção e lavagem de dinheiro; há outras sete pessoas denunciadas, entre elas a ex-primeira-dama Marisa Letícia 16 DE SETEMBRO DE 2016 ÀS 08:33 (…) FONTE [LÍMPIDA!]:  http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/255558/Den%C3%BAncia-do-MP-contra-Lula-teve-o-aval-de-Janot.htm

  33. Esse lixo que se tornou a justiça brasileira

    Esse lixo que se tornou a justiça brasileira irá entrar pra história e ainda vai dar muito trabalho não só por tentar condenar uma pessoa sem provas, mas o pior, deixar quem tem provas suficientes pra ir logo pra cadeia à solta, como é o caso de eduardo Cunha, Renan, Jucá, a galera do PSDB e demais, ainda por cima mandando no país

    O mal que está sendo feito a nação não será fácil de reparar, além da escalada rumo à economia grega o PSDB se acha no direito líquido e certo de comandar o país sem ter ganhado a eleição e a própria “justiça” fecha os olhos pro sistema democrático que, em tese, deveria defender, porque quem ganhou as eleições, queira ou não, foi o PT 

    Se isso já é assim a nível federal imgine a nível estadual e municipal? O PSDB passou incólume pelos escândalos do metrô de SP, até pela opinião pública, o mensalão mineiro tá até hoje rolando na justiça e nada e parece que o escândalo da merenda vai pra gaveta de alguém 

    Um helicóptero cheio de cocaína é descoberto e ninguém vai preso, são tantos escândalos aqui no Brasil em que a justiça deixou de ser praticada que ficaria um tédio enumerá-los

    Por omissão a justiça não passa a ser corrupta também?

    E quando a justiça passa a ficar ao lado dos corruptos que direito ela tem de julgar e investigar um inocente?

    Resposta? Toda, basta convicção…

    E pro inferno a Constituição e os direitos individuais

    Parabéns pelo texto Nassif

    Mais uma coisa: e se a lavajato não fosse política em que pé estariamos hoje? Será que o Brasil teria se livrado desses sanguesugas?

     

    http://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/02/por-que-escandalos-de-corrupcao-envolvendo-tucanos-nao-avancam-na-justica.html

    http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/familia-sarney-coleciona-escandalos-no-poder/

    http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/numero-de-parlamentares-investigados-bate-recorde/

    http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/03/160329_latimes_impeachment_rm

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/e-o-senador-perrella-vestiu-a-carapuca-quando-lula-citou-o-helicoca-por-paulo-nogueira/

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/fosso-entre-acusacao-e-prova-poe-em-xeque-futuro-da-lava-jato-diz-jornal-dos-eua/

    http://www.brasil247.com/pt/colunistas/eduardoguimaraes/234593/Se-Lava-Jato-n%C3%A3o-parar-Temer-cai-e-Dilma-volta.htm

    • O invisível (visível) poder

      Há anos atrás, numa conversa de fins de semana sobre determinada demanda judicial, alguém ponderou a necessidade do processo ser transferido para um bom advogado. Dentre os presentes, estava um juiz aposentado, que de soslaio, disse: – o que é um bom advogado? Naquele tempo, sem maiores conhecimentos sobre as fétidas entranhas da Justiça, fiquei sem compreender o que ele estava querendo dizer. Hoje, não tenho dúvida alguma. 

  34. Xadrez dos desdobramentos do Power Point

    nada causará mais danos a resistência contra o golpe – pois ele não acabou com o impeachment, continua em curso – e a luta por ‘Diretas Já” – a ponta de lança por uma nova institucionalidade – do que fazer convergir toda a complexidade deste processo numa pura e simples “defesa de Lula”.

    o ex presidente precisa sim ser defendido. como qualquer cidadão que seja vítima de uma justiça venal, corporativa, seletiva e classista.

    esta é sim uma grande oportunidade para fazer coincidir a “defesa de Lula” com a democratização do Judiciário, a desmilitarização da polícia, o desmantelamento do aparato repressivo e a superação da doutrina de segurança nacional.

    portanto, só existe uma correta “defesa de Lula”. aquela associada a defesa de todos nós, por uma pleno Estado Democrático de Direito garantido pela Constituição Federal e pelo poder popular.

    a Lava Jato Não é o problema. a Lava Jato é a filha bastarda da Satiagraha, que o lulismo diligentemente operou para abafar. a Lava jato é a herança maldita do lulismo não ter feito a auditoria da privataria tucana.

    assim, a Lava Jato transformou um processo absolutamente necessário para o avanço da Democracia Brasileira numa arma política apropriada pela Direita para servir a plutocracia.

    a “defesa de Lula”, caso não colocada dentro de um contexto de ampla defesa da Democracia contra um golpe de Estado,  pode muito bem servir aos planos da grande pacificação nacional através de mais um acordo entre as elites, que a população padecerá.

    também de nada adiantará repetir fanaticamente o mantra dos milagres do lulismo. é mais do que tempo de definitivamente compreender que os celebrados “programas sociais” lulistas nada mais foram do que as velha e conhecidas “políticas sociais compensatórias” recomendados pelo Banco Mundial e formuladas pelo obsoleto Consenso de Washington.

    se de fato existisse uma pujante “Nova Classe Média” (termo cunhado por um economista neoliberal vinculado a um think tank conservador, mais ainda assim prontamente adotado pelo lulismo) a economia brasileira teria resistido.

    se fosse possível inclusão social pelo consumo, e não somente pela cidadania e pela consciência política, as massas nas ruas seriam ainda maiores e nas ruas estariam há mais tempo.

    este foi o rumo que nos trouxe ao abismo. não vai ser através dele que criaremos alternativa. não adianta chorar. não adianta se fazer de vítima. é assumir os erros. estabelecer outro rumo. e nele se colocar decididamente.

    estamos numa guerra civil híbrida. a plutocracia não quer mais acordo. será então preciso fazê-la compreender que seu botim será apenas ruínas: as sua própria ruína.

    • A defesa de Lula

      Concordo na forma geral de teus comentários.

      Mas discordo quanto à dimensão da “defesa de Lula”.

      Claro que no bolo tem os lulistas por serem somente lulistas.

      Mas a defesa de Lula se confunde com a defesa da democracia no mais amplo sentido como é a defesa do mandato de Dilma, aos direitos de minorias de forma geral.

      Não só aqui, a democracia tem sido duramente atacada pelos que sempre se favoreceram dos regimes autoritários e, para nós, entreguistas.

      É uma redução levar a defesa de Lula a individualização do movimento.

       

      • -> Mas a defesa de Lula se

        -> Mas a defesa de Lula se confunde com a defesa da democracia no mais amplo sentido como é a defesa do mandato de Dilma, aos direitos de minorias de forma geral.

        mas eu tb concordo com isto! estou apenas fazendo uma necessária ressalva para que não haja esta redução. o que não implica que não se faça uma enérgica defesa do ex-Presidente, mas que esta seja devidamente contextualizada. e não se torne uma campanha de defesa do Lula feitas pelos amigos do Lula. abraços.

        .

  35. Erundina e o seu “RAiZ”

    Vejo que o único com potencial de substituir o PT na liderança das esquerdas e progressistas é o futuro Partido Raiz que a Luiza Erundina está criando.

    Se ela conseguir não fazer um ninho de gatos como ficou a Rede da Marina consegue atrair ou até mesmo incorporar o PT nessa nova sigla. 

    A proposta de criação desse partido lembra muito o PT no íniico e não é sectário como o PSOL e o PSTU. Nada a ver com o liberalismo da Rede e agora do PSB, o que permite afastar um pouco figuras oportunistas.

    Tenho esperança que o Raiz seja nossa Fenix.

  36. Psicopatias sociais e politicas

    Uma exacerbação do CINISMO, do SADISMO você lê aos borbotões dentro dos comentários principalmente na mídia golpista!

    O Brasil está doente!

    O LULA é o resultado do entendimento DA DOR DO OUTRO!

    De sentir a dor do outro, de buscar soluções para a dor do outro!

    Como alguém pode ser feliz vendo pessoas passarem fome ao seu redor?

    Ver as pessoas dentro do desespero do desemprego?

    LULA é a expressão do humano dentro da politica quando disse quando de sua posse em seu primeiro governo que estaria realizado se ao fim de seu governo cada Brasileiro tivesse no mínimo 3 refeições diárias!

    E esse governo que não tem povo?

    Só tem gabinetes e correligionários!

    Mas o discurso é sempre para melhorar a vida do povo, ainda que as medidas sejam amargas e previstas para durarem 20 anos…

    Essas pessoas não choram e se chorarem será por si mesmas e se acreditam embuias de missão divina!

    Como juízes, ministros podem conviver com mentira?

    Dormir tranquilo ao penalizar inocentes?

    Essas pessoas são TODAS DOENTES, são psicopatas em graus diferentes, por que o jogo politco TEM LIMITES!

    São psicopatas na imprensa, nos empresários, nos politicos!

    É uma loucura só!

    E quando há loucos na direção o resultado É SEMPRE UM DESASTRE!

     

  37. Faltou um

    Faltou um ator que influencia a política. O Deus mercado. o xadrez vai se desenvolver para um lado ou outro dependendo de seus resultados.

  38. Vamos falar a verdade:
    o juiz

    Vamos falar a verdade:

    o juiz é fraco, o procurador é fraco, os outros quando viram a pantomima e o escárnio que se seguiria, sabiamente se esconderam para não passar pelo vexame (quando é para tirar fotos não aparecem todos?), é um pessoal que tem uma especial adoração pelos estadunidenses, adoram ir para lá mesmo sabendo que o nossa cultura juridica é totalmente oposta a deles, são fracos de oratória, de escrita, ou seja, perfeitos para serem titeres do golpe, o problema não são eles: SOMOS NÒS!! Que aceitamos essa tragicomédia como se fosse séria, quando é só mais um julgamento na História do mundo com cartas marcadas, a Justiça é um conceito abstrato que está sob o julgo dos homens, esses nem sempre sabem utiliza-la………

  39. Será que o ze cardoso ainda

    Será que o ze cardoso ainda está achando que as instituições estão funcionando? será que ele ainda acha que a operação lava jato deve seguir normalmente doa a quem doer?

    Como uma presidenta conseguiu manter um maluco desse num dos cargos mais importantes da republica por tanto tempo?

    Sinceramte, ela não poderia está em outro lugar.

    • É verdade.Dilma com seu

      É verdade.Dilma com seu cardozo e seu controle remoto,nos jogaram nesse buraco.Se ela tivesse nomeado o aragão bem antes,não teriamos chegado onde chegamos.

  40. Da série A besta esta solta …

     

    Lula é lider maximo de um esquema no qual seus inimigos (PMDB,PP,PTB,DEM e PSDB) ficaram como 99,94% do montante e ele com 0,05%. As “convicções” da denuncia são lastreadas pelas delações de Machado, Cerveró, Paulo Roberto Costa e Frenando Baiano (estão todos livres, ricos e passam bem), os quais NUNCA CITARAM O NOME DE LULA. Tem mais. O tal apartamento no decadente balneário paulista, pertence a OAS, e outras unidades pertencem a uma off shore que  presta serviços as organizações Globo e não a Lula e seus familiars. O tal sitio é de propriedade antiga e comprovada da famila Bitar. Ainda tem mais. Depois de 2 anos de devassa, tortura (vulgo “pressão”) psicologica sobre os envolvidos, campanha de “assassinato de reputação” de Lula e sua familia, não há provas para embasar o processo penal. Não tem problema. O simples fato de não haver provas é a “prova” que houveram os crimes, pois determinados crimes não deixam provas.  Crime sem prova é a prova do crime. Capice? Por fim a guarda dos documentos, que mesmo não possuindo valor comercial (são documentos pessoais do presidente, só possuem valor histórico), são considerados  “o tesouro do pirata”, guardado pela OAS. E isso é tudo Só sei que é assim. BIZARRA essa tese do beato Dellagnol

     

  41. Tal qual uma fênix

    O teatro da Lava-Jato deve mesmo chegar à seu fim, pois não é possivel que se continue com essa comédia de boulevard mal redigida. 

    Os carinhas do MPF são a mais a pura representação da classe média e da classe média baixa. Parecem aqueles meninos mimados, meio bobos, que quando querem algo não medem as consequências de seus atos e da agressividade oral para obter seu “toddynho”. 

    E essa ida de Sérgio Moro aos Estados Unidos essa semana, hein? Além de palestra, o que sera de fato que ele foi fazer la? Assinado: Ubaldo, o paranoico 🙂 No atual momento, qualquer passo que dê esse pessoal precisa ser observado. Em todo caso, o circo do pastor Dallagnol serviu para tirarem o foco do “fora,Temer”. Temos que tirar o chapéu, enquanto José Eduardo Cardozo comia o pão que o diabo amassou com o MPF e PGR, a atual mafia que comanda o Braisil nada de braçada. São mesmo descolados na arte de comandar e manipular. Pobres néscios do MPF… Ou sera apenas ma-fé ?

    E sera que Janot ja engoliu e digeriu a carta de Eugênio Aragão ? O doutor Aragão que se cuide porque isso vai ter retorno. Se não for publico, sera na forma de retaliação e boicote dentro do MPF e, provavelmente, de boa parte do Judiciario. 

    Quanto ao PT. Particularmente penso que o partido não deveria se desfazer e voltar em outra sigla. Parece-me que isso seria assinar embaixo de tudo o que eles disseram sobre o Partido dos Trabalhadores. Eh preciso renovação sim, mas que venha dentro do partido, com novas lideranças assumindo e um novo estilo de comunicar. Acho que, em vista do impeachment de Dilma e tudo o mais, Rui Falcão deve passar o bastão mais cedo. Que se reorganize o partido o mais breve possivel. De Rui Falcão não se espere mais nada. Eh um grande quadro do partido, mas não é uma grande voz e liderança. Falhou tanto no mensalão quando no processo do impeachment golpista, mesmo que se diga que partido e governo são duas coisas distintas. O partido que estava no poder, que se saiba, era o PT e não o PCdoB. 

    Ao contrario do que possam pensar, ha muitos jovens trabalhando com prefeitos e governos petistas. Fernando Haddad tem uma equipe muito boa, com jovens de excelente formação e dinâmicos que podem vir a ser os melhores quadros da politica nacional nos proximos anos.

    Sobre o Haddad, tenho achado-o distante do PT. Pode ser uma estratégia… não sei se é a melhor. Acho que esta ai um bom presidente para o partido… Obvio que o PT esta queimado e é por isso mesmo que precisa de gente como Haddad, Lindebergh Faria e outros de bom calibre intelectual e de grande verve para fazer renascer a fênix. O fogo, segundo a lenda, é sempre purificador.

    Longa vida ao Lula !

  42. A peça contra Lula e a questão das eleições de 2018

    A cada minuto desconfio mais e mais que o powerpoint contra Lula foi propositalmente malfeito.

    E porque seria propositalmente malfeito? Para não prender Lula, mantê-lo solto e, com isso, conseguir convencer o Congresso da necessidade de não termos eleições presidenciais em 2018.

    Vamos lá.

    Dentro da frente golpista, existe um medo tremendo das eleições de 2018. Não é a questão apenas de não terem um candidato, mas também de terem que enfrentar Lula, algum candidato escolhido por Lula ou – o que pra eles é muito pior – um candidato disposto a botar fogo no que resta da Constituição, no Judiciário e no Legislativo, turbinado por direitas e esquerdas desiludidas com o sistema político pós-golpe.

    Então, até por instinto de sobrevivência (o instinto básico de qualquer animal político), se unirão no sentido de não haver eleições presidenciais em 2018.

    No entanto, em qualquer das duas soluções para a não-realização das eleições de 2018, seja via prorrogação dos mandatos, (1), seja via implantação de algum parlamentarismo estrito (2) (3), depende da aprovação da Câmara e do Senado.

    Neste contexto, que maneira melhor de pressionar particularmente o Centrão a aprovar a prorrogação ou parlamentarismo do que brandir o fantasma da volta de Lula, ou mesmo de alguém cuja primeira medida envolverá fechar o Congresso e botar o STF pra dormir um sono eterno? E que maneira melhor de turbinar este fantasma do que uma peça acusatória feita sob medida para Lula não ser preso, feita por procuradores politicamente ineptos que “queimaram a largada”?

    Por isso não acredito na irritação de Janot. Aliás, acredito mesmo que Janot estimulou Dallagnol e seu rebanho a soltar a acusação “do jeito que está”. E o futuro pastor, politicamente inepto, foi lá e caiu no conto da carochinha.

    Sobre a questão da segurança física de Lula: aparentemente a elite brasileira continua na sua vontade de termos nosso próprio peronismo. Fizeram isso com Vargas e tiveram que criar uma ditadura de 20 anos pra que o varguismo se enfraquecesse…

     

    Notas:

    (1): obviamente na torcida que apareça a bala de prata contra Lula até 2018 e, enquanto isso, algum expurgo “legal” das candidaturas “pouco amigáveis”

    (2): acho que o semipresidencialismo não vai vingar porque, mesmo em semipresidencialismos onde o presidente tem pouco poder, como Portugal, o presidente sempre pode criar uma crise política com o Parlamento

    (3): sei que tem gente dizendo que o presidencialismo é cláusula pétrea da Constituição; mas ora, a Carta não foi atropelada? É só mais uma passagem de trator por cima. Not a big deal.

    • É verdade. Muito fácil mesmo

      É verdade. Muito fácil mesmo derrubar avião ou mesmo desaparecer com ele. Grande ou pequeno, com ou sem dono, com sete ou centenas de passageiros e tripulantes, tanto faz. Em tempo de “we came, we saw, he died” , ao menor descuido…

  43. Um empate conta como vitória

    Nassif,

    Não acredito que um procurador seja tão ignorante assim. Aquela simples frase: “não temos provas mas temos convicção da culpa”, não apareceu à toa. Ela comprova sem sombra de dúvidas a atuação política do ministério público, e a acusação feita na ONU. Acho que foi uma bola jogada na área intencionalmente para ser chutada.

    Explicando: no xadrez, quando você erra uma jogada e se vê em desvantagem, um empate passa a contar como uma vitória. Então, eles não conseguiram nenhuma prova, e se não acusarem o Lula, estão dando uma certidão de idoneidade a ele. Se acusarem e prenderem sem provas, transformam ele em mártir, e dão força à esquerda, com uma revolta popular perigosa e correndo o risco de ele escolher um candidato vencedor de dentro da cadeia.

    Então eles levantam essa bola, e também acusam D. Marisa. Com isso, os advogados levam isso à ONU, e o Brasil é condenado por violação dos direitos humanos. Imediatamente diversos países oferecem asilo político a Lula. É claro que ele não aceitaria por ele, mas com a possibilidade de ver D. Marisa na cadeia, o jogo muda.

    Com isso teríamos um empate: o MPF dizendo que ele é culpado e fugiu para não responder pelos crimes, e ele alegando que precisou fugir porquê é perseguido político.

    De qualquer forma o objetivo é alcançado, pois ele não pode se candidatar em 2018.

     

     

    • sobre o asilo, nenhum país

      sobre o asilo, nenhum país precisa oferecer. Dona Marisa tem cidadania italiana e pode viver lá (se assim desejar) por quanto tempo quiser, assim como seus filhos e o presidente Lula. É só ir antes da condenação e com passaporte válido, ao contrário do Pizzolato.

      Mas não creio que avançarão sobre D. Marisa. A opinião pública classe média se vira muito facilmente quando uma arbitrariedade é cometida contra uma mulher. Nem pra cima da mulher do Cunha se atreveram a ir. E alem de tudo, o alvo é Lula, e somente ele. Nada mais bastará a direita que comanda o país

      • Não tinha essa informação

        Não tinha essa informação da dupla cidadania dela.

        Mas de qualquer forma, a acusação continua um mistério para mim. O trabalho do MPF é partidário, mas extremamente competente em suas ações até agora. Tem andado sobre a linha divisória com bastante efetividade, tanto que muita gente inteligente ainda tinha dúvidas sobre suas intenções.

        Sobre a acusação, ela é fraca porque não encontraram provas, e com isso eles não contavam. Por mais idiota que possa parecer, esse tipo de gente acredita mesmo nas suas sandices, e quando começou a investigação, acharam que era só quebrar o sigilo que encontrariam um mar de provas. Não acharam nada, e sabem disso.

        Mas se voce remover a afirmação de que: “não temos provas, mas temos convicção”, fica somente uma peça acusatória fraca. Na minha opinião, essa afirmação muda todo o jogo, pois é praticamente uma confissão de que a convicção veio antes da investigação, ou seja, é uma investigação política, que já tinha alvo antes de começar.

        Esse foi um erro grosseiro demais para quem fez todo o resto com competência. Acho que tem mais alguma estratégia escondida que não entendemos ainda.

        Ou então eles chutaram o balde e decidiram sair do armário e enfrentar o conflito social. Mas mesmo nesse caso, acho que ainda não era a hora, então seria um outro erro.

        Vamos ver a evolução disso.

    • Concordo, em parte, contigo e

      Concordo, em parte, contigo e com o César, logo abaixo. Tenho pra mim que a prorrogação da Lava-jato por mais dois anos tem duas finalidades: primeiro continuar vasculhando a vida de Lula até achar algo – tarefa que parece cada vez mais ingrata – e, segundo, manter Lula acuado e fragilizado, mas solto, enquanto se procura desconstruir sua imagem a todo custo – o Show de Daltan me pareceu bem isso, mais pra platéia de programa de auditório que para a lei propriamente. Nesse sentido, não acho que Moro – e demais figuras superiores – vá antecipar o desfecho de maneira alguma; vai tentar manter a pressão, sem no entanto, abrir mão de controlar o ritmo da narrativa, para o TRF4, por exemplo – decisões colegiadas são um risco. Prender o Lula não me parece a estratégia dessa gente, seja porque a peça de acusação é fraca, seja porque reforça o mito. Enfim, é minha percepção, mas é lógica demais e esse pessoal é menos preparado e mais autoritário do que viemos supondo esse tempo todo.

    • Não creio nisso.
      Lula exilado

      Não creio nisso.

      Lula exilado seria um imenso problema para os golpistas, tendo o potêncial de transformar o país, aos olhos do mundo, uma mera ditadura “centro africana” e isolada do mundo civilizado.

      Temer seria um Mobuto Sese-Seko.

  44. VAMOS CAIR NA REAL, A JUSTIÇA É O PSDB E O PSDB É A JUSTIÇA.

    Vamos cair na real né pessoal, o PSDB aparelhou a justiça e tem licença para falcatruas, e é a própria justiça quem os defende e os blinda de qualquer vacilo, é uma dobradinha, não existe verdadeiramente justiça no BRASIL, é um grande PARTIDÃO que se lambuza nos farelos do grande capital, tomam vinhos importados e se locupletam da vontade das carraspanas importadas, dos pratos dos chefs nos restaurantes finos do empresariado paulista, Não podemos dissociar o sistema judiciário brasileiro do PSDB e a unha e a carne, é o orgasmo e o sentimento melífluo do poder pelo poder para serem o poder. A JUSTÇA BRASILEIRA É UM PARTIDO POLITICO simplesmente travestido de justiça para dar-se a ideia de legalidade para proteger essa gente e destruir quem essa gente quiser. São atores bufões em busca de notoriedade, são só isso, o que pensamos pouco interessa a eles, afinal quem da justiça brasileira não tem um grande sotaque e um nome europeu para desfilar pela grã-finagem do grande capital, quem?

  45. Comentei o post de uma amiga no Facebook, quanto à …

    … Indignação dela referente à fala do Presidente Lula.

    Fulana, de fato o Lula mais uma vez se supera, mas o país não. O Lula é um dos maiores presidentes da história do país, um dos poucos, se não o único que arriscou arranhar o verniz da desigualdade brasileira, ou seja, estamos entre os dez países mais desiguais do mundo! Éramos o penúltimo, nas américas, somente ganhando para o Haiti. Que duvidosa honra ! Mesmo assim, ainda estamos entre os dez mais desiguais. Somos mais desiguais que o Paquistão, Afeganistão, Ruanda, Uganda e Mianmar e outros molambos que tem uma bandeira plantada em cima. Mesmo assim, não conseguimos até hoje parar de destilar nosso ódio de classe nem nosso ressentimento de vermos um nordestino, que comeu o pão que o diabo amassou, chegar á presidência e se tornar um líder de renome mundial. Quantos brasileiros bem formados, alimentados à vela de libra, frequentadores das melhores universidades fizeram o mesmo ? Não os conheço, infelizmente. Até mesmo o FHC, tido como um intelectual, é visto pelo meio político e pelo meio acadêmico como um canalha, que se recusou até mesmo a reconhecer um filho. Claro, isso se explica bem: a um povo virtuoso corresponde um governo virtuoso (uma aristocracia), a um governo virtuoso corresponde um povo virtuoso. Não somos nem uma coisa nem outra, mas ainda vivemos a dizer que o brasileiro é um povo corrupto e racista, enquanto jamais reconhecemos estes defeitos em nós mesmos. Quanto aos concursados (que no Brasil se tornaram um partido): são igualmente imprestáveis. Ou achas mesmo que se o MP, o Judiciário, a PF ou os Tribunais de contas prestassem, teríamos mesmo chegado aonde chegamos ? Acha mesmo que existe um grande projeto nacional por parte de nossas elites (afinal não temos uma aristocracia) para construir um país inclusivo e justo ? Se existe não conheço, mas posso assegurar que, além de destroçar a CLT e vender a preço de banana nossos recursos estratégicos, nada de mais justo está sendo proposto. Os cortes na educação, saúde, previdência, segurança estão já sendo realizados a ponto de nos levar de novo ao século XIX, quando mal chegamos ao século XX ! Voltando aos concursados, se eles estudaram muito para chegar onde chegaram, fizeram nada mais que escolhas e e obrigações correspondentes. Isso quer dizer, que não podem ter privilégios especiais, nem mesmo os salários astronômicos que recebem em um país de miseráveis, muito menos se utilizarem de cargos para realizarem perseguições políticas. Para lhe dar uma ideia, o contracheque de Sergio Moro chega a R$ 70 mil reais, salário que você nunca receberá. Para finalizar: a Oxfam divulgou um estudo (em inglês) no início deste ano, afirmando que em 2017 o famoso 1% dos mais ricos, terá mais dinheiro do que o resto de toda a humanidade, ou seja, os remanescentes 99%. Esta gente não paga impostos devidos, têm um terço do pib mundial em paraísos fiscais e possui a seu favor um exército de cortesãos a defender seus interesses. Asssim que eu vir sua indignação quanto a este descalabro, tenha toda a certeza que me juntarei à sua quanto à fala do Presidente Lula.

  46. Plano B feito nas coxas

    A coluna de Janio de Freitas de ontem insinua que a Força Tarefa estava segura de que Leo Pinheito não continuari isentanto Lula, na questão do apartamento, em seu novo depoimento ao Moro, no dia anterior. Na manhã de quarta, Monica Bergamo informava que a FT passou a noite finalizando um trabalho que tinha tudo para ser apresentado naquele mesmo dia. Não sabia que era um mero PPT.

    Meu palpite é que já tinham uma versão da denúncia em que poderiam usar a delação de Pinheiro. O depoimento não saiu de acordo com a encomenda e tiveram que fazer o trabalho porco, que acabaram apresentando. Deixaram para trabalhar no plano B depois que ficaram sem o plano A. Coisa de gente ruim de serviço!

    Em tempos de paralimpíadas, levam medalha de ouro em tiro a esmo na categoria 45-tucanos retardados mentais.

    • Sobre Leo Pinheiro

      Aparentemente Leo Pinheiro não quer “colaborar” com a Força-Tarefa. Não demora muito pro Sérgio Moro se irritar e enjaulá-lo de uma vez. Até porque serviria de álibi “olha, a Lava-Jato prendeu alguém graúdo, sim!” 

    • Não é isso, amigo.

      A denuncia, tal como está, pressupõe o depoimento de Léo Pinheiro e só se sustenta com ele.

      Tudo indica que esse depoimento virá. Ao contrário das expectativas, ele JAMAIS poderia ter sido feito essa semana por uma razão simples: por lei Pinheiro só poderia falar do inquérito em questão  ´- compra da CPI da Petrobras. Se falasse sobre o Lula, seu depoimento seria simplesmente nulo.

      A expectativa de que Léo Pinheiro irá falar exatamente nos termos da denuncia – “conta geral” de propinas do PT; “subconta” de propinas para Lula – está de acordo com 1) o que a Veja disse que ia ser a delação dele e 2) a tradição arraigada da LavaJato em promover farsas e fraudes processuais.

      Imagine só que perfeição seria se uma denuncia essencialmente sem provas fosse TOTALMENTE corroborada NO PROCESSO pelo depoimento espontâneo, gravado em video, do corruptor?

      Posso estar errado, mas a minha expectativa é essa.

      É verdade que existe um probleminha aí: do que adiantaria Pinheiro falar a verdade no depoimento sem ser premiado por isso? Para tal ele teria de fazer uma delação.

      Mas ora, ele pode simplesmente estar querendo agradar ao juiz para ser, de novo, recebido em delação.

      Ou ele pode soltar algumas coisas, como Valério, para ficar calado sobre o principal e dizer que só o falará se premiado.

      Tudo isso pode acontecer em pouco tempo.

      Em todo caso a verdade é que é óbvio que Pinheiro está louquinho para delatar. Por que razão não o faria?

  47. Organização Criminosa

    Agora sim o Brasil está sob o comando de UMA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA e pra fechar o grupo só falta chamar o PCC, Comando Vermelho e oTerceiro Comando.

  48. A roubalheira por genética do poder

    …”Quem ouviu o discurso de Lula, ontem, saiu com a certeza de que, se o deixarem solto, em pouco tempo arregimentará seguidores para a frente das esquerdas. Por isso mesmo, seria medida de prudência ficar atento aos alertas de Felipe Gonzáles e reforçar a segurança de Lula.

    A política ingressa definitivamente em um novo ciclo e Lula é a única liderança nacional sobrevivente desses tempos de terremotos e redes sociais.”….

    A quadrilha que tomou conta do Brasil quer apenas continuar enriquecendo. Roubando em paz. Possuem currículos. Apoderando-se de riquezas do Brasil, riquezas do povo. Nada mais do que isso. Só que desta vez, além das conhecidas roubalheiras de sempre, pelo visto, pretendem retornar a outras, mais sofisticadas, rápidas e gigantescas, como nas famosas privatizações a preços de bananas de riquíssimas empresas estatais e municipais, das desastradas privatizações FHC/PSDB.

    Afinal, as grandes roubalheiras das elites governantes, muito conhecidas, sempre existiram. Mais ainda, o povo não está nem aí. Reclama, esbraveja, fica roxo de raiva, mas continua votando em bandidos (afinidade?). Além do que, os golpistas tiveram um árduo trabalho na execução dessa verdadeira operação de guerra desarranjando a economia, visando preparação, execução e conclusão do golpe contra Dilma/PT. Tirar do Poder uma presidente que não é entreguista nem traidora da Pátria, não rouba, e ainda por cima, estava construindo um Brasil mais forte, mais justo, altivo e soberano, deu muito trabalho. Acreditem.

    Por outro lado, caso Lula/PT e sua família, de agora em diante, queira passar a levar uma merecedora vida de muita tranquilidade e alegrias, inclusive, vez por outra, sendo chamado para receber honrarias e medalhas dos poderosos, daqui e de fora, sob os holofotes da grande mídia “livre”, basta procurar os golpistas para fechar o compromisso de desistir de vez de ser candidato a presidente da República, nas duas próximas eleições. Depois disso, como não deverá restar mais nada, Lula/PT poderá voltar a ser candidato. Nem golpista estarão mais por aqui. Com certeza. 

  49. Faltou a Globo

    A apresentação de Dallagnol não foi para os operadores do Direito, foi para os operadores da iniciativa privada agigantada, internacional e estrangeira no geral, e especificamente para o braço armado desse setor: as empresas de comunicação em massa capitaneadas pela Globo. Tanto que “sem prova mas com convicção”, se parece absurdo no campo do Direito, faz todo sentido no campo da propaganda comercial. Me parece que a imprensa não é apenas mais das forças que contribuem para a manuteção do golpe, é a mais importante. Teríamos chegado onde chegamos sem a mídia? Creio que não. Sairemos dessa sem considerarmos esse ramo do comércio? Também creio que não.

    Assim não faz diferença ir a instâncias do Direito nacionais ou internacionais. Mesmo que todos os tribunais condenem e isolem o Direito institucional, esses órgãos nada podem fazer contra a investida dessas empresas, desse capital. Para entender esse golpe, na minha opinião, não se pode nem relegar a segundo plano e menos ainda desprezar o poder dessa imprensa.

    Esse desprezo, a meu ver, foi um dos erros do PT. Não foi a gestão da Economia, não foi o “republicanismo” quanto ao Judiciário, foi a falta de combate à essa imprensa. Assim como Dallagnol não fala de Direito, Sardenberg não fala de Economia. De fato, se Sardenberg elogia ou desaprova os resultados econômicos isso nos mostra não que a Economia vai bem ou mal e sim se no poder estatal está um preposto dessas empresas ou não. Os “power-points” de Sardenberg são tão precisos e eloquentes quanto os de Dallagnol. E afinal, quem são as pessoas de Dallagnol ou Sardenberg? zés-ninguéns, garotos-propaganda, apenas soldados rasos.

    Mas não se pode jogar uma bomba na Rede Globo, ela é propriedade privada. Além do que seria não só inútil como um tiro no próprio pé. Para destruí-la, só há uma possibilidade, a mesma que serve para destriur qualquer firma comercial: a consciência, o esclarecimento de quem a prestigia, a saber, a pessoa comum. Nós.</p>

  50. O tempo da história é

    O tempo da história é diferente do tempo das pessoas. Um dia a casa sempre acaba caindo e a sociedade dá um passo adiante. Coisas indefensáveis hoje já foram aceitas como coisas normais, feito a escravidão. Uma pena que a gente talvez não veja a “casa da casagrande” caindo. Como foi abordado, a perseguição que a plutocracia move contra seus adversários é internacional. Um dia a casa cairá, como caiu para a nobreza francesa, para a nobreza russa, para o ditador romeno, para Fulgêncio, para Somoza, etc. No caso brasileiro, é importante que os golpistas não sejam esquecidos e nem fiquem impunes como ficaram seus antecessores da diatdura inaugurada em 1964 porque, quando o barco começar a fazer água, muitos virarão casaca, como fez a folha de sp nos idos de 1984. É este tipo de pensamento que mantém um pouco de otimismo vivo em mim.

  51. O lado certo da História
    Nassif, como sempre e mais uma vez, genial nas deduções que faz a partir de vasto conhecimento do país e de leitura sagaz dos movimentos estratégicos nem sempre visíveis para quem absorve o cenário ainda influenciado pelo jornalismo de espetáculo e cortina de fumaça. Estar informado para bem informar deve pressupor a capacidade de fazer este tipo de leitura crítica, panorâmica e de prospeção razoável – principalmente por não dar respostas definitivas mas apontar possibilidades e abrir discussões visionárias, complementares ou discordantes – com honestidade de raciocínio e de princípios, cada vez mais rara no jornalismo de massa acrítica, de cuja resistência contracultural oponente é legítimo representante, não apenas pela qualidade indiscutível mas pela coragem de exposição, cautela na conclusão, humildade na discussão de viabilidade da análise versus a imprevisibilidade dos acontecimentos, enfim, arrojo e desprendimento que marcam os realmente grandes, como o patrimônio cultural dos oprimidos do mundo, líder mítico e admirável, Lula da Silva do Brasil.
    Querem matar em Lula não apenas o homem carismático e poderoso mas o símbolo de que o povo, quando se respeita e não abaixa a cabeça nem empina o nariz, é revolucionário de verdade. Querem mostrar aos desempoderados o que acontece a quem ousa achar que pode exercer direitos em terra de vida feudal, capitania herdada pelos fanáticos USeiros do quintal alheio, apenas uma troca , de fachada civilizada, de colonizadores nas viradas de século. O Brasil ainda é uma colônia, e Lula é o principal líder da linhagem de revolucionários que começou com algum índio anônimo no desembarque lusitano, passou por Zumbi, os Inconfidentes, a resistência multifacetada no século XX contra os sucessivos arbítrios e agora, depois de uma trégua difícil, estamos colocados pela marcha irônica da História diante da continuação de todas essas lutas em momento mundial de abatimento do povo (como oposição às elites) por guerras, doenças e cansaço – exceto a seiva vivificante da juventude, etária ou espiritual, não por acaso os alvos da ofensiva autoritária, em especial no Brasil. O vácuo de que se aproveitam covardemente os vampiros do sangue, suor, lágrimas e conquistas alheios. A luta não é só de classes, é de princípios.
    Valeu, Nassif e GGN, pela sua inestimável contribuição nesta disputa eterna, “ao lado certo da História”.

    16/09/2016 – 10:56

  52. O lado certo da História
    Nassif, como sempre e mais uma vez, genial nas deduções que faz a partir de vasto conhecimento do país e de leitura sagaz dos movimentos estratégicos nem sempre visíveis para quem absorve o cenário ainda influenciado pelo jornalismo de espetáculo e cortina de fumaça. Estar informado para bem informar deve pressupor a capacidade de fazer este tipo de leitura crítica, panorâmica e de prospeção razoável – principalmente por não dar respostas definitivas mas apontar possibilidades e abrir discussões visionárias, complementares ou discordantes – com honestidade de raciocínio e de princípios, cada vez mais rara no jornalismo de massa acrítica, de cuja resistência contracultural oponente é legítimo representante, não apenas pela qualidade indiscutível mas pela coragem de exposição, cautela na conclusão, humildade na discussão de viabilidade da análise versus a imprevisibilidade dos acontecimentos, enfim, arrojo e desprendimento que marcam os realmente grandes, como o patrimônio cultural dos oprimidos do mundo, líder mítico e admirável, Lula da Silva do Brasil.
    Querem matar em Lula não apenas o homem carismático e poderoso mas o símbolo de que o povo, quando se respeita e não abaixa a cabeça nem empina o nariz, é revolucionário de verdade. Querem mostrar aos desempoderados o que acontece a quem ousa achar que pode exercer direitos em terra de vida feudal, capitania herdada pelos fanáticos USeiros do quintal alheio, apenas uma troca , de fachada civilizada, de colonizadores nas viradas de século. O Brasil ainda é uma colônia, e Lula é o principal líder da linhagem de revolucionários que começou com algum índio anônimo no desembarque lusitano, passou por Zumbi, os Inconfidentes, a resistência multifacetada no século XX contra os sucessivos arbítrios e agora, depois de uma trégua difícil, estamos colocados pela marcha irônica da História diante da continuação de todas essas lutas em momento mundial de abatimento do povo (como oposição às elites) por guerras, doenças e cansaço – exceto a seiva vivificante da juventude, etária ou espiritual, não por acaso os alvos da ofensiva autoritária, em especial no Brasil. O vácuo de que se aproveitam covardemente os vampiros do sangue, suor, lágrimas e conquistas alheios. A luta não é só de classes, é de princípios.
    Valeu, Nassif e GGN, pela sua inestimável contribuição nesta disputa eterna, “ao lado certo da História”.

    16/09/2016 – 10:56

  53. Nassif me desculpa, mas

    Nassif me desculpa, mas xadrez é um jogo racional com lógica quase cartesiana. O que está acontecendo é uma pelada num campo de várzea onde um time é dono da bola e do juiz.

    O cavalo pode fazer gol com a mão, ou pata, se preferir. O bispo esconde a bola debaixo da batina, a torre desaba em cima do goleiro adversário na cobrança da escanteio e a rainha e o rei sequer estão em campo, mas já sabem o resultado do jogo. Enquanto isso o peão não pode se deslocar nem para frente, nem para trás, para a esquerda, direita ou diagonal.

    Duas uma, ou chutamos o tabuleiro ou ficamos de torcida decorativa (homenagem ao Temer).

     

     

  54. Análise interessante, mas tenho ressalvas.

    Prezado Nassif, prezados leitores.

    Como de hábito somos brindados com mais uma excelente crônica da série “O xadrez…”.

    Até a Peça 4 e início da Peça 5 Luís Nassif foi muito assertivo e coerente. Entretanto, talvez mais por desejo do que realmente  por uma percepção da realidade possível, ele comete alguns erros de avaliação nos parágrafos que se seguem ao item 2 da Peça 5. Para ilustrar, eu os reproduzo abaixo.

    “O segundo caminho é defendido por lideranças expressivas do PT, como o governador do Piauí Wellington Dias. Seria a maneira de arejar o partido e permitir a montagem de uma grande frente.

    Se o PT insistir em se colocar à margem, mantendo a gerontocracia que o governa, e pretender liderar essa frente de esquerdas, será engolido rapidamente por algum novo partido que surgir com esse propósito.

    Por isso mesmo, prepare-se para, dentro de algum tempo, conviver possivelmente com uma nova sigla de esquerda.

    Em qualquer quadro, a presença política de Lula é componente central: as esquerdas se recompõem sem o PT; mas demorarão muito mais a se recompor sem Lula.”

    Já mostrei em comentários anteriores que NÃO EXISTEM condições sociais ou históricas para a formação de um novo partido de esquerda no Brasil, enraizado e com capilaridade, sobretudo no interior do País, no Brasil profundo. É um erro primário das esquerdas brasileiras (pois como já demonstrou de forma brilhante o Romulus, a Esquerda é fragmentária e fragmentada, brigando entre si nos momentos de adversidade,  quando deveria se unir contra os verdadeiros inimigos). É uma crença, ou apenas uma convicção (como aquela que nazifascistas do MPF têm de que Lula era “chefe” de uma organização criminosa) pensar que no Brasil atual possa surgir “uma nova sigla de esquerda”. Se surgir será apenas isso: uma sigla, não um partido ideológico, enraizado e com capilaridade pelo País, capaz de formar quadros aptos a governar estados federados, eleger bancadas expressivas na Câmara Federal e no Senado e muito menos apresentar uma candidato viável e competitivo, para disputar a presidência da república. Enganam-se aqueles que pensam que o enfraquecimento do PT implicará num crescimento substantivo do PSOL, PSTU, PC do B e outros. Aos que duvidam da minha afirmação, recomendo refletir sobre a própria história do PT. Sem as sabotagens o PT  conseguiria eleger Lula presidente, após 9 anos de fundação; devido às sabotagens que sofreu, demorou 23. Já o PSDB, uma costela do velho MDB/PMDB de Ulysses e muitos outros que integraram essa frente partidária, levou menos de 10 anos para eleger FHC (bem sabemos os expedientes de que se valeu para fazer isso).

    Estejam certos os leitores e Luís Nassif de que o ataque continuado ao PT, tentando aniquilá-lo, tem o propósito maior de anquilar TODA a Esquerda. E com o PT enfraquecido, exangue, a Esquerda se reduzirá a várias siglas, não partidos, brigando entre si, cada qual querendo se mostrar mais ‘virginal’ e ‘puritana’ que as outras. E fazer parte de uma dessas siglas pode ser ‘cult’, mas não é capaz de levar à presidência da república alguém comprometido com os interesses populares, sobretudo daqueles secularmente explorados, excluídos e marginalizados.

  55. O lado certo da História
    Nassif, como sempre e mais uma vez, genial nas deduções que faz a partir de vasto conhecimento do país e de leitura sagaz dos movimentos estratégicos nem sempre visíveis para quem absorve o cenário ainda influenciado pelo jornalismo de espetáculo e cortina de fumaça. Estar informado para bem informar deve pressupor a capacidade de fazer este tipo de leitura crítica, panorâmica e de prospeção razoável – principalmente por não dar respostas definitivas mas apontar possibilidades e abrir discussões visionárias, complementares ou discordantes – com honestidade de raciocínio e de princípios, cada vez mais rara no jornalismo de massa acrítica, de cuja resistência contracultural oponente é legítimo representante, não apenas pela qualidade indiscutível mas pela coragem de exposição, cautela na conclusão, humildade na discussão de viabilidade da análise versus a imprevisibilidade dos acontecimentos, enfim, arrojo e desprendimento que marcam os realmente grandes, como o patrimônio cultural dos oprimidos do mundo, líder mítico e admirável, Lula da Silva do Brasil.
    Querem matar em Lula não apenas o homem carismático e poderoso mas o símbolo de que o povo, quando se respeita e não abaixa a cabeça nem empina o nariz, é revolucionário de verdade. Querem mostrar aos desempoderados o que acontece a quem ousa achar que pode exercer direitos em terra de vida feudal, capitania herdada pelos fanáticos USeiros do quintal alheio, apenas uma troca , de fachada civilizada, de colonizadores nas viradas de século. O Brasil ainda é uma colônia, e Lula é o principal líder da linhagem de revolucionários que começou com algum índio anônimo no desembarque lusitano, passou por Zumbi dos Palmares, os Inconfidentes, a resistência multifacetada no século XX contra os sucessivos arbítrios e agora, depois de uma trégua difícil, estamos colocados pela marcha irônica da História diante da continuação de todas essas lutas em momento mundial de abatimento do povo (como oposição às elites) por guerras, doenças e cansaço – exceto a seiva vivificante da juventude, etária ou espiritual, não por acaso os alvos da ofensiva autoritária, em especial no Brasil. O vácuo de que se aproveitam covardemente os vampiros do sangue, suor, lágrimas e conquistas alheios. A luta não é só de classes, é de princípios.
    Valeu, Nassif e GGN, pela sua inestimável contribuição nesta disputa eterna, “ao lado certo da História”.

    16/09/2016 – 11:22

  56. Sugestão ou dica

    Prezados,

    Crônicas como esta já nascem atemporais. Sendo assim sugiro que sejam mudados advérbios de tempo como ‘ontem’, ‘amanhã’ e outros semelhantes. No lugar desses advérbios colocar a data em que ocorreram os eventos ou fatos.

    Espero ter contribuído.

  57.  
    TÁ COMPLICADO…TAMANHO

     

    TÁ COMPLICADO…TAMANHO NEVOEIRO NÃO DEIXA ENXERGAR O ENORME JABOTI  EM RIBA DA JABOTICABEIRA. 

    Dá até vontade de cantarolar:                              

    Há quem diga que eu não sei de nada
    Que eu não sou de nada e não peço desculpas
    Que eu não tenho culpa, mas que eu dei bobeira
    E que Durango Kid quase me pegou

    Eu quero é botar meu bloco na rua
    Brincar, botar pra gemer
    Eu quero é botar meu bloco na rua
    Gingar, pra dar e vender

    Eu, por mim, queria isso e aquilo
    Um quilo…  (de Sergio Sampaio)

    Há no entanto, um porém…conforme diz o saber dos mais vividos: nada como um dia atrás do outro…a dor de cabeça que aflinge os que tem muito, até pra dar e vender, com os que nada tem nem pra comer. Não vai cessar com a aparente derrota dos “petistas.”

    Orlando

     

     

     

  58.  
    TÁ COMPLICADO…TAMANHO

     

    TÁ COMPLICADO…TAMANHO NEVOEIRO NÃO DEIXA ENXERGAR O ENORME JABOTI  EM RIBA DA JABOTICABEIRA. 

    Dá até vontade de cantarolar:                              

    Há quem diga que eu não sei de nada
    Que eu não sou de nada e não peço desculpas
    Que eu não tenho culpa, mas que eu dei bobeira
    E que Durango Kid quase me pegou

    Eu quero é botar meu bloco na rua
    Brincar, botar pra gemer
    Eu quero é botar meu bloco na rua
    Gingar, pra dar e vender

    Eu, por mim, queria isso e aquilo
    Um quilo…  (de Sergio Sampaio)

    Há no entanto, um porém…conforme diz o saber dos mais vividos: nada como um dia atrás do outro…a dor de cabeça que aflinge os que tem muito, até pra dar e vender, com os que nada tem nem pra comer. Não vai cessar com a aparente derrota dos “petistas.”

    Orlando

     

     

     

  59. “Tucanatti”… os “Iluminatti” brasileiros

    Globo amplia monopólio midiático… o PSDB consolida o político. O cerco está se fechando completamente…

    Com a compra do Valor, a Globo dá mais um passo na consolidação do monopólio total da imprensa econômica brasileira.

    Eles vão formar no Brasil uma ilusão de escolha com um bi-partidarismo à direita. O liberalismo selvagem e aristocrasta do PMDB versus a liberal democracia do PSDB… é claro que esses títulos são apenas ilustrativos.

    O debate economico não será mais na base do “keneysianismo x liberalismo”… os comentaristas de economia brasileiros consideram esse debate superado… a tática de vitória foi simples… confrontaram durante anos o liberalismo moderno e embasado contra esquerdistas mediévais ou contra esquerdistas moderados que evitavam o confronto.

    O próximo passo é eliminar da mídia a tal “cota de esquerdistas”… vão substituí-los por uma “cota de liberais democratas”.

    Já no campo político o blocão PMDB/PSDB domina todas as instituições sem excessão. Passa a ser proibitivo e impossível sobreviver fora do esquemão… a mensagem é clara… No bloco até cocaína no helicóptero é ignorado pela justiça, polícia, imprensa… do outro lado o massacre de todos que ameaçam o projeto de poder… seja um garçom, um filme, um manifestante….

    Basicamente empurraram o espectro político brasileiro para a direita na base do porrete.

    A paranóia de Illuminatti no Brasil se torna real… os “Tucannatti”.

  60. Não vejo nada que não esteja

    Não vejo nada que não esteja claro.

    Três políticos do PSDB, sem mandato, diga-se, Sérgio Moro, Rodrigo Janot e Gilmar Mendes, se uniram para sabotar o país e golpear o governo trabalhista que governou o país com sucesso nos últimos 13 anos. A eles, se juntou a mídia empresarial, que como o próprio nome diz, defende os empresários brasileiros( a maioria rentistas preguiçosos) e internacionais(que querem se apropriar do que o Brasil tem de bom sem ter de pagar) para perseguir e derrubar o governo trabalhista. De lambuja os mepresarios levariam o bônus da retirada dos direitos trabalhistas.

    Contaram também com a desídia, covardia, leniência, sem vergonhice ou má fé mesmo do STF.

    Tiraram o governo trabalhista e colocaram os maiores bandidos do país no governo sob a desculpa de combate a corrupção. Hoje está muito claro que combater a corrupção NUNCA foi objetivo desta gente.

    O Golpe final ainda está em andamento e consiste em cassar o Temer em 2017. Teremos eleições indiretas e o preposto dos EUA no Brasil, José Serra(um homem nefasto) será o primeiro ministro.

    Discordo do Nassif que o Seera é carta fora do Baralho. Carta fora do baralho são o babaca inconsequente Aécio e o fascista de carteirinha Alckmim.

     

  61. Quanto mais “Truculento”o

    Quanto mais “Truculento”o Jogo, melhor para Lula e a Esquerda, aí sim, vamos colocar a “Ralé” pra tomar Consciência da Importância da Política…..

  62. Lula se safou de um cancer

    Lula se safou de um cancer assim como Dilma tb se safou. O misterioso cancer de Hugo Chaves foi fulminante. Sera que ha coincidencias?

  63. Lula se safou de um cancer

    Lula se safou de um cancer assim como Dilma tb se safou. O misterioso cancer de Hugo Chaves foi fulminante. Sera que ha coincidencias?

    • Há outros casos
      Aparentemente ser de esquerda E chegar ao poder da câncer.

      Tivemos na Argentina, Equador, Venezuela, Brasil e México.
      Uma epidemia ….nas esquerdas.

  64. Acredito q ontem foi

    Acredito q ontem foi decretado fim da Lava Jato, pois não há nada q possa prender Lula e tb pq não é possível que o MPF seja tão juvenil. Foi um evento para mais uma vez denigrir a popularidade do Lula, acredito com pesquisas já encomendas para os próximos dias para medir isto, e analisar as eleições municipais para um resultado mais concreto do PT. Com o final da Lava Jato não haveria mais esforço para esconder figuras como Aécio e Serra, arranharia mais e mais a imagem de Lula e PT, congelando estes nesta operação e fazendo o embrulho do pacote final com o carimbo Concluído, e mantem-se o PDMB no poder, arrumando o tapete para o PSDB em 2018.

  65. Alerta, alerta, alerta, Aécio

    Alerta, alerta, alerta, Aécio será presidente.

    O atual chefe de governo tem de renunciar até o dia 31 de dezembro de 2016,  é única forma legal da Democracia voltar a ser exercida pelo povo através do voto, caso isso ocorra após 1 de janeiro de 2017

    20 CENTAVOS JUNHO DE 2013 x ARTIGO 81 DA CF JUNHO DE 2013

    Um Mundo Novo está sendo implementado, foi pensado, planejado e está sendo executado, em junho de 2013, os jovens brigavam pelos 20 centavos liderados pelo Movimento passe Livre (apartidário), o MPL foi sequestrado pela direita e pela mídia golpista, ao mesmo tempo o congresso, de olho no poder, preparava seu Plano e regulamentava o artigo 81 da constituição reestabelecendo as eleições indiretas para presidente, governadores e prefeitos, após perderem as eleições em 2014, encontram na figura de Eduardo Cunha o psicopata ideal para levar em frente sua trama, o psicopatos dão o verniz das ruas, em março de 2016 foram criados os instrumentos para a repressão dos movimentos sociais e manifestações da sociedade organizada, embora com muitos vetos da então Presidenta Dilma Rousseff, já esta sendo distorcida e utilizada pelo poder repressivo das forças conservadoras que interpreta a lei da forma que quiser, em maio de 2016 começa o GOLPE , denominado de Processo de Impeachment, para que a Democracia sobreviva, o atual chefe de governo tem de renunciar até o dia 31 de dezembro de 2016,  é única forma legal da Democracia voltar a ser exercida pelo povo através do voto, caso isso ocorra após 1 de janeiro de 2017, o congresso elegerá o novo presidente pelo restante do mandato,  neste caso, o atual “mandatário” será derrubado no inicio de 2017 com a coalisão do Centrão com o PSDB na liderança, golpeando o presidente decorativo, e  o congresso elegerá um novo presidente pelo restante do mandato, o eleito será Aécio Neves ou alguém do PSDB, a democracia virará pó e será cheirada pelos donos do poder, do congresso ao executivo, com anuência do STF. Não haverá direito nenhum, para ninguém. Deste Mundo Novo, já somos todos, vítimas.

    Uma das poucas saídas que temos é a renuncia do temer antes do dia 31 de dezembro de 2017, mas tolo e embevecido, acredita em seus aliados, assim como acredita que não é golpista, não percebe em sua estultice, que não é a mão que manuseia as cordas, mas marionete.

    Não entende que a credibilidade de um traidor é zero para os homens de bem e só serve aos que o manipularam e tão logo o serviço sujo seja feito, será descartado pelos que se beneficiaram de sua atitude e vilipendiado pelos que sofreram por sua causa.

    Infelizmente, ao que parece, ele não tem estatura para ser um estadista ou democrata. (SMJ- Salvo Melhor Juízo)

    «Ut stuppae flamma, sic transit gloria mundi» (Breve como a chama numa estopa é a glória mundana.

  66. Alerta, alerta, alerta, Aécio

    Alerta, alerta, alerta, Aécio será presidente.

    O atual chefe de governo tem de renunciar até o dia 31 de dezembro de 2016,  é única forma legal da Democracia voltar a ser exercida pelo povo através do voto, caso isso ocorra após 1 de janeiro de 2017

    20 CENTAVOS JUNHO DE 2013 x ARTIGO 81 DA CF JUNHO DE 2013

    Um Mundo Novo está sendo implementado, foi pensado, planejado e está sendo executado, em junho de 2013, os jovens brigavam pelos 20 centavos liderados pelo Movimento passe Livre (apartidário), o MPL foi sequestrado pela direita e pela mídia golpista, ao mesmo tempo o congresso, de olho no poder, preparava seu Plano e regulamentava o artigo 81 da constituição reestabelecendo as eleições indiretas para presidente, governadores e prefeitos, após perderem as eleições em 2014, encontram na figura de Eduardo Cunha o psicopata ideal para levar em frente sua trama, o psicopatos dão o verniz das ruas, em março de 2016 foram criados os instrumentos para a repressão dos movimentos sociais e manifestações da sociedade organizada, embora com muitos vetos da então Presidenta Dilma Rousseff, já esta sendo distorcida e utilizada pelo poder repressivo das forças conservadoras que interpreta a lei da forma que quiser, em maio de 2016 começa o GOLPE , denominado de Processo de Impeachment, para que a Democracia sobreviva, o atual chefe de governo tem de renunciar até o dia 31 de dezembro de 2016,  é única forma legal da Democracia voltar a ser exercida pelo povo através do voto, caso isso ocorra após 1 de janeiro de 2017, o congresso elegerá o novo presidente pelo restante do mandato,  neste caso, o atual “mandatário” será derrubado no inicio de 2017 com a coalisão do Centrão com o PSDB na liderança, golpeando o presidente decorativo, e  o congresso elegerá um novo presidente pelo restante do mandato, o eleito será Aécio Neves ou alguém do PSDB, a democracia virará pó e será cheirada pelos donos do poder, do congresso ao executivo, com anuência do STF. Não haverá direito nenhum, para ninguém. Deste Mundo Novo, já somos todos, vítimas.

    Uma das poucas saídas que temos é a renuncia do temer antes do dia 31 de dezembro de 2017, mas tolo e embevecido, acredita em seus aliados, assim como acredita que não é golpista, não percebe em sua estultice, que não é a mão que manuseia as cordas, mas marionete.

    Não entende que a credibilidade de um traidor é zero para os homens de bem e só serve aos que o manipularam e tão logo o serviço sujo seja feito, será descartado pelos que se beneficiaram de sua atitude e vilipendiado pelos que sofreram por sua causa.

    Infelizmente, ao que parece, ele não tem estatura para ser um estadista ou democrata. (SMJ- Salvo Melhor Juízo)

    «Ut stuppae flamma, sic transit gloria mundi» (Breve como a chama numa estopa é a glória mundana.

  67. Meu comentario

    O PT arca o ônus de ter sido 13 anos governo. Com efeito, o PT foi o único grande partido efetivamente “partido político”. Explico: no Brasil, a tradição partidária não é forte. Os políticos se organizam no Congresso e nas Assembleias legislativas em bancadas, em que o interesse setorial é mais importante que o interesse partidário. A esquerda sempre buscou construir partidos fortes e contemporâneos com seu próprio tempo. Foi o caso do Partidão, embora na ilegalidade. Com a redemocratização, Brizola e companheiros procuraram recriar o PTB – não veio a sigla, vindo o PDT. Este prometia ser um partido sério e moderno. Mas já nasceu velho e não soube se renovar. Se nos anos 1980, o PDT era o principal partido de esquerda no Brasil e até hoje é o único partido brasileiro membro da Internacional Socialista, nos anos 1990 já dava sinais de esgotamento e de anacronismo. Mesmo nos melhores momentos do PDT, nos anos 1980, o partido não conseguiu visibilidade nacional, se reduzindo ao RJ, ao RS e a outros pequenos redutos herdeiros do trabalhismo do velho PTB. Para ter quadros a nível nacional, permitiu a adesão de nomes sem nenhum vínculo com o trabalhismo, a socialdemocracia e a esquerda. Com a morte de Brizola, seu partido morreu ideologicamente e está politicamente perdido. Há esperança em se reencontrar agora, com a adesão dos irmãos Ferreira Gomes – embora seja verdade que se Ciro tem muitas boas qualidades, uma delas seguramente não é ser um político de partido. Uma dissidência do PDT, o PSB, buscando ser uma continuação do bom e velho PSB dos anos 1940-1960, não conseguiu crescer com as próprias pernas, apesar de importantes adesões como de Miguel Arraes e de egressos do PDT, PCB e do PT. Para crescer, o PSB teve que ceder ao fisiologismo e fazer um jogo duplo entre esquerda e direita. Desde a morte de Eduardo Campos, deixou o jogo duplo e se tornou um “não-partido” e um abrigo seguro para os políticos de direita. O que sobrou do Partidão, o PPS, se contentou, sob comando ditadorial de Roberto Freire, em alimentar os interesses pessoais e políticos do próprio Freire gravitando entre PT e PSDB – desde 2004, se reduziu a um braço “progressista” da direita brasileira mais reacionária, um light and soft PSDB. O PcdoB se contentou em ser um satélite do PT, sendo sempre uma alternativa para os petistas e demais eleitores que não acreditam mais no PT e que preferem se manter “lulistas”, por assim dizer. Em certo sentido, o PcdoB é mais lulista e mais dilmista que o PT e mais disposto a defender o campo progressista que o PT liderou nos 13 anos que esteve no poder federal do que o próprio PT. O PSOL vem surpreendendo positivamente nos últimos anos. Se no início do partido, o mesmo pecou por um antipetismo inconsistente e imaturo, com o passar do tempo, o partido compreendeu bem que pode representar uma parcela da população, ainda que pequena, que gosta e defende Lula, Dilma e o PT e que, não obstante, acredita que os governos Lula e Dilma erraram por não ter feito, em 13 anos, nenhuma guinada claramente à esquerda, e que se sentem enojados pelo pragmatismo do PT no Congresso e as alianças que o PT fez com a direita em diferentes estados e municípios e a formação conservadora dos ministérios. Falta ao PSOL uma identidade própria, não ser apenas uma oposição de esquerda ao PT. Considero tanto o PSOL como o PcdoB verdadeiros “partidos”, junto com o PT, mas lhe faltam densidade eleitoral. Desde a prisão de José Dirceu e José Genoíno, o PT apresentou sinais claros de erosão. De fato, é natural, em uma democracia de massas, que um partido não aguente ficar muito tempo no poder. Explico: os melhores quadros do PT estavam trabalhando no governo federal ou haviam vencido disputas nos governos estaduais ou municipais. No Congresso e nas Assembleias legislativas houve, em todo o Brasil, um declínio, em termos de qualidade, do parlamentar petista. E o que havia de “pior”, por assim dizer, isto é, políticos burocratas e ruins de voto, estes passaram a controlar a máquina partidária. Se o PT de uma federação de partidos e tendências internas se tornou o principal e o maior partido socialdemocrata e trabalhista das Américas e um dos principais partidos de esquerda no planeta, isso se deve ao gênio e ao trabalho de Dirceu, Genoíno, Gushiken, Gilberto Carvalho e Lula. Dirceu está condenado à prisão perpétua; Genoíno está doente e humilhado; Gushiken faleceu; Carvalho está isolado; Lula, além de idoso, tem que fazer tudo e está sendo vítima de campanha semelhante ou pior daquela que levou Vargas ao suicídio. Agora que houve o golpe, o PT precisa repensar a si mesmo, não se reduzir a ser o partido do Lula. Houve, nos últimos anos, um processo de “despartização” do PT, isto é, o PT se aproximou da natureza de partidos como PMDB, PSDB, PTB, PR ou, agora, o PSB. Estes partidos são, na verdade, “não-partidos”, meras entidades a serviço tanto dos caciques das respectivas siglas como dos interesses das diferentes bancadas. O PT precisa urgentemente corrigir esse percurso, sob o risco de se tornar definitivamente um “não-partido”, apenas uma aglomeração de políticos, sem programa, sem ideias. Nesse quadro, há cinco alternativas: 1. A fusão de diversas siglas de esquerda em uma nova sigla. Prós: Seria ótimo para o PT. Seria uma maneira de se renovar sem muito trabalho. Obrigaria necessariamente a abrir espaço para companheiros e camaradas que têm outra leitura política. Abriria espaço também para outras tendências do PT que divergem do rumo que a sigla tomou sob Rui Falcão. Contra: faltou combinar com os russos. O PCdoB, o mais fiel dos aliados do PT, teria dificuldade em abrir mão do centralismo democrático e de sua estrutura bolchevique e organização leninista. Uma nova sigla não seria marxista, e o PCdoB não teria um espaço aí. Caso tivesse, seria algo lamentável, pois o eleitorado comunista perderia seu representante – embora ainda exista o PCB, que é um partido eleitoralmente minúsculo e sem representatividade. O PDT seria o parceiro natural do PT. No entanto, há dois limites. O PDT é um partido centralizado; não me parece realista Lupi abdicando de seu poder absoluto dentro da direção nacional do partido. Outro limite é que muitos quadros do partido não são mais ou, em alguns casos, nunca foram nem trabalhistas nem de esquerda. Prova disso é que os três senadores da sigla votaram pelo “sim” ao golpe. O PSOL provavelmente já faz a leitura de que é melhor estar sozinho por ser o herdeiro natural dos despojos do PT e, por conta disso, dificilmente se arriscaria na aventura de se fundir com o PT. O PSB é hoje um partido fisiológico e de direita, embora mantenha alguns quadros fiéis ao ideário do partido – estes quadros, provavelmente, seriam os mais entusiastas de um novo partido de esquerda. Os nomes de esquerda, que estão em outras siglas, como uma parte considerável da REDE e o senador Roberto Requião (PMDB), poderiam aderir a um novo partido. No entanto, também não me parece realista contar com isso. O pessoal da esquerda que foi para a REDE está hipnotizado e realmente acredita que a REDE é a solução para todos os problemas brasileiros. Requião é, a meu ver, um excelente senador e foi o melhor governador da história do Paraná; não obstante, Requião sempre fez e desfez no PMDB paranaense autocraticamente; não seria agora que ele abdicaria de sua confortável posição de coronel do PMDB local e de déspota esclarecido no PMDB nacional – no interior do Paraná, o PMDB é o maior e mais influente partido. 2. Funda-se um novo partido de esquerda e este se funde com o PT. Outra alternativa seria a fundação de um novo partido. Este poderia ser fundado pelos membros do PSB que discordam da guinada à direita que o partido fez nos últimos anos. Nesse sentido, já existe o Movimento Cidadania, encabeçado por Luiza Erundina, e que está em processo de ser legalizado como partido. Poderia ser este partido se fundir com o PT e nascer daí um novo partido. Ou outra sigla ser fundada. Prós: seria uma solução cômoda para o PT e uma boa saída para a militância do PSB que está descontente com os rumos do partido, além de abrigo seguro para políticos de esquerda que estão descontentes em suas siglas atuais. Contras: o PSD também foi fundado para se fundir com o PSB e isso não aconteceu. Nada garante que a fusão acontecerá. No Brasil já há 35 siglas; a fundação de uma nova parece ser algo bizarro. 3. Forma-se um bloco de esquerda ou uma frente ampla A formação de uma frente ampla com diversos partidos de esquerda, movimentos sociais e sindicatos seria a solução, a meu ver, mais simples e a melhor. Cada partido guarda sua estrutura própria, sua própria organização e história, e se engaja em uma frente maior e ampla, se comprometendo em estar juntos, como bloco unido e coeso, tanto na oposição como no governo. Um partido não lideraria a frente, e a frente estaria “a frente” de qualquer partido individualmente. Prós: há o exemplo do Uruguai em que uma frente ampla obteve sucesso. O PT poderia se reinventar, se reelaborar. Nomes de outros partidos, que não o PT, poderiam crescer e com o apoio do PT, sem desconfianças. Obrigaria cada sigla a se desenvolver e a dar voz à militância. Contra: uma frente ampla contaria, inicialmente, com os seguintes partidos: PT, PDT e PCdoB. O PT precisaria necessariamente passar por um processo revisionista e abdicar da posição de líder natural e de suas pretensões messiânicas. Fará isso? O PDT precisaria passar também por um processo revisionista: o partido quer ser efetivamente “democrático” e “trabalhista”? Acho que apenas o PCdoB estaria pronto e fechado para uma frente ampla. Ademais, é preciso deixar portas abertas para outros partidos que queiram aderir à frente. 4. Um misto entre as alternativas 1, 2 e 3. Funda-se um novo partido com a fusão de duas ou mais siglas de esquerda. E esta nova sigla forma uma frente ampla com outros partidos de esquerda. Prós: o exemplo francês. Até 1969, as duas principais forças de esquerda, na França, eram o Partido Comunista e a Seção Francesa da Internacional Operária (SFIO). Os comunistas, mesmo sendo individualmente, a maior ou a segunda maior (atrás dos gaullistas) força político-eleitoral na França nunca conseguiu chegar ao poder. A SFIO, por sua vez, conseguiu vencer as eleições parlamentares de 1936 e formar um gabinete presidido por Léon Blum. Depois, na IV República, a SFIO perdeu sua influência e se aliou com partidos de centro e mesmo de direita para formar gabinetes, no geral efêmeros e de curta duração. Com a V República, a SFIO entrou em crise e se sentiu obrigada a se repensar. Em 1962, foi organizada a Fedération de la gauche démocrate et socialiste, uma frente ampla que abrigava tanto a SFIO como os liberais de esquerda abrigados no PRG (Partido Radical de Esquerda), a Convention des institutions républicaines e outros partidos menores de esquerda. Em 1965, a SFIO, que era o maior partido da frente ampla, apoia um candidato de um partido pequeno e muito menor que a SFIO: François Mitterrand. E Mitterrand foi ao segundo turno e deu trabalho para De Gaulle, que venceu Mitterrand por pouco. Em 1969, a SFIO se fundiu com outros partidos menores e de esquerda e nasceu o PS, o Partido Socialista francês. Este novo partido, por sua vez, sempre formou uma frente com os de tradição radical e liberal que formam o PRG e, nos momentos decisivos, esta frente contou com a adesão do Partido Comunista. O exemplo francês e a trajetória do Partido Socialista até chegar a presidência com Mitterrand (alguém que nem pertencia ao quadro do SFIO) podem iluminar na hora de se montar uma trajetória para nascimento de uma nova sigla e a formação de uma frente ampla. Contra: a complexidade do Brasil. Um novo partido e uma frente ampla precisa ser coesa, não apenas a nível federal, mas também a nível estadual e municipal. É verdade que os munícipios têm vida eleitoral própria e que uma coesão desse nível é praticamente impossível; no entanto, está coesão a nível estadual é condição de existência para a sobrevivência da frente ampla a nível nacional. 5. Ficar tudo como está. Parece-me, desafortunadamente, o mais provável… De toda maneira, mesmo que o PT fique como está ou mesmo que caia na ilegalidade, em úlátima anlise, isso nada importa. A esquerda representa uma parcela importante do país. Em um país grande e complexo como o Brasil, conservador e patrimonialista, escravocrata e moralista, a esquerda sempre será uma alternativa. Não se mata a esquerda; ideias não morrem, a esperança sempre ressurge.

  68. Mossack Fonseca

    Bem lembrado o episódio do escritório brasileiro do Mossack. Na época um delegado declarou: “é maior que a lavajato”.

    Decerto algueḿ foi no ouvido deste delegado e disse: foco, meu filho, temos que pegar o nine.

    …..

    Não conseguiram pegar o nine, pelo menos até agora. Não é o caso de investigar o Mossack?

    Seria uma forma de salvar a lava-jato porque no rumo que vai caminha para o descrédtio total.

  69.  
     
    INFORME AOS JORNALISTAS

     

     

    INFORME AOS JORNALISTAS ESTRANGEIROS *** Márcio Sotelo: Nunca haverá um powerpoint denunciando FHC e a compra de votos para a reeleição 16 de setembro de 2016 às 11p4 (…) FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.viomundo.com.br/politica/marcio-sotelo-nunca-havera-um-powerpoint-denunciando-fhc-e-a-compra-de-votos-para-a-sua-reeleicao.html#comment-978797

    INFORME AOS JORNALISTAS ESTRANGEIROS *** Márcio Sotelo: Nunca haverá um powerpoint denunciando FHC e a compra de votos para a reeleição 16 de setembro de 2016 às 11p4 (…) FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.viomundo.com.br/politica/marcio-sotelo-nunca-havera-um-powerpoint-denunciando-fhc-e-a-compra-de-votos-para-a-sua-reeleicao.html#comment-978797

  70. O bom é que sabemos que são

    O bom é que sabemos que são os inimigos da justiça e da democracia. As máscaras deles caíram e a sociedade entendeu o jogo sujo. Eles perderam toda moral e credibilidade… Lula é um diamante protegido por forças nacionais e internacionais… as forças do povo… Eles abusaram da verdade, tiraram partido, mexeram no íntimo de nossos corações…

  71. MPF sem partido

    O Brasil precisa de movimentos como:

    MPF sem partido, PGR sem partido, STF sem partido, Judiciário sem partido, Polícia Federal sem partido, TCU sem partido, Jornalismo sem partido, etc…

    • Desculpe, caro Vitor, mas

      Desculpe, caro Vitor, mas Jornalismo é firma privada. A Globo, a Abril, o OESP, a Folha são firmas, empresas que têm donos, não são órgãos do estado e por isso não têm obrigatoriamente compromisso com isenção. O Jornalismo, mesmo sendo privado, pode ter compromissos com a verdade ou pode não ter. As firmas que formam o oligopólio brasileiro do produto jornalismo não têm.

      A consciência disso, a meu ver, faz toda diferença.

      • A única discordância é em

        A única discordância é em relação a TV Globo que é uma concessao pública…de resto concordo com vc ,apesar de que o maior problema que eu acho não é a mídia ser partidária e sim fingir isenção como a Folha,Estdão Veja, etc,mesmo nos EUA os jornais se posicionam em editoriais sobre seu candidato predileto,mas isso fica claro para os leitores e eleitores, ao contrario do Brasil onde fingem ser imparciais

  72.  
     
    “Depois que se morre,

     

     

    “Depois que se morre,
    todo mundo é bom!
    Enquanto isto,
    matemos os vivos!”

    Lei I dos criminosos Marín(ho) da Globo organizações mafiosas

    “Depois que se morre,
    todo mundo é bom!
    Enquanto isto,
    matemos os vivos!”

    Lei I dos criminosos Marín(ho) da Globo organizações mafiosas

  73. Tucano assumindo a presidência interinamente no lugar do Temer??

    Isso é um delírio….falta combinar com os russos…

    Alguém acredita que o Congresso vai eleger o Aécio ou Serra via colégio eleitoral???

    O PMDB não aceitaria punhalada pelas costas, se unir PMDB/centrão e PT/esquerda o PSDB fica minoritário. O PT há meses sente gosto de sangue na saliva, pode voar pena pra todo lado…

    Mas eles tem a Globo, grande coisa, esqueceram das “invasões bárbaras (google, twitter, facebook, blogs)

    O Gilmar pode ser cassado, a não retirada dos direitos políticos da Dilma foi um recado claro ao Temer.

    Não há força para uma agenda neoliberal com retirada de direitos, o centrão começa a ter essa consciência.

    Novas eleições é muito difícil de acontecer, deveria ocupar a presidência um nome de consenso no parlamento para conduzir o país até 2018 e nesse período realizar uma reforma política que pelo menos ponha fim as coligações proporcionais.

    • Politica

      Esse cenário é bem provável. Antecipar as eleições eu acho difícil, mas uma forte campanha por diretas já pode garantir as de 2018. Gilmar Mendes sinaliza o golpe via TSE, viabilizando a eleição indireta no ano que vem para colocar alguém mais confiável para os golpista no lugar de Temer. Uma pergunta se coloca: o PMDB topa entregar o governo para o PSDB? Com as dificuldades para enfrentar uma eleição direta em 2018( falta de candidato,impopularidade, pouco tempo) o sonho dos golpistas é adiar o pleito. Mas as coisas aqui se complicam. Qualquer alteração tem que ser feita até um ano antes da eleição, conforme preceito constitucional. Além disso, o voto direto, universal, secreto e periódico, é cláusula pétrea da CF/88. E aí? O STF, por mais omisso que tenha sido até hoje, viabilizando a concretização da cassação da Dilma, esse Tibunal aprova essa reforma constitucional? Acho que ocorrerá um embate político -jurídico de grandes proporções, gerando uma forte repulsa da sociedade  democrática. Acrescente-se a esse panorama o fantasma de Lula ameaçador a sua inegável influência no resultado do pleito, principalmente agora com o reconhecimento do MPF de que não tem provas contra o ex-presidente. Não sei como os golpistas vão sair dessa enrascada, sem contar com o crescente descrédito desse governo perante a população  brasileira e a opinião pública internacional.

  74.  
    Sugestão de pauta para os

     

    Sugestão de pauta para os blogueiros ‘sujos’

    # contatar jornalistas internacionais no sentido de tentar obter a agenda do “juiz” DEMoTucano militante sérgio ‘mor(T)o’ nas plagas da CIA do Tio Sam;
    # solicitar do MPF detalhes oficiais [e não oficiais, por óbvio!] das atividades desenvolvidas pelo servidor público sérgio moro nos EUA

    Viva a Transparência Brasil!
    Ou a ‘ditabranda’ já foi, definitivamente, oficializada ditadura?

    A conferir!

  75. As máscaras dos CANALHAS

    As máscaras dos CANALHAS caíram.  Hoje já sabemos que temos um percentual da população puramente fascista. O pior é saber que não se deve contar com as instituições em nenhuma hipótese.  Também pudera, praticamente importamos quase todas as nossas instituições. 

    Mas nada supera CLASSE MÉDIA se achando elite para se aliar a Fiesp, Shell, EUA etc.

  76. Xadrez da Aritmética da Denúncia do MPF

    Uma conta simples:

     

    Dos 6,2 BIlhões desviados pelo esquema, 3,7 MIlhões foram em benefício de Lula, segundo o MPF. Então em pergunto: que chefe de quadrilha é esse que se contenta 0,06% de todo o butim? Pelamordedeus! A conta não fecha, qualquer Paulo Roberto Costa levou muito mais que isso…

  77. Sua excelencia os fatos.A

    Sua excelencia os fatos.A eles.As aves de rapina,de mau agouro e das trevas,não terão vida facil enquanto não calarem Luis Nassif.Essa aterradora Operação Lava Jato,nunca teve outro proposito senão de exterminar a maior liderança politica do País,e o partido que o abriga,o PT.Essa Operação foi pensada,montada e levada a cabo,de fora para dentro.Sergio Moro,um provinciano,e seus assesclas,não teriam o tirocinio necessario para levar adiante,com seus percalços,uma Operação desta envergadura.Foi montanda,financiada e engendrada nas entranhas do ventre do fundamentalismo religioso americano/buchiano.Perguntar não ofende.Por onde anda o Dr.Moro?Está em solo americano do norte,recebendo comenda e dando palestras,informam-me meus indiscretos botões.Mas isso eu digo toda sexta-feira quando saio de casa para trabalhar,com um nem me espere para jantar.A identificação de um bandido hoje no Brasil,não se dá atraves dos crimes que pratica.Basta olhar um Pastor com uma Biblica debaixo do braço,caso tipico deste Procurador Dallagnol,um capadócio.Peço venia ao editor,para adentrar no seu Xadrez.Registrei por diversas vezes em meus comentarios,que esse embroglio todo,nada mais era que uma briga de quadrilhas.Adiante.Essa crise toda só terminara,quando comecarem brigar entre si.Anota o editor no seu Xadrez:”É quebra pau no saloon de faroeste”.Esta é minha aposta.De olho estou  em Eduardo Cunha,apesar da pouca importancia dada pelo Xadrez.Se o laço no pescoço de Cunha apertar mais que a cassação imposta,ele acionará o botão vermelho,e aí será o que Deus quiser quando a aurora raiar.Uma bomba andante,um psicopata.Adiante.Em consonância com minhas observações,anota o editor no seu Xadrez,a precariedade dos atores da óprea bufa.Juizes,Procuradores,Politicos(exceto Renan Calheiros,se esconde debaixo da mesa da Presidencia do Senado,e ninguem o acha),Blogueiros,Delegados e Delegadas Federais,Bate Paus da Imprensa,o escambau de Mussurunga,todos de uma rudeza de fazer inveja ao sardinha Rodrigo Maia.Quando o meu amigo editor fala que Lula deve se precaver com sua segurança fisica,haja vista,que o fator morte passa ser prova e não evidencia,ele comete plágio.Quem alertou o editor para esse fato,fui eu.Se ele transferiu para Lula,vale dizer, que os dois me devem “royalties”.Como não tenho apego a bens materiais,me satisfaria com os devidos agradecimentos.Os dois são dois queridissimos irmãos.É como os tenho.

    • Nenhum comentario elogiando

      Nenhum comentario elogiando meu comentario,dos cadastrados daqui,principalmente na parte que enfatizo a necessidade de garantias de vida,para Lula e o editor do blog.De quem e a culpa?Respondo peremptoriamente,sem qualquer duvidas,ser de um senhor de oculos que posa com ares do gala Matt Damon.Foi dele a invencao de um tal efeito manada.Esse comentario esta sendo feito na esperanca que Da.Lourdes Nassif nao esteja de folga.Ele e adepta da justeza mais just a.

  78. Anotem aí:

    Quanto ao estado do Sr. Ex-Presidente Luis inácio (sou simpatizante do PCB, nunca morri de amores por ele, mas merece deferência)…

    ViIVO

    Se solto, influencia decisivamente 2018, pelo simples fato de ser a única grande liderança política no país. Trabalhará na contínua denúcia do golpe, com resultados incertos (a meu ver) junto ao “povão”. Cenário duvidoso para os golpistas;
    Se preso, vira “mártir” e o país se incendeia de vez. Quem ele apontar ganha 2018. Cenário de pesadelo para os golpistas.

    MORTO

    Dependendo das circunstâncias da morte, em liberdade, vira mártir, com incêndio subsequente mais violento que no caso de prisão. Cenário de pesadelo para os golpistas para 2018, ou no mínimo duvidoso mesmo que não haja “martirização”. Se quiserem eliminá-lo enquanto preso, terão que mantê-lo semi-incomunicável (totalmente incomunicável, vira mártir). Cenário duvidoso para os golpistas para 2018.

    Parece-me que há três formas dos golpistas se “garantirem”: mantendo o Sr. Ex-Presidente quieto (mas vejam as “sinucas-de-bico” acima); SEM 2018; ou AMBAS as hipóteses.

    E o que enxergo como estratégia para mantê-lo quieto é terrível: ele não será condenado, mas D. Marisa o será! Independente d’ele calar-se ou não, a fim de que sejam oferecidos abrandamentos à condenação de D. Marisa, haverá simultaneamente a ofensiva para impedir 2018 (o primeiro passo já foi dado: a ação contra a chapa vencedora de 2014 só será julgada ano que vem, inviabilizando eleições diretas antes de 2018; a elocubração quanto ao desenrolar do enredo no momento é difícil).

    Na engrenagem do golpe, há pelo menos uma “grande aresta” a ser aparada: Temer e Cia. estão no papel de jagunços do PSDB, e sabem do risco que correm de futuro descarte via enroscos judiciais (do contrário, a ação contra a chapa vencedora em 2014 proposta pelo PSDB teria ido para o ralo logo após a deposição fraudulenta da Sra. Presidenta Dilma). Renan Calheiros já deu sinais de que não aceita esse papel sem garantias. Certamente Temer e Cia. também não. Mas o quê têm eles para contrapor a cassação da chapa? Algo que pode ser usado são os dois pedidos de impedimento do sr. Gilmar Mendes, não por coincidência à frente do TSE e que manteve consigo a ação mencionada. E, no meio dessa barafunda, o Sr. Ex-Presidente.

    Os golpistas (todos eles) têm um “pepinaço” nas mãos…

    • Se matarem Lula, por mais

      Se matarem Lula, por mais revoltado que o povo fique, vai faltar o candidato.

      Vamos lançar quem ??? Aquele prefeito que não consegue nem 10% em sua cidade ?

      O povo vai quebrar tudo, destruir tudo, passado o luto, vai votar em Tucano mesmo ou em quem conseguir chorar a morte do lula com falsidade mais convincente…

       

  79. AÇÃO POR CERCEAMENTO DO DIREITO DE DEFESA

    É Claro que da forma como foi apresentada a denúncia do Ministério Público pelos procuradores, quanto pela mídia, Lula foi julgado e condenado no instante da apresentação, em qualquer país desenvolvido o processo seria considerado nulo de pleno direito. Não cabe ao Ministério Público fazer um “circo destes”, acredito que se Lula entrar com ação  ele facilmente anulará este espetáculo pirotécnico, até porque como bem disse o nobre procurador els não tem “provas” mas sim “convicção”.

  80.  
    … O golpe

     

    … O golpe jurídico-midiático que se arrasta desde o antanho do criminoso julgamento de exceção do Mentirão!

    E se o STFede quiser, realmente, fazer um modesto mea culpa, que trate de libertar os presos políticos José Dirceu, Henrique Pizzolato, João Vaccari Neto…

    Ou, então, teremos, apenas e tão somente, mais trolololó e mimi mimi juridiquês!

    ***

    KAKAY: DENÚNCIA CONTRA LULA CONTRARIA TESE DO MENSALÃO

    Ao afirmar, na denúncia oferecida que o ex-presidente Lula era o chefe do mensalão, o MPF contradisse a sua própria tese na Ação Penal 470; a avaliação é do criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay; para ele, a PGR já havia aplicado de forma errada a teoria do domínio do fato com Dirceu para agora afirmar que era o ex-chefe da Casa Civil que recebia ordens de Lula; nos dois casos, diz Kakay, os procuradores não agiram com base em provas, mas em suposições — algo que o advogado considera “muito grave”

    16 DE SETEMBRO DE 2016 ÀS 15:21

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/255639/Kakay-den%C3%BAncia-contra-Lula-contraria-tese-do-mensal%C3%A3o.htm

  81. Gambiarra

    Concordo com o comentrista Wilson Ramos. O último depoimento de Léo Pinheiro deu uma broxada geral nos agentes do Mal da Força Tarefa. Foi como acionar o extintor de incêndio no fogão da Lava Jato. O resultado foi essa gambiarra de PPT, que ofendeu inclusive a Merval Pereira, o golpista society.

    Segundo Pepe Escobar (vídeo abaixo), a Força Tarefa, no seu início, foi municiada de um quantidade extraordinária de informações sigilosas levantadas pela NSA para destruição do monopólio da Petrobras e enfraquecimento dos BRICS. São inimigos (os procuradores da FT) e trabalham contra o Brasil, portanto.

    Segundo M. Bergamo, Moro está hoje está nos EUA supostamente para receber um prêmio por sua integridade e caráter (!!!). Pergunto: que PORRA esse canalha tanto viaja pros EUA?

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=_RP8Wk01-C8%5D

  82. É triste o que estamos a ver:

    É triste o que estamos a ver: um ministério público federal de quem se fala ter plano A, B e C – tudo com o fito de eliminar Lula da luta política.

    O MP não deveria funcionar com planos. Sua função numa democracia não é demolir adversários de sua luta política. O MP não deveria nem estar nessa lida política, apenas para falar o óbvio que, dadas as circunstâncias do Brasil, já deixou de ser tão óbvio assim. Há muito não se vê no MPF a luta pela democracia e pelos direitos dos cidadãos. A batalha do MPF é derrubar Lula e PT, até o fim. E não aceitam nada que não seja a derrota completa e incondicional do inimigo.

    (É bem capaz de Lula ser morto dentro de uma cadeia… Não me surpreenderia nem um pouco.)

  83. Falácia jurídica

    O MP disse, literalmente, na TV que a prova de que Lula é o dono do imóvel reside no fato de que o nome dele não consta de nenhum documento legal que o ligue ao mesmo. Segundo o “gênio” que explicava, a ause~encia de conexão entre Lula e o imóvel é “prova” de que ele tentou ocultar a propriedade. Há, há….

    Da mesma forma, sou dono do Palácio de Versailles!!! Ou mesmo do ap. de Higienópolis do FHC! Alguém quer comprar?

  84. EUA premiam Sérgio Moro

    Moro não esteve essa semana no Brasil. Segundo a Folha de SP, estava nos EUA, supostamente, para receber um prêmio por seu caráter e sua honestidade (!!!). Como diria Obelix, esses romanos são loucos.

    Sobre o tema, Stanley Burburinho perguntou há pouco no Twitter:

    “O que aconteceria se um juiz dos EUA quebrasse grandes empresas americanas, rivais de empresas russas, e viajasse constantemente para a Rússia?”

    • Pesquisa sobre as viagens do Moro

      Não está na hora de se investigar e criar uma massa de informações sobre essas idas e vindas desse Moro e membros do MPF e PF aos EUA? Tá parecendo coisa de receber instrução. O que acham? Nassif? E parabéns pelo Blog.

       

  85. Reorganização da esquerda e futuro do PT

    Comentarei apenas o ponto relativo à previsão a respeito das esquerdas e do PT.

    1. O PT cometeu muitos erros, mas dizer que prenuncia-se o fim do partido é puro catastrofismo. Qual legenda no campo da esquerda não cometeu erros primários nesse turbilhão de cretinice, traição e degradação institucional engendrada pela direita encastelada no judiciário, no congresso, na mídia e em segmentos da sociedade? O PC do B vinha negociando havia meses apoio a candidatura vitoriosa de Rodrigo Maia. O PSOL, excetuando alguns parlamentares, lavou as mãos e quase se comportou como o PSTU. O PT manteve-se firme, dividido em algumas circunstâncias, na defesa da soberania do voto popular, liderando a resistência e a luta contra o golpe, inclusive em âmbito Internacional.

    2. A despeito de ter sido e estar sendo criminalizado diuturnamente desde pelo menos 2005, as filiações do partido são ascendentes.

    4. PT / Perseu Abramo são institucionalmente a mesma organização. Não comecemos agora a antever compartimentações.

    5. Novas referências se consolIdaram: governador Wellignton Dias, Paulo Teixeira, Waldir Dhamous, Lindemberg, Gleisi, Rogério Correia, para citar apenas alguns entre tantos.

    Como disse Lula no seu emocionante pronunciamento de 15/9, nós petistas temos que cerrar fileiras na defesa deste que é um dos principais patrimônios da classe trabalhadora brasileira: o PT.

    MAS DEVEMOS RECONHECER TAMBÉM O REVIGORAMENTO DAS ESQUERDAS EM SEU CONJUNTO.

    O principal indício deste revigoramento: as lideranças e referências que despontaram e/ou se consolidaram em meio a tanta cretinice e mediocridade “a la janaina paschoal”, entre as quais citamos: os jovens estudantes secundaristas, Povo sem Medo, Levante Popular da Juventude, blogueiros, mídia ninha, jornalistas livres, este blog, Carina Vitral, governador Dino, Jandira Feghali, Jean Willys, senadora Graziotin, Boulos, Roberto Requião, dente outros.

    A ESQUERDA, TODA A ESQUERDA, SAI DESTE TURBILHÃO DE CRETINICE, TRAIÇÃO E DEGRADAÇÃO GERAL DO PAÍS MUITO, MAS MUITO MAIOR DO QUE ENTROU.

  86. Debate força tarefa lava jato e Geraldo Prado 10 medidas MPF
    Procurador da Republica da força tarefa da lava jato em Brasília X Professor Geraldo Prado sobre as 10 medidas contra a corrupção – Ibccrim – agosto de 2016.

    A partir de 58 min Geraldo Prado mostra como o Ministério Público tomou o lugar das forças armadas como “árbitro” dos conflitos no país.

    https://youtu.be/WZ1g00AJfRk

  87. Pior

    Na minha opinião, pior do que os ativistas políticos criminosos (denúncia vazia é crime e “convicção” nada prova) da operação Delenda Lula, também conhecida como Lava Jato é o chefão, sem cujo patrocínio o crime  não ocorreria. O tal patrocinador está tão de acordo com os criminosos que até agora não se pronunciou. 

  88. Vez por outra me afasto da

    Vez por outra me afasto da educacao que trago de berco,por coacao moral irressitivel.E o caso de Jo Soares e umas tais meninas nao tao meninas assim,que ele cinicamente apresenta.Trata-se um poltrao,convertido a galeria dos que possuem pouca vergonha.Tinha esperanca de ser indicado Ministro da Cultura dos governos petistas.Seu descartamento o fez transformar em um Cristovam Buarque mais gordo,ou num Fernando Gabeira mais magro.Um cretino,tambem acometido de senilidade.

  89. Peças 4 e 5

    Eu vou me concentrar-me nas peças 4 e 5 do xadrez, mais vinculadas a uma questão política sem o nível medíocre da acusação em termos jurídicos. A situação do governo golpista passará por testes cada vez maiores. Problemas internos e externos se acentuarão cada vez mais para aquela coalizão. Do lado da oposição de resistência, resultados eleitorais fracos em outubro deverão deslocar o centro político da esquerda e forçar a reorganização para 2018.

    Temer é realmente um político menor e frágil, com vulnerabilidades na ação do Tribunal Superior Eleitoral, bem como na própria Lava Jato que são mais consistentes do que as acusações imputadas ao presidente Lula. Os interesses políticos são realmente de curto prazo, visando comprar o máximo de sobrevivência para manter poder e influência, atender interesses regionais e tentar neutralizar qualquer tentativa da Lava Jato contra eles. Na Bahia, Geddel é visto como irresponsável, ganancioso, que faz escolhas tão equivocadas que fizeram ser mais fraco do que poderia, e corrupto até por aliados. O poder federal é visto como uma forma para não depender tanto de ACM Neto e reconstruir uma base de poder própria. As concessões serão um prato cheio para isso, como as companhias de saneamento e os aeroportos que já estavam sob a influência deles.

    Mas as ambições de longo prazo existem e podem criar choques enormes com os setores do PSDB que desejam total hegemonia a partir de 2018. Em São Paulo, Temer busca solidificar um polo de poder próprio, ao lado de Serra e Kassab, usando Marta. O grande mentor da aliança é o chanceler que por sua maneira truculenta pode criar uma fissura irreparável com Alckmin. Há uma enorme probabilidade de Marta tirar João Dória Junior de um eventual segundo turno, com votos úteis até de eleitores de esquerda. Mas tal aliança pode jogar pela direita também, se mostrando mais reacionária que o PSDB tradicional, com figuras como Paulo Skaf e Alexandre de Moraes. Aécio, sem poder em Minas, pode se ver forçado a repetir a adesão a um governo peemedebista, caso a Operação Acrônimo consiga derrubar Fernando Pimentel. E o pior é que não há nenhum árbitro no seio tucano que possa pacificar o partido e dar um norte comum. O “patriarca” FHC não conseguiu nem influir na escolha do candidato a prefeitura de São Paulo. Aécio tem a vantagem de ter o diretório nacional e Alckmin tem o controle de São Paulo.

    Hoje, a figura que poderia desequilibrar o jogo nacional é Gilmar Mendes. Ele controla a pauta do TSE e da Segunda Turma do STF (responsável pela Lava Jato). Ele é muito ligado ao PSDB, mas possui interesses particulares, bem como relações pessoais que podem decidir toda a situação. Na decisão que salvou Russomanno, ele foi decisivo para fortalecer um candidato ligado à Igreja Universal, aliada do governo golpista, além de ser uma ameaça direta contra o candidato de Alckmin, agradando José Serra. E ele passou a criticar o processo da Lava Jato, após a deposição da presidenta Dilma.

    Na Câmara, o governo golpista não poderá contar com os que traíram Cunha para aprovar medidas impopulares, pois quem trai um amigo em nome de popularidade, não vai querer aumentar idade de aposentadorias. O núcleo de oposição de 100 a 120 deputados é frágil, mas qualquer defecção da antiga oposição (PSDB e DEM) ou de elementos do Centrão poderá produzir derrotas sólidas. A eleição de fevereiro promete.

    No PMDB, a força moderadora é Renan Calheiros, um político muito político, mas que possui ainda alguns traços de sensibilidade social. É do Nordeste, região mais prejudicada com as políticas concentradoras do governo federal, além de ser pai de um governador. Qualquer tentativa de restrição de direitos pode ser uma tragédia eleitoral maior que uma acusação da Lava Jato. Mas sua influência tende a se enfraquecer a partir de fevereiro, quando sairá da presidência do Senado. Ele tentará emplacar o sucessor, Eunício Oliveira, também nordestino, mas principal inimigo de Ciro Gomes, aliado importante do PT. Eunício se absteve na inabilitação para não arriscar perder votos dos que disseram não ao golpe. Um ataque da Lava Jato a Renan e seu grupo pode fortalecer a ala tucana, mas tiraria qualquer possibildade de maioria no Senado. O PSDB tentará apoiar uma candidatura avulsa. Mas um acordo dando a Câmara é o cenário mais provável.

    A inabilitação de Lula é um risco que nem a própria direita quer tomar. Significa jogar 25% a 30% dos votos no limbo, disponíveis para qualquer candidato que teria chances reais de vencer a eleição. 2018 seria uma eleição tão arriscada que muito provavelmente eles precisariam contar com a hipótese de adiamento para tentar um “vôo de galinha” na economia. A tentativa de fazer a eleição ser em 2020 daria o tempo para que o polo apoiador do golpe consiga se unificar.

    Marina terá muita dificuldade de fazer campanha, caso a atual legislação se mantenha. O PPS é facilmente cooptável e o PSB é presidido pelo desafeto Carlos Siqueira. Até mesmo uma intervenção favorável da família Campos seria complicada. E por mais que a Rede tenha elementos progressistas, Marina dificulta um mínimo de repactuação com a esquerda. O apoio à inabilitação é de uma estupidez enorme.

    A eleição municipal aponta um cenário bastante difícil para o PT. No Centro-Sul do país, o partido perdeu nomes e candidaturas petistas ou do PC do B são superadas pelo PSOL em muitos lugares. E o voto petista tem migrado por utilidade para a alternativa menos conservadora. Isso será muito negativo e visto como uma posição favorável ao golpe. Mas por outro lado, onde há oposição ao golpe, as candidaturas de esquerda são viáveis. O centro político da esquerda brasileira vai ter que sair do Centro-Sul para o Nordeste. As lideranças mais preparadas e fortes estão lá, como os governadores Wellington Dias, Rui Costa e Flávio Dino.

    A reforma eleitoral vai forçar uma compactação partidária, mas a maior necessidade é uma democratização interna que permita burocracias mais abertas e o surgimento de novas lideranças. O PT não vai poder se fechar e controlar sua vida interna para pacificar a política de alianças. A abertura de espaços coletivos, além do espaço partidário, vai ser essencial para a legitimação desse novo momento e retomada de espaços perdidos.

    Lula é a maior figura política do Brasil, pois os campos se organizam ao seu redor. E nenhuma pessoa mais do que ele sabe que uma reorganização do campo nacional, democrático e progressista deve ser feita de acordo com novos parâmetros. A lógica da governabilidade por maioria e submissão aos aliados, sacrificando o próprio partido, está superada. Mas o seu legado de políticas públicas é fundamental para qualquer esboço de política de esquerda no Brasil.

  90. “A comprovação final seria a

    “A comprovação final seria a investigação das contas do escritório Mossak Fonseca, especializado em lavagem de dinheiro. O tríplex em questão era de alguém com conta em paraiso fiscal montada pelo escritório. Mas, assim que se depararam com uma conta offshore em nome da família Marinho, a Lava Jato interrompeu as investigações sobre a Mossak Fonseca. Nada mais se disse, nada então vazou” (Nassif).

    ———

    Conforme a defesa de Lula,  “O imóvel que teria recebido as melhorias, no entanto, é de propriedade da OAS como não deixa qualquer dúvida o registro no Cartório de Registro de Imóveis … Após visitar o Edifício Solaris e verificar que não tinha interesse na aquisição da unidade 164-A que lhe foi ofertada, ela optou, em 26.11.2015, por pedir a restituição dos valores investidos. (Matricula 104801, do Cartório de Registro de Imóveis do Guarujá), que é um ato dotado de fé pública”. http://www.jb.com.br/pais/noticias/2016/08/26/indiciamento-de-lula-e-marisa-e-uma-peca-de-ficcao-afirmam-advogados/

     

    Uma ligação da revista Epoca, da Globo, levou a PF a antecipar as buscas da operação Triplo X, que visava achar provas contra Lula, mas acabou achando, na mesa de um dos presos na operação, documento que citava Paula Marinho, herdeira da Globo (http://www.viomundo.com.br/denuncias/panama-papers-confirmam-viomundo-filha-de-joao-roberto-marinho-pagou-a-mossack-empresa-a-servico-de-delatores-e-traficantes-em-2009-foram-7-mil-dolares-para-reativar-vaincre-llc.html). Curioso é que a própria reportagem da revista conta que os investigados – que foram presos e logo foram soltos, após alguns blogs descobrirem as ligações da Globo com a Mossack – ficaram assustados com a ligação telefonica da revista e puseram-se em seguida a destruir documentos. Sabendo-se hoje do caso da mansao de Parati, pode-se imaginar o porquê do susto com uma ligação vinda da reportagem daquela revista.

     

    “Nova fase da Lava Jato mira na OAS, mas pode acertar Lula

    MP diz que todos os apartamentos do condomínio onde ex-presidente tem triplex reservado serão investigados

    DANIEL HAIDAR| DE CURITIBA

    27/01/2016 – 21p5 – Atualizado 27/01/2016 21p5

    P { margin-bottom: 0.21cm; }A:link { }

    Numa conversa telefônica gravada em 22 de janeiro pela Polícia Federal, uma jovem responde ao pai, atarefada: “Daqui a pouco eu vou. Só vou terminar de picar os papéis que a máquina parou, tava esperando ela voltar”. A conversa foi o estopim para a deflagração da operação Triplo X, a 22a fase da Operação Lava Jato. A jovem era Carolina Auada e o pai era Ademir Auada, um dos responsáveis na empresa panamenha Mossack Fonseca pela abertura de offshores destinadas a esconder a origem do patrimônio de clientes.

    Ademir e Carolina destruíram documentos depois que uma das interlocutoras do escritório, a ex-funcionária da Bancoop Nelci Warken, ligou preocupada. Nelci se assustou quando a reportagem de ÉPOCA tentou entrevista-la sobre a offshore Murray Holdings. Nelci foi procurada porque tinha, teoricamente, enfrentado a Murray Holdings em um processo judicial em que ficou acertado o repasse de oito imóveis de Nelci para a Murray Holdings. Nelci não quis responder a ÉPOCA quem era o responsável pela Murray e o motivo do repasse dos imóveis. Mas ficou preocupada a ponto de acionar comparsas para destruir provas da offshore.

    P { margin-bottom: 0.21cm; }A:link { }

    A destruição de provas motivou um mandado de prisão temporária contra Nelci e outras cinco pessoas ligadas à Mossack Fonseca. Os investigadores suspeitam que Nelci seja laranja de um misterioso proprietário de um triplex no condomínio Solaris, no Guarujá, registrado em nome da Murray Holdings …” 

    P { margin-bottom: 0.21cm; }A:link { }

    http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2016/01/nova-fase-da-lava-jato-mira-na-oas-mas-pode-acertar-lula.html

     

  91. Esculhambação geral

    O Temer e seu ministério estão ai para não me deixar mentindo sozinho. 

    Quem manda no mundo parece que encheu o saco, se os daqui não querem melhorar, então deixa esculhambar de vêz.

    Os partidos políticos estão piorando em vêz de melhorarem, as instituições governamentais foram cooptadas por carreiristas que não veem a hora de se lambuzarem no poder.

    Só nós, o povo brasileiro é que podemos por cobro a esta bandalheira.

    Sem vontade popular, vamos para o fundo do poço.

    Costuma acabar em guerra situações como esta, o planeta está cheio e exemplos.

  92. TÁ!

    E se eles resolverem fazer uma encenaçãozinha com Aécio ou Serra ou Padilha ou Moreira, um indiziozinho de araque, uma ação da PF na casa de um deles apenas para inglês ver e depois prender o Lula, dizendo, “ó, nós não somos parciais, tamos atrás dos tucanos, tbm”???

  93. De volta para o futuro

    Num  raciocínio simplista, partindo do princípio de que o mal deve ser combatido pela raiz, nada mais lógico que a Lava a Jato queira acabar com o PT.  Se o partido dos trabalhadores é ou não é a gênese da corrupção do Estado ,é uma questão que gera controvérsias e está dividindo a nação. Lula , seus seguidores e simpatizantes vão lutar para , no mínimo, hastear a sua bandeira de hosnestidade e de salvador da pátria. Daí, o segundo passo inevitável virá com a derrota dos “meninos” e sua turma seguido pelo sprint rumo a 2018. No meio do caminho tombarão Moro, Janot, Temer, entre outros. Mais do que uma jararaca é a poderosa Fênix que resurgirá . O tempo , só tempo é quem pode mostrar a foto da desilusão.

  94. Atualização BOMBA: FREUD explica CURITIBA!

    BOMBA: “Freud explica” aquele espetáculo patético de Curitiba! Tenho~convicção~e tenho~prova~também! Testemunhal! Do próprio! 

    Denúncia de “corrupção” em Curitiba? Na verdade, atentado ao pudor: Brasil obrigado a assistir à ejaculação precoce de um adolescente afeito à masturbação

    Por Romulus

    – “Denúncia” em Curitiba foi, na verdade, um atentado ao pudor: Brasil foi obrigado a testemunhar a ejaculação precoce do adolescente. E num sexo solitário: era apenas masturbação do jovem.

    – O perfeito casamento entre ignorância, “limitação intelectual” e má-fé. E ainda: inglês “the book is on the table” + PowerPoint nível corrente chata de email + conhecimentos de Ciência Política, Geopolítica e Economia – e até de Lógica! – dignos de um secundarista de província.

    – Memes… muuuuitos memes: dfinitivamente “a internet não soube lidar” com os PowerPoints do Dallagnol.

    – O pior é que, no final, cabia a nós fazer a pergunta clássica: foi bom para você quanto foi para mim, “doutor”??

    – E para fechar: Ciro d’Araújo, sem dó nem piedade, desnuda (oh!) o tal do adolescente afeito à masturbação. Ciro é fera: conta até por que Moro saiu correndo para devolver o passaporte da mulher do Cunha.

    – Mas não antes de uma BOMBA: “Freud explica” aquele espetáculo patético de Curitiba! Tenho~convicção~e tenho~prova~também! Testemunhal! Do próprio! 

    *   *   *

    Parte 1: ejaculação precoce do adolescente afeito à masturbação

    Instado até por leitores, ia escrever sobre o vexame da “Torça Farefa” da Lava a Jato em Curitiba ontem.

    Não preciso.

    O Nassif (“Denúncia inepta da Lava Jato expõe o Ministério Público”) e o meu amigo Ciro d’Araújo (como verão no final deste post) esgotaram o episódio. Assim, sinto-me dispensado de comentar aquela “ejaculação precoce” de adolescente – em não mais que uma masturbação! Um sexo solitário, auto-estimulado e sem outro destinatário além do praticante – que o Brasil inteiro foi obrigado, constrangido, a testemunhar ontem em rede nacional. Auto-estímulo egoísta… egocêntrico. Até mesmo um tanto autista… completamente descasado da realidade e do “pudor” da sociedade, ali ao redor.

    E o pior: nem assim! Nem no “cinco contra um” o cidadão teve bom desempenho!

    Ejaculação precoce, frustrada… para ele e para os seus. E momento paradigmático da expressão “vergonha alheia” para o resto de nós.

    O pior é que, no final, cabia a nós, alheios àquela sessão de masturbração, fazer a pergunta clássica:

    – Foi bom para você quanto foi para mim, “doutor”??

    A acusação daquele dia?

    Não pode ser outra:

    – Atentado ao pudor!

    E por falar em “pecado”…

    Pecado para mim é escrever “porque” no lugar de “por que”. Critérios diferentes…

    Mas fazer o quê? O cara só pensa “naquilo”… tá na “fissura”:

    À guisa de introdução ao que o Ciro diz no final do post acrescento apenas o seguinte:

    Comentava, no post de ontem (“Golpe: não basta raposa no galinheiro. Faltam mapa$ das mina$!”), que uma frustração minha é nunca ter “embarcado” numa plataforma de petróleo. Uma vez quase rolou uma visita, lá na Bacia de Campos.

    Eram outros tempos…

    Boom das commodities, Brasil menina dos olhos do mercado e do mundo, subindo de 7a para 6a economia, maior descoberta de petróleo em 3 décadas e o coroamento, com “graduação” do pais diante dos demais: a escolha para sede das Olimpíadas do “distante” 2016.

    Bons tempos:

    Quem diria que seria tão fácil de sabotar?

    Quem da minha geração, aquela que cresceu na redemocratização, cogitava que pudesse haver, no seu tempo de vida, um golpe de Estado?

    Digo, no Brasil – e não no Paraguai ou em Honduras. Ou na África.

    Quem poderia saber que 3 corporações do Estado – Judiciário, MPF e PF – iam se fechar numa guerra de tudo ou nada contra um dos polos políticos, pouco importando a terra arrasada que fica pelo caminho?

    Quem poderia saber que a mídia, jogando contra seus interesses econômicos não imediatos, ia articular esse exército?

    Quem poderia supor que a elite do funcionalismo público – procuradores e juízes federais concursados – regiamente pagos e com caros cursos de pós-graduação no exterior – fossem tão simplórios? Com conhecimentos de Ciência Política, Geopolítica e Economia – e até de Lógica! – dignos de um secundarista de província?

    Aliás, até conhecimento de Inglês lhes falta… o que não deixa de ser algo um tanto bizarro para esses americanófilos que confundem a narrativa a que assistiram na Disney – a “Disney” real e a figurada – com a História real dos EUA e com o funcionamento real das suas instituições.

    Anoto a falta de conhecimento do Inglês porque tenho hoje um certo ceticismo com relação ao aproveitamento que essa “elite” possa ter feitos dos cursos a que “assistiu” no exterior. Como pode alguém que fez um LL.M., mestrado jurídico (!) de um ano, em Harvard (!!), como o juiz Sergio Moro, traduzir expressão tão fundamental para o Direito como “rule of law” de forma – pseudo! – literal, como “a regra da lei” (sic)?!

    Sim, o juiz Moro o fez neste ano, numa sentença da Lava a Jato. Talvez na dos grampos – duplamente! – presidenciais. Já não lembro ao certo…

    Questiono hoje o aproveitamento das leituras e das aulas em Harvard de alguém que nunca percebeu que “rule of law” – de novo: expressão fundamental! – significa, na verdade, “império da lei”. Ou até mesmo “Estado de direito”!

    Se não sabia disso, o que terá compreendido do restante?!

    A sério: erro primário desses nem estagiário meu, na primeira semana de trabalho, cometeria. Isso porque se cometesse não teria sido nem contratado. Ora, já no processo seletivo eu cobrava – e eu mesmo fazia questão de corrigir – tradução de um texto jurídico em inglês.

    Diante da minha seleção – demasiado criteriosa? – é certo que não teria tido o prazer de ter o “Dr.” Moro – “Dr.”? Ele tem doutorado? – como estagiário.

    Mas os de Curitiba conseguem ir além:

    Os slides de Powerpoint do Dallagnol hoje não deixam dúvidas: trata-se do perfeito casamento entre ignorância, “limitação intelectual” e má-fé.

    Atenção! É neste slide em que a “Torça Farefa” (sic) determina a condução coercitiva do Sérgio Abranches. O intelectual não sairá da prisão preventiva do Moro até delatar esse tal  de “presidencialismo de coalizão”. E a paternidade do Lula, é claro!

    Dallagnol indo além no Pacote Office: ousou com as fontes no Word também.

    Mas ele é um menino tradicionalista: depois de brincar com as fontes, voltou à Times New Roman, 12, preto, espaço símples, texto justificado. Glória!

    Tá maluco? É claro que Dallagnol não entendeu esse meme. Vocês realmente acreditam que ele viu “Pulp Fiction”?! Não… enquanto crescia ele assistia a filmes com as aventuras da cachorrinha Lessie, a amiga da vizinhança.

     

    Por outro lado, tem gente do pá virada – será “encosto”? – que fuma um bagulho estranho e tem “brainstorm” muito mais interessante…

    “Procurador literário”. E sem medo de polêmica! É o Dallagnol ou Professor Antônio Cândido na foto? Fiquei confuso…

    Já já o Ciro te explica essa história… aguenta aí! A Claudia Cruz não vai a lugar nenhum! Oh, wait…

    Dallagnol esquece por um breve momento os hinos de louvor e se aventura com os Beatles. Mas não se preocupem: o menino não chegou nem perto de “Lucy in the Sky with Diamonds”. Tá amarrado e repreendido! Isso é coisa de tucano! Meia tonelada que voa de helicóptero…

    Ninguém segura! “Brasil Grande!”, “Brasil Potência!”. Olha o resultado das delações “de peso”: Kepler, Copernicus, Galileo e Newton. Como se diz no meu Rio de Janeiro: “Te mete com a “Torça Farefa” pra tu vê o que te acontece, mané!”… “Faca na Caveira!”… “Olha o Caveirão subindo o morro!”…
    “Ai, que loucura”? Não… meme errado…

    “Isentão”: Dallagnol não se deixa influenciar nem mesmo por matérias do oligopólio midiático brasileiro. Haja obstinação!

    Será que Dallagnol está flertando com uma nova fé? Saberemos de tudo logo mais no programa da Luciana Gimenez.

    Sejamos justos: muitos outros no mundo também têm convicções sem ter provas. Por que só pegamos no pé do Dallagnol?

    Até os famosos – e reacionários – “comentaristas de portal” acharam a peça acusatória do MPF um lixo inepto. Pergunta: isso importa no Brasil de hoje?

    Como se perguntou o meu amigo Ciro, enquanto assistia estarrecido à coletiva de imprensa:

    – Na peça acusatória o MPF também pede a prisão do Sergio Abranches, por cunhar o termo “presidencialismo de coalizão”?!

    Ora, tenham paciência: o Brasil é muito maior que as apostilas dos cursinhos preparatórios para concursos públicos!

    Nesse ponto, aliás, tenho que concordar com um ponto pisado e repisado pelo colunista André Araújo, aqui no GGN:

    – Quando que essas pessoas, tão “qualificadas”, conseguiriam os mesmos salários na iniciativa privada?

    Acrescento:

    – Com o inglês do Moro e os powerpoints do Dallagnol?

    Resposta:

    – Nunca!!

    *

    O resultado podia ser outro?

    Se me contassem, nos 4 “gloriosos”, de 2008 a 2012, que estaríamos aqui hoje, nunca acreditaria!

    *   *   *

    Parte 2: Ciro d’Araújo desnuda (oh!) o pobre adolescente afeito à masturbação

    Filme comédia-besteirol “safadinho” dos anos 90. A piada? A masturbação do jovem, ora. Que tinha uma afeição demasiada à “prática”… o que o levava, inclusive, a praticá-la em locais socialmente inadequados, como na frente de pessoas que não queriam testemunhar aquele vexame. Soa familiar?

    Diz o meu amigo Ciro:

    Minha opinião: Força Tarefa de Curitiba sentiu o cheiro do acordão que está desenhado em BSB (e por força tarefa de Curitiba entenda-se MP, PF, Juiz E mídia específica, especialmente a revista época). Não gostaram disso. Gostaram de ser o centro das atenções da política nacional. 

    Aproveitaram decisão crítica do Ministro Teori a pedido da defesa de Lula e a citaram na abertura de sua fala. Declaração essa que o ministro mandou retirar da decisão e disse arrependido de ter feito – depois da entrevista coletiva. Recado mais claro só se uma mão desenhasse MENE MENE TEKEL UPHARSHIM na parede da procuradoria em Curitiba.

    Número, Número, Balança, Divisão – essas são as palavras em aramaico que a mão divina escreve na parede do Rei Belshazzar, descrito pelo livro do profeta Daniel. A interpretação do profeta foi: seus atos foram pesados e achados inadequados, seu reino será dividido.

    Os procuradores de Curitiba, aproveitando a “contextualização” criaram uma peça de elevadíssimo conteúdo político e baixíssimo conteúdo jurídico: “Lula é o general da propinocracia”. Perguntados por que não o denunciaram por isso – jogam a bola para Janot e para o STF. Esperam que a opinião pública os mova na direção de sua inquisição contra a corrupção e que o STF novamente julgue com “a faca no pescoço”. Para isso contam com a mídia.

    Cometeram também outro erro elementar. Erro esse que talvez seja corrigido por Moro, que é mais sagaz. Arrolaram Dona Marisa na denuncia. Podem esperar uma reação corporativa generalizada de todo o espectro político. Existe uma razão pela qual Moro é tão cuidadoso com relação a Claudia Cruz.

    [Romulus: genial, meu amigo Ciro!!]

    “Lula agiu como lobista”… poderia ser uma acusação que se sustentasse com os elementos constantes na denuncia. Húbris (e alguns jornalistas que também sofrem do mesmo mal) os fez mirar mais alto. Com direito a pergunta de jornalista internacional “é necessário usar alguma teoria de direito estrangeira para fazer essa denuncia”? Se referindo, claro, à denuncia que não foi feita, por incompetência jurídica – a de organização criminosa.

    Outra coisa que não contam é com a reação dos verdadeiros donos do poder. O mercado queria tirar a rainha estatista do poder, mas agora quer que as coisas voltem a normalidade. O acordão está desenhado com a aprovação do mercado. Agora podemos voltar à nossa programação normal – mas quem ganhou poder não quer se desfazer dele. 

    Curitiba não quer ceder a condição de capital de volta a Brasília. Cederá, por bem ou por mal.

    A bola vai ficar com Janot. Ele que cuide da guerra civil juridico-política que se instalará. 

    “Quem pariu Mateus, que o embale”, já dizia o ditado.

    E o Ciro fecha com:

    PS:  Nem nos neologismos esse pessoal consegue ser original. “Propinocracia” é versão tabajara da “Tangetopolis” italiana. “Cleptocracia” é uma palavra tão mais bonita e elegante.

    [Romulus: concordo em gênero, número e grau com Ciro. Em tudo. Até com a falta de requinte linguístico na “criação” de neologismos lá em Curitiba]

    *   *   *

    Vídeos aleatórios do dia

    Anote, pervertido: por que “masturbação é pecado”?

    (?!?)

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=U295VScshRU%5D
    Assistir a esse vídeo, mesmo que por apenas uns 30s, deixou algumas coisas claras para mim sobre ontem…

    Sabe… Freud?

    Sabe… sublimação de instintos básicos e os seus reflexos deletérios sobre a personalidade?

    Então…

    Sorry, mas a citação do pai da psicanálise vai em inglês mesmo:

    >> Sublimation of instinct is an especially conspicuous feature of cultural development it is what makes it possible for higher psychical activities, scientific, artistic or ideological, to play such an important part in civilized life. If one were to yield to a first impression, one would say that sublimation is a vicissitude which has been forced upon the instincts entirely by civilization. But it would be wiser to reflect upon this a little longer. In the third place, finally, and this seems the most important of all, it is impossible to overlook the extent to which civilization is built up upon a renunciation of instinct, how much it presupposes precisely the non-satisfaction (by suppression, repression or some other means) of powerful instincts. This cultural frustration dominates the large field of social relationships between human beings we know already that it is the cause of the antagonism against which all civilization has to fight.

    Fala sério!!

    Dr. Freud não era fraco não, hein…

    Olhando a recíproca de outra citação do (esse sim!) “doutor”, chegamos à seguinte paráfrase:

    >> Muuuuuitas vezes um charuto não é apenas um charuto.

    Ôô!!
    “Freud explica” sim… e como!!

    Concluo com um apelo desesperado:

    – Chamem o alienista com urgência! Afinal, “Bagé” não estã tão longe de Curitiba… é questão de Segurança Nacional!

    *

    E, depois do riso, o choro.

    Requiem pelo Brasil:

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=YO7obfP6MJI%5D
    Outra dica do Ciro. O cara joga nas 11!
    E não é de perder tempo com “5 contra 1″… afinal, seus 13 anos já passaram…

    *   *   *

    (i) Acompanhe-me no Facebook:

    Maya Vermelha, a Chihuahua socialista

    (perfil da minha brava e fiel escudeirinha)

    *

    (ii) No Twitter:

    @rommulus_

    *

    (iii) E, claro, aqui no GGN: Blog de Romulus

    *

    Quando perguntei, uma deputada suíça se definiu em um jantar como “uma esquerdista que sabe fazer conta”. Poucas palavras que dizem bastante coisa. Adotei para mim também.

  95. PGR

    Já viram as declarações estapafúrdias do PGR, agora (17/9 às 16 horas) no portal da Globo? Os meninos mimados de Curitiba não estavam sós, ao cometerem o crime da denúncia vazia … 

  96. O que a politica faz

    Sem entrar no mérito do conteúdo jornalístico e nem na fundamentação das informações do texto abaixo, isoladamente poderia ser a leitura de um jornal da década de 1950 até meados da década de 1960. Continuamos os mesmos politicamente, isto é verossímil?

    “Anos atrás, o ex-presidente espanhol Felipe Gonzáles alertou Lula, conforme testemunhou o governador do Piauí Wellington Dias:

    — Lula, prepare-se que eles vão querer te processar, cassar ou prender. Se não conseguirem, vão tentar te matar.

    O alerta, com pitadas trágicas, não é para ser ignorado. O próprio Gonzáles fora alvo de uma caçada implacável, parceria da mídia com o Ministério Público espanhol. Não apenas ele. Trata-se de uma luta política global que tem vitimado, uma a uma, as principais lideranças da socialdemocracia mundial. No caso brasileiro, de forma mais explícita devido ao baixíssimo nível dos principais protagonistas políticos, jurídicos e midiáticos envolvidos.”

  97. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome