Países fazem nova proposta de suspensão de patentes de vacinas, sem apoio do Brasil

Ao contrário da gestão de Jair Bolsonaro (sem partido), 62 governos do mundo defendem a proposta, liderada pela Índia e Africa do Sul. Além disso, outros 40 países manifestaram apoio ao projeto

Reprodução

Jornal GGN – Países em desenvolvimento, com exceção do Brasil, apresentaram à Organização Mundial do Comércio (OMC) uma nova proposta para a suspensão temporária de patentes de vacinas e medicamentos contra a Covid-19. 

Ao contrário da gestão de Jair Bolsonaro (sem partido), 62 governos do mundo defendem a proposta, liderada pela Índia e Africa do Sul. Além disso, outros 40 países manifestaram apoio ao projeto, que beneficiaria as nações emergentes ou em desenvolvimento que foram assoladas pela crise sanitária, como o Brasil.

“Pelo novo projeto, a suspensão de direitos de propriedade intelectual seria válida por pelo menos três anos, tempo considerado como suficiente para permitir que laboratórios em todo o mundo ampliem suas produções e fabriquem versões genéricas das vacinas e outros produtos”, explicou Jamil Chade, em sua coluna no Uol. 

Hoje, 90% de todas as 1,2 bilhão de doses de vacinas contra a covid-19 foram administradas nos países do G-20, que reúne as maiores economias do mundo, enquanto os 40 países mais pobres receberam apenas 0,3% das vacinas.

Chade ressaltou, no entanto, que o projeto “pode não ser suficiente para romper o impasse que acontece na OMC nas negociações sobre patentes. O governo americano deu seu apoio à ideia. Mas deixou claro que apenas aceitaria a iniciativa pra a suspensão de patentes de vacinas, não incluindo outros tratamentos e nem tecnologias para diagnósticos”. Já a “UE alertou uma vez mais na sexta-feira, durante a cúpula do G-20, que não quer uma mudança nas leis de patentes e que aposta num caminho de cooperação entre empresas e países”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome