Coronavírus: Brasil confirma primeiro caso do novo vírus

O Brasil é o primeiro país da América Latina com um caso confirmado do coronavírus. O homem infectado esteve na Itália, a trabalho, do dia 9 a 21 de fevereiro.

Jornal GGN – O primeiro caso de coronavírus no Brasil foi confirmado nesta terça-feira, dia 25. O teste de contraprova de um paciente que foi notificado como caso suspeito deu positivo. O paciente esteve na Itália, quando os casos começaram a aparecer, foi testado positivo para o vírus no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e submetido ao teste de contraprova no Instituto Adolfo Lutz. O Ministério da Saúde deverá se posicionar nesta quarta, dia 26.

O Brasil é o primeiro país da América Latina com um caso confirmado do coronavírus. O homem infectado esteve na Itália, a trabalho, do dia 9 a 21 de fevereiro.

O Hospital Albert Einstein informou que o paciente foi atendido na segunda, dia 24, e a Vigilância Epidemiológica estadual foi notificada na terça, 25. De acordo com os informes do Hospital, o paciente está em bom estado clínico e sem necessidade de internação, mas em isolamento respiratório que será mantido por 14 dias. O homem está em casa.

Nota da Anvisa informa que solicitou a lista de passageiros do voo que trouxe o paciente para o Brasil na companhia aérea e que aumentou o monitoramento dos voos internacionais provenientes de países onde há casos confirmados da doença.

O Ministério da Saúde divulgou, na terça, que o primeiro teste realizado no paciente tinha dado positivo para o coronavírus, mas que esperava os resultados da contraprova do Instituto Adolf Lutz.

Até esta quarta, 26, mais de 80 mil pessoas foram infectadas e 2.708 morreram em decorrência do coronavírus.

Leia a nota do Ministério da Saúde, antes da divulgação do resultado da contraprova.

Leia também:  Caiado rompe com Bolsonaro e mantém decreto contra coronavírus

MINUTA DE NOTA PARA IMPRENSA

Divulgação conjunta entre MS, SES/SP e HIAE

O Ministério da Saúde, em conjunto com as secretarias estadual e municipal de São Paulo, investiga possível caso de Doença pelo Coronavírus no município de São Paulo.

Em 25 de fevereiro de 2020, após 12h, o Hospital Israelita Albert Einstein registrou a notificação de caso suspeito de Doença pelo Coronavírus 2019 (COVID-19). No atendimento, adotou todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas, coletou amostras e realizou testes para vírus respiratórios comuns e o exame específico para SARS-CoV2 (RT-PCR, pelo protocolo Charité), conforme preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Com resultados preliminares realizados pela unidade de saúde e de acordo com o Plano de Contingência Nacional, o hospital enviou a amostra para o laboratório de referência nacional, Instituto Adolfo Lutz, para contraprova.

Este processo de validação dos resultados está em curso e o Ministério da Saúde divulgará o laudo final da investigação oportunamente. A pasta recomenda, portanto, cautela sobre quaisquer informações que não sejam as oficiais, uma vez que a investigação não está concluída. 

Trata-se de um homem de 61 anos, residente em São Paulo/SP. Traz o histórico de viagem para a Itália, na região da Lombardia (norte do país), à trabalho, sozinho, no período de 09 a 21 de fevereiro. Iniciou com sinais e sintomas (Febre, tosse seca, dor de garganta e coriza) compatíveis com a suspeita de Doença pelo Coronavírus 2019 (COVID-19). O paciente está bem, com sinais brandos e recebeu as orientações de precaução padrão.

A SES/SP e SMS/SP está realizando a identificação dos contatos no domicílio, hospital e voo, com apoio da Anvisa junto à companhia aérea. 

Todas ações e medidas seguidas estão de acordo com os protocolos do Ministério da Saúde e da OMS e diariamente atualizações são informadas em coletivas e boletins epidemiológicos.

 

2 comentários

  1. Eu tô suspeitando que eu tó com o Corona. Porque?
    Ora, pelos sintomas. O principal deles é que eu infelizmente tou precisando fazer um cheque ap geral. Isso mesmo. Geral. Eu preciso ser imediatamente Checked up, não quarentenado, ainda mais na Quarerma, mas a situação tá cada dia pior

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome