O significado do acordo entre Maia e o PSL na Câmara dos Deputados

Caso Maia seja reeleito, partido governista irá comandar Comissão de Finanças e Tributação, Comissão de Constituição e Justiça e terá espaço na Mesa Diretora 
 
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil
 
Jornal GGN – O presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), anunciou nesta quarta-feira (02) que o partido irá apoiar a candidatura de Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara dos Deputados que disputa a reeleição. 
 
Com o acordo, Maia amplia sua estrutura de apoio, e o partido de Bolsonaro também. A aproximação irá garantir ao PSL a indicação à presidência na Comissão de Constituição e Justiça e a entrega da presidência da Comissão de Finanças e Tributação, além de um espaço na Mesa Diretora, na segunda vice-presidência, desagradando outros partidos: o MDB e o PP, este último reivindicava o mesmo espaço ofertado ao PSL. 
 
Segundo informações do Estado de S.Paulo, parlamentares do MDB que apoiavam o PP classificaram a jogada de Maia de “trapaça” e prometem retaliação.  
 
“Quem ofereceu as comissões foi o Rodrigo Maia. Ao aceitar, eles (PSL) estão concordando com a continuação do ‘toma lá, da cá’. Ou seja, vocês vêm pra cá, agregam ao nosso bloco partidário e vamos te dar duas comissões que vocês não tinham direito. Estão trapaceando outros partidos em favor do ‘toma lá, da cá’”, disse o deputado Hildo Rocha (MDB-MA). A retaliação poderá vir com o apoio de integrantes dos dois partidos à candidatura Fabio Ramalho (MDB-MG), adversário de Maia na disputa.
 
Setores do próprio do PSL também não gostaram do acordo, chamando-o de “cavalo de Tróia”, segundo informações da coluna Painel, da Folha de S.Paulo. Um deles é o ministro da Casa Civil e principal articulador da sigla no Congresso, Onyx Lorenzoni que teria se irritado com o acordo. “Uma ala do PSL ainda resiste a Maia e diz que o acerto pode manchar a imagem da sigla”, aponta a colunista Daniela Lima.
 
Por outro lado, outros membros da sigla governista consideram que a aproximação com Maia pode ser decisiva para o partido não ficar isolado, após o fracasso em criar um bloco de oposição ao grupo composto por PP, MDB, PSD e PTB. 
 
Quem também não gostou do acordo foram os partidos de esquerda na Câmara. Agora, para garantir o poder de atuação, integrantes do PCdoB falam na necessidade de trazer o PT, a maior bancada da Câmara, com 56 eleitos, para perto, enquanto parte dos parlamentares do PT estuda lançar uma candidatura de oposição à Maia. O PSOL irá apresentar Marcelo Freixo (RJ) para a disputa. 
 
As declarações de Maia sobre o acordo são dúbias. Disse à imprensa que a aproximação não é com o governo mas sim com o PSL e que irá garantir espaço para os partidos que compõe a Câmara. O parlamentar disse ainda que irá trabalhar para trazer o PT para seu bloco de apoio, e que deixou isso claro ao PSL. 
 
O PSL elegeu mais de 50 deputados em outubro e agora tem na casa 52 parlamentares. Portanto é o segundo partido com mais representantes na casa, atrás do PT. 
 
Com o anúncio, o PRB retirou a candidatura do deputado João Campos, declarando apoio a Maia. O líder do PSDB na Câmara, Nilson Leitão (MS) fez declarações de que seu partido deve fazer o mesmo. 
 
Leia também:  MP que reestrutura Esplanada dos Ministérios pode ser votada hoje, mas com ressalvas

2 comentários

  1. Rodrigo MAIA é democratas 

    Rodrigo MAIA é democratas  ..antigo PFL  ..antiga ala radical da ARENA  ..do gripado, do agripino, ACM, Borhausen e toda sorte de cães raivosos

    Normal agora que o PMDB tb adira

    Gente ligada aos militares até aonde as tripas conseguem unir ..e ao toma lá da cá ..relembre

    Quem não se lembra do AGRIPINO quase chorando pedindo pro DUDA MENONÇA desmoronar com o CX2 do PT na CPI do mensalão ?

    ou em furia, acusar DILMA de ser mentirosa por, NEM SOB TORUTURA, ter entregado colegas na ditadura ?

    aquilo tudo não presta, é o pior que a evolução humana poderir permitir

    https://www.youtube.com/watch?v=Tiyezo1fLRs

    https://www.diariodocentrodomundo.com.br/a-ligacao-da-foto-fake-de-marielle-e-marcinho-vp-com-jose-agripino-presidente-do-dem-e-a-bancada-da-bala/

     

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome