Tucano usa CPI da Funai-Incra para indiciar Cardozo e poupar ruralistas

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN – A CPI da Funai-Incra entrou na reta final com a apresentaçãao do relatório do deputado Nilson Leitão, do PSDB do Mato Grosso, que não contém o nome de nenhum ruralista entre os indiciados, mas enquadra o ex-ministro José Eduardo Cardozo por suposto crime de improbidade administrativa, entre outras condutas.
 
Segundo reportagem do Estadão, Cardozo também foi acusado de “associação criminosa, apoio a ações de esbulho possessório e retardamento de atos de ofício contra disposição expressa de lei.”
 
“Ao todo, o relatório traz 144 encaminhamentos e indiciamentos, sendo que o Incra acumulou 41 pedidos de investigações e a Funai, 103. Em nenhuma delas qualquer ruralista foi citado, apontou o jornal.
 
“Apesar dos casos frequentes de violência envolvendo acusações de contratação de pistoleiros em casos de morte e violência contra indígenas e camponeses, o relatório não traz nenhum ruralista para o centro das investigações.”
 
O relatório foi alvo de pedido de vistas e deverá ser votado novamente na próxima semana. Se aprovado, o conteúdo será encaminhado ao Ministério Público.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora